Textos de Fidelidade

Cerca de 96 textos de Fidelidade

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes

Casada, três filhos, arquiteta
não foi vista tomando um campari
na companhia de um turista alemão

Senhor respeitável, discreto, comprometido
não foi apanhado em flagrante
com uma morena gostosa sem sutiã

Filha de deputado, 17 anos, namorado firme
não foi surpreendida nos braços de outro
quando deveria estar na aula de inglês

Senhora decente, viúva, cinquentona
não foi alvo de comentários
por hospedar na sua casa o marido de alguém



Fidelidade é não contar nada a ninguém

Martha Medeiros

Homem perfeito

Não existe homem fiel. Você já pode ter ouvido isso algumas vezes, mas afirmo com propriedade. Não é desabafo. É palavra de homem que conhece muitos homens e que conhecem, por sua vez, muitos homens. Nenhum homem é fiel, mas pode estar fiel (ou porque está apaixonado (algo que não dura muito tempo - no máximo alguns meses - nem se iluda) ou porque está cercado por todos os lados (veremos adiante que não adianta cercá-lo (isso vai se voltar contra você)..A única exceção é o crente extremamente convicto.Se você quer um homem que seja fiel, procure um crente daqueles bitolados, mas agüente as outras conseqüências.

Não desanime. O homem é capaz de te trair e de te amar ao mesmo tempo. A traição do homem é hormonal, efêmera, para satisfazer a lascívia. Não é como a da mulher. Mulher tem que admirar para trair; ter algum envolvimento. O homem só precisa de uma banda. A mulher precisa de um motivo para trair, o homem precisa de uma mulher.

Não fique desencantada com a vida por isso. A traição tem seu lado positivo. Até digo, é um mal necessário. O cara que fica cercado, sem trair, é infeliz no casamento, seu desempenho sexual diminui (isso mesmo, o desempenho com a esposa diminui), ele fica mal da cabeça. Entenda de uma vez por todas: homens e mulheres são diferentes. Se quiser alguém que pense como você, vire lésbica (várias já fizeram isso e deu certo), ou case com um gay enrustido que precisa de uma mulher para se enquadrar no modelo social. Todo ser humano busca a felicidade, a realização. E a realização nada mais é do que a sensação de prazer (isso é química, está tudo no cérebro).

A mulher se realiza satisfazendo o desejo maternal, com a segurança de ter uma família estruturada e saudável, com um bom homem ao lado que a proteja e lhe dê carinho. O homem é mais voltado para a profissão e para a realização pessoal e a realização pessoal dele vêm de diversas formas: pode vir com o sentimento de paternidade, com uma família estruturada etc. Mas nunca vai vir se não puder ter acesso a outras fêmeas e se não puder ter relativo sucesso na profissão.

Se você cercar seu homem (tipo, mulher que é sócia do marido na empresa), o cara não dá um passo no dia-a-dia (sem ela) você vai sufocá-lo de tal forma que ele pode até não ter espaço para lhe trair, mas ou seu casamento vai durar pouco, ele vai ser gordo (vai buscar a fuga na comida) e vai ser pobre (por que não vai ter a cabeça tranquila para se desenvolver profissionalmente (vai ser um cara sem ambição e sem futuro).

Não tente mudar para seu homem ser fiel. Não adianta. Silicone, curso de dança sensual, se vestir de enfermeira etc... Nada disso vai adiantar. É lógico que quanto mais largada você for, menor a vontade do homem de ficar com você e maior as chances do divórcio. Se perfeição adiantasse, Julia Roberts não tinha casado três vezes. Até Gisele Bündchen foi largada por Di Caprio. Não é você que vai ser diferente (mas é bom não desanimar e sempre dar aquela malhadinha).

O segredo é dar espaço para o homem viajar nos seus desejos (na maioria das vezes, quando ele não está sufocado pela mulher, ele nem chega a trair, fica só nas paqueras, (troca de olhares). Finja que não sabe que ele dá umas pegadas por fora. Isso é o segredo para um bom casamento. Deixe ele se distrair, todos precisam de lazer.

Se você busca o homem perfeito, pode continuar vendo novela das seis. Eles não existem nesse conceito que você imagina. Os homens perfeitos de hoje são aqueles bem desenvolvidos profissionalmente, que traem esporadicamente (uma vez a cada dois meses, por exemplo), mas que respeitam a mulher, ou seja, não gastam o dinheiro da família com amantes, não constituem outra família, não traem muitas vezes, não mantêm relações várias vezes com a mesma mulher (para não criar vínculos) e, sobretudo, são muuuuuito discretos: não deixam a esposa e nem ninguém da sua relação, como amigas, familiares saberem.

Só, e somente só, um amigo ou outro dele deve saber, faz parte do prazer do homem contar vantagem sexual. Pegar e não falar para os amigos é pior do que não pegar. As traições do homem perfeito geralmente são numa escapolida numa boite, ou com uma garota de programa (usando camisinha e sem fazer sexo oral nela), ou mesmo com uma mulher casada de passagem por sua cidade. O homem perfeito nunca trai com mulheres solteiras. Elas são causadoras de problemas. Isso remete ao próximo tópico.

Esse tópico não é para as esposas, é só para as solteiras e amantes.

Esqueçam de uma vez por todas esse negócio de que homem não gosta de mulher fácil. Homem adora mulher fácil. Se 'der' de prima então, é o máximo.Todo homem sabe que não existe mulher santa. Se ela está se fazendo de difícil ele parte para outra. A oferta é muito maior do que a procura. O mercado está cheio de mulher gostosa. O que homem não gosta é de mulher que liga no dia seguinte. Isso não é ser fácil, é ser problemática (mulher problema). Ou, como se diz na gíria, é pepino puro. O fato de você não ligar para o homem e ele gostar de você não quer dizer que foi por você se fazer de difícil, mas sim por você não representar ameaça para ele.Ele vai ficar com tanta simpatia por você que você pode até conseguir fisgá-lo e roubá-lo da mulher. Ele vai começar a se envolver sem perceber. Vai começar a te procurar. Se ele não te procurar, era porque ele só queria aquilo mesmo. Parta para outro e deixe esse de stand by. Não vá se vingar, você só piora a situação e não lucra nada com isso. Não se sinta usada, você também fez uso do corpo dele – faz parte do jogo; guarde como um momento bom de sua vida.

90% dos homens não querem nada sério.Os 10% restantes estão momentaneamente cansados da vida de balada ou estão ficando com má fama por não estarem casados ou enamorados; por isso procuram casamento. Portanto, são máximas as chances do homem mentir em quase tudo que te fala no primeiro encontro (ele só quer te comer, sempre). Não seja idiota, aproveite o momento, finja que acredita que ele está apaixonado, dê logo para ele (e corra o risco de fisgá-lo) ou então nem saia com ele. Fazer doce só agrava a situação. Estamos em 2007 e não em 1957. Esqueça os conselhos da sua avó, os tempos são outros.

Para ser uma boa esposa e para ter um casamento pelo resto da vida faça o seguinte:Tente achar o homem perfeito, dê espaço para ele.Não o sufoque. Ele precisa de um tempo para sua satisfação. Seja uma boa esposa, mantenha-se bonita, malhe, tenha uma profissão (não seja dona-de-casa), seja independente e mantenha o clima legal em casa. Nada de sufocos, de 'conversar sobre a relação', de ficar mexendo no celular dele, de ficar apertando o cerco etc. Você pode até criar 'muros' para ele, mas crie muros invisíveis e não muito altos. Se ele perceber ou ficar sem saída, vai se sentir ameaçado e o casamento vai começar a ruir.

Se você está revoltada por este texto, aqui vai um conselho: vá tomar uma água e volte para ler com o espírito desarmado. Se revoltar com o que está escrito não vai resolver nada em sua vida. Acreditar que o que está aqui é mentira ou exagero pode ser uma boa técnica (iludir-se faz parte da vida, se você é dessas, boa sorte!). Mas tudo é a pura verdade. Seu marido/noivo/namorado te ama, tenha certeza, senão não estaria com você, mas trair é como um remédio; um lubrificante para o motor do carro. Isso é científico. O homem que você deve buscar para ser feliz é o homem perfeito. Diferente disso, ou é crente, ou gay ou tem algum trauma (e na maioria dos casos vão ser pobres). O que você procura pode ser impossível de achar, então, procure algo que você pode achar e seja feliz ao invés de passar a vida inteira procurando algo indefectível que você nunca vai encontrar. Espero ter ajudado em alguma coisa.

Arnaldo Jabor

E eu to aqui. Apesar das bobagens, do egoísmo, da maldade, da fidelidade esquecida. Apesar dos sonhos destruídos, das vidas acabadas, das histórias mal contadas. Eu continuo aqui. Embora nada seja do jeito que eu sempre quis, embora as pessoas nunca consigam ser sinceras, embora um dia o amor termine. Ainda to aqui. Apesar da destruição, apesar da falsidade, das futilidades, das inúmeras fatalidades. Acho que ainda continuo aqui. e não importa o tempo que leve eu só quero encontrar a minha vida e ser a vida de alguém. Não importa de quem seja.

Mariana de paula cintra

Fidelidade é Jurada ao outro.
Lealdade é oferecida. Fidelidade é obrigação. Lealdade é escolha. Fidelidade é função social. Lealdade é princípio. Fidelidade é cobrança. Lealdade é entrega. Fidelidade é fofoca. Lealdade evita intriga. Fidelidade é paixão. Lealdade é amor. Sou fiel apenas a mim mesmo, sendo leal aos outros não preciso cobrar nada de ninguém.

Tico Santa Cruz

Fidelidade.
Ser fiel não é um ato bonito, não é uma ação pedida para
Sermos considerados moralmente incondenáveis. Ser fiel
Nem ao menos entra na gama das qualidades.
A fidelidade vem de perto seguida pela honra, pela justiça,
Pelo bom nome, não o da reputação, mas o bom nome de
Seu caráter, pois reputação é o que você fez e o que
Consequentemente as pessoas pensam disso. Caráter é o
Que você realmente é hoje, sem apoios de ações passadas.
Ser fiel a algo, não é manter-se vigilante a isso por 24hs,
Pra não pecar e errar em algo que possa ser considerado
Infidelidade ao seu propósito, vai além da vigilância.
Ser fiel não é deixar de abrir portas pelo medo de acabar
sendo seduzido, seja por quais motivos forem.
Aquele que em determinado passo da vida, para permanecer
Fiel a algo, faz esforço desumano, já deixou de ser fiel, somente
Não sabe disso ainda. A fidelidade inexiste quando o caráter é
Alterado de forma tal que a honra é corrompida, e isso gera
A incapacidade de manter fidelidade. A fidelidade não é um
Ato, é um fruto. Ela é uma conseqüência de um propósito bem
Cuidado e conhecido. A fidelidade é o fruto que quando olhamos
Pra dentro de nós, nos dá prazer de tê-la, pois ela nos remete
A um sentido, nos informa que a razão de ser permanece lá.
Quando sentimos tentação de ser infiel, e esta tentação nos faz
Pensar em possibilidades pra ser, a fidelidade já não existe, pois
O ato tentatório já corrompeu a honra e mudou o caráter.
Fidelidade não é qualidade.
Fidelidade, enquanto não forçada, é fruto de um caráter sólido e
De uma honra irrepreensível.

Júlio César

O que eu mais ouço por aí é:

Quer romance? compre um livro.
Quer fidelidade? tenha um cachorro.
Quer amor? volte para casa dos seus pais


Aprendi nos livros que os romances que li para se tornarem possíveis só dependeria de mim, das minhas atitudes...
Descobri que só a fidelidade do meu cão não me bastava e que para eu ter a fidelidade de alguém eu precisava ser fiel a mim mesma, foi aí que eu descobri o que eu realmente queria...
Bem o amor dos meus pais poderia ser suficiente para mim... mas foi aí que eu conheci um homem maravilhoso
que por obra de Deus entrou em minha vida e que me ama sei que não na mesma intensidade do amor que meus pais tem por mim... mas me ama do jeito que eu sempre quis ser amada por um homem.

Com isso tive a certeza que tudo o que eu li nos livros era possível sim...
Viver um amor puro e verdadeiro com companheirismo, cumplicidade não é tão difícil.
E que com o amor dos meus pais e dele eu seria, seria não... eu sou muito feliz!

Por isso leia os livros, dê valor ao seu cão e ame bastante os seus pais... um dia quem sabe você encontra uma pessoa especial assim como eu encontrei
e verá que tudo isso que eu disse é possível, só depende de você...

E que você seja muito feliz

Fernanda Chamas

Sinceridade, fidelidade, companheirismo, dedicação, determinação, força de vontade e empenho para fazer sempre melhor.
Tenha isso e estarás sendo uma pessoa incrível.
Sem espírito de vingança, sem magoar, sem ser indiferente aos que te amam, sem ser falso...
Seja uma pessoa boa, assim você estará poupando do sofrimento, muita gente que te ama! xD

Matheus Bogo

Eu sei que fidelidade
Não é seu forte afinal
E mesmo que eu quisesse
Ainda se eu pudesse

Não ia fazer igual
Porque só beijo quem amo
Só abraço quem gosto
Só me dou por paixão

Eu só sei amar direito
Nasci com esse defeito
No coração

Link: http://www.vagalume.com.br/maria-bethania/barulho.html#ixzz2hPSaop9N

Maria Bethania

O Proveito da Amizade(soneto)

O que proveitaremos nós da amizade?
A fidelidade,o valor,o sonho?
Não..amizade não se resume em felicidade
se resume em mais cisas do que suponho.

o que aproveitaremos nós da amizade?
As brigas,desentendimentos e despedidas?
Sim...amizade é viver a verdade,
se conhece um amigo nas quedas da vida.

Aprenderemos sempre mais nas dores
amigo se reconhece com o tempo
é pondo em prova,que se acha acertar.

Amizade sim tem seus valores
mas às vezes são jogados ao vento
Perdoar à tempo...isso devemos aproveitar!

Diego Ferreira

Ultimamente tenho andado bastante triste,
pq aqueles amigos a quem eu confiei total
fidélidade não foram tão legais assim comigo,
mas como eu disse antes eu estou bastante
chateado pq apesar de eles me deixarem tristes
eu os amo e quero te-los sempre aqui perto de mim

E apesar de eles me fazerem sofrer eo os amo e
não quero perder essas amizades por nada,
q com o tempo que estão juntos comigo já
conquistaram cadeira cativa e eterna em meu coração

...Amo meus amigos acima de tudo...

Junior Loureiro

Bipolo

Acordei sorrindo, vou dormir chorando... E assim vou tentando disfarçar o que sinto, vou tentando me enganar, achando que ainda pode dar certo, que meu tempo vai chegar. Vou falar! Não vou falar! Mas tenho que falar! Já falei! Será se devo repetir?! Acho que já entendeu, acho que também já entendi! Será se entendi? Posso ter entendido errado... Ou posso acreditar que não entendi, tentando me iludir que consigo esperar, será?! Mas esperar por algo que eu nem sei se vem?! "Você está se enganando, vai sofrer" é o que meu lado direito me diz, o da razão! "Espera, vai valer a pena, vai dar tudo certo" é o que me passa a parte esquerda, a da emoção, do coração! E agora?! Como agir?! O que fazer?! Me sinto perdido em meio a um labirinto sem saída, o dia está terminando, não mais consigo ver o sol, será se fui longe demais?! Será que consigo parar e voltar daqui?! Acho que as marcas na areia foram apagadas, algo me diz que devo seguir em frente! Se vim até aqui, por que desistir? "Segue em frente", volta a falar meu coração! E quem disse que o coração não tem um pouco de razão?! Quem disse que existem dois lados?! Na verdade tudo só faz parte de um sistema e eu nunca vou saber o que vai acontecer se não arriscar! Quer saber?! Posso me arranhar, posso me machucar, posso ajoelhar, e se cair, terei forças pra levantar, afinal, a vida é feita de desafios, e se quero chegar onde ninguém chegou, tenho que fazer o que ninguém fez. Cometi um erro anteriormente, pois hoje acordei sorrindo, mas na verdade não vou dormir chorando, vou dormir sorrindo, pois sei que que tenho forças pra lutar pelo que eu quero e não vou ficar aqui parado esperando simplesmente acontecer, não vou sofrer pelo que "pode" acontecer! Vou brigar por meu objetivo, se eu perder essa batalha, sei que morri lutando e não como um covarde que desistiu na primeira ameaça!

Beto Siebra

[...]Preste atenção no que eu vou te dizer,
A vida vai te dar o troco,
Você vai chorar se arrepender,
Mas pra você não volto mais.

Um dia eu sei que vai ligar,
Chorando, me implorando pra voltar,
Já vai ser tarde demais,
Pra pedir desculpas e voltar atrás,
Porque vou ter um novo amor,
Que tem fidelidade, que me dá valor,
Foi você quem quis assim, tudo acabou.

Nosso Sentimento, Fidelidade

Foi só o pacto de fidelidade que tenho comigo mesma, desde me conheço por gente. De me entregar aos impulsos, deixar consumir essas vontades, arriscar. Sabendo ser o melhor para mim, na sua insistência em contato e proximidade, agi. Meio cega, um pouco maluca, mas uma pena que as explicações não tenham chegado à tempo.

Camila Paier

Páscoa do Senhor, Páscoa da vida,
sonho realizado na fidelidade
e no amor.

Este é o dia de Cristo, o Senhor!

O anúncio pascal, hoje, ressoa vibrante:
O Senhor ressuscitou, venceu a morte
e vive para sempre!

Nasce imortal, a humanidade nova!

Com as santas mulheres,
vamos ao túmulo vazio
e nos tornemos
testemunhas
da ressurreição.

Família Passionista no Brasil.

Amparado por Deus


Cercado em silêncio de fidelidade pelo amparo de Deus,
Protegido e consolado maravilhosamente,
Assim eu quero viver estes dias com vocês,

E, juntos, adentrarmos neste novo ano.
As coisas passadas ainda querem torturar nossos corações,
As cargas pesadas dos dias maus nos oprimem,
Ah, Senhor, dá às nossas almas feridas a salvação para qual nos preparastes.
”Se Tu nos ofereceres, cheio até a borda", o pesado e amargo cálice do sofrimento, nós o queremos aceitar agradecidos, sem tremer, da tua boa e amada mão".
Mas, se mais uma vez nesse mundo, quiseres Nos dar alegrias no brilho de seu sol, Então queremos relembrar o que passou
E saber que a nossa vida pertence inteiramente a Ti.
Deixe as velas, que tu colocaste em nossa escuridão,
Iluminarem com seu silêncio e calor, Dirija-nos, se assim puder ser, para nos encontrarmos novamente.
Nós sabemos que a tua luz brilha na noite.
E se agora em profundidade o silêncio se estende em nosso redor,
Deixe-nos, ouvir aquele som pleno,
Do mundo, que invisivelmente nos cerca,
O canto de louvor de todos os teus filhos.
Maravilhosamente amparado por Ti,
Esperamos confortados, o que ainda está por vir.
Deus está conosco ao anoitecer e pela manhã
E certamente a cada novo dia. *

rafaela vsl

Fidelidade Também na Prosperidade – I Reis 15

Para facilitar a compreensão do comentário deste 15º capítulo de I Reis, em diante, deve ser destacado que nem sempre as referências a filiações correspondem a uma descendência direta, como se vê por exemplo no verso 3 deste 15º capítulo, em que se afirma que Abião era filho de Davi (ele era filho de Roboão, que era filho de Salomão, que era filho de Davi). Assim, onde se lê filho, entenda-se descendente, pois este era um costume antigo muito comum de se chamar de pais aos ancestrais de uma pessoa.
De igual modo, lemos tanto nos versos 2 e 10 que Maaca, filha de Absalão era mãe de Abião e de Asa.
Ora, Asa era filho de Abião, portanto Maaca era avó de Asa e não sua mãe.
Mas ela é citada aqui com destaque porque não somente ainda se encontrava como rainha mãe nos dias de Asa e tinha também grande influência no Reino do Sul (Judá) posição da qual foi afastada por Asa, por ser idólatra (v. 13).
Isto explica muito da idolatria de Roboão porque ela era sua esposa.
Abião, filho de Roboão reinou apenas três anos e perseverou nos pecados do seu pai, e é também dito dele no verso 3 que o seu coração não foi perfeito para com o Senhor.
Esta afirmação é importante para entendermos que as palavras que ele dirigiu a Jeroboão, conforme se lê em II Crôn 13, não expressam a sua fé e devoção ao Senhor, mas apenas uma afirmação de que Ele estava ao lado da casa de Davi conforme promessa que lhe havia sido feita por Deus no passado de que a sua casa seria confirmada.
Apesar de se dizer que o Senhor ajudou o exército de 400.000 homens de Judá, para vencer o de 800.000 homens de Israel, sob o comando de Jeroboão, tendo sido mortos 500.000 dos seus homens, no entanto isto não ocorreu por causa da fidelidade de Abião, mas pela própria maldade de Jeroboão e pela palavra que o Senhor havia proferido contra ele e Israel.
Judá também seria castigado pelo seu pecado no tempo oportuno, mas por ora, seria o instrumento do juízo de Deus contra o Reino do Norte.
Depois de Abião, reinou Asa, seu filho, em Judá, por 41 anos (v.10).
Em II Crôn 14 a 16 nós encontramos maiores informações sobre o seu longo reinado.
Depois de Davi, ele foi uma pessoa chave para a preservação da fidelidade ao Senhor, por parte do Seu povo, porque representou um corte na idolatria desenfreada que havia começado na parte final do reinado de Salomão.
Tal foi a sua determinação em promover uma reforma religiosa em Judá que até mesmo a rainha mãe (Maaca) foi afastada por ele, apesar de ser sua avó.
Isto comprova o quanto estava devotado ao Senhor, e não temeu a face do homem.
Expulsou os sodomitas de Judá e removeu os ídolos que os seus pais cultuavam (v. 12).
Queimou o aserá que sua avó havia feito (v. 13).
Asa não conseguiu entretanto, remover todos os altares que se encontravam em Judá (v. 14), mas nós vemos no texto paralelo de II Crônicas 14 a 16, que aboliu os altares dos deuses estranhos e o culto nestes altares, e quebrou as colunas e cortou os postes-ídolos que havia em Judá (II Crôn 14.3, 5).
Além disso, ordenou que Judá buscasse o Senhor guardando a Sua lei e mandamentos (II Crôn 14.4 – doravante, em relação a Asa todas estas referências correspondem a II Crônicas).
E por que ele fez tudo isto?
Somente porque tinha um coração devotado ao Senhor?
Não, ele o fez também e principalmente por ter honrado a Palavra de Deus, pois passou a conhecer a Sua vontade e o modo como Israel deveria ser conduzido, através das Escrituras, e especialmente de tudo o que foi escrito por Moisés.
E o que se espera dos ministros do evangelho?
Seria algo diferente disto?
Basta apenas que eles manifestem o seu grande desejo de servir o Senhor, ou eles devem também e principalmente dirigir os seus passos mediante a Palavra de Deus?
Poderia o Senhor ser realmente agradado sem isto?
Em razão da fidelidade de Asa, Deus lhe deu repouso em seu reinado, e não houve guerra contra ele naqueles dias de fidelidade, de forma que teve condições de se dedicar à construção de cidades fortificadas em Judá (14.6,7).
A tribo de Benjamim permanecia aliada a Judá, sendo o exército do Reino do Sul nos dias de Asa, composto de 300.000 homens de Judá, e de 280.000 de Benjamim (14.8).
Com estes homens ele conseguiu vencer um exército de um milhão de etíopes e trezentos carros, confiando no Senhor, e fazendo a oração que encontramos em II Crôn 14.11:
“E Asa clamou ao Senhor seu Deus, dizendo: Ó Senhor, nada para ti é ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força. Acuda-nos, pois, o Senhor nosso Deus, porque em ti confiamos, e no teu nome viemos contra esta multidão. Ó Senhor, tu és nosso Deus, não prevaleça contra ti o homem.” (II Crôn 14.11).
Aquelas mesmas operações miraculosas de Deus, que ocorriam nos dias de Davi, em suas batalhas, voltaram a ocorrer nos dias de Asa, como prova da manifestação do agrado do Senhor pelas reformas que Asa estava empreendendo.
Assim, eles juntaram grande despojo das nações conquistadas (14.13-15).
Por este tempo Deus enviou o profeta Azarias com uma mensagem para Asa e para as tribos de Judá e Benjamim (15.1,2) dizendo-lhes que deveriam prosseguir no caminho da fidelidade buscando ao Senhor porque Ele recompensaria a obra deles (15.2-7).
Quando o povo anda de acordo com a vontade de Deus, a profecia tem esta função de encorajar, consolar, incentivar, mas quando anda contrariamente à Sua vontade ela tem a função de admoestar, repreender e proclamar os juízos de Deus contra o pecado.
Isto ocorreu no 15º ano do reinado de Asa (15.10), e tal foi o impacto das palavras de incentivo que o Senhor lhe dera através do profeta Azarias, que ele intensificou as suas reformas, lançando fora as abominações de Judá e de Benjamim, e reconhecendo que o Senhor era com ele, muitos de Efraim, Manassés e Simeão desertaram do Reino do Norte e se juntaram a ele (15.9).
Eles ofereceram sacrifícios ao Senhor, e fizeram uma aliança de buscarem ao Deus de seus pais, de todo o coração e de toda a alma, e que aqueles que não buscassem ao Senhor fossem mortos, ainda que fossem crianças ou mulheres (15.12,13).
Houve grande alegria porque haviam feito tal juramento de todo o coração, e de toda a boa vontade buscaram o Senhor, e Ele lhes deu paz por toda parte (15.15).
E até ao 35º ano do reinado de Asa, não houve guerra contra ele (15.19).
Em face deste testemunho devemos perguntar: vale ou não a pena servir ao Senhor com um coração voluntário?
Se este testemunho das Escrituras não for suficiente para nos estimular a tal fidelidade ao Senhor, o que poderá nos mover a isto?
Agora, importa permanecermos constantes nesta fidelidade e fé inabalável no Senhor para que porventura não suceda a nós o mesmo que sucedeu a Asa a partir do 36º ano do seu reinado.
Ele não desviou para a adoração de outros deuses.
Ele devia ainda guardar e ordenar o cumprimento dos mandamentos da Lei.
Mas como havia sido fortalecido e confirmado no reino, estando na posse de muitos bens, tanto do que havia tomado como despojo das nações, quanto da prosperidade que o Senhor deu a Judá e Benjamim, e em vez de continuar confiando no Senhor para vencer o rei Baasa de Israel, ele assalariou e fez aliança com Ben-Hadade, rei da Síria, para que desse contra as cidades de Israel (16.1-5), de maneira que Baasa abandonasse o seu projeto de fortificar a cidade de Ramá, para impedir o trânsito dos israelitas que estavam em deserção, indo residir em Judá e em Benjamim.
Isto não agradou ao Senhor, que enviou a Asa o profeta Hanani, que lhe disse que por não ter confiado no Senhor como o havia feito em relação aos etíopes e aos líbios, obtendo vitória sobre um exército de um milhão de homens, então, desde aquele momento em diante haveria guerra contra ele (15.7-9).
Mas Asa, em seu endurecimento não se arrependeu, nem se humilhou perante o Senhor, e em vez disso muito se indignou contra o profeta e o lançou no cárcere, prendendo-o a um tronco, e tal foi a sua ira que a despejou sobre alguns do povo, oprimindo-os (16.10).
Três anos antes da sua morte, portanto no 39º ano do seu reinado, Asa caiu enfermo dos pés e sua doença era muito grave, mas é dito que ele não recorreu ao Senhor, e confiou somente nos médicos (16.11,12).
A grande ira dele havia aberto a porta para que fosse acometido por esta enfermidade, que lhe dificultava e até mesmo devia impossibilitá-lo de andar.
A par de toda a fidelidade que ele havia demonstrado ao Senhor, o seu pecado de orgulho que o levou a impedir a liberdade do profeta Hanani de ir e vir, seria retribuído nele próprio com aquela enfermidade dos pés que se transformou numa prisão para o seu corpo e que impedia os seus deslocamentos.
O fato de não ter buscado lugar de arrependimento em Deus, humilhando-se e confessando o seu pecado, e não confiando que isto contribuiria para a sua cura, parece indicar que morreu endurecido no seu orgulho, que havia se manifestado primeiro na confiança dos muitos bens que possuía, e na prosperidade do Seu reino, e ter abandonado a confiança exclusiva que ele tinha no Senhor nos dias de dificuldade; orgulho este que foi confirmado em não aceitar a repreensão que o Senhor lhe fizera através do profeta Hanani.
Ele estava cometendo o erro muito comum daqueles que prosperam muito, em se colocarem acima da vontade de Deus, por pensarem que não dependem mais dEle para terem um viver abençoado.
Que o Senhor possa nos guardar deste terrível erro!
Porque todo o bem que tivermos feito anteriormente, de nada nos valerá se permitirmos ser vencidos pelo orgulho espiritual.
E temos em Asa um grande exemplo que nos foi dado a respeito disto, de maneira que nos guardemos da presunção, que nos faz pensar que estamos de pé, quando na verdade podemos estar caídos, ainda que não numa queda definitiva para a perdição eterna, porque os eleitos como Salomão, Asa, Davi, Pedro e todos os demais, podem cair, mas ao final serão levantados pelo Senhor, para estarem para sempre em Sua presença, desfrutando a glória do céu.
Poderoso é o Senhor Jesus para fazê-lo, o fiel sumo sacerdote da nossa fé, e nosso grande Salvador e Senhor.





“1 No décimo oitavo ano do rei Jeroboão, filho de Nebate, começou Abião a reinar sobre Judá.
2 Reinou três anos em Jerusalém. Era o nome de sua mãe Maaca, filha de Absalão.
3 Ele andou em todos os pecados que seu pai tinha cometido antes dele; o seu coração não foi perfeito para com o Senhor seu Deus como o coração de Davi, seu pai.
4 Mas por amor de Davi o Senhor lhe deu uma lâmpada em Jerusalém, levantando a seu filho depois dele, e confirmando a Jerusalém;
5 porque Davi fez o que era reto aos olhos do Senhor, e não se desviou de tudo o que lhe ordenou em todos os dias da sua vida, a não ser no caso de Urias, o heteu.
6 Ora, houve guerra entre Roboão e Jeroboão todos os dias da vida de Roboão.
7 Quanto ao restante dos atos de Abião, e a tudo quanto fez, porventura não estão escritos no livro das crônicas dos reis de Judá? Também houve guerra entre Abião e Jeroboão.
8 Abião dormiu com seus pais, e o sepultaram na cidade de Davi. E Asa, seu filho, reinou em seu lugar.
9 No vigésimo ano de Jeroboão, rei de Israel, começou Asa a reinar em Judá,
10 e reinou quarenta e um anos em Jerusalém. Era o nome de sua mãe Maaca, filha de Absalão.
11 Asa fez o que era reto aos olhos do Senhor, como Davi, seu pai.
12 Porque tirou da terra os sodomitas, e removeu todos os ídolos que seus pais tinham feito.
13 E até a Maaca, sua mãe, removeu para que não fosse rainha, porquanto tinha feito um abominável ídolo para servir de Asera; e Asa desfez esse ídolo, e o queimou junto ao ribeiro de Cedrom.
14 Os altos, porém, não foram tirados; todavia o coração de Asa foi reto para com o Senhor todos os seus dias.
15 E trouxe para a casa do Senhor as coisas que seu pai havia consagrado, e as coisas que ele mesmo consagrara: prata, ouro e vasos.
16 Ora, houve guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel, todos os seus dias.
17 Pois Baasa, rei de Israel, subiu contra Judá, e edificou Ramá, para que a ninguém fosse permitido sair, nem entrar a ter com Asa, rei de Judá.
18 Então Asa tomou toda a prata e ouro que ficaram nos tesouros da casa do Senhor, e os tesouros da casa do rei, e os entregou nas mãos de seus servos. E o rei Asa os enviou a Ben-Hadade, filho de Tabrimom, filho de Heziom, rei da Síria, que habitava em Damasco, dizendo:
19 Haja aliança entre mim e ti, como houve entre meu pai e teu pai. Eis que aqui te mando um presente de prata e de ouro; vai, e anula a tua aliança com Baasa, rei de Israel, para que ele se retire de mim.
20 Ben-Hadade, pois, deu ouvidos ao rei Asa, e enviou os capitães dos seus exércitos contra as cidades de Israel; e feriu a Ijom, a Dã, a Abel-Bete-Maaca, e a todo o distrito de Quinerote, com toda a terra de Naftali.
21 E sucedeu que, ouvindo-o Baasa, deixou de edificar Ramá, e ficou em Tirza.
22 Então o rei Asa fez apregoar por toda a Judá que todos, sem exceção, trouxessem as pedras de Ramá, e a madeira com que Baasa a edificava; e com elas o rei Asa edificou Geba de Benjamim e Mizpá.
23 Quanto ao restante de todos os atos de Asa, e todo o seu poder, e tudo quanto fez, e as cidades que edificou, porventura não estão escritos no livro das crônicas dos reis de Judá? Porém, na velhice, ficou, enfermo dos pés.
24 E Asa dormiu com seus pais, e foi sepultado com eles na cidade de Davi seu pai; e Josafá, seu filho reinou em seu lugar.
25 Nadabe, filho de Jeroboão, começou a reinar sobre Israel no segundo ano de Asa, rei de Judá, e reinou sobre Israel dois anos.
26 E fez o que era mau aos olhos de Senhor, andando nos caminhos de seu pai, e no seu pecado com que tinha feito Israel pecar.
27 Conspirou contra ele Baasa, filho de Aías, da casa de Issacar, e o feriu em Gibetom, que pertencia aos filisteus; pois Nadabe e todo o Israel sitiavam a Gibetom.
28 Matou-o, pois, Baasa no terceiro ano de Asa, rei de Judá, e reinou em seu lugar.
29 E logo que começou a reinar, feriu toda a casa de Jeroboão; a ninguém de Jeroboão que tivesse fôlego deixou de destruir totalmente, conforme a palavra do Senhor que ele falara por intermédio de seu servo Aías, o silonita,
30 por causa dos pecados que Jeroboão cometera, e com que fizera Israel pecar, e por causa da provocação com que provocara à ira o Senhor Deus de Israel.
31 Quanto ao restante dos atos de Nadabe, e a tudo quanto fez, porventura não estão escritos no livro das crônicas dos reis de Israel?
32 Houve guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel, todos os seus dias.
33 No terceiro ano de Asa, rei de Judá, Baasa, filho de Aías, começou a reinar sobre todo o Israel em Tirza, e reinou vinte e quatro anos.
34 E fez o que era mau aos olhos do Senhor, andando no caminho de Jeroboão e no seu pecado com que tinha feito Israel pecar.” (I Rs 15.1-34).

Silvio Dutra

Fidelidade na Tribulação - 2 Timóteo 1c

Muitos seguem alegremente no ajuntamento dos cristãos na Igreja enquanto tudo está calmo.
Porém, quando a tribulação e a perseguição vêm, eles recuam e já não seguem mais a Cristo.
A Parábola do Semeador revela isto de modo muito claro.
Somente aqueles que perseveram podem dar frutos para Deus, e em vez de recuarem na hora da provação, eles serão amadurecidos espiritualmente por ela, revelando a constância deles em seguir a Cristo e à Sua Palavra.
Onesíforo foi citado por Paulo a Timóteo para servir como exemplo de todos estes que perseveram na fé, a par de todas as perseguições e tribulações que eles possam sofrer.
Onesíforo demonstrou ser um cristão fiel quando não se envergonhou de Paulo, nem do fato dele estar preso em Roma aguardando o martírio.
Ele não viu aquilo como um fracasso ou insucesso de Paulo em relação à fé, e muito menos como derrota do evangelho de Cristo.
Ele estava bem inteirado de que para isto mesmo os cristãos foram vocacionados, a saber: serem coparticipantes dos sofrimentos de Cristo.
Onesíforo não demonstrou fidelidade ao evangelho servindo a Paulo somente em Éfeso, como também foi procurá-lo em Roma para dar-lhe refrigério na prisão.
Cristãos assim podem contar certamente com a recompensa e o agrado de Deus, porque adornam a doutrina do amor e da fidelidade do evangelho.
Onesíforo havia demonstrado misericórdia para com Paulo e certamente acharia também misericórdia de Deus no dia do Julgamento, porque segundo a promessa do evangelho os misericordiosos alcançarão misericórdia, porque Cristo considerará todo o bem que tiver sido feito aos seus servos e irmãos, como tendo sido feito a Ele próprio, como se vê em Mt 25.40.



“1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus,
2 A Timóteo, meu amado filho: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso.
3 Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço memória de ti nas minhas orações noite e dia;
4 Desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lágrimas, para que eu transborde de alegria;
5 Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti.
6 Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela imposição das minhas mãos.
7 Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.
8 Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus,
9 Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos;
10 E que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho;
11 Para o que fui constituído pregador, e apóstolo, e mestre dos gentios.
12 Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia.
13 Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus.
14 Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós.
15 Bem sabes isto, que os que estão na Ásia todos se apartaram de mim; entre os quais foram Figelo e Hermógenes.
16 O Senhor conceda misericórdia à casa de Onesíforo, porque muitas vezes me recreou, e não se envergonhou das minhas cadeias.
17 Antes, vindo ele a Roma, com muito cuidado me procurou e me achou.
18 O Senhor lhe conceda que naquele dia ache misericórdia diante do Senhor. E, quanto me ajudou em Éfeso, melhor o sabes tu.” (2 Timóteo 1)

Silvio Dutra

O silêncio tomou conta
Dos dias que prometemos fidelidade.
Todas as razões foram ignoradas
Em falas secas e geladas

O frio domina a distância,
E não ouço sua voz no meu recanto.
A freqüência das lágrimas oscilam,
Enquanto reina a essência do pranto.

A ferida chora o sangue
Da insuficiência de argumentos.
O globo que preenche minha visão
Encontra-se paralisado no segundo do tempo

Por dentro, minh’alma chora
Ao pensar em tudo que não fomos.
Se ao menos exteriorizasse o que sinto,
Não seriamos o que hoje somos.

Bruno Oggione

Fidelidade - Soneto

Fidelidade não pode ser comprada
Fidelidade não é uma obrigação
Fidelidade não pode ser exigida
A fidelidade vem do nobre coração

Assim como um dia decidimos amar
Fidelidade também é uma decisão
Sou fiel a quem eu me relacionar
Independente de qualquer imposição

A troca de um conjunto de boas ações
Unem duas pessoas em cumplicidade
Aumentando as chances de muita união

Mesmo que não exista nelas afinidades
Pois fidelidade é apenas uma bela opção
As pessoas agem nesse caso com caráter

Djalma CMF