Textos de Sonhos

Cerca de 3001 textos de Sonhos

Se desejo mudar minha vida, que seja olhando para o lado, auxiliando os que precisam.
Que meu olhar seja doce e saiba enxergar com amor.
Que meus ouvidos tenham tempo para escutar um amigo.
Que meu cansaço e desânimo não sejam motivos e nem desculpa para a não realização dos meus sonhos.
Que nunca me falte esperança em dias melhores.
Que meu esforço seja para colocar em prática tudo o que aprendi nos livros.
Que minha fé em Deus seja maior que todas as provações.
Que eu tenha a certeza que Ele está sempre ao meu lado, em todos os momentos, mesmo naqueles em que julgo estar perdida e sozinha.
Que eu tenha a compreensão de que as coisas acontecem quando tem que acontecer, com o único objetivo de nos ensinar o que temos que aprender.
Que eu saiba perdoar, pois os nossos ofensores também possuem papel fundamental em nosso aprendizado.
Que apesar de tudo eu nunca perca a alegria de viver, de enxergar a vida com esperança, amor, humildade e fé.

Marisa M. Amaral

Já é noite, estou caminhando sozinha por uma rua escura, pensativa me sinto feliz por ter realizado algo grandioso, algo que superou minhas expectativas, me sinto apaixonada e penso em alguém. Até que um carro preto aparece e estaciona próximo a calçada, acelero meus passos e o homem indaga algumas palavras para mim das quais eu não presto muito atenção, passo depressa por ele tentando transmitir um ar de segurança em meu rosto, mas ele sai do carro e vem em minha direção. Meu corpo é tomado por uma sensação de medo e desespero, então começo a correr e gritar por socorro, o homem corre atras de mim, em meio aos grito de pavor ele consegue me alcançar. Me arrasta para um lugar, me ameaça e ri comemorando sua vitória.
De repente do nada um rapaz aparece para me salvar, e de alguma forma sinto que ele é a pessoa do qual eu estou apaixonada, meu coração pulsa ao vê-lo. O dois entram em luta corporal, eu estou sentada e arramada a uma cadeira, gritando de pavor e esperança em ser salva. Até que o homem saca uma arma e dispara algumas vezes contra meu amado, eu grito desesperadamente junto aos disparos, ele cai contra uma porta e se encolhe de dor, o homem vem em minha direção disparando tambem sobre mim vários tiros que perfuram a minha costas, sinto todo impacto e o meu corpo estremece... O homem foge.
Olho em direção ao meu amor e ele está ali caído olhando para mim, com olhar de amor e agonia, diz que está morrendo; Meus olhos se enchem de lágrimas, olho para meu corpo sobre aquela cadeira e declamo cada sensação... um corpo inundando de sangue que escorre das costas até as pontas dos pés, sinto meu sangue correr...Olho em minha volta e choro ao sentir que minha vida acabara ali.
O ambiente se ilumina, a noite se torna dia, e uma nova esperança de vida se revela. Um grande livro se apresenta diante de mim e dois nomes ali estão escritos junto com as datas de nascimento e de óbito logo abaixo. "meu nome e minha data de nascimento" avisto e logo abaixo leio "ABRIL" apresentando-se como a data final, não consigo enxergar o dia nem o ano, leio mais abaixo e vejo o nome do meu amado, um nome que só reconheço no sonho e a data da sua morte dia "28" (era a data de hoje no sonho), ele morreria ali naquela momento, morreria antes de mim. Gritei e chorei desesperadamente, não me conformava pois pela quantidade de tiros que recebi ali, eu deveria morrer primeiro, não queria vê-lo partir, não me conformava em perde-lo, em vê-lo morrer. Me imaginei com vida por mais alguns meses depois dele, e senti uma dor que atravessava minha alma; Então gritei, gritei e chorei com todas as minhas forças.
O tempo ficou alaranjado e aquele livro se desfez, e suas letras estavam escritas em fogo que se queimavam enquanto eu gritava, e tornavam-se um esqueleto de cinzas até que se desfez por completo.
Olhei para meu amado e seu corpo parecia novo, ele se levantou e sem olhar para mim se foi pela porta, senti uma tristeza profunda e então o vi sair com algumas plaquinhas indo de encontro a algumas pessoas, abraçando-as uma por uma e entregando uma placa com algo escrito para elas, era como se fosse uma despedida, o segui com os meus olhos... ele atravessava dentre o povo e em volta avistei um grande cemitério com seus túmulos enormes e memoráveis. Por todas as pessoas ele passou e quando finalmente chegou até mim, não mais o vi, ele desapareceu... Com ar de tristeza não entendi, e sobre mim senti cair uma placa onde nela encontrava-se escrito "AMOR VERDADEIRO" foi nesse momento que de uma imensa alegria meu coração se encheu, e então...chorei.

Natalia Felix

As vezes fico pensando no sentido que damos à vida, basicamente uma criança nasce; cresce; estuda; trabalha; alguns continuam estudando; dentre essas coisas namora; se casa; tem filhos; cria os filhos; espera a aposentadoria e morre. Claro que não perfeitamente nessa ordem.
Mas a grande questão é porque seguir esse repertório?
Todos querem ser diferentes, mas fazemos sempre as mesmas coisas e ainda assim queremos obter resultados diferentes. Como isso pode dar certo? Simplesmente não dá! É fato.
Reclamamos de tudo toda hora, mas no fundo parece que se não cumprirmos esse "ciclo da vida" não nos sentiremos realizados. Mas até ai tudo bem, até entendo, por que existem etapas que realmente são essenciais na nossa vida.
Minha real indignação é no modo como valorizamos coisas fúteis e banais, tornando-as mais importantes do que aquilo, que sentimos que gostamos que realmente nos faz bem.
Fico observando as pessoas no dia a dia... Nas suas expectativas... Sei lá é como se todos vivessem apenas para o futuro... Trabalho, Trabalho e trabalho e o objetivo é sempre o mesmo obter bens materiais... E por fim poder cumprir o modelo de vida que todos querem... Casar e ter filhos, apenas para dizer que formou uma família.
É tudo tão superficial, como se as pessoas não tivessem sonhos... Vivem apenas para seguir o que todos fazem. Os sonhos estão sempre ligados no futuro.
Ai penso... Isso realmente é viver ?
A vida é cada momento... Será que aproveitamos estes momentos ou deixamos todos os momentos do nosso presente passem despercebidos, porque estamos com os olhos fixados no futuro?
Ai penso mais além... Afinal que futuro?
Não sabemos se estaremos vivos nem há 5 min quanto mais daqui há 5 anos.
O futuro de uma pessoa pode esta sendo o agora... E neste exato momento chegar o fim. Sendo assim como podemos viver idealizando nossa felicidade em algo que não nos pertence? É estranhos tudo isso.
Vejo como se não tivéssemos nem noção do que estamos fazendo aqui.
A minha ideia de futuro é de nos prepararmos e evitar fazer coisas na vida nas quais não poderão mais ser perdoadas. Porque o futuro de todos será exatamente o momento do fim. E isso é algo individual, não é apenas relacionado ao fim do mundo.
Às vezes tenho a sensação que ninguém pensa nisso..Entretanto é difícil mesmo, até eu pensando nisso agora, há momentos que esqueço e vivo as ilusões do futuro como todos. É uma coisa digamos que automático.
Mas porque não vivemos cada momento, como se fosse o ultimo...
Não digo de viver inconsequentemente, mas aproveitar mais o nosso presente, de repente fazer aquilo que gostamos, aquilo que nos faz sentir bem hoje, ao invés de guardar tudo para o futuro incerto que temos.
Fugir um pouco desse modelo de vida que a sociedade nos impõe, talvez...
Ter a oportunidade de realizar-se em todos sentidos, mesmo que sejam coisas fora do comum.
A ideia é se sentir feliz com as coisas simples da vida. Só isso!
Mesmo que aparentemente, seja uma atitude idiota aos olhos do mundo.

Natalia Felix

As vezes você observava que nem tudo é como a gente sonhou
começam as decepções, os desencontros, as brigas!Ai você aprende que sonhos são frutos da imaginação e a realidade
é outra coisa, bem diferente. Passa a desconfiar de tudo e de todos e dessa forma aprende a viver.Descobre que viver machuca a alma, os sentimentos, machuca a gente. Uma pena saber que sonhos não existem, pelo menos pra mim.

Guilherme Sanches

De olhos fechados

De olhos fechados
Meu mundo é diferente.
Fecho meus olhos para te sentir... sentir de novo os detalhes dos teus lábios, teu olhar.

Te sinto ...
Sinto tua voz , teu sorriso, tua alegria, tua seriedade

O coração dispara...
Quieta, espero.
Qualquer coisa... um gesto, uma palavra, um sinal. Esperança...

De olhos fechados, murmuro baixinho...vem
Para que dizer mais? Esta tudo ali... vem...
Tantos inefáveis afagos...

Em meus sonhos você habita.
A realidade não tem mais efeito , não importa o que faça...
Perdi a alegria, desconheço a lógica, já não tenho euforia .
Vem.... vem sonhar comigo...

Gracia Monte Barradas

Sonhos....
Nao importa a idade que temos...o coração é sempre adolescente e jovem...e sente saudades...e sente falta... e as vezes não compreende as razões, a vida, as complicações porque tudo o que se mais deseja é aquele colo gostoso, o aconchego, o conforto de um abraço. ... de um beijo que te faz esquecer de tudo.....
Aquilo que te faz forte porque te faz feliz...e as vezes você pensa se o teu sonho é sozinho...Se existe do outro lado as mesmas emoções... Os mesmos desejos...os mesmos sonhos...

Grácia Monte

Maldição da vida

A vida em seu início é pouco lúcida. Cheia de novidades, descobertas e de um dos dons mais importantes, que após alguns anos se perde como uma pluma que voa guiada pelo sentido do vento. Crescemos, aprendemos e nos desenvolvemos. Mas perdemos um dos dons mais lindos da humanidade, a pureza. Os mesmos olhos curiosos que pela primeira vez viram a luz, viram a vida e nem se quer sabiam do que se tratava, se transformam anos depois em retinas fatigadas, que abrem-se na esperança de que o dia que está por vir, a vida que está por acontecer, seja o menos desoladora possível.

Ora, quando foi a última vez que você acordou e viu apenas coisas novas, um mundo novo, onde você pode começar a explora-lo? Sem maldade ou obrigação nenhuma. Rir apenas de um rasgar de uma folha parece uma coisa imbecil, não?!

Mas imbecil não é quem com toda a pureza do mundo não sabe absolutamente de nada, é aquele que com todo o conhecimento do mundo, perde o dom da pureza.

Creio que é esta a maldição da vida, acordar e não poder ver mais um mundo a ser explorado e sim ser explorado por um mundo impuro.

Gilson Miranda Junior

Transformaste
O meu respirar lento.
Lento e silencioso.
Nas brumas da saudade.
Nos prantos da dor.
Onde olhamos para tudo.
Tudo o que parece ser possível.
Possível ou impossível em estranhos lugares.
Permanentes sombras claras ou escuras.
Escuras de traços, de sorrisos.
Felizes todos aqueles que se amam.
Seja de noite ou dia.
Abrindo o coração à vida.
Aos sonhos.
Fora dos labirintos do crepúsculo.
Segurando nas mãos a lua.
As estrelas.
Transformando o dia ou a noite.
Em paixão e amor!

IsabelMoraisRibeiro

A sabedoria do mundo é loucura porque reflete noções falíveis de um mundo ilusório. E mais: diante do Ser Sonhador (Deus – a Origem), é risível que elementos dependentes das condições de Seu Sonho se julguem existentes, quando não passam de essências dentro de uma realidade circunscrita e mutável. “O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são vãos”.

Ou seja: o Sonhador conhece todos os elementos de seu sonho, inclusive as bizarrices pelas quais tais entidades transitórias (nós mesmos) se regozijam em ter como manifestações de “glória” nesse teatro de bonecos.

(Em "Ensaio Filosófico sobre o filme 'A Origem'": http://wp.me/p2EJn7-44)

Ebrael

Não conseguimos provar a existência de Deus porque nós mesmos não "existimos"; apenas subsistimos. Não haveria como nos dar conta da Existência (ausência de condições subjacentes) sem que se dissolvessem nossos próprios veículos subsistentes (reais apenas enquanto sujeitos a condições). Provar que Deus existe seria como nos dar conta que nós não existimos como pensamos existir, mas que tudo é passageiro.

(Em "Ensaio Filosófico sobre o filme 'A Origem'": http://wp.me/p2EJn7-44)

Ebrael

Sonhos perdidos, esquecidos,
mãos sofridas de amor...
desencantos sombrios das manhãs,
ouve-se o piano sozinho e triste
esperança que não sentes num lenço de seda sem alento..
musica, melodia tocada, suave magia antiga de um dia iluminado..
mulher de cabelos soltos, rosto despido de dor, amor, saudade
beijo perfumado, vinho seco fresco, delírios de sedas e cetim
corpo aninhado, suado embriagado de todo querer....
nos braços do amado....
verte uma lágrima de sal, num mar de ternura e carinho.!!

IsabelMoraisRibeiro

Inverno frio chega de mansinho
manhãs ensolaradas de ventos suaves.

Noites melancólicas, voam em pensamentos
procuram um momento, uma lembrança.

Essência de amor, ausência de dor
alma que se desnuda diante da paixão.

Quatro paredes quentes, doces de ternura
adorno dos teus beijos, mimos e sorrisos.

Adormeço no dias longos, horas lentas
como um rio que transborda de agonia.!!!

IsabelMoraisRibeiro

Queria estar em um lugar que não tenha absolutamente nada que seja um branco infinito de todos os lados,
que eu posso caminhar deixar apenas minhas pegadas para ter certeza que
uma dia eu passei por ali, que ainda posso encontrar estas pegadas ou apenas esquecê-las
em um infinito branco, quero me sentar e imaginar tudo que eu poder, meus sonhos
meus pesadelos, meus medos, minhas alegrias, não quero mas estar aqui
rodeado de coisas, objetos e pessoas e imaginar o vazio, quero estar no vazio e imaginar
o que realmente quero, criar o meu espaço, construir meus sonhos, enfrentar meus medos,
fazer dos meus pensamentos hostil em atitudes benéficas, quero apenas ficar sozinho nesse infinito mundo para
que eu posso realmente me refletir ver que eu sou, e voltar para este mundo real e de ter
certeza que quero apenas encontrar com alguém que possa me acompanhar nesse mundo de infinidades.

Flávio Henrique Porto de Menezes (Bink)

...E sonhei com um mundo onde minha filha não tivesse um tamanho inapropriado
Ou o meu filho não tivesse uma cor que fosse classificada, apenas apreciada
E eu sonhei que esse mundo não era meu, mas era delas e dele
E eu sonhei que o meu mundo só seria feliz, se o deles fosse feliz…
E eu cansei de sonhar, perdi o sono, acordei
E ainda era o meu mundo, de pessoas mal educadas, de crianças abandonadas, de sorrisos falsos, de cores e tamanhos inapropriados
Mas era também o mundo deles
Era o meu projeto, meu sonho em construção
e meus dias hoje são assim…
Sonhar com um mundo melhor
E realizá-lo para eles.

Carolina M. Madeira

Poesia- para sempre você (vidros amarelados de shopping)

***********************RR**********************************

Enquanto os pássaros voam pra um lado que eu não sei o qual eu me pergunto pra onde vou? perdido mais do que nunca nesse deserto interno. eu estava numa estrada linda e apaixonante, onde o mundo caía aos meus pés e eu estava sorrindo porque eu pertencia a um corpo de metal que me protegia que zelava pelo meu corpo de melancolia... agora estou em lugares não identificados, estou em um mundo sem cor, em uma cidade sem uma pessoa que me guardava, estou sem mim não sei quem sou, pra quem vivo.
Eu fui um garoto inseguro, medroso, solitário; mas sentir as emoções ate pelos cabelos de príncipe da pérsia.
Só quem já amou sabe a importância de se manter vivo entre paredes caídas e frias.
Eu sou um compositor de shopping, que sentava em uma poltrona preta em frente a trinta e dois televisores aguardando meu amor sair dos vidros amarelados, enquanto esperava eu escrevia musicas loucamente só pra ver sorrir aquela pessoa que me fazia sorrir.
Rafahel Ramos... eu acreditei na pessoa que me tornei... um poeta! depositei toda minha historia em paginas publicas, sem me importar com resultados, o que agente não faz quando estamos apaixonados ??
Tive sensação de posse o tempo todo, mas me achava livre naquele mundo totalmente diferente do meu mas que combinava perfeitamente com meus pensamentos chinfrins e hippies.
A vida me levou ouro, eu tive simplesmente que aprender a conviver com bronzes... ou simplesmente latas que sair catando só pra não me sentir só; essa é a minha historia de extrema solidão...mas vivi...mas amei...mas desejei ser feliz....eu fiz tudo o que queria fazer.
Mas não era forte, apenas era bem apoiado por amigos queridos.
A vida me ensinou a desejar o impossível, e viver pra morrer feliz sem esse impossível chegar.

Rafahel Ramos Pointer

A PEQUENA CAPITÃ DE SONHOS

A menina sonhadora
Acordava todas as manhãs
Antes do despertar do sol.
Descalça, descia do seu quarto
Correndo e ia direto para beira
Da praia.
Sentada de joelhos dobrados,
Olhava para o horizonte
A espera dos raios do sol.

A pequena parecia ter nascido das
Águas. Passava o dia navegando
Nos seus devaneios inocentes.

Maravilhada com mar,
Imaginava um dia navegar
Por pélagos distantes do seu pedaço
Inventado, do qual só fazia parte
Quando entrava num profundo sono
De fantasia. Nele, sua frágil vida se transformava
Numa aventura, num passeio
Ao seu universo idealizado.
A imensidão dos oceanos se tornara aos olhos da pequena
Um rio, onde seu navio antigo velejava
Tranquilamente, quando queria
Um pouco de adrenalina pedia ao vento
Sopros que a levassem para longe
Que levantasse as maiores crista de ondas.

Visitava lugares maravilhosos, transfigurava-se na capitã dos piratas
Caçava tesouros nas águas escuras das voragens desconhecidas.
Não pertencia ao medo, às tempestades não a assustavam.
Comandava seu navio com bravura, e muita coragem.

A pequena transforma-se na capitã dos seus sonhos,
Vivia todas as fantasias que no mundo tangível, jamais realizara
Quando espertava nas manhãs seguintes, tinha no seu risonho rosto
Um estado de graça, uma felicidade que a preenchia até a próxima
Visita ao seu espaço particular, onde seus sonhos se realizavam.

O seu talismã, os seus sonhos, eram mais preciosos que todos os tesouros
Achados, pois a levava ao seu destino, ao seu mundo encantado.

Elizamar Lanoa

Loucos Sonhadores
Todo instante é a oportunidade.
A vida não é nem um melodrama, nem uma
comédia, mas sim, uma realidade que nos leva a
crises e remissões.
A verdade é tangível, não nos abandona, mas loucos
sonhadores deste mundo, peregrinos que somos,
fechamos os olhos, abrimos passagem e levados pela
vida, extasiados, seguramos nossos sonhos.
Seguimos o curso, em movimento, enquanto o
destino, caprichoso, vai dando sentido as nossas
ilusões.
Deixamos janelas e portas abertas para o improvável,
misturamos beleza, pescamos estrelas, corremos
com as nuvens, plantamos flores na beira do
caminho, bordamos versos, afastamos sombras,
correntes de ar e turbilhões de vento. Fazemos,
então, esta mistura de cores e dores, e colocamos
todo universo em uma palheta.


Em estado de graça vamos partilhando doces
sensações e músicas interiores que assobiam
sinfonias inéditas, para que o tempo nos leve no
rodopio de uma dança inesquecível.
Somos versos, delírio, esperança, suavidade,
nostalgia e sentimentos.
Somos paixão, amor, saudosismo, visão, antídoto,
mistério e palavras.
Somos poetas, carregamos na alma a eterna poesia.

Eloah Westphalen Naschenweng

E quando amanhece assim? Colorido, calmo, fresco, brilhando igual a tudo dentro de mim?
O que dizer desse céu que mais parece meu coração.
Reflexo de pensamentos e sentimento, hoje sem quase confusão.
Aproveitar a manhã, a tarde, a noite, o dia, o mês, o ano, a vida. Aproveitar sem preocupar, esquecer que a hora no relógio avisa que está quase na hora de voltar.
Talvez eu arrisque uns dias a mais para ver o céu me refletir mais uma vez e sonhar um pouco mais.
Como já dizia a canção: "Vamos VIVER os nossos sonhos, temos tão pouco tempo".

Tabata Costa

eu sou uma garota tão sonhadora que mim peguei sonhando sua chegada,tão esperada,mim abraçando,beijando e desfazendo as malas de uma viagem que parecia não ter fim!!
agora sombria eu vejo que tudo passou de um longo sonho que você nunca vai voltar e que eu nunca mais vou poder te tocar por que você se foi pra nunca mais voltar!

suelen passos

Posso parecer jovem demais para falar sobre amor, só que estou aqui para escrever coisas que eu aprendi, com o ele, sobre o ele e coisas que ele me fez aprender sem querer. Uma dessas lições é que o este sentimento literalmente não escolhe idade para chegar de verdade.
Sempre sonhei com histórias de românticas, desde pequena. Por isso nunca disse não pra nenhuma forma de afeto, feminina ou masculina. Infelizmente fui feita para sofrer por homens, meus relacionamentos com mulheres sempre foram bons, mas sempre as deixei por homens, por histórias com eles.
Todos os meus amores foram mais velhos, nunca me encantei por alguém da mesma idade que eu de forma que pudesse falar que era amor, senti atração, gostei do papo ou da personalidade mas nunca os amei.
Ouvi uma vez que amor é só um vez, mas quando a gente está gostando muito de uma pessoa começamos a acreditar que é amor.
Já me apaixonei por homens casados e por caras que namoravam, já fui amante deles e mesmo sem querer estar no lugar de suas mulheres, gostava de estar com eles.
Eu já fiz e tive histórias que hoje eu sinto vergonha, saudade, ódio, graça, tristeza, felicidade, repulsa e o pior... Orgulho!
Senti orgulho por me apaixonar por um canalha, dos melhores. Saudade senti de um amor a distância, mesmo não correspondido. Já senti vergonha de fazer de tudo por outro, mesmo sabendo que ele só me usava. Já senti ódio de me apaixonar por dois ao mesmo tempo. Já me apaixonei pelas risadas, piadas e caretas de um qualquer. Me apaixonei e nessa paixão só sofri e gostava mesmo assim. Senti repulsa em todos eles por ter achado que era amor. Todas as vezes jurei que eram os homens de minha vida. Mesmo chorando todas as noites, ao ver eles eu sorria.
Quis fugir com cada um deles, mas nunca pensei em me casar, em ter filhos, em ter uma família. Estranho não é?
Me apaixonei por 2 horas, 8 dias, 1 semana, 6 meses, 1 ano, 4 anos... Então eu conheci ele...
No começo achei que seria como todos os meus outros inúmeros amores. Achei que ele faria comigo o que fizeram tantas vezes. Achei que ele seria como todos os outros, mas não.
Ele foi o primeiro a me fazer pensar em um "para sempre", pensar em filhos, em casamento, em família. Foi o primeiro a me amar e a lutar por mim. Foi o primeiro que não me fez ter que imaginar motivos pra amá-lo, ele simplesmente era todo o motivo.
Ele sorrio pra mim e me perguntou onde eu morava. Me fez sentir pela primeira vez amor sem perceber. Eu já não queria gostar de mais ninguém quando ele surgiu na minha vida. Quando ele me descobriu. E quando eu descobri que o amava, era tarde demais. Mas eu fiz por ele e pelo nosso amor a mesma coisa que ele fez, fui atrás.
Ele mexeu comigo, me mudo, me viciou nele. O problema é que eu amei ele bem mais que á mim. Fiz dele parte da minha vida, minha vida, meu sangue e meu coração.
Eu faço por ele o que ele me permite fazer. E ele faz por mim e comigo tudo o que ele quer. Eu deixo e deixaria de novo.

Amanda Bissi