Textos Motivacionais Trabalho

Cerca de 476 textos Motivacionais Trabalho

A dor no corpo passou
A vela apagou.
A mente se encontra a vagar
Sou pega a chorar.

Não vivo mais do passado
Sou sacrificado.
São muitas as preocupações
Sensações.

Cansada de tanto pensar,
Caminhar.
Sou pega em desilusões
Tradições.

Trabalho na mente cansada
Não sei de mais nada.
Calor que umedece meu corpo
Estou morto.

Angela Natel

SOMOS NECESSÁRIOS

Todos nós somos necessários,
somos verdadeiros responsáveis,
por cumprirmos com os nossos
deveres.
Somos necessários...
no amor, família, no trabalho
e em todos os lugares,
que nos dizem respeito.
Somos necessários...
no mundo, para cumprirmos
com a nossa parte.
Zelar de toda a natureza
e dos nossos semelhantes,
com o devido respeito
e consideração...
somos necessários
para praticar ao que é bom...

Autor: Antonio Cícero da Silva(Águia)

Antonio Cícero da Silva(Águia)

O QUE DETERMINA MEU VALOR ?

Apesar de ouvir o tempo inteiro que “ Isso é normal” , me causa estranheza ser “medido” pelo que possuo, se tenho carro, o que eu visto , qual o meu celular, o quanto ganho, o que eu faço etc. É comum sermos ignorados quando não passamos na avaliação de quem nos observa, entendo que todos julgam de uma maneira ou de outra, mas isso esta indo além do aceitável. Não sou o que possuo de material, sou o resultado de todas as experiências que vivenciei e o que possuo de mais valioso é meu intelecto.

Eu me recuso, meu valor não será determinado assim.

Não estou pregando a favor da pobreza material para que se alcancem bens espirituais, isso eu deixo para os tolos. Sim, eu desejo ter um belo carro esportivo, sim eu desejo um celular de última geração, sim eu quero roupas de qualidade, sim eu quero ter um salário maior, sim eu desejo trabalhar menos e ganhar mais. Quem não quer ?. Vivemos num pais de impostos abusivos, de educação e saúde sucateadas, onde a desigualdade é maquiada descaradamente com a velha política do pão e circo, é bolsa otário, é avenida idiota e por ai vamos ladeira abaixo.

Eu me recuso, meu valor não será determinado assim.

A mídia nos diz para consumir determinado produto e sutilmente ( as vezes é na cara mesmo) nos rotulam de imbecis se não o comprarmos. Isso é ofensivo ? Claro que é ofensivo, Num pais que cobra imposto de renda sobre três salários mínimos isso deveria ser crime. O garoto da favela assiste na TV que se ele não possuir aquele produto ele é um perdedor ( o famoso loser americano), então é natural que ele queira, afinal ele não deseja ser um perdedor como seu pai e sua mãe. E como obter, por exemplo, um Iphone ? Catando latinha ? Claro que não, o
negocio é “meter o cano”.

Eu me recuso, meu valor não será determinado assim.

A violência é fruto desse sistema e é triste ver o que acontece com a educação atual. Temos uma massa ignorante sendo corrompida e manipulada pelos interesses de poucos. E aos poucos que pensam meus pêsames. Seremos arrastados pela maré da ignorância.

Eu me recuso, meu valor não será determinado assim.

Estas são palavras soltas, visões turvas , pensamentos desconexos e caminhos tortuosos de alguém que ousa pensar por conta própria, se fosse linear, claro, preciso e reto, não seriam meus.

Carlos Jorge

Querido trabalho duro, eu costumava odiar você,
Quando você me chamava, eu ouvia, mas eu corria para longe de você.
Quando eu sabia que você viria, eu costumava me esconder de você,
Quando você influenciava os outros a falarem comigo,
Eu rapidamente inventava desculpas para ficar longe de você.
Com medo da dor pois eu não queria me machucar, com medo de falhar, então eu nem queria tentar.
Com medo do seu nome, pelo que você já fez com outros.
Quem você pensa que é?
Fazendo-me ter tanto medo de você?
Reflexo no espelho, sombras por trás de mim.
Eu dou um passo, e você continua na minha frente.
Suor no meu rosto, lagrimas nos meus olhos, eu continuo seguindo em frente.
Eu já ouvi dizer que você não mente, você torna pessoas pobres em pessoas ricas, zero em 10.
Existe algo que você não possa fazer?
Agora olhe para mim!
Você me fez quem eu sou hoje.
E por causa de você, Eu tenho essa atitude de nunca perder, nunca desistir.
Desistir?
Isso não esta no meu vocabulário.
Quando eles desistem, eu sigo em frente.
Quando eles dormem, eu me esforço mais.
Quando eles dizem que eu não posso e fazem pouco de mim, eu mostro que eu posso.
Quando eu falo dos meus sonhos e eles dão risada, eu tenho a certeza de que rirei por ultimo.
Eu sou um perseguidor de sonhos,
isso significa que corro atrás dos meus sonhos e não nos sonhos dos outros.
Só eu mesmo posso me derrotar.
Sou eu contra esse trabalho em que me coloquei.
Não há derrota!
Eu não vou perder!
Eu cheguei até aqui, e eu não irei parar agora.
Ó, trabalho duro,
Meu pai estava certo sobre você, você vale a pena,
e por causa disso eu amo você.
Como posso não te amar?
Eu não me escondo mais de você,
Eu estou esperando você.
E por falar nisso, onde você está?
Eu preciso de você, por que no trabalho duro...
eu confio.

Desconhecido

Unira-nos em conjuntura, e não apartara, o apartamento
Espaço à parte, outro mundo de todo o Mundo, parte tímida,
envergonhada, diante da alegria, celebrara com contentamento
a lembrança que perdura, porém, o momento que finda.

No auge de candura, antes da ausência, sofrera na partida
E com os trépidos balouços, soluçara a tristeza como lamento
Arfara como quem chora, em um dia, dores de toda uma vida
Acreditara mesmo ser o derradeiro, tamanho era o tormento

Embora comprimido pela abstinência da amizade
Nada passara pela mente e coração, só saudade
Sozinho, mesmo acompanhado, cemitério na cabeça

Apreciara tumbas inertes e folhas dançantes, sem pressa
Passado algum tempo, fora-se o vendaval, sem alarde
Sentou a neblina, desvanecera o cemitério, perdera a tarde

Maludico

O DIA DAS CRIANÇAS

O dia das crianças.
É um dia especial.
O amor, a alegria.
E as vezes o material.

O papai e a mamãe.
Sei que trazes alegria.
E por isso que espero.
ansioso por este dia.

Para aqueles que me aguardam.
Sei que vens com promissão.
Transbordando os lares que passa.
Com amor no coração.
Mas aqueles pais que trabalham.
Quase estando na escravidão.
E que passam dias e noites.
Tentando um ganha pão.
Talvez os seus filhos a noite.
Te recebam com decepção.
Quando abrirem o pacote e verem.
O tamanho da desilusão.
Pois o sonho foi desfigurado.
Por um prato de arroz e feijão.

Esperança, brinquedo e paz.

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!!

Rafael O. Leme

A maior virtude de um ser humano é ter a capacidade de trabalhar (para enriquecer seus patrões e seus governantes)

O Pior defeito do ser humano é ter tempo para o ócio (considerado preguiça, má vontade, folga. Tempo livre que proporciona ao indivíduo a oportunidade de crescer intelectualmente, de fazer leituras proveitosas e aprofundar seu autoconhecimento.

Fabiana Rodrigues Dias

Estamos chegando ao fim de mais um período de translação do planeta terra, portanto façamos uma retrospectiva:

*Nesse ano você assistiu centenas de aulas
*Trabalhou finais de semana inteiros
*Preparou dezenas de relatórios
*Respondeu a provas, testes e exercícios
*Estudou para vestibulares e concursos

Sim, certamente este ano valeu a pena, você deu literalmente cada gota de suor pela construção do seu futuro.
Tudo regado a muito stress...
E como recompensa ao seu esforço, durante todo esse período a natureza te presenteou...

Em cada manhã o sol te preparou um espetáculo, desejando-lhe boas vindas a um novo hoje e ao se despedir outro show, para comemorar mais um dia da tua existência.
Ao se retirar deu lugar para as estrelas, pequenos pontos de luz bordados no veludo negro do infinito.
Juntamente com a Lua, poetiza iluminada pelo sol que nos brinda com suas diversas fases, dança uma musica diferente em cada uma, nos incentivando a mudar sempre que for preciso.
Sem contar com a sinfonia dos pássaros, o desabrochar das flores, os banhos de chuva, o frescor dos ventos...
Mas durante esses 365 espetáculos anuais e suas inúmeras cenas...

Quantas vezes você parou para contemplar o nascer do Sol?
Admirou a Lua Cheia ou a Minguante?
Respirou o aroma das rosas?
Assistiu o espetáculo do adormecer do sol?
Dos banhos que você tomou, quantos deles vieram diretamente do céu, ou lavaram a sua alma?
Talvez tenha estado ocupado demais comprando perfumes, enquanto as flores desabrochavam. Ouvindo CDs enquanto os pássaros cantavam. Ou assistindo ao cinema, enquanto a lua contava a todos uma linda história de amor e era aplaudida por uma pequena plateia de loucos, aqueles portadores da busca pela felicidade.
Ou talvez você tenha a certeza do amanhã, e por isso economiza o hoje para vivê-lo depois, sem se dar conta de que o agora acabou de passar, e o futuro talvez nem chegue.

Voltando a retrospectiva inicial, quantos dias desse ano você realmente Viveu?


...Já dizia Oscar Wilde :
“Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas...apenas existe”

Raysa Lima

Deixamos às vezes coisas que não deviam importar tanto tomarem conta das nossas vidas. Se o trabalho ou qualquer outra coisa chegar num ponto que faça mal, devemos procurar nele algo que nos faça reativar o interesse, ou então, trocá-lo de vez. Ou pelo menos procurar passar mais tempo com as pessoas que amamos e para fazer as coisas que gostamos de fazer. Não devemos esquecer disso nunca.

Seja o escritor da sua vida. Não deixe que o escrevam por você. Pode-se perder histórias fantásticas para contar.

Eric Ventura

O CLAMOR D'OS SEM TRABALHO

As fábricas encerradas,
Fechadas as oficinas;
Só estão escancaradas
As mil bocas pequeninas,
As mil bocas adoráveis,
Dos filhos dos miseráveis!

É o trabalho um dever
A que o Homem foi sujeito?
Nós julgamo-lo um direito.
Qual será maior pesar:
Pedir pão e não o ter,
Ou não ter onde o ganhar?

Roberto Eduardo da Costa Macedo

Quando um ano se inicia todos querem a prosperidade, mas muitos não trabalham por isso. A saúde não pode faltar, mas não cuidam do corpo e da alma. Querem a fartura, mas não buscam o alimento para o sustento.
Não podemos esquecer que não havendo esforço, nossa vida será medíocre como a nossa própria imagem

Jader Amadi

ORAÇÃO DO TRABALHO

Senhor, venho lhe pedir que abençoe meu trabalho e de todas as pessoas que trabalham honestamente. Guia meus passos e não permita que sofra alguma queda, acidente, violência, maldade ou qualquer outro mal, no trabalho ou fora dele, para que possa retornar bem ao meu lar. Rogo-lhe renovar minhas forças, durante meu descanso, para que possa retornar novamente ao trabalho e prosseguir evoluindo, com amor, saúde, disposição, bondade, paz, alegria... Amém.

Marcos Alves de Andrade

Todas as noites antes de dormir agradeço a Deus por mais um dia de vida,
A cada dia de vida agradeço por mais um dia com alimento,
A cada alimento agradeço pelo meu trabalho que o o obtêm,
A cada tarefa realizada agradeço pela minha saúde para faze-la,
A cada suspiro saudável agradeço por mais um dia de vitória!

Roberto Godoy

Quase um ano atrás, eu era apenas um cara que tinha uma queda por uma garota que já tinha um marido.
E eu tive que fazer a coisa mais difícil que já fiz, que era apenas esperar.

Não me entenda mal, eu flerto com ela até hoje...

Eu tenho apenas pequenos momentos com a garota que me vê como um amigo.

E muitas pessoas me dizem que eu sou louco por esperar tanto tempo por um encontro com a garota com quem eu trabalho, mas acho que, desde aquela época, eu ainda espero... que minha amiga me encontre algum dia...

Maluco eu? Não... só estou esperando...

VPeres

Eu me sinto infinito, quando saio portão a fora do meu trabalho sem olhar para trás, coloco meus fones de ouvido e caminho para minha casa olhando a vida ao meu redor fluir, mas não a enxergando de verdade.
Eu me sinto infinito, apreciando a vida fluir ao redor da redoma musical que construo a minha volta.

Alyne Christina Gomes

Apenas o trabalho honrado nobilita o homem, e somente pelo trabalho o homem pode servir à família, aos amigos e à sociedade.
As pessoas que trabalham arduamente com honestidade e as vezes por falta de recursos fracassam estão definitivamente sendo melhores do que as de não fazer o bem e o conseguem.

DOUGLAS FORT

"Ser professor não é fácil", ouço isso sempre e as vezes concordo, mas nenhum trabalho é fácil, todo trabalho exige esforço e dedicação para ter um bom resultado.
Eu amo o meu trabalho, muitos podem até pensar que é loucura dizer isso, mas eu entro em cada sala, e não olho pras coisas ruins, acho que o que vale a pena é o que merece atenção, então eu olho para o rosto dos meus alunos e vejo um brilho particular nos olhos de cada um, posso sentir que cada mente daquelas esta cheia de sonhos, vontade de vencer na vida, de ser feliz, e não existe maldade nisso por mais que o aluno seja um aluno indisciplinado, ele só precisa de uma chance e de alguém que o ensine o melhor caminho a ser seguido.
Cada aluno é como um céu, por mais que as vezes esteja nublado, sabemos que por trás das suas nuvens, tem um sol brilhando.

Miriam C. Marchesi

Depoimento de um empresário com 43 anos

Algumas pessoas pensam que eu nasci professor, empresário e com o grau de instrução que tenho atualmente.
Bom seria, se fosse assim.
Eu, desde os 6 anos ajudei meu pai e minha mãe na mercearia simples que tínhamos.
Meu pai e mãe, sempre me ensinaram que com honestidade e humildade eu conquistaria o mundo e com este incentivo e força de vontade que sempre me empenhei nos estudos, trabalhei, lavei banheiros, limpei ruas no quartel, sempre me coloquei a disposição para fazer o que fosse preciso em prol da empresa que eu trabalhava.
Isso me possibilitou ganhar credibilidade e consequentemente promoções por onde passei.
Nunca parei de estudar, brincar e tratar as pessoas como eu gostaria de ser tratado.
Conquistei amigos, inimigos, colegas e pessoas que se aproximam apenas para querer tirar algum proveito da minha atual situação ou de meus conhecimentos.
Durante as aulas que ministrei, sempre fiz questão de passar estes ensinamentos para meus alunos, não querendo servir de exemplo para eles, mas apenas para que eles possam perceber que nada cai do céu, mas que com trabalho, humildade, sem vaidade e outros quesitos pessoais tudo se transforma.
O sol nasceu para todos e quem persevera e trabalha muito sempre será abençoado com um imenso "calorão".
Sucesso para você.

Marcelo Rocha

Ainda que o trabalho árduo nos tome a mente e o ânimo,
Ainda que o relógio simule uma disputa contra nós
Se os meus olhos por minutos perderem o brilho
E se - como quase sempre - desistir parecer o mais apropriado...

Por cima das nuvens sabemos que ainda brilha um sol,
Que brilhará para sempre
E veremos que por detrás da tempestade esconde-se um lindo dia...

E ali nos dias tristes,
Nos dias de grande aflição,
Seremos salvos pelo amor que nos une hoje
E que para todo o sempre será só teu.

"Das Pequenas Aflições"

Dani Cabrera

Cuidado, trabalho!

Vivemos em uma sociedade de organizações;dependemos delas para nossa sobrevivência e para o progresso social, entretanto, nossa relação com as organizações é ambígua e marcada tanto por prazer e satisfação como sofrimento e dor. E no centro dessas ambiguidades e contradições, está o trabalho.
Depois das trevas medievais veio o renascimento. O trabalho ganhou status e passou a ser ua forma de auto-expressão. Foi o momento de glória do artesão, cujo trabalho é sustento e arte. O artesão é o artífice de sua própria sobrevivência e agente de transformação do mundo ao redor. Para ele importa, o produto e importa a criação.
Paradoxalmente, a industrialização, ao disciplinar corpos e mentes, tornou-se o momento máximo de glória do trabalho e do trabalhador, que são, afinal, duas entidades construídas a golpe de foice e martelo, discurso e panfleto. Porém, como se sabe, toda glória é passageira.
Preparar de um processo seletivo significa preparar-se , mostrar vontade e capacidade. Vender é diferente: pressupõe focar a embalagem e o jogo de cena. Significa também reconhecer que fomos"coisificados", transformados em artigos que valem mais pela aparência que pelo conteúdo. No mundo atual, vale tudo para se conseguir uma vaga n'algum emprego. Como resultados temos: os processos seletivos se transformaram em grandes simulacros, com personagens improváveis tentando desempenhar papéis impossíveis . Mais grave: de tanto lermos e repetirmos os clichês -"vender a si mesmo", "criar uma marca pessoal" e "encantar o cliente" - incorporamos os conceitos como naturais e os transportamos para a vida pessoal.
Executivos são seres destinados a tomar decisões. Alguns praguejam e protelam, esquivam-se ou se escondem. Outros se lançam às decisões com a têmpara dos exterminadores,a aniquilar e atropelar o que surge pela frente. "matar um leão por dia", não importam as consequências. Alguns executivos, lideram empresas com posições consolidadas, em ambientes relativamente tranquilos. Outros ,no entanto, são expostos às intempéries de ambientes hipercompetitivos e trabalham no limite da vertigem. O grau de demanda pode variar ao longo do tempo, conforme tempestades e calmarias se alternam. Além disso, cada executivo tem suas competências e suas capacidades. Um profissional pode se capaz de gerenciar uma média empresa mas não saber como tocar uma grande corporação; pode ser bem-sucedido em uma grande empresa local, porém experimentar dficudades em uma multinacional,ou se sair bem nesta ultima e não saber lidar com as peculiaridades de uma estatal.
Trabalhar sob pressão é necessariamente rum. Até certo ponto, ajuda a melhorr o desempenho e, consequentemente, aumenta a satisfação com o trabalho. Entretanto, depois dessa fase, o desempenho e a satisfação começam a declinar. ALguns ficam paralisados com cargas de trabalho percebidas como muito altas. Outros tentam responder com aumento de horas ou do ritmo de trabaho e eventualmente começam a cometer erros. Quando tal nível é muito alto, os executivos simplesmente não vêem como responder de forma estruturada. A saída é buscar um caminho mais curto e, assim, responder de alguma forma às questões que se colocam. O primeiro atalho,muito comum, é reproduzir uma decisão anterior, algo que funcionou antes, seguindo um caminho conhecido e confortável, mesmo que o contexto ou as ocndições sejam diferentes. O segundo, também usual, é imitar outros executivos,mimetizando suas decisões: executivos que se sentem incapazes de realizar análises e desenvolver soluções para problemas de suas empresas tendem a buscar modelos em outras empresas. Os dois atalhos são atraentes, porém apresentam riscos consideráveis . Nem sempre o que funcionou antes funciona agora. Nem sempre o que é bom para o vizinho tem uso em casa. Atalhos podem parecer soluções práticas, mas, desconsiderar o contexto pode causar catástrofes.
"A vida na montanha russa pode viciar, mas a queda do alto pode ser fatal."
Fala-se a respeito da dificuldade dos contemporâneos em dizer "não". Dentro desse contexto, podemos perceber as duas teorias: a X pressupondo que o homem é um ser ladino e ardiloso. Já na Y, pressupondo que o homem é um ser confiável e cooperativo. Impera, por isso, uma cordialidade de fachada, alimentada antes pelo temos que pelo respeito. Nas empresas locais, expor discordâncias e fazer críticas proissionais é colocar em risco a relação e, frequentemente, o proprio pescoço. Mas tal dificuldade em dizer uma negação é de tal modo prejudicial ao indivíduo, pois assim atolam-se em atividades secundárias, invadem a trabalhar noites e finais de semana para cumprir o aceito, e acaba prejudicando a própria saúde,e qualidade do trabalho. Negar conflitos alimenta um ambiente de falasa harmonia e inibe a percepção deproblemas e ameaças. Em longo prazo tal comportamento pode comprometer resultados e colocar em risco a sobrevivência da organização.
As competências de comunicação significa estimular os executivos a interagir de forma mais bem aberta com seus pares, com seus chefes, com seus liderados e com o mundo exterior. Na prática estimula-se a disputa por prestígio e vantagens , movimentada pelo emprego de técnicas de gerenciamento da impressão.
Nas diferentes personalidades das pessoas,vemos que o foco do introvertido é seu mundo interior, de idéias e conceitos. Já o foco do extrovertido é o mundo exterior, as pessoas e atividades.
O que explica a longevidade da terceirização? O discurso oficial é pomposo: as empresas devem se concentrar em suas "competências centrais" e alocar a terceiros as atividades não-essenciais. Muitas organizações usam extensos contiongentes de mão-de-obra terceirizada para fugir dos impostos e do excessivo rigor da legislaçaõ trabalhista. Em casos variados, é questão de sobrevivência.
No contexto social, quanto mais as hordas avançam, mais difícil torna-se convencer alguém de algo em que já nçao acredite. Nasrelações nota-se a expressão: "gosto de você, você pensa como eu". Na vida corporativa, como na vida social, as pessoas parecem dizer mais o que se espera que elas digam do que oq ue realmente pensam.
Para que algo se realize, é preciso que os envolvidos evitem posturas defensivas e procurem entender seus interlocutores. O objetivo do diálogo não é vencer, mas entender as razões e a estrutura lógica dos outros. Para isso, é preciso suspender pressupostos e preparar-se para mudar de idéia,se necessário, diversas vezes.
A presença feminina no topo não é apenas uma questão moral, relacionada à igualdade de oportunidades, mas também uma escolha sensata, pois aumenta a diversidade de perspectivas, enriquece o processo de análise de problemas e a tomada de decisão, e tempera o estilo de liderança.
Em pesquisa nota-se que às vezes os notáveis são disciplinados, adotam regras simples, usam o bom senso e evitam as tecnologias sofisticadas. Conclusão: menos é mais.
"NOssa razão de existir é alavancar os metasserviços de alto impacto de nossos clientes", ou "Nosso compromisso é utilizar assertivamente nosso capital intelectual para maximizar nossa competitividade no munddo do futuro."
As crises são geradas internamente numa empresa e não são inevitáveis.
A síndrome do esgotamento relaciona-se a quatro características supostamente positivas: alta taxa de crescimento, habilidade para mudar continuamente, liderança visionária e uma cultura orientada para o sucesso. O problema reside justamente na abundância desses fatores. Muito cresciemento e mudança, podem levar ao descontrole e liderença visionária e cultura forte ao excesso de confiança e ao autismo organizacional.
A síndrome do envelhecimento prematuro é o espelho invertido da síndrome de esgotamento. No lugar da hiperatividade, as empresas que sofrem desse mal exibem comportamentos passivos.Não inovam em seus produtos e serviços, perdem participação de mercado, destroem valor e seguem, resignadas, rumo ao fim.
Estimular a competição dos funcionários pode ser tão destrutivo quanto criar um ambiente excessivamente "amigável", que desencoraja o desempenho individual.
O papel do gestor é organizar recursos, inclusive pessoas, para que a organização atinja seus objetivos. Entretanto duas teorias opostas definem a forma como os gestores percebem a motivação dos funcionários e estabelecem sua abordagem gerencial. A X : o trabalho é desagradável e os indivíduos tentam evitá-lo; a capacidade criativa e a iniciativa para resolver problemas organizacionais são características incomuns; falta de desejo pela responsabilidade na maioria das pessoas.A ação dos gestores neste caso é a superfisão cerrada,controle rígido e ações de coerção.
A teoria Y: em condições favoráveis o trabalho pode ser algo natural eprazeroso; comprometidos, os indivíduos são capazes de de conduzir ações autônomas e de ser criativos para atender aos objetivos da organização; presença de responsabilidade devido à presença da criatividade e iniciativa. Neste caso os gestores implatarão estruturas descentralizadas, tentando alinhar os objetivos da organização aos dos funcionários, delegando mais poder de decisão aos níveis operacionais , promover a participação.Uma organização dessa forma deve ser mais produtiva, inovadora e capaz de satisfazer as necessidades de seus funcionários.
Um grupo de alpinistas que se perdeu, acharam um mapa por acaso no fundo da mochila, o que os saaçvou a vida. Depois descobrem que o mapa nao era dos Alpes e sim dos Pireneus. Moral: ter um mapa, qualquer que seja, tavez seja mais importante do que ter o mapa certo.
"A tecnologia é intrusiva e onipresente; o efeito de sua disseminação é que temos cada vez menos tempo para nós mesmos e cada vez menos controle sobre nosso destino."
O trabalho para preservar um bom nome começa dentro de casa.
Empresas com boa prática da diversidade como política de gestão de pessoas gera ganhos para a imagem da empresa,que passa a ser percebida como mais correta e justa, o que ajuda a atrair talentos e consumidores. No entanto, empresas com alta diversidade enfrentam maiores taxas de absenteísmo e rotatividade.
Numa citação diz-se que : nem todos os pobres sentem-se mal por serem pobres, mas , se notam que um vizinho está progredindo mais rapidamente, então surge o desconforto.
Uma pequena empresa, ou uma unidade de negócios, podem atender o mesmo número de clientes eprestar os mesmos serviços com 50 funcionários ociosos, com dez funcionários estressados ou com dez trabalhando em rítmo saudável. O que faz a diferança é principalmente a forma como o trabalho é organizado e os sistemas adotados, além da qualificação dos profissionais ; noutras palavras: gestão.
"Trabalhamos muito porque não nos dedicamos a trabalhar direito."
O mundo corporativo, principalemente nas grandes corporações, vive de competições e inércia, navegar é preciso, pôr a criatividade em ação é essencial. Dando sentido ao trabalho, na dose certa e na direção correta, ele torna-se ponte para o benefío individual e social.

Thomas Wood Jr