Textos de Boca

Cerca de 1111 textos de Boca

SOU TUA.

Lindo são seus olhos, sua boca. Hoje vim te ver e matar minhas saudades. lindo é você.
Que chegou de repente, sem me avisar, e tomou conta de todo o meu ser.
Loucura de amor, não se brinca e não se explica.
Loucura de amor, agente sente, a gente ama.
Preciso dos teus carinhos.
Preciso dos teus beijos.
Preciso ser tua.
Tua amada.
Tua amiga.
Tua paixão de vida.
Nosso amor veio e se multiplicou.
Hoje sou sua amiga.
Sua namorada.
Sua mulher.
Sua companheira.
Você me ganhou

Lusiane Silva

Sinto saudade já sentia até mesmo antes da tua boca conhecer
Sinto saudade das conversas na rede social quando você não tinha nada pra fazer
Sinto saudade de você de recuperação
Eu fiquei na expectativa, torcendo, rezando, pra você não reprovar não

Sinto saudade da nossa primeira vez na praça, aquela aflição
Eu tava com medo de vim me ver até um dia você segurar minha mão
Sinto saudade do nosso silêncio, da cena, do quase beijo roubado
Do frio na barriga e a mão gelada sabendo que tava ao seu lado

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade

Sinto saudade do meu olhar torto, pouco a pouco
Me descobrindo o seu
Da gente se emocionando
Se amando sem acreditar, mas aconteceu
Sinto saudade daquela meia covinha estampada em seu sorriso
Toda envergonhada quando eu te falei casa comigo

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade
Eu sinto saudade

Guto Nascimento

‘’Olhos: desculpe por chorar tanto de ‘’felicidade’’.
Boca: desculpe por te usar com quem não merecia’’
Estômago: desculpe por fazer você sentir borboletas’’
Cérebro: desculpe por não te ouvir, você me avisou’’
Coração: foi bom não foi? Não me arrependo de nada!’’

Maria Gabriella Socci

AMANHECER APAIXONADO

Venha pescar o desejo em minha boca,
Enquanto, na penumbra, me olha nos olhos.
Venha, com a quentura de lava,
Sem palavras, me dizer com o corpo
O que somente a vontade sabe ler.
Venha, com riso indecente, me tomar e me beber
Enquanto me contorço de prazer
E sou só garras para que não me fuja.
***
O céu está mais baixo,
O sol nos visita em bom dia
E já somos íntimos para sempre.

Hérlon Fernandes Gomes

Eu estou atordoado.
Seu corpo, seus cabelos
Sinto sede, falta de ar
Só sua boca para saciar.
Eu tento conter as sensações
Mas minha imaginação não deixa
O seu rosto, a sua pele
As tatuagens ocultas que me desperta.
A sua essência perfumada
Atrai o calor e alivia
Ao mesmo tempo que seus olhos hipnotiza.
Eu sei, pareço louco,
Mas logo verás
Que esse louco romântico
Será seu Amor e você...
O motivo de seus poemas.

AndersonMelocomelo

Pedi ao Papai Noel:
-que me lembre de usar mais os meus ouvidos do que a minha boca
pois ouvindo os meus amigos posso fazer algo. Falando serão apenas palavras!
-que me dê firmeza no meu andar
pois sei que se exercitar os meus passos estarei mais forte e não me deixarei cair, mas se cair terei forças suficientes pra levantar!
-que me dê uma saúde impecável
para que eu possa trabalhar dia-a-dia e vencer pelo meu próprio esforço!
-que a minha casa seja firme
pois sei que se provações vierem, lá será a minha fortaleza e o meu refúgio!!!
Por fim pedi muito paz, beleza, dinheiro, amor e talento pro meus inimigos, pois assim talvez quem sabe eles sosseguem e vivam a vida deles felizes como eu sou!!!

Claudia Homem

"Quando você chegou"
Óh amor, verdadeiro amor
Que surgiu do nada, e que de boca calada.
Nós falou aos ouvidos.
Que nos levou e nos embalou,
de encontro, um à o outro.
Que de repente, tirou da alma toda a dor.
Que elevou às vontades
Que chegou tomando conta.
Que fez amolecer o mais duro coração.
Fazendo a timidez se tornar...
verdadeira sedução.
(Vieira)

Narciso Vieira Lima

Encontrei nos teus olhos, os meus e, nos meus, os teus. Encontrei na tua boca, a vontade de não me separar, o desejo de me comprometer e a saudade ao me afastar. Encontrei na tua boca, a voz de um anjo desconhecido, que ao cantar se mostra amor, e ao falar se mostra amigo.

Encontrei na tua boca, os dentes mais bonitos que já vi, o céu mais estrelado que já presenciei, e o hálito mais doce que já dividi. Encontrei na tua boca a necessidade de ficar e me entorpecer, de me instalar e nunca mais sair. Encontrei no teu abraço, a cura para todo o cansaço que há em mim. Encontrei nos teus braços, a cura para toda a solidão que há em mim. Encontrei nos teus braços, os abraços que preciso e o calor – mais que preciso.

Encontrei nos teus abraços o conforto que eu precisava e que é exatamente o que posso oferecer. Encontrei no teu abraço, o porto para me ancorar e o remédio, para nunca mais me entristecer.

Fellipo Rocha

ADORO pessoas que falam olhando nos olhos. Que falam com os olhos...
Que abrem bem a boca pra rir. Adoro as que tem liberdade o suficiente pra falar um palavrão.
E liberdade o suficiente para te dar uma palavra de apoio, de incentivo. Adoro pessoas carinhosas.
Aquelas pessoas que tem a incrível capacidade de te dar um feedback honesto sem deixarem de ser HUMANAS.
Que têm opinião pras coisas.
Que admitem seus erros, bancam suas perdas e vibram suas vitórias.
Que não tem medo de olhar pra si mesmas e que não tem medo da desaprovação alheia.
Adoro olho no olho.


Adoro pessoas CORAJOSAS!!!

Kelly Maia

In Memorian

" Vida é
cara
olhos
e boca.

Cara é cor
olhos é luz,
e boca é voz
Cor é calor,
luz é chama
e voz é canto.
Quando o calor esmorece,
a chama se apaga
e o canto se cala..."

Élide Baccelli Bianco

Quero tê-lo aqui

Quero tê-lo em meus braços
Acariciar seus cabelos
Beijar tua boca
E depois te contemplar

Quero vê-lo sorrindo
Quero tê-lo ao meu lado
Quero sentir-me segura
Envolvida em teus braços

E sentir tuas mãos nas minhas
E o teu olhar no meu
Quero fazer de um instante
Uma vida...

E nesta vida...
Aproveitar cada segundo
Como se fora o último
Para que não seja esquecido

Pois as horas passam como o vento
Mas de ti não sai meu pensamento
Imagino o dia do nosso encontro
E de como estarão nossos corações

A emoção estará no ar
Nossos olhares irão se encontrar
E o silêncio por um minuto somente
Falará por nós...

Renatinha Moura

Deus não me deu asas mais me deu boca para falar coisas bonitas e beijar você.
Deu-me duas pernas para caminhar com você em rumo o caminho da felicidade.
Deu-me dois olhos para vê sua perfeição e olhar em seus lindos olhos .
Deu-me uma mente para não parar de pensar em você por nenhum estante.
Deu-me dois braços para de abraçar e te esquentar nos dias frios.
Só falta uma coisa em mim coragem para falar e ter você do meu lado. T-T.
Meu medo me atrapalha. Minha timidez. Todos os meus erros contra mim.
Mais a vida é cheia de obstáculos, vence-los é meu objetivo.
Se eu acreditar em mim e você acreditar em você vamos viver o VERDADEIRO AMOR, a VERDADEIRA FELICIDADE, o VERDADEIRO PARAÍSO.
E você me deu um dos mais importantes o seu SORRISO.

Felipe Candian FelipeCandian fb.comFelipeCandian

A SERENATA

Uma noite de lua pálida e gerânios
ele viria com boca e mãos incríveis
tocar flauta no jardim.
Estou no começo do meu desespero
e só vejo dois caminhos:
ou viro doida ou santa.
Eu que rejeito e exprobro
o que não for natural como sangue e veias
descubro que estou chorando todo dia,
os cabelos entristecidos,
a pele assaltada de indecisão.
Quando ele vier, porque é certo que vem,
de que modo vou chegar ao balcão sem juventude?
A lua, os gerânios e ele serão os mesmos
— só a mulher entre as coisas envelhece.
De que modo vou abrir a janela, se não for doida?
Como a fecharei, se não for santa?

Adélia Prado

Do silêncio e do tato

Meus olhos olham os teus olhos
Não vejo boca, nem resto
Vejo o profundo de uma pupila acastanhada
Vejo medos e delicadeza em sofreguidão fulminante
Vejo amor.
E depois dessa visão infinita
Me perco vendo-me dentro de ti
Agora não sou eu nem tu
Somos nós que misturados refletimos a imensidão minúscula de um silencio observado.

Mel Fronckowiak

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Hoje ele acordou e assobiou
A Flora acordou e te respondeu
Quando ele queria um beijo era
Quando ela respondia era tipo
Viu?

Ele dizia: 'Eu tô te querendo'
Ela dizia: 'Já tô descendo'
Ele dizia: 'Então vem correndo'
Ela dizia: 'É isso 'memo'

Me levou pra passear
E depois fez com que esse amor crescesse tanto em mim
Me levou pra um lugar onde quando um amor começa jamais haverá um fim
Dominou meu coração de uma forma tão sútil
Mas eu não consegui dormir
E o meu pretinho querendo meu chamego
Já não tinha porque se esconder assim

Pretin desse jeito você me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin

Flora Matos

DIVAGAÇÕES NA BOCA DA URNA (Pequenas Epifanias)

Política é exercício de poder, poder é o exercício do desprezível. Desprezível é tudo aquilo que não colabora para o enriquecimento do humano, mas para a sua (ainda) maior degradação. Como se fosse possível. Pior é que sempre é.
Ah, a grande náusea desses jeitos errados que os homens inventaram para distrair-se da medonha idéia insuportável de que vão morrer, de que Deus talvez não exista, de que procura-se o amor da mesma forma que Aguirre procurava o Eldorado: inutilmente.
Porque você no fundo sabe tão bem quanto eu que, enquanto a jangada precária gira no redemoinho, invadida pelos macacos enlouquecidos, e você gira sozinho dentro da jangada, ao lado da filha morta com quem daria início à primeira dinastia — mesmo assim: com a mão estendida sobre o rio, você julgará ver refletido no lodo das águas o brilho mentiroso das torres de Eldorado. E há também aquela outra política que os homens exercitam entre si. Uma outra espécie de política ainda menor, ainda mais suja, quando o ego de um tenta sobrepor-se ao ego do outro. Quando o último argumento desse um contra aquele outro é: sou eu que mando aqui.
Ah, a grande náusea por esses pequenos poderosos, que ferem e traem e mentem em nome da manutenção de seu ego imensamente medíocre. Porque sem ferir, nem trair, nem mentir, tudo cairia por terra num estalar de dedos. Eu faço assim — clack! — e você desmonta. Eu faço assim — clack! — e você desaparece. Mas você não desmonta nem desaparece: você é que manda, essa ilusão de poder te mantém. Só que você não existe, como não existe nem importa esse mundo onde você se julga senhor, O outro lado, o outro papo, o outro nível — esses, meu caro, você nunca vai saber sequer que existem. Essa a nossa vingança, sem o menor esforço.
Mais nítido, no entanto, que as ruas sujas de cartazes e panfletos, resta um hexagrama das cores do arco-íris suspenso no centro daquele céu ao fundo da rua que vai dar no mar.
É o único rosto vivo em volta, nunca me engano. Chega devagar, pede licença, sorri, pergunta: “E você acha que aqui também é um deserto de almas?” Não preciso nem olhar em volta para dizer que sim, aqui também. E os desertos, você sabe — sabe? — não param nunca de crescer.
Ah, esses vastos desertos em torno das margens do rio lodoso e tão árido que é incapaz de fertilizá-las. Da barca girando no centro do redemoinho, se você estender a mão sobre as águas escuras e erguer bem a cabeça para olhar ao longe, julgará ver as árvores, além do deserto que circunda o rio.
Entre os galhos dessas árvores, macacos tão enlouquecidos quanto aqueles que invadem tua precária jangada, pobre Aguirre, batem-se os humanos perdidos em seus pequenos jogos que supõem grandes. Para sobrepor-se ao ego dos outros, para repetir: sou eu que mando aqui. Para fingir que a morte não existe, e Deus e o amor sim. Pulando de galho em galho, com seus gestos obscenos e gritinhos histéricos, querendo que enlouqueças também. Os dentes arreganhados, os macacos exercitam o poder. Exercitam o desprezível nos escombros da jangada que gira e gira e gira em torno de si mesma, sempre no mesmo ponto inútil, em direção a coisa alguma, enquanto o tempo passa e tudo vira nada.
Do meu apartamento no milésimo andar, bem no centro da ilha de Java, levanto ao máximo o volume do som para que o agudo solo da guitarra mais heavy arrebente todos os tímpanos, inclusive os meus.
O Estado de S. Paulo, 19/11/1986

Caio Fernando Abreu

Hoje é o dia do basta
Queria te dizer isso
So não sei se tenho coragem
Pois minha boca vai dizer
O que meu coração não deseja
Isso é difícil pra minha mente
E para meus sentimentos
Mais hoje eu sei
Que você faz parte da minha vida
A vida onde eu aprendi muito
E assim vou seguindo aprendendo
E mesmo assim
Não digo adeus
Mais sim
Um Ate logo

Fernando Tayrone

As paralvras fogem de minha boca quando estou perto de você,não sei o que falar ou como agir diante de sua presença...
Meu corpo parece não me obedecer e as minhas vontades são outras...
Quando estou perto de você não tenho vontade de falar nada e sim de te beijar e acariciar o seu corpo moreno,que só de olhar pra ele ja me atiça e me encendeia me enchendo de desejo de sentir seu corpo junto ao meu e mais uma vez sermos apenas você e eu...
Ja não me impota mais nada desde que !!! Eu esteja com você meu amor....

Sheyla Miglioli

Meu Anjo

Certa vez houve um sorriso
Que, sem esforço, me sugou o ar
Torto, canto de boca, um Paraíso
Tão sereno e poderoso, ensinou-me a desejar.
Aprendi, aprendi a te querer,
Autodidata, julguei-me apto a amar.
Foi quando chorei sem perceber,
Quando vi que tinha te perdido sem te ganhar.

João Gomes

Estive analisando suas palavras, nem parece q sairam da boca de alguem q dizia me amar. No inicio não quiz te namorar e tinha meus motivos,vc sabe quais. Mas depois vendo toda aquela dedicação, resolví tentar a sorte, e aos poucos fui me envolvendo.
Me envolvi tanto, que não mais me reconhecia, me alegrava e chorava sem saber o porque. Parava no tempo e me perguntava: É isso que eu quero na minha vida? Alguém que não demonstra o sentimento q diz sentir? Alguém que deixa esperando, e mais fácil chegar a morte, mas ele não?! e alí mesmo parada no tempo eu respondia: Quero tentar, vou tentar, Eu amo, e quem ama faz assim, tem esperança! Só q os dias foram se passando e nada foi mudando, ao contrário, tudo foi se afastando cada vez mais, até ao ponto de me perguntar: Ainda tenho namorado? será q ele assim me considera? E em todas as minhas indagações, em todas as vezes que esperei por ti, um só telefonema..eu não encontrei outra resposta, a não ser a de que vc não me AMA...

Patty Gadêlha