Textos sobre Animais

Cerca de 224 textos sobre Animais

Meus desejos




Meus desejos são inconfessáveis
Indecifráveis
Meus desejos são como animais ferozes
Atrás das grades precisam ficar
Como um louco, insano
Trancado precisa estar
Eles possuem garras fatais
Dentes mortais
São monstros horrosos
De feições grotescas
Mostram-se muitas vezes belos
De perfumes inebriosos
Mostram-se sedutores e muito calientes
Mas necessito mantê-los trancafiados
No fundo de minha mente
Nos labirintos de minha alma
Te peço deixe-os em paz ...



Leticia Andrea Pessoa

Letícia Andrea Pessôa

"EVOLUÇÃO: teoria muito antiga de que todas as plantas e animais se desenvolveram a partir de formas mais simples e que foram modelados pelo ambiente, ao invés de serem planejados ou criados."
"AMBIENTE: aquilo que rodeia uma pessoa; as coisas materiais à nossa volta; a área onde se vive; as coisas vivas, os objetos, os espaços e as forças com que se vive, quer estejam próximos ou distantes."
"MATERIALISTA: baseada na opinião de que só existe a matéria fisica."

É interessante pensar se a evolução continua (na sua opinião)??...
E se continua de qual evolução hoje (na sua opinião) estamos falando??
Qual ambiente que nos rodeia hoje (na sua opinião) para nos modelarmos??
O que são (na sua opinião) coisas da matéria hoje???

Parece simples mais talvez você possa complica-lo só um pouco mais... tente responder pra vc.... para ter certeza que pensamos igual o que estamos servindo e prestando como igual...pense um pouco na sua realidade e tente não inventar ela como se ninguém tivesse visto o que realmente faz de vc ser vc.... o que seria de vc agora... se realmente sabe responder tudo, porque pensa que não pode perder tempo respondendo o que já fez e o que já sabe fazer se vc já sabe fazer como já fez!!
É simples....Porem complicado se torna quando inventamos a historia na palavra da verdade!!
Inventamos e vivemos ela!!!
Como se ela não estivesse aqui!!
Fica interessante quando tentamos fazer parte dela...
Experimente pensar se já fez o que pensa que fez....

Thyago Pozzibon

Nunca entendi porque comparavam os homens safados e infiéis aos cachorros, que apesar de animais, conseguem demonstrar uma fidelidade e um sincero afeto que hoje, é difícil de encontrar no ser humano...
Mas observando o comportamento do meu cão e pensando bem... Acho que a característica entre alguns cachorros e alguns homens é apenas uma:
- Você pode oferecer a melhor ração, que eles sempre vão insistir em fuçar o lixo!

Letícia Beppler

O que em geral se consegue com o castigo, em homens e animais, é o acréscimo do medo, a intensificação, o controle dos desejos: assim o castigo doma o
homem, mas não o torna ‘melhor’ – com maior razão se afirmaria o contrário. (‘O prejuízo torna prudente’, diz o povo: tornando prudente, torna também ruim. Mas felizmente torna muitas vezes tolo.)

(NIETZSCHE. 2005. p. 72. Afor 15).

O que ela vê naquele cara ?
Ela é apaixonada por crianças e animais e ele tem alergia a pelo e choro.
Ela adora a luz do dia, faz coleção de óculos de sol, adora uma praia e quer sempre aproveitar ao máximo desde a hora que acorda a hora que vai dormir. E ele? .. ele sai de casa as 10 da noite e dorme para o dia passar mais de pressa.
Ela é frágil e delicada. Ele é sincero demais.
Ela adora tecnologia, celulares, ele acha coisa supérflua.
Ela tem 2 tatuagens, coisa que ele abomina. “ é coisa de maloqueiro!”.
Ela gosta de homens altos, fortes e que tenham pinta de garanhão. Ele é baixinho, e usa bermuda.
Ela se importa com modos, educação, tenta manter a calma, e ele? Ele perde a calma mais do que uma discada perde a conexão.
Ela adora MPB e ele ouve rap.
Alguém me diz por favor o que ela vê nesse cara?
.. vou te contar o que ela vê.
Ela vê um sorriso de uma criança frágil e um encanto que ele quase não deixa transparecer.
Ela nota um bobalhão disfarçado de boa pinta que a deixa com vontade de se aprofundar nesse labirinto.
Ela nota uma orelha diferente da outra, e um caminhar estranho e desengonçado, coisa que estranhamente ninguém nota.
Ela consegue diferenciar seu humor até mesmo por telefone, e isso a deixa com vontade de descobrir cada vez mais coisas sobre esse cara tão misterioso.
Ela vê o quanto ele tem medo de se apaixonar, e se apaixonou pela sua insegurança boba, e é o que a fez querer conquista-lo assim, mesmo sem ninguém entender.

Lu Moraes Xavier

Diferente, mas igual.


“ Defensora dos animais aprecia a natureza, por admirar tanta beleza, jamais encontrada em outro lugar. Tem contato firme com a terra, sempre descalça para se encontrar. É assim que ela que se encontra andar descalça e sentir o que a movimenta, mais há sempre algo a amedrontar. Ela tem medo, medo de perder quem ama, por isto que vive a cada momento, e não deixa o tempo passar. Ela ver coisa onde não tem, diz que já viu coisas do além, até coisa de outro planeta, já chegou a afirmar. Sempre foi menina levada, sapeca, e engraçada, vive em um conto de fadas e não quer acordar. Ela tem preceitos, conceitos, luta por seus direitos, e tenta deixar sempre as coisas de seu jeito. Ela sabe ser uma boa amiga, sempre de bem com a vida, o astral dela e tão exuberante que chega a contagiar. Ela tem a simplicidade, serenidade, humildade, sinceridade, estas são qualidades, que ela deixa a destacar. Pra ela não existe limites, pra amor, nem pra amizade, e acha uma inutilidade ver alguém a odiar. Dividir sorrisos, compartilhar suas histórias, gosta muito de conversar, sempre muito bela, e educada por onde passa deixa alguém a admirar. Gosta de dar e receber carinho, de fazer o bem, e não importar a quem, de uma maneira ou de outra ela gosta mesmo e de ajudar. ”

Ruth Pires

AMOR SEM MEDO.
No amor todos os seres,racionais e irracionais, são todos animais, com sentimentos iguais.
Para vivermos precisamos de amor!
O amor é o sentimento lindo que alimenta a nossa alma e abre as portas do coração. É o bálsamo para a nossa vida. É emoção.
Quando amamos tudo é alegria, tudo é paixão, tudo é felicidade.
Parece que o mundo que nos cerca, vive nos sorrindo.
Até as cores que não tinham cores ficam coloridas.
O perfume das flores se torna primaveril, como se a única estação fosse somente o amor.
Amor. É a doce sensação de amar!
Se for jovem amadurece, se maduro, rejuvenesce.
Em ambos os casos, a gente renasce e cresce.
O amor não tem hora e nem idade!
Porque o amor flui alegria e respira felicidade!
O amor em a sua essência de amar, não é pecado, é uma prece.
A gente vive, aproveita cada momento que ele aparece, agradece, curte e quando vai embora, guarda as doces lembranças e não esquece.
Amor é amar. Amar é sonho! Amar é vida!
Vamos viver o amor, antes que a vida fenece.
Amar, sem preconceito e sem medo de ser feliz é o que todo mundo merece! É o que precisamos e merecemos!
Ser FELIZ!

Márcio Souza

Os Animais Carnívoros

Dava pelo nome muito estrangeiro de Amor, era preciso chamá-lo
sem voz - difundia uma colorida multiplicação de mãos, e aparecia
depois todo nu escutando-se a si mesmo, e fazia de estátua durante um
parque inteiro, de repente voltava-se e acontecera um crime, os jornais
diziam, ele vinha em estado completo de fotografia embriagada, desco-
bria-se sangue, a vítima caminhava com uma pêra na mão, a boca estava
impressa na doçura intransponível da pêra, e depois já se não sabia o
que fazer, ele era belo muito, daquela espécie de beleza repentina e
urgente, inspirava a mais terrível acção do louvor, mas vinha comer às
nossas mãos, e bastava que tivéssemos muito silêncio para isso, e então
os dias cruzavam-se uns pelos outros e no meio habitava uma montanha
intensa, e mais tarde às noites trocavam-se e no meio o que existia agora
era uma plantação de espelhos, o Amor aparecia e desaparecia em todos
eles, e tínhamos de ficar imóveis e sem compreender, porque ele era
uma criança assassina e andava pela terra com as suas camisas brancas
abertas, as suas camisas negras e vermelhas todas desabotoadas.

Herberto Helder

Gênesis 3
1 Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: "Foi isto mesmo que Deus disse: 'Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim'?"
2 Respondeu a mulher à serpente: "Pode­mos comer do fruto das árvores do jardim,
3 mas Deus disse: 'Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão' ".
4 Disse a serpente à mulher: "Certamente não morrerão!
5 Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedores do bem e do mal".
6 Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e ­o deu a seu ma­rido, que comeu também.
7 Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobri­r-se.
8 Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus, que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim.
9 Mas o Senhor Deus chamou o ho­mem, perguntando: "Onde está você?"
10 E ele respondeu: "Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi".
11 E Deus perguntou: "Quem disse que você estava nu? Você comeu do fruto da árvore da qual o proibi de comer?"
12 Disse o homem: "Foi a mulher que me deste por companheira que me deu do fruto da árvore, e eu comi".
13 O Senhor Deus perguntou então à mu­lher: "Que foi que você fez?"
Respondeu a mulher: "A serpente me en­ganou, e eu comi".
14 Então o Senhor Deus declarou à ser­pente:
"Uma vez que você fez isso,
maldita é você
entre todos os rebanhos domésticos
e entre todos os animais selvagens!
Sobre o seu ventre você rastejará,
e pó comerá todos os dias da sua vida.
15 Porei inimizade
entre você e a mulher,
entre a sua descendência
e o descendente dela;
este ferirá a sua cabeça,
e você lhe ferirá o calcanhar".
16 À mulher, ele declarou:
"Multiplicarei grandemente
o seu sofrimento na gravidez;
com sofrimento você dará à luz filhos.
Seu desejo será para o seu marido,
e ele a dominará".
17 E ao homem declarou:
"Visto que você deu ouvidos à sua mulher
e comeu do fruto da árvore
da qual ordenei a você
que não comesse,
maldita é a terra por sua causa;
com sofrimento você
se alimentará dela
todos os dias da sua vida.
18 Ela lhe dará espinhos e ervas daninhas,
e você terá que alimentar-se
das plantas do campo.
19 Com o suor do seu rosto
você comerá o seu pão,
até que volte à terra,
visto que dela foi tirado;
porque você é pó,
e ao pó voltará".
20 Adão deu à sua mulher o nome de Eva, pois ela seria mãe de toda a humanidade.
21 O Senhor Deus fez roupas de pele e com elas vestiu Adão e sua mulher.
22 Então disse o Senhor Deus: "Agora o homem se tornou como um de nós, conhe­cendo o bem e o mal. Não se deve, pois, permitir que ele tome também do fruto da árvore da vida e o coma, e viva para sem­pre".
23 Por isso o Senhor Deus o mandou embora do jardim do Éden para cultivar o solo do qual fora tirado.
24 Depois de expulsar o homem, colocou a leste do jardim do Éden querubins e uma espada flamejante que se movi­a, guar­dando o caminho para a árvore da vida.

bibliasagrada

Gênesis 8
1 Então Deus lembrou-se de Noé e de todos os animais selvagens e rebanhos domésticos que estavam com ele na arca, e enviou um vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar.
2 As fontes das profundezas e as comportas do céu se fecharam, e a chuva parou.
3 As águas foram baixando pouco a pouco sobre a terra. Ao fim de cento e cinquenta dias, as águas tinham diminuído,
4 e, no décimo sétimo dia do sétimo mês, a arca pousou nas montanhas de Ara­rate.5 As águas continuaram a baixar até o décimo mês, e no primeiro dia do décimo mês aparece­ram os topos das montanhas.
6 Passados quarenta dias, Noé abriu a jane­la que fizera na arca.
7 Esperando que a terra já tivesse aparecido, Noé soltou um corvo, mas este ficou dando voltas.
8 Depois­ soltou uma pomba para ver se as águas tinham diminuído na superfície da terra.
9 Mas a pomba não encontrou lugar onde pousar os pés porque as águas ainda cobriam toda a superfície da terra e, por isso, voltou para a arca, a Noé. Ele estendeu a mão para fora, apanhou a pomba e a trouxe de volta para dentro da arca.
10 Noé esperou mais sete dias e soltou nova­mente a pomba.
11 Quando voltou ao entardecer, a pomba trouxe em seu bico uma folha nova de oliveira. Noé então ficou sabendo que as águas tinham diminuído sobre a terra.
12 Esperou ainda outros sete dias e de novo soltou a pomba, mas dessa vez ela não voltou.
13 No primeiro dia do primeiro mês do ano seiscentos e um da vida de Noé, secaram-se as águas na terra. Noé então removeu o teto da arca e viu que a super­fície da terra estava seca.
14 No vigésimo sétimo dia do segundo mês, a terra estava completamente seca.
15 Então Deus disse a Noé:
16 "Saia da arca, você e sua mulher, seus filhos e as mulheres deles.
17 Faça que saiam também todos os anima­is que estão com você: as aves, os grandes animais e os pequenos que se movem rente ao chão. Faça-os sair para que se espalhem pela terra, sejam férteis e se multipliquem".
18 Então Noé saiu da arca com sua mulher e seus filhos e as mulheres deles,
19 e com todos os grandes animais e os pequenos que se movem rente ao chão ­e todas as aves. Tudo o que se move sobre a terra saiu da arca, uma espécie após outra.
20 Depois Noé construiu um altar dedicado ao Senhor e, tomando alguns animais e aves puros, ofereceu-os como holocausto, queimando-os sobre o altar.
21 O Senhor sentiu o aroma agradável e disse a si mes­mo: "Nun­ca mais amaldiçoarei a terra por causa do homem, pois o seu coração é inteiramente inclinado para o mal desde a infância. E nunca mais destruirei todos os seres vivos como fiz desta vez.
22 "Enquanto durar a terra,
plantio e colheita,
frio e calor,
verão e inverno,
dia e noite
jamais cessarão".

bibliasagrada

Roberto Cláudio e os animais


O prefeito Roberto Cláudio, instituiu a Semana de Adoção Responsável de Cães e Gatos no Município de Fortaleza. A medida vem reforçar a luta dos que trabalham em defesa e proteção dos animais abandonados. A semana vai acontecer sempre no final do ano.

Diário Oficial do Município de Fortaleza:

LEI Nº 10.214, DE 06 DE JUNHO DE 2014.

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE FORTALEZA APROVOU E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI:

Art. 1º Fica instituída, no âmbito do Município de Fortaleza, a Semana de Adoção Responsável de Cães e Gatos, a ser realizada na segunda semana do mês de dezembro de cada ano. § 1º – A semana o que se refere o caput acontecerá em espaço público adequado, no qual serão expostos os animais abandonados, e sob os cuidados de organizações não governamentais (ONG) especializadas. § 2º – A Campanha de Adoção de Cães e Gatos é voltada especificamente para os animais que não possuem proprietários, e o ato de adoção não implicará custos aos interessados.

Art. 2º – No ato de adoção, deverá o adotante, acima de 18 (dezoito) anos e devidamente identificado, assinar um Termo de Responsabilidade de Adoção e Posse Responsável, conforme modelo do Anexo Único, parte integrante desta Lei.

Art. 3º – As ONGs especializadas poderão, no ato da adoção, fornecer coleira de identificação, na qual constem o nome e o endereço do adotante, de forma a facilitar a identificação do animal no caso de abandono e maus tratos.

Art. 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as Art. 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. PAÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA, em 06 de junho de 2014. Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra – PREFEITO MUNICIPAL DE FORTALEZA.

noticia

A cada dia que passa entendo menos ás pessoas...
Há momentos que conviver com animais é mais fácil e gratificante, pois estes quando amam são verdadeiros. É triste chegar a um consenso assim , principalmente saber que na maioria das vezes estamos cercados de seres que de humanos não tem nada!
São simplesmente a escória da humanidade , pessoas que andam , se comunicam , mas são vazias de sentimentos.O egoismo impera de tal maneira que a comunicação se torna degradante e e desnecessária . É mais fácil deixar de lado a perder tempo com gente que de gente não tem nada !
Islene Souza Leite

ISLENE SOUZA LEITE

Os sábios

Sábios os animais
Que nascem e crescem
Grudados em suas mães
O tempo todo que lhes é permitido

Sábias elas (mães)
Que os manda embora
No tempo que a natureza
Sabiamente determina

Sábios os animais
Que pressentem o luto
Choram por seus companheiros
E exaltam a vida (que segue)

Sábios eles
Que procuram a solidão
Quando a hora fatal se aproxima
E não compartilham o sofrimento

Muito sábios eles
Que rendem homenagens
Aos que os precederam
E afagam os que ficaram

Sábios os animais
Que sabem e sentem
Serem seres de passagem
Por esta vida efêmera

Sábios
Sempre sábios
Sem saberem
Os animais


(Nane-15/11/2014)

Nane vs

Nós humano, somos seres frágeis e assustados. Entre todos os animais, somos os coitados dos coitados.
Nosso pavor à morte é enorme, chega quase ao infinito. Então criamos deuses, para a eles dirigir nossos gritos.
Nossa arrogância é um oceano em que estamos imersos. Achamos que alguém criou só pra nós, todos os universos.
Nossa crueldade é tamanha, que não há quem vença. Queimamos na fogueira, quem não tem nossas crenças.
Nossa ignorância é tão ridícula, que chega a ser triste. Não sabemos nem quem somos, mas dizemos, "Ele existe!".

Carlos Roberto da Silva Filho

Luto.Amor aos animais (homenagem à minha PITUCHA!)
Hoje, com o coração em mil pedaços, estou chorando externa e internamente. Perdi uma criatura muito querida, como se fosse um ente da família. Pudera, foram nada mais, nada menos do que 16 anos de convivência amiga é fiel.
Ela era forte, dócil, alegre e obediente.
Quando carente, caminhava cabisbaixa até mim, pedindo carinho. Ao acariciá-la, ela num gesto de agradecimento, abraçava minhas mãos com as suas patas dianteiras esfregando a sua cara nos meus braços.
Quantas vezes eu levantasse á noite e saía ao quintal, ela estava sempre apostas para me acompanhar.
Era a mais pura cumplicidade de uma grande amizade.
Nunca ficou doente, nesses seus mais de 16 anos de vida.
Agora, quando caiu enferma foi para se despedir, para nunca mais voltar,
Eu, em rretribuiçao, não fiz mais do que a minha obrigação, em reconhecimento a esse amor profundo de amizade.
Fiz de tudo para sslvá-la, mas não foi possível.
Meu último gesto de amizade foi trazê-la de volta pra casa - parece que ela estava me pedindo isso, eu senti - para que pudesse morrer dignamente em casa, com todo o nosso carinho.
Se o Santo Protetor dos animais quis assim, assim se cumpriu o ciclo da vida da minha fiel amiga.
A vida é assim para todos. Começamos a morrer, no dia em que nascemos.
Parta em PAZ, minha querida e fiel amiga. Pelo o menos,você viveu feliz em nossa companhia!
Hoje você, finalmente, também descansou.Deixando belas recordações de exemplo de uma fiel amizade.
Hoje, parece que morreu também, parte de mim.
Adeus, minha PITUCHA
Minha querida animal de estimação.
Chorando, saudades eternas !
Chorando, saudades eternas !

Márcio Souza

Sobre a crueldade com animais.

Comentando sobre crueldade com animais...
Quando o homem vai entender que os animais são nossos irmãos, e tem alma como nós? Que é nosso dever como seres dominantes cuidar deles.
Pelo universo com os seres superiores é diferente. Eles entendem que as raças menos evoluídas devem ser protegidas.Por esse motivo, não fomos aniquilados ainda...
Somos uma raça espiritualmente menos evoluída, isso é fato.

(Callegari)

Callegari

somos criatura que não se apaixona
bebemos a vida resta no teu coração
espere que animais sangrentos de sede
venham ter piedade ou compaixão
revelar quem somos quem sou
rir ou chorar não fazem mais parte
diga que deliberações sejam parte
da crueldade mais fato da escuridão
ninguém senti falta de algumas almas.
como tantos são perdidos,
nenhum deixado para trás.

Celso Roberto Nadilo

"De todas as coisas que guardo, cada dia mais dentro de mim, estão os passarinhos, os animais, os amigos, as flores da noite que exalam perfumes de "sensualez" e são chamadas "Damas da noite". Guardo comigo cada gargalhada gostosa, daquelas de doer a barriga.Guardo os porres que já tomei por amor e as ressacas prometidas de nunca mais beber.E tambem as vezes que ví uma estrela cadente e era pra fazer um pedido e eu fiz tres.
Guardo o som das luzes das discoteques, dos olhares na hora da música lenta e do desejo de que chegasse logo um fim de semana pra eu me encontrar de novo com as amigas e a gente falar daqueles garotos que olhávamos de "rabo de olho".
De todas as coisas, guardo o olhar de meu pai, emburrado, com o chinelo na mão, cada vez que eu pegava as uvas verdes da parreira.E eu pegava todas. Imagina quantas chineladas e quantas lágrimas de meu pai por cada chinelada em mim.
E de minha mãe que continua poderosa como mãe, eu escuto dela que eu nunca devo desistir de nada.E não desisto não, mãe!
Coisa boa, quando corações nos falam. E sempre os escuto.
Das chineladas virei mulher bem feita e certa do que quero. Dos sonhos eu tiro as noites bem dormidas.Por que posso sonhar com o que quizer.
Não acredito que as pessoas não tenham nada no coração pra se mirar.
Eu sempre fui manteiga derretida, mas hoje juntei esta manteiga e fiz um bolo. É melhor assim.A gente tem que chorar quando for preciso e não ficar de deboche das arruaças que achamos a vida vai nos trazer.
De todas as coisas, guardo o que perdí e que não posso ter mais: Pessoas, animais, anos, dias....amores!
Mas, digo eu....Daquilo que eu sei, de todas as coisas que eu guardo, com mais certeza, é a minha vontade de ser muito feliz, minha caridade com o próximo, minha vontade de que cada um tenha um pouco mais da vida.
De todas as coisas, eu guardo um amor bonito dentro de mim, cheinho de fantasias a serem vividas na vida real.
Mas, um velho sábio me disse: Não guarde nada, menina! Quem guarda é "Guarda noturno" que apita de noite e guarda apenas a solidão como companhia.
E eu acredito que é isso mesmo: Quem guarda alguma coisa e não a desafia, acaba se perdendo na solidão daquilo que um dia destes quaisquer, seja de chuva ou de sol, verá que não valeu a pena estocar.
Se não tirar do depósito, tudo um dia passa do prazo de validade."

Denise Lessa

O que é a morte...
joga seu véu negro suavemente
Sobre as pessoas ou animais que amamos
e sai de fininho como chegou...
Sem olhar pra trás, se vai...
Deixando apenas o corpo inerte
E corações despedaçados a chorar
Com força e coragem
Temos que reconstruir
os pedaços que sobraram
e seguir nossa vida!

Maria Jeremias Santos

Maria Jeremias Santos

A FIDELIDADE


Ouvimos muito falar em ser fiel, animais são mais fiéis conosco do que nós com eles, por que a forma da criação é a fidelidade.
Muitas vezes nos perguntamos por que ser fiel?
A fidelidade é a forma de preservar relacionamentos, sejam amorosos, afetivos ou comerciais. Para termos um relacionamento temos que fazer investimentos, em nós e no outro.
Quando não agimos com retidão desprezamos todo investimento feito anteriormente, nossa consciência chama-nos atenção, criando conflito, pois existe uma diferença no que queremos no que investimos para acontecer, com o que fazemos.
Em conflito, de uma forma imperceptível, criamos uma confusão entre nossos planos, e nossos medos e paixões. O resultado disso é várias atitudes inconseqüentes que comumente são chamadas de burrices, e não vemos que estamos prejudicando a nós mesmos!
Em suma, ser fiel é a forma inteligente de viver, é quando o dia a dia constrói o porvir, onde os conflitos não andam soltos por aí, é onde nossas perdas não se revestem da nossa responsabilidade, em suma é o sempre viver com tranqüilidade!

Francisco Mellão Laraya