Textos sobre Animais

Cerca de 177 textos sobre Animais

Murilo e eu seguíamos por aquela estrada, observando a mata alta ao nosso redor. Animais passando, o sol se despedindo, com All I Think About Is You tocando ao fundo, no aparelho de som do nosso carro. Depois da briga de ontem á noite nenhum de nós estávamos dispostos a iniciar um diálogo, e muito menos de desistir da viagem que já estava programada á um mês. Aquelas poltronas de couro marrom do carro haviam formado uma espécie de muro entre nós dois, e eu, do lado direito da barreira, permanecia imóvel e calada, preferindo olhar para o pequeno lago que surgia agora ao lado da estrada. Ele, com os olhos ainda avermelhados e olhando friamente para a estrada, nunca conseguira me enganar, e ao perceber ao som daquela musica, que ele se deixava lembrar dos momentos vividos ao lado de uma mulher que havia lhe apresentado a vida, e que agora, de uma maneira inexplicável, ameaçava tirá-la dele novamente, senti o coração disparar. Por seus pulsos firmemente apertados no volante daquele Porsche vermelho e seus lábios levemente cerrados, observei pelo jeito como ela se movimentava a cada fez que ele sentia-se nauseado conforme íamos nos aproximando da casa de seus pais.

De repente algo veio interromper aquela abstinência de palavras, e no lugar da musica, agora podia-se ouvir o noticiário da noite, avisando que a estrada que levava a cidade de Mecenas estava em obras, e por isso a ponte principal estaria interditada. Um gosto amargo de derrota deglutiu em minha garganta e no mesmo instante o olhar de Murilo veio ao encontro do meu, o que já acontecia desde que saímos de São Baleatos. Aquele olhar me fez sentir uma inúmera quantidade de sensações, dentre elas o medo do que poderia ser dito nos próximos segundos. Mas não se ouviu nenhum som, estávamos um esperando pelo outro, e, como de costume eu rompi o silencio e disse:
- “Droga. Então am-- Murilo, o que faremos agora? “
- “ Não sei, vamos seguir a estrada e ver até aonde podemos ir.”

Ouve-se o motor do carro novamente, o rádio por fim foi desligado. Num ato súbito de inconsciência, soltei entre os dentes:
- “ Você não pretende acabar com isso? Se formos passar a noite na estrada será mais uma dormindo sozinha?”
- “ Eu não durmo sozinho, tenho o som das aves e insetos para apreciar.”
Riu, o sorriso mais forçado que eu já havia visto. Sentia-me melhor, pelo menos uma vez minhas palavras não o fizeram chorar.
- “Ah, claro. Então não se importa em continuar ouvindo isso. Mas eu me importo em ouvir seu choro.!
- “ Então deve saber o motivo deles. Deve saber que nada no mundo é capaz de traduzir quantas noites passei acordado, esperando que mesmo que de longe, a brisa me desse um beijo em seu nome.”
- “Porque essa brisa não trouxe você até mim?”
- “ Talvez por medo de ser recusada novamente, como vem acontecendo diariamente.”

Então parei para rever os últimos acontecimentos, e o que vi foi uma mulher insana, que passava todo o seu tempo trabalhando ou pensando no que poderia acontecer no próximo dia de trabalho. Vi uma mulher que não sabia mais o que significava a palavra viver, e que, freqüentemente, ignorava qualquer ato de carinho e afeto que recebia, tornando-se fria e fechada. Nos míseros segundos que ficava em sua casa, suas únicas ocupações era torturar e decepcionar com as mais rudes palavras quem esteve ao seu lado a todo o momento. Eu realmente não reconhecia essa mulher, apesar do enorme nome que surgia em seu corpo. Bianca. Como pude me deixar chegar a esse ponto? Como nunca pude dar valor à pessoa maravilhosa que me acompanhava em todos os momentos? Que me dava atenção e demonstrava seu amor incessantemente? E eu o chamava de amor por pura rotina. E em um ato impensado, eu olhei profundamente para aquele ser maravilhoso que estava ao meu lado, e me apaixonei por ele como nunca havia feito antes, o beijei como nunca havia beijado antes. E ele correspondeu. Correspondeu de uma maneira tão fervorosa que fez todo meu corpo estremecer. Eu me sentia imortal naquele instante. A vontade de nunca mais para aquele beijo era tão inexplicável que nem percebemos que a placa grande e amarela que dizia “Pare. Perigo. Volte”, logo no inicio da ponte, que ficava a 5 metros da nossa pequena parada. Naquele momento, o perigo era algo que não existia.

De repente sentimos o nosso corpo estremecer fortemente e fomos interrompidos com um barulho ensurdecedor de uma buzina, que vinha de umas das locomotivas que se encontravam na estrada. Murilo freou o carro bruscamente, a cerca d 2 metros de um precipício de aproximadamente 15 quilômetros de profundidade. No mesmo instante, o olhar que se concentrava naqueles olhos castanhos, mirava o precipício e, inesperadamente, um sorriso saltou de meus lábios. Logo após, dos lábios ainda rosados dele, pude ouvir uma doce gargalhadas, algo que não ouvia a um bom tempo.

Assim que saímos do carro -- de mãos dadas -- os operários do turno da noite vieram ao nosso encontro para saber se estávamos bem. Estávamos em perfeitas condições, melhores do que nunca. Depois de sairmos daquele local e nos hospedarmos no hotel mais próximo até o dia seguinte, quando as obras já estariam terminadas, finalmente tivemos uma conversa, que era como algo novo para mim. E nos sentimos felizes em saber que poderíamos termos morrido felizes a alguns minutos, que isso não seria tão ruim assim. Mas era melhor ainda saber que ao invés de uma morte feliz, tínhamos toda uma vida de alegrias, e que como eu fizera com ele no passado, ele poderia novamente me apresentar à vida.

Thay Oliver 13112009

Eu que da noite levava apenas o medo,esquecera do brilho da lua,dos assobios misteriosos dos animais.Eu que da noite levava apenas o medo...
E eu que nessas noites do medo me vejo encantada,alucinada,surpresa,pela sutileza do conhecer um alguém,que dá noite faria o meu dia amanhecer bem melhor.
Um alguém que não tão desconhecido e sim oculto, ao que meus olhos diriam o que há de mais magnânimo,mavioso,límpido...
Este alguém capaz de escrever no que me era medo algo chamado POESIA.

Daniela Lacerda

“Vejamos que, hoje em dia, as pessoas se preocupam demais com árvores e animais. Não acho isso errado, pelo contrário, acho tão correto que procuro fazer minha parte pela natureza – tu não me verás jogando lixo na rua, nem maltratando a um animal. Porém creio que, a justiça nem sempre é honesta. Matar uma árvore ou um animal é um crime – sem fiança –. Matar uma pessoa pode ser julgado como ‘legitima defesa’, talvez até, matar um ser humano nos renda uns anos na cadeia e um custo em dinheiro – nada que devolva a vida ao falecido.
Amarei tudo aquilo que Deus me deu, mas não acho justo, eu amar aquilo que a lei com seus imensas moralidades defende ser mais ou menos importante.
Porque em muitos lugares existem famílias passando fome e em muitos lugares existem árvores sendo devastadas. Tanto a espécie humana quanto a natureza está sendo extinta. E o estado sabe apenas julgar e cobrar, se esquecem que daquilo que o estado cobra famílias sobrevivem. Talvez dele seria mais justo ajudar, em vez de se manter contra. Talvez seria mais honesto tratar daqueles que passam fome e frio – cuidar da natureza sim – mas com as mesmas leis do ser humano.”

Gabriella Beth Invitti

O domador

Domei todos os tipos de animais, fui um bom diginete domador profissional, domei muitos animais, e alguns não consegui.
Todos os animais não podem si sentir no controle nem um instante, si ele si sente controlador o ser controlado tem muito pouco tempo para reverter a situação e trazer a igualdade para ambos os lados. Mais é fácil reverter essa situação quando não si trata de um animal como o homem!!!

Bolivar Amancio

Porque você está vivo? Porque nós iremos morrer?
Como grama, flores, animais e todas as coisas, ainda assim eu não compreendo
Ainda estamos energicamente vivendo desesperados
Repetindo todos os dias, indo e vindo
Não estamos vivendo apenas a fim de morrer
Ainda não estamos morrendo, a fim de viver
Todo mundo, Eu ainda procuro o significado em tudo isso

Miyavi

Oque são fungos?

Os fungos são sers vivos.Eles não se locomovem como a maioria dos animais nem produzem seu próprio alimento como fazem as plantas.

A maioria dos fungos se alimenta de matéria orgânica morta.Eles liberam substâncias que dirigem o alimento no ambiente externo,depois absorvem os nutrientes liberados.

Existem varios tipos de cogumelos como:
O "chapeu da morte" ele é muito tóxico e nao existe antidoto para o seu veneno.
O cogumelo"shimeji" e cultivado em folhas de eucalipto.

Fernanda Souza

A Raposa e o rei macaco

Os animais decidiram que o rei do grupo seria eleito por aquele que dançasse melhor. Depois de uma grande festa, onde todos participaram, o macaco recebeu a coroa.

Ciumenta, a raposa foi passear pelas redondezas. Ali descobriu uma armadilha intacta, com comida dentro. Mais do que depressa, pegou-a e a trouxe até o grupo:

- Achei este banquete, e me vi na obrigação de entregá-lo ao nosso rei, que terá prioridade sobre tudo.

Sem pensar muito, o macaco colocou a mão para pegar a comida, e ficou preso na armadilha.

- Você me traiu! – gritava ele.

- Como assim? Eu nem tentei pegar a comida! Mas pelo menos vimos que não estás preparado para o cargo; um animal inteligente jamais toma uma decisão sem antes pensar muito sobre todas as possibilidades e perigos envolvidos.

Paulo Coelho (postado por Renato Oliveira)

Meu fulturo queria ter:

.Uma casa com varios animais
.Eu ser classe media de dinheiro
.Não se preucupar com a casa
No meu presente quero ter:

.Uma bicicleta nova
.Se mudar de apartamento
.Poder sair toda semana
.Um quarto super bonito

No meu passado tive:

.Escola e varios amigos que ate hoje tenho
.Quando eu era menor eu e meus colegas taam todos se m camisa
.Brincava do que eu queria

Beatriz Andrade

"Há muito mais ha nas florestas
Que um bando de arvores e animais
Há inspiração, há glória
passado de nossos ancestrais

Contos já escritos e outros não contados
Vidas, histórias, almas perdidas
Nossa tradição, nossa glória
Todas as raças que foram esquecidas

Então, quando olhares ao longe não se iluda
Pode estar tudo morrendo, se acabando
Mas haverão aqueles que lutam e protegem
Guardiões da terra baixa, os esquecidos elegem."

Rodrigo J. de Paula

O que ela vê naquele cara ?
Ela é apaixonada por crianças e animais e ele tem alergia a pelo e choro.
Ela adora a luz do dia, faz coleção de óculos de sol, adora uma praia e quer sempre aproveitar ao máximo desde a hora que acorda a hora que vai dormir. E ele? .. ele sai de casa as 10 da noite e dorme para o dia passar mais de pressa.
Ela é frágil e delicada. Ele é sincero demais.
Ela adora tecnologia, celulares, ele acha coisa supérflua.
Ela tem 2 tatuagens, coisa que ele abomina. “ é coisa de maloqueiro!”.
Ela gosta de homens altos, fortes e que tenham pinta de garanhão. Ele é baixinho, e usa bermuda.
Ela se importa com modos, educação, tenta manter a calma, e ele? Ele perde a calma mais do que uma discada perde a conexão.
Ela adora MPB e ele ouve rap.
Alguém me diz por favor o que ela vê nesse cara?
.. vou te contar o que ela vê.
Ela vê um sorriso de uma criança frágil e um encanto que ele quase não deixa transparecer.
Ela nota um bobalhão disfarçado de boa pinta que a deixa com vontade de se aprofundar nesse labirinto.
Ela nota uma orelha diferente da outra, e um caminhar estranho e desengonçado, coisa que estranhamente ninguém nota.
Ela consegue diferenciar seu humor até mesmo por telefone, e isso a deixa com vontade de descobrir cada vez mais coisas sobre esse cara tão misterioso.
Ela vê o quanto ele tem medo de se apaixonar, e se apaixonou pela sua insegurança boba, e é o que a fez querer conquista-lo assim, mesmo sem ninguém entender.

Lu Moraes Xavier

os homens desprezam a fidelidade, embusca de viver prazeres passageiros e efemeros, e como animais irracionais mergulham na sua cegueira, só percebendo o que perdeu, quando vem a perder. Existe ser mais idiota do que o homem? na face da terra nunca se encontrará ser igual, jura amor e trai, diz amar porém troca a pessoa amada por qualquer aventura, confessa amar a Deus mais nunca se permite viver uma vida de amor para com ele, antes sua conduta mostra o contrario do que diz, não passa de um hipocrita e um demagogo sem escrupulo.

(Isaías 1:2) - Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o SENHOR tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim.

(Isaías 26:21) - Porque eis que o SENHOR sairá do seu lugar, para castigar os moradores da terra, por causa da sua iniqüidade, e a terra descobrirá o seu sangue, e não encobrirá mais os seu mortos.

(Isaías 1:3) - O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende.
(Isaías 1:4) - Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás.
(Isaías 1:5) - Por que seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco.
(Isaías 1:28) - Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR serão consumidos.

Cristiano Barriga

Diferente, mas igual.


“ Defensora dos animais aprecia a natureza, por admirar tanta beleza, jamais encontrada em outro lugar. Tem contato firme com a terra, sempre descalça para se encontrar. É assim que ela que se encontra andar descalça e sentir o que a movimenta, mais há sempre algo a amedrontar. Ela tem medo, medo de perder quem ama, por isto que vive a cada momento, e não deixa o tempo passar. Ela ver coisa onde não tem, diz que já viu coisas do além, até coisa de outro planeta, já chegou a afirmar. Sempre foi menina levada, sapeca, e engraçada, vive em um conto de fadas e não quer acordar. Ela tem preceitos, conceitos, luta por seus direitos, e tenta deixar sempre as coisas de seu jeito. Ela sabe ser uma boa amiga, sempre de bem com a vida, o astral dela e tão exuberante que chega a contagiar. Ela tem a simplicidade, serenidade, humildade, sinceridade, estas são qualidades, que ela deixa a destacar. Pra ela não existe limites, pra amor, nem pra amizade, e acha uma inutilidade ver alguém a odiar. Dividir sorrisos, compartilhar suas histórias, gosta muito de conversar, sempre muito bela, e educada por onde passa deixa alguém a admirar. Gosta de dar e receber carinho, de fazer o bem, e não importar a quem, de uma maneira ou de outra ela gosta mesmo e de ajudar. ”

Ruth Pires

Por quê ajudo os animais?
Por quê ajudo os animais sendo que tem tanta gente precisando?
Porque não existe um projeto nacional, do tipo Minha Casa Minha Vida para os animais abandonados nas ruas.
Porque não existe um Sistema Único de Saúde (SUS), para atender animais doentes, espancados ou mutilados.
Porque não existe um Conselho Tutelar destinado a atender animais que tiveram seus “direitos” ameaçados por ação ou omissão da sociedade ou do Estado.
Porque não existe aposentadoria para animais que trabalham puxando carroça, e que são tratados como lixo e após anos de trabalho escravo são abandonados.
Amo os animais incondicionalmente, mas sei respeitar o próximo aceitando suas opiniões e diferenças.
Espero ter esclarecido as dúvidas de quem ainda não compreende toda forma de amor.

Kelly Duarte

Nasceu em uma manjedoura, bem no ranchinho dos animais de ternura, um menininho lindo que emanava de seu olhar, amor, paz e alegria pura. Juntos ao seu lado estavam seus pais admirando o menino Deus com enorme fé,eram eles Maria e seu marido José.Guiados também por uma estrela que cortava o deserto refletindo magnífica Luz, Três Reis Magos á seguiam com Presentes de carinho, oferecidos ao menino chamado Jesus!!!
-Jean C. de Andrade-

Jean Carlos de Andrade

Ah, os animais... bem, desde que Amelinha chegou em minha vida, em 2008, dedico a noite do ano novo a acalmar seu coraçãozinho assustado por demais com os fogos. Dei a ela um calmante (metade da dose mínima), que já sei que sempre ajuda. Os fogos chegaram (sim, aqui teve fogos como nunca pensei, as pessoas são loucas, adoram fingir a felicidade onde nem sempre ela existe, fazendo MUITO barulho). O inferno durou quase vinte minutos. A surpresa foi Rosinha. ela ficou apavorada. Tentava se esconder, fugia, consegui pegá-la. Taquicardia perigosa. Não tinha tempo de eu ir na sala de atendimento pegar o calmante. Fiquei com ela no colo, tentando acalmar Sheik e Karina com palavras (Dengosa e Áthila ficaram num banheiro e Olívia em outro). Foi quando o Sheik, sim, aquele cachorro pancadão, agitadézimo, rotulado pela maioria como "malucão" do pedaço se aproximou de mim (que continuava abraçada à Rosinha). Dei um beijo nele achando que o que ele queria era um conforto, afinal, os fogos estavam pipocando no céu do "calmo" condomínio onde moro. Mas que nada... ele começou a lamber o rosto, as orelhinhas e o pescoço de Rosinha, como quem quisesse acalmá-la. Quase ouvi algumas palavras como por exemplo - calma, isso é coisa de gente. Gente tem essas maluquices. Eles reclamam da gente, porque a gente late. Mas o barulho que eles fazem é assim mesmo. Para esconder suas desilusões, infelicidades e frustrações. Não fique assim, Rosinha. Isso logo vai passar.

Sheik, meu Sheik. Ele me acalmou também.
(1 de janeiro de 2013)

Leticia Bergallo

"EVOLUÇÃO: teoria muito antiga de que todas as plantas e animais se desenvolveram a partir de formas mais simples e que foram modelados pelo ambiente, ao invés de serem planejados ou criados."
"AMBIENTE: aquilo que rodeia uma pessoa; as coisas materiais à nossa volta; a área onde se vive; as coisas vivas, os objetos, os espaços e as forças com que se vive, quer estejam próximos ou distantes."
"MATERIALISTA: baseada na opinião de que só existe a matéria fisica."

É interessante pensar se a evolução continua (na sua opinião)??...
E se continua de qual evolução hoje (na sua opinião) estamos falando??
Qual ambiente que nos rodeia hoje (na sua opinião) para nos modelarmos??
O que são (na sua opinião) coisas da matéria hoje???

Parece simples mais talvez você possa complica-lo só um pouco mais... tente responder pra vc.... para ter certeza que pensamos igual o que estamos servindo e prestando como igual...pense um pouco na sua realidade e tente não inventar ela como se ninguém tivesse visto o que realmente faz de vc ser vc.... o que seria de vc agora... se realmente sabe responder tudo, porque pensa que não pode perder tempo respondendo o que já fez e o que já sabe fazer se vc já sabe fazer como já fez!!
É simples....Porem complicado se torna quando inventamos a historia na palavra da verdade!!
Inventamos e vivemos ela!!!
Como se ela não estivesse aqui!!
Fica interessante quando tentamos fazer parte dela...
Experimente pensar se já fez o que pensa que fez....

Thyago Pozzibon

Nunca entendi porque comparavam os homens safados e infiéis aos cachorros, que apesar de animais, conseguem demonstrar uma fidelidade e um sincero afeto que hoje, é difícil de encontrar no ser humano...
Mas observando o comportamento do meu cão e pensando bem... Acho que a característica entre alguns cachorros e alguns homens é apenas uma:
- Você pode oferecer a melhor ração, que eles sempre vão insistir em fuçar o lixo!

Letícia Beppler

O que em geral se consegue com o castigo, em homens e animais, é o acréscimo do medo, a intensificação, o controle dos desejos: assim o castigo doma o
homem, mas não o torna ‘melhor’ – com maior razão se afirmaria o contrário. (‘O prejuízo torna prudente’, diz o povo: tornando prudente, torna também ruim. Mas felizmente torna muitas vezes tolo.)

(NIETZSCHE. 2005. p. 72. Afor 15).

"Tal como nós temos um animal preferido, também os proprios animais terão uma preferência sobre outro animal(e concerteza que tem).
Se a preferência de qualquer outro animal recair em nós, humanos, revela que não somos superiores a nenhum deles, pelo facto de que, uma preferência nunca ser superior a qualquer outra!...E ai, os verdadeiros animais seria-mos nós humanos, perante os animais!"

Zé Gomes

A humanidade tem uma habilidade que o distingue dos outros animais, A capacidade de pensar, de refletir, de repensar no que já havia pensado, com isso nós criamos muitas coisas, desenvolvemos a arte de duvidar pois duvidar é uma forma de pensar e repensar no que havia sido pensado, e assim chegamos a algum resultado. Portanto o eu como gestor da minha história, a vida é feita do saber e por mais que saibamos não sabemos nada. Pois o conhecimento e algo infinito, e nós somos finitos, a cada dia pessoas vão criando novos pensamentos, novos objetos, novas visões e teses novas e o que podemos deixar para o conhecimento para o ser infinito de sabedoria é a duvida.
Por que o mundo é Infinito e nós não fazemos parte disso , Só podemos deixar a duvida, e quem sabe possamos fazer parte dele, do infinito. e por mais que infelizmente não cheguemos a esse patamar avistado por nós, podemos ao menos almejá-lo.
Portando mesmo que eu aprenda tudo sobre todas as coisas eu nunca saberei nada, e mesmo que eu o saiba, eu nunca saberei.
A unica certeza que temos é " Só sei que nada sei ." essa frase linda e perfeita e a mais sabia frase que já ouvi, essa frase de Sócrates.

Adryanno Barbosa de Souza