Textos de Adolescente

Cerca de 97 textos de Adolescente

Amor adolescente, pensei. Com certeza, se eu virar mulher, esse amor bobinho passa. Amor de menina boba. Tratei, então, de virar mulher. Quem sabe mudando o visual, esse amor não se mudava de mim? Nada feito. Cabelo novo, roupas novas, sapatos novos, novas contas pra pagar. E o mesmo coração idiota. O mesmo amor de sempre. Coisa chata, não?
Ah, que que é isso! Amor deve passar com um novo amor, não? Olha lá aquele menino bonito te olhando, o outro que escreve bonito, o outro que te faz rir um monte, tem também aquele ali, com mão firme. Nada. Nenhum deles foi capaz de me salvar, de substituir minhas células cansadas em sentir sempre a mesma coisa. Nenhum foi capaz, nem por um segundo, de me levar para passear em outros tormentos. Ou outras alegrias. Qualquer outra coisa que seja.
Aí veio a idéia brilhante. Será que se eu mergulhasse de cabeça na estupidez desse amor, não me curava? Será que se eu, por um minuto apenas, parasse de sentir tudo isso de dentro da grandiosidade que eu inventei para tudo isso e enxergasse de perto como tudo é tosco e pequeno, eu não me curava? Só piorou. De frente para ele e suas constatações tão absurdas a respeito de tudo, só consigo sentir ainda mais amor. E quanto mais e maiores motivos para não sentir, ele e a vida me dão… Adivinhem? Sim, o amor cresce. Irresponsável, sem alimento, sem esperança e de uma burrice enorme. Ainda assim, forte e em crescimento.
Mas esse amor, ah, esse amor é coisa de quem não ama a própria vida. Se um dia, um dia eu pudesse realmente ser uma Jornalista. Ou até, nossa, se eu pudesse trabalhar na televisão sabe? Esse amor iria embora, claro. Nada feito. Estou aqui graças a minha maior qualidade: a fé. Sim, isso só não funciona pro amor, mas pra todo resto na minha vida acreditar sempre funcionou. Tudo certo com a minha vida. Ou quase tudo certo. Ainda sinto esse amor ridículo. Essa coisa infernal que me vence todos os dias, todos os minutos. Quantos bons contatos me admiram e me elogiam. Ainda bem que alguém além de mim acredita em mim. É tanta coisa boa acontecendo, tanta gente boa se aproximando que tá na hora de acordar. Enxergar. Receber.
Taí. Tá bom. O amor venceu. Você venceu. Venceu. Venceu. Venceu. E eu acabo de descobrir, simples assim, a única maneira de me livrar desse sentimento: aceitando ele, parando de querer ganhar dele. Te amo mesmo, talvez pra sempre. Mas nem por isso eu deixo de ser feliz ou viver minha vida. Foda-se esse amor. E foda-se você."

Tati Bernanrdi

AMOR ADOLESCENTE
NECESSIDADES
preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sentar comigo na praça,
pra descobrirmos coisas no céu:
uma estrela se deslocando,a lua brincando de esconder,
as nuvens formando desenhos
e muitos objetos não identificados.

preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sair comigo descobrindo
o mundo
com as suas tristezas e alegrias.

alguém que escute os meus segredos
saindo de mim feito enxurrada.
alguém que saiba dos meus medos,
que ria muito com os meus risos
que fale abobrinhas ou coisas serias
e que,as vezes,respeite
o meu silencio de peixe.

Thatiany32

A UMA CONSORTE

És como aroma de rosas! Adolescente,
Como uma pomba divina de amor...
És como do céu o sol! Simplesmente,
Como o clarão da lua em esplendor...

Tens sorrisos à face, e, suavemente
O corpo desfila em andares de primor...
Tens anseios que se embalam, docemente
À pele rubra em brados belos e sem dor!

Por existir em chama viva, em queimar
Qual astro poente a procurar
Na noite longa o brilho intenso percorrer,

És como as estrelas de azuis celestes,
Que inteiramente me enriqueces
No infinito do teu amor nunca a morrer...

Poeta Dolandmay

Meu amor adolescente

Pode até parecer besteira, mas tudo
começou numa simples brincadeira,
na escola conversando, discutindo e
brincando, o tempo foi passando e
algo dentro de mim aos poucos foi
se transformando.
Eu que pensava que jamais iria
gostar tanto de alguém assim, senti
o amor tomar conta de mim e por
uma jovem linda, doce e meiga de
cabelos e olhos castanhos acabei-me
apaixonando.
Por muito tempo esse sentimento
tão puro e verdadeiro tentei
esconder, pois, a minha timidez
nunca me deixou dizer, por varias
vezes pensei em me declarar, mas
por medo dela não acreditar resolvi
me calar.
As horas passam e eu conto os
minutos para vê-la novamente, essa
linda jovem não sai mais da minha
mente, a cada musica que ouço e a
cada passo desse meu caminho
solitário é ela que eu vejo, e a cada
minuto que passa aumenta ainda
mais o desejo de estar ao seu lado.
Já não consigo mais viver em paz,
parece que o tempo só anda pra
trás, não da mais pra viver assim, se
ela esta longe sinto uma saudade
sem fim, quando ela esta perto de
mim por um instante sinto que ela
esta muito distante.
Meu Deus, porquê eu? Por que teve
que ser assim? Será que ela gosta
de mim? Será que esse sofrimento
não tem mais fim? Não aguento mais
viver nessa desilusão, por favor, tira
essa incerteza do meu coração! Esse
amor é tão grande que vai além da
minha compreensão.
Ao mesmo tempo em que me sinto feliz
por amar alguém assim, uma tristeza
toma conta de mim, meu Deus!
Como eu queria poder abraça-la há
toda hora, não quero que esse amor
vá embora, como eu queria tê-la
aqui bem pertinho de mim, parece
que essa saudade não tem fim.
Pode até parecer fraqueza, mas
tenho muito medo de perdê-la, esse
amor que me consome tem um lindo
nome, ela que espalha felicidade por
onde passa e não me faz perder
nenhum dia de aula, seu lindo nome
é...

Hemerson Luis

paixão adolescente

as janelas fechadas me impedem de te ver
dois corredores nos separam
e aumentam meu sofrer

paixão do colegial que parecer não ter fim
sentimento doloroso que me deixa assim
meu único desejo é ter você perto de mim

vou torcer pra isso ser
mais um teste na minha vida
só mais uma fase sofrida
de uma adolescente perdida.

bia f.

O adolescente emerge da infância vivida entre sonhos. Viver era bom, as pessoas eram calorosas, o universo era belo. O mundo era bem ordenado. Tudo ia bem, como se fosse o melhor dos mundos. Era a época em que a fantasia permitia o idealismo.
Ora, de repente, em apenas alguns meses, enquanto o olhar no momento da adolescência se faz mais agudo e mais penetrante, o jovem sai do mundo feérico, para mergulhar no mundo da realidade. Ele descobre, então, que dos sonhos que havia alimentado à realidade que descobre, não há nenhuma relação.

Fernando Cesar

fernandocesarferroni

TEMPO
Fui gerada, esperada, amada.
Fui criança, inocente, travessa.
Fui adolescente, sonhadora, feliz.
Fui mãe, jovem, inexperiente.
Fui esposa, amada talvez, amante.
Agora sou idosa.
Agora sinto o peso dos anos.
Agora sinto o desprezo de alguns.
Me julgam ignorante, não sou.
Pouco estudei,isso não me faz insignificante.
No meu silêncio sinto teu desprezo.
Tens filhos, que eles nunca te
tratem assim na velhice.

VALDELICE BACIC

O VERDADEIRO AMOR.

São três, é o que dizem... O primeiro amor é adolescente.
O segundo na vida adulta, o terceiro na maturidade.
Mas nenhum deles é igual ao primeiro, deveríamos sempre ter o amor adolescente.
Ele nos transporta para um mundo de sonhos incontáveis, onde tudo é possível.
Um mundo mágico e impossível de acabar, onde tudo sempre da certo.
Sendo infinito como o mar, reluzente como o sol, belo como o amanhecer.

Lucio Sá

Correndo para longe,
fugindo do mundo,
drama adolescente?
Sociedade doente!
Outros lugares,
novas pessoas,
ir embora!
Nunca voltar,
nunca olhar para trás.
Esquecer!
Morrer...
Ganhar? Nunca!
Vencer? Impossível!
Futuro? Inalcançável!
Felicidade? Improvável!
Paz? Um sonho!
Desconexão...
Dor... Dor... Dor...
Chuva, tempo nublado!
Feridas abertas, portas fechadas.
Tentativas falhas,
oportunidades passadas,
tempo perdido,
confiança quebrada!
Esperança...
É a última que morre...

Ann Chan

Um garoto adolescente, excluído do colégio e sem muitos amigos, se apaixona perdidamente pela garota mais legal que ele conhecera até ali. Ela, no entanto, namora um garoto mais velho e bem babaca, e não liga muito para nosso protagonista. Ele vai até seu confessor, uma das únicas pessoas com quem tem intimidade para fazer esse tipo de pergunta, seu professor de literatura. E diz: Por que algumas pessoas se apaixonam pelas pessoas erradas? Ao que o professor responde: Charlie, nós aceitamos o amor que achamos que merecemos.

Quem viu uma das pequenas pérolas do cinema do ano passado, As Vantagens de Ser Invisível, reconheceu o diálogo acima na cena entre Logan Lerman e Paul Rudd. É uma das frases que valem o filme (e o livro no qual ele foi inspirado). Aqueles momentos em que você para e pensa: não é que é assim mesmo?

Quantas vezes você já não saiu de um namoro que, seis meses depois, soava deslocado, fora de sentido? Como eu pude me apaixonar por esse cara? Jura que eu passei tanto tempo com uma mulher assim? Pois é, passou. Às vezes foi por conformismo mesmo. Por não conseguir olhar para fora de si e imaginar novas aventuras que valessem a pena, por fechar uma janela para o resto do mundo por preguiça (ou medo, muito medo) de ter que se esforçar mais do que o confortável para buscar a felicidade em outra pessoa.

Mas às vezes o problema está mais a fundo. Porque medo a gente reconhece e, munido de uma boa lanterna contra o escuro e o desconhecido, a gente eventualmente enfrenta. Mas auto-estima é um problema daqueles que cola e não desgruda mais. Que está tão colado, tão fundo, que a gente nem percebe que a maior parte das nossas ações é decidida não apenas por nosso poder de escolha, mas pela imagem que fazemos de nós mesmos. Matricular-se na academia, voltar a estudar, mudar de emprego estão sempre condicionados ao “eu me acho capaz disso?”.

E no amor não é diferente. Eu me acho capaz de amar mais do que isso? De viver um amor de verdade, arrebatador, gigantesco, fundo e completo? É o famoso “Ela conseguia coisa melhor” que um amigo fala pro outro quando conhece o novo namorado da fulana. Ela até poderia conseguir alguém que a tratasse melhor, que a amasse mais, que fizesse a abraçasse bem forte ao invés de virar pro lado na hora de dormir, que a respeitasse mais, que, quem sabe, vai saber, até a admirasse. Que ficasse sorrindo de bobeira na hora em que ela trocasse de roupa. Que repetisse, de vez em quando só pra lembrar, que ela é a mulher mais incrível que ele já conheceu na vida. Mas nós aceitamos o amor que achamos que merecemos. E quem acha que merece tudo isso, né? Alguém mais feliz.

Vana Medeiros

Não sou mais aquele adolescente que não sei o que quero,
Sei também que sua fase de menina passou,
Sei que por alguns anos passamos por tantos momentos,
Há não temos que nos queixar,
Ficar reclamando o que passou,
Sei que foram momentos conturbados,
Estava eu procurando uma identidade,
Não sabia o que era amar,
Na verdade começamos a namorar quando eu não era quem sou,
Brigas, intrigas, ciumes sempre tem,
Mesmo agora com um pouco mais de maturidade,
É bem verdade que eu hoje mudei,
Responsável, seguro e sincero,
Tenho ainda muito que aprender,
Juntos sei que vamos vencer,
Passamos por fases difíceis,
Tristeza dor, lagrimas minguantes,
Pensativo, cansado, sobrecarregado, com a mente, cheia,
Quero com você viver uma vida nova,
Apesar de todos meus erros,
E tudo que eu já te fiz,
O meu amor por você não tem fim,
Continua crescente,
No relacionamento e na lua existem fases,
o ideal é que o amor nunca deixe de brilhar.

Inacio Andre

Quando eu era uma criança, e depois adolescente, torcia pra crescer logo. Sim.
Queria mesmo ficar mais velha...
Queria ser levada a sério logo, porque a sensação que tinha era a de que ninguém me ouvia.
Queria ter amigos bons e verdadeiros porque, até ali, só se aproximavam os de qualidade duvidosa..
Era arredia, recebia críticas, tinha baixa-estima e por vezes me sentia só.

Queria trabalhar logo, porque "viver" de uma mesada escassa não me parecia coisa digna ou boa.
Queria ter uma conta bancária logo, porque achava que isso atestaria minha maturidade..
Queria ser logo adulta, para ver - daquela fase - o que de bom a vida me traria.
E sonhava, porque pensava que o melhor da vida só aconteceria lá: no depois.

Hoje sou adulta.

Já se passaram três décadas e mais "alguma coisa". Amadureci.
Acho que estou na melhor fase de minha vida.
Hoje consigo ver tudo de maneira mais clara. A vida me parece mais clara.
Tenho bons amigos, aos quais amo. Consegui superar velhas mágoas. Amo mais a minha família. Aprendi a amar a Deus!

Ah, também tenho conta bancária (lembro que fiz uma festa quando isso aconteceu!!); um bom emprego; um salário digno.
Com o tempo, naturalmente, pude compreender melhor o significado das palavras: fé, amor, família e amizade.
Hoje consigo amar, mesmo sem esperar pela recíproca..

É bem verdade que toda moeda tem dois lados..
Hoje tenho preocupações, responsabilidades, contas a pagar, cobranças, um caráter a ser aperfeiçoado e mantido no mais alto nível...

A certeza da morte é algo que também me parece mais "palpável". Às vezes isso parece assustador, de tão real que é!

Quando eu era apenas uma criança, ou mesmo adolescente, não "tinha" que me preocupar com essas coisas.
Lá, tudo parecia um sonho perfeito e suave. Dormia sempre um sono despreocupado.
Meu corpo quase nunca se queixava de dores e tinha uma disposição e vitalidade preciosíssimos!

Há muito tempo, ouvi dizer que a vida é passageira. Só agora entendo isso de maneira mais profunda.
Pode parecer paradoxo, mas às vezes sinto saudades daquela época. Às vezes queria voltar no tempo. Mas sei que não dá...

Finalmente cheguei a uma conclusão, após meditar nessas coisas; e que chega a ter o peso de decisão:

Ultimamente estou procurando investir meu tempo, não em uma correria estressante e desnecessária, após coisas fúteis e que pouco me acrescentariam nessa breve vida, mas numa ocupação que fará bem à minha alma nos meus dias: amar a Deus cada vez mais, e ao meu próximo como a mim mesma.

Quanto mais me reparto, compartilhando o melhor de mim entre as pessoas, mais me sinto completa e feliz.


(FB - 15/05/2014)

Fabi Braga

Ser Atleta :

Ser atleta é como paixão de adolescente.

Uma vontade incontrolável e avassaladora de querer estar junto, grudado, como se fosse possível viver num só corpo. Nada mais importa, só aquilo nos alegra e nos dá vida! Sonhar acordado, sentir os pés decolarem do chão, voar e fazer acrobacias, sem medo de errar, sem medo de cair. Sentir prazer com a saudade e com a dor, e ainda, esperar ansioso que outro dia comece para que sintamos tudo novamente. Quando se sente isso pela primeira vez, parece que a eternidade está logo ali, é palpável.

Eis que surgem os primeiros beijos, as primeiras vitórias, potencializando ainda mais essa paixão. Mas como nada é perfeito, surgem também as primeiras brigas, assim como as primeiras derrotas, machucando a alma, tornando tudo escuro, dando a sensação de que agora, é esse sentimento que será eterno e que outro amor ou outra oportunidade de vitória jamais voltarão a aparecer.

A técnica do esporte se aprende com exaustiva repetição, da mesma forma que a vivencia diária entre dois amantes, que ao longo do tempo se tornam parceiros e se conhecem num olhar, num gesto ou até mesmo no silêncio. Os gênios do esporte também têm essa relação com a bola, com a raquete e com as pistas, é amor.

A força mental do jogo se desenvolve nas vitórias e nas derrotas, como se as idas e vindas do amor, as brigas e os acertos, tivessem o poder de expandir um novo horizonte em nossas mentes, nos fazendo amadurecer e enxergar que quanto mais aprendemos, mais distantes ficamos do ponto que julgávamos ser ideal.

Para o atleta, o físico (corpo) é o instrumento de trabalho, a coisa mais preciosa da sua vida, e precisa, assim como o ser amado, de cuidados diários como carinho, atenção, alimento e paciência pois reconhece que é ali, naquela pessoa (corpo), que estão depositadas suas esperanças de felicidade (mesmo que digam que não se deve ser assim, poucos conseguiram evitar esse sentimento). Sem ela, não haveria ar, não haveria pernas para caminhar ou forças pra sobreviver.

Tanto no amor quanto no esporte, as desilusões são inevitáveis, os prazeres também. Para ambos, existem riscos, dos mais diversos. A profundidade que alcançaremos em qualquer um deles está diretamente relacionada ao tamanho dos riscos que estamos dispostos a correr.

Não há ninguém nesse mundo que jamais se deparou com as difíceis dúvidas: Devo tirá-la para uma dança? Será que ligo pra ela agora? É a hora de beijá-la? Chuto ou passo? Direita ou esquerda? Exploro o bloqueio ou desço a mão na bola?

Na verdade não se pode pensar muito, os concorrentes estão soltos pelo salão, assim como pelos gramados e pelas quadras. Deve-se agir, instinto, desejo e paixão, andando lado a lado com o medo, com a vergonha e a decepção. As chances de dar certo são grandes se você está preparado e disposto a entrar nesse caldeirão.

Paulo André

"ha uma palhaça em vc..uma adolescente...uma criança... e uma força tão grande que chega a ser brutal... o problema é que todos preferem ver seu ego destruidor e ficam atormentados com ele... pq eu que vejo tudo de bom que vc tem....aah eu tenho o melhor dos seus mundos."
É ASSIM...QUEM ME CONHECE, ME DEFINE BEM..

Pedrina p. Abreu

o amor é como uma criança aprendendo a andar
Regado e fortalecido torna-se adolescente
De poros abertos clamando por vida vivida, explorando o desconhecido no seu intimo imaturo

A chama do amor acende ardente na pele
do pequeno desejo de amar
E a brincadeira acabou,pois tornou-se
gigante para sempre diante da lembrança do ser amor.
___-Eliani Borges.

Eliani Borges

Dentro de uma mente adolescente, há sempre um objetivo.
O que nos guia até um mar imenso de problemas, só que cheio de surpresas.
As imprudencias que nós vemos em quem chamamos de amigos nos cai sobre os ombros.
A capacidade de nos tornar melhores, uns melhores que o outro. Isso nos faz grandes e novos.
Embora todos tenhamos reclamações, tudo parte de uma criança que vive no nosso inteiror. Nos julgamos por sermos às vezes crianças, mas tudo parte disso.
A vida, embora muito radical, tem suas boas coisas, só basta saber rende-las.
E sempre, dentro de um amor, há um motivo bom e um sofrimento.
Tudo depende do quanto nós expressamos essa nossa criança inteiror, e tudo o que vem em minha cabeça é Apenas uma Criança!

Saulo Oliveira

O que é isso que acontece dentro de nós?
Nessa fase de adolescente é tudo tão intenso.
Acreditamos sim que todas as apaixonites viram amor e de uma hora pra outra, ele se vai.
Achamos que tudo em nossa volta deve ser perfeito e que nunca corremos riscos,afinal nada vai nos atingir.
É uma fase conturbada,cheia de sonhos,descobertas,amores,amizades,colegagem.
E enquanto essa fase não passa, só tento imaginar como será meu futuro!
Será que essas confusões que remexem dentro de mim irá continuar?
Só sei que quando estiver lá na frente e olhar pra trás sentirei saudades disso.

Laryssa Pinheiro

AS FASES DA VIDA.
A criança aprende... o adolescente questiona.. a juventude sonha e se realiza na maturidade...e o idoso vive de recordações de um passado, que Deus o privilegiou da graça de ter usufruído de todas as fases anteriores.Cada etapa foi programada por Deus, com sua importância e beleza. Entretanto, cabe a cada um de nós saber administrá-las, com inteligência.Tudo isso é muito natural. São as realidades da vida.
Autoria: Marcio Souza.

Márcio Souza

Ao nascer bebezinho lindo
Quando fazia minhas merdas
era somente uma criancinha,
Adolescente era complicadinha
amizades, namoros não duravam, chamavam-me de bichinha, coitadinha.
Adulta estou fofoca e mentiras mantenho, amigos e relacionamento seguro nao tenho, hoje sou fofoqueirazinha.
Bebezinho, criancinha, complicadinha,bichinha, coitadinha, fofoquerazinha,malvadazinha e terminei sozinha.

Kleber Plinio

Que lugar melhor para uma criança, para um idoso, para uma mulher apaixonada, para um adolescente com medo, para um doente, para alguém solitário? Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.
Que lugar melhor para um recém-nascido, para um recém-chegado, para um recém-demitido, para um recém-contratado? Dentro de um abraço nenhuma situação é incerta, o futuro não amedronta, estacionamos confortavelmente em meio ao paraíso.
O rosto contra o peito de quem te abraça, as batidas do coração dele e as suas, o silêncio que sempre se faz durante esse envolvimento físico: nada há para se reivindicar ou agradecer, dentro de um abraço voz nenhuma se faz necessária, está tudo dito.

Martha Medeiros