Textos Apaixonados

Cerca de 89 textos Apaixonados

“Em oposição aos meus apaixonados sentimentos de justiça e deveres sociais, sempre experimentei a total ausência de me aproximar dos homens e das sociedades humanas. Apraz-me sentir-me só. Nunca me entreguei de corpo e alma a um círculo de amigos, ao Estado, nem à minha própria família. Pelo contrário, sempre senti nesses laços o indefinível sentimento de ser um estranho em seu desejo de solidão”

Albert Einstein

Paixão e Amor

Quando estamos apaixonados
O nosso coração arde em chamas
O seu nome facilmente proclama
E o nosso dia dura por semanas.

O sonho de ser melhor
Torna o nosso dia melhor
Chamo seu nome pelas letras
E agradeço a Deus por ser perfeita.

Amar é o meu maior prazer
Querer é sentir, é você eu ter.
É olhar um livro qualquer
Sem ao menos saber ler.

Quando nos amamos, rimos sem saber por quê.
Se estiver triste, ao seu lado eu fico em silêncio.
Se houver dor, beijo-te até o amanhecer.
Se de ajuda precisar, ao seu lado vou estar.

Ontem não voltará mais
O presente me deixa em paz
O futuro não saberá jamais
Mas meu amor por ti me satisfaz

As vezes a ansiedade me mata
Não te ver é algo que me entristece
Pois amar você como eu te amo
Só é visto em novela das sete.

Oswaldo Grimaldi

Estranho, sim. As pessoas ficam desconfiadas, ambíguas diante dos apaixonados. Aproximam-se deles, dizem coisas amáveis, mas guardam certa distância, não invadem o casulo imantado que envolve os amantes e que pode explodir como um terreno minado, muita cautela ao pisar nesse terreno. Com sua disciplina indisciplinada, os amantes são seres diferentes e o ser diferente é excluído porque vira desafio, ameaça.
Se o amor na sua doação absoluta os faz mais frágeis, ao mesmo tempo os protege como uma armadura. Os apaixonados voltaram ao Jardim do Paraíso, provaram da Árvore do Conhecimento e agora sabem

Lygia Fagundes Telles

O que seria do poeta sem suas poesias
O que seria dos apaixonados sem amor
O que seria do fiel sem a fidelidade
O que seria do futuro sem o presente
O que seria dos oceanos sem suas aguas
O que seria da lua semo sol
O que seria do amor sem a paixão
O que seria d emim sem você
O quanto eu sofreria se te perder
Jamais me perdoaria por te perder
Não sei sei o que eu faço sem você
Mediga o que eu faço para não te perder
Você precisa saber o quanto eu amo você.

Alvaro Silvestre de Carvalho

• .Quero beijos sinceros e apaixonados...
Quero carinho, cafuné, colo!
Quero toque, pele, química, desejo.
Quero noites de lua cheia!
Quero viagens inesquecíveis...
Quero trilha, cachoeira, praia, por do sol, pés descalços!
Quero mar, quero vento, quero sol!
Quero amigos loucos e felizes!
Quero adrenalina, suspense, aventura!
Quero ouvir música alta e dançar até cansar!
Quero conhecer muita gente e me apaixonar por cada uma!
Quero abraços, muuuitos abraços! e muitos beijos tb! Quero chorar de rir!
Quero banho de chuva!
Quero dinheiro no bolso!
Quero dormir até acordar!
Quero me jogar... quero voar! quero viver de amor! QUERO SER FELIZ e tem que ser AGORA!!!!! . •

Desconhecido

Aprendi diversas coisas, mas de que adianta aprender? Se quando estamos apaixonados esquecemos de tudo que foi aprendido, cometemos os mesmos erros, acreditamos nas mesmas coisas e mais uma vez perdemos o juízo...O amor nos cega, nos enlouquece e nos transforma. E o mais incrível é que coisas que demoramos anos pra aprender, desaprendemos em questão de segundos...mas pra mim podem se passar milhares de segundos, anos e até séculos; eu nunca irei esquecer que aprendi que nada, absolutamente NADA é pra sempre.

Juliana trindade

Aqueles Beijos...

Ah! Que beijos eram aqueles...
Sem pressa, demorados,
Ternos, apaixonados,
Inebriantes.

Beijos inesperados,
Quentes, molhados,
Cheios de intenções,
Desejos, paixões.

Beijos que marcavam,
Que pediam, imploravam,
Uma garantia, uma certeza,
Que nunca terminariam.

Mas, sem saber que era o último,
Nossos lábios repetiram o ritual.
Nos entregamos àquele momento
Com a esperança que durasse para sempre.

O derradeiro beijo foi assim,
Mais um instante paradisíaco.
Nada de despedidas tristes,
Sem lágrimas derramadas.

Ainda penso naqueles beijos
Beijos que me enfeitiçavam,
Entorpeciam meu corpo,
Embebiam-me de prazer.

Bons beijos aleatórios eram aqueles...
Anestesia para dias amargurados.
Deixavam o coração suplicante,
Viciado em beijos enamorados.

Elonir Gonçalves

Os olhos apaixonados tem um brilho único,difícil de explicar.São doces e, ao mesmo tempo, cheios de desejo.Transmitem sentimentos tão fortes e profundos que, ás vezes,chegam a transbordar de emoção.Eles revelam aquilo que o coração teima em esconder, mas nunca consegue.Olhar apaixonado, o mais intenso de todos os olhares.
Mas nunca me digas que o nosso amor é impossível. Tu fazes-me viver, .... Tão meigamente derramam. Fogo e luz do coração.
Saber que tu existes, é o que mantém vivo!

Rafael Cotino

Olho os teus lábios
quero deixa-los molhados
estão com sede de beijos
loucamente apaixonados
teus lábios me querem
minha boca ardente
e a minha língua quente
Meu olhar te pede:
Vem cá!!!
vem me amar.

Olho tuas mãos
desejosas de movimentos
querem deslizar em nossos corpos
de sentir a nossa pele
arrepiando-se aos poucos
Olho nossas almas
são uma unica forma
na palma de nossa mãos
Vem cá!!!
vem me amar.
(Fouquet, 2010)

Marcelo Fouquet Rosembrock

PROMESSAS DE AMOR
Pessoas gostam de fazer promessas...
Mas os apaixonados são mestres em prometer, embora nem sempre consigam cumprir as coisas prometidas.
E eu até gostaria de lhe prometer a felic idade eterna, mas porque sei que não poderei cumprir, desejo
conquistar, dia- a-dia, ao seu lado, uma felic idade possível...
Eu poderia lhe prometer o mundo, mas isso não é algo que se pode alc anç ar, por isso desejo oferec er-me para
construir com voc ê um mundo diferente, um mundo melhor, um mundo onde a paz não seja uma ilusão.
Eu poderia lhe prometer a lua, mas esse magnífico satélite não está à venda.
Assim, desejo exerc er suave magnetismo, atraindo voc ê aos meus braços sempre que deles nec essitar...
Eu poderia lhe prometer as estrelas, mas isso seria utopia. Entretanto, quero e posso ser um tênue raio de luz,
sempre que a escuridão aparec er em seu c aminho.
Eu poderia prometer atapetar estradas com pétalas de flores para suavizar sua c aminhada. Mas na
impossibilidade de cumprir, desejo lhe ofertar flores de ternura, sempre que seus pés estiverem c ansados...
Eu poderia fazer a promessa de lhe dar o mais luxuoso c astelo do mundo, mas c ertamente não cumpriria...
Assim, almejo tec er com os fios invisíveis do amor, um ninho de fraternidade e paz, consolidado no lar.
Eu poderia lhe prometer amor exc lusivo, mas isso eu não posso, pois outras pessoas já conquistaram meu
coraç ão.
Quando nasc i, os braços de meus pais foram meu primeiro berço; quando prec isei de amigos, os encontrei;
quando descobri os laços de ternura de meus avós e outros familiares, a eles dediquei amor.
Eu poderia prometer dec lamar as poesias mais belas do mundo para voc ê, mas não tenho esse dom.
Assim, desejo apenas procurar as palavras c ertas para lhe dizer, nos momentos prec isos, e edific ar com elas a
ponte do diálogo, que nos fará próximos em todas as situações.
Eu poderia lhe prometer belos presentes a c ada aniversário seu, a c ada data importante para nós dois, mas temo
um dia não lograr êxito.
Por essa razão, desejo lhe ofertar as flores de amizade e afeiç ão todos os dias, porque todos os dias serão
importantes para nós.
E, se por ac aso um dia eu não fizer isso, socorra-me depressa, pois estarei prec isando muito de ajuda.
Eu poderia lhe prometer uma família feliz, com filhos saudáveis e inteligentes, mas isso não depende de mim.
No entanto, se Deus nos confiar seus filhos, para alegrar nossa união, desejo dar o melhor de mim em favor
desses viajantes do infinito, sejam eles inteligentes ou não, saudáveis ou não, c arinhosos ou não...
Eu poderia prometer a voc ê jamais cometer equívocos, mas não posso assegurar isto, sob pena de me trair nos
minutos seguintes.
Todavia, desejo envidar esforços constantes pela auto- superaç ão. E se vier a falir rogarei que perdoe minha
fraqueza.
Enfim, eu poderia lhe fazer mil promessas, como tantos apaixonados...
Poderia lhe dizer muitas palavras sem sentido ou vazias...
Mas, se não prometo lhe dar tudo o que desejaria, eu posso lhe ofertar o meu amor sinc ero.
Espero que voc ê também não me prometa nada, apenas desejo que ac eite meu coraç ão, como prova das minhas
mais elevadas intenções.
E, quando um dia o c repúsculo da existênc ia se aproximar e nos encontrar lado a lado, aí, então, poderei
assegurar que superamos juntos uma árdua batalha, e que as promessas que não fiz se realizaram...
(Equipe de Redaç ão do Momento Espírita.)

Desconhecido - Fonte Momento espirita

Apaixonar-se

É tão bonito a forma como descobrimos quando estamos apaixonados. Perto da pessoa, as horas tornam-se segundos, e um suspiro perdido é razão de desespero. Longe da pessoa ocorre o contrário, os segundos tornam-se horas e cada suspiro perdido torna-se motivo de saudade. Ou isso será amor? Uma coisa é certa: Nessa vida, apaixone-se, desapaixone-se, e apaixone-se novamente, porque o mundo não pára, e a cada momento que passa a vida te dá uma chance nova de encontrar a frequencia de um novo coração, por isso jamais deixe de sorrir; em algum momento, teu sorriso será o sorriso de alguém.

Renato Claros

O cupido nada mais é do que um anjo de coração partido, um espírito que um dia apreciou a felicidade que lhe foi tirada, que conheceu a dor de um amor perdido e aprendeu como é o sofrimento de ter seus sonhos desiludidos.
Hoje ele vaga entre nós atirando flechas e apaixonando casais de mundos completamente diferentes, no intuito de que algum dia eles sintam sua dor.

Bruna R Alves

Toda vez que somos privados da plenitude da expressão de nossos sentimentos, acirra-se em nós, a importância dos pequenos atos. Os desprovidos da visão, por exemplo, aguçam seu tato, sua audição, seu faro..., e paradoxalmente, nós que vemos, enxergamos bem menos do que eles.

O abraço é umas dessas formas de expressão de linguagens e sentimentos reprimidos. Gosto dos abraços porque eles gritam o que o corpo teima em não querer dizer. Há o abraço que diz “vai pra bem longe daqui. Some!”; Há o formal, onde o tapinha nas costas diz bem alto: “quero sugar tudo que puder de você. Quando nada mais tiver a oferecer: tchau!”; Há o das socialites que se odeiam, e por isso apenas se tocam. Bem frio e distante.

O abraço mais expressivo, porém, é o dos apaixonados, que parece querer trazer para dentro de si o outro; fazê-lo sumir pela união plena. Realizar-se. Se a paixão é reprimida, então aguça-se mais sua expressividade, pois precisa expor toda a vontade negada do toque, das carícias, dos cálidos beijos, da unidade dos corpos, e precisa fazer em breve espaço de tempo, o que demandaria o desligar dos relógios para ser bem vivido.

Não sei se esses abraços querem dizer ao outro: “aguarde. Nosso momento vai chegar”, ou se: “contentemos. Isso é o mais perto que podemos!”. Pressinto que quem os vive aprende a ouvir os sussurros da alma alheia, ainda que a estes misture, confusamente, os gritos da sua própria.

O mundo carece de pessoas que abracem apertado e forte, apaixonadamente: nobres causas e outros seres de sua mesma espécie. Que por amor a vida, e por querê-la ver colorir-se, rompam com o medo de se machucarem pela aproximação. Não somos planetas que precisam ter suas rotas vigiadas para que não entrem em colisão. Precisamos do amor. Precisamos de abraços.

Concluo, de tudo isso, que o Amor é algo em extinção, e que as vezes ainda teima em se expressar num ou noutro abraço mais expressivo, de alguém que mesmo sem querer assumir, ainda o deseja viver. Tem-se, ai, mais um paradoxo: a carência do amor, expressada na vivacidade de um ato vivo, porém incompleto: o abraço.

Elogium ao abraço
Mateus 24:12
Por Samuel Amorim Oliveira
13 de novembro de 2013
e-mail: amorimperito@gmail.com

Samuel Amorim Oliveira

Encontrei alguém
Encontrei alguém que eu queira dividir a minha cama, meu amor e minha vida. Encontrei alguém que aguentasse meu coração enjoativamente doce, e que suportasse meu humor incrivelmente amargo. Alguém que me visse cair sem que eu gritasse e me desse a mão sem eu pedir. Alguém que me abraçasse mesmo…

Amilton Manuel Domingos

Ridícula Paixão

Já dizia o poeta que todas as cartas de amor são ridículas.
E que, se há amor, tem que ser ridículas.
Ridícula é a paixão!
A paixão é uma das formas mais desarmadas de se entender o amor.
Ela sim é ridícula!

Ridícula porque não se explica,
Se cativa em poucos segundos e não se liberta tão fácil.
Ridícula pelos seus sentimentos anexos:
Uma mistura de dor, de constante presença e vontade de estar perto...

Ridícula pela incessante busca de alguém
E pela cegueira que incapacita a razão.
A paixão é ridícula!
Sentimo-nos saciados sem alimentos, bêbados sem estarmos alcoolizados,
Vislumbrando horizontes a cada momento... é ridícula!

Pergunto-me: “O que é ser ridícula?”
É provocar escárnio dos outros. A paixão é ridícula!
Ridícula porque é uma completude e independe dos risos de indivíduos secos por dentro...
A paixão é ridícula e sua maior sensação é: Apaixonar-se! Ridicularizar-se!
Deixemo-nos pois, expor ao ridículo de uma paixão! Ela sim é ridícula!

Thaty Sousa

Pensamento em você

Mais rápido que o tempo,
Mais forte que o vento,
Delicado e insaciável,
Meu pensamento em você!

Cada gesto, cada palavra,
Cada lida, cada jornada,
Da noite escura ao amanhecer,
Meu pensamento em você!

Um tanto louco, um tanto gênio,
Um tanto ameno, um tanto ligeiro,
Fixo os olhos e somente vejo,
Meu pensamento em você!

Meu pensamento em você,
Fascina, cria, chora e suspira,
Quanto mais o coração anseia,
Meu pensamento em você!

Thaty Sousa

Retirou-se, cabisbaixo, como se nossa história fosse sem começo, nem fim. Eu deixei cair algumas lágrimas em silêncio, acho que era a minha dor, a minha maneira de assimilar que me dei por vencida, pensava que uma batalha perdida fosse o fim de uma guerra. Não sabia que meu amor não acabava com um ponto final, só colocou fim a nossa confiança, ao nosso laço, as nossas conversas, aos nossos olhares apaixonados e nossos beijos iluminados. Ele foi embora pensando que havia terminado, e não foi assim, só acabou para ele, fui eu que deixei de existir no seu mundo, a que deixou de ser a única, a que deixou de ser “perfeita”, amada, respeitada, a confidente de todos os seus segredos mais sombrios. Eu o observei, parecia estar bem e inteiro. Por dentro eu estava esmagando e gritando, me rasgava a pele e tentava apagar seu nome que permeou minha pele como tinta. Para mim, ele continuou aqui, no meu coração, por muito mais tempo. Não sei quanto tempo passou desde que o nosso sempre se converteu em nunca e me tornei em um holograma monótono, no meu quarto, sozinha, encolhida, assustada, com a constante sensação de que meu corpo iria partir em mil pedaços. Sei que seu nome, corpo e alma, formam parte de algo tão grande que incluo quando olho as estrelas e a lua, e elas me sorriem. Espero que esteja pensando em mim, espero que se lembre de quem era comigo e de que nunca o esquecerei. Então me deixe, eu sempre te amarei…



Onecina Alves

Onecyna Alves

Coração, você sou eu!

Sinto inveja dos apaixonados
Sinto não poder falar juras de amor
Sinto não poder flutuar nas nuvens
Sinto não poder sentir amor

Não a vejo no horizonte ou no litoral,
Não vejo nada, meu amor perfeito nem se quer dá sinal
Tenho esperança de amar antes de morrer,
De morrer amando e quem sabe morrer com o meu amor ao meu lado, sorrindo só para mim
E que esse sorriso seja minha estrela guia na escuridão

De que me adianta ser dono do meu próprio coração
Se eu não tenho razão para telo
Quantas e quantas vezes recomecei do nada sem reclamar
Com paixões que eu acreditava que eram eternas
Mas que só me trazem desesperança
Falta de vontade de amar e só calejam meu coração
Ahh! Coração, me diz por que tem que ser assim
Não é certo não deixar saída
Você sempre esquece, que você sou eu !

Fabricio.S.Cruvinel

Quando estamos apaixonados


Quando estamos apaixonados, somos incapazes de enxergar os defeitos da pessoa amada,pois consideramos essa ato como um ponto para a relação não prosseguir.

O tempo vai passando,a convivência vai aumentando, sendo bom para uns e comodismos para outros.E ai não tem jeito, os defeitos ficam praticamente escritos na nossa frente, não havendo escapatória.

Nesse momento começamos a entender que perceber os defeitos da pessoa amada, não é um ponto negativo,mas sim positivo, pois enxergamos se realmente estamos preparados para uma relação solida.

O amor nasce quando um aceita o outro do jeito que,
Quando a sintonia é tão prefeita que um já sabe o que o outro quer falar apenas no olhar,
Quando não há competição havendo crescimentos dos dois.

Mas para chegarmos a amar alguém, temos que amadurecer para conseguirmos enxergar seu nascimento.

Priscila Souza

Era uma vez esse casal de apaixonados. Você pode dar a eles o nome que quiser. Bom… Se amavam incondicionalmente e faziam infinitas juras de amor. Também faziam planos. E sim, eram felizes juntos. Mais que qualquer outro casal que sempre acha que é o mais feliz de todos que existem por aí.
O problema era: O que fazer com tudo isso. Você pode desejar o que quiser, mas a vida que a gente quer não é só feita pela gente, e sim junto com todos aqueles que também sonham e desejam alguma coisa e vão cruzar o nosso caminho.
O tempo passou e os sentimentos guardados preservaram-se em lembranças. O tempo passou mais um pouco e as lembranças guardadas preservaram-se em memórias. O tempo passou para eles como nunca imaginaram que passaria sem estarem juntos e as memórias guardadas preservaram-se no querer.
Isso já aconteceu comigo e com certeza já aconteceu com você. Acontece que quando o querer chega, tudo torna-se mais forte se realmente se quer.
O casal achava que não iriam se ver novamente. Tudo aconteceu tão longe entre eles que aquelas outras pessoas que também sonhavam e desejavam, apareceram.
O querer continua até hoje. Isso não morreu. Quem morreu foi o casal. Porque o tempo passou demais. Mas foram enterrados juntos. Porque as outras pessoas sabiam sobre o amor deles.

Federico Devito