Textos Infantis pequenos

Cerca de 12 textos pequenos Textos Infantis pequenos

Com boca, dentes e saliva, você desmente minhas neuras, desarma meus complexos infantis de feiúra, um por um, cheio de malícia, paciência e atenção, intercalando lambidas, paradas estratégicas e olhares experimentais. É madrugada, é tarde, eu preciso ir, melhor nem começar, vamos finalizar isso separados, cada um na sua casa, no chuveiro, vai ser melhor.
(Entra em mim)

Gabito Nunes

A CASA

Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque a casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero.

Vinicius de Moraes

O Peru
Glu! Glu! Glu!
Abram alas pro Peru!

O Peru foi a passeio
Pensando que era pavão
Tico-tico riu-se tanto
Que morreu de congestão.

O Peru dança de roda
Numa roda de carvão
Quando acaba fica tonto
De quase cair no chão.

O Peru se viu um dia
Nas águas do ribeirão
Foi-se olhando foi dizendo
Que beleza de pavão!

Glu! Glu! Glu!
Abram alas pro Peru!

Vinicius de Moraes

Eu odeio quando eu tenho atitudes infantis só pra chamar a atenção...
Odeio quando vocês me fazem mudar de ideia com palavras e atitudes...
Odeio quando vocês me fazem chorar de alegria...
Odeio quando me fazem persistir em sonhos que poderiam ter acabado há muito tempo se não fosse por vocês...
Odeio quando não me deixam jogar tudo pro alto...
Odeio quando me impedem de fazer bobagens...
Odeio quando não se afastam de mim, e odeio quando não me odeiam mesmo que eu seja ridícula, estupida, xinge, faça birra, etc...
Mas AMO vocês mais do que tudo...

Naí Oliveira

Por trá de cada olhos infantis
uma estória silenciosa..
Se entrelaça com minha estória
vara de condão revela
estórias minhas a cada encontro
quando me deixo entregar ás Fabulas
sou Criança novamente...
Ah! esse Adulto que não me deixa...
dizer: Seja Feliz para sempre!
Viver a Intensidade na Impermanencia...

Rosebel

O cenário é um lindo céu azul com nuvens brancas formando desenhos infantis,
acompanhada de um vento gelado e folhas secas espalhadas pelo chão.
Não tenho certeza se o frio vem do lado de fora, ou do lado de dentro, junto ao meu coração.
Será que ele esta se manifestando, me avisando que a saudade esta batendo a porta, querendo entrar?!

Lorraine Trindade

"Quando nos conhecemos eramos infantis imaturas!!!
ate a cara de criança carregavamos...
Hoje crescemos e com o tempo aprendemos muito,
podemos dizer q somos grandes mulheres...
Que a gente continue como eramos antes, mas com um pouquinho de hoje.
Com a ingenuidade de uma criança, e uma alma de uma grande mulher!

Alessandra Ribeiro

Não consegui te esquecer ...
Estou cansada disso, os meus medos infantis me assombram , mas se quiser ir vá logo ...
Quando você chorou enxuguei todas as tuas lagrimas ,
Quando você gritou lutei contra teu medo ,
Quando você teve medo de ter medo segurei tua mão ,
E agora todos os meus sonhos foram destruídos por você , a quem tanto amava , as feridas estão todas abertas ainda sinto suas mãos sobre meu corpo , teus beijos ,
Mas as lembranças o tempo não pode apagar ...

Daniele Lestrange

Até quando eu terei esses medos infantis e sem cabimento ?
Até sempre, sem esses medos eu não teria a coragem de não fingir ser o que não sou .
Mas, olha não aceito que me definam , que me rotulem ..Quero ter a liberdade de mudar... Sempre, serei eternamente aluna da minha propria busca, do meu auto-conhecimento.
Assim sou eu , e não mudarei nunca..

ThamiideOliveira

O que norteia o inconsciente,podemos partir das neuroses infantis, sonhos, repetições, pulsões libidinais, materiais oníricos dentre outros. Acreditamos que certos materiais quando recalcados chegam a gerar um desconforto no sujeito, conflitos que o impossibilitam de viver uma vida normal, onde sua energia é focada, gasta sem freios causando tormenta psicologica, as energias e suas representações.
A análise é um belo caminho para o encontro dessas "defesas".

Katiana Santiago

Existem adultos que são tão imaturos e infantis, mas tão imaturos e infantis, que a natureza poderia ser mais generosa e transportá-los para a 3ª idade após a adolescência como uma tentativa de salvar a oportunidade de aprendizado que a vida lhes proporcionam. Porém, considerando que é mais fácil rotular que tudo é Karma ou ações da providência divina e nada tem a ver com a recusa opcional deles em amadurecerem para não terem que assumir determinadas posturas e atitudes que o estrago é facilmente compreensível e aceitável por todos.

Graça Leal

“Não andavam de mãos dadas, nem se chamavam por nomes infantis. Não tinha pieguice romântica ali. Mas foi a cena mais doce que eu vi: dois olhares se encontrando. Não só se encontrando: se confortando, se sabendo, se completando. Eu notei que eles eram algo além de amigos, que se desejavam e se protegiam, e foi só pela cumplicidade dos olhos, que deixavam de ser dois e se enlaçavam quatro.”

Verônica H.