Textos de Aprendizado

Cerca de 156 textos de Aprendizado

APRENDIZADO PELA DOR

Não se cobra, não se exige qualquer tipo de sentimento.
A Vida já me vinha ministrando esse ensinamento.
Todavia, não fui bom discípulo,
Repeti a lição, mais que o triplo.
E a Mestra de todos os viventes
É especialista em didática,
Para cada discípulo, coloca um método em prática.
Para os discípulos várias vezes repetentes,
Ela usa o método “chorar e ranger os dentes.”
Nunca exigi amor de uma mulher
Ou de outra pessoa qualquer;
O mais nobre dos sentimentos
Não é para um Ser pobre de sentimentos.
Mas, quando, a alguém dedicava amizade,
Exigia retorno na mesma intensidade.
Tive de perder boas amizades,
Afastar de mim, pessoas especiais de verdade,
Para aprender que não se exige sentimentos,
Nenhum tipo de sentimento;
Eles são livres como o vento,
Que “sopra onde quer.”
Tão grande foi a dor que senti,
Na última lição que vivi:
Valeu-me como Exame Final;
Agora é Saber indelével em meu cabedal

MANOEL A. DE ALMEIDA ( Copyright 2010 - Direitos Autorais Biblioteca Nacional - Rio de Janeiro, RJ)

Constante aprendizado

Tenho andado por aí
Aprendido ali e aqui
Que perder nem sempre é triste
Que felicidade não existe.

Sou levada a concluir
A cada passo que dou
Que preciso diminuir
Em tudo aquilo que sou.

Surpresas podem acontecer
Mas não posso esperar
Que elas me salvem de todo poder
Que contra mim se levantar.

Não sou forte como pensava
Nem esperta de todo
Vivo procurando onde estava
Prá repartir o meu bolo.

Aprendo, erro, desejo
Tanto em tão pouco tempo
Em cada face eu me vejo
Viajando contra o vento.

Angela Natel

O passado tem um profundo significado na nossa vida, mas somente como aprendizado, apenas como referência para o nosso presente e não como algo determinante da vida que vivemos hoje.
A vida é um momento sem retorno, é o aqui e o agora...Vivamos intensamente o nosso presente, o nosso agora... porque daqui a pouco ele será passado e não volta nunca mais!!!

Agustin Olim

... só me 'aprofundo' no que vale a pena ... vale como crescimento, aprendizado ...
- relações superficiais levo como um picolé num entardecer bonito ...
... me conhecem as pessoas que deixo conhecer ... me dou a quem quero ... nada me força ...
... por isso e somente por isso, tenho pessoas muitos especiais ao meu lado até hoje ... AS QUE PERMITI ... E AS QUE SE PERMITIRAM A MIM ... coração aberto ...
são marcantes na minha vida como sei que marco na delas ...
... e as amo profundamente e incondicionalmente ...
... qualidade, não quantidade ...
... simples assim ....

Drica Bizzo

Pessoas se decepcionam e já se fecham
esquecem que as decepções são para aprendizado
e não para ficar triste, chateado, achar que a vida é ruim porque merece esse tipo de coisa, que insano! merece sofrer?
Ai vem a felicidade em frente a sua porta, mas ela não bate, não chama, nem toca a campainha, ela fica lá, simplesmente parada. Espera você abrir, mas tem tanto medo de ser um assaltante, um ladrão, que não abre.
O legal da vida é que ela sempre muda, as vezes pra melhor, as vezes pra pior; mas se for pra pior é para aprender, e com o aprendizado a melhoria e a felicidade serão maior futuramente.
Então viva as alegrias e tristezas!
as alegrias, intensamente!
as tristezas, disciplinarmente
Porque a vida é pra viver, é simples, mas muitos deixam de fazer.

Luan da Silva Leal

Tropeços,quedas,vitórias,derrotas,enfim o aprendizado tem me sido constante.
Já não fujo e faz é tempo!Eu encaro mesmo que o medo apareça bem fraco,aprendi a superá-lo

Sendo fraca clamo por força
ela vem e me sinto forte

Eu era pobre, mas de espírito
Agora sou rica de paz e amor
me sinto bem!


Piso na terra e sinto a força da vida.
Molho os meus pés na água da fonte
e me sinto revigorada.
A vida me cura.


Vivo o hoje pois o amanhã quem sabe é Deus
Tenho uma fé forte e nunca desisto.
Persisto no caminho do aprendizado constante.
Somente agindo assim é que eu posso aprender


A vida é a melhor professora que eu tenho,
e por ela eu tenho um grande respeito,pois a vida todos os dias
me devolve o que lanço sobre os outros.

Melhor ter cautela sempre!
Devolvo o bem sobre o mal que me lançam.
Sou cheia de vida,amor e de paz.
Sou guerreira e uma eterna aprendiz.
É bom ser assim!

Soul Poet

Aquele que renasce
E renascido cresce mais forte e valente
Fazendo da vida um eterno aprendizado
E deste tirando a vontade de vencer

Em cada derrota a morte se apresenta
E nas cinzas desta perda
Brota o fogo do renascer
Fogo este que se alastra
E transforma

O vento vira furacão
A chuva um trovão
E no seu peito de agonias
Aparece a energia para um novo dia
Em algo tão simples, mas
Extraordinário ele faz ser

Seu coração pulsando mais forte
Sua mente traduzindo os erros
E sua alma impulsionando um corpo
Este, cada vez mais velho, mais maduro, mais experiente
Isso o contradiz com sua eterna criança

O tempo rolando e ele querendo parar
As pessoas passando e ele querendo se agarrar
A vida caminhando e ele construindo seu castelo

Um castelo que mais seria uma fortaleza
Fortaleza esta que poucos podem entrar
Afinal, é lá que estão seus sonhos e desejos
E escondido neste turbilhão sua essência
Esta, por sua vez, protegida pelas pessoas que ele mais ama e admira

Karine

Necessitados de Longanimidade e Misericórdia

Um dos principais alvos do aprendizado prático em nossas vidas, da longanimidade e da misericórdia divinas, é o de nos tornar aptos a sermos uma bênção nas mãos de Deus, especialmente para aqueles com os quais nos relacionamos.
Bom é o fruto da justiça, mas sem o da longanimidade e da misericórdia, pouca utilidade teremos num mundo que está sujeitado ao pecado.
Na verdade precisamos disto, em primeiro lugar,
para nós mesmos, porque se não formos longânimos e misericordiosos para conosco, dificilmente o seremos em relação a outros.
Estamos rodeados de fraquezas e imperfeições, e deste modo, o amor jamais poderia expressar a sua melhor face, que é a de aceitação e de bem querer ao nosso próximo, não fora pelo exercício de longanimidade e misericórdia.
“Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado.
Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.
Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana.” (Gálatas 6.1-3)
Por isso nosso Senhor Jesus Cristo afirma no Sermão do Monte:
“ Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5.7-8)
O evangelho é por isso, graça para com os pecadores.
Perdão para os que se arrependem.
Socorro presente aos desamparados e necessitados.
Alívio para o cansado e sobrecarregado.
E como poderão achar isto em nós, se estamos desprovidos de longanimidade e misericórdia?
Como almas serão ganhas para o amor de Cristo, se o que se encontra em nós é somente amargura e desventura?
Como não serão julgados por nós, os que estão escravizados ao pecado, se não tivermos um coração perdoador, compassivo e quebrantado?
Que o Senhor continue tendo misericórdia e longanimidade para conosco, porque a maioria de nós tem falhado em ser isto, de que tanto necessitamos!
Para que nos levantemos, e não pensemos de nós mesmos aquilo que diz o apóstolo:
“Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana.” (Gálatas 6.3)

Silvio Dutra

Que as inspirações e aprendizado consumam a minha mente e tirem tudo o que não me faz andar pra frente.
Além da imaginação e do pensar, meus novos hábitos e objetivos vão me guiar com equilíbrio na minha nova maneira de caminhar.
Sem deixar pra trás o que prevaleceu e o que minha alma não esqueceu. A determinação cura. Ninguém disse que seria fácil e eu sempre vou me lembrar que o que realmente é meu fica guardado e ninguém no mundo pode tirar.
Vida nova a cada dia, levantar com alegria, comandar a mente pra não ser tão impaciente e desatenta nas oportunidades que vierem pela frente. Adeus ao impulso, rodar pelo mundo sem sair do lugar.
Brincando de rima, sorrir contagia, gargalhada fascina e eu não largo a menina que não me faz parar de sonhar.

Larissa Preez

Eu não aceito perder, mas admito que a derrota se faz necessário para um bom aprendizado. Admito que não há como ganhar sempre, pois não há espaço na vida apenas para conquistas, é preciso perder algo para que boas novas possam surgir;
Não aceito falsidade, traições, mentiras, mas admito que tais ações se fazem necessário para sabermos em quem confiar, quem ter como amigo, quem ajudar. Decepções nos baterão à porta por toda vida, cabe a nós aceitarmos sem rancor, e com elas aprendermos a plantar e colher melhor nossos frutos;
Não aceito um amor perdido, não aceito sofrer por paixões vazias, não aceito que o destino leve que eu mais amo, mas admito que amor verdadeiro não se perde, que não se dissipa, que mesmo ferido se solidifica e fortalece uma relação, seja amorosa, familiar ou amigável. Admito que quem mais amamos não perdemos, apenas foram antes de nós, para um dia nos encontrarmos novamente em outro plano;
Nós não sabemos aceitar as adversidades da vida, relutamos em admitir o que o universo nos guarda, procuramos achar um culpado por tudo de ruim nos acontece, ao invés de procurarmos entender e aprender com a vida. Devemos admitir que somos apenas seres humanos em uma passagem por aqui, e aprendermos a viver como tem que ser vivido, quem sabe assim, o destino admite que vale a pena acreditar no homem.

Elizeu do Nascimento

"O verbo VIVER é complexo de se aprender,é o mais cheio de regras na gramática do aprendizado, é transitivo direto e indireto,adjetivado,metafórico...pode ter complementos diretos e indiretos,abstrações concretas,interjeições que se adver
s
am, verbo substantivado com aspas, parênteses e dois pontos,seu ponto final não é intransitivo...este verbo é nada mais que uma aliteração de reticências com muita oração subordinada condicional".

Monique Viana

O meu aprendizado é cada vez mais intenso e verdadeiro de ir contra os meus próprios obstáculos, mas também sei que a vida me concedeu justas experiências;
Muita das vezes a verdade alheia cabe na palma da mão, determinante com imensas arrogâncias que acham que devemos aceitar;
Procuro esquecer-se dos: “Eu te amo” sem verdades e sem sinceridades que tentaram se alojarem em meu coração com extremas falsidades;
Sei que ainda vou aprender e encontrar minha rainha, que com minhas asas levarei o seu próprio sentimento por mim onde jamais pudesse pensar em ir! Ao teu reino divino;

Julio Aukay

Um aprendizado contínuo
"Digo: o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia". A frase magistral, extraída da obra Grande Sertão: Veredas, do mestre João Guimarães Rosa, encerra uma série de conceitos, idéias e sugestões capazes de nos arrebatar por dias seguidos, tamanho o seu impacto e a sua densidade. Como quase tudo que o autor de Sagarana escreveu, ela exerce nos leitores um fascínio quase hipnótico, justamente porque representa uma síntese rara que une poesia e filosofia, convidando-nos à reflexão e também à apreciação estética. Ela nos leva a pensar sobre as experiências que vamos acumulando durante a vida e o modo como elas ajudam a moldar nosso caráter, nossa personalidade, nosso jeito singular de ser, de existir no mundo. Nossa convergência ou divergência dos valores, da ética, da moral. Guimarães Rosa parecia mesmo possuir a chave que abre a porta dos mais diversos mistérios que regem a aventura humana. Não foi à toa que, quando de sua morte, o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu para ele o poema "Um chamado João", em que, de forma sábia, questionava a melhor maneira de definir o criador de Riobaldo e Diadorim: "Embaixador do reino/ que há por trás dos reinos,/dos poderes, das/ supostas fórmulas/ do abracadabra, sésamo?/". O poeta de Itabira acertara mais uma vez. Assim como ele próprio o era, há artistas, escritores e pensadores que nos instigam, com suas obras, a encontrar o caminho do meio-termo, do equilíbrio entre a razão e a emoção. Um caminho que nos leva a apreender a magia do real. Um real muitas vezes invadido, enriquecido e incrementado pelas vias do imaginário. Esse imaginário tomado pela percepção aguçada que adquirimos por intermédio de suas histórias, de sua lógica primorosa, de seus sentimentos, de suas emoções. A leitura e o conhecimento são, por assim dizer, as pedras fundamentais das construções que originamos em nossa passagem na Terra. Ambos nos possibilitam, ainda, integrar os mais variados rincões espácio-temporais. Sentimos, por exemplo, um gosto doce de eternidade quando lemos estes versos de "Evocação ao Recife", de Manuel Bandeira: "Recife... /Rua da União.../ A casa de meu avô.../ Nunca pensei que ela acabasse!/Tudo lá parecia impregnado de eternidade/ Recife.../. Rosa, Drummond e Bandeira nos mostram que os grandes artistas e pensadores nos capacitam para uma jornada que mescla as lembranças do passado e a compreensão do presente, perfazendo vias que, comumente, podem nos transportar às paisagens tão sonhadas para o nosso futuro. Três tempos que, juntos, propiciam descobertas fantásticas. O conhecimento que transmitem por intermédio de seus textos e de sua arte nos impulsiona a seguir veredas especiais e a sair das cavernas escuras da ignorância. Foi assim, também, com os filósofos gregos, dentre eles, Aristóteles, que no livro Ética a Nicômaco desenvolveu um verdadeiro tratado sobre a arte do bem-viver. A obra do preceptor de Alexandre, o Grande, foi escrita especialmente para mostrar a Nicômaco, filho de Aristóteles, as direções mais adequadas a tomar para uma vida pautada pela ética, sustentada pela tolerância, pelo respeito aos seus semelhantes, pelo cultivo da amizade e do amor. Escrito há mais de dois mil anos, o texto é cada vez mais atual e necessário. Neste início de século XXI, seria maravilhoso se todos tivessem a oportunidade de se debruçar sobre essa obra magnânima. Foi pensando nisso que apostamos na idéia de realizar trabalhos que divulguem e propaguem idéias fundamentadas nesse livro de Aristóteles, utilizando, no entanto, linguagens e exemplos mais próximos da nossa realidade. É nossa esperança contribuir para que todos, principalmente os mais jovens, despertem para a apreciação de textos mais reflexivos e para a leitura de temas relevantes. Trata-se de uma tentativa de traduzir de forma mais contemporânea os caminhos inicialmente indicados por Aristóteles para a felicidade, para a prática do bem, para o apego à justiça e à sua propagação, para as atitudes moderadas, para a sapiência em concretizar as melhores escolhas, em conhecer e praticar as virtudes mais nobres, em valer-se da razão e do coração, em cultivar o amor e, principalmente, ser feliz. Sabemos que não existem fórmulas prontas ou tampouco mapas que apontem o passo a passo para a edificação de uma vida digna e honrada. Entretanto, temos convicção de que o conhecimento é o único passaporte capaz de levar as pessoas a uma postura verdadeiramente ética e a atitudes condizentes com as sugestões do filósofo grego, que dizia: "Toda a arte e toda a indagação, assim como toda ação e todo o propósito, visam a algum bem". Esse é o nosso maior desejo: fazer o bem para os que buscam compreender um pouco mais sobre o seu norte e sobre as bússolas que podem conduzi-los pelo grande Sertão que é a vida. Acreditamos na grandeza dessa jornada, sobretudo porque temos o respaldo do mestre Rosa, embaixador de todos os reinos, quando afirmou, pela boca da personagem Riobaldo: "Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar (...) O sertão é do tamanho do mundo". Que o nosso mundo e as nossas fronteiras possam se expandir, sempre, pela estrada verdejante da ética.
Publicado no Jornal do Commercio

Gabriel Chalita

Para o poeta sua escrita é sua vida,
teu viver um documento,
teu sofrer aprendizado,
tua alegria experiencia rica.
A musica da vida
e os sentimentos,
ora contraditórios e incertos,
soam como notas
e nestas sinfonia escrevo os meus versos.
Neles encontro o enredo da vida,
teço minha historia,frustrações e alegrias,
e vou seguindo acreditando,
que tudo tem seu destino certo,
sua hora ,seu lugar.
Sempre posso escrever...reinventar versos,
poetizar o meu querer,
ser o que sou ,
nos versos que me inspiram.

Marcia Morais

A vida é feita de momentos, cada momento tem sua finalidade, seu objetivo, seu aprendizado, sua característica e sua conclusão.
Meus momentos com você têm a finalidade de te amar, objetivo de te fazer feliz, aprender como é bom estar com alguém especial ao lado e valorizá-lo, tendo como característica de ser uma ótima sensação, sendo muito difícil de ser explicada e as vezes até compreendia, e como conclusão de que eu não conseguiria ficar sem esses momentos, eu não vivo sem você!

unknown

Professor

Ser professor vai além de um mero ensinar
É contagiar vidas com o aprendizado
É ultrapassar as barreiras do conhecimento
É ensinar lições que estão além de um livro
É saber entender mentes distintas e de uma maneira sublime conseguir passar o mesmo saber.
Ser professor está acima de uma mera profissão
É ser um HERÓI na infância de uma criança e um MESTRE na vida de um cidadão.

Beatriz Barreto

Sempre haverá espaço para aprendizado, mudança e crescimento em nossas vidas. E, por mais que uma situação seja de completo desgosto, sempre haverá os dois lados desta mesma historia, e algum destes lados, com certeza, acabará nos ensinando pelo menos o que não fazer.

Inimigo oculto- Foco, Força e Fé",

Darléa zacharias

Viver é sempre o melhor a se fazer para que possamos evoluir com o aprendizado que a vida nos oferece;
Viva! O que há para viver seja você e não se importe com obstáculos adiante para que você possa fazer o seu futuro sem as preocupações que te assistem;
Construa seu caminho com a razão que sempre gritou em sua lógica para que você se entrelaçasse com o amor;

Julio Aukay

Aprendizado.


Durante algum tempo eu me senti meio perdida. Sentindo-me como uma borboleta sem jardim para pousar. Um rio sem correnteza, ou, um céu sem luar. Até que, um dia eu fui abençoada pelo amor divino e, então, aprendi a amar tudo o que realmente vale a pena nesta vida.

Agora, importa degustar os momentos com sabor de chocolate e cheiro de chuva. Dou mais valor a cada instante por minúsculo e singelo que seja, pois, para mim, eles têm verdadeira importância. Significa um breve momento a mais preenchendo a minha história.

Hoje, gosto de conversar mais, conhecendo o coração das pessoas. Gosto de sentir o sabor dos dias, mesmo que não apresente nada de novo ou bom. Eu saberei encontrar uma pequena fagulha de alegria em meio ao pranto. Lembre-se o dia é muito longo, não se desespere nas primeiras horas, o sorriso pode nos alcançar pouco tempo depois da dor.

Com isso, estou aprendendo a transformar lágrimas em sorrisos, mesmo meio tortos, mais tarde eles se transformarão em risos de felicidade. Pois, melhor sorrir diante dos problemas do que afogar-se em lamentações, ofuscando a nuance brilhante da vida.

Aprendi a desenhar estrelas no céu nublado, a pôr o azul cintilante no lugar do cinza sombrio. E, principalmente, aprendi a acrescentar amor aos meus dias. Amando as pessoas, os animais, os sonhos, a natureza e principalmente a Deus, o responsável pela minha felicidade e por tudo que há nesta vida.

Luzia Medeiros

Aprendizado

Aprendi a me tornar uma pessoa forte .
As pedras que encontro ao logo do meu caminho,faz com que
eu cresça. É na dificuldade que encontro forças para não me tonar aquilo que querem que eu me torne.
Essa minha vida tão acolhedora,mostrando sempre novos caminhos .
Vida essa que me torna cada vez mais sábia .
Pedras são apenas pedras.
Sou rocha , minha fortaleza vem do céu.

Karolina Gerônimo