Textos de Aprendizado

Cerca de 201 textos de Aprendizado

APRENDIZADO PELA DOR

Não se cobra, não se exige qualquer tipo de sentimento.
A Vida já me vinha ministrando esse ensinamento.
Todavia, não fui bom discípulo,
Repeti a lição, mais que o triplo.
E a Mestra de todos os viventes
É especialista em didática,
Para cada discípulo, coloca um método em prática.
Para os discípulos várias vezes repetentes,
Ela usa o método “chorar e ranger os dentes.”
Nunca exigi amor de uma mulher
Ou de outra pessoa qualquer;
O mais nobre dos sentimentos
Não é para um Ser pobre de sentimentos.
Mas, quando, a alguém dedicava amizade,
Exigia retorno na mesma intensidade.
Tive de perder boas amizades,
Afastar de mim, pessoas especiais de verdade,
Para aprender que não se exige sentimentos,
Nenhum tipo de sentimento;
Eles são livres como o vento,
Que “sopra onde quer.”
Tão grande foi a dor que senti,
Na última lição que vivi:
Valeu-me como Exame Final;
Agora é Saber indelével em meu cabedal

MANOEL A. DE ALMEIDA ( Copyright 2010 - Direitos Autorais Biblioteca Nacional - Rio de Janeiro, RJ)

JOGADAS AO VENTO

"AS PALAVRAS NUNCA VOLTAM VAZIAS" (TRAZ APRENDIZADO PARA QUEM OBSERVA A INTERROGAÇÃO).
"OS DESEJOS SE ESCONDEM NAS FANTASIAS" (NÃO SÃO EXPOSTO POR MEDO DA FRUSTRAÇÃO).
"O AMOR ESTAVA AO SEU LADO E VOCÊ NÃO SABIA" (PORQUE O ORGULHO E A VAIDADE CEGA O CORAÇÃO).
"O POETA ESCREVE MAIS UM VERSO DE SUA NOSTALGIA" (PORQUE AS LETRAS NÃO CHORAM, MAS TRAZ EMOÇÃO).

Daniel Santo Fernandes

Casamento é um aprendizado diário de como as divergências entre as pessoas acabam quando a libído aumenta.
Mas casamento, também, é uma lição diária de como a Libído tem limite, igualzinho a Paciência!
E nada melhor que alguém pra te encher o saco e cuidar de você quando mais precisa.
Enfim, o casamento sempre será uma "Guerra dos Mundos", conheço alguém que vende uma bazuca, vai ai?

Carlos César Silva Franco

...:: Aprendizado ::...

Somos criados com total capacidade e voltados para evolução
Mas é preciso aceitar nossas limitações para evoluirmos
Mas sabendo respeitar que tudo tem sua hora e uma razão para acontecer
Não há méritos sem sacrifícios
Algumas pessoas possuem a chamada sorte na vida por ter algumas coisas de fácil acesso
Mas pra isso essa pessoa teve méritos por aquilo ou alguém teve que se sacrificar para alcançar seus objetivos
Não se lamente pelo o que não conquistou, mas agradeça pelo o que tem, e o que ainda virá conquistar.

W. Iazzetta

Ler é uma terapia...
É imaginação, cultura, aprendizado.
Emocionar-se, rir, chorar, sentir.
É viver um conto de fadas, ficção, aventura, guerra, drama, romance...
Tem coisa melhor que ler e não querer mais parar?
As horas passam e você nem sente e o que você mais quer é descobrir o final da história...
Tem até sabor e cheiro!
Ler... que delícia que é!

Camila Terciani

Plenitude do Aprendizado

Lá no fundo, no centro de nosso ser, reside uma fonte inesgotável de amor, alegria, paz e sabedoria. Esses tesouros são acionados quando nos conectamos com o Universo, buscando equilíbrio e bem estar. A semente divina está presente em todos nós.O que precisamos é praticar o contato com esses tesouros íntimos, pois estamos ligados à Sabedoria Infinita. A chave para esta conexão é o autoconhecimento.
O ato de se conhecer promove equilíbrio que deve ser alcançado em três níveis: corpo, mente e espírito.Um corpo saudável, uma mente feliz e uma forte conexão espiritual são fatores primordiais para harmonia do ser. Viver é um processo de aprendizado.Não tenha pressa . Seja consciente da eternidade. Viva cada instante como se fosse o último, desfrutando de cada passo dado para a conquista de suas metas e objetivos. Não espere a felicidade no final da estrada.

Fatyma de Moraes

Há sabedoria e aprendizado
em todas as coisas no Universo;
em cada olhar, sorriso ou expiação;
nas criaturas que partilham conosco a existência;
nas lufadas de amor ou ódio;
na precipitação das águas dos olhos que caem saturando o solo íntimo de compaixão;
no alívio quando laureia a fronte nossa com um azul profundo nos assegurando de que Ele existe e está conosco;
na luz fulgurante de cada estrela-guia, que com desvelo e paciência, nos acompanha os passos nessa vivência;
no prateado lunar de esperança, que recupera-nos, após a letargia da noite, os sentimentos, dando-nos força e preparo, nos deixando aptos para encarar o que vem a seguir;
no arrependimento que suplica por perdão;
nas mãos estendidas e naquelas que se negam também;
em todas as manhãs que anunciam a chance de elevarmos, novamente, os olhos, ao Senhor de todas as coisas!

Claudia Perotti

Quando...
Quando a vida nos exige o aprendizado bendito da renovação ...
Quando o ceu torna-se escuro e anuncia a tormenta...
Quando os raios cortam os céus da alma e trazem os trovões do desespero...
Eis que após a tempestade surgem os primeiros sinais do sol...
Eis que afiguram-se um a um transmitindo a luz e a esperança ...
A estes pequenos sinais de luz...assemelham-se os amiigos...
Amigos que surgem em nossas vidas..como pontos de luz...
A demarcar o caminho seguro da estrada da vida..
Neste dia tao feliz para mim..
Eis vocês ...amigos queridos que em cada desejo de felicidade...
Completam e iluminam a estrada da minha vida!!!

FELICIO

Ela não falava em erros, mas em aprendizado. Tinha o dom de ver sempre o lado bom ou seria incapacidade de ficar cara a cara com a realidade? não sei, talvez seu silêncio agora seja a melhor resposta - ou a pior, quem sabe? eu não sei. Estou perdida e com saudades.
Mas nossas minhas já não se encontram, se cruzam, não se ligam.
"Tenho apostado demais em cartas passadas e eu não quero viver um eterno déjà vu."
Então essa noite serei eu e a certeza de que nunca estive tão sozinha.
"É que malas feitas dão uma certa impressão de adeus. E já que a porta estará aberta novamente, não me custa nada dizer que te amo, mais uma vez."
E se um dia você entender esse meu afeto bobo, talvez eu já esteja no fundo do poço, mas olha, repara bem o meu sorriso no rosto. Porque ainda haverá vida no meu olhar perdido, no meu suspiro cansado e no meu andar desajeitado. Haverá uma vida só para você.

Rafaella Kristinne

Quando eu perco a esperança nos operários, trabalho em dobro, tento passar o aprendizado para eles que precisamos mais de vontade, menos teoria, mais amor no que faz, e menos obrigação, executar resultados do que perde a esperança.
É melhor recrutarmos um operário que não temos esperança do que deixar se perder com o mesmo pensamento de perdido.

Eder Dos Santos Inacio

Para o poeta sua escrita é sua vida,
teu viver um documento,
teu sofrer aprendizado,
tua alegria experiencia rica.
A musica da vida
e os sentimentos,
ora contraditórios e incertos,
soam como notas
e nestas sinfonia escrevo os meus versos.
Neles encontro o enredo da vida,
teço minha historia,frustrações e alegrias,
e vou seguindo acreditando,
que tudo tem seu destino certo,
sua hora ,seu lugar.
Sempre posso escrever...reinventar versos,
poetizar o meu querer,
ser o que sou ,
nos versos que me inspiram.

Marcia Morais

Aprendizado: Para descobrir a grande verdade, analise as ínfimas mentiras.
... Haveria uma gota de veneno na taça de champagne? (MORTAL)...
Basta um susto, para tudo virar pó?
Mentir é uma arte ( para uns de sangue frio).
Quem pensa que engana, se engana...
Divertir-se é muito bom ( com, sim; de, não).
Descartar é sempre fácil ( prático cauculismo ).
Uma bela flor, cuidado, um espinho afiado...
... e na taça de champagne, havia ou não uma gota de veneno ?
O veneno dos tolos, tarde demais...
Fazer por fazer, falar por falar...
Pois diz um certo livro " o puro traido por um beijo".
... Na taça de champagne havia uma única gota de veneno.
Não havia a grande verdade...

Ed.Varela TPP

Sofrer,um processo dificil para o aprendizado
Imaginar...um modo magico de invocar lembranças
Sonhar talvez seja se realizar ..viver em um mundo do qual ,tudo te completa,tudo faz sentido pra você
um mundo onde possa ser você mesmo sem se importar com terceiros!.
Amar quem sabe seja um aprendizado..ou quem sabe amar,seja apenas palavras,ou sentimentos do qual ninguem nunca entendera por completo que sempre nos levara a um ponto,mesmo sendo ele o de interrogaçao ....
''Preciso sonhar,imagino demais,e amar... nao é mais pra mim ''

Mayhara Fidelis

Aprendizado...

Das coisa que aprendi...
E continuo aprendendo...
A valorizar as coisas simples da vida!
A doce companhia de quem amo...
O melhor vinho para brindar uma nova conquista...
A melhor estória ou história para testemunhar minha poesia livre...
Quase anárquica e rebelde...

Só para testemunhar quem sou...

Márcio Galli

NINGUÉM

Quero ser ninguém no aprendizado
Da vida que começa com o meu choro
Quero passar alheio aos olhares
Também não quero ouvir comentários
Sobre quem olha pra outros lados incisivos
Desejo não sejam sobre mim aquele embuste
E meus olhos se aproximam da frente
Incontestável lugar que causei
E minha cara, falhos dos meus olhos
Marcam cortes profundos como veios
E me tornam o olhar pequeno e rude.

Naeno Rocha

Aprendizado.


Durante algum tempo eu me senti meio perdida. Sentindo-me como uma borboleta sem jardim para pousar. Um rio sem correnteza, ou, um céu sem luar. Até que, um dia eu fui abençoada pelo amor divino e, então, aprendi a amar tudo o que realmente vale a pena nesta vida.

Agora, importa degustar os momentos com sabor de chocolate e cheiro de chuva. Dou mais valor a cada instante por minúsculo e singelo que seja, pois, para mim, eles têm verdadeira importância. Significa um breve momento a mais preenchendo a minha história.

Hoje, gosto de conversar mais, conhecendo o coração das pessoas. Gosto de sentir o sabor dos dias, mesmo que não apresente nada de novo ou bom. Eu saberei encontrar uma pequena fagulha de alegria em meio ao pranto. Lembre-se o dia é muito longo, não se desespere nas primeiras horas, o sorriso pode nos alcançar pouco tempo depois da dor.

Com isso, estou aprendendo a transformar lágrimas em sorrisos, mesmo meio tortos, mais tarde eles se transformarão em risos de felicidade. Pois, melhor sorrir diante dos problemas do que afogar-se em lamentações, ofuscando a nuance brilhante da vida.

Aprendi a desenhar estrelas no céu nublado, a pôr o azul cintilante no lugar do cinza sombrio. E, principalmente, aprendi a acrescentar amor aos meus dias. Amando as pessoas, os animais, os sonhos, a natureza e principalmente a Deus, o responsável pela minha felicidade e por tudo que há nesta vida.

Luzia Medeiros

Pessoas se decepcionam e já se fecham
esquecem que as decepções são para aprendizado
e não para ficar triste, chateado, achar que a vida é ruim porque merece esse tipo de coisa, que insano! merece sofrer?
Ai vem a felicidade em frente a sua porta, mas ela não bate, não chama, nem toca a campainha, ela fica lá, simplesmente parada. Espera você abrir, mas tem tanto medo de ser um assaltante, um ladrão, que não abre.
O legal da vida é que ela sempre muda, as vezes pra melhor, as vezes pra pior; mas se for pra pior é para aprender, e com o aprendizado a melhoria e a felicidade serão maior futuramente.
Então viva as alegrias e tristezas!
as alegrias, intensamente!
as tristezas, disciplinarmente
Porque a vida é pra viver, é simples, mas muitos deixam de fazer.

Luan da Silva Leal

Que as inspirações e aprendizado consumam a minha mente e tirem tudo o que não me faz andar pra frente.
Além da imaginação e do pensar, meus novos hábitos e objetivos vão me guiar com equilíbrio na minha nova maneira de caminhar.
Sem deixar pra trás o que prevaleceu e o que minha alma não esqueceu. A determinação cura. Ninguém disse que seria fácil e eu sempre vou me lembrar que o que realmente é meu fica guardado e ninguém no mundo pode tirar.
Vida nova a cada dia, levantar com alegria, comandar a mente pra não ser tão impaciente e desatenta nas oportunidades que vierem pela frente. Adeus ao impulso, rodar pelo mundo sem sair do lugar.
Brincando de rima, sorrir contagia, gargalhada fascina e eu não largo a menina que não me faz parar de sonhar.

Larissa Preez

Necessitados de Longanimidade e Misericórdia

Um dos principais alvos do aprendizado prático em nossas vidas, da longanimidade e da misericórdia divinas, é o de nos tornar aptos a sermos uma bênção nas mãos de Deus, especialmente para aqueles com os quais nos relacionamos.
Bom é o fruto da justiça, mas sem o da longanimidade e da misericórdia, pouca utilidade teremos num mundo que está sujeitado ao pecado.
Na verdade precisamos disto, em primeiro lugar,
para nós mesmos, porque se não formos longânimos e misericordiosos para conosco, dificilmente o seremos em relação a outros.
Estamos rodeados de fraquezas e imperfeições, e deste modo, o amor jamais poderia expressar a sua melhor face, que é a de aceitação e de bem querer ao nosso próximo, não fora pelo exercício de longanimidade e misericórdia.
“Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado.
Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.
Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana.” (Gálatas 6.1-3)
Por isso nosso Senhor Jesus Cristo afirma no Sermão do Monte:
“ Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5.7-8)
O evangelho é por isso, graça para com os pecadores.
Perdão para os que se arrependem.
Socorro presente aos desamparados e necessitados.
Alívio para o cansado e sobrecarregado.
E como poderão achar isto em nós, se estamos desprovidos de longanimidade e misericórdia?
Como almas serão ganhas para o amor de Cristo, se o que se encontra em nós é somente amargura e desventura?
Como não serão julgados por nós, os que estão escravizados ao pecado, se não tivermos um coração perdoador, compassivo e quebrantado?
Que o Senhor continue tendo misericórdia e longanimidade para conosco, porque a maioria de nós tem falhado em ser isto, de que tanto necessitamos!
Para que nos levantemos, e não pensemos de nós mesmos aquilo que diz o apóstolo:
“Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana.” (Gálatas 6.3)

Silvio Dutra

... A sabedoria popular nos ensina que há sempre um aprendizado a ser recolhido depois da dor. É verdade. As alegrias costumam ser preparadas no silêncio das duras esperas. Não é justo que o ser humano passe pelas experiências de calvários sem que delas nasçam experiências de ressurreições.

Por isso, depois do cativeiro, o aprendizado. Ao ser resgatado, o seqüestrado reencontra-se com seu mundo particular de modo diferente. A experiência da distância nos ajuda a mensurar o valor; e o seqüestrado, depois de livre, mergulha nesta verdade.

Antes da necessidade do pagamento do resgate, da vida livre, sem cativeiro, corria-se o risco da sensibilidade velada. A vida propicia a experiência do costume. O ser humano acostuma-se com o que tem, com o que ama, e somente a ruptura com o que se tem e com o que se ama abre-lhe os olhos para o real valor de tudo o que estava ao seu redor. As prisões podem nos fazer descobrir o valor da liberdade.

As restrições são prenhes de ensinamentos. Basta saber parturiar, fazer vir à luz o que nelas está escondido.

A ausência ainda é uma forma interessante de mensurar o que amamos e o que queremos bem. Passar pela experiência do cativeiro, local da negação absoluta de tudo o que para nós tem significado, conduz-nos ao cerne dos valores que nos constituem.

O resgate, o pagamento que nos dá o direito de voltar ao que é nosso, condensa um significado interessante. Ele é devolução. É como se fôssemos afastados de nossa propriedade, e de longe alguém nos mostrasse a beleza do nosso lugar, dizendo: “Já foi seu; mas não é mais. Se quiser voltar, terá que comprar de novo!” Compramos de novo o que sempre foi nosso. Estranho, mas esse é o significado do resgate.

Distantes do que antes era tão próximo, recobramos de um jeito novo. Redescobrimos os detalhes, as belezas silenciosas que, com o tempo, desaprendemos a perceber. A visão ao longe é reveladora. Vemos mais perto, mesmo estando tão longe. Olhamos e não conseguimos entender como não éramos capazes de reconhecer a beleza que sempre esteve ali, e que nem sempre fomos capazes de perceber.

No momento da ameaça de perder tudo isso, o que mais desejamos é a nova oportunidade de refazer a nossa vida, nosso desejo é voltar, reencontrar o que havíamos esquecido reintegrar o que antes perdido ignorado, abandonado. O que desejamos é a possibilidade de um retorno que nos possibilite ver as mesmas coisas de antes, mas de um jeito novo, aperfeiçoado pela ausência e pela e pela restrição.


Depois do resgate, o desejo de deitar a toalha branca sobre a mesa, colocar os talheres de ocasião sobre mesa farta. Fartura de sabores e pessoas que nos fazem ser o que somos!

Refeição é devolução! Da mesma forma como o alimento devolve ao corpo os nutrientes perdidos, a presença dos que amamos nos devolve a nós mesmoss. Sentar à mesa é isso. Nós nos servimos de alimentos e de olhares. Comungamos uns aos outros, assim como o corpo se incorpora da vida que o alimento lhe devolve. A mesa é o lugar onde as fomes se manifestam e são curadas. Fome de pão, fome de amor!


Depois do cativeiro, a festa de retorno, assim como na parábola bíblica que conta a história do filho que retornou depois de longo tempo de exílio. Distante dos nossos significados, não há possibilidade de felicidade. Quem já foi seqüestrado sabe disso. Por isso, depois do seqüestro, a vida nunca mais poderá ser a mesmaaaa.

Pe. Fábio de Melo