Textos para Pessoa Amada

Cerca de 4791 textos para Pessoa Amada

Já quis tanto andar ao lado, viver acompanhado, ter um namorado...
Já quis me sentir amada, desejada, observada...
Já quis morrer de amor, esquecer toda a dor, dar um fim na solidão...
Já quis viver pra você, mas agora eu sei porque não habitas mais o meu coração.

Eu quis estar ao seu lado, mas vc por um medo do passado, resolveu me jogar ao vento...
Mas que bom Deus nos prepara, e numa curva comum da estrada, eu encontrei o meu alento...
Se vc não quis paciencia, vou seguir na minha descencia, tentando viver com moral...
Pq nada nesse mundo é pior, a dor de uma traição, nada nesse mundo é igual...

Não quero pros outros o que nao quero pra mim,
e se vc realmente quis assim, quem sou eu pra discutir...
Só fica aqui um recado, eu tinha muito amor guardado, mas vc nao quis retribuir!



*E hoje já consigo te olhar nos olhos e engolir toda a minha dor*

\21.07.2010/

Vanuza Borges

Se você fosse tão boa assim... Se você fosse tão amada, invejada, incrível, gostosa, melhor, inesquecível assim o quanto você diz... Não seria a EX, né, flor???
Continue chorando no ombro de todo mundo a sua dor de cotovelo, por ele não estar mais contigo... Mas chora baixinho pra não incomodar!

Desconhecido

Te amo como nunca amei
Outra pessoa.

Meu amor por ti é paciente,
pois por ti espero o tempo que for necessario.

Meu amor por ti é suave,
pois descansa no brilho do teu olhar.

Meu amor por ti é simples e natural,
pois só de pensar em ti eu me alegro.

Meu amor por ti...

Meu amor por ti é nada disso!
Pois meu amor é tão puro e sincero
que não à como explica-lo com palavras.

A unica coisa que explica esse amor
é o silencio de um olhar entre nós dois.

Lincoln F. Quirino

Momento de Reflexão

Em busca de si mesmo encontrei uma pessoa muito especial e verdadeiramente apaixonada pela vida, capaz de enxergar as coisas boas do mundo.
Que procura ser feliz, pois para muitos, viver já é o suficiente. Tem a certeza do encontro com a paz nas coisas mais simples e entende que a oferta é gratuita, basta a compreensão da sua existência.
Em meus pensametos encontrei uma pessoa comprometida com a realidade, porque viver é fácil, difícil é a questão da tolerância e da sobrevivência.
Acredita que há uma infinidade de razões para estar alegre e satisfeita, uma delas é poder fazer pessoas felizes.
Encontrei uma pessoa otimista, perseverante, que acredita na conquista. Entende que nada vem do acaso e tudo na vida tem o seu verdadeiro significado.
Um alguém que busca em seu momento de reflexão as forças para continuar caminhando e considera esse, o maior encontro com a sabedoria.
Pare, reflita e aprenda com as coisas boas que tens praticado. Descubra em você essa pessoa fantástica.
Busque sempre a realização dos sonhos e tenha a recompensa da satisfação de estar trilhando o sucesso.
Assim como uma estrela, você nasceu para brilhar.

Gleidson Melo

Vida...
Cada um que passa em nossa vida passa sozinho...
Poque cada pessoa é única para nós, e nenhuma substitui a outra...
Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só...
Levam um pouco de nós mesmos e deixam um pouco de si mesmos.
Há os que levam muito, mas não há os que não levam nada.
Há os que deixam muito, mas não há os que não deixam nada.
Esta é a mais bela realidade da vida... A prova tremenda de que cada um é importante e que ninguém se aproxima do outro por acaso!

Antoine de Saint-Exupéry

"(...)Por isso eu acho que a gente se engana, às vezes. Aparece uma pessoa qualquer e então tu vai e inventa uma coisa que na realidade não é. E tu vai vivendo aquilo, porque não aguenta o fato de estar sozinho.'

"Eu quero nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados.
Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam.
Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu. Quero
domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e
travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa."

'As vezes, sobretudo agora, verão e lua quase cheia, me surpreendo melancólico pelas noites a suspirar na sacada espanhola, com vontade de chorar. Choro quando consigo. Ou ouço Caetano cantando Contigo en la distancia, e choro mais. Não tenho pena de mim, mas por vezes sinto falta de amor. Fico sempre muito só.'

" Preciso sim, preciso tanto.Alguém que aceite tanto meus sonhos demorados quanto minhas insônias insuportáveis. "


"Por tudo que há de mau no mundo, eu mereço o máximo do bom. Sem culpa."

Caio Fernando Abreu

O dia que Júpiter encontrou Saturno

Foi a primeira pessoa que viu quando entrou. Tão bonito que ela baixou os olhos, sem querer querendo que ele também a tivesse visto. Deram-lhe um copo de plástico com vodka, gelo e uma casquinha de limão. Ela triturou a casquinha entre os dentes, mexendo o gelo com a ponta do indicador, sem beber. Com a movimentação dos outros, levantando o tempo todo para dançar rocks barulhentos ou afundar nos quartos onde rolavam carreiras e baseados, devagarinho conquistou uma cadeira de junco junto a janela. A noite clara lá fora estendida sobre Henrique Schaumann, a avenida poncho & conga, riu sozinha. Ria sozinha quase o tempo todo, uma moça magra querendo controlar a própria loucura, discretamente infeliz. Molhou os lábios na vodka tomando coragem de olhar para ele, um moço queimado de sol e calças brancas com a barra descosturada. Baixou outra vez os olhos, embora morena também, e suspirou soltando os ombros, coluna amoldando-se ao junco da cadeira. Só porque era sábado e não ficaria, desta vez não, parada entre o som, a televisão e o livro, atenta ao telefone silencioso. Sorriu olhando em volta, muito bem, parabéns, aqui estamos.

Não que estivesse triste, só não sentia mais nada.

Levemente, para não chamar atenção de ninguém, girou o busto sobre a cintura, apoiando o cotovelo direito sobre o peitoril da janela. Debruçou o rosto na palma da mão, os cabelos lisos caíram sobre o rosto. Para afastá-los, ela levantou a cabeça, e então viu o céu tão claro que não era o céu normal de Sampa, com uma lua quase cheia e Júpiter e Saturno muito próximos. Vista assim parecia não uma moça vivendo, mas pintada em aquarela, estatizada feito estivesse muito calma, e até estava, só não sentia mais nada, fazia tempo. Quem sabe porque não evidenciava nenhum risco parada assim, meio remota, o moço das calças brancas veio se aproximando sem que ela percebesse.

Parado ao lado dela, vistos de dentro, os dois pintados em aquarela - mas vistos de fora, das janelas dos carros procurando bares na avenida, sombras chinesas recortadas contra a luz vermelha.

E de repente o rock barulhento parou e a voz de John Lennon cantou 'every day, every way is getting better and better'. Na cabeça dela soaram cinco tiros. Os olhos subitamente endurecidos da moça voltaram-se para dentro, esbarrando nos olhos subitamente endurecidos dos moço. As memórias que cada um guardava, e eram tantas, transpareceram tão nitidamente nos olhos que ela imediatamente entendeu quando ele a tocou no ombro.

-Você gosta de estrelas?
-Gosto. Você também?
-Também. Você está olhando a lua?
-Quase cheia. Em Virgem.
-Amanhã faz conjunção com Júpiter.
-Com Saturno também.
-Isso é bom?
-Eu não sei. Deve ser.
-É sim. Bom encontrar você.
-Também acho.

(Silêncio)

-Você gosta de Júpiter?
-Gosto. Na verdade "desejaria viver em Júpiter onde as almas são puras e a transa é outra".
-Que é isso?
-Um poema de um menino que vai morrer.
-Como é que você sabe?
-Em fevereiro, ele vai se matar em fevereiro.

(Silêncio)

-Você tem um cigarro?
-Estou tentando parar de fumar.
-Eu também. Mas queria uma coisa nas mãos agora.
-Você tem uma coisa nas mãos agora.
-Eu?
-Eu.

(Silêncio)

-Como é que você sabe?
-O quê?
-Que o menino vai se matar.
-Sei de muitas coisas. Algumas nem aconteceram ainda.
-Eu não sei nada.
-Te ensino a saber, não a sentir. Não sinto nada, já faz tempo.
-Eu só sinto, mas não sei o que sinto. Quando sei, não compreendo.
-Ninguém compreende.
-Às vezes sim. Eu te ensino.
-Difícil, morri em dezembro. Com cinco tiros nas costas. Você também.
-Também, depois saí do corpo. Você já saiu do corpo?

(Silêncio)

-Você tomou alguma coisa?
-O quê?
-Cocaína, morfina, codeína, mescalina, heroína, estenamina, psilocibina, metedrina.
-Não tomei nada. Não tomo mais nada.
-Nem eu. Já tomei tudo.
-Tudo?
-Cogumelos têm parte com o diabo.
-O ópio aperfeiçoa o real.
-Agora quero ficar limpa. De corpo, de alma. Não quero sair do corpo.

(Silêncio)

-Acho que estou voltando. Usava saias coloridas, flores nos cabelos.
-Minha trança chegava até a cintura. As pulseiras cobriam os braços.
-Alguma coisa se perdeu.
-Onde fomos? Onde ficamos?
-Alguma coisa se encontrou.
-E aqueles guizos?
-E aquelas fitas?
-O sol já foi embora.
-A estrada escureceu.
-Mas navegamos.
-Sim. Onde está o Norte?
-Localiza o Cruzeiro do Sul. Depois caminha na direção oposta.

(Silêncio)

-Você é de Virgem?
-Sou. E você, de Capricórnio?
-Sou. Eu sabia.
-Eu sabia também.
-Combinamos: terra.
-Sim. Combinamos.

(Silêncio)

-Amanhã vou embora para Paris.
-Amanhã vou embora para Natal.
-Eu te mando um cartão de lá.
-Eu te mando um cartão de lá.
-No meu cartão vai ter uma pedra suspensa sobre o mar.
-No meu não vai ter pedra, só mar. E uma palmeira debruçada.

(Silêncio)

-Vou tomar chá de ayahuasca e ver você egípcia. Parada do meu lado, olhando de perfil.
-Vou tomar chá de datura e ver você tuaregue. Perdido no deserto, ofuscado pelo sol.
-Vamos nos ver?
-No teu chá. No meu chá.

(Silêncio)

-Quando a noite chegar cedo e a neve cobrir as ruas, ficarei o dia inteiro na cama pensando em dormir com você.
-Quando estiver muito quente, me dará uma moleza de balançar devagarinho na rede pensando em dormir com você.
-Vou te escrever carta e não te mandar.
-Vou tentar recompor teu rosto sem conseguir.
-Vou ver Júpiter e me lembrar de você.
-Vou ver Saturno e me lembrar de você.
-Daqui a vinte anos voltarão a se encontrar.
-O tempo não existe.
-O tempo existe, sim, e devora.
-Vou procurar teu cheiro no corpo de outra mulher. Sem encontrar, porque terei esquecido. Alfazema?
-Alecrim. Quando eu olhar a noite enorme do Equador, pensarei se tudo isso foi um encontro ou uma despedida.
-E que uma palavra ou um gesto, seu ou meu, seria suficiente para modificar nossos roteiros.

(Silêncio)

-Mas não seria natural.
-Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.
-Natural é encontrar. Natural é perder.
-Linhas paralelas se encontram no infinito.
-O infinito não acaba. O infinito é nunca.
-Ou sempre.

(Silêncio)

-Tudo isso é muito abstrato. Está tocando "Kiss, kiss, kiss". Por que você não me convida para dormirmos juntos.
-Você quer dormir comigo?
-Não.
-Porque não é preciso?
-Porque não é preciso.

(Silêncio)

-Me beija.
-Te beijo.

Foi a última pessoa que viu ao sair. Tão bonita que ele baixou os olhos, sem saber sabendo que ela também o tinha visto. Desceu pelo elevador, a chave do carro na mão. Rodou a chave entre os dedos, depois mordeu leve a ponta metálica, amarga. Os olhos fixos nos andares que passavam, sem prestar atenção nos outros que assoavam narizes ou pingavam colírios. Devagarinho, conquistou o espaço junto à porta. Os ruídos coados de festas e comandos da madrugada nos outros apartamentos, festas pelas frestas, riu sozinho. Ria sozinho quase sempre, um moço queimado de sol, com a barra branca das calças descosturadas, querendo controlar a própria loucura, discretamente infeliz.

Mordeu a unha junto com a chave, lembrando dela, uma moça magra de cabelos lisos junto à janela. Baixou outra vez os olhos, embora magro também. E suspirou soltando os ombros, pés inseguros comprimindo o piso instável do elevador. Só porque era sábado, porque estava indo embora, porque as malas restavam sem fazer e o telefone tocava sem parar. Sorriu olhando em volta.

Não que estivesse triste, só não compreendia o que estava sentindo.

Levemente, para não chamar a atenção de ninguém, apertou os dedos da mão direita na porta aberta do elevador e atravessou o saguão de lado, saindo para a rua. Apoiou-se no poste da esquina, o vento esvoaçando os cabelos, e para evitá-lo ele então levantou a cabeça e viu o céu. Um céu tão claro que não era o céu normal de Sampa, com uma lua quase cheia e Júpiter e Saturno muito próximos. Visto assim parecia não um moço vivendo, mas pintado num óleo de Gregório Gruber, tão nítido estava ressaltado contra o fundo da avenida, e assim estava, mas sem compreender, fazia tempo. Quem sabe porque não evidenciava nenhum risco, a moça debruçou-sena janela lá em cima e gritou alguma coisa que ele não chegou a ouvir. Parado longe dela, a moça visível apenas da cintura para cima parecia um fantoche de luva, manipulado por alguém escondido, o moço no poste agitando a cabeça, uma marionete de fios, manipulada por alguém escondido.

De repente um carro freou atrás dele, o rádio gritando "se Deus quiser, um dia acabo voando". Na cabeça dele soaram cinco tiros. De onde estava, não conseguiria ver os olhos da moça. De onde estava, a moça não conseguiria ver os olhos dele. Mas as memórias de cada um eram tantas que ela imediatamente entendeu e aceitou, desaparecendo da janela no exato instante em que ele atravessou a avenida sem olhar para trás.

Caio Fernando Abreu

Dê uma olhada em você no espelho.
Quem você vê te olhando?
É a pessoa que você quer ser?
Ou é alguém que você queria ser?
A pessoa que você deveria ser, mas acabou não sendo?
É alguém dizendo a você que você não pode ou não quer?
Porque você pode.
Acredite que o amor está por aí.
Acredtie que sonhos se realizam todos os dias.
Porque eles se realizam.
Às vezes, a felicidade não vem do dinheiro, da fama ou do poder.
Ás vezes, a felicidade vem dos bons amigos e da família
E da tranquila nobreza de se guiar uma boa vida
Acredite que os sonhos se realizam todos os dias.
Porque eles se realizam.
Então dê uma olhada nesse espelho me lembre-se de ser feliz, porque você merece ser.
Acredite nisso.
E acredite que os sonhos se realizam todos os dias.
Porque eles se realizam.

One Tree Hill

Já lhe disseram alguma vez que você é uma pessoa muito especial?
O seu carinho é tão contagiante que se eu estiver me sentindo triste
suas mensagens sempre conseguem me alegrar.
Já lhe disseram alguma vez o quanto sua presença é importante
para muitos e principalmente para mim?
Só o fato de você existir já é motivo de alegria
Você é uma pessoa muito especial
e sua amizade é muito importante para mim.
Adoro você!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Olimpya Ferraz

"Tarado é toda pessoa normal pega em flagrante"

Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos.

Ou a mulher é fria ou morde. Sem dentada não há amor possível.

Dinheiro compra tudo. Até amor verdadeiro.

Só não estamos de quatro, urrando no bosque, porque o sentimento de culpa nos salva.

No Brasil, quem não é canalha na véspera é canalha no dia seguinte.

A morte de um velho amigo é uma catástrofe na memória. Todas nossas relações com o passado ficam alteradas.

Deus só freqüenta as igrejas vazias.

Copacabana vive, por semana, sete domingos.

Não ama seu marido? Pois ame alguém, e já. Não perca tempo, minha senhora!

A fome é mansa e casta. Quem não come não ama, nem odeia.

Todo ginecologista devia ser casto. O ginecologista devia andar de batina, sandálias e coroinha na cabeça. Como um são Francisco de Assis, com a luva de borracha e um passarinho em cada ombro.

A verdadeira grã-fina tem a aridez de três desertos.

No passado, a notícia e o fato eram simultâneos. O atropelado acabava de estrebuchar na página do jornal.

Não reparem que eu misture os tratamentos de tu e você. Não acredito em brasileiro sem erro de concordância.

Nossa ficção é cega para o cio nacional. Por exemplo: não há, na obra do Guimarães Rosa, uma só curra.

Os magros só deviam amar vestidos, e nunca no claro.

Um filho, numa mulher, é uma transformação. Até uma cretina, quando tem um filho, melhora.

O cardiologista não tem, como o analista, dez anos para curar o doente. Ou melhor: - dez anos para não curar. Não há no enfarte a paciência das neuroses

Não há ninguém mais vago, mais irrelevante, mais contínuo do que o ex-ministro.

Nunca a mulher foi menos amada do que em nossos dias.

O Natal já foi festa, já foi um profundo gesto de amor. Hoje, o Natal é um orçamento.

Enquanto um sábio negro não puder ser nosso embaixador em Paris, nós seremos o pré-Brasil.

Se eu tivesse que dar um conselho, diria aos mais jovens: - não façam literatice. O brasileiro é fascinado pelo chocalho da palavra.

Qualquer menino parece, hoje, um experimentado e perverso anão de 47 anos.

Quero crer que certas épocas são doentes mentais. Por exemplo: - a nossa.

Sexo é para operário.

Desconfio muito dos veementes. Via de regra, o sujeito que esbraveja está a um milímetro do erro e da obtusidade.

Falta ao virtuoso a feérica, a irisada, a multicolorida variedade do vigarista.

Nelson Rodrigues

Amigas verdadeiras!

Um dia uma pessoa me perguntou
se ela era minha amiga verdadeira
e eu respondi sinceramente!

Você é minha amiga verdadeira
e eu nunca vou te substituir
por nenhuma outra!

Você sempre será a única no meu coração!
Quando mais preciso, você está do meu lado
Nas horas felizes e tristes!!

Que Deus te abençoe!
o seu coração é sincero,
puro, sensível, carinhoso,etc

Num tenho nem palavras pra te dizer!!
Te adoro amiga!

Thalia Catarina

Ser feliz não é pecado

A felicidade é desprezada por muita gente. A pessoa feliz sofre o preconceito de parecer uma pessoa vazia, sem conteúdo. No entanto, algo ela tem, senão não incomodaria tanto. Será que é porque ela nos confronta com nossa própria miséria existencial? É irritante ver alguém naturalmente linda, rica, simpática, inteligente, culta, talentosa, apaixonada e, ainda por cima, magra! Essa ninfa nunca ouviu falar em insônia, depressão, dívidas, mousse de chocolate?

Os felizes ainda estão associados ao padrão "comercial de margarina", portanto, costumam ser idealizados - e desacreditados. É como se fossem marcianos, só que não são verdes. Por isso, damos mais crédito aos angustiados, aos irônicos, aos pessimistas. Por não aparentarem possuir vínculo com essa tal felicidade, dão a entender que têm uma vida muito mais profunda. Você é feliz? Não espalhe, já que tanta gente se sente agredida com isso. Mas também não se culpe, porque felicidade é coisa bem diferente do que ser linda, rica, simpática e aquela coisa toda. Felicidade, se eu não estiver muito enganada, é ter noção da precariedade da vida, é estar consciente de que nada é fácil, é tirar algum proveito do sofrimento, é não se exigir de forma desumana e, apesar (ou por causa) disso tudo, conseguir ter um prazer quase indecente em estar vivo.

O psicanalista Contardo Calligaris certa vez disse uma frase que sublinhei: "Ser feliz não é tão importante, mais vale ter uma vida interessante". Creio que ele estava rejeitando justamente esta busca pelo kit felicidade, composto de meia dúzia de realizações convencionais. Ter uma vida interessante é outra coisa: é cair e levantar, se movimentar, relacionar-se com as pessoas, não ter medo de mudanças, encarar o erro como um caminho para encontrar novas soluções, ter a cara-de-pau de se testar em outros papéis - e humildade para abandoná-los se não der certo. Uma vida interessante é outro tipo de vida feliz: a que passou ao largo dos contos-de-fada. É o que faz você ter uma biografia com mais de 10 páginas.

Se você acredita que ser feliz compromete seu currículo de intelectual engajado, troque por outro termo, mas não cuspa neste prato. Embriague-se de satisfação íntima e justifique-se dizendo que é um louco, apenas isso. Como você sabe, os loucos sempre encontram as portas do céu abertas.

Rita Lee, que já passou por poucas e boas, mas nunca se queixou de não ter uma vida interessante, anos atrás musicou com Arnaldo Batista estes versos: "Se eles são bonitos, sou Alain Delon/ se eles são famosos/ sou Napoleão/se eles têm três carros/ eu posso voar". Também faço da Balada do Louco meu hino, que assim encerra: "Mais louco é quem me diz que não é feliz".

Eu sou feliz.

Martha Medeiros

A história do Rio Amarelo

Recebi um email que me fez pensar...
A pessoa me disse: "Padre Fábio, você tinha tudo para dar errado, mas não deu..."
Ela disse depois de ter me acompanhado em diversas entrevistas. Ela foi capaz de reunir as peças do quebra cabeça de minha vida e concluir o que concluiu.
Fiquei pensando no quanto ela tem razão. A vida nunca foi fácil pra mim. Nasci no limite e cresci nele. Nunca tive muitas oportunidades. Minha vida foi marcada pela pobreza, pelas dificuldades e pelo sofrimento.
Mesmo assim eu insisti que poderia ser diferente. E o que me levava adiante era a minha teimosia em sonhar sempre.
Talvez seja por isso que hoje, no exercício do meu ministério sacerdotal, eu insista tanto em levar as pessoas ao cultivo dos sonhos. Sonhos que se abracem à realidade e que se realizem aos poucos, pela força de Deus, manifestada na força dos homens...
Vejo muitas pessoas que não estão dando certo...
Vejo muitas pessoas se desprenderem de suas verdadeiras essências...
Vejo muitas pessoas cultivando verdadeiros e grandiosos jardins de infelicidades. Pessoas que morrem sem chegarem à terra prometida.
Não gostaria que fosse assim.
Fiquei sabendo que na China há um rio chamado Rio Amarelo que morre antes de chegar ao mar...
Fiquei pensando que há pessoas que insistem em fazer o mesmo.
Não permita que sua história seja semelhante à desse rio...
Lute para chegar, lute para alcançar...
Já dizia o poeta catarinense, Lindolfo Bel: "Menor que meu sonho não posso ser!"
Assim seja...
Assim façamos.

Padre Fábio de Melo

AMIGO
Como posso me expressar? e dizer que você é a pessoa mais importante entre meus amigos...
Como posso dizer que você mudou minha vida e o meu pensar...
Como posso sentir tanta saudades de ti?
Como posso fazer você entender que você é meu sonho, minha
vida... Como posso fazer eu mesmo entender que tenho que te esquecer
Meu coração não entende eu sinto você afastando-se de mim
Tenho medo! medo do que sinto medo... de perder você
Quero ser sua amiga
Descobri que quando se ama um amigo perde-se sua amizade...Não quero perder a sua amizade... por isso digo eu não te amo....

Ducarmo de Assis

Para mim é um privilégio poder falar dessa pessoa MARAVILHOSA!Conhecer vc amiga, foi um presente de Deus para a minha vida!Deus é mesmo perfeito em tudo hein?!Agradeço a Ele por ter feito os nossos caminhos se cruzarem e assim me presentear com a sua amizade,afinal,os amigos são os familiares que Deus nos deu a oportunidade de escolher!!!
Admiro muito seu jeito espontâneo,amiga,sincera e alegre de ser!
E peço a Deus que a gente ainda compartilhe muitas gargalhadas juntas, afinal,sorrir é com a gente mesmo hein?!kkkkkkkkk...E as gargalhadas?MUUUUITAS!!!kakakakakakaka...
Que Deus continue te abençoando grandemente e que vc possa abrir o seu coração para que alguém que te mereça!
O que eu desejo para você?!TUDO e NADA...
TUDO o que te faça feliz... e...
NADA que te faça sofrer!

Com carinho, de sua amiga,

Olimpya

Olimpya Ferraz

Meu pai disse-me um dia:

"- Filho... você terá três tipos de pessoa na sua vida:

Um amigo, aquela pessoa que você terá sempre em grande
estima, que sabe que poderá contar sempre;
que bastará você insinuar que está precisando de ajuda e
a ajuda está sendo dada;

Um amante, aquela pessoa que faz o seu coração pulsar;
que fará com que você flutue e
nada importará quando vocês estiverem juntos;

Uma paixão, aquela pessoa que você amará,
desejará incondicionalmente, às vezes nem lhe importando
se ela lhe quer ou não,
e talvez ela nem fique sabendo disso.

Mas, se você conseguir reunir essa três pessoas numa só
- pode ter certeza, minha filha:

- VOCÊ ENCONTROU A FELICIDADE."

Augusto Schimanski

Como é difícil romper um relacionamento!
Aquela pessoa que você amava mais que a si próprio, aquela pessoa que costumávamos colocar em um pedestal, e que dizia que nos amava também, nos deixou!
Simples assim, sem mais nem menos. Para você, claro, por que ela deve ter tido os seus motivos, que por sua vez ja lhe foram passados, mas você, orgulhoso (a) não quis aceitar que tal motivo, fizesse seu mundo cair. Só pelo fato dela ter um motivo, por mais banal que seja, ja basta, afinal, ninguém é obrigado a amar ninguém, e se obrigado fosse,tão pouco consegueria.
Tudo aquilo que você planejou com aquela pessoa, os sonhos, viagens de verão ou inverno, tudo, tudo, se vai por água abaixo. Também aquilo que você teve q engolir só para agradá-la, como ver um jogo de futebol, comer salada, caminhadas intermináveis no shopping, etc. de nada adiantou. Que tristeza!
O dia seguinte então?!
É daqueles que a gente não precisaria e nem queria ter acordado.Como pode uma pessoa só, trazer tantos transtornos em todos os aspectos da nossa vida?
Parece que nada que seja feito nos ajude nessa hora.O universo parece conspirar para que você não a(o) esqueça! Os pássaros cantam musicas que voces escutavam juntos, as nuvens escrevem o nome da pessoa no céu, caem mais estrelas cadentes q a nasa pode contar, só pra você fazer pedidos de volta com seu verdadeiro amor! Que vida cruel!E agora?!
Besteira. O mundo não para voce se lamentar.
A verdade é triste e dói, mas é a verdade!E você terá que aprender a conviver com ela!
Mas, o que fazer pra conviver e sobreviver a essa parte tão dificil da vida de nós, reles mortais?
Comece acordando mais cedo que o habitual!
Ao invés de café, experimente um suco de laranja. Ao invés de ver tele-jornais de manhã cedo, coloque aquele cd que você tanto gosta. Os tele-jornais são deprimentes por natureza!
Acordou muito cedo, e agora nao tem mais o q fazer além de lembrar da pessoa?Aproveite esse tempo de sobra e vá ao parque dar uma corrida.
Transforme isso em um hábito.
Caso fume,largue o cigarro! Eu sei, o momento é propício para aumentar consideravelmente o número de cigarros fumados ao dia. Mas tente! Surpreenda-se!Cada dia um pouco mais.
Termine aquele livro pela metade!
Pule de Bungee Jump. Sinta medo e vença esse medo.
Tome uma dose de adrenalina duas a três vezes por dia e no mínimo mais 1 de endorfina!Vicie-se nisso!
Faça aquela janta e convide seus melhores amigos, assistam um filme, conversem, deem risadas!Exagere nisso.
Tome um calice de vinho por dia, nao se esqueça, vinho faz bem ao coração.Mas não exagere.Pelo menos não todos os dias.
Viage, vá ver o mar!
Compre uns ingressos pro teatro,vá assistir àquela peça chata que só você gosta.
Abuse das coisas que você sempre quis abusar!
Se permita!
Faça tudo aquilo que você sempre quis mas não pôde, por que estava ocupado(a) demais, acariciando o ego de alguém ou até mesmo o seu próprio.
Vá de encontro com as suas verdades. Dói cutucar as feridas, ninguém aqui disse o contrário!
O processo de esquecimento É dolorido e não tem prazo de validade, a menos que você, que é o único que tem poderes para isso, o estipule.
Além de ver com os próprios olhos que esse processo não mata, você vai aprender a respeitar a si mesmo(a), a gostar mais da sua própria compania.Você vai dizer nao para algo que nao te faz bem, não por causa do orgulho e sim por causa do bem maior, que é a sua vida.O simples fato de existir já é uma grande motivação! Viva!
Você vai ver que além de esquecer sim da outra pessoa e não morrer por causa disso, você vai aprender a gostar mais ainda de quem nunca te deixará: o amor própio.

Ludwig Plateau

Ludwig Plateau

Sobre mim mesma:

Não sou uma pessoa rotulada,
Se eu não estou de bom humor, vou te mostrar isso!
Se eu não estou feliz, não vou me desmanchar em sorrisos!
Se eu não quero, não espere que eu aceite!
Se eu te amar, isso vai ser importante pra mim!
Se eu desejo, vou buscar!
Se eu chorar, é porque cheguei ao meu extremo!
Se eu me culpei, foi porque assumi os meus erros!
Se eu desisti, foi porque alguém assim quis!
Se eu tenho orgulho, é porque ainda preservo certas coisas!
Se eu sou assim, é porque também sou ser humano!
Se eu fiz alguém sofrer, já paguei esse pecado!
Se eu sou sincera, é porque odeio hipocrisia!
Se eu disse que te amava, é porque te amava!
Se eu disse que te odiava, é porque te odiava!
Se eu disse que é eterno, é eterno!
Se eu disse que não, foi por um bom motivo!

Alzira Paulino

E chega um determinado tempo que você cansa de esperar por um gesto legal de uma pessoa, então é aí que você resolve ser mais feliz e cuidar mais da sua vida, sem se preocupar com o amanha, buscando sempre dar o melhor de si.
Eu demorei, mas aprendi..
Hoje eu aprendi que não preciso de niguém pra eu ser feliz, aprendi que palavras são só palavras e que as pessosas hoje em dia dizem um EU TE AMO como se fosse um BOM DIA, pra que isso?
Pra que tanta ilusão?
Por que as pessoas já não são tão sinceras como antes?
ou será que nunca foram?
E é nesse ponto e por esse ponto que eu digo:
Palavras são só palavras, só começam a valer quando comprovadas.
Na verdade eu não preciso de muita coisa, eu quero mais que palavras, eu quero atitudes sinceras, além de amar, que entenda.
Se não for pra me fazer emoções verdadeiras, por favor não tire meus pés do chão com a única intenção de momentos, de coisas passageiras.
Verdade sempre!!!

Fernanda Braga

Quando alguém é meu amigo eu faço o impossível para ver a pessoa bem. Se eu gosto tomo as dores, embarco em indiadas, dou um jeito de fazer com que tudo fique numa boa, nem que seja ouvindo e dando o ombro. Mas, por favor, nunca minta para mim. Quem mente perde completamente a minha confiança.

Procuro ser uma pessoa justa. E, confesso, meu lado bonzinho fica encostado no lado babaca. Em outras palavras: às vezes sou burra ao invés de boa. Se tem uma coisa que detesto é me sentir enrolada. Me preocupo a fundo com os outros, por isso não curto pequenas mentiras e desonestidade. Pena que tem gente que não enxerga isso.

Muitos se acham donos da verdade, dizem que fazem e acontecem, aparentam ser uma coisa que não são. Tem gente que adora inventar a vida, contar vantagem e semi-lorotas-brabas, florear a realidade e brincar de autor de novela. Tem coisa que é surreal. Tem coisa que é irreal. Tem coisa que foge completamente dos padrões normais. Agora você me pergunta: existe essa coisa de normalidade? Claro que não. Minha vida muitas vezes é uma novela mexicana, em outras tantas vira caso de política. Mas eu não minto, não enrolo, não me faço de louca e não tomo ácido.

Não sei fingir. Abraço minhas vontades, mesmo que a minha cara fique roxa de tanto apanhar. Cumpro minhas promessas, mesmo que me doa. Não brinco com os outros para me distrair, tampouco dou uma de boa samaritana para depois me esconder atrás da moita. Isso não. Por isso, digo e repito: gosto de gente de verdade. Se você é assim, por favor, senta aqui e vamos tomar uma birita.

Clarissa Corrêa