Textos de Luto

Cerca de 131 textos de Luto

Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer
nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,
para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida.

Paulo Coelho

A UMA PASSANTE

A rua, em torno, era ensurdecedora vaia.
Toda de luto, alta e sutil, dor majestosa,
Uma mulher passou, com sua mão vaidosa
Erguendo e balançando a barra alva da saia;

Pernas de estátua, era fidalga, ágil e fina.
Eu bebia, como um basbaque extravagante,
No tempestuoso céu do seu olhar distante,
A doçura que encanta e o prazer que assassina.

Brilho... e a noite depois! - Fugitiva beldade
De um olhar que me fez nascer segunda vez,
Não mais te hei de rever senão na eternidade?

Longe daqui! tarde demais! nunca talvez!
Pois não sabes de mim, não sei que fim levaste,
Tu que eu teria amado, ó tu que o adivinhaste!

Charles Baudelaire

Estremeço de prazer por entre a novidade de usar palavras que formam intenso matagal. Luto por conquistar mais profundamente a minha liberdade de sensações e pensamentos, sem nenhum sentido utilitário: sou sozinha, eu e minha liberdade.
É tamanha a liberdade que pode escandalizar um primitivo, mas sei que não te escandalizas com a plenitude que consigo e que é sem fronteiras perceptíveis.
Esta minha capacidade de viver o que é redondo e amplo - cerco-me por plantas carnívoras e animais legendários, tudo banhado pela tosca e esquerda luz de um sexo mítico.
Vou adiante de modo intuitivo e sem procurar uma idéia: sou orgânica. E não me indago sobre os meus motivos. Mergulho na quase dor de uma intensa alegria – e para me enfeitar nascem entre os meus cabelos folhas e ramagens.

Clarice Lispector

"Os estágios da morte:

01)-Negação e Isolamento: "Isso não pode estar acontecendo."

02)-Cólera (Raiva): "Por que eu? Não é justo."

03)-Negociação: "Me deixe viver apenas até meus filhos crescerem."

04)-Depressão: "Estou tão triste. Por que me preocupar com qualquer coisa?"

05)-Aceitação: "Tudo vai acabar bem."

Elizabeth Kubler-Ross - Os Cinco Estágios do Luto

Eu quero saber quem inventou a dor
Eu quero saber quem inventou o luto
Eu quero saber se o mesmo não tinha gente
Gente que abraça, afaga, compartilha e brinca
Gente que protege, ama, se doa
Gente como a gente
Gente que nos fez gente
Eu só quero saber...
Quem foi essa gente que diz que sente?
Eu só quero saber, se vai existir o reencontro da minha gente em algum momento, isto meu bem, seria tangente.

Wana Karen Cristine B de Moraes

Na vida, temos que viver os bons momentos e um deles foi ter conhecido vc.
Luto contra a saudade todos os dias...
Choro e sofro demais com a sua ausência...
Mais a vida continua e tambem tenho que continuar...
As vezes tento entender pq o que mais queremos, não acontece...
Pq o que desejamos, não temos...
Pq amamos tanto e nem sabemos o pq...
O que mais me entristece, é não entender o que realmente acontece...
O teu silêncio apagam as minhas esperanças...
Ontem eu o tinha tão presente...
Tão envolvido... tão meu...
E hj só me restam as lembranças.
Eu só queria saber o que vc realmente sente...
O que realmente deseja...
O que realmente quer.
Olhe nos meus olhos e me diga o que vc quer de mim...
O que somos um para o outro...
Se me desejas ou não...
Se o teu medo é me magoar...
Saiba que a maior magoa é qnd não sabemos a intensidade do amor oposto.
Não esconda o teu sentimento...
Se ele é real, deixe-o a mostra...
Entregue-o naturalmente...
Vem... me ame intensamente, assim como eu o amo...
Vem... me tenha, pois sou eternamente tua.
Vem para mim...
Se entregue...
Não tenha medo...
Eu só quero te amar.
Te amar jamais como alguém o amou...
Te amar a todo instante...
Te amar em todos os momentos...
Ser na sua vida, a realização dos seus sonhos...
Ser a única e ser eterna...
Tudo pq eu te amo e preciso de vc junto a mim...
Preciso do seu carinho...
Da sua atenção...
Mas preciso do amor sincero...
Do toque especial...
Da paixão intensa...
Mas que todos esses atos sejam verdadeiros.
Mas se vc não tem este sentimento por mim, então não alimente meus sonhos, não me dê esperanças...
Seja sincero e respeite o que eu sinto por vc!
Irei sofrer, chorar, lamentar o fim...
Mas a sua sinceridade é o que importa...
E seguirei sem magoas, pq ninguém é de ninguém...
Me dá um sinal e diz o que eu devo fazer e o que posso esperar deste amor...
Que caminho devo seguir...
Se saberei ou não para onde ir...

Thais S.G

Aqui, na Terra, a fome continua,
A miséria, o luto, e outra vez a fome.

Acendemos cigarros em fogos de napalme
E dizemos amor sem saber o que seja.
Mas fizemos de ti a prova da riqueza,
E também da pobreza, e da fome outra vez.
E pusemos em ti sei lá bem que desejo
De mais alto que nós, e melhor e mais puro.

No jornal, de olhos tensos, soletramos
As vertigens do espaço e maravilhas:
Oceanos salgados que circundam
Ilhas mortas de sede, onde não chove.

Mas o mundo, astronauta, é boa mesa
Onde come, brincando, só a fome,
Só a fome, astronauta, só a fome,
E são brinquedos as bombas de napalme.

José Saramago - Os Poemas Possíveis

Luto deve ser algo que todos temos em comum, mas parece diferente em todos. Não é só pela morte que temos que sofrer. É pela vida. Pelas perdas. Pelas mudanças. E quando imaginamos porque algumas vezes é tão ruim, porque dói tanto... temos que nos lembrar que pode mudar instantaneamente. Quando dói tanto que não se pode respirar, é assim que você sobrevive. Lembrando-se que um dia, de alguma forma, impossivelmente, não se sentirá mais assim. Não vai doer tanto. O luto vem em seu próprio tempo para todos. À sua própria maneira. O melhor que podemos fazer, o melhor que qualquer um pode fazer, é tentar ser honesto. A parte ruim, a pior parte do luto, é que não se pode controlá-lo. O melhor que podemos fazer é tentar nos permitir senti-lo, quando ele vem. E deixar pra lá quando podemos. A pior parte é que no momento em que você acha que superou, começa tudo de novo. E sempre, toda vez, ele tira o seu fôlego. Há cinco estágios de luto. São diferentes em todos nós, mas sempre há cinco. Negação. Raiva. Barganha. Depressão. Aceitação.

Grey's Anatomy

Na vida nós temos muitas decepções, ficamos de luto e ficamos em festa, mas nós só temos certeza de uma coisa: Que um dia nós iremos embora desse mundo deixando coisas e pessoas para trás. Por isso e por outras coisas que vc nao deve desperdiçar as oportunidades e nem baixar a cabeça para as dificuldades porque só vc sabe o que vc passou todo esse tempo...

Junior Alves

Parece um sonho

Parece um sonho que ela tenha morrido!
diziam todos...Sua viva imagem,
tinha carne!... E ouvia-se, na aragem,
passar o frêmito do seu vestido...

E era como se ela houvesse partido
e logo fosse regressar de viagem...
- até que em nosso coração dorido
a Dor cravava o seu punhal selvagem!

Mas tua imagem, nosso amor, é agora
menos dos olhos, mais do coração.
Nossa saudade te sorri: não chora...

Mais perto estás de Deus, como um anjo querido.
E ao relembrar-te a gente diz, então:
Parece um sonho que ela tenha vivido!

Mario Quintana

Um vazio tão grande...
Que me parece mentira ser...
Essa dor que o tempo passa e ela me engana dizendo passar...
Ontem fechei meus olhos e por um pouco pensei ser mentira e lhe chamei...
Abri meus olhos e de novo os fechei,ai eu vi a realidade,fria e triste ,uma tristeza sem fim...
Vontade de gritar e sentir sua pele quente,seu sorriso vibrante...
POrque se cobrou tanto o ser " Perfeito?" Porque??
Jamais terei como explicar a dimensão da dor e do sofrer que sinto...
Ouço sua voz,lembro me do tom de sua voz naquele dia,sinto seu cheiro e muitas vezes prefiro mentir a mim mesma que estas a viajar..
Sapeca...Vc me faz falta demais!!

Você faz falta demais a nós!

MariahOl

A teoria nos ensina a viver o luto e até superá-lo, mas na prática tudo fica complicado e saudoso, sofremos, não há opções menos dolorosas, menos traumáticas, menos doídas, nos aprisionamos ao ente querido.
O caixão desceu, areias jogadas em cima, flores, aplausos, homenagens, cartas e desabafos, o melhor enterro fúnebre que posso pagar, mas não conseguimos deixar quem amamos partir.
As perdas são inevitáveis, é o destino certo de todo mundo, a ausência faz sofrer, fica um sentimento de vazio, uma sensação de perigo, os motivos não convencem e começamos a viver de lembranças boas, de apego ao passado, de dolorosas saudades, se já é difícil perder um jogo de tênis, dinheiro, celular, documentos, que dirá perder afetos, perder pessoas amadas, perder a triste experiência de não mais ter.
A morte é passagem, a morte é isso, a morte é aquilo, a morte está longe de ser conceituada, a ausência de vida, o amor que se foi, a esperança de cura que acabou, o luto traz força brotada de dentro, utilizamos a paciência, repousamos com choro e soluços, paralisamos a vontade de viver, a vida fica sem graça, o luto é obrigatório, mas ninguém nos ensinou, aprendemos na marra, deixamos de pertencer a vida do outro que se foi, ganhamos um anjo, uma estrela, um guia.
Luto = Lutar por recomeço

Arcise Câmara

R.I.P. Madiba!

O dia amanheceu em preto e branco
Luto por alguém que perseverou
Paz para aqueles que receberam
Da conquista a liberdade que raiou.

Não foi um amor qualquer que o inspirou
Não foi uma bandeira partidária
Amor tamanho não foi em qualquer lugar que encontrou
Ação muito mais que solidária.

Em luto as vozes se unem entristecidas
Cantam vivas ao Madiba que partiu.
Não mais choram almas empobrecidas
Agora encorajadas pelo exemplo que se viu.

Paz deixada em cada coração
Tentativas de unir o inigualável
Uma luta a passar a toda geração
Que inicia no simples fato de ser amável.

O dia em preto e branco continua
Luto e paz que formam o seu legado
Olhar de amor que se espalha pela rua
Braço estendido a todo necessitado.

(em memória de Nelson Mandela, por ocasião de sua morte, em 05/12/2013)

Angela Natel

Cada vez que perdemos um ente querido, nos voltamos para o mais profundo do nosso interior, e escutamos os gemidos inexplicáveis da nossa alma, em uma classe de dor, que somente o nosso espírito tem o dom de interpretar.
E enquanto as lembranças continuam a escrever as nossas histórias, os que ficamos, viveremos apoiados na esperança, de que algum dia, em algum lugar divino , voltaremos nos encontrar ... Em uma vida incorruptível e eterna.

Mara Chan.

Foi no silêncio que ele nos deixou o maior ensinamento.
Foi no silêncio e infelizmente no fim, que eu pude entender o que ele queria nos dizer.
A vida é bela para nos preocuparmos com coisas desnecessárias. Não é preciso ter uma casa bela, um simples cômodo já me acomoda muito bem.
É no silêncio que aprendi que nós enquanto estamos de passagem nesse mundo, não somos nada, e que não sabemos como e nem quando será o nosso último suspiro.
Foi com meu avô que aprendi a dor da perda. A dor de não poder ter dado o meu último adeus, mas também aprendi que devo valorizar cada segundo que tenho com as pessoas que tanto amo. Não preciso de muito para ser feliz, porque o que mais me satisfaz não tem preço. Porque dizer que se a gente soubesse a hora que iríamos partir, faríamos muitas coisas diferentes? Faça de cada momento o que mais lhe agrada, não faça inimigos, dê valor a quem está conosco, porque podemos dormir e acordar já com Deus. Que lindo foi ver meu avô soltando foguetes e dizendo que chegou bem ao seu novo lar. Ficam agora as boas lembranças. Te amo para todo o meu sempre! E mesmo não podendo te ver, sei que está sempre presente comigo, e com todas as pessoas que te ama, e, que agora, você também intercede por nós. Se eu puder escolher, que eu morra no silêncio de um belo sono. Sua benção olhe sempre por nós e descanse em seu novo lar!

Rafael Guimarães

Pensando em mudar de ares, nadar contra a maré
Entender o sentido da vida, ter um pouco mais de fé
Ir além do horizonte, buscar a minha paz
Se quer ou não vir comigo, agora tanto faz
Sol e Lua são assim, distantes e dependentes sem fim
Todavia há o eclipse... Minha nossa, viu o que eu disse?
Esperança, ultima que morre, porque nos mata primeiro
Cancela! Deve ser a fumaça da vela do luto de mim mesmo.

Allan Barretto

Estou de LUTO sim!!!
Estou sentindo vergonha do meu país, me sinto uma péssima anfitriã, pois não temos aqui nenhum serviço de qualidade para oferecer (gratuitamente) aos irmãos gringos. Afinal, não tem nem para nós... Se eles quiserem coisa boa, vão ter que ter grana pra bancar! Ser bom anfitrião assim é fácil, não?
Dane-se a Copa! Não tenho motivos pra gritar gol, se é que vai ter gol...
Gosto de futebol e tenho orgulho do meu país - geograficamente falando - porque politicamente falando eu tenho é NOJO!
E por respeito ao meu povo sofrido (onde eu me encaixo, porém independente disso), não vou gritar gol, não vou vestir verde e amarelo, e nem tampouco gastar um real a mais para contribuir com esse circo onde os "palhaços" somos nós!
Patriotismo pra mim está muito além de pular numa arquibancada com cara pintada. E engana-se quem pensa que protesto começa nas urnas... Nas verdade ele termina lá, pois o começo dele é deixando de se importar com o que não tem importância, pra ter tempo de dar valor ao que realmente vale.
Sejam bem-vindos, gringos! Mas nos desculpem o transtorno... Estamos em reforma para melhor atendê-los!

Ket Antonio

A morte é agressiva em todas as suas esferas. Seja no acidente que ninguém esperava, seja no ventre da mãe, seja no paciente terminal, seja no cidadão com morte cerebral declarada, seja no inconsequente que vivia brincando com a vida, seja no idoso de quase 100 anos. Não interessa. Ela assola, nos deixa devastados, impotentes, perplexos, nos faz tremer e temer. Afinal quando vai chegar nosso dia? Ou pior: quando vai chegar o dia daqueles que amamos?

Estar em um velório é algo curioso. O morto não é só aquele que está dentro do caixão, imóvel. Morrem também várias pessoas ao redor. Sim, elas respiram, andam, falam, seus corações ainda batem. Mas uma parte... aliás, me arrisco a dizer: uma GRANDE PARTE é enterrada junto com o ente querido. Os sonhos, as risadas, os planos, os abraços, a voz, o aconchego, a alegria. Vai tudo embora. Sorte a nossa que nos restam as lembranças boas, ainda que em certos momentos evitamos até lembrar. Machuca demais.

Sei que nossa esperança é renovada em Jesus. Sei que estamos aqui de passagem, sei que existe um céu e uma vida eterna de alegrias para aqueles que acreditam na salvação em Cristo. Mas sou de carne, osso e emoções. Enquanto estiver aqui na Terra vou sofrer, vou chorar, vou sentir, vou inconformar com a morte.

Sempre que alguém que eu amo morre, uma parte de mim vai junto. E ainda que o tempo passe e novos amores surjam, esse pedaço nunca volta, nunca regenera. Ele se vai pra sempre.

E por enquanto é assim que eu vou vivendo.
Com meus buracos, com meus remendos, com minhas falhas.

Tainah Ferreira

Tive o privilégio de ter um anjo hospedado em meu ventre.
Pena que por tão pouco tempo, pois havia me preparado para uma longa estadia
organizei anos e anos da minha vida, planejei cada segundo dele aqui...
Preparei até uma carta de desculpas para o momento que eu tivesse que partir sem ele
Más somente após o ter recebido, descobri que este anjo só estava de passagem
a fim de me ensinar algo sobre o verdadeiro amor...
Más infelizmente este anjo teve que sair as pressas deixando para trás a conta
de dor e saudade...conta esta que hoje eu pago com lagrimas até os meus últimos dias
quando eu re encontrar meu anjinho.

Suelen Soares Langner

minha Oração como mãe de anjo...

Deus hoje eu desejo um dia melhor...Hoje eu desejo que minha dor seja amenizada, hoje eu desejo que eu sinta vontade de viver...Desejo não sentir tristeza ao ver aquelas que alcançaram o privilégio de ter seus filhos nos braços...Desejo não me entristecer com os positivos de minhas amigas....Desejo não pensar o porque...Desejo não chorar com mensagens lindas ou ao ouvir aquela canção que me faz lembrar das minhas anjinhas...Desejo acender uma esperança de ser mãe novamente, pois o senhor compreende minha falta de fé neste momento...Desejo ter algo de bom para oferecer a minha família, pois o senhor sabe que aqui dentro do meu coração só tenho dor um coração quebrado...Desejo conseguir agradecer pelo meu dia no final dele, Desejo que a mina dor consiga ceder um pouco de espaço a alegria...que sei senhor que jamais voltara ser completa...Não preciso dizer nada pois a sua palavra diz que o único amor que se compara ao seu na terra é o amor de uma mãe...Hoje eu desejo voltar no tempo e amar e amar meu ser que outrora ocupava meu ventre, meu coração, minha cabeça e minha vida...Más sei que isto jamais será possível...Então senhor torne possível que a vontade de viver retorne aos meus dias que ela volte a ser minha companheira...Deus que hoje minha dor seja menor que ontem...Amém.

Suelen Soares Langner