Textos de Saudades de que Ja Morreu Mae

Cerca de 9353 textos de Saudades de que Ja Morreu Mae

Grande Edgar



Já deve ter acontecido com você.

- Não está se lembrando de mim?

Você não está se lembrando dele. Procura, freneticamente, em todas as fichas armazenadas na memória o rosto dele e o nome correspondente, e não encontra. E não há tempo para procurar no arquivo desativado. Ele está ali, na sua frente, sorrindo, os olhos iluminados, antecipando a sua resposta. Lembra ou não lembra?

Neste ponto, você tem uma escolha. Há três caminhos a seguir.

Um, o curto, grosso e sincero.

- Não.

Você não está se lembrando dele e não tem por que esconder isso. O “Não” seco pode até insinuar uma reprimenda à pergunta. Não se faz uma pergunta assim, potencialmente embaraçosa, a ninguém, meu caro. Pelo menos não entre pessoas educadas. Você devia ter vergonha. Não me lembro de você e mesmo que lembrasse não diria. Passe bem.

Outro caminho, menos honesto mas igualmente razoável, é o da dissimulação.

- Não me diga. Você é o... o...

“Não me diga”, no caso, quer dizer “Me diga, me diga”. Você conta com a piedade dele e sabe que cedo ou tarde ele se identificará, para acabar com a sua agonia. Ou você pode dizer algo como:

- Desculpe deve ser a velhice, mas...

Este também é um apelo à piedade. Significa “Não torture um pobre desmemoriado, diga logo quem você é!” É uma maneira simpática de dizer que você não tem a menor idéia de quem ele é, mas que isso não se deve à insignificância dele e sim a uma deficiência de neurônios sua.

E há o terceiro caminho. O menos racional e recomendável. O que leva à tragédia e à ruína. E o que, naturalmente, você escolhe.

- Claro que estou me lembrando de você!

Você não quer magoá-lo, é isso. Há provas estatísticas que o desejo de não magoar os outros está na origem da maioria dos desastres sociais, mas você não quer que ele pense que passou pela sua vida sem deixar um vestígio sequer. E, mesmo, depois de dizer a frase não há como recuar. Você pulou no abismo. Seja o que Deus quiser. Você ainda arremata:

- Há quanto tempo!

Agora tudo dependerá da reação dele. Se for um calhorda, ele o desafiará.

- Então me diga quem eu sou.

Neste caso você não tem outra saída senão simular um ataque cardíaco e esperar, falsamente desacordado, que a ambulância venha salvá-lo. Mas ele pode ser misericordioso e dizer apenas:

- Pois é.

Ou:

- Bota tempo nisso.

Você ganhou tempo para pesquisar melhor a memória. Quem é esse cara, meu Deus? Enquanto resgata caixotes com fichas antigas do meio da poeira e das teias de aranha do fundo do cérebro, o mantém à distância com frases neutras como “jabs” verbais.

- Como cê tem passado?

- Bem, bem.

- Parece mentira.

- Puxa.

(Um colega da escola. Do serviço militar. Será um parente? Quem é esse cara, meu Deus?)

Ele está falando:

- Pensei que você não fosse me reconhecer...

- O que é isso?!

- Não, porque a gente às vezes se decepciona com as pessoas.

- E eu ia esquecer você? Logo você?

- As pessoas mudam. Sei lá.

- Que idéia!

(É o Ademar! Não, o Ademar já morreu. Você foi ao enterro dele. O... o... como era o nome dele? Tinha uma perna mecânica. Rezende! Mas como saber se ele tem uma perna mecânica? Você pode chutá-lo, amigavelmente. E se chutar a perna boa? Chuta as duas. “Que bom encontrar você!” e paf, chuta uma perna. “Que saudade!” e paf, chuta a outra. Quem é esse cara?)

- É incrível como a gente perde contato.

- É mesmo.

Uma tentativa. É um lance arriscado, mas nesses momentos deve-se ser audacioso.

- Cê tem visto alguém da velha turma?

- Só o Pontes.

- Velho Pontes!

(Pontes. Você conhece algum Pontes? Pelo menos agora tem um nome com o qual trabalhar. Uma segunda ficha para localizar no sótão. Pontes, Pontes...)

- Lembra do Croarê?

- Claro!

- Esse eu também encontro, às vezes, no tiro ao alvo.

- Velho Croarê!

(Croarê. Tiro ao alvo. Você não conhece nenhum Croarê e nunca fez tiro ao alvo. É inútil. As pistas não estão ajudando. Você decide esquecer toda a cautela e partir para um lance decisivo. Um lance de desespero. O último, antes de apelar para o enfarte.)

- Rezende...

- Quem?

Não é ele. Pelo menos isso está esclarecido.

- Não tinha um Rezende na turma?

- Não me lembro.

- Devo estar confundindo.

Silêncio. Você sente que está prestes a ser desmascarado.

- Sabe que a Ritinha casou?

- Não!

- Casou.

- Com quem?

- Acho que você não conheceu. O Bituca.

Você abandonou todos os escrúpulos. Ao diabo com a cautela. Já que o vexame é inevitável, que ele seja total, arrasador. Você está tomado por uma espécie de euforia terminal. De delírio do abismo. Como que não conhece o Bituca?

- Claro que conheci! Velho Bituca...

- Pois casaram...

É a sua chance. É a saída. Você passa ao ataque.

- E não me avisaram nada?!

- Bem...

- Não. Espera um pouquinho. Todas essas coisas acontecendo, a Ritinha casando com o Bituca, o Croarê dando tiro, e ninguém me avisa nada?!

- É que a gente perdeu contato e...

- Mas o meu nome está na lista, meu querido. Era só dar um telefonema. Mandar um convite.

- É...

- E você ainda achava que eu não ia reconhecer você. Vocês é que esqueceram de mim!

- Desculpe, Edgar. É que...

- Não desculpo não. Você tem razão. As pessoas mudam...

(Edgar. Ele chamou você de Edgar. Você não se chama Edgar. Ele confundiu você com outro. Ele também não tem a mínima idéia de quem você é. O melhor é acabar logo com isso. Aproveitar que ele está na defensiva. Olhar o relógio e fazer cara de “Já?!”)

- Tenho que ir. Olha, foi bom ver você, viu?

- Certo, Edgar. E desculpe, hein?

- O que é isso? Precisamos nos ver mais seguido.

- Isso.

- Reunir a velha turma.

- Certo.

- E olha, quando falar com a Ritinha e o Mutuca...

- Bituca.

- E o Bituca, diz que eu mandei um beijo. Tchau, hein?

- Tchau, Edgar!

Ao se afastar, você ainda ouve, satisfeito, ele dizer “Grande Edgar”. Mas jura que é a última vez que fará isso. Na próxima vez que alguém lhe perguntar “Você está me reconhecendo?” não dirá nem não. Sairá correndo.


Este texto está nos livros As mentiras que os homens contam, Comédias da vida privada e O suicida e O computador.

Luis Fernando Veríssimo

Amiga,minha melhor amiga, deixa eu te contar...
Não sei tudo sobre a vida, mas o que já vivi me fez ter a certeza do quanto ela tem sido especial. E você ajudou a torna-la assim.
Quantas vezes seu sorriso foi a alegria na minha dor. Quantas vezes eu chorei de saudades, e você foi a responsável pelo sentimento de achar que eu morreria por causa dela. Quantas vezes eu arrumei desculpas só para ouvir sua voz pelo telefone. Sem contar as inúmeras vezes que eu provoquei discurssões só para ouvir que eu era sua melhor amiga. Quantas vezes o seu abraço substituiu palavras. Nas nossas brincadeiras eu lembrei de como era bom ser criança. Viajei nas suas histórias e construimos novas. Realizamos coisas difíceis e sonhamos sonhos quase impossíveis. Quantas vezes chorei com suas lágrimas, e aprendi que quem perdoa vive melhor. Nos seus defeitos aprendi a ter ainda mais paciência e nas suas virtudes aprendi o melhor!
Essa é a vida, não devemos ter medo de viver e se entregar a novas amizades, so vivendo é que veremos se valeu a pena ou não, mas viva, os acertos vem com erros,
e nem sempre o acerto dependerá do erro. Hoje amiga, vejo que você foi um acerto certeiro,mas já imaginou se eu não tivesse arriscado e não ter me entregado a nossa amizade?! Certamente hoje, eu não poderia suspirar de alegria e dizer que valeu a pena!
Valeu apena amiga ter arriscado, você valeu a pena!

Adriana Brazil

Entre os “jás“ da vida...

Já chorei sem motivo, já ri pra não chorar,já sorri sem vontade para os outros não desanimar.
Já fui decepcionada ,já decepcionei. (aprendi a não esperar nada dos outros ,porque são pessoas e falham e muitas vezes não correspondem às expectativas,porque pessoas são para serem tocadas e não se esperar ser tocada por elas).
Já me decepcionei comigo mesmo e acredite...é pior do que se decepcionar com o mundo inteiro.
Já desisti sem tentar,já alcancei e não quis, já lutei e não consegui!
Já agi por impulso, já não agi por pensar demais...
Já me importei com quem nem me enxergava, já não liguei pra quem sempre me quis bem.
Já troquei o melhor pelo o que me fazia bem,já fiz escolhas erradas.
Já perdoei quem não merecia, já recebi perdão sem pedi-lo, já perdi perdão e não fui perdoada.
Já ofendi quem não merecia, já fui ofendida por quem amava demais.
Já perdi pessoas queridas, já quis pessoas perdidas...
Já parei para admirar a tão linda natureza, já fui muito ingrata com Deus!
Já passei momentos únicos sem fazer nada, já fiz momentos únicos parecerem nada.
Já me surpreendi com as pessoas, já surpreendi as pessoas e já me surpreendi comigo mesmo.
Já andei errando, já andei errado, pensando que estava a um passo de acertar.
Já me entristeci com alguns fatos mesmo olhando para o lado bom de todos eles.
Já fiz amigos e já os fiz ser meus também.
Já apoiei quem não merecia, já mereci não ser apoiada.
Já fiz o bem para não me sentir mal, já fiz o mal para alcançar algum bem...
Já esqueci para não chorar, já chorei pra esquecer.
Já sonhei alto e consegui, já sonhei pequeno e me frustrei...
Já amei e não fui amada, já fui amada e não amei, já amei e fui amada mas desisti porque me decepcionei.
Já desprezei atos aplausíveis e já dei ênfase a coisas insignificantes...
Com isso tudo eu já aprendi uma coisa...que no auge dos meus acertos, eu me enchi de amor e na mais profunda miséria dos meus erros,eu me esvaí dele

Thalita Gama

Você já se perguntou se somos nós que fazemos os momentos em nossas vidas ou se são os momentos da nossa vida nos fazem?
Se você pudesse voltar no tempo e mudar apenas uma coisa na sua vida, você mudaria??.. E se mudasse, será essa mudança tornaria a sua vida melhor!? Ou será que ela acabaria partindo o seu coração?!? Ou partindo o coração de outro..?!? Será que você escolheria um caminho totalmente diferente? Ou você só mudaria uma única coisa? Um único momento? Um momento que você sempre quis ter de volta..

One Tree Hill

Já lhe disseram alguma vez que você é uma pessoa muito especial?
O seu carinho é tão contagiante que se eu estiver me sentindo triste
suas mensagens sempre conseguem me alegrar.
Já lhe disseram alguma vez o quanto sua presença é importante
para muitos e principalmente para mim?
Só o fato de você existir já é motivo de alegria
Você é uma pessoa muito especial
e sua amizade é muito importante para mim.
Adoro você!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Olimpya Ferraz

Problemas?

I

Começa perguntando a ti mesmo se já não é hora de tomar decisões. Se já não tens suficiente experiência para saber o que te perturba, e qual a melhor maneira de resolver problemas. Garanto que teus problemas, se já ais de ler o que ti escrevo, estão bem longe de se constituir um sofrimento de uma criança Africana.

Pergunta a ti mesmo, se o teu problema é somente teu, ou se o é de uma outra pessoa, e pergunta por que o tempo, somente ele, cura; se já não dói muito, viver pouco na doença.

E no ontem, e também hoje, sempre erramos na culpa dos outros, não é verdade?

Deveríamos agir com força. E ser forte, é também ser verdadeiro; e sorrir sempre para os amigos, que estão ao teu lado; e que, sabendo que cada um o ama a sua maneira própria, haverão de magoar-te, como quem pisa num galho sem o ver.

Não condene a vida feliz, por um minuto de infelicidade.

Julgue melhor a ti, do que aos outros. E encontrarás a verdade dos teus problemas, na maioria das vezes, em tua própria lama; suja com lágrimas da ignorância.

II

Fazer de nós, a outra pessoa, não é uma aconselhável atitude; ainda mais quando somos confusos; - confundimos aqueles em que deveríamos confiar. E nos tornamos dois, uma única confusão, ainda maior.

III

Nos momentos de silêncio, ouça a voz do coração.
Nos momentos de alegria, não ria tanto, enquanto o outro chora; lembre-se disto.
E que no mundo, a vida é passageira; todos sabem. E preferem saber disso, equivocando-se, brigando.
Um minuto pode muito bem trair o carinho de amor, que temos por outra pessoa. Mas pergunta a ti mesmo se nunca fostes incauta? Se nunca fostes leviana? Se nunca errastes e quisestes mudar?
Assim, entenderás que nem tudo deve se observar do nosso lado; não deveríamos ser tão egoístas assim; querendo travesseiro e o lençol somente pra nós, enquanto o outro treme de frio.

IV

É bem verdade que fomos mal acostumados. E quando na juventude, o entrave bate a porta, procuramos o colo para deitar. E aprendemos a nos acovardar, temendo nos molhar numa tempestade que já desabou. E fechar os olhos para os problemas e as calamidades nunca foi uma boa solução. E fechar os olhos quando estamos na chuva, não diminui o molhado da roupa.

V

Julgar o outro pelo passado tenebroso; prova que és cauteloso. Embora extrema cautela seja traquina armadilha do diabo; caímos quando nos afastamos do Leão, para morrer na queda pelo Abismo.

VI

Se for possível, chore. Não deixe as lágrimas secarem no coração; encardida já é demais a vida!

VII

Uma roupa, um perfume, traz lembranças tristes; é de suma importância vestir a vida de roupas novas e perfumes límpidos; prontos pra tachar a vida de luzes mais belas e destinos mais sublimes.

VIII

Nunca pense três vezes numa mesma solução inválida. Tal atitude traz a idéia de que fracassamos sempre ao tentar sobrepujar empecilhos. E saiba que cada problema traz consigo a solução, que para cada pergunta existe uma resposta, e saiba que, se de um lado já fora feito algo de bom, talvez seja a hora de tu, fazerdes tua parte.

Henrique de Shivas

Você já se perguntou se somos nós que fazemos os momentos em nossas vidas ou se são os momentos da nossa vida nos fazem?
Se você pudesse voltar no tempo e mudar apenas uma coisa na sua vida, você mudaria? E se mudasse, será essa mudança tornaria a sua vida melhor? Ou será que ela acabaria partindo o seu coração? Ou partindo o coração de outro? Será que você escolheria um caminho totalmente diferente? Ou você só mudaria uma única coisa? Um único momento? Um momento que você sempre quis ter de volta.

One Tree Hill

ETERNO FIM
Não se pode matar quem já estar morto!
Mas você me matou,
a cada lembrança perdida, promessa esquecida
vocÊ me matará mais!!
Seríamos um casal perfeito, e daí?
Quem disse que o perfeito seria o duradouro?
Mas quem disse que o duradouro será o eterno?
Minha cabeça é um inferno, do qual a tortura é meu amor
todas as noites eu choro, pelas lembranças que sinto
por uma paixão que não se consumiu,
e que o tempo não pode apagar
Sigo Minha sombra, pois ela guia minha alma
Pelo caminho da condenação
Meu coração chora,
já que meu amor, triste e infindável
Permanecerá solitário
nesse, nosso eterno fim ..para sempre...........

Aminadá

Eu tenho sono e já não posso mais dormir. Eu tenho ânsia, não consigo mais comer. Eu tenho medo e já não quero mais.
Meus pés perderam a função básica de equilibrar meu corpo na minha existência. Não diria que a culpa é física porque fui em quem sobrecarreguei minha mente e me tornei incapaz de responder sobriamente por um "tudo bem?". Isso pesa. É pesado saber que não está nada bem.
Eu percebo no espelho que meu sorriso não chega aos olhos. Eu posso enganar a todos, posso até me enganar. Mas é de noite que eu me revelo como sou: sozinha.

Verônica H.

Nova Poesia - 23/01/2008
Autor: Eu mesmo


JÁ TE AMEI
MAS DE TANTO AMAR
TRANSFORMEI AMOR
EM AMIZADE

PRA NÃO TE PERDER
E SEMPRE PODER TE TER
VIVEREI CALADO
ESSE MEU CHAMADO
AMAR E NÃO
ESPERAR SER AMADO

HOJE APENAS SOU
O QUE SEMPRE
VOCÊ DESEJOU

E MESMO SEM QUERER
VOCÊ ME CONQUISTOU
E DESPERDIÇOU

GEORGE AUGUSTO

Aquele que cede ante ao obstáculo, que desiste diante da dificuldade já perdeu a batalha sem a ter enfrentado. Não raro, o obstáculo e a dificuldade são mais aparentes que reais, mais ameaçadores do que impeditivos. Só se pode avaliar após o enfrentamento. Ademais, cada vitória conseguida se torna aprimoramento da forma de vencer e cada derrota ensina a maneira como não se deve tentar a luta. Essa conquista é proporcionada mediante o esforço de prosseguir sem desfalecimento e insistir após cada pequeno ou grande insucesso. O objetivo deve ser conquistado, e, para tanto, a coragem do esforço contínuo é indispensável.
Muitas vezes será necessário parar para refletir, recuar para renovar forças e avançar sempre. É uma salutar estratégia aquela que faculta perder agora o que é de pequena monta para ganhar resultados permanentes e de valor expressivo depois.

Joanna de Angelis

A vida está feita à nossa medida e nada acontece por acaso. Já te aconteceu olhares para alguém pela primeira vez e sentires algo estranho, uma vontade de falar com essa pessoa, saber porque é que com um simples olhar ela mexeu tanto contigo? Quem é essa pessoa? Porque te toca assim na alma? Será amor à primeira vista? Não, isso só acontece nos contos infantis que eu lia e gostava tanto. Ficava horas a sonhar com a vida perfeita que era relatada para as crianças.
Mas a realidade...
A realidade é mais dura mas para quem não lhe conta uma anedota. É preciso saber levar a vida.
Há determinado tipo de situações que deves ter em conta:
Duvida se alguém te prometer a lua, acredita se te prometer um sorriso;
Duvida se alguém te disser que te adora, mas acredita se o mostrar;
Duvida se alguém te disser que sente saudades, acredita se fizer tudo para as diminuir contigo;
Duvida do amor à primeira vista mas acredita que ele existe e que pode aparecer a qualquer altura, em qualquer lugar, a qualquer hora e de quem menos esperas, mas vive o momento intensamente pois é como o fogo enquanto tem lenha não pára da arder.

Aproveita a vida pois esta é apenas umas férias que a morte nos concede.

hanokas

A menina que talvez já tenha acreditado em pessoas perfeitas, momentos perfeitos, que já ouviu de muitas pessoas o que não queria, que já fez muita coisa que não deveria.
Uma menina que já errou muito, que perdou bastante;
Uma menina que ganhou e conquistou o mundo, mas que em certos momentos não soube aproveitar e acabou perdendo uma parte disso;
Uma menina que agir, sabe amar, que sempre espera das coisas algo positivo;
Uma menina que já chorou muito, que já riu bastante, que já pulou, que já contou várias piadas sem graça apenas para ver um amigo sorrir;
Uma menina que aos poucos está apredendo a viver, a amar e ser feliz!

Nattany Argélia

· "Mas quem é que sabe como? Viver... o senhor já sabe: viver é etcétera..."
· "O homem nasceu para aprender, aprender tanto quanto a vida lhe permita."
· "Saudade é ser, depois de ter."
· "Eu não sei quase nada, mas desconfio de muita coisa".
· "O amor é sede depois de se ter bem bebido."
· "Esperar é reconhecer-se incompleto."
· "A colheita é comum, mas o capinar é sozinho.
· "Amor é futuro à vista."
· "Cada palavra é, segundo a sua essência, um poema."
· "Infelicidade é questão de prefixo."
· "Na vida, o que aprendemos mesmo é a sempre fazer maiores perguntas."
· "O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem."
· "Pãos ou pães é questão de opiniães."
· "Quando escrevo, repito o que já vivi antes. E para estas duas vidas, um léxico só não é suficiente. Em outras palavras, gostaria de ser um crocodilo vivendo no rio São Francisco. Gostaria de ser um crocodilo porque amo grandes rios, pois são profundos como a alma de um homem. Na superfície são muitos vivazes e claros, mas nas profundezas são tranquilos e escuros como o sofrimento dos homens."
· "As pessoas nao morrem, ficam encantada"
· "Qualquer amor é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura."
· "Ah, não; amigo, para mim, é diferente. Não é um ajuste de um dar serviço ao outro, e receber, e saírem por este mundo, barganhando ajudas, ainda que sendo com o fazer a injustiça dos demais. Amigo, para mim, é só isto: é a pessoa com quem a gente gosta de conversar, do igual o igual, desarmado. O de que um tira prazer de estar próximo. Só isto, quase; e os todos sacrifícios. Ou - amigo - é que a gente seja, mas sem precisar de saber o por quê é que é."

Guimarães Rosa

Carpe Diem

Chega um dia em que tudo acabou,
Você já realizou metas,
Chorou, sorriu,
Batalhou, brilhou,
Obteve sucesso, fracassou,
Deu a volta por cima,
Viveu...
Nada mais parece satisfazer o desejo de novos desafios,
Novas conquistas,
Chega um dia em que nada mais parece ter graça,
Então você deita desapontado,
Encosta a cabeça no travesseiro,
E só então percebe que, o que foi feito não é nada,
E o que você ainda tem pela frente é grandioso, ousado,
Que você ainda tem muito a conquistar,
E que o tempo que lhe resta é curto demais para que você fique parado,
E no fim o que importa é aproveitar o dia, cada instante,
E que de nada terá adiantado o que já foi vivido, se não viver o hoje...
Portanto,
Viva, faça o que tiver que fazer,
Quantas vezes for possível,
Sem se preocupar,
E o que importa é o que acontecera daqui em diante,
Nada mais...
Viva a vida enquanto pode e ache motivos para ser feliz,
Motivos existem, basta querer enxergá-los...

M.menengoti

Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão...
Que tal falarmos do que não é amor?
Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor.
É carência.

Se você tem ciúme, insegurança
e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado,
mesmo sabendo que não é amado,
e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros,
que lhe parecem todos rivais, isso não é amor.
É falta de amor próprio.

Se você acredita que "ruim com ela(e), pior sem ela(e) ",
e sua vida fica vazia sem essa pessoa;
não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento
que já acabou só porque não tem vida própria -
existe em função do outro - isso não é amor.
É dependência.

Se você acha que o ser amado lhe pertence;
sente-se dono(a) e senhor (a) de sua vida e de seu corpo;
não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas,
só para afirmar seu domínio, isso não é amor.
É egoísmo.

Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente;
prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa,
porém sente algum prazer em estar ao lado dela,isso não é amor.
É amizade.

Se vocês discutem por qualquer motivo;
morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa;
nem sempre fazem os mesmos planos;
discordam em diversas situações;
não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor.
É desejo.

Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso;
sua temperatura sobe e desce vertiginosamente,
apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor.
É paixão.

Agora, sabendo o que não é amor,
fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e
procurar resolver a situação.
Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e
desejo; que sinta o mesmo por você,
para que possam construir um relacionamento
equilibrado no qual haja, aí sim,
este é o verdadeiro e eterno amor.

Augusto Schimanski

"Quando já não há pelo que lutar, não há nada a fazer a não ser desistir.
Quando as decepções são tão fortes, já não se consegue acreditar.
Quando lembranças atormentam, não há como fugir.
Quando não se chega aonde se deseja, não há como não desanimar.
Fingir alegria é fácil, mas só à noite em seu quarto você sabe porquê chora.
Você pode fazer mil esforços para ser compreendido, mas no fundo só você consegue se entender exatamente.
Só você conhece os seus traumas e os seus medos.
Só você sabe pelo que já passou.
Mas a solidão é inerente ao ser humano, por mais que muitos a neguem.
O problema maior é quando você não consegue saber se Deus ainda te ouve.
É quando sorrir se torna apenas o caminho mais fácil para não precisar explicar a ninguém o que nem você entende.
É quando o ânimo já se predeu e o futuro parece distante demais.
É quando você já não sabe se acredita em você."

Autor desconhecido

Motivado pela simplicidade, o poeta já dizia que simplicidade é querer uma coisa só, e que solução pra vida é quando temos a coragem de dizer: "eu queria o simplesmente"... é ser capaz de reconhecer o único e necessário bem que nós pertencemos, geralmente quem quer muita coisa não quer nada, geralmente quem diz que ama muitas pessoas não ama ninguem, por isso o discurso da simplicidade é um caminho seguro, muitas vezes queremos muitas coisas e no ato de querer o muito acabamos nos despredendo de nós mesmos, porque querer muito é esquecer quem somos, eu sou a simplicidade, uma estrutura que depende de um único querer, no momento que nos preocupamos daquilo que é unico, a vida segue com sabedoria, é o mesmo que querer escrever mil cartas ao mesmo tempo, você nao tem condições de transcrever várias cartas, como não é possivel percorrer mil quilometros se a gente não der o primeiro passo, é tão fácil dizer que a vida e complicada demais, a vida não é complicada, a gente que complica no momento em que queremos muito, talvez hoje o pior erro tenha sido querer cuidar de todos e acabou não cuidando de ninguém, porque no momento em que a gente multiplica o nosso querer, a gente perde a capacidade de dividir, e as vezes o que a vida pede de nós é a simplicidade, não tem muito o que fazer, o que buscar, e descobrimos isso no momento em que a morte encosta em nós, alguém está morrendo perto de nós, ou a gente está morrendo...

A gente descobre que aquilo que faziamos antes a gente já não pode mais fazer, não temos mais forças para fazer o que faziamos antes, quando se é crianca chora-se de fome, ou de sede, é a vida simples acontecendo, e quando vamos crescendo vamos multiplicando nossas necessidades e deixamos de reconhecer o que é importante agora, e ai precisamos descobrir uma forma sem esbarrar na morte, de todos os dias ser capaz da simplicidade que hj precisa viver, aprendendo isso hj pode-se corrigir a vida, o que é que vc precisa fazer hoje pra que se possa descobrir o valor de uma vida simples, simplicidade é querer uma coisa só, qdo alguem esta morrendo ao nosso lado a gente cancela a agenda da gente, deixa tudo de lado, nao há compromisso que nao possa ser cancelado, pq o essencial é estar ao lado de quem amamos, que esse aprendizado chegue a nos antes que pessoas precisem morrem pra nos conscientizarmos, sabedoria é estar ao lado, ser simples, e nao se perder em mtos quereres.

Pe. Fábio de Melo

Solitate

Esse idiotismo português assaz doloroso pra mim...
Já ouvira falar de sua companhia, mas a pouco conheci pessoalmente.
Seu conceito parece simples, explicável... Entretanto meu coração não compreende como é possível suportar...
Seria pouco dizer que saudade é nostalgia, vai além de sentir falta de alguém...

Saudade é sentir-se inebriado pela expectativa de um reencontro
É recordar com os olhos marejados de emoção daquele primeiro beijo...
É sonhar acordada, é ler, cantar, poetizar... É assistir filmes de amor, admirar casais enamorados...
É suspirar ao esplendor das lembranças que são apenas de nós dois...
Saudade é escrever seu nome incontáveis vezes num papel e circular com um coração apaixonado...
É parar no tempo e ver o tempo parar ao imaginar novamente seus abraços...
Saudade é esperar ansiosamente para ouvir sua voz num próximo telefonema e sorrir com você e sorrir de nós...
É falar aos amigos sobre você até não agüentarem mais...

Saudade é pedir as borboletas em tom desesperado que me leve em suas asas para encontrar-te. É falar pra esperança não esmorecer caso elas, as borboletas, digam que terei de esperar a chegada do verão...
Saudade é pedir licença ao arrebol para juntos começarmos o dia pensando em você...

Saudade não é dor por você estar longe, é a aflição por não tê-lo por perto...
Saudade é querer gritar com toda força, pra quem quiser ouvir: Amor, cadê você?

Saudade é pedir a Deus que abrevie o tempo...

A saudade não me para... Ela acalenta a vontade de dizer te amo!

Deborah Kênia de Castro

NÃO PERCA...

Não perca a esperança.
Há milhões de pessoas aguardando os recursos de que você já dispõe.
Não perca o bom humor.
Em qualquer acesso de irritação, há sempre um suicidiozinho no campo de suas forças.
Não perca a tolerância.
É muita gente a tolerar você naquilo que você ainda tem de indesejavél.
Não perca a serenidade.
O problema pode não ser tão dificíl quanto você pensa.
Não perca a humildade.
Além da planicie, surge a montanha, e depois da montanha aparece o horizonte infinito.
Não perca o estudo.
A propría morte é uma lição.
Não perca a oportunidade de servir aos semelhantes.
Hoje ou amanhã, você precisará do concurso alheio.
Não perca tempo.
Os dias voltam, mais os minutos serão outros.
Não perca a paciência.
Recorde a paciência inesgotavél de DEUS.

Andre Luiz- Chico Xavier