Textos de Boca

Cerca de 1079 textos de Boca

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Hoje ele acordou e assobiou
A Flora acordou e te respondeu
Quando ele queria um beijo era
Quando ela respondia era tipo
Viu?

Ele dizia: 'Eu tô te querendo'
Ela dizia: 'Já tô descendo'
Ele dizia: 'Então vem correndo'
Ela dizia: 'É isso 'memo'

Me levou pra passear
E depois fez com que esse amor crescesse tanto em mim
Me levou pra um lugar onde quando um amor começa jamais haverá um fim
Dominou meu coração de uma forma tão sútil
Mas eu não consegui dormir
E o meu pretinho querendo meu chamego
Já não tinha porque se esconder assim

Pretin desse jeito você me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin, desse jeito 'cê' me deixa louca
Tomando coragem pra beijar sua boca
Mesmo que 'cê' não saiba
Sou eu não tem outra, pra mudar sua vida assim só eu
Louca

Pretin

Flora Matos

Do silêncio e do tato

Meus olhos olham os teus olhos
Não vejo boca, nem resto
Vejo o profundo de uma pupila acastanhada
Vejo medos e delicadeza em sofreguidão fulminante
Vejo amor.
E depois dessa visão infinita
Me perco vendo-me dentro de ti
Agora não sou eu nem tu
Somos nós que misturados refletimos a imensidão minúscula de um silencio observado.

Mel Fronckowiak

A SERENATA

Uma noite de lua pálida e gerânios
ele viria com boca e mãos incríveis
tocar flauta no jardim.
Estou no começo do meu desespero
e só vejo dois caminhos:
ou viro doida ou santa.
Eu que rejeito e exprobro
o que não for natural como sangue e veias
descubro que estou chorando todo dia,
os cabelos entristecidos,
a pele assaltada de indecisão.
Quando ele vier, porque é certo que vem,
de que modo vou chegar ao balcão sem juventude?
A lua, os gerânios e ele serão os mesmos
— só a mulher entre as coisas envelhece.
De que modo vou abrir a janela, se não for doida?
Como a fecharei, se não for santa?

Adélia Prado

Sinto saudade já sentia até mesmo antes da tua boca conhecer
Sinto saudade das conversas na rede social quando você não tinha nada pra fazer
Sinto saudade de você de recuperação
Eu fiquei na expectativa, torcendo, rezando, pra você não reprovar não

Sinto saudade da nossa primeira vez na praça, aquela aflição
Eu tava com medo de vim me ver até um dia você segurar minha mão
Sinto saudade do nosso silêncio, da cena, do quase beijo roubado
Do frio na barriga e a mão gelada sabendo que tava ao seu lado

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade

Sinto saudade do meu olhar torto, pouco a pouco
Me descobrindo o seu
Da gente se emocionando
Se amando sem acreditar, mas aconteceu
Sinto saudade daquela meia covinha estampada em seu sorriso
Toda envergonhada quando eu te falei casa comigo

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade
Eu sinto saudade

Guto Nascimento

‘’Olhos: desculpe por chorar tanto de ‘’felicidade’’.
Boca: desculpe por te usar com quem não merecia’’
Estômago: desculpe por fazer você sentir borboletas’’
Cérebro: desculpe por não te ouvir, você me avisou’’
Coração: foi bom não foi? Não me arrependo de nada!’’

Maria Gabriella Socci

Eu estou atordoado.
Seu corpo, seus cabelos
Sinto sede, falta de ar
Só sua boca para saciar.
Eu tento conter as sensações
Mas minha imaginação não deixa
O seu rosto, a sua pele
As tatuagens ocultas que me desperta.
A sua essência perfumada
Atrai o calor e alivia
Ao mesmo tempo que seus olhos hipnotiza.
Eu sei, pareço louco,
Mas logo verás
Que esse louco romântico
Será seu Amor e você...
O motivo de seus poemas.

AndersonMelocomelo

Dopamina

Há um tempo que tranquei minha boca
Para os copos transbordando alcoolismo
Você é o único prazer em alto teor que devo provar

Há um tempo que fechei meus pulmões
Para cigarros que já haviam se tornado sagrados
Você é o único mau que me tira o ar

Há um tempo que fechei meus olhos
Para a realidade que destruía meu mundo
Você é minha única bomba nuclear

E há quem diga
Que sustento meus vícios
Invés de alimentar nosso amor

E há quem siga
Os caminhos dos quais fujo
Para não sentir dor

Há bons anos que afastei-me do ciclo
Vicioso que minha vida se tornara
Por conta de caos que se tornara constante

Há bons anos que entreguei-me à ti
Como forma de protesto às minhas origens
Por conta de um amor viciante

Há bons milênios que vago por aí
Em busca de um corpo capaz
De me encaixar a ti

Para provar e ter overdose
Da dopamina que traz
Tua presença
Que me é vicio
Desde o início
De todo fim.

Caffèmia, Blasfêmia

"Quando você chegou"
Óh amor, verdadeiro amor
Que surgiu do nada, e que de boca calada.
Nós falou aos ouvidos.
Que nos levou e nos embalou,
de encontro, um à o outro.
Que de repente, tirou da alma toda a dor.
Que elevou às vontades
Que chegou tomando conta.
Que fez amolecer o mais duro coração.
Fazendo a timidez se tornar...
verdadeira sedução.
(Vieira)

Narciso Vieira Lima

Encontrei nos teus olhos, os meus e, nos meus, os teus. Encontrei na tua boca, a vontade de não me separar, o desejo de me comprometer e a saudade ao me afastar. Encontrei na tua boca, a voz de um anjo desconhecido, que ao cantar se mostra amor, e ao falar se mostra amigo.

Encontrei na tua boca, os dentes mais bonitos que já vi, o céu mais estrelado que já presenciei, e o hálito mais doce que já dividi. Encontrei na tua boca a necessidade de ficar e me entorpecer, de me instalar e nunca mais sair. Encontrei no teu abraço, a cura para todo o cansaço que há em mim. Encontrei nos teus braços, a cura para toda a solidão que há em mim. Encontrei nos teus braços, os abraços que preciso e o calor – mais que preciso.

Encontrei nos teus abraços o conforto que eu precisava e que é exatamente o que posso oferecer. Encontrei no teu abraço, o porto para me ancorar e o remédio, para nunca mais me entristecer.

Fellipo Rocha

O Banquete
Meu
impensado amor
derramei em tua
boca faminta
toda minha
seiva doce
matei
tua fome
em tempos de secura
e miséria
fui o manjar dos deuses,
a mesa farta, quando não
tinha ninguém, nada!
Te saciei neném.
Sedento...
colheste
todo meu mel
Saciado
foste
ao céu

ROSANGELA ZORIO

Assina uma boca pequena e sem vontade!


23h51min do dia 07-01-2010 estou sem sono, e estou escrevendo, deu vontade! Estou em casa, algo me aconteceu, algo realmente trágico me aconteceu, a fúria tomou conta do meu ser, a raiva domínio meus pensamentos e minha boca, palavras fortes e de tons agressivos saíram de minha boca pequena e vermelha, por quê? Mais porque eu! A vida há essa vida ensurdecedora que abala as minhas estruturas, não, estou mentindo a vida não é a culpada eu tenho as rédeas dela, a culpa é minha um ser pensante e errante ao mesmo tempo. Não tenho mais como explicar nem detalhar me pertence tudo o que há em mim me pertence, não posso continuar esse meu senso de liberdade de querer ser forte, vai acabar comigo! Palavras sem anexos, sem medida compreensão as deixo aqui!

Lisandra Lavigne

Meu Amor
Quizera fosse, eu a te amar.
O teu corpo possuir
A tua boca beijar,
Sem ter com quem dividir.

Quizera fosse, eu o teu corpo abraçar,
Só assim eu teria a felicidade.
Quizera fosse eu, nos teus sonhos estar
Só assim a minha vida possuiria uma finalidade.

Quizera fosse você, que estivesse ao meu lado.
Eu andaria sorrindo, seria um vencedor,
E o mundo não seria tão complicado.
Quizera fosse eu, feliz meu amor.

Ricarlosmelo

Desejos secretos
Obscuros e distantes
Mas todos importantes
Desejo sua boca
Macia e úmida
Tocando a minha
Desejo seus olhos
Para que eles só possam
Me ver ao seu lado
Desejo seus braços
Envolvendo meu corpo
Me dando carinho
Desejo seu corpo, nu
Tocando no meu
Nos dando prazer
Como eu te
Desejo.

Rubens Blanco

SINTO



Com a boca amargando sinto você se afastando,

E aqui dentro meu coração gritando,

Com raiva de você chorando,

Te amando e te odiando.



Seu beijo se apagando,

Seu olhar se distanciando,

E eu em lagrimas me afogando,

Como um pássaro sem bando,

Como uma loba uivando.



Te chamando,Te esperando,

Te buscando,Me encontrando.

Sophya Lispector

Um olhar apenas,
Diz tudo aquilo que
A boca não consegue
Traduzir com palavras.
Um olhar apenas,
Diz tudo o que
Não conseguimos
Traduzir com gestos ou ações.
Um olhar apenas,
Diz tudo aquilo
Que está encerrado
No silêncio do coração.
Um olhar apenas,
Revela nossos sentimentos,
Sejam de angústia ou
Simplesmente de alegria.
Um olhar apenas,
Denuncia quem somos,
A situação em que estamos,
E aquilo que almejamos.
Um simples olhar
Pode dizer tudo isso
Sem termos que dizer nada!
Não é à toa
Que os olhos são chamados
O espelho da alma.

Carlos almeida

TOQUES DE AMOR
Olhando para você
dei três toques...um na testa...um na boca e outro no coração..
Sutis mas de uma cadência respeitosa...
toques suaves em mim mesmo em sua direção...
três toques que significaram tudo que uma alma pode dar...
toda a ânsia de uma apaixonado...
Te escolhi entre todas...mas fui escolhido também...
Estradas da vida percorri até aqui...
jogadas venturosas eu fiz...caminhei por lugares distantes...
à sua eterna procura...
sou rabiscos de seus pensamentos...
sou fantasias de seu coração
Três toques...significado ?
Você faz parte
da minha mente...
das minhas palavras e
do meu
coração...

Desconhecido

Faça-me refém de teus carinhos.
Cale minha boca com teus beijos.
Permita que o brilho do sol
amanheça dia a dia sobre nós...
Que a lua por noites sem fim
venha, e nos banhe de prata.

Que tenhamos sempre
as estrelas à testemunhar,
nossos atos, nossos fatos,
nosso amor!!
Fazendo-nos sonhar...
...Sorrir...
...Acreditar. ..
Com a certeza que tudo
irá se eternizar...

Invadiremos somente de amor
nossos corações,
tirando medos, duvidas,
incertezas...
Demolindo e jogando fora as sobras,
a dor...

E assim viveremos ...
...Nós... A Sós...
Nossas muitas e...
Eternas
9 e 1/2 semanas de amor!!!

não sei

Os olho
Seus olhos são farol
Que ilumina minha estrada
Tua boca carnuda,Delicia!!!
Há!! Amo-te tanto
Impossível não falar de você
O ar que respiro é seu,
A mesma lua beija nos dois
O mar revolto ou manso nos banha
Sempre nos
Já unificamos
Não da pra ser diferente
Seus olhos sem os meus,
Cruzam o horizonte
Vai brilhar junto ao meu

Margarida

Sentirei falta
Da sua boca
Do seu abraço
Do seu cheiro
Do seu olhar
Do seu paquerar,
Da sua companhia
Pois não poderei mais ter
(por algum momento
Não sentirei falta
Da sua sinceridade
Da sua voz
Do seu amor
Da sua lealdade
Da sua inteligência
Da sua capacidade
De sempre nos comunicar
Pois mesmo com a distância
Terei.

Débora Almeida

VÓRTICE

Tua boca sempre guardará a doçura das névoas,
e por vós, sempre as nuvens se perguntarão...

E quando fizer ano da tua partida imensa,
todos os mares, em dois, assim se repartirão,

na busca pelo teu sonho profundo e etéreo,
que ficara no mundo por causa do teu coração.

Mas o segredo do teu sonho nada entende:
nem água, vento, onda, pérola ou embarcação.

E ele ficará no andar dos tempos e dos ares...
Depois todo mar se fechará, guardando tua ilusão,

até então que o mundo não seja mais mundo,
nas ondas eternas, onde os silêncios navegarão.

Clebson Moura Leal