Textos de Boca

Cerca de 1081 textos de Boca

Encontrei nos teus olhos, os meus e, nos meus, os teus. Encontrei na tua boca, a vontade de não me separar, o desejo de me comprometer e a saudade ao me afastar. Encontrei na tua boca, a voz de um anjo desconhecido, que ao cantar se mostra amor, e ao falar se mostra amigo.

Encontrei na tua boca, os dentes mais bonitos que já vi, o céu mais estrelado que já presenciei, e o hálito mais doce que já dividi. Encontrei na tua boca a necessidade de ficar e me entorpecer, de me instalar e nunca mais sair. Encontrei no teu abraço, a cura para todo o cansaço que há em mim. Encontrei nos teus braços, a cura para toda a solidão que há em mim. Encontrei nos teus braços, os abraços que preciso e o calor – mais que preciso.

Encontrei nos teus abraços o conforto que eu precisava e que é exatamente o que posso oferecer. Encontrei no teu abraço, o porto para me ancorar e o remédio, para nunca mais me entristecer.

Fellipo Rocha

"Quando você chegou"
Óh amor, verdadeiro amor
Que surgiu do nada, e que de boca calada.
Nós falou aos ouvidos.
Que nos levou e nos embalou,
de encontro, um à o outro.
Que de repente, tirou da alma toda a dor.
Que elevou às vontades
Que chegou tomando conta.
Que fez amolecer o mais duro coração.
Fazendo a timidez se tornar...
verdadeira sedução.
(Vieira)

Narciso Vieira Lima

‘’Olhos: desculpe por chorar tanto de ‘’felicidade’’.
Boca: desculpe por te usar com quem não merecia’’
Estômago: desculpe por fazer você sentir borboletas’’
Cérebro: desculpe por não te ouvir, você me avisou’’
Coração: foi bom não foi? Não me arrependo de nada!’’

Maria Gabriella Socci

Sinto saudade já sentia até mesmo antes da tua boca conhecer
Sinto saudade das conversas na rede social quando você não tinha nada pra fazer
Sinto saudade de você de recuperação
Eu fiquei na expectativa, torcendo, rezando, pra você não reprovar não

Sinto saudade da nossa primeira vez na praça, aquela aflição
Eu tava com medo de vim me ver até um dia você segurar minha mão
Sinto saudade do nosso silêncio, da cena, do quase beijo roubado
Do frio na barriga e a mão gelada sabendo que tava ao seu lado

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade

Sinto saudade do meu olhar torto, pouco a pouco
Me descobrindo o seu
Da gente se emocionando
Se amando sem acreditar, mas aconteceu
Sinto saudade daquela meia covinha estampada em seu sorriso
Toda envergonhada quando eu te falei casa comigo

Eu sinto saudade
Eu fico, eu vivo, sentindo a sua saudade, de nós, daquela sua voz
Saudade da gente, saudade é pra sempre
Eu vivo sentindo a sua saudade
Eu sinto saudade

Guto Nascimento

Entretanto, as coisas que saem da boca vêm do coração e são essas que tornam uma pessoa impura. Porque do coração é que procedem os maus intentos, homicídios, adultérios, imoralidades, roubos, falsos testemunhos, calúnias, blasfêmias. Essas coisas corrompem o indivíduo,

mateus 15, 18-19

Jesus Cristo

Meu jeito de amar

Amo de forma louca
Não sei amar com calma
Só sei beijar a boca
Se sentir na alma

Só sei me entregar por inteira
A metade não me satisfaz
Só sei amar dessa maneira
Onde o amor não encontra paz

Sei dar carinho
Sei viver momentos de amor
Mas só segue meu caminho
Quem sabe conviver com a dor

Não gosto de contos de fadas
Não vivo uma ilusão
A realidade mesmo que amarga
Faz bem ao meu coração

Claudia Souza

Amanhã Sei La

Tô com vontade de te encher de beijos
beija na boca mata o meu desejo
nem que seja só por hoje
eu quero te amar
amanhã sei lá.
O tempo passa e no seu lugar ninguém
tento te esquecer mas isso não me faz bem
mas eu quero só você.
Todos me falam que você não vai voltar
mas eu não ligo
não consigo acreditar
mas eu quero só você.
Tô com vontade de te encher de beijos
beija na boca mata o meu desejo
nem que seja só por hoje
eu quero te amar
amanhã sei lá.

Marcelo e Henrique

Estava em minhas mãos, embalada
Só seu cheiro eu sentia
Minha boca secava, dormente
Seu beijo me anestesia

Palpitava forte o coração
Parecia alegria, euforia
Mas no final depressão
Solidão, a nostalgia

Foi isso que hoje senti
Quando contigo sonhei
Lembro de quando te conheci
Percebi como perecerei

Senti o beijo da morte
Partindo meu coração
Enxerguei um contraste forte
Lembrei seu visual habitual... numa explosão!

Usava um batom vermelho
Vermelho sangue parecia
Em contraste com sua pele
Logo, um efeito neurastenia

Então encontrei branca de neve
Com o contorno dos lábios vermelho
Misturando o sangue com neve
Apreciei um gosto revelho

No fim a tal branca de neve traiu
O homem que por ela viveu
Sem piedade o coração dele partiu
Com um sorriso, um último suspiro deu

Pois ele morreu. E a branca?
De neve só tinha a frieza e a cor
Se espalhou no suspiro do cujo
Apenas um sonho, e aquilo me acordou.

André Ricardo de Amorim

A vida é uma sitação na boca de um poeta louco e bebado
amaldisuando o vento
e pintando o mar na causada com giz de cera

procundo a vida dentro do lixo
e dando chocolate as pobres

servindo de mão e muleta

endo cincero no seu pençar

amando tudo ,tode ser vivo
tudo a vouta
da sua pinga faz um berço
do seu suor uma luta
e a vida deixa que vire festa para as noites numca serem iguais ...

cantando com a lua e dasando com o cães

nos seus olhos o mundo é um só

e com suas palavras rudes e as vezes atrevida

mostra a realidade
e que a vida pode ser muito melhor
se sorrizo ja for um bom dia

e seu abraço não só despedia..
pra esse poeta existe uma lei

a liberdade
e o resto
deixamos para outra garrafa

boa noite

PauloRockCesar

Eu esperava que fosse sincero, abrisse a boca pra falar a verdade, ao menos por telefone, não era preciso sair de casa, carregar o pesado e transbordante copo de wisky por tantas ruas. Eu pedi apenas para gritar confirmando meus problemas, nada de esforços além de talvez exceder a voz.

E quando se espera muito logo vem os atrasos, a perda de tempo, a escassez das horas, e não estou disposta mais a isso.

Antes eu esperava, não que você fosse algum dia chegar, mas eu esperei.

NaNa Caê

BRANCA NO MAR DA SEREIA

Calo minha boca enquanto fala meu coração,
esse meu silêncio contrariado, de ouvir calado,
tanta amargura e inveja, tanta mediocridade.
Perco-me às vezes em pensamentos tolos,
De me rebaixar a lama da antiguidade.
Não sou poeta da antropologia, criação doentia,
Seja real ou o mais incrédulo pensamento,
não quero ser um notívago na memória.
Preencho cada palavra com irreverente humor,
Talvez seja mesmo um palhaço autêntico.
Só não entendo tantos anos perdidos,
Criando um mundo carregado de frustrações.
Seja preta de ódio ou branca sem vergonha,
O fétido odor sai do fundo da alma,
Para a eternidade imutável de um museu.
E ainda unidas corram,
pois que o tempo é carrasco,
E as velas continuarão acesas,
Fazendo sombra aos rostos frios e calados.

J C Cavalcante

UNIÃO DE ALMAS


Agora ao beijar-te a boca
Abandono-me na profundidade do teu olhar
E neste integrar lúcido de almas

Percebo o quão forte é esta união
Outrora, universos paralelos
Agora, união envolta em emoção

Explícita, longa e intensa ação
A condensar nossas energias
Desde a primeira atração

Quando jovens éramos
E naqueles dias sonhávamos
Com esta vida cheia de alegrias

Siomara Reis Teixeira

Do beijo

Tua boca em mim é pássaro que voa
É um olho pleno que ainda não fere
Não sabe o que é a louca solidão
Não percorre os melhores mundos

Tua canção jamais termina ardente
E se interrompida não se espanta
Apenas é acariciada pela mão que ama
Tão pequena, tão fria, tão cálida...

Que de saudade ainda nada sabe
Nem permanece na solidão eterna
Pois um dia nunca será tarde

Mas que ventos não voam asas
No toque ardente do mero silêncio
Os longos túneis do céu e corpo.

André Agui.(blogdarua9.blogspot.com)

Boca me deixa louco para falar com sua boca
Que minha boca pode ser sua toda
Molhando a minha boca
Com o suor da sua boca.
Que me diz palavras rocas
Que sussurra em minha boca
E me conta verdades loucas

Que me canta a sua forma morta
Da musica que me toca
De sorrir com sua boca torta
Que me beija de muitas formas

Que me faz ouvir seus choros
Despertando os meus ruídos
Porque o choro que tu destes
São musicas em meus ouvidos

Nos escuro sua fala de desespero necessário
Com a boca se acontece o encontro com dos teus lábios
Desviado, coagidos entrelaçado com os dentes.
Do teu lábio apertado, mostra a dor que você não sente.

Com a boca e as palavras me sussurram um acordo
-Eu o amo meu amor, mas não me deixe sem seu conforto.
Quando ouvi essas palavras nunca, mas quis te deixar.
Foram palavras da sua boca que eu aprendi a amar.

Yvis Reis Faleiro Dos Santos

Mente vazia, boca cheia.

De tanto pensar,
Acabaram as idéias.
De tanto sorrir,
Terminaram as piadas.
De tanto chorar,
Não há mais lamentos.
De tanto lutar,
Se foram as forças.
De tanto rezar,
Os sonhos vieram.
De tanto sonhar,
As coisas aconteceram.
Não quero mais ver sofrimento,
Assim acabam os lamentos.
Não quero que as piadas acabem,
Assim não canso de sorrir.
Não quero mais guerras materiais,
Assim não preciso ser melhor que ninguém.
Acredito no poder Maior,
Independentemente do Deus.
Quero realizar,
E mesmo assim continuar a sonhar.

Paz para todos que acreditam em dias melhores.
Por:Emerso Francisco

Emerson francisco

Tuas linhas, Teus olhos, tua boca
Tua face
Quero sempre assim, Alegre!
Mesmo que seja por bobagens
Mas são elas que fazem agente ganhar o dia.
Sorrir, nem que seja por um momento.
É de um pequeno momento que extraímos um grande e verdadeiro sorriso instantâneo.
Isso são coisas da vida que nos dá a mais pura gota de felicidade
Para que desses momentos alegres e descontraídos
Se torne lembranças de um bom passado
Já que no momento do agora ninguém vê e quer sempre mais.

Roberto Pereira Jr

Palavras saem da boca
mais vem do coração
sinto um aroma
sem condição
eu lembro dela
a minha amiga inspiração
Céu terra e mar
olho pra qualquer lugar
mais é com ela que eu quero estar
o sol chora
mais suas lagrimas vira historia
um conto que nunca chega no fim
pra ela eu chego sem demora
hora certa marcada
eu chego la na hora
essa é minha marca

diego 7t

[ deliciosa ]

De uma boca carnuda e sorriso reluzente
Dos olhos de um brilho molhado que muito fala e encanta
Tez morena, um cheiro inesquecível de mulher.
Abraço sutil, mas seguro, num calor que enfebriza.
Pernas que distraem o pensamento
Um prenúncio de barriga como deve ter todo ser utópico
Índole certa com tempero forte, é ousada e calma.
Tudo isso envolto numa alma gentil e meiga
A faz Deliciosamente LINDA.

Laudo Bessa

FEITIÇOS COMUNS

Apaixono-me pela magia de poder agarrar teu sorriso com a boca e só o largar quando estiver saciada por estar toda cheia de ti. Por poder parar o tempo feito uma feiticeira, e quietinha fazer danças de chuva e contemplar a lua inteira, decifrar teu humor, a nostalgia, o sentimentalismo, a perversidade, a compaixão, a pieguice, a teimosia, o sarcasmo, as ironias da vida. Posso dá um play na música, um start nas luzes e dar-te uma porção para adocicar a vida. Com um feitiço posso agarrar assim um momento, e transpor num ápice o sonho à realidade.
Mas falta-me algo: preciso de uma porção de fel, preciso desse líquido amargo para temperar o doce excessivo que há em mim existe. Falta-me uma porção para perder a vontade da vida, e outra para imortalizá-la. Falta-me o vodu para prender-te, faltam-me armas, e armaduras, falta-me o gosto pela guerra, para reconquistar o que é meu por direito, falta-me o vinho para criar surpresas, e as plaquetas para estancar uma hemorragia cardíaca.

Krol Rice

Ela cuspiu pela janela
Molhou todo vidro
Escorreu pelo canto da boca
Limpou com os dedos
E depois deu a mão para seu pai

Pronto

Amor selado

E o ponto chegou

É melhor que eles tenham pressa
É melhor que eles desçam logo

Por que o motorista...

Corre que nem o tempo
Acelera junto com as horas

NaNa Caê