Textos para Refletir

Cerca de 392 textos para Refletir

UM HOMEM FEMININO

Hoje decidi ter um breve momento de reflexão a respeito de quem de fato sou. Foi então que percebi que distante tocava uma música, a qual mal se podia ouvir, e nela Pepeu Gomes catava:

"...ser um homem feminino não fere o meu lado masculino..."

Analisando por esse prisma descobri mais um pouco de mim. Descobri que dentre tantos que posso ser...

Sou um pouco da irreverência de Dona Dora,
Com uma expressiva dose da arrogância de Raquel,
E por que não com um pouco, ou muito, da inconsequência de Aline...

Sou um pouco da beleza discreta de Alessandra,
Que em simbiose funde-se a feiúra indiscreta de Daiane,
E, lá no fundo, talvez eu seja apenas a falsa timidez de Maria...

Sinto-me pequeno e delicado como Katiane,
No entanto sou grande e rude como Marlise,
Perseguindo a perfeição de Patrícia...

Sou os devaneios de Vera,
Com a seriedade lúcida de Letícia,
Na imensidão azul do olhar de Daniely...

Sou muito da exigência de Luciane,
Mas, também sou a displicência de Zélia diante da vida,
Entretanto, sempre buscando a elegância de Cláudia em minhas atitudes...

Sou o caráter inquestionável de Marina,
Mas, há em mim também a imoralidade de Fabíola,
Nunca deixando de lado o recato característico de Carol...

Sou as certezas de Rejane,
E muito das dúvidas de Ana,
Sempre ostentando o acalentador e eterno sorriso de Andréa...

Sou muito de Michele, pois, não sei se sou:
Uma criança já adulta ou um adulto meio criança.
Apenas sei que facilmente posso chorar ou sorrir...

Em mim tenho parte de todas as tristezas de Mônica,
Que dia-a-dia é regada com a amargura de Renata,
Mas, que se tornam insignificantes, pois, sou sobretudo à força de Auria...

Horas sou a falsidade repugnante de Elisandra,
E horas sou a sinceridade divertida de Bruna,
Mas, falso ou sincero sempre com humor de Vanessa...

Sou generoso como o sorriso de Fabi,
Tão egoísta quanto o semblante de Jheny,
E em minha vida há tantas manchinhas quanto há no corpo de Glê...

Sou o grande amor que Carla sente por mim,
Mas, também sou todo o amor do mundo que sinto por Angélica,
Mas, eu queria ser apenas o amor de Karen,
Pois, é necessário dar novo sentido à vida!

Sou essas mulheres especiais. Suas qualidades e defeitos são as minhas qualidades e meus defeitos e as levarei comigo para onde for com muito carinho, pois:

"...ser um homem feminino não fere o meu lado masculino..."


29/11/2011

Alessandro Borba

Uma simples reflexão

Hoje ao sair de casa para o serviço, na parte da tarde, uma pessoa perguntou-me se eu já havia “feito algo”. Pensei e calei-me. Pois sinto já há algum tempo a necessidade de me silenciar.

Estamos passando por momentos de grandes mudanças, de batalhas e lutas interiores. Estamos a carregar preocupações exageradas, e não aceitamos nossos próprios limites.

Queremos e buscamos coisas que não nos pertence. Traçamos metas, fazemos planos e neles entramos de cabeça, sem ao menos nos preocupar se é bom ou não, ou até onde isso pode-nos levar.

Alimentamos nosso ego com egoísmo, prepotência, arrogância e superioridade. Cobramos de outros o que não somos capazes de fazer, mas até aí tudo bem, afinal de contas “Eu sou mais eu” e “tudo posso”, não importa de que modo.

Vivemos num mundo secularizado, onde vemos as pessoas cada vez mais tristes, solitárias, amargas, e sempre correndo na busca da satisfação pessoal, depositam seus valores em coisas materiais como: grana, casa, carro, posição social, ou ainda aqueles que colocam seus valores em: roupa, tênis, baladas, bebidas, etc.

Vivemos uma grande desordem mundial que ora se revela por meio de coisas naturais como: vendavais, terremotos, enchentes, seca, e outras de ordem moral como: falta de amor e respeito conosco e com nosso próximo, fome, doenças que não tem cura, pais que matam seus filhos (aborto), relação antinaturais (homossexualismo), pichações nas igrejas, falta de respeito com as imagens em nossas igrejas que nos são tão caras.

E nos comportamos como se tudo isso fosse normal, temos liberdade para fazer o que der na “telha”, não devemos ser reprimidos em nada, é nossa inteira liberdade para com os modismos que nos cerca.

Diante de todas essas situações, cabe algumas reflexões:

Será que nós consultamos a Palavra de Deus e estamos atentos a seus ensinamentos?
Será que Oramos e vivenciamos o Amor Misericordioso de Nosso Senhor Jesus Cristo?

Que em sua grande Misericórdia Ora e pede a Deus Pai por nós. Deus nos dará sempre a liberdade de escolha. Precisamos ser livres, independentes em Cristo, e o caminho para ser livre é a Verdade.

Jesus, Caminho, Verdade e Vida.

A minha reflexão sobre a vida

Sonia Souza

Uma reflexão sobre a família
Aprendemos que a família sempre teve seu lugar, espaço, papel e missão fundamental na vida humana, na sociedade e na igreja. E é por excelência fonte de vida, porém vivemos num mundo vazio, materialista, egoísta e consumista, onde os valores cristãos se perdem.
É preciso ter fé e viver a fé em família. Ela foi e sempre será a fonte da vida e nossa rocha firme., Diante das mudanças nesses tempos atuais, à família deve se revitalizar em seu modo de ser, de viver, de existir e de agir. Mas como fonte de vida, foi, é, e sempre será a mesma, como instituição inquestionável da vida.
É muito triste nos depararmos com tantos ataques que a família está sofrendo, principalmente através de alguns meios de comunicação: novelas, filmes, programas, desenhos e até em letras de musicas onde há descaso, imoralidade, individualismo, relações anormais e relações extraconjugais e tantas outras coisas que são escancaradas. E seria melhor ainda se essas coisas não estivessem acontecendo no seio da família. É normal hoje em dia “as famílias” serem totalmente desestruturadas, ninguém tem respeito pelo outro, não existe normas, nem regras, sendo que o individualismo é muito bem destacado, definido e defendido.
Devemos nos lembrar de que o próprio Jesus nasceu numa família, teve obediência a seu pai adotivo, São José, e a sua mãe Maria Santíssima. Que grande exemplo Ele nos deixou honrando-os como reza o mandamento.
A família precisa resgatar seus valores e penso que isso será possível a partir do momento que abrirmos o coração para o amor de Deus em sua totalidade. Infelizmente na sua maioria a família passa por carência da partilha da vida, das qualidades e dos limites, gerando o individualismo e a solidão.
Quem nunca ouviu um diálogo assim:
“É meu carro”, “minha casa”, “meu dinheiro”, “minha vida” “eu sou”, “eu posso”, e por ai a fora. Quando “EU’ fala mais alto, o “NÓS” deixa de existir e tudo isso, em minha opinião, é a grande causa de tanta solidão em família”.
Diante desta situação cabem-nos alguns questionamentos:
Que atitude devemos tomar?
Será que é nosso papel continuar como que paralisados e deixar a anarquia tomar contar e dissipar o que ainda nos resta de valores?
Acho que acontecerão grandes transformações quando todos se deixarem envolver pelo amor que tem sua origem e fundamento em Deus. Criados todos que fomos por Deus para sermos felizes, realizados e plenos, porém isso jamais o será, enquanto estivermos distanciados de Deus, e enquanto sua Palavra e seu Projeto de Amor, não se tornarem o alicerce de nosso amor humano.

Sonia Souza

Chuva.

Chuva fina chega de mansinho.
Preservando os sentidos...
Trazendo ao ar reflexão.
Planeta água- coletiva.
Meio ambiente, pede socorro;
Frágil do desperdício.
Preserve a consciência (...)
Da irrigação singular- Aberto e incorreto.
Leve a razão acima da condição.
Haja com sabedoria;
Evitando o mau do excesso.
O planeta agradece.

Carla Bom

*** Finados... ***

Finados é dia de reflexão, de saudade e esperança... A dura realidade é que a morte faz parte da vida, é o fim do curso vital, é uma invenção da própria vida em sua evolução. Morrer é uma experiência profundamente humana.
Na sua grande maioria, as pessoas já passaram ou irão passar pela experiência de perder alguém que ama Pai, Mãe, irmãos, namorado (a), marido, esposa e amigos... Independente da forma que a vida nos mostra como viver esse momento, nunca é fácil... Doe muito... A dor da saudade de uma pessoa que não iremos ver nunca mais é como uma ferida aberta, que não cicatriza nunca... Eu já vivi isso e choro ate hoje...
A melhor forma é nunca deixar faltar nada... Diga às pessoas que ama, que elas são importantes, que sente saudade, cuide com amor, carinho, proteja, seja presente.. Por mais difícil que seja essa transição, é a forma da qual nosso coração se conforta...
O amor, sentimento e o prazer do dever cumprido...

OTTHON KNUST

Pegue tudo o que eu falei e faça agora um processo de reflexão o que você está precisando nesse momento para seguir na sua vida: Vencer o desafio da vida!Pular como em um jogo de tabuleiro, mais uma casa. Vencer o jogo, vencer o desafio da vida! Você pode você é capaz de conseguir o que quiser capaz de fazer uma escolha que possam dar frutos. Existiram pessoas antes de você que venceram. Hoje, estão descansando colhendo dos frutos que plantaram bons ou ruins. Você pode fazer essa escolha, acreditando ou não porque a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória!
-Trecho do livro: O Secreto Jardim da Alma.

Samuel Ranner

Tarde da noite, em reflexão assim me vem na mente à imagem de um anjo de asas cálidas, de feição tênue.
A imagem que vejo é o reflexo de um sonho de infância, de quem sempre quis ter ao meu lado.
Não poderia me negar a esse amor, não poderia me privar de tê-la comigo.
Love, leve, livre, não latente e para sempre.
Infinitamente devotado a esse amor.
Nitidamente a felicidade sorri para mim, em uma nova fase da minha vida, por novos objetivos, numa nova vida.

André de Paula Viana

O Conhecimento, a reflexão e o tempo.

Na busca do conhecimento, depois de algum tempo, percebe-se que o mesmo só é absorvido por meio da reflexão.

Entre o calar e o falar, existe toda a diferença de quem você é.

A simulação do saber depara-se com a simulação da ignorância e deste ponto em diante aqueles que tinham dúvida sobre sua ignorância passam a ter certeza.

O tempo é fator determinante para que o ser humano possa ter o entendimento da necessidade da reflexão, a tranquilidade e o equilibrio da busca incessante do saber.

Com o passar do tempo, somam-se em sua história, momentos bons, outros não tão bons assim; mais todos inerentes a lapidação do carater, moral, entendimento e do conhecimento do que se encontra ao seu redor.

Vejo o desespero dos que se enganam na busca do conhecimento, quando de fato dele necessitam.

Vejo o descaso com o conhecimento pela falta de reflexão e pela desidia com o passar do tempo.

André de Paula Viana

Medo, sentimento subjetivo que nos permite a reflexão.
Se não houvesse o medo, a vida nos seria mais curta, escorreria por nossas mãos imersas em coragem.

Medo é o termômetro dos nossos atos.

É com o medo que se ganha ou se perde "batalhas", quem de fato é ausente de medo, muitas vezes não consegue enxergar o próprio futuro, colocando-o nas mãos de outro sentimento incerto, ou seja, a sorte.

A vida e a morte, os realistas e os subjetivistas confundem-se quando trata do medo, a arte o materializa de tantas quantas inimagináveis formas.

A personificação do medo, muitas vezes ocorre por caras e bocas; gritos, gemidos, barulhos inerentes à escuridão, ao que não se vê e ao que não se entende.

Reprimir o medo é alimentá-lo; viver o medo é refletir sobre o que de fato lhe causa supracitado sentimento inerente a todos os seres vivos.

Nos momentos difíceis de sua vida, dê ouvidos ao medo, pense sobre ele e haja conforme se nunca tivesse sentido medo, tomar uma decisão é sempre necessário, desde que seja cautelosa, refletida, segura, sensata, só não deixe que o medo lhe impeça de agir, pois a ausência de atitude por medo é fracasso, lamento, decepção e arrependimento.

André de Paula Viana

REFLEXÃO
Ela: você ainda vai me amar quando estiver com a pele lisa e enrugada;
Ele: você ainda vai me amar quando estiver com espinhas ou cravos;
Complemento: sempre nos amaremos não importa a nossa idade, trocaremos experiências, viveremos momentos, iremos aproveitar a companhia um do outro e juntos buscaremos a nossa felicidade!

Elberfran Oliveira

Minha reflexão e a seguinte , As estrelas mudam de lugar meu anjo , para ver o nosso amor mais perto
Para sentir o calor do nossos corpos , E não querem ir embora pois a cena mais linda e sublime é o nosso amor;
Mesmo com o nosso adormecer elas continuam ali , olhando paralisadas , hipnotizadas com o nosso carinho , afeto .. AMOR!
E o Sol , a O Sol , Ele espera atenciosamente o nosso amanhecer , pois , O brilho das estrelas e do propio sol são
Ofuscados pela GRANDEZA DO NOSSO SENTIMENTO , CUJO QUAL O NOME E .. AMOR! "

Pedro Furtado

Uma Guerra Moral

UMA BREVE REFLEXÃO PARA ENTENDER AS CONTENDAS DE DEUS COM O HOMEM PECADOR

Não se trata de uma batalha física. Não é uma guerra ao molde dos homens, com canhões e mísseis.
Se fosse algo de ordem de mera conquista de territórios, ou de se submeter uma nação ao jugo da servidão, Deus poderia fazê-lo com um simples sopro de Sua boca.
Se quisesse destruir toda a humanidade de sobre a face da terra, poderia fazê-lo num único instante.
Mas nunca foi este o seu objetivo na contenda que tem com a humanidade pecaminosa.
Sua guerra é de cunho moral e de santidade.
Sua vitória está em conduzir o homem decaído no pecado, à Sua própria santidade.
As batalhas desta guerra são empreendidas para submeter o mal e estabelecer o bem, não no exterior, mas no coração de cada pessoa.
As armas são espirituais: oração, louvor, pregação da verdade.
O campo de batalha é o coração humano.
O motivo da guerra é o amor de Deus pela humanidade criada por Ele, para viver no amor, na justiça e na verdade.

Silvio Dutra

Princípios Morais.
Hoje vamos fazer uma reflexão....
Todos andamos por ai...reclamando do mundo em que vivemos....das pessoas que nele vivem...dos políticos ....da inflação...
Mas vamos fazer uma análise sobre as nossas atitudes...as mais simples...
Como reagimos quando somos lesados...quando esquecemos algo em algum lugar e voltamos para buscar e lá não está mais...quando não recebemos o que nos devem...quando somos cortados no trânsito por um motorista apressado...e outras perguntinhas basicas que cada um pode se fazer...
Agora mudemos o foco da pergunta...o que fazemos quando achamos algo de valor ....quando recebemos o troco errado para mais....quando alguém esquece de nos cobrar uma dívida...quando estamos com pressa no trânsito....e outras perguntinhas mais...
Então....qual é nossa resposta...ficamos felizes quando achamos algo de valor...ou o troco errado....ou devolvemos o que encontramos ou o que recebemos a mais...
Bem ....dependendo de sua resposta podemos dizer que talves possamos nos comparar com os políticos do nosso país....corruptos....que não se constrangem em tirar do bolso do trabalhador para usufruir de uma vida farta...
Bem ....se temos atitudes parecidas com os políticos ...então isso significa que não temos moral ...assim como eles...pois não existe meia moral...vc tem ou não...
Não devolver o troco errado...ou o que vc encontrou tbm é roubo....
O que ensinamos aos nossos filhos ...com nossos exemplos....a boa moral ou a lei do levar vantagem!!!!
Pensemos nisso...analisemos as nossas atitudes antes de condenar a dos outros!!!!

Irene Herman

Reflexão (tardia)

Entre a insanidade e a lucidez
A sobriedade e a embriaguez
Eu pego apenas mais um copo
Se for pra apostar agora, topo

Crescemos e envelhecemos
Desaprendendo a usufruir
Trabalhamos e perdemos
A experiência de curtir

Entre o fim do dia e o de tudo
Algumas letras, alfabeto mudo
Eu mantenho-me em silêncio
Um disparo pro alto, inexato

Nos alimentamos da carne
De algum animal sacrificado
A reflexão chega sempre tarde
Depois do jovem ser assassinado

País, sociedade, razão e religião
Porre, porrada, falta de opção
A continuidade é um erro fatal
Em um amanhã de pleno temporal.

Allan Caetano Zanetti

Reflexão dos 35...

Penso hoje em tantas coisas que antes nunca passaria na minha cabeça.
Quero entender a vida, o mundo, a felicidade,a beleza e os mistérios.
Tenho pressa para o hoje.
Tanto tempo desperdiçado com bobagens, besteiras.
Hoje cada segundo é valioso como a mais bela pedra preciosa.
Amores que se foram, amigos que chegaram, papos e tagarelices
Como é bom viver, como é bom saber que nada é como antes e que nada será como hoje.
Cada dia é único e exclusivo.
Filhos, maridos fraudas, chupetas e mamadeiras ah...como é bom...
o tempo passa Hoje Freud, montanhas e churrasco quem diria...
Flores e espinhos numa harmonia estonteante
Outrora uma menina, hoje uma mulher.

Renata Quintas

''Para sempre'' é um termo que sempre me eleva ao estado de reflexão.
E sempre que eu procuro tal significado,
encontro-me à um pensamento em vão.
Vão este, que desde o sempre,
e para sempre
(mesmo que eu não saiba o quanto tempo dure,
mas creio que seja tempo o suficiente)
deixa-me na angústia da incerteza.
Depois de tanto pensar, o ''sempre'' me veio como um tempo sem tempo algum.
Um tempo que às vezes dependerá do destino ou às vezes da sua própria condição.
Se vai além da vida, se fica por aqui,
se ultrapassa distâncias, ou morre na saudade,
se nasce do amor e se perde na ilusão,
se dura pouco tempo ou nem mesmo chega a acontecer...
Mais uma vez, pensamentos em vão.
''Para nunca'' mais pensar no ''para sempre''.
E ''para nunca'' mais criar-se confusão, paro por aqui.
Paro de repetir isto, pois a repetição acaba num ''sempre''
e de ''sempre'' já estou farta.
Não se ouve mais isso, não se fala mais nisso.
Parei,
e para sempre!

Renata Soares.

Minha reflexão, se fez no seu refrão!
A melodia transmitia harmonia, e a revolta que se contia libertou-se na escuridão. E todo aquele frio virou brasa vermelha, o fogo da voz passou pelas veias. E sem que me queimasse soprei a vela acesa, e o grito acordou a vizinhança que já quase havia perdido a esperança.
E todos os surdos ouviram, e muitos protestos surgiram. E tudo se resolveu, até que o dia amanheceu e tive que acordar.

Aldo Teixeira

Momento de Reflexão

De repente olhei pra traz
Vi que nada do que fiz me satisfez
Bebi, brinquei, agerdi, gastei o que não era meu;
Me agredi psco e fisicamente.
Quando tornei-me a mim
Vi uma figura ressaqueada,
Destruida e arrependida.
Voltei-me a mim
Conversei com o pai que está em mim
Como não tenho como voltar e desfazer o passado
Cabe-me retratar os erros.
Mesmo que sem jeito...
Tenho a obrigação de pagar as dívidas,
Pedir desculpas pelos desacatos que cometi.

Se cometi alguma injustiça essa é a minha hora de ser punido.
A minha consciência é a maior aliada na cobrança dos meus atos
Nada como um momento de reflexão para justificar-me diante de Deus e dos homens.
Pense nisso!

Eliane Batista Barbosa

Uma Carta à Aline: Reflexão sobre valores

“Sonhar
Mais um sonho impossível
Lutar
Quando é fácil ceder
Vencer
O inimigo invencível
Negar
Quando a regra é vender
Sofrer
A tortura implacável
Romper
A incabível prisão” (Chico Buarque)


Cara Aline, Você postou minha foto em um dos eventos da nossa querida Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro. Não sabe a alegria que toca minha alma ao recordar um momento tão sublime, tão encantador que, ao mesmo tempo nos eleva e nos une como humanos.

Porém, ao mesmo tempo em que me enche a alma de felicidade, me provoca no espírito uma imensidão de questionamentos, me levando a uma reflexão sobre tudo isso, com ênfase sobre os valores escolhidos pela Humanidade.

Será, doce amiga de minha alma, que é isso que o Mundo deseja?

Será que esses valores que temos perseguido desde sempre, como amizade, bondade, gratidão, trabalho honesto, melhoria na qualidade da arte e da educação à nossa volta (melhorando, assim, a qualidade do Ser Humano), melhoria nas relações sociais, melhoria na administração pública, reflexo direto da melhoria na Educação, são de fato os valores que interessam ao Mundo?

Não seria Aline, mais fácil remar a favor da corrente? Será que desta forma não seríamos mais “apreciados”, seríamos vistos e apontados por amigos e familiares como “exemplos” de sucesso a serem seguidos (assim como o tal “Eike” e tantos outros)?

Será que as tantas e quantas noites mal dormidas, ou não dormidas, por uma vida toda, saindo de nós mesmos para que outros pudessem dormir tranquilos, não teriam sido melhor aproveitadas se simplesmente tivéssemos olhado para nosso próprio umbigo, para as “conquistas do dia seguinte”?

Será que nossa pressão alta, ou baixa, não estaria no “normal” se tivéssemos levado a vida com mais festas e mais riso, e menos “siso”?

Será que, de fato, o fato de termos acreditado sempre, e visceralmente, que a honestidade e a bondade podem vencer um dia, nos levará a dias melhores? Será que um dia alguém irá se preocupar em separar a realidade da fantasia e, seremos, de alguma forma reconhecidos por isso?

Será que um dia, enfim, nossas portas se abrirão e deixarão entrar a gratidão, bálsamo para as feridas da estrada?
Olhando a foto, volto ao que estava pensando naquele momento solitário, absolutamente solitário, envolto por uma aura de esperança e fé. Naquele momento eu, sentado ali, olhava a preparação do espaço, o chegar das pessoas, e agradecia por ter a oportunidade de dividir tão intenso momento com pessoas tão especiais.

Confesso-lhe que, olhando para trás, me pergunto se tudo isso tem valido a pena, se, de fato, nossa busca por um mundo melhor, mais humano, mais irmão, mais grato, tem gerado resultados.

Lá atrás, se tivéssemos pensando nos louros das glórias que se nos apresentavam, em vez de pensar na melhoria do “humano”, em vez de pensar na construção de algo melhor, mesmo com os olhos obnubilados, será que hoje não estaríamos mais “confortáveis”?

Vale, afinal, a pena, acreditar que você, como célula única, pode contagiar outras pessoas e fazer a diferença?

Depois de tantas tempestades cobrindo teto alheio, depois de tantos invernos sem cobertor para que outros não passassem frio, depois de tantas desistências para que outros fossem assistidos, digo a você que tenho dúvidas.

Sim, tenho dúvidas, muitas dúvidas! E meu coração se agoniza, como se fora um coração poeta meu coração se agoniza.

Mas, cá entre nós, confesso que não há outro caminho, tornei-me um viciado em acreditar, tornei-me um dependente do amar, tornei-me um “louco” a esperar, e a esperança é a única coisa que me move, a esperança de que um dia, afinal, possa dizer: VALEU A PENA!

Um terno abraço de seu afilhado.


“Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz
E amanhã, se esse chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu delirar
E morrer de paixão
E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão” (Chico Buarque)

Poeta e Escritor Sidarta da Silva Martins

Uma inútil máscara revela uma reflexão perfeita da pessoa
Autor: LCF

1
Muitos acobardam-se;
Escondendo-se por detrás da escuridão;
Onde a luz pura não atravessa;
Uma máscara é o início de uma ilusão;
Um ato define uma pessoa;
Uma personalidade pode possuir uma maldição;
Através da qual a mente gira;
Não chegando a uma possível explicação;
Pensamos, pensamos;
E no nosso interior, desaparece a conclusão.

2
Reflexões são descritas;
Fugir é a melhor opção;
Para quem não se sacrifica;
Desistir é a escolhida sugestão;
Assim como uma pena cai do céu;
Uma máscara dá lugar à solidão;
Solidão eterna, mas vulnerável;
À mais rápida e perfeita solução;
Lutas serão feitas;
Mas quem reinará será o coração.

3
Mas as pessoas caem no erro;
De utilizar a violência;
Atuam ferozmente, sendo ridículos;
Contudo, incapacitados da sua consciência;
Levam a cabo um golpe;
Que lhes irá deteriorar a aparência;
Comprometendo-se a melhorar;
Falham nos aspetos de arrogância;
Todavia tentam frequentemente;
Eliminar esta negativa influência.

4
Uma máscara fracassa;
Intensifica-se a elegância;
Um bom ato;
Provoca, consequentemente, excelência;
E um dos maiores valores;
É a radiante independência;
Com ela, somos livres;
Acaba a resistência;
Pois uma verdadeira vida;
É caraterizada pelo amor e inteligência.

LCF