Textos para Filha

Cerca de 214 textos para Filha

Apenas leia.
As coisas estão difíceis, não é filha? Eu te entendo. Parece que todos estão contra você, parece que você não é boa o suficiente, que você nunca vai ser boa o suficiente. Mas sabe, você não deve ser punir por isso, seu corpo é sagrado minha filha, seu corpo é o templo do Espírito Santo, você não deve se cortar… Sabe quando a dor emocional é tão grande que você tem que tirar isso dentro de você, e você faz isso por meio da dor física? Eu te entendo filha, mas se você não souber o que é tristeza, nunca poderá apreciar a felicidade. Toda lágrima tem uma lição, todo sofrimento tem um ensinamento… Filha, eu venho aqui te dizer que toda dor que você acha que deve sentir pra se punir ou pra dor emocional se calar, eu já senti. Eu já sofri por você! Eu suei sangue, por você filha! Para que você não sofresse pelos seus pecados eu fui pregado numa cruz como o pior dos bandidos por ti! Para que você não sentisse essa dor. Eu já senti… Filha, prometa pra mim. Nunca tente se cortar de novo. Quando você pensar que precisa se punir por não ser boa o suficiente, lembre-se que você é sim. Sou eu que estou te dizendo agora: Você é preciosa, e eu te amo. Eu fiz esse mundo inteiro pra você, você é capaz, você é mais do que suficiente. E quando todos os seus sentimentos estiverem confusos, quando a dor for muito grande, converse comigo. Eu estou aqui pra te ajudar, pra te auxiliar. Eu estou aqui ouvindo…Você não tem noção do quanto me machuca te ver sofrendo, ver seu sangue sendo derramado por nada, ouvir você dizendo que está sozinha… Eu estou aqui com você filha. Eu repito: Toda dor que você deveria sofrer, eu já sofri por você, numa cruz. Se cuida, pois estou tentando ao máximo te dar toda força do mundo. Eu te amo.
Com amor, Deus.

Ana Carolina Galeotti

Quem Sou?
A filha da Mãe! :)

Não tenho uma visão exata de quem sou, mas tenho a certeza de quem não sou e garanto ser bem melhor do que ja fui um dia!

A pretenção de ser perfeita não chega perto de mim, muito menos a prepotencia de querer esta além de que posso..

Sou alguém que gosta de falar, dançar (apesar de não saber O.o), esta rodeada de gente, mas que as vezes precisa de um tempo pra si!

Amo musica, amo meus pais, minhas irmãs e meu pequeno grande homem...:)

Gosto da minha vida, não é perfeita, mas torna-se feliz devido as pessoas que fazem parte dela...

Não sou um anjo :)
Nem chego perto dessa perfeição...
Sou boa, na mesma medida que ruim..
...não sou tmb o capeta que muitos me pintam..

Raileza

Eu não posso imaginar um filho ou uma filha sem amar e sem considerar sua mãe., simplesmente pelo fato de que, ela é a sua mãe!

Não importa se o filho ou a filha têm suas mágoas quer seja porque sua mãe não foi a mãe perfeita, se ela teve seus erros, se ela não atendeu às suas expectativas ou sabe-se lá o quê.

A partir de agora, darei a você, algumas razões para que você ame, considere, respeite e se sinta feliz por saber que sua mãe, é sua mãe e portanto, a melhor mãe do mundo.

Primeira, é sabido de todos nós que antes de nascermos, normalmente, as mães desejam a maternidade, querem ter filhos e filhas para os amar, cuidar e ver aquela vida se desenvolver à estatura de um homem ou de uma mulher norteados de felicidades e repletos de grandes realizações em tudo na vida.

Segunda, é bem verdade que ninguém pediu para nascer, mas antes de nascermos, nós em particular, vencemos a concorrência, exceto quando se trata de gêmeos, trigêmeos.. observe que a célula reprodutora feminina, possui barreiras para a penetração dos espermatozoides: a corona e a zona pelúcida. Os espermatozoides, gametas masculinos, possuem na cabeça o acrossomo, que começa a liberar enzimas hidrolíticas ao entrar em contato com tais barreiras. Após vencê-las, ocorre a fusão entre as membranas dos dois gametas. Imediatamente após a fecundação, as células foliculares glandulares que envolvem a célula reprodutora feminina retraem-se, liberta-se o conteúdo dos grânulos corticais formando a membrana de fecundação que não vai permitir a entrada de mais espermatozoides. E como citei logo acima, exceto se for o caso de gêmeos, trigêmeos.. e ainda assim, sendo um, dois, três, quatro ou cinco.. estes, venceram a concorrência.

Por isso, nunca mais diga – Eu não pedi para nascer! Sim, realmente você não pediu para nascer, você simplesmente correu, lutou, esperneou, foi em direção do alvo da vida e conseguiu, venceu! Desde o útero de nossa mãe, somos vitoriosos muito antes de nascermos.

Terceira, sua mãe cedeu seu próprio corpo, correndo o risco de não tê-lo mais do jeito que o tinha antes de você nascer, para lhe alimentar e lhe carregar dentro do útero durante nove meses , conversando com você o tempo todo, contando histórias de ninar, e cheia de muitas expectativas enquanto aguardava a sua chegada ao mundo no seio de sua família.

Quarta, você nasceu e um mundo de coisas novas também nasceram com você., quando você chegou, recebeu beijos e abraços, uma alegria tremenda tomou conta de sua mãe só porque você nasceu., e a partir daquele momento, ela passou a viver só para você, tanto é que em dados momentos do relacionamento conjugal, seu pai reclamara que ela não estava dando a devida atenção aos laços conjugais por dar a entender de que até parece querer ser somente mãe., e se deparando com esta nova situação, teve sua mãe que se desdobrar para ser ao mesmo tempo; uma excelente mãe e uma linda mulher para seu pai.

Quinta, todos nós sabemos que limpar o cocô e a urina de um ser humano, é hiper difícil para o ser humano que deve desempenhar este papel., mas sua mãe fez isso na maioria das vezes cantando e fazendo gracinhas para o filhinho ou para a filhinha da vida dela., além de limpar, deu banho, colocou talquinho, perfume, que por sinal, eram gostosos e suaves., cedeu os seios para que você pudesse se alimentar e crescer., e quando você mordia forte, quase arrancando os bicos dos seios, ela dizia com muita dor, mas com uma voz mansa, meiga e carinhosa – Ai, doeu! Não morde a mamãe., e continuava cheia de amor alimentando você até o momento em que você tirava sua boca dos seios dela virando sua cabeça para um dos lados., em seguida, você, tombando de sono, ela lhe colocava para dormir num lugar limpinho, cheiroso e aconchegante., é bem verdade que você não viu tudo isso acontecendo, mas foi o que ela fez por você.

Sexta, sua mãe deu o peito, mamadeira, papinha, e na medida em que você crescia e se desenvolvia, ela lhe ensinava coisas lindas e boas., levando você para o parquinho, e no momento certo, para a escola, e foi para a sua mãe que você contou sua primeira decepção que ocorrera em sua vida, e ela soube sentir sua dor, animou sua alma, dando-lhe motivos maiores para continuar na caminhada da vida, mas por meio dos pensamentos mais lindos, numa esperança sem igual e mágica.

Sétima, você cresceu, estudou, aprendeu, e ganhou certa independência, e em todos esses momentos de sua vida, sua mãe esteve ali.., do seu lado.., torcendo por você., posto que o amor que ela sente dentro do seu coração de mãe, é para sempre., eu sei, e você sabe, que ela guardará esse amor até o último dia de vida dela aqui na terra.

Oitava, procure sua mãe, diga que a ama, que ela é o tudo de bom de sua vida, que ela jamais será esquecida, que ela é a mulher mais linda do mundo, que você não consegue viver sem ela só porque ela é sua mãe.

Dia 8 de Maio, Domingo, Dia das Mães! Se por acaso, você não puder dizer tudo isso à ela porque ela não está mais em nosso meio, feche seus olhos, e sinta o amor de sua mãe por você., porque ela continua mais viva do que nunca, dentro do seu coração.

Mas se ainda dá tempo, então corra! Não espere mais nenhum segundo! Aproveite!! Ela é toda sua!!!

Gil Nunes

E se eu não tivesse nascido filha dos meus pais?
E se eu não fosse loira dos olhos verdes? E se eu não tivesse batido um carro com 7 anos de idade? E se eu não fosse tão chatinha desde criança? E se eu não tivesse tomado algumas decisões erradas?
E se eu não tivesse tantos ex namorados? E se eu não tivesse conhecido todos eles? E se eu não conhecesse tanta gente? E se eu não amasse tanta gente?
E se eu não tivesse morado em tantos lugares diferentes?
E se eu não tivesse tido todos os meus professores de português?
E se eu gostasse mais de matemática? E se eu não tivesse uma cicatriz no pé? E se eu não tivesse todas as minhas tatuagens ? E se eu tivesse mais tatuagens?
E se eu fosse mais morena? E se eu tivesse cabelo liso? E se meu pai não tivesse falecido quando eu ainda precisava tanto dele? E se minha mãe não tivesse a fibra que ela tem? E se eu não estivesse prestes a me mudar de novo? E se eu falasse com os meus irmãos? E se meu celular prestasse?
E se eu tivesse casada com o homem da minha vida? E se ele não fosse o homem da minha vida? E se eu fosse mais sincera ? E se eu tivesse menos medos? E se eu aprendesse a surfar? E se .. ?

Lu Moraes Xavier

Sem meias palavras (Lau Siqueira)

Antes de fechar a porta ainda ouviu sua filha dizer que era louca, onde já se viu sair num sábado chuvoso quase 7 horas da noite pra ir ao centro da cidade ouvir poesias. Não soube o que responder, não sabia quem não entendia quem. Não via nenhum empecilho a não ser a dor que estava sentindo na sola do pé. Isso era só um detalhe. Faria um esforço além do normal para colocar os pés no chão. E outra, do metrô até a casa das rosas eram duas quadras. Havia assumido um compromisso. Havia dito que iria. Ainda ouviu sua filha dizendo: “Não sei onde arranja tanto pique”. Ela também não sabia. Sabia que somente um terremoto a impediria de seguir em sua decisão.
Ia não porque se sentisse na obrigação de ir. Ia porque era preciso conhecer a voz, o sorriso, os sentimentos que moviam os donos daquelas fotos em quadradinhos, homens e mulheres que carregam cheiros de flores e de poesia e na sua casa lhe fazem companhia de longe.
Chegou com a luz apagada e todos nos seus lugares. Quando as apresentações foram feitas pensou: se soubesse que era assim, que as pessoas se inscreviam e depois liam uma poesia, teria preparado uma, uma não, não sabia fazer poesia. Teria procurado nos livros uma já feita por alguém. Mas quem? Quem é o seu poeta? Não sabia. Na escada que dá acesso a biblioteca e aos banheiros, duas pessoas estavam esparramadas e pareciam que dormiam. Descobriu que não era só ela que sentia vontade de dormir quando estava ali na casa, outros também sentiam isso. Subiu os degraus com os olhos e pensou: Lá em cima quem será que lia o livro do desassossego de Fernando Pessoa?
Os poetas foram passando um a um. Ouvia as vozes enquanto pensava nesses seres estranhos vestidos como qualquer um. Sempre pensou que os poetas se vestiam de forma brilhante assim como a poesia que escreviam. Mas não, estavam ali todos de camiseta e talvez cheirando a suor, naftalina ou ainda ao sabão de uma roupa mal lavada. Ficou feliz por saber que estava de acordo, até no cheiro da roupa. Uma coisa não podia assim como eles: não podia sorrir.
Ouviu quando o poeta disse: Somos muitos, somos uma constelação... Mas estar juntos é difícil porque falta o mais importante para isso, as obrigações da vida que nos toma o tempo, os problemas que toda família tem, ou porque na maioria das vezes estamos sem dinheiro, ou doente, ou perdemos alguém na morte, ou alguém nos abandona e levamos um tempo enorme para nos recuperar.
Era noite de lua cheia, não que estivesse vendo, sabia disso porque alguém havia dito sobre ela no facebook. Olhou para a fisionomia de cada um, os olhos, as sobrancelhas, os cabelos, o físico, o sorriso, etc. Ah, se pudesse sorrir escancarado desse jeito! Disposta a classificar esse grupo percebeu com surpresa que eles se transformavam em outros a partir do momento que liam suas poesias. Escreveu na agenda alguma coisa que pensou ser importante. Mas que nada lhe serviram na hora de ganhar um livro. Quando terminou, um dos organizadores lhe deu a mão e agradeceu por estar ali. Pensou em ir cumprimentar Lau e Amador, até deu alguns passos e ensaiou algumas palavras só para descobrir que o silêncio que carrega dentro de si é maior que sua vontade. Desceu a escada e caminhou até o portão, sentiu vontade de virar o rosto e dar uma última olhada para vê-los reunidos na porta de entrada envoltos por uma nuvem de borda prateada. Logo mais iriam se reunir em algum café para beber um aperitivo e comunicarem suas observações. Pensava como seria enquanto seguia pela calçada molhada e vazia e a noite toda sonhou que na cidade há grandes festas e ela fora convidada. E no dia seguinte levantou contentíssima, e é assim que ela viaja.
Márcia Lailin

Marcia lailin

EU FILHA, EU MÃE...


Pra VOCÊ sempre serei uma pequena filha....
Pra mim VOCÊ sempre será uma grande mãe...
Depois repetirei tudo igual
Nunca saberei afinal
Qual a melhor posiçào
Me aconchegar no teu colo
Ou abrir meus braços pra te envolver
Não sei se é melhor
Mãe ou filha ser
Mas de qualquer um dos lados que eu esteja
enxergo tanta beleza
Que me acomodo em ambas posições
Porque as duas me dão grandes emoções
Gosto de ser criança e correr para os seus braços
E também de ser mãe e lhe ajudar nos primeiros passos
Gosto de ser o começo e o fim
Homenagear e ser homenageada
Gosto de ser o ponto de partida e o de chegada

Por isso,
Hoje não sei a qual das duas parabenizar
A criança levada
Ou a mãe dedicada
Porque ambas trilham a mesma estrada
Do amor e do envolvimento
Do melhor de todos os sentimentos
QUE NASCE NO VENTRE E EXPLODE EM VIDA!!!!!!!!!!!!!!
Mãe e filha, a razão da minha vida
Hoje sou a filha que corre pra te abraçar
E a mãe que meus filhos vão irão beijar
Portanto a mais importante nào posso escolher
AS DUAS DE MIM ME DÃO UM ENORME PRAZER!!!!!!!!!!!!!

DAISY XAVIER

Mulher

É mãe,
filha.
É pai,
família.

Quem quer que seja
das quatro opções,
será a mulher
única e digna de todas canções.

Pode ser sensível
e uma das grandes guerreiras,
pode ter um par
ou ser uma que é solteira.

Das que moram em casa
às que moram na rua,
das que admiram quadros
às que veneram a Lua.
Das que sabem ler
às que sabem ver,
das que amam demais
às que tem um pé atrás.

Quem quer que seja
pessoa mui digna de emoções
será uma mulher, em todas as formas
razão-única das minhas canções.

Lucian Rodrigues Cardoso

Sou abraços, sorrisos,amigos, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono.
Filha,Namorada,Neta,Amiga,Irmã mais velha, Cristã Protestante, Apaixonada, Carinhosa, chorona, mimada,chocolatra,viciada em pepsi e passatempo,que faz da musica,sua essencia,apaixonada por livros,Menina dos Olhos De Deus,apaixonada por missoes, Twitteira Livre,que vive cada dia intensamente *..*

Érica Souza

Para minha filha: Aline Jacob Tesch Medrado.
Procurei palavras pra definir você...
Procurei sentimentos para demonstrar meu amor...
Descobri que não existem palavras ou sentimentos que consigam definir e demonstrar o que penso e sinto ao seu respeito.
O que posso dizer?
Aline, a minha filha? Ah!... Ela é linda!
Aline... Acho Aline tão doce, que quase posso sentir o sabor... Sabor de bala de côco, suspiro e algodão doce. Também sinto o cheiro... Cheiro de brigadeiro, doce de leite...
Aos meus olhos de mãe você consegue ser mais que isso...
Uma flor... Isso! É assim que a vejo, como uma flor... Alegre e delicada.
Sei que algumas flores têm espinhos e a minha Aline não é diferente, em alguns momentos fico espantada com tanta determinação e ousadia. Digo que me espanto porque Aline é sempre tão meiga e passiva, desde pequena...
Você nunca reclamou das roupas que ganhava, pois não eram de grife, sempre concordava com tudo... Para você tudo sempre estava muito bom. Você sempre teve o dom de se adaptar-se a situações adversas.
Seu modo de pensar, falar e se expressar sempre foram suaves e contidos, talvez seja por isso que você tenha passado despercebida.Quando vi, já tinha crescido e se tornado uma mulher.Deve ser aquela velha história da filha do meio...
Você cresceu e adquiriu com o tempo um jeito impulsivo de falar e se defender, assim, digamos igual a mim... Mas não perdeu a essência de humildade e respeito.
Em algumas ocasiões você parece gente grande... Me dá até conselhos!Parece que a mãe é você... Em outras, é tão ingênua... Costumo dizer que você só entende uma piada dois dias depois! Você diz: Ah! Entendi... Que horrível!
Toda vez que a vejo, seja chegando ou partindo, meu coração fica apertado, tenho vontade de agarrá-la e não deixá-la sair de perto de mim. Sempre digo ao seu marido: Eu aceito devolução!
Sabe... Tenho alguns arrependimentos, queria poder voltar no tempo e refazer alguns acontecimentos, algumas atitudes... Mas você sabe... O tempo não volta... Até hoje, agora, faço planos de como será nosso próximo encontro, mas na hora que nos encontramos é tudo tão corrido, tão rápido, que quando vejo, o momento passou.
Hoje estamos um pouco distante dos olhos, mas sei o quanto você se esforça pra poder me ver de vez em quando. Você não faz idéia de como fico apreensiva e eufórica sempre que vou te encontrar.
Peço a Deus em minhas orações que você realize seu grande sonho, que é de ser mãe. Tenho certeza que você vai ser uma mãe maravilhosa, seus filhos serão lindos, lindos como você!
Minha filha ALINE.
Essa é pra você!

Laura Jacob

Papai eu quero me casar
Pois minha filha ocê diga com quem
Eu quero me casar com o padeiro
Com o padeiro ocê não casa bem
Porquê papai?
O padeiro mete muito a mão na massa e depois vai
amassar ocê também
Ah quero não

Papai eu quero me casar
Pois minha filha ocê diga com quem
Eu quero me casar com o motorista
Com o motorista ocê não casa bem
Porquê papai?
O motorista aperta muito a buzina e depois vai buzinar
ocê também
Ah quero não

Papai eu quero me casar
Pois minha filha ocê diga com quem
Eu quero me casar com o vaqueiro
Com o vaqueiro ocê não casa bem
Porquê papai?
O vaqueiro tira o leite da vaca e depois vai
desleistar ocê também
Ah quero não

Papai eu quero me casar
Pois minha filha ocê diga com quem
Eu quero me casar com o economista
Com o economista ocê não casa bem
Por quê papai?
O economista mexe muito com poupança e depois vai mexe
na sua também
Na minha não

Papai eu quero me casar
Pois minha filha ocê diga com quem
Eu quero me casar com o Ney Matogrosso
Ney matogrosso aí se casa bem
Heim papai
Ney Matogrosso vira homem lobisomem
Que loucura
Mas quando é homem não faz mal pra ninguém

Os Trapalhoes

Filha doida...

De onde vem tanto amor assim meu deus? Me diz!
Ele nem terminou os estudos... Não passa de um mero carpinteiro.
Que futuro ele pode oferecer a você, minha filha? Me diz!

Filha sabe de uma coisa?
Doida você, quando não dá ouvidos pro que dizem a respeito do carpinteiro.

Pensando bem...
Doida sou eu mesma, que amo o tal rapaz de que tanto falam.

Mãe, com todo respeito?
Doida, na verdade, é você que dá ouvidos pro que dizem a respeito do rapaz.

Perdoe-me filha, meu erro foi te amar demais!

João Vitor Rocha

Vai

Se aprume,moço!Fica firme,minha filha!
Reaja.Espante a tristeza,dê um susto nela com sua disposição e a sua coragem.
Vai lá!Se levante,você é filho de Deus,herdeiro de tudo que Deus fez de bom e melhor,que construiu pra você.Só pra você,porque é através de suas criaturas que
Deus desfruta de sua Criação.
Enche o peito deste ar-que maravilha!este ar leve,cheio de substâncias que são veículo da vida.
Esse Universo é uma beleza.Não é possível que essa beleza não mexa com você,
não te comova,não te faça vibrar!
-Tá difícil,Calunga!Tá difícil!
Abre as comportas do teu peito,deixa sair este grande amor represado.Reparte.
Sozinho é sempre difícil,mas ninguém está sozinho.Some.Una.Reconheça que so-
zinho você não é ninguém e nem faz nada,mesmo.
Aprenda a ver o bem maior,por trás dos males pequenos.Veja o ritmo da vida pulsando,conduzindo os seres cada qual ao seu destino.Integre.Faça parte.Não fi-
que à parte.
O Universo trabalha,caminha.Se você se une ao Universo,aos propósitos de Deus,Deus trabalha e caminha através de você,e você vai indo.Porque o bem é sempre
o bem de todos,ou não é bem de ninguém.
Não existe o bem de uns.Se você está nesta ilusão,você está enganado,e é por estar enganado que o que você faz não dá certo.
Então mude,compreenda,dê um novo rumo pras suas coisas,seus assuntos.
Nós,o Universo,estamos esperando você se erguer e ficar de pé,pra apontar o caminho.

CakungaTexto do livro Idéias Fortalecedoras

OLHE PARA CIMA

Tem tudo para ser feliz filha minha
O que vai provar com todo esse orgulho?
Não demonstra muito sentimento,
Porém vive a sofrer calada,
Divida esse cargo, essa luta também é minha

Sempre sonhou, mas nunca vivenciou
Porquê insiste nesse caminho?
Chegaria muito mais longe, se quisesse
Porém não me deixa ajudá-la
Já se esqueceu quem eu sou

Prenda a respiração, pois mais fundo estás
Consegues enxergar minha mão?
Já lhe disse: não importa o abismo, eu irei para te buscar
Olhe outra vez, segure minha mão
Não irei lhe soltar de novo

Seu lindo rosto ainda mostra você
Ainda se lembra de quem és?
Ama com um olhar
Fala com um sorriso
És muito mais, és tudo pra mim

Douglas Faria

Um pai precisa
comprar uma Barbie para a filha. Ele vai
a uma loja grande de
brinquedos, entra e pergunta à
vendedora: _ Quanto custa a
Barbie que está na vitrine ? A
vendedora responde: _ Qual Barbie? Pois nós temos: 1 –
Barbie vai a academia por R$
19,95 2 – Barbie joga volley
por R$ 19,95 2 – Barbie vai as
compras por R$ 19,95 3 –
Barbie vai a praia por R$ 19,95 4 – Barbie vai dançar por R$
19,95 5 – Barbie divorciada por
R$ 265,95. O pai espantado...

GABRIEL O SONHADOR

Lamentações 2

“1 Como cobriu o Senhor de nuvens na sua ira a filha de Sião! derrubou do céu à terra a glória de Israel, e no dia da sua ira não se lembrou do escabelo de seus pés.
2 Devorou o Senhor sem piedade todas as moradas de Jacó; derrubou no seu furor as fortalezas da filha de Judá; abateu-as até a terra. Tratou como profanos o reino e os seus príncipes.
3 No furor da sua ira cortou toda a força de Israel; retirou para trás a sua destra de diante do inimigo; e ardeu contra Jacó, como labareda de fogo que tudo consome em redor.
4 Armou o seu arco como inimigo, firmou a sua destra como adversário, e matou todo o que era formoso aos olhos; derramou a sua indignação como fogo na tenda da filha de Sião.
5 Tornou-se o Senhor como inimigo; devorou a Israel, devorou todos os seus palácios, destruiu as suas fortalezas, e multiplicou na filha de Judá o pranto e a lamentação.
6 E arrancou a sua cabana com violência, como se fosse a de uma horta; destruiu o seu lugar de assembléia; o Senhor entregou ao esquecimento em Sião a assembléia solene e o sábado; e na indignação da sua ira rejeitou com desprezo o rei e o sacerdote.
7 Desprezou o Senhor o seu altar, detestou o seu santuário; entregou na mão do inimigo os muros dos seus palácios; deram-se gritos na casa do Senhor, como em dia de reunião solene.
8 Resolveu o Senhor destruir o muro da filha de Sião; estendeu o cordel, não reteve a sua mão de fazer estragos; fez gemer o antemuro e o muro; eles juntamente se enfraquecem.
9 Sepultadas na terra estão as suas portas; ele destruiu e despedaçou os ferrolhos dela; o seu rei e os seus príncipes estão entre as nações; não há lei; também os seus profetas não recebem visão alguma da parte do Senhor.
10 Estão sentados no chão os anciãos da filha de Sião, e ficam calados; lançaram pó sobre as suas cabeças; cingiram sacos; as virgens de Jerusalém abaixaram as suas cabeças até o chão.
11 Já se consumiram os meus olhos com lágrimas, turbada está a minha alma, o meu coração se derrama de tristeza por causa do quebrantamento da filha do meu povo; porquanto desfalecem os meninos e as crianças de peito pelas ruas da cidade.
12 Ao desfalecerem, como feridos, pelas ruas da cidade, ao exalarem as suas almas no regaço de suas mães, perguntam a elas: Onde está o trigo e o vinho?
13 Que testemunho te darei, a que te compararei, ó filha de Jerusalém? A quem te assemelharei, para te consolar, ó virgem filha de Sião? pois grande como o mar é a tua ferida; quem te poderá curar?
14 Os teus profetas viram para ti visões falsas e insensatas; e não manifestaram a tua iniqüidade, para te desviarem do cativeiro; mas viram para ti profecias vãs e coisas que te levaram ao exílio.
15 Todos os que passam pelo caminho batem palmas contra ti; eles assobiam e meneiam a cabeça sobre a filha de Jerusalém, dizendo: E esta a cidade que denominavam a perfeição da formosura, o gozo da terra toda?
16 Todos os teus inimigos abrem as suas bocas contra ti, assobiam, e rangem os dentes; dizem: Devoramo-la; certamente este e o dia que esperávamos; achamo-lo, vimo-lo.
17 Fez o Senhor o que intentou; cumpriu a sua palavra, que ordenou desde os dias da antigüidade; derrubou, e não se apiedou; fez que o inimigo se alegrasse por tua causa, exaltou o poder dos teus adversários.
18 Clama ao Senhor, ó filha de Sião; corram as tuas lágrimas, como um ribeiro, de dia e de noite; não te dês repouso, nem descansem os teus olhos.
19 Levanta-te, clama de noite no princípio das vigias; derrama o teu coração como águas diante do Senhor! Levanta a ele as tuas mãos, pela vida de teus filhinhos, que desfalecem de fome à entrada de todas as ruas.
20 Vê, ó Senhor, e considera a quem assim tens tratado! Acaso comerão as mulheres o fruto de si mesmas, as crianças que trazem nos braços? ou matar-se-á no santuário do Senhor o sacerdote e o profeta?
21 Jazem por terra nas ruas o moço e o velho; as minhas virgens e os meus jovens vieram a cair à espada; tu os mataste no dia da tua ira; trucidaste-os sem misericórdia.
22 Convocaste de toda a parte os meus terrores, como no dia de assembléia solene; não houve no dia da ira do Senhor quem escapasse ou ficasse; aqueles que eu trouxe nas mãos e criei, o meu inimigo os consumiu.”

No capítulo anterior o profeta descreveu a dor, o gemido, a aflição, a vergonha e o clamor de Judá pela destruição e pelo cativeiro que lhe sobrevieram como um juízo da parte de Deus, por causa dos seus pecados, e é a mesma nota triste que nós encontramos neste segundo capítulo, que justifica o título deste livro, a saber, Lamentações.
Aqui se descreve principalmente o quanto Deus estava irado com o Seu próprio povo, por causa das transgressões deles. A antiga comunhão, e alegria que tivera neles, se transformou na triste manifestação da Sua ira em relação a eles.
De igual modo, podemos ver como acontece com igrejas que haviam desfrutado no passado da gloriosa presença do Senhor em seu meio, operando sobretudo alegria nos corações dos crentes, conforme lhes era concedido pela Sua graça, não a alegria carnal que é comum de se ver em muitas igrejas, mas a alegria que é fruto do Espírito, e tudo o mais que expressasse espiritualmente o resultado da comunhão do Senhor com o Seu povo.
Repentinamente, depois de um processo de andar contrário à vontade de Deus e dos Seus mandamentos, sequer se encontra nestas igrejas o antigo aroma da Sua santa presença, senão apenas ritos e cerimônias externas, desprovidas da unção do Espírito Santo.
Trocaram um viver na piedade, pela busca de glória terrena e mundana, e o resultado é sempre este, tal como havia sucedido aos judeus no passado.
O Senhor ordenou que fossem destruídos os palácios, os muros da cidade de Jerusalém e o seu próprio templo, e declarou que as visões falsas e insensatas dos profetas de Israel não manifestaram a iniqüidade dos judeus, para que eles fossem desviados do cativeiro, ao contrário, viram para eles profecias vãs e coisas que os levaram ao exílio (v. 14).
Não podemos, aprendendo do exemplo deles, tolerar os falsos profetas vestidos em peles de ovelhas em nossas igrejas, e dar-lhes ouvido, em suas pregações que não nos desviam de nossos pecados, e que por fim, nos tornam sujeitos aos juízos de Deus, tanto quanto podemos aprender do exemplo do que sucedera a Israel no passado.
Por muitos anos, até mesmo séculos, o pecado de Jerusalém não havia sido manifestado e visitado de maneira tão assombrosa, a ponto de ter se tornado visível a todos os seus inimigos, e de igual modo, quando Laodicéia for vomitada da boca do Senhor, se tornará num objeto de espanto para todos aqueles que se admiravam da sua antiga glória e poder. Igrejas suntuosas, cheias de si mesmas, de orgulho espiritual, e vazas da presença do Senhor, que habita com os que são pobres de espírito, e contritos de coração. Muitos se espantarão à vista destas coisas, cujo fim se apressa por vir, e ficarão desolados com a grande vergonha que sentirão por aqueles que julgavam ser e ter o que não eram e não tinham, conforme Jesus expressa diretamente em Apo 3.16,17:

“16 Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca.
17 Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;”

Estes crentes infiéis de Laodicéia, têm sido chamados ao arrependimento, pelo Senhor, em face da Sua grande longanimidade e misericórdia, mas o Seu juízo começa pela Sua própria casa, de modo que não o suspenderá em face da falta de arrependimento deles.
Em vez de se gloriarem em si mesmos, e em suas falsas graças, deveriam seguir o conselho dado pelo profeta a Jerusalém, em seus dias de cativeiro:

“18 Clama ao Senhor, ó filha de Sião; corram as tuas lágrimas, como um ribeiro, de dia e de noite; não te dês repouso, nem descansem os teus olhos.
19 Levanta-te, clama de noite no princípio das vigias; derrama o teu coração como águas diante do Senhor!...”

Deus tem permitido, ao longo de toda a história da Igreja, que grandes perseguições venham sobre muitos crentes, em razão da fidelidade deles, para testemunho às nações, quanto mais não permitirá que aflições venham sobre aqueles que não andam em verdadeira piedade perante Ele?
Este livro de Lamentações, não foi escrito portanto, para que nós lamentemos apenas o que sobreveio aos judeus, mas para que cuidemos para não cair no mesmo erro deles.

Silvio Dutra

Isaías 47

“1 Desce, e assenta-te no pó, ó virgem filha de Babilônia; assenta-te no chão sem trono, ó filha dos caldeus, porque nunca mais serás chamada a mimosa nem a delicada.
2 Toma a mó, e mói a farinha; remove o teu véu, suspende a cauda da tua vestidura, descobre as pernas e passa os rios.
3 A tua nudez será descoberta, e ver-se-á o teu opróbrio; tomarei vingança, e não pouparei a homem algum.
4 Quanto ao nosso Redentor, o Senhor dos exércitos é o seu nome, o Santo de Israel.
5 Assenta-te calada, e entra nas trevas, ó filha dos caldeus; porque não serás chamada mais a senhora de reinos.
6 Muito me agastei contra o meu povo, profanei a minha herança, e os entreguei na tua mão; não usaste de misericórdia para com eles, e até sobre os velhos fizeste muito pesado o teu jugo.
7 E disseste: Eu serei senhora para sempre; de sorte que até agora não tomaste a sério estas coisas, nem te lembraste do fim delas.
8 Agora pois ouve isto, tu que és dada a prazeres, que habitas descuidada, que dizes no teu coração: Eu sou, e fora de mim não há outra; não ficarei viúva, nem conhecerei a perda de filhos.
9 Mas ambas estas coisas virão sobre ti num momento, no mesmo dia, perda de filhos e viuvez; em toda a sua plenitude virão sobre ti, apesar da multidão das tuas feitiçarias, e da grande abundância dos teus encantamentos.
10 Porque confiaste na tua maldade e disseste: Ninguém me vê; a tua sabedoria e o teu conhecimento, essas coisas te perverteram; e disseste no teu coração: Eu sou, e fora de mim não há outra.
11 Pelo que sobre ti virá o mal de que por encantamentos não saberás livrar-te; e tal destruição cairá sobre ti, que não a poderás afastar; e virá sobre ti de repente tão tempestuosa desolação, que não a poderás conhecer.
12 Deixa-te estar com os teus encantamentos, e com a multidão das tuas feitiçarias em que te hás fatigado desde a tua mocidade, a ver se podes tirar proveito, ou se porventura podes inspirar terror.
13 Cansaste-te na multidão dos teus conselhos; levantem-se pois agora e te salvem os astrólogos, que contemplam os astros, e os que nas luas novas prognosticam o que há de vir sobre ti.
14 Eis que são como restolho; o logo os queimará; não poderão livrar-se do poder das chamas; pois não é um braseiro com que se aquentar, nem fogo para se sentar junto dele.
15 Assim serão para contigo aqueles com quem te hás fatigado, os que tiveram negócios contigo desde a tua mocidade; andarão vagueando, cada um pelo seu caminho; não haverá quem te salve.”

A soberba e a crueldade de Babilônia são condenadas por Deus neste capítulo.
Os inimigos de Israel seriam abatidos depois de cumprido o tempo que foi determinado e permitido por Ele para que assolassem o Seu povo.
De igual modo, Cristo por fim se levantará no tempo do fim contra os inimigos e opressores da Igreja, para lhes dar a devida retribuição pelas suas más obras.
Pelo seu muito poder e grandes feitiçarias, especialmente pelas adivinhações de seus magos e astrólogos, Babilônia pensava que permaneceria absoluta para sempre, como reino dominante sobre toda a terra, e que nunca ficaria viúva e privada de nenhum de seus filhos, mas o Senhor mandou lhe dizer que ambas as coisas viriam sobre ela num momento, no mesmo dia, tanto a perda de filhos quanto a viuvez (v.9), porque Ciro entraria na cidade repentinamente enquanto o rei Belsazar banqueteava com grande luxúria com os seus príncipes, usando os utensílios sagrados que haviam saqueado do templo de Deus em Jerusalém.
Foi para este rei que o profeta Daniel decifrou o que Deus escreveu sobrenaturalmente na parede indicando a sua destruição.
Eles haviam desprezado os judeus que se encontravam cativos em Babilônia, não usando de misericórdia para com eles, e até mesmo sobre os velhos haviam feito muito pesado o seu jugo (v. 6).
Pelo que o Senhor lhes daria a devida retribuição.
É importante dizer que isto tudo foi profetizado por Isaías muito antes de os próprios judeus serem levados para o cativeiro em Babilônia, o que ocorreria somente a partir de 605 a.C., sendo a maior leva de cativos sido efetuada em 587 a.C., e sabemos que Isaías profetizou em torno de 700 a. C.
Deus demonstra portanto que sabe todas as coisas futuras como se fossem presentes.
Eles excederiam na medida do juízo que Deus lhes havia ordenado, conforme revelou ao profeta, e erraram tanto quanto o rei Jeú e outros reis de Israel haviam feito no passado, em relação aos juízos sobre os maus reis que lhes haviam sucedido no trono.
Por isso devemos usar de toda longanimidade e doutrina quando corrigimos nossos filhos, ou as ovelhas do rebanho de Cristo, sendo cautelosos para não excedermos na medida da correção, de forma que nós mesmos, que temos o dever de corrigir, não fiquemos também sujeitos aos mesmos juízos de Deus.
Ferir o injusto de forma desmedida nos torna tanto ou mais injustos do que ele; e o Senhor o verá e o retribuirá.
É preciso vigiar também em relação à soberba do coração, Por causa da muita abundância de bens, tal como sucedeu com Babilônia, porque isto produz uma falsa segurança, que cega, e que impede que o coração faça uma justa avaliação de que há muita instabilidade na falsa segurança que é proporcionada pelas riquezas, porque ainda que andemos na justiça, o dia da calamidade poderá vir bater à nossa porta, mesmo que não seja em razão de algum juízo de Deus contra nós, tal como foi o caso de Babilônia, mas em razão de ser este mundo um lugar de aflições e tribulações.
Há na própria Igreja muitos que estão cegos quanto a isto, pensando que a bênção de Deus para suas vidas consiste na quantidade de bens que eles possuem.
No verso 7, o Senhor afirma que Babilônia não havia considerado em seu coração estas coisas, e nem se lembraram do fim delas, e por isso permaneceram cegos quanto ao fato de que toda impiedade será visitada, e que as riquezas não podem livrar no dia da calamidade.

Silvio Dutra

"Já fui uma boa pessoa" uma filha que toda mãe quer ter , notas ótimas na escola e uma educação de dar inveja, e as únicas coisas que ganhei com isso foram "Amigos efêmeros e amores não correspondidos "...
"Já fui uma pessoa normal" Nem boa e nem ruim , e as únicas coisas que ganhei com isso foram "Amigos efêmeros e amores não correspondidos"...
"Já fui uma pessoa má" fiz coisas que nenhuma pessoa boa ou normal faria, e as únicas coisas que ganhei com isso foram "Amigos efêmeros e amores.".. amores correspondidos, porém, efêmeros...
"Hoje já não tenho a menor ideia do que estou fazendo nesse mundo"
Por muito tempo me perguntei "Vale a pena viver?". Hoje sei a resposta...
EU SEI COMO É NÃO TER ALGUÉM PRA SE DESPEDIR ...

Agatha Cristina

FILHA
Rick e Renner
Composição: Rick Hoje eu parei pra escrever Alguma coisa assim sobre você E simplesmente me deixei levar Pela emoção de poder lhe falar No dia em que você nasceu Vinda do amor de sua mãe e eu Um lindo presente que o Senhor nos
deu A realidade de um sonho meu E quando você chorou Deus me ensinou uma nova canção Seus olhos de um anjo pequeno Iam se fazendo minha religião Coisas que de mim não saem A primeira vez que me chamou de pai Vou lhe confessar agora minha filha Com você eu aprendi que um homem
tem que ter família 15 anos faz agora É de alegria que meus olhos choram Meu pequeno anjo que agora fascina Para mim vai ser sempre minha
menina Filha onde você vai Pode não sobrar um lugar pro seu pai Mas tenha certeza que eu vou sempre
estar Perto de você onde quer que vá Não é que eu vá te vigiar Não é que eu queira ser seu dono Isso é só um cuidado de pai Filha eu te amo. E quando você chorou Deus me ensinou uma nova canção Seus olhos de um anjo pequeno Iam se fazendo minha religião Coisas que de mim não saem A primeira vez que me chamou de pai Vou lhe confessar agora minha filha Com você eu aprendi que um homem
tem que ter família

Rick e Renner

Filha querida!

Aproveite o dia de hoje que ele é todo seu! Saiba que mesmo crescendo tão rápido, continuará para sempre nossa filhinha querida, nossa princesinha. Que você continue sua jornada sempre com um sorriso no rosto, mostrando sempre o seu melhor em tudo que fizer.

Que viva todas as fases da sua vida como deve ser, pois tudo tem sua hora e ela chega sempre no tempo certo.

Você nos enche de orgulho, filha linda! Te amamos!

Papai e Mamãe

Dri

A IGNORÂNCIA É MÃE DA ADMIRAÇÃO E AVÓ DA CIÊNCIA...

"A admiração é filha da ignorância, porque ninguém se admira senão das coisas que ignora, principalmente se são grandes; e mãe da ciência, porque admirados os homens das coisas que ignoram, inquirem e investigam as causas delas até as alcançar, e isto é o que se chama ciência".

António Vieira