Textos sobre Mudar

Cerca de 1078 textos sobre Mudar

Citação

Talvez essa minha vontade de querer mudar as coisas, de fazer com que não seja como antigamente me deixe assim, com medo de machucar meu coração. Quero descobrir o que tem atrás desse seu jeito que me deixa sem resposta para nada, que me paralisa por completo.
E no meio desse acerto de contas colocamos em jogo nossas vidas, nossos sentimentos, nosso coração, nós… Por tudo que fomos e o que somos nesse momento, estamos em busca de sermos felizes.”

fer o poeta

Certa vez enquanto morava na Ilha Comprida.. acho que umas duas semanas antes de mudar pra São Paulo. Eu não sabia vender coxinha, então vendia picolé na beira da praia e vendia tudo. Meu salário era o piso da classe, o pagamento era um picolé, mas eu continuava sem dominar a arte da venda pois todo mundo me procurava pra comprar picolé, o que não rolava com as coxinhas. Ninguém te para na beira praia e grita. "OWWW TO PENSANDO EM ENTRAR NO MAR, ME DA UMA COXINHA AÊ. ou "AE ACABEI DE PEGAR UMA ONDA DHORA, DEU ATÉ VONTADE DE COMER UMA COXINHA." Não importa o produto, eu não sei vender no mercado.
mas nesse certo dia, uma lição valiosa eu aprendi... Vendi todos os picolés e o meu salário (um picolé) eu caminhei pela areia ostentando e sem querer ele caiu.. Sem querer podemos perder coisas que não vamos recuperar.

Will Flauberth

Jamais vamos mudar o mundo, mais só de tentar salvar alguma pessoa dele acho que já está valendo, acho nós temos que falar do que sabemos, mostrar o que sentimos e fazer o que ninguém faz... talvez seja uma tentativa inútil mais eu disse "talvez", pois uma tentativa de mudar algo jamais será inútil pois se houve alguma mudança, em alguma dia, foi porque alguém acreditou nessa tentativa que parecia ser inútil...

Realmente é um desabafo por ver que o mundo jamais vai ser mudado a não ser pra pior... mais que nem todos concorda com essa mudança e que alguns vão lutar com o que tiver pra tentar salvar pessoas dessa condição.

Anderson Meditation

E vai adiantar, chorar as pitangas,
passadas?
vai trazer de volta o que você,
perdeu?
vai mudar o seu passado?
Recomece,
corrija seus erros,
Todos nós erramos,
Levanta,
sacode a poera e dá a volta por cima,
porque dias melhores virão...
certamente..virão!

..

Sonia Solange da Silveira..........@ssolsevilha

sonia solange da silveira ssolsevilha poetisa do cerrado

SOU ASSIM NÃO VOU MUDAR

Nasci como todos nascem, ganhei um nome bonito,
Nunca tive apelido, e não cresci em conflito,
As virtudes que eu tenho, são de muitos invejar,
Que tapeia os meus defeitos, sou assim não vou mudar...

Não existe obstáculos, que obstrua o meu caminho,
Deus dá luz força e coragem, quem no escuro anda sozinho,
Nem pra uma china mui linda, eu nunca vou me dobrar,
Não existe mulher nenhuma, que um dia faça eu mudar...

Toda a chinoca buena, não cabresteia pra marido,
Quem mata cachorro a grito, pra mim é tempo perdido,
Vivo do jeito que eu quero, conheço bem meu lugar,
Não gosto de lero-lero, sou assim não vou mudar...

Sérgio o Cancioneiro

Dois dos segredos para a felicidade são; mudar o foco e estipular meta(s).
Jamais esperem que te digam o que se deve fazer. Faça!
Superiores e subordinados é coisa do passado, você é que tem de se auto-gerenciar, cumprir a sua "missão" e o seu "propósito."
Entenda de uma vez por todas que a natureza do trabalho é tornar a pessoa responsável pelas suas ações, assumindo assim responsabilidades.
Esse é o ponto de partida para a felicidade. Acredito Eu! (Guy Barreto)

Guy Barreto

Acredito que um dia virá alguém que vai me inspirar é com quem eu quera mudar minha rotina,mudar meus caminhos,meu coração e a cabeça vai virar.
Onde eu quera dar meu melhor,e ai e sentir que tudo vai fazer más sentido,e as músicas farão mais sentido ainda do que já fazem.
Acredito,sinto,desejo!
LFB.

Lilián Freire Bechi

VOZ

Você quer me mudar...
Quer um rosto bonito
Popular, barbeado
Uma chaga mascarada

Você quer me calar...
Quer me impor doutrinas
Calar meus instintos
Uma mente lavada

Você quer me mudar...
Quer me ver na moda
Engravatado, engomado
Uma alma abafada

Você quer me calar...
Só quer ouvir loas
Que soam como música
Palavras deformadas

Você quer me mudar...
Quer me fazer máquina
Raptar meus princípios
Me tonar mais um na manada

Você quer me calar...
Mas falo, brado, grito!
A minha voz vem de dentro
E eu não calo por nada.

Cássio Jônatas

Do que adianta
Do que adianta mudar o seu olhar, se sua forma de pensar continua sendo a mesma...
Do que adianta mudar a direção, se por onde ir sempre terá espinhos...
Do que adianta planejar o futuro, se você não para de olhar para o passado...
Do que adianta tentar não se ferir, se sempre haverá uma rosa para machuca- lo(a) com seus espinhos...
Do que adianta exigir qualidade das pessoas, se nem você mesmo as têm...
Do que adianta tentar ser perfeito(a), se você nunca será o bastante pra todo mundo, mas sempre será o suficiente para quem te ama...
E do que adianta dizer "eu te amo", se esse sentimento não te interessa.

Thaynara Goulart

Para mudar o mundo não precisamos fazer grandes planos de
governo ou estratégias econômicas 360 graus, e todas aquelas
coisas socialistas que a monarquia de esquerda do século IV
vem tentando nos convencer, que são os extraterrestres
que bolam as conspirações subliminares dos pacotes de
batatas fritas... use apenas sua caridade!

By

Meu Deus, muito forte vale a pena ler essa história irá mudar a sua vida.

O telefone tocou...
- Alô?

- Alô. Luciano?
- Sim. Quem é?
- Não conhece mais a minha voz?
- Não estou conseguindo identificar. Quem está falando?
- Nossa, como foi fácil pra você me esquecer... Acho que não tivemos muito significado...
- Nathasha?!
- Oi...
- Que surpresa você me ligar! Pra quem disse que queria me esquecer para sempre...
- Vai ofender? Eu desligo!
- Fique à vontade, querida. Quem ligou foi você mesmo...
- Não, espere, não vou desligar. Desculpe. É que estou aborrecida, só isso.
- Tá. E o que você quer?
- Nada. Eu só queria ouvir sua voz.
- Só? Então já ouviu. Mais alguma coisa?
- Espere, pare de ser grosso. Não, desculpe, não desligue. É que eu estou me sentindo muito sozinha.
- Foi você quem quis assim, querida. Sorva do seu próprio veneno.
- Realmente você não muda. Só sabe acusar...
- Bom, vou desligar. Tchau...
- NÃO, PELO AMOR DE DEUS, não desligue, espere, preciso te dizer algo...
- Fala logo, Natasha. Tenho que trabalhar.
- Eu estava errada. Me perdoe.
- ERRADA? Você estava errada? Tem certeza disso? Será que não é um pouco tarde pra dizer isso?
- Mas agora eu reconheço...Por favor, amor, me perdoe!
- Agora? Depois que você acabou comigo, querida? Até hoje eu pago o mico do papelão que você me fez passar... Convites distribuídos, acampamento alugado, comida encomendada, viagem paga, meu casamento com você, tudo perdido... (Luciano suspira). Sofri, sofri mesmo. Queria matar você! Droga, por que eu tive que amar você? Mas tudo bem. Já faz dois anos... Ah, meu Deus, dois anos...

- Luciano, pelo amor de Deus, me perdoe!
- Pra que você quer o meu perdão? Você nem ligou pra dizer que já estava com outro cara. Pra que perdão? Vai viajar com ele, vai viver com ele, meu bem... Só me deixe em paz, por favor!
Luciano chora baixinho.
Sem se dar conta, Luciano percebe uma pessoa na porta do escritório.
Era ela. Natasha estava olhando pra ele. Ela falava do celular.
Luciano fica perplexo, alegre e triste - ela está linda, belíssima, muito elegante. Mas seu rosto está abatido, cansado, doente. Na mão tinha uma sacola. Aproximou-se da mesa de Luciano, e, com olhos lacrimejantes, desligou o celular, olhou para ele e disse:
- Oi, amor.
- Oi, Natasha. Pare de me chamar de amor. Você tá um caco, filha!
Olhos baixos, Natasha começa a tirar da sacola algumas coisas: uma caixa do correio com um CD do Demmis Roussos, que Luciano havia enviado de presente no aniversário, uma boneca de porcelana numa casinha de papel, um celular pré-pago, alguns livros devocionais, uma bíblia de Genebra e um pacote de fotografias. Luciano a observava, perplexo, triste, e via as lágrimas de Natasha molharem a fórmica da sua escrivaninha. Cada objeto tirado era uma facada no coração sofrido de Luciano. Algumas coisas lhe custaram caro, ele fizera grande esforço para pagá-las. Mas, pensava ele, se era pra ela, valeria à pena o esforço. Quando tudo terminara, ele se arrependera de tanto gasto desperdiçado...
- Pensei que você havia jogado fora as coisas que lhe dei, Natasha...
- Eu nunca me esqueci de você, Luciano. Eu errei. Errei muito, me perdoe...
Luciano, jovem advogado, lutador com as interpéries da vida, sabia que Natasha poderia estar mentindo, como tantas outras vezes, quando namoravam e mesmo quando eram noivos. Mas havia um quê de diferente no olhar vermelho de Natasha.
- Por que você veio hoje aqui, Natasha? Deu a louca? O que te traz aqui?
- Natasha suspirou, chorou, recompôs-se e disse:
- Estou com câncer, Luciano...
- CÂNCER? Luciano petrificou-se.
- Sim, amor, eu vim me despedir. Saí do hospital à força, pra falar com você e pra morrer em casa...
Luciano não esperava por essa. Veio-lhe à memória uma de suas discussões, onde Natasha, na hora do nervoso, dissera: "E daí, Luciano? Que se dane a igreja, que se dane o pastor, que se dane você, e se Deus achar que estou errada, que me castigue..." Nossa, era como se a cena passasse de novo na mente de Luciano.
- Como foi, Natasha?
- Depois que eu deixei você, amor, fui caindo no abismo, afastei-me do Senhor, fui morar com o André, abandonei a Cristo. Eu estava cega. Mas Deus me amava, Luciano. Se eu não fosse dEle, estaria numa boa agora, bem com o André, bem comigo e pronta pra ir pro Inferno. Mas, por amor, Deus veio corrigir-me. Ele repreende e castiga a quem ama. Ele me ama, Luciano! Estou doente. Mas estou bem, porque estou podendo vir até você pra pedir perdão! Nunca fui feliz, nunca tive paz, saí de casa com 3 meses de vida a dois. O André me batia, me traía, eu fugi.
- E ele não foi buscar você de volta?!
- O André foi assassinado, Luciano. Tráfico de drogas.
Luciano estava perplexo.
- Luciano, estou voltando pro Senhor, estou me preparando pra partir. Mas tenho que receber o seu perdão, amor! Sei que nunca irei compensar o que lhe fiz, mas... por favor... ME PERDOA, AMOR!

Luciano olhou para aquele resto de mulher - outrora tão orgulhosa, ostentando tanta beleza e auto-suficiência, confiando tanto em seu corpo e em sua fulgurante beleza, e agora, bonita ainda, mas notadamente pálida, enferma, cheia de hematomas nos braços, pescoço e pernas, e triste, profundamente triste, a implorar-lhe perdão para morrer em paz!
Cena patética! Ali estava quem Luciano mais amara na vida, quem mais o fizera sofrer, a depender de uma palavra apenas, para morrer em paz!
"Hora da vingança", veio-lhe à mente. Claro, agora seria a hora da revanche! Mas Luciano era um moço crente, de bom coração, e seria incapaz de reter a bênção para aquela a quem tanto amara e que, infelizmente, ainda tanto amava e tanto o fazia sofrer...

Quer que eu perdoe você, Natasha?

SIM, PELO AMOR DE DEUS, Luciano! Nunca mais tomei a Ceia do Senhor, nunca mais louvei ao Senhor com alegria, nunca mais fui membro de igreja, não agüento mais! Aceito as conseqüências, mas, por favor, diga que me perdoa!

Enxugando as lágrimas, refazendo-se, Luciano olhou-a no fundo dos olhos, tomou as suas duas mãos, que estavam frias como as de um defunto, e lhe disse, num terno sorriso misericordioso:
Querida: desde que você foi embora eu já havia lhe perdoado. Mas, se você quer escutar e sentir paz, ouça-me: EU PERDÔO VOCÊ POR TUDO QUE ME FEZ. VOCÊ ESTÁ LIVRE EM NOME DE JESUS!

Natasha tremeu. Gritou "aleluia", sorriu, chorou, e caiu desmaiada.
Logo o assistente de Luciano veio ajudá-lo, e, colocando-a no carro, levaram-na para o hospital. Luciano tinha o telefone de toda a família ainda, ligou e avisou. Em uma hora todos estavam ali na recepção, tristes, aflitos, alguns desesperados. Chegou o pastor. A família implorou-lhe que fosse até a UTI orar com ela. O pastor, que conhecia o Luciano, olhou bem pra ele, pensou, fechou os olhos em oração, e, a seguir, falou:

Quem tem que entrar é o Luciano. Vá lá, Luciano. Eu conheço o diretor da UTI, pedirei autorização.

EU, PASTOR?

Sim, filho. Ela é o seu amor.

FOI, PASTOR...

Não, filho. Deus o uniu a ela novamente, ainda que seja na despedida.

Luciano não sabia o que fazer. A família, desconsolada, chorava, mas a mãe, certa do que tinha que ser feito, empurrou o Luciano até a porta, dizendo: "Vai, filho, corre, antes que seja tarde!"

Ah, aquele corredor que dava para a UTI parecia não ter fim! Cada passo dado era uma lembrança: o primeiro beijo, a primeira maçã-do-amor, o primeiro jantar, o primeiro por-do-sol juntos; o dia em que viajaram num encontro missionário, o dia em que foram juntos à praia e que ele deu de presente a primeira rosa! O jantar de noivado, os telefonemas, tudo. Não sobraram recordações da tragédia, da traição, do desprezo. Na verdade quem ama guarda as más experiências numa sacola furada. E Luciano fez assim.
Vestido com o jaleco, a máscara e o sapato de pano, Luciano entrou.
Vários boxes onde pessoas definhavam. Lá estava Natasha, no número 6. Estava no respirador artificial, cuja sanfona funciona como um pulmão e faz um barulho horripilante. Estava linda, mas totalmente ligada a aparelhos, notadamente cansada, em coma, morrendo. Luciano sentiu sua dor. Chorou. Tremeu. Segurou forte a mão de sua amada.
Pensou em Cristo, que dera a vida pela noiva, pensou em Oséias, que aceitou a esposa adúltera novamente, pensou em Deus, que tantas e tantas vezes tratou a Jerusalém com compaixão. Quem era ele para não perdoar? Quem era ele para não acolher?
Então orou.

"Senhor, o que posso dizer? Minha garota está morrendo! Ex-garota, claro. Mas mesmo assim está doendo, Pai! E eu sou impotente diante de tudo isso! Essas máquinas, esse cheiro de éter e de carnes inflamadas, esse barulho infernal, meu Pai, o que posso dizer? Que deixe a minha garota morrer em paz? Sim, Senhor, leve-a para a tua glória! Eu a amo! Mas sei que tu a amas mais do que eu! Abençoa a Natasha. Em nome de Jes...

Subitamente Luciano pensou em completar a oração com o seguinte pedido:
"Mas, Senhor, se ainda houver um espaço para ela viver para ti, recuperar parte do tempo perdido, se na tua infinita misericórdia não for demais, por favor, Senhor, cura a tua serva. Ela já sofreu bastante, ela aprendeu, Senhor. Até eu, que fui o mais ofendido, já a perdoei! Por favor, Senhor, se der, devolve-lhe a vida! Mesmo que não seja pra viver comigo. E agora sim, em nome de Jesus. Amém".

Por favor, me avisem - disse Luciano aos familiares - , me avisem quando tudo terminar. Quero estar presente.

E foi embora. Tirou a tarde para viajar, seu hobby preferido: foi pra uma cidadezinha próxima, ver o pôr-do-sol.

PARTE FINAL

No caminho, ao longo da rodovia, seus pensamentos corriam mais que o vento: por que tudo isso estaria acontecendo? As coisas não poderiam ter sido mais fáceis? E agora? Ele, no carro, ela no hospital, a lembrança daquelas máquinas monstruosas de prolongar a vida não lhe saíam da memória... As lágrimas corriam, misturadas à poeira do vento seco do caminho.
Revoltado com tudo isso, parou o carro no acostamento. Encontrou uma estradinha de terra. Devagar, como a seguir um féretro, entrou pela rota dos sitiantes. Subiu devagar a montanha, encontrou um mirante.
Parou, abriu a porta, e, num grito de dor e lamento, chorou. Ah, como chorou! Seu pranto escorria pela porta do carro. Os pássaros, assustados, aquietaram-se nas árvores, contemplando aquele misto de dor e revolta. Parecia que todo o mundo fazia silêncio em respeito a tanta dor.

Deus, por que? Por que? Por que? Por que tive que amá-la? Por que tive que vê-la? E agora, Senhor, o que fazer? E se tu a levares? O que será de mim? Eu já estava quase esquecendo, Senhor! Agora tudo volta a doer! Senhor, Senhor...

Cansado de tanto chorar, entrou no carro e deitou-se, estendendo o banco para o fundo. Travou a porta, colocou uma fita de música clássica e desfaleceu. Ali estava um moço de valor, que amava e que lutava entre sua vontade e a vontade de Deus.Sonhou durante o sono, no delírio da febre. Sonhou estar na igreja.
Viu o pastor a pregar, e, ao seu lado estava Natasha, bonita e sorridente. Lá do púlpito o pastor dizia: "Aquele que amar mais à sua mulher, mais do que a mim, não é digno de mim - palavras de Jesus!" E, aos poucos, o sorriso de Natasha foi sendo coberto por uma neblina e desaparecia. Assim acordou.
Assustado e cônscio de que Deus falara com ele, pôs-se a orar, dizendo:

Senhor, sei que é difícil, mas tenho que fazer isso. Confesso que estou revoltado, ó, Pai. Quero fazer a minha vontade, não a tua. Eu não estou conseguindo aceitar a tua vontade, caso seja a de levá-la embora! Sei que estou errado, Senhor, e sei que é isso que quisestes me falar. Senhor, sou teu servo e quero te obedecer. Se irás tirar a
Natasha mais uma vez, tira-a, apesar de mim. Por mais que isso doa,
Senhor, prefiro assim: não quero perder-te Senhor. Só me ajude e console o meu coração... Tu sabes o que será melhor para ela, e também melhor para mim. Em nome de Jesus, amém.

Voltou a dormir.
Toca o celular.

Alô?

Luciano?

Sim, sou eu.

Aqui é o pastor, filho. Como você está?

Bem mal, pastor. Mas sobrevivendo...

Eu orei por você, garoto. Pedi a Deus para lhe fazer suficientemente forte para renunciar, se preciso for. Você quer conversar sobre isso?

Pastor - disse, sorrindo o rapaz, - já o ouvi pregar agorinha mesmo no sonho, já renunciei a Natasha. Está doendo, mas estou em paz.
Obrigado.

Ótimo. Então volte pro hospital, Luciano. A Natasha acordou e saiu do estado crítico. Ela quer ver você...

O QUE??? SÉRIO, PASTOR?

Séríssimo. Vem com calma, mas acelera, filho...

Não levou hora e meia e Luciano estava entregando a chave do carro pro manobrista do hospital.

E a Natasha? , perguntou à mãe dela.

Filho, corre, ela está chamando por você! Vai, filho! Deus está agindo! Eu já a vi, mas ela teima que quer ver-lhe!

Agora o corredor do hospital era longo demais para ele. Se pudesse, daria três passos em um, para chegar mais rápido e contemplar o rosto de sua amada. Seu coração estava disparado, pensava no que ouviria e no que diria. O suor lhe escorria pela face e as vistas estavam enfumaçadas. Correu a vestir o jaleco, o sapato de pano, as luvas e a máscara. Box 06. Lá estava ela, e três médicos
palestrando. Ao olharem o rapaz, perguntaram:

Você é o Luciano?

Sim, doutor, sou eu. Por que?

Converse um pouco com ela. Ela gritou o seu nome por mais de meia hora e nos deixou quase loucos! Isso é que é amor! Mas seja breve, ainda não entendemos essa súbita melhora. Temos que medicá-la novamente.

Aproximou-se do leito. Os lábios de Natasha estavam sangrados, a boca ferida, canos haviam saído da garganta, o pescoço estava com fios, braços e pernas com soro, sondas, enfim, uma cena dramática, mas não tanto quanto na última vez. Pelo menos o respirador artificial estava desligado, e em silêncio...

Lu..cia..no.. me.u...a..mor....

Fala, querida, eu estou aqui!

Je..sus....veio..a..qui! Eu..vi!

Luciano deixou as lágrimas verterem de seus olhos, lágrimas quentes e profundas.

Você estava sonhando, querida.

Nã..ão, meu ..a..mor, Je..sus veio...me di..zer.. uma..coi..sa!

Um tanto alegre, mas também incrédulo, Luciano pergunta:

E o que Jesus lhe disse, amor?

Dis.se...que.. vo..cê..me ama..va e..que..es.ta...va... (cof! cof!) es..ta..va. orando lá..num sí..tio.. por..mim...e ..lu..tan..do ...para me renun..ciar..

Luciano gelou. Natasha completou:

E..le.. me..dis..se..que..a.ceitou..a.sua..or.a..ção!

Agora ele estava arrepiado. Não só isso, ele estava com as pernas totalmente moles e adormecidas, num misto de medo e perplexidade.

E sobre você, amor, ele disse alguma coisa?

Dis.se..pa..ra....que..eu não ...pe..casse.. de nno..vo... - Natasha adormeceu.
Natasha!!! Natasha!! Não morra!!!

Calma, garoto - disse o médico - ela só adormeceu. Fique tranqüilo, mas saia agora, temos que seguir os procedimentos necessários.

E assim foi.
Natasha saiu do hospital em 20 dias. Sem explicação convincente, os médicos quiseram impetrar a si mesmos um erro de avaliação e diagnóstico,dizendo que pensaram que havia câncer onde nada existia, mas não sabiam explicar as dúzias de exames, de biópsias, de ressonâncias e de quimioterapias feitas. Claro, grande parte da medicina desconhece o poder de Deus, a misericórdia do Altíssimo. E um câncer desaparecido tem que parecer um mero "erro médico". Mas o milagre acontecera de fato...
Outra tarde, fim de expediente no escritório de Luciano, Natasha de pé em frente à escrivaninha de trabalho dele.

Luciano, de agora em diante eu viverei cada dia como um milagre do
Senhor, e viverei apenas e tão-somente para a glória Dele.

Que bom, Natasha! Espero que você seja feliz! Orarei sempre por você!

Luciano...

Fale, querida.

Quero pedir só mais uma coisa.

Se eu puder atender...

Eu quero me casar com você e ser a sua mulher, a sua companheira, e servir ao Senhor ao seu lado. Eu te amo! Me perdoe por tudo que fiz!

Era tudo o que o rapaz queria ouvir. Sorridente, abriu a gaveta da escrivaninha e tirou uma linda boneca de porcelana, numa casinha de papelão, idêntica à primeira, presenteada quando começaram a namorar. Levantou-se, entregou-lhe a boneca, abraçou sua amada pela cintura, trazendo-a para junto de seu rosto, e lhe disse, com um brilho jamais visto em seu olhar:

Eu perdôo você e quero recebê-la como minha esposa, meu amor. Eu te amo!

Também te amo, querido!

Não se podia descrever o que era mais bonito e brilhante; se o brilho do sol da tarde, clareando toda a sala pelas vidraças, ou se o brilho do beijo de Natasha e Luciano, ao som da mais linda música que o mundo pode ouvir: o palpitar de dois corações apaixonados.
Aliás, apaixonados por Deus primeiramente, e, por causa do Senhor, apaixonados um pelo outro...

LOURDES OLIVEIRA

Só hoje amor

Hoje parei pra pensar,
Como tudo pode mudar
De uma hora pra outra
E não podemos evitar

Hoje eu parei e olhei
Refleti sobre minha vida e lembrei
Meus cortes provam
Que tudo isso é real

Hoje eu parei
E falei :
"Foda-se, não tenho nada a perder"
Tudo o que tinha já perdi
Tudo que tinha era você

Hoje
Te vejo de longe
E lembro de tudo
Que passamos juntos
Você se lembra também?

Não sei ao certo
Por que chorei tanto
O erro foi meu
De te aceitar mesmo sabendo
Da sua fama de querer estar
Com um garota a cada noite
Bom,sempre me disseram
Que o amor dói
Só não sabia que era tanto

Hoje eu parei e falei :
"Foda-se, não tenho nada a perder"
Tudo que tinha já perdi
Tudo que tinha era você

Hoje
Te vejo de longe
E lembro de tudo
Que passamos juntos
Você se lembra também?

Não acredito que acabou assim
Oh, não devia acabar assim!

Eu sei
Eu tentei
Desculpe se fracassei
Mas eu juro que tentei

Amor estou indo embora Acredito que não irei voltar
Pare e pense agora
Ou um dia ira se machucar
E eu nao estarei mais aqui pra te salvar

Hoje eu parei e falei :
"Foda-se, não tenho nada a perder"
Tudo que tinha já perdi
Tudo que tinha era você

Hoje não tenho mais você
Nunca mais verei você

Tha(DARKNESS)

Comece mudando a si mesmo: ninguém muda o mundo se não consegue mudar a si mesmo.
Cuide da saúde do planeta: não desperdice água, não jogue lixo no lugar errado, não maltrate os animais ou desmate as árvores.
Por mais que você não queira, se nascemos no mesmo planeta, compartilhamos com ele os mesmos efeitos e conseqüências de sua exploração.
Seja responsável: não culpe os outros pelos seus problemas, não seja oportunista, não seja vingativo. Quem tem um pouquinho de bom senso percebe que podemos viver em harmonia, respeitando direitos e deveres.
Acredite em um mundo melhor: coragem, honestidade, sinceridade, fé, esperança são virtudes gratuitas que dependem de seu esforço e comprometimento com sua honra e caráter.
Não espere recompensas por estas virtudes, tenha-as por consciência de seu papel neste processo.
Tenha humildade, faça o bem. Trabalhe: não tenha medo de errar, com humildade se aprende, fazer o bem atrairá o bem para você mesmo e trabalhando valorizarás o suor de teu esforço para alcançar seus objetivos.
Busque a verdade, a perfeição: uma posição realista frente aos obstáculos, uma atitude positiva diante da vida.
Defenda, participe, integre-se à luta pacífica pela justiça, paz e amor: um mundo justo é pacífico, e onde há paz pode-se estar preparado para viver um grande amor.

Fonte: Otimismo em Rede

Entrelinhas...
Vou buscar algumas flores
para mudar o meu cantinho
que de tanto ficar sozinho,
já nem lembra mais quem sou.
Do perfume que havia nele,
o vento se encarregou
de levar para bem longe
e me fazer esquecer,
o caminho de minha casa
onde gosto de ficar sozinha
perdida em alguma página
de um livro que já foi lido
e decorada cada linha,
onde há nas entrelinhas,
muito mais
que algumas palavras.
by/erotildes vittoria

erotildes vittoria

Quem disse que nao podemos mudar o mundo?
Melhores tua atitude, respeite o proximo, seja livre para expressar-se e pense sempre positivo. "Mas so isso?" diz uma voz no seu interior duvidando e achando ridiculo... mas afirmo com tao poucas certeza que tenho nessa vida de que, para transformar algo que nao esteja bom no mundo, tem que comecar transformar algo que nao esteja bom em voce mesmo.

Thais Benvenuti de Moraes

Não veja como pessimismo da minha parte. Mais seria uma luta árdua tentarmos mudar uma "cultura" deturpada pelo fanatismos, criada por uma mídia medíocre, que visando apenas interesses financeiros e próprios foram conduzindo o povo como uma "cáfila de camelos".
# Estamos descobertos de pessoas publicas com interesses públicos.

Gilson Santos

E a neve tão fria,
Cansada de ser pisada
No caminho de casa
Resolveu se mudar para outra região.

Revelou para uma nuvem sua teoria.
Gostaria de ser amada, não pisoteada. Daí a necessidade,
De obter o menor contato com a humanidade.
E a nuvem compreendeu a situação.

Disse que durante 9 meses o sossego que tanto procurava, teria,
Embora seria obrigada a voltar assim que o inverno se instalasse.
Só assim para conseguir sua sonhada vida campestre.

E no Alasca, em seu novo lar, aos poucos esquecia
Dos sádicos que sempre diziam: "seria perfeito se hoje nevasse"
Mas eram os primeiros a utilizá-la como faixa de pedestre.

Wesley Avante

Meu destino sei que não posso mudar
Pode a vida não ser um mar de rosas,
Aliás, fico feliz por não ser
Afinal toda rosa que se prese também tem seus espinhos.
Se uma flor tão linda tem seus pontos ruins,
Quem dirá o ser humano.

Rumos se traçam, destinos são escritos
E a vida vai seguindo
O que a vida reserva pra mim
Sei que não posso mudar
Mas posso passar tudo isso
Com um sorriso no rosto e dizer
Obrigado por mais um dia

Jonatan Ismael Cristofoletti

Engraçado como tudo pode mudar em um simples momento
quando tudo parecia bom...nosso sorriso se vai com as asas do vento.

Difícil de entender muito menos explicar
somente Deus nesse momento pra poder me confortar

Porque palavras tão pequenas tem tanto poder
essas palavras pequenas são aquelas que podem te destruir
e as mesmas te reerguer...

P-Jay Poesia de concreto

Um país que não sabe ler (ou não gosta, não pratica), nunca vai conseguir mudar a realidade onde vive. Nunca vai aprender a votar, pois não é capaz de ler a situação que o cerca, acaba elegendo aquele que fala bem, o que diz coisas bonitas!

Se queremos mudar isso devemos capacitar os cidadãos à leitura, peguemos nossos livros e façamos rodas de leitura. À nós professores, em especial, façamos a diferença, principalmente, sendo exemplos de leitores!

Assim, amanhã viveremos bem melhor!

Professor Lukas Cardoso