Textos de Lição de Moral

Cerca de 314 textos de Lição de Moral

Comportamento é um modo de expressar o quanto falta se comportar para moral sentimental ser maior que uma etica filosofica presa na politica humanitaria de nossos governantes onde sua moral sentimental é tão pura como embaixo de uma carteira escolar

El comportamiento es una forma de expresar cómo se comportan falta ser sentimental moral más grande que una ética filosófica atrapados en la política humanitaria de nuestro gobierno en su moral sentimental es tan puro como en un escritorio de la escuela

Behavior is a way to express how lack behave to be sentimental moral bigger than a philosophical ethics stuck in humanitarian policy of our government where its sentimental moral is as pure as under a school desk

Eron de Sousa Tavares

La moral es sentimental para los que entienden el sentimiento sentía hacia él y porque su visa tan comunes y no comunes lógica heroica locura y atestiguado por el beso de conocimiento reflejado en remediar el hambre

Moral sentimental são para aqueles que entende o sentimento por sentidos sentido por ele e em razão dele visto de maneira comum e heroicamente incomum a logica e atestado louco pelo beijo do saber espelhado na fome remediada

Morals are sentimental for those who understand the sentiment felt towards him and because his visa so common and uncommon heroically crazy logic and attested by the kiss of knowledge mirrored in hunger remedied

Eron de Sousa Tavares

Não desejo o mal,
só o bem,
faço tudo na moral,
não só o que me convêm,
não me jugo o tal,
mas não sou mané, amém !
Não me trate como débil mental,
que eu te trato bem,
estou sempre em alto astral,
isso me faz bem,
vivo uma paz natural,
tipo a de um neném,
porque você não vive igual,
e para de ser refém.

Leonardo Lopes Silva

A PECADORA

Traição. Palavra pesada. Que pesa por trazer consigo toda uma carga moral, sexual e religiosa culturalmente condenável. Um peso de injustiça nas costas – há quem diga na cabeça – do infeliz e pobre traído. Mas será mesmo que podemos ser desleais com alguma outra pessoa nesse mundo além de nós mesmos?
Nesses termos, preciso confessar: eu já traí e muito! Já fui cruel, canalha e cretina justamente com a única pessoa com quem sempre pude contar de verdade, em todos e quaisquer momentos dessa vida, fossem eles bons ou ruins. Sim, é triste, mas é verdade: eu já me traí!
Eu me traía quando fingia que nada me incomodava, aceitando passivamente situações e pessoas me constrangendo, ouvindo calada, covardemente sem me defender, palavras que tentavam e por vezes conseguiam aniquilar com minha autoestima e vontade de viver. Me traí cada vez que me obriguei à agonia de conviver com coisas, pessoas e circunstâncias que nada tinham a ver comigo, com meus sonhos, com meus quereres, com o que eu pensava ser bom e certo para mim.
Mas acho que não sou uma exceção entre os traidores. De uma forma ou outra, todos já experimentamos esse tipo de deslealdade contra nós mesmos. Infelizmente essa é uma prática valorizada, aplaudida e deveras homenageada pela nossa sociedade, pela Sagrada Família e até pela Santa Igreja. Como se oferecer-se como sacrifício no altar da falta de amor-próprio fosse a coisa mais bonita desse mundo!
Um triste exemplo são as grandes mães educando suas pequenas meninas-mártires para a vida. Quem nunca as viu? Mulheres que ensinam suas filhas a aceitar caladas, submissas e passivas as atitudes agressivas de outras pessoas, geralmente de um homem (pai, irmão, namorado, marido) que as agridem profundamente naquilo que possuem de mais sagrado: seu amor-próprio.
Mulheres que ensinam através do exemplo de suas próprias vidas e muitas vezes também com palavras ditadas como conselhos, errôneos ensinamentos de alguém que passou uma vida aceitando o inaceitável, engolindo além do orgulho muitos sapos e outras tantas atrocidades, sem nunca ser capaz de dar um basta a próprio favor, dizendo um NÃO bem grande para os outros significando um SIM do fundo do coração para si mesma.
Trata-se apenas de um entre muitos exemplos de como é difícil aprender a amar a si mesma em primeiro lugar nesse mundo, principalmente quando se vive numa sociedade como a nossa que valoriza o “oferecer o outro lado da face para bater“, o “perdoai 70 vezes 7” (essas são umas das muitas sandices bíblicas as quais não recomendo).
Amar-se, aprender a respeitar-se e se fazer respeitar, proteger-se, cuidar de si mesmo não é nem nunca foi pecado algum. Quem se protege, quem se ama de verdade, jamais permite, jamais se deixa agredir verbal, emocional ou fisicamente, seja pelo vizinho, pelo chefe, pelo marido ou pelo Papa. Pecado mesmo é aguentar calada quando a maior vontade da alma é gritar com todas as forças pulmonares um estrondoso “CHEGA!“.
Quem, como eu, a duras penas aprendeu a amar e a defender a si mesma sob quaisquer que sejam as circunstâncias e diante de quem quer que seja, habitua-se a ouvir os adjetivos egocêntrica e egoísta dirigidos em tom de xingamento contra si. Mas entre ser desleal comigo mesma ou ser leal às hipocrisias desse santo mundo cruel… Desculpem-me, caros irmãos, mas terei de desapontá-los! Prefiro mil vezes continuar vivendo muito egoísta e feliz da vida desse jeito mesmo que sou. Eu, meus demônios incontidos e meus supostos pecados seguiremos bem felizes, isso eu garanto. Amém!

Taís Krugmann

Posso dar uma dica? ESQUECE.
Esquece essa teoria barata de não dar moral e correr atrás.
Seja você. É esquece.
Se quer ligar, Ligue! Se quer falar de sentimento, fale!
Só não se humilhe, porque ai é foda! kkkk
Tô falando sério, na boa vai lá, se joga, quebre a cara mesmo, tente a sorte, arrisque.
A vida é curta, muito mais curta do que imaginamos.
Não perca a chance de viver um lindo sentimento pelo simples fato de não falar dele, de não demonstrar o que sente. Demonstre hoje, amanhã pode ser tarde demais.
Não deixe o orgulho tomar conta. Sim, eu sei o orgulho protege, mas também pode te fazer perder algo que seria o mais importante de sua vida pelo simples medo de TENTAR.

Viviane Absalão

A FRIEZA DOS OUTROS SE TORNA UM ETERNO CALOR PARA AQUEÇER A INTEGRIDADE MORAL,PARA QUE PESSOAS NAO ME PERCA NO MUNDO FRIO DE PESSOAS QUE QUEREM SUA DERROTA,E ONDE VC USA A SUA FORÇA ,AQUELA FORÇA QUE VOCE PENSA QUE NAO TEM ,SUA FORÇA SUA INTEGRIDADE MORAL ONDE E CABIVEL PARA QUE POSSA TOMAR DECISOESNA HORA CERTA SSEM SE PRECIPITAR,ES UM A FORMA MORAL PERANTI A FORÇA FISICA DO INIMIGO.


ECISOES NA HORA CERTA SEM SE PRECIPITAR.

ENOVISENUN

Se você quer que sua vida caminhe para frente,
Se quer crescer moral e espiritualmente,
vivenciar momentos de alegrias, paz e sabedoria
Pare de ouvir conselhos de pessoas despreparadas
Abra sua mente para viver no mundo real,
e desapegue do mundo ilusório
Abandone pensamentos e principalmente comportamentos destrutivos do passado.
Você pode, você consegue. Mude, transforme-se!
Elimine o que estiver ao seu alcance que possibilite "cair em tentação"
Então desapegue desses comportamentos
Reflita: o que realmente quer para sua vida ?
Continuar sabotando tudo que acontece de bom nela e perdendo ou mudar para um mundo melhor?
A escolha é sua. Decida-se.
E lembre-se o mundo não para pra você pensar.

Louise Figueiredo Psicoterapeuta de Terapia de Regressão a Vidas Passadas

Poluição moral

Rios poluídos
Ruas sujas
Ar poluído
Calor aumentar

Mentes poluídas
Corações sujos
Mãos sujas
Ataduras como correntes

Sociedade acomodada
Seus filhos estão com fome
Gerando desgosto e crime
Maldade encoberta pela mídia

Governo medíocre
Moralidade perdida
Perdição que cai em nossas mãos
Criando um mundo cheio de aflições

Nossas mãos estão manchadas de sangue
Sangue de pessoas que matamos no passado
Sangue que corre em nossas veias
E logo depois corre nas ruas

Matamo-nos uns aos outros
Pela sobrevivência absoluta
Sistema maldito
Onde uns tem e outros não tem

Decorrente de nossas escolhas
País decapitado
Voto inconsciente
Decorrente disto

Veja o que acontece
Casas caídas, pessoas nas ruas
Dívidas altas
Capitalismo a solta
Deixe-nos em paz
Tire-nos desta guerra onde nada faz sentido
Doentes estão caídos
Veja o que estão fazendo com seu povo

Sangue do mesmo sangue
Descendentes distantes
Deixe-me dizer isto
Veja o que esta dentro

Não o que esta fora
Preocupe-se com o seu povo
Veja o que seu modo de trabalho esta fazendo conosco
Olhe diretamente nos olhos das crianças que estão nas ruas, veja como falta muita coisa

Depois olhe diretamente nos olhos
De uma criança rica
Pergunte-lhe o que lhe falta na vida
Talvez a única coisa seja alegria

Dei-nos um país melhor
Onde todos sejam felizes
Onde todos sejam iguais
Onde eu e você possamos dizer

“tenho orgulho de ter votado em você”
“Tenho orgulho do que conquistamos”
“Tenho orgulho de dizer, sou feliz”
”Tenho orgulho de ser brasileiro”

Matheus Balbi Gonçalves

Verdades e "verdades" sobre Jesus.

Estamos vivendo um momento de crise moral onde não se aceita mais os bons costumes, aqueles aprendidos e repassados pelos nossos pais para nós. Os maus estão tentando calar os bons e o tiro de misericórdia está em desqualificar a pessoa de Jesus como o Cristo (Messias), que todos nós conhecemos. A desmoralização da fé ocorre através do contraditório que tentam colocar na mente das pessoas para afastá-las em definitivo de Deus.

Alguns historiadores e arqueólogos estão trazendo a tona um Jesus bem humano sem os atributos divinos dados pelo Pai. Alegam por não conseguirem crer nas verdades de seus milagres, que tudo não passa de um mito. Daí nasceu o “Jesus histórico”.

Durante todo esse tempo eles buscaram e não conseguiram fatos que venham sustentar os seus pensamentos contrários à fé religiosa, não conseguiram reunir indícios materiais e nem sei se haverá algum que os levarão ao homem Jesus. Estudaram o crânio de um determinado cidadão judeu da época para desmitificar o Jesus de estilo europeu que conhecemos dos quadros renascentistas.

Afirmaram que João Batista era mais popular do que Jesus, especularam que Jesus talvez tenha tido um caso com Maria Madalena e que a sua morte não teve a comoção generalizada como vemos atualmente, passando de forma quase despercebida, encerrando assim a sua passagem na terra. Para eles o que passa disso não é história.

Mesmo que pareçam inofensivos e até interessante esses estudos afrontam o povo de Deus, pelo simples fato de não afirmarem quase nada do que estudaram, e ainda por cima, eles colocam dúvidas na cabeça dos cristãos. Esquecem que pessoas deram a vida pelos feitos de Jesus, e até hoje a igreja sobrevive por causa desses feitos.

Dificilmente uma mentira persistiria tanto tempo, e se os textos cristãos não são confiáveis para eles, os textos não-cristãos podem ser de autenticidade duvidosa ou ser somente um eco do próprio discurso cristão.

Não aceitam que Jesus durante o seu ministério operou vários milagres mostrando o seu poder sobre tudo. Não aceitam que Jesus ressuscitou, algo que a história jamais conseguirá provar, assim como os seus milagres e grandes feitos. Mas essas coisas foram testemunhadas pelos seus contemporâneos, porém todos já morreram, mas deixaram publicações (a bíblia) para posteridade que somos nós.

Contudo, sabemos que os historiadores e arqueólogos criam suas teorias a partir de um pedaço de barro, uma ossada ou metal, mas não dão o crédito necessário à bíblia que se auto comprova para classificar esses casos específicos (Os milagres) como mito para se auto justificarem.

Djalma CMF

Essa crônica não tem qualquer compromisso com a realidade ou com algo moral.
Se você for dessas pessoas moralistas ou que não se permite uma leitura despretensiosa, faça um favor a si mesmo e não leia. Se a caso ler, não reclame.

É uma serie de crônicas que relata a vida de um personagem fictício, Chamado de “A rotina de Paulo”.

1 - Puta velha.

Era tarde e fazia um calor infernal, bem como se diz por estes lados do mundo, o suor fazia colar a roupa no corpo e o cheiro do cigarro não saia de jeito nenhum dos dedos. Certos dias são assim mesmo, sem graça, sem cachaça e sem foda, chato pra cacete.
Quebrei a única tv que tinha porque só passava merda, tolice popular, dava até nojo só de olhar. O que restou foi um ou outro disco que merecia ser ouvido, porque na radio hoje em dia só tem porcaria, puta sacanagem e uma puta monotonia.
É difícil curar o mau humor e se o dia está uma merda, meu amigo, não tem conselho que vá ajudar! Esse é daqueles dias que a gente fica meio assim, que nem “puta velha”, meio perdido, num canto e sem vontade de “dar”. Fico pensando comigo mesmo, nos dias de hoje, Sócrates provavelmente passaria no puteiro, para dar uma aliviada sabe, caras como ele, em dias como o de hoje, certamente ficariam loucos com tanta babaquice no ar.
Levanto da cama e ouço a vadia da vizinha gritar que está tudo ruim, mas lá no fundo eu sei que ela só quer “dar”! Hoje em dia é assim, madame tem “piti” por que não consegue uma boa foda. Deve ser culpa dessa globalização, do ser tudo igual e natural, falam por ai que até homem falta, deve ser, deve ser. Abro a porcaria da minha geladeira e só tem um litro de cachaça e se é o que tem é o que eu bebo, não posso me culpar e nem o sistema, se tudo está uma bosta, a culpa é do meu corpo que não quer mudar.
Volto a pensar na “puta velha” e solto alguns risos comigo mesmo, pensando: Poderia ser pior! E penso sacanagem falarem que as pobres coitadas conceberam os alguns nojentos políticos. Se for, deve ter sido a pior trepada da vida delas e grito para mim mesmo: Que miséria sem fim!
Não tem noite mais longa que uma cabeça que não consegue dormir, tento até fingir, fecho os olhos e finjo um ronco, mas não é engano minha cabeça e o porre começa a fazer efeito, raposa velha é assim, tarda mas não falha. Começo a contar nos dedos, sem mulher, sem sono e sem dinheiro, vida ordinária e sorrio meio de canto como quem diz, poderia ser pior, poderia ser um politico filho de uma “puta velha”.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

Essa crônica não tem qualquer compromisso com a realidade ou com algo moral.
Se você for dessas pessoas moralistas ou que não se permite uma leitura despretensiosa, faça um favor a si mesmo e não leia. Se a caso ler, não reclame.

É uma serie de crônicas que relata a vida de um personagem fictício, Chamado de “A rotina de Paulo”.


2 - O garçom corno

O problema da noite, tirando a ressaca é que sempre vem o dia seguinte. E qualquer sol que insista em nascer em um país como o Brasil é uma merda, porque com certeza vai trazer muitos problemas com ele.
Levantei querendo deitar, assim como em muitas outras manhãs, olhei pela janela do meu apartamento, aquele enorme formigueiro, correndo de um lado ao outro, aquele quebra cabeça humano, aonde nenhuma peça se encaixa, puto esforço desnecessário, no fim ninguém leva nada, pensei comigo mesmo.
Fui a passos lentos até o banheiro e tomei um banho pra tirar a carniça do corpo, passei uma escova nos dentes pra disfarçar um pouco o hálito, me deparei com o espelho e acabei por me encarar, pensando comigo mesmo: Tu é um puto de um fudido!
Despois dessa linda reflexão desci as escadas, provavelmente cruzei com minha vizinha mal comida, e nessas horas madame nem olha na cara, porque acha que dinheiro fala mais que educação.
Como o de costume caminhei em direção ao boteco da esquina, uma espelunca, que só dava bêbado e gente sem futuro como dizia minha finada mãe. O refugio dos perdedores pensei, inclusive o meu, falei baixo comigo mesmo, para as pessoas não acharem que além de bêbado “louco”!
Sentei na cadeira de sempre, na mesa de sempre num canto escondido pra ninguém ficar enchendo meu saco, de longe ergui a mão e falei, gambá traz uma dose pra firmar o pulso, coitado do garçom trabalhava dia todo aguentando uns infelizes de uns filhos da puta, ganhava uma merda e ainda era corno! Que vida desgraçada!
Rolava algumas histórias por aquelas ruas, que a mulher dele já tinha dado pra meio bairro e a outra metade negava até a morte porque era tudo casado, isso incluía minha pessoa, mas sabe como são, apenas histórias. O problema não é ser corno e aguentar as piadas sem graças depois, o pior é ser corno de mulher feia! Mostra que o cara não serve pra nada, esse estava pagando os pecados na terra com juros.
Mas era gente boa, coitado só fingia que não sabia, a mulher fingia que não dava e a gente fingia que não comia e assim a vida seguia! E eu achava que eu era um merda, tinha gente que tinha a vida bem pior que a minha, porque a final trabalhar de biscateiro em um condomínio fuleiro não era tão ruim assim. O garçom só devia fazer o que eu fazia pra aguentar a porcaria da vida e a puta da rotina, ele sofria e eu bebia!

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

Essa crônica não tem qualquer compromisso com a realidade ou com algo moral.
Se você for dessas pessoas moralistas ou que não se permite uma leitura despretensiosa, faça um favor a si mesmo e não leia. Se a caso ler, não reclame.

É uma serie de crônicas que relata a vida de um personagem fictício, Chamado de “A rotina de Paulo”.


3 - Reunião de condomínio

Volta e meia tem um veado, que costuma reclamar que alguma coisa não funciona, como se alguma coisa no país funcionasse! E se não bastasse isso fica aporrinhando todo mundo com as reclamações parece àquelas velhas que não tem o que fazer e ficam caçando problemas.
Da vontade de chagar pra um loco desses e falar: Vira homem e para de chorar! Mas como a gente é pau mandado e ganha uma miséria pra ser assim, conto até dez e falo que vou resolver. E quando porra nenhuma funciona, os trastes do prédio resolvem fazer uma reunião, como se isso resolvesse alguma coisa.
Azar do sindico que tem que fica ouvindo baboseira de gente que acha que é rico. Geralmente essas reuniões acontecem no fim da tarde, inicio da noite, puta falta do que fazer, bem na hora do boteco penso comigo mesmo. Fica um monte de gente numa salinha de um calor infernal, reclamando todo mundo junto de um monte de coisa diferente, como se tudo fosse possível.
Fico do lado do sindico e só observo, aquele monte de pau mandado, cuja única diferença entre nós é o diploma, são pau mandado com diploma, de grife enquanto eu apenas ganho um pouco menos e não tenho que me fuder cumprindo horário. Dou risada sozinho!
O sindico olha pra mim, outo pau mandado que ganha pouco pra todo mundo botar pra fuder, e fala em voz baixa: Quer ver essa putaria acabar agora?
Ele se levanta e fala:
Senhores compreendo a preocupação de vocês, mas estamos sem dinheiro em caixa e precisaremos fazer uma “vaquinha” para providenciar os reparos necessários!
Um silencio mortal toma conta do ambiente, e fico falando comigo mesmo: Cambada de duro, só tem posse! Na hora de reclamar são os bom da boca, pra abrir a mão fica miudinhos! Acaba que ninguém resolve nada e fica tudo sempre como está, mas sempre tem um ou outro que vem depois me pedir pra dar uma passada no apartamento pra dar uma olhada.
Olho para o cidadão, e tenho vontade de falar, vai dar, vai! Mas de todos os escravos eu sou o que menos mando, e eu preciso de dinheiro pra pagar as putarias, digo que logo dou uma passada, só antes vou passar no boteco pra dar uma firmada.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

As Igrejas, ao longo do tempo, criaram o maior dilema para a moral humana: O perdão.
Se o perdão não for concedido, o indivíduo, "sem salvação", torna-se refém da maldade e já punido, antecipadamente por qualquer ato que possa atentar. Se lhe é concedido, fica "livre" para agir, como se nada houvesse acontecido.

Deva Mantovani

Um momento triste não significa que a vida será sempre triste! Mesmo que determinados momentos da vida nos marquem por trazer alguma infelicidade, lembre-se sempre que eles passarão. Ficarão marcados pelo fato de trazerem más lembranças, mas ensinarão que na vida tudo passa, e que o sol sempre volta a brilhar. As dificuldades fazem parte da vida e nos ensinam a sermos mais fortes, mais corajosos, e sempre nos trazem uma lição. Aprenda a lição e não deixe alguns pontos escuros mudarem o colorido da vida! Siga sempre confiante que dias melhores virão!!!

Damaris Ester Dalmas

Tudo o que faz valer uma aventura fica na memória. Porém sentir que a felicidade não está no que se tem, mas na qualidade do que se sente, sempre será a maior lição. Conhecer e sentir outras culturas não te transforma, te acerta com o que você sempre deveria ter sido. Não espere para viajar. Faça. Crie seu diário de viagem, acerte sua vida.

Calebe Salvia de Sousa

" A vida é um prato cheio para quem sabe usar a inteligência de modo adequado e eficaz, traçando metas e almejando sempre novos objetivos todos os dias. Faça de sua derrota a sua melhor experiência para alcançar a sua maior vitória, erga a cabeça e continue a longa jornada na caminhada da vida e em hipótese alguma se esqueça que só você é quem determina qual o melhor caminho que você deve seguir "...

Judi J. Santos

" Que mundo é esse em que vivemos atualmente que eu não consigo entender? São poucos os que valorizam uma vida, muitas pessoas precisam parar um minuto e raciocinar por um instante, deveriam aprender que a paz necessita apenas de uma única chance, que o amor definitivamente neutraliza uma revanche só e que o perdão é quem extermina uma guerra e se a guerra persiste é sempre do lado mais fraco que a corda se quebra "...

Judi J. Santos

" Faça pelo próximo o que muitos fariam por você, faça o bem independente a quem estendendo a mão para aquele que precisa e necessita de ajuda, escute atentamente o seu problema e lhe de uma palavra de conforto, carinho, incentivo, segurança e esperança, mostre a pessoa que todos nós estamos sujeitos a cometer erros e equivocos na vida, mas ainda sim somos fortes suficiente para superar qualquer que seja o problema absolvendo-o e levantando a cabeça para seguir em frente "....

Judi J. Santos

"Em nossa fantasia, num conceito alienado de que podemos viver sem nunca errar, criamos uma expectativa perfeccionista da vida, mas todos os dias nos deparamos com escolhas e, freqüentemente, com acontecimentos que estão além de nosso controle! Em vários pontos deste caminho vamos nos decepcionar conosco mesmos, e isto será menos doloroso se deixarmos de crer nesta possibilidade de perfeição e olharmos as situações de um ângulo diferente, de uma visão mais compreensiva, pois erros são frutos de experiências mal sucedidas que não foram vistas como aprendizagem!"

Silvana Lance

Escuto em musicas de Funk que o povo escuta por ai, eles cantando que "MORRER COMO HOMEM É O PREMIO DA GUERRA", O que é morrer como homem pra eles? Morrer como homem foi meus Avôs, que batalharam para manter uma família, morrer como homem foi eles que saiam as 4hs da manhã para não faltar café da manha em casa. Morrer como homem é o cara que esta no Hospital lutando com um câncer para ter uns anos, meses ou até dias a mais. Morrer como homem é os bombeiros lutando para salvar vidas de pessoas que nem são da família deles ou nem conhece, morrer como homem é morrer honestamente pelo seu destino. AGORA VAI ME DIZER que Morrer como homem é estar com uma pistola na mão trocando tiro com os Policiais? é levar tiro por dever na boca? isso pra mim é morrer como um verme! JUÍZO MANÉ! DE VALOR A QUEM MERECE!

Douglas Gomes