Textos de Lembranças

Cerca de 1434 textos de Lembranças

Lembrança de Morrer

Quando em meu peito rebentar-se a fibra,
Que o espírito enlaça à dor vivente,
Não derramem por mim nenhuma lágrima
Em pálpebra demente.

E nem desfolhem na matéria impura
A flor do vale que adormece ao vento:
Não quero que uma nota de alegria
Se cale por meu triste passamento.

Eu deixo a vida como deixa o tédio
Do deserto, o poento caminheiro,
... Como as horas de um longo pesadelo
Que se desfaz ao dobre de um sineiro;

Como o desterro de minh’alma errante,
Onde fogo insensato a consumia:
Só levo uma saudade... é desses tempos
Que amorosa ilusão embelecia.

Só levo uma saudade... é dessas sombras
Que eu sentia velar nas noites minhas...
De ti, ó minha mãe, pobre coitada,
Que por minha tristeza te definhas!

De meu pai... de meus únicos amigos,
Pouco - bem poucos... e que não zombavam
Quando, em noites de febre endoudecido,
Minhas pálidas crenças duvidavam.

Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
Se um suspiro nos seios treme ainda,
É pela virgem que sonhei... que nunca
Aos lábios me encostou a face linda!

Só tu à mocidade sonhadora
Do pálido poeta deste flores...
Se viveu, foi por ti! e de esperança
De na vida gozar de teus amores.

Beijarei a verdade santa e nua,
Verei cristalizar-se o sonho amigo...
Ó minha virgem dos errantes sonhos,
Filha do céu, eu vou amar contigo!

Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
Foi poeta - sonhou - e amou na vida.

Sombras do vale, noites da montanha
Que minha alma cantou e amava tanto,
Protegei o meu corpo abandonado,
E no silêncio derramai-lhe canto!

Mas quando preludia ave d’aurora
E quando à meia-noite o céu repousa,
Arvoredos do bosque, abri os ramos...
Deixai a lua pratear-me a lousa!

Álvares de Azevedo

Ai! Pobre coração! Assim vazio
E frio
Sem guardar a lembrança de um amor!
Nada em teu seio os dias hão deixado!…
É fado?
Nem relíquias de um sonho encantador? Não, frio coração! É que na terra
Ninguém te abriu…Nada teu seio encerra!
O vácuo apenas queres tu conter!
Não te faltam suspiros delirantes,
Nem lágrimas de afeto verdadeiro…
- É que nem mesmo o oceano inteiro
Poderia te encher!

Castro Alves

A lembrança, ninguém a faz crescer
Quando perdeu a raiz.
Apertar-se em volta a terra,
Mantê-la ereta, talvez
Possa enganar o universo,
Mas não recupera a planta.
A memória verdadeira
É como o cedro — tem pés
Calçados em diamante.
Nem se pense que adiante
Cortá-la, se já arraigou:
Seus brotos de ferro irrompem
Novamente, se alguém a derrubou.

Emily Dickinson

Um amigo... racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos. Empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta. Passa contigo um aperto, passa junto o reveillon. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão.
Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. Se tiver um, amém.

Martha Medeiros

Quando saber que não sentimos mais nada?
Quando não mais encontrarmos motivos para brigar,
Quando não mais importar o que se faz ou deixa de fazer
Quanto morrer o sentimento de carinho ao pronunciar o nome;
Quando passarmos o dia inteiro e ao menos lembramos de momentos juntos.
É melhor se policiar, se ainda sofremos desses sintomas é sinal que existe um assunto muito mal resolvido

Lembranças amor sentimento briga carinho sofrimento

Querer Bem
Querer bem é guardar dentro da alma,
A lembrança de alguém;
É sonhar acordada, é ter suspensa a vida
num olhar, que nem sabe o encanto que ele tem.
É aquela crença forte e nunca desmentida.
Naquele que se espera, o que talvez não vem.
É aquela dor atroz e sempre incompreendida,
que a gente vai sofrendo e não conta a ninguém.
Querer bem é perdoar o que ninguém perdoa.
É melodia do céu que dentro da alma soa.
A saudade depois que tudo termina...

Desconhecido

O que fazer das sobras do amor?
O que fazer das lembranças do cheiro, da voz, do toque, dos olhos, das cócegas, dos risos, das viagens, das imagens?
O que fazer das lembranças do abraço, das mãos, do carinho sutil, do carinho voraz, do banho, do café à mesa, dos filmes vistos, criticados, admirados, inacabados?
O que fazer da música escolhida, do beijo prolongado, roubado, do amor no carro, na sala, no quarto?
O que fazer quando o telefone toca e do outro lado não se ouve mais a mesma voz?
O que fazer das mensagens gravadas, das cartas escritas, dos sentimentos impressos, dos presentes guardados?
Mas o que fazer também das ofensas do amor?
O que fazer das lembranças dos gritos, das afrontas, dos olhos marejados, decepcionados, das palavras cortantes, do filme repetido, dos sonhos ruídos, da sensação do desconhecido?
O que fazer com a sensação de culpa, fracasso, impotência, incoerência?
O que fazer dos sentimentos revirados, transformados, do ódio repentino, do amor estilhaçado, quebrado, tantas vezes remendado?
O que fazer da ausência que se sente? Ausência de paz, ausência da ausência, ausência de si mesmo?
O que fazer?
Talvez o tempo se encarregue de apagar as lembranças, de mudar o cenário, de reinventar o passado...Por hoje, não sei o que fazer com tudo isso...

Eliane Azevedo

Da eterna lembrança


Josiah Royce (1855-1916), num momento em que morre alguém muito querido, escreve estas palavras:

"Nós morremos enquanto Tu permaneces”.

“A eternidade é Tua”.

“E, na eternidade, seremos lembrados, não como pontos insignificantes deste mundo real, mas como folhas sadias que, em um certo momento, floresceram nos ramos da Árvore da Vida. Estas folhas caem da árvore, mas não caem no esquecimento, porque Tu sempre Te lembrarás delas".

Paulo Coelho

O que fazer quando angustia, ódio, magoa, amor, saudade, tristeza, certezas, incertezas, lembranças, e muita vontade de ver e ao mesmo tempo evitar ver, de querer e não querer ou mesmo nao poder, batem na pessoa tudo ao mesmo tempo?

Quando tentamos abrir os olhos para algo novo, mas este novo demora mais do que queremos, quando queremos mudar mas não conseguimos, quando quem tu quer, nunca mais estará por perto, ou mesmo, não saber se você quer ou não ela perto de novo...

Sentir aquele aperto no peito e saber q "aquela", nunca mereceu seus gestos, suas flores, seu pensamento, e agora, tão pouco seu sofrimento.

Algo que se batalha por tanto tempo, que se constrói, que se faz com amor, e você ve desmoronar como um castelo de areia á beira do mar e ñ poder fazer nada!?

Digo uma coisa, sinto tudo isso, mas acho que encontrei a resposta... amigos, isso é oque fazer

E tu, meu amigo, dizer que estou errado em sofrer tanto por alguem que não me merece, não vai adiantar, porque quanto mais passa o tempo mais eu percebo que eu me apaixonei pela pessoa errada, mas me apaixonei...

Cristiano Deon

É o que restou...

Todo amor se foi...
Dessa história que acabou, só fotos e lembranças foi o que restou...
Lembranças de momentos bons, e de uma dezena de meses marcantes...
Lembranças de momentos de realidade, de um sonho onde eu nunca quis acordar...
Lembranças de um olhar sincero, e de um sorriso singelo que um dia mi fez chorar...
Ficaram lembranças de palavras que foram ditas apenas da boca pra fora, palavras como “Eu te amo”, e outras coisas... Planos que foram criados e pessoas que si decepcionaram... Erros que ficaram claros, e perdões que foram dados sem ao menos serem pedidos...
Foram sonhos perdidos, e um amor que se dizia puro, que em fim morreu na praia...
Ficaram lembranças de muito amor demonstrado, e uma insegurança que trousse erros e grosserias... Ficaram lembranças de momentos que nunca vão ser esquecidos... Ficaram lembranças... Lembranças que são reflexos de saudade... E a saudade que é ausência da presença... Afinal quando o amor é puro ele permanece vivo dentro das lembranças... Como um dia a caminhar na chuva, como uma brincadeira e outra entre um beijo e um abraço bem apertado... Dentre tantas juras e promessas de amor, muitos momentos serão lembrados e outros jamais poderão ser esquecidos...

Fernando Zéqui

Você...

Se a saudade pudesse falar;
esta diria teu nome...

Se as lembranças pudessem serem
reviviadas;
seriam os momentos meus contigo...

Se o meu sorriso fosse apenas para
alguém;
Seria para você...

Se o meu olhar tivesse apenas uma direção;
seria para o teu rosto...

Se o meu coração eu pudesse entregar
em uma caixinha;
Entregaria na porta do seu coração...

Se o seu calor dependesse do meu;
Ousaria colocar o meu corpo junto ao teu...

Se o meu amor fosse apenas para uma pessoa...
Eu não poderia da-lo a ti...
Pois a ti já pertence!

Anne Caroline M. M.

Ontem eu sonhei com você, um sonho que me trouxe lembranças não vividas. E comecei a recordar aquele momento que estivemos juntos... Meu coração acelerou, meu pensamento não soltava você... Tentei então fechar os olhos e dormir novamente, mas ao fechar os olhos, eu via você. Lembrei então que fazia um dia que não conversava com você, e a saudade foi incontrolável. Resolvi me levantar da cama. Fiz tudo que tinha que fazer, e esperei o momento certo para te rever... - O momento certo? Estava dando um tempo pra ver se todo aquele sentimento não desaparecia. E não desapareceu...
Entrei na internet, vi e revi suas fotos, imaginando você aqui. E então uma tristeza tomou meu coração: Ver suas fotos era única maneira de te ver.
Essa tristeza me desgastou o dia inteiro, fiquei lembrando-me de tudo que já havíamos conversado, e do momento inesquecível que passamos. Agora o dia escureceu novamente, tenho quase nítida certeza que sonharei contigo esta noite, já que é inevitável fechar os olhos e não te ver. (...)
Outras pessoas desejam este sentimento que foi súbito a você, e às vezes eu penso em dar a elas. Mas não consigo, este sentimento é reservado somente a você, às vezes penso que foi sempre assim. Já que uma atração assim é muito rara.
Então eu penso que Deus está me testando, deve estar vendo se esse sentimento é verdadeiro, mas logo chego à conclusão que Deus não faria isso. - E que realmente é verdadeiro.
Não sei quanto tempo mais vai durar, não sei quanto tempo mais posso esperar, Apenas rezo todos os dias para acontecer o que deve ser. ;)

Gabriella Beth Invitti

SOLIDÃO
Uma luz me cega, ofusca meus olhos a lembrança de você;
Minha alma abalada, oscila em meu corpo, querendo gritar, implorando pra sair pra mergulhar num oceano profundo de ilusões e contrates onde busco incansavelmente por você.
Quero gritar, mas estou muda, quero correr, mas algo me prende, estou num mundo que não me pertence, não é meu, eu não criei, não consigo sobreviver aqui sem você.
Me salve, eu imploro por sua vida....
Me ame... outra vez .... outra vez.... outra vez....
Não to conseguindo entender tudo que aconteceu, tantas mudanças, tanto rancor, minha solidão hoje é uma ressalva....

Rita Souza

Rotina noturna

Uma poltrona
um café
um livro
um cigarro
o som de Elis,
as lembranças de um amor
as saudades de outros...
a vontade de ouvir aquelas vozes
nem que seja por um instante,
buscando fantasmas no escuro
buscando a imagem de um passado.

Muda a música
o pensamento viaja,
vai em busca daquela...
daquela que de longe fica perto
perto no peito.
Vem na memória as risadas,
marcadas por um sorriso ecantador.

Nesse momento descubro
que palavras são poucas
noites são curtas
que a vida de tão grande
fica pequena,
para tantas vontades
tantos sonhos contruídos.
E principalmente
para que estes se realizem

Túlio Rivadávia

“...A verdade é que com o tempo só seremos uns para os outros uma população de lembranças, algumas maravilhosas e carinhosas, outras não, mas somadas essas lembranças nos fazem quem somos e quem seremos. Quer estejamos juntos agora ou no pensamento uns dos outros, lembremo-nos uns dos outros no futuro. Espero que independente de onde a vida nos levar, sempre levaremos uns aos outros no coração.”

adaptação do discurso de Formatura de Joey [Dawson´s CReek],
no final na 4° temporada.

Joey Potter

Fragmentos de um Amor

Na minha mente, tua lembrança
No meu coração, teu amor
No meu corpo, tuas mãos
No meu desejo, teu calor.

Na minha vida, teu rastro
Nos meus sonhos, tua imagem
Nos meus olhos, teu olhar
No meu peito, tua saudade.

Na minha dança, teu molejo
Na minha pele, teu cheiro
Na minha boca, teu gosto
No meu paladar, teu tempero.

Nos meus ouvidos, tua música
Nas madrugadas, tua presença
Na minha fantasia, tua espera
No meu lado, tua ausência!

Linda Edwards

difícil é desistir
quando a lembrança lhe trai
matando a saudade e a raiva que lhe prendem

a resistência racional
a mentira como uma droga psicotrópica
versus a inteligência emocional
e a proposta tentadora da felicidade
quem tiver a vitória total eu invejo
pois a dificuldade de tê-la
nunca vi outra tão grande

a mágoa de uma derrota emocional
de ambos desafiantes
é um fator iníquo para nosso inconsciente
ou seria para nosso consciente?

dentre as formas de convivência com os tipos de ocasiões
pior que a convivência com um fato sofrido
é a subsistência paralela a um não vivido
quando há uma falta de percepção do exato momento
ou fica-se na espera dele por tanto tempo
que há uma descapitalização do sentimento
eivando toda a esperança e probabilidade
de uma união

só o sentimento se mantém
aquela paixão temporariamente criada
que poderia ou não evoluir para sentimento
é reabsorvida

mas para acertar o momento
só se ambos tiverem sentimento
mas não qualquer um
e sim o mesmo concomitantemente

os dias passam
e sempre ha um quê mal resolvido no ar
as lembranças da desilusão incentivam a racionalidade
que logo
quando está quase completa
sofre uma emboscada emocional

algumas vezes
um simples 'oi' desencadeia a reação

e quanto menos emotivo se é
mais se sofre
na realidade nao seria emotivo o termo
pois emotivo todos somos
no momento certo
porem quem é normalmente mais racional
frio
sente de forma mais intensa esse catabolismo da razão

Pelo fato de não estarem acostumados com esses sentimentos?

Acredito ser
pelo fato de enterrarem-nos
tão profundamente a si mesmo
que quando encontram-nos
não sabem como reagir

Perante a dificuldade de desistir
Só uma certeza se tem
Quando se apaixona por alguém
Mesmo que seja improvável
Mesmo que seja intransitável
A única saída é persistir

Henrique Xavier

AME. S2
Simplesmente ame. Ame a lembrança que se tem da infância, aqueles mil e um roxos nos joelhos e os primeiros passos de patins.
Ame quando você for criança e achar que seu pai é o homem mais grande desse mundo, mas ame mais quando você descobrir que ele é sim o mais importate. Ame o abraço de uma amiga verdadeira que você descobriu e que juntas vocês conquistaram o mundo apenas sentadas de baixo de uma árvore. Ame quando você descobrir que não existe só uma amizade assim, e que no decorrer da vida você descobre que cada pessoa passa por você na fase certa, fazendo disso ela única naquele momento. Ame um sorriso seu mas ame mais um sorriso pra você. Ame a primeira flor e bombons que você ganhar, guarde a caixa e suspire inúmeras vezes quando olha – lá . Ame aquela ligação de madrugada das suas amigas berrando e dizendo que amam você. Ame mais ainda aquela outra ligação, no começo da noite pra te desejar um “dorme bem”. Ame o abraço da sua mãe depois de uma longa conversa sobre amores e amigos. Ame aquele domingo em família. Ame todos seus aniversários. Ame as borboletas, mas ame mais quando elas voarem dentro de você e ai sim, ame. Ame e ame demais seu pai e sua mãe em todo o momento. Ame suas primas. Ame aquelas férias de uma semana a qual você conheceu pessoas eternas. Ame aquela velha e boa amiga do tempo de criança que diz “eu sempre torci por você” a cada derrota ou vitória sua. Ame a saudade mas ame mais ainda a hora de matar ela. Ame crianças e bagunça e cães é claro. Ame e festeje o pôr do sol mas ame mais ele nascendo. Ame o primeiro amor, e encontre o segundo para amar ainda mais. Ame uma festa até às seis da manhã, mas ame mais o dez que você tirou na prova que vinha na manhã seguinte. Ame sua sorte, seu cabelo e seu perfume. Ame o sol. Ame as suas músicas. Ame seus medos, ame o que passou o que está acontecendo e o que está por vir, apenas ame... E depois de um tempo que você amar, se amar... comece tudo denovo mas dessa vez, faça diferente, ensine alguém a amar... você! ;*

Desconhecido

Amigos...

Nos trazem as melhores lembranças.
Nos relembram as palhaçadas da vida.
Nos ajudam a ser sempre criança.

Amigos...
Não tem como definir.
Não tem como explicar.
Não tem como não se orgulhar!

Cada amigo, tem seu lugar especial em cada coração.
Uns são nossos novos frutos, outros?
A! Os outros!... Velhos? Porém AMIGOS!

São aqueles que nos reconhecem a qualquer ponto de vista.
São aqueles que nos ajudam no ganhar e no perder.
São aqueles que realmente são pra valer.

Não importa a idade.
Não importa a quantidade.
Amizade não vem de anos e sim de reconhecimento!

Amigo é aquele...
Que reconhece que está errado,
Que não tem medo de falar e sempre vai estar aqui para ajudar!

Uns já não estão entre nós.
Outros acabaram de chegar.
Uns já se foram mais rápido,
uns ainda estão se preparando para ficar.

Se já não os vejo mais, eu lamento!
Lamento por não poder ver mais aqueles belos rostos.
Lamento por não poder ouvir mais aqueles sábios conselhos.
Lamento por não poder ter mais aqueles grandes amigos pessoalmente.

Lamentar?... Eu lamento!
...Mas sempre estiveram aqui!
Me fizeram bem.
Me ajudaram na hora que precisei.
Me fizeram rir, nos momentos de angústia.
E ainda.. choraram quando eu precisei de um grande abraço.

Mas não me importo, o que me tira a tristeza de já não os ver mais..
Foi o bem que me fizeram aqui.
Foram as importantes conquistas de amizades.
Foram os sábios conselhos, dedicados aos amigos que não reconheceram.
Foram aqueles grandes abraços, de quem não tinha nada a perder.
Foram lembranças, boas conversas, grandes descobertas.
Tudo parece que durou uma eternidade!
Mas a real é que tudo foi tão rápido, tão rápido foi.
Mas sinto que as amizades são muito mais que a eternidade!
Muito mais que um simples corpo!
Muito mais que simples supertições!

Se nossa alma carrega tudo que sentimos,
nossas amizades jamais morreram!
Eu levo todo aquele carinho aqui dentro comigo!
Pode acreditar que isso eu jamais esquecerei!

Ainda me lembro daqueles belos sorrisos,
Que às vezes me demonstravam insegurança e
às vezes até as verdadeiras realidades!
Insegurança? Realidade?...Não me importa... sorriso é sorriso!
Valoriza qualquer um ser humano ainda mais quando vêm de grandes e sinceros amigos!

Amigos é isso aí...
Não tem como definir...
Não tem como explicar...
...Não tem como não se orgulhar!

Desconhecido

Esperança nunca Morre

Aumentam-se nossas as esperanças
Nunca se esquecendo das lembranças
Todos se voltam para Deus
Onde depositam sua confiança
Na luta incessante pela vida
Iremos encontrar um amigo
Orgulhoso pelos dias vividos

Rompendo o sincretismo religioso
Amando a todos de coração
Iremos ser mais felizes
Mudando de ser a razão
Unindo-se com seus irmãos
Nunca serás humilhado
Diante do senhor lembrado
Olhando o passado distante.

Bons tempos têm passado
Esperando por dias melhores
Zelando tudo que conquistamos
Estaremos vivendo uma vida
Rindo quando somos felizes
Rompendo a tristeza que existe
Amarei cada dia de minha vida.

Antonio Bezerra