Texto sobre Irmaos

Cerca de 189 texto sobre Irmaos

No dia em que homens e bichos
souberem que são irmãos
não existirá mais extinção
e, finalmente,
o homem e o leão
poderão num fim de tarde
falar em evolução
discutir a inflação
pegar um porre de cachaça com limão
ou quem sabe planejar uma nova revolução
não com balas de canhão
mas com as flores da estação.

Ana Cristina Vieira - 2007

Luz e trevas, vida e morte, direito e esquerdo são irmãos entre si; são inseparáveis. Por isso, os bons não são bons, os maus não são maus, a vida não é vida e a morte não é morte.

Por esse motivo, tudo se dissolverá e retornará à sua origem, porém aqueles que são elevados acima deste mundo, são eternamente indissolúveis.

Nag Hammadi

HÁ AMIGOS MAIS CHEGADOS QUE IRMÃOS
O amigo ama em todo o tempo. E, amor não não é conivência. É melhor a ferida feita pelo amigo do que a bajulação do hipócrita. O amigo prefere o desconforto do confronto ao conforto da omissão. O amigo está ao seu lado mesmo quando todas as outras pessoas já se foram, pois há amigos mais chegados que irmãos.

Hernandes Dias Lopes

Oração Divina

Oh,meu Deus!
Deus de Abraão;
Peço-te perdão
Pelos meus pecados
E de meus irmãos.

Oh,meu Pai!
Protejei-nos de tudo,
Da violência, da dor,
Das pragas do mundo.

Oh,Rei dos reis!
De ti tudo é sagrado;
Sagrados teus filhos;
Graças por sermos abençoados.

Oh,Jeová!
Deus onipresente;
Deixais-vos tuas bençãos
Aos enfermos,carentes.

Oh,meu Senhor!
De ti não duvido!
Rezo e agradeço-te
Por ter nos protegido.

Oh,Divino!
Que estás tão além;
Que ilumine-nos,
Agradecido.Amém.

Luca Jordão

Amizade!

Já tive amigos
De fé e irmãos camaradas
Amigos de ouro
De bronze e de prata
Amigos...como quem não quer nada
Amigos que do nada surgiram
Que vieram e se foram
Sem sequer dizer adeus
E sem marcas deixarem
Amigos que se despediram deixando saudades
E amigos que saudades não deixaram
Amigos separados pela distancia
Mas tão próximo do coração
Amigos que no peito guardei
Amigos que muito amei
E amigos que se fizeram por mim...amar
Que nesta nova viagem
Que se inicia em 2013
Possamos nós...dar continuidade
A nossa amizade,seja virtual ou não
Que tenhamos fé
Que tenhamos paz
Que amor tenhamos em nossos corações
Para assim podermos oferecer o melhor de nós.

__Eliani Borges__

Eliani Borges

AMIZADE

Existem vários tipos de amigos,
desde aqueles que são mais que irmãos
aos que viajam na maionese.

Mas na verdade a amizade é um tesouro
que só encontra aqueles que são verdadeiros.

Sem a amizade não conseguimos viver,
porque a amizade
faz parte de tudo o que sentimos e pensamos.
(Fernanda Oliveira 6ª E – Porto Seguro)

Valdeci Alves Nogueira

AMIGOS
Nao sei descreve-los
mas sei dizer como sao
Nao sei se sao irmaos
mas sei dizer que nos os amamos.
Nao sei se sao certinhos
mas sei que se andam comigo e porque sao completamente doidos
Nao sei se nao me querem por perto
mas sei dizer que se nao me quizessem por perto , nao os chamaria de AMIGOS.

Natalia Lemos

Amizade...
Amigos são simplesmente irmãos que o nosso coração escolhe e acolhe...
Amigo é irmão sem laço de sangue... Sem grau de parentesco, mas com grau de amor...
Amigo é aquele que mesmo que vá doer te fala a verdade, mas jamais te abandona...
Amigo te ama... Respeita-te...
Amigo são simplesmente pessoas que Deus põe no seu caminho como anjos... A zelar por você.
A distancia não separa uma amizade... Por que mesmo a distancia você sabe que pode contar...
Amigo é a pessoa que mesmo que seja tarde você quer ligar... Amigo sempre te diz que vai dar certo, não por que quer te consolar, mas por que confia que você pode fazer melhor...
Amigo te impulsiona... Diz-te que é vencedor... Amigo mesmo sempre esteve ao nosso lado...
Mesmo que não tenha percebido ele sempre esteve lá... Quietinho... Todas as vezes que você precisou... Ele estava lá... Mesmo que você não reconhecido o valor dele... Ele jamais deixou você desamparado...
Amigo é o verdadeiro significado de amor eterno...
Amigos que passaram por nossa vida. Se não permaneceram por que nunca foi amizade...
Amigo é aquele que é seu amigo... Quando não te sobra amigo algum...
Mas antes de esperar ter amigo... É bom mesmo ser amigo de alguém... Que valorizamos e sentimos bem...
Não espere amigos seja amigo também...

felicity Secret

Perseveremos na esperança
Terça-Feira, 18 de Dezembro 2007



Cumpramos, portanto, irmãos meus, a vontade do Pai que nos chamou, para termos a vida, e cultivemos a virtude; abandonemos o vício, precursor de nossos crimes, e fujamos da impiedade e assim os males não mais nos agarrarão. Porque, se nos esforçarmos para viver bem, a paz nos acompanhará. Por esta razão, não podem encontrá-la os homens que, presos aos temores humanos, preferem o prazer presente à promessa futura. Ignoram quanto tormento traz consigo a volúpia deste mundo e que delícias encerram a promessa do futuro.

Quanto a nós, sirvamos a Deus com coração puro, e seremos justos. Se, porém, incrédulos diante das promessas de Deus, não O servirmos, seremos extremamente infelizes.

Irmãos meus, não sejamos indecisos, mas perseveremos na esperança e obteremos o prêmio. É fiel Aquele que prometeu dar a cada um segundo suas obras. Cumprindo a justiça diante de Deus, entraremos em seu Reino e receberemos o prometido "que ouvidos não ouviram, olhos não viram, nem jamais subiram ao coração do homem (cf. I Cor 2,9).

Peçamos ao Senhor, neste dia, a graça de jamais nos cansarmos de fazer o bem.


Jesus, eu confio em Vós!

Desconhecido

Nós, latino-americanos

Somos todos irmãos
mas não porque tenhamos
a mesma mãe e o mesmo pai:
temos é o mesmo parceiro
que nos trai. Somos todos irmãos
não porque dividamos
o mesmo teto e a mesma mesa:
divisamos a mesma espada
sobre nossa cabeça.

Somos todos irmãos
não porque tenhamos
o mesmo braço, o mesmo sobrenome:
temos um mesmo trajeto
de sanha e fome. Somos todos irmãos
não porque seja o mesmo sangue
que no corpo levamos:
o que é o mesmo é o modo
como o derramamos.

Ferreira Gullar

Meus irmãos, sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança. Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada! Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e Ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos.
Tiago 1.2-5

Bíblia Sagrada

Ninguém conseguiu viver sem amizade, sem calor humano de uma amizade. Nem todos os irmãos de sangue são amigos de verdade. Um bom amigo é sempre um bom irmão, através dos laços da afinidade.
O coração humano tem sede de paz, de amor e amizade.
No desconserto do mundo, uma certeza conforta, uma estrela cintila para quem ama nada é pequeno, nada é insignificante.
Tudo pesa tudo vale principalmente uma amizade.
A experiência existencial de um amor profundo juntamente com uma amizade, tem gosto de eternidade.

joel carvalho

IRMÃOS...
São presentes preciosos que o Senhor nos dá...
Para alegrar a nossa vida...
Colorir os nossos dias...
Irmãos...
São jóias que enfeitam o nosso caminhar...
Que nos estendem as mãos quando precisamos...
Sabem ouvir e compartilhar as nossas alegrias e tristezas,
Mesmo com o silêncio de sua presença...
Irmãos...
São anjos queridos que a gente não esquece,
Que se destacam numa multidão de "amigos do orkut"...
E sentimos vontade de mandar uma mensagem e um scrap...
E dizer: Olha, você é muito importante para mim!
Irmãos...
São pessoas que ocupam um lugar especial no nosso coração...
Um lugar cativo e eterno que nem o tempo consegue apagar!
Irmãos...
São pessoas que eu amo no amor de Cristo,
Pessoas queridas e preciosas para mim...
Assim como você, irmã ANA MARIA...
Que D'us te abençoe sempre!
Beijinhos!
HANNAH

hannah

irmãos e irmãs de planeta diferente ... somos todos neuróticos por formas cores e credo partculares,todo pensador que se preze "pensa" ele se diverte com a fluência da mente ele nao mente para sua mente muito menos brinca com o poder da mente que ao menos nao deixa o mesmo mentir ou omitir uma simples palavra que vira ser um texto a partir de uma letra ou um versso .
detergente não vai limpa seu coraçao mais limpa a besteira que voce faz depois de comer HAHAHA ingraçado pra um poeta que acorda nas manhãs de segunda com fome de trakinas(aquele tremendo mistério)...
ele,acorda move o primeiro dedo da mão esquerda, abre o olho direito suspira e então ele oficializa o bom dia do sol lhe vizitando pela janela basculante do seu quarto ,sonhos,metas,lutas e conquistas logo na manhã são só o fato de que o restante do seu dia sera inÚTIL se voce não por em pratica !
eu converso com minha amiga ela me fala umas coisas extéricas minha barriga fica dormente ou sera que e coisa da minha mente{?} mais eu sei que se eu pensei que fosse alguma forma de transmitir essa sensaçao seria por meio da mente ... como alguem pode ler o que não escreveu ? como alguem pode ser o que nunca pediu pra ser ? como um sinal>>(?)<< move o mundo? como o mundo se move ? o sol gira em torno da terra? ou o unviverso move-se em volta da lua ?
-espera essa eu sei responde!
ops... perdão pelo meu égo,não vou reponder
-mas,mas mais é que masi ism eiaja sja ahh ... ta vo responder .
-eu acho ela influenciadora
-e ela tem cor?
-não:mais conheci uma menina que põe cor
-voce sabe que quem esta lendo também esta julgando ?
-ok,também me julgo as vezes -esse é o preço por conhecer tao bem que nem sei mais aonde deixei meu celular...
-irônia ?
-sim
-pq?
-do que estamos falando ?
-de irônia !!!
-kkkkkkkkkkkkkkkkkk deu .
-aplausos pra esse desrespeitavél publico

jean marques(pupilaverde)

Estádios da CBF ou templos da FIFA
padrão Bispo é dogmatismo,cismo.

Só sei que os meus irmãos Africanos
na grande área sofre danos.

Mas na pequena área, ebola é quem domina
e no ataque Brasileiro o artilheiro crack fulmina
igual mina nos campos na Palestina.

Esse é o jogo onde o povo é jogado
sendo explorado,
por fascistas exploradores de fé,
apologistas.

A divisão de base é a desigualdade
na cidade sede do povo com sede.

No torneio sub-desenvolvido,
onde cartolas exploram paixões e
governantes exploram o gado desnutrido.

Diego Biggy Monthi

Diariamente, vivo sobre pressão, pais põe pressão, tios, avós, amigos, colegas de classe, irmãos, todos.
Tudo o que faço não é suficiente, tentei ser médico para agradar a minha mãe, tentei ser delegado para agradar ao meu padrasto, tentei ser advogado para agradar a minha tia, assim sucessivamente. No fim das contas não agradei ninguém, muito menos a mim.

Frustrante

Como Fazer o Bem a Todos



Por João Calvino

“Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos.” (I Tessalonicenses 5.14)

“Admoesteis os desobedientes”. É uma doutrina comum - que o bem-estar de nossos irmãos deva ser objeto de nossa preocupação. Isto é feito através do ensino, admoestação, correção e despertamento; mas, como as disposições dos homens são diferentes, não é sem razão que o apóstolo ordena que os crentes se acomodem a essa variedade. Ele ordena, portanto, que os indisciplinados sejam admoestados, ou seja, aqueles que vivem dissolutamente. O termo admoestação, também, é empregado para significar a reprovação acentuada, que é necessária para trazê-los de volta para o caminho certo, pois eles são merecedores de maior severidade, e eles não podem ser levados ao arrependimento por qualquer outro expediente.
“Ampareis os fracos”. Outro sistema de conduta deve ser seguido aqui, pois eles precisam de consolo. Os fracos também devem ser assistidos. Por fracos de coração, porém, ele quer dizer, aqueles que têm o coração quebrantado e aflito. Ele consequentemente lhes favorece, e os fracos, que de alguma forma, agem tal como os que são insubmissos, devem ser restringidos com algum grau de severidade. Por outro lado, ele ordena que o rebelde deve ser admoestado severamente, a fim de que os fracos possam ser tratados com bondade e humanidade, e que os de coração fraco possam receber consolo. Por isso, é sem propósito que aqueles que são obstinados e intratáveis sejam suavemente acariciados, na medida em que os remédios devem ser adaptados às doenças.
Ele recomenda, no entanto, paciência para com todos, porque a severidade deve ser temperada com algum grau de indulgência, mesmo ao lidar com os rebeldes. Esta paciência, no entanto, é, propriamente falada, em contraste com um sentimento de desinteresse, porque para nada somos mais propensos para nos sentirmos cansados do que quando nos propusemos a curar as fraquezas dos nossos irmãos. O homem que tem uma e outra vez consolado uma pessoa que está com o coração enfraquecido, se ele é chamado a fazer a mesma coisa uma terceira vez, vai sentir, eu sei, não somente cansaço, mas até mesmo indignação, que não permitirá que ele persevere no cumprimento do seu dever. Assim, se por admoestar ou repreender, não conseguimos alcançar imediatamente o bem que pretendemos fazer, perdemos toda a esperança de sucesso no futuro. Paulo tinha em vista colocar um freio na impaciência desta natureza, recomendando-nos a moderação para com todos.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

Calvino

Receber Honra por Causa do Serviço a Cristo


Por João Calvino

“Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam;” (I Tessalonicenses 5.12)

“E nós vos rogamos”. Temos aqui uma advertência que é muito necessária. Porque, assim como o reino de Deus é desmerecido, ou pelo menos não é estimado adequadamente à altura de sua dignidade, segue-se também a partir disto, o desprezo pelos mestres piedosos. Agora, a maioria deles, ofendida com essa ingratidão, nem tanto porque eles se vejam desprezados, mas porque eles inferem a partir disso, que a honra não sendo rendida ao seu Senhor, é rendida assim, mais indiferentemente, e Deus também, em bases justas, inflige vingança sobre o mundo, na medida em que priva de bons ministros, àqueles que são ingratos. Por isso, não é tanto para a vantagem de ministros como de toda a Igreja, que aqueles que presidem fielmente sobre ela devem ser tidos em estima. E é por esta razão que Paulo é tão cuidadoso em recomendá-los. “Reconhecer”, aqui significa ter consideração ou respeito; mas Paulo dá a entender que a razão pela qual menos honra é mostrada aos mestres, é porque seu trabalho não é normalmente levado em consideração.
Devemos observar, no entanto, com que título de distinção ele honra os pastores. Em primeiro lugar, ele diz que eles trabalham. Disto se segue que todos os ventres ociosos são excluídos do número de pastores. Mais adiante, ele expressa o tipo de trabalho quando ele acrescenta, “aqueles que vos admoestam”, ou que vos instruem. É para nenhum propósito, portanto, que qualquer que não cumpra o ofício de um instrutor, se gloria com o nome de pastor.
Paulo desejava que eles se dedicassem ao ensino, e presidissem com nenhum outro objetivo em vista do que o de servir à Igreja, sem qualquer sentimento oculto de busca de estima própria. Pois ele diz literalmente – “acatai-os com apreço” ou sejam mais do que abundantemente honrados, não sem um bom fundamento, pois devemos observar a razão pela qual acrescenta logo em seguida – “por conta de seu trabalho”. Agora, este trabalho é a edificação da Igreja, a salvação eterna das almas, a restauração do mundo, e, enfim, do reino de Deus e de Cristo. A excelência e a dignidade deste trabalho é inestimável: daí aqueles que Deus faz ministros em conexão com tão grande assunto, deveriam ser tidos por nós em grande estima. Podemos, no entanto, inferir das palavras de Paulo, que o julgamento está entregue à Igreja, para que possa distinguir os verdadeiros pastores. Porque seria para nenhum propósito que esses critérios foram apontados, se ele não quisesse dizer que deles os crentes deveriam tomar conhecimento. E enquanto ele ordena que honra deve ser dada àqueles que trabalham, e àqueles que, ensinando governam correta e fielmente, ele certamente não confere qualquer honra àqueles que são ociosos e ímpios, nem lhes indica como sendo merecedores da mesma.
“Presidem no Senhor”. Isto parece ser adicionado para denotar governo espiritual. Porque, embora reis e magistrados também presidam em nome de Deus, ainda assim o Senhor deseja que o governo da Igreja seja especialmente reconhecido como seu, e daqueles que governam a Igreja em nome e pelo mandamento de Cristo, é dito, por esta razão em particular que presidem no Senhor. Podemos, no entanto, inferir a partir disso, quão distante estão do posto de pastores e bispos aqueles que exercem uma tirania completamente contrária a Cristo. Inquestionavelmente, a fim de que alguém possa ser classificado entre os pastores legítimos, é necessário que ele mostre que preside no Senhor, e que nada tem aparte dEle. E o que mais é isto, senão que pela pura doutrina ele coloca Cristo no Seu próprio assento, para que Ele possa ser o único Senhor e Mestre?

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

Calvino

Sacrificando a Antiga Vida Para Obter Uma Nova



Por João Calvino

“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12.1)

Depois de ter apresentado as coisas que são necessárias para a construção do reino de Deus, - que a justiça deve ser buscada apenas de Deus, que a salvação deve vir até nós somente a partir de sua misericórdia, que todas as bênçãos nos são concedidas diariamente por nos serem oferecidas somente em Cristo - Paulo passa de agora em diante, de acordo com uma melhor ordem, a mostrar como a vida deve ser ordenada. Se for, através do conhecimento salvífico de Deus e de Cristo, que a alma é, por assim dizer, regenerada em uma vida celestial, e que esta vida é formada e regulada pelas exortações e preceitos santos; então é em vão você mostrar o desejo de formar a vida corretamente, exceto que você prove em primeiro lugar, que a origem de toda a justiça nos homens está em Deus e Cristo; porque é deles o levantar-nos da morte.
“Portanto, rogo-vos, pelas misericórdias de Deus”. O que Paulo diz, ao exortar-nos assim, deveria ter mais poder sobre nós, na medida em que ele se destaca de todos os outros em estabelecer a graça de Deus. De ferro deve ser de fato o coração que não é acendido pela doutrina que tem sido anunciada em amor para com Deus, cuja bondade é achada por ter sido tão abundante. Onde, então, estão os que pensam que todas as exortações a uma vida santa são nulas, se a salvação dos homens depende somente da graça de Deus, já que por nenhum preceito, por nenhuma sanção, é forjada uma mente tão piedosa para prestar obediência a Deus, senão por uma séria meditação sobre a bondade divina para com ele?
Também podemos observar aqui a benevolência do espírito do Apóstolo, - que preferiu lidar com os fiéis por admoestações e exortações amigáveis ​​ao invés de comandos rigorosos; pois ele sabia que poderia prevalecer mais com o ensino desta forma do que em qualquer outra.
“Que ofereçais os vossos corpos, etc”. Isto é então o começo de um curso correto em boas obras, quando entendemos que somos consagrados ao Senhor; por causa disto, portanto, segue-se que devemos deixar de viver para nós mesmos, a fim de que possamos dedicar todas as ações de nossa vida a seu serviço.
Há, então, duas coisas a serem consideradas aqui, - primeiro, que somos do Senhor, - e em segundo lugar, que devemos em razão disso, ser santos, pois seria uma indignidade para a santidade de Deus, que nada, nem mesmo uma primeira consagração, fosse oferecido a ele. Essas duas coisas sendo admitidas, então, segue-se que a santidade é para ser praticada por toda a vida, e que nós somos culpados de uma espécie de sacrilégio quando somos relapsos em impureza, pois isto nada mais é do que profanar o que é consagrado.
Mas há toda uma grande idoneidade nas expressões. Ele diz que em primeiro lugar, o nosso corpo deveria ser oferecido como um sacrifício a Deus; por que ele implica que não somos de nós mesmos, senão que temos passado inteiramente, de modo a tornar-nos propriedade de Deus; o que não pode existir, a menos que renunciemos a nós mesmos e, portanto, neguemos a nós mesmos. Então, em segundo lugar, através da adição de dois adjetivos, ele mostra que tipo de sacrifício deveria ser este. Ao chamá-lo vivo, ele sugere, que somos sacrificados ao Senhor para este fim, - que a nossa vida anterior sendo destruída em nós, possa se elevar a uma nova vida. Pelo termo santo, ele ressalta aquilo que necessariamente pertence a um sacrifício, porque a vítima é, então, somente aprovada, quando já tivesse sido feita santa, ou seja, separada e consagrada a Deus. Pela terceira palavra, aceitável, ele lembra que a nossa vida está enquadrada corretamente, quando este sacrifício é feito de modo a ser agradável a Deus; ele nos traz, ao mesmo tempo, nenhuma consolação comum; pois ele nos ensina, que o nosso trabalho é agradável e aceitável a Deus quando nos devotamos à pureza e à santidade.
Por corpos ele quer dizer não somente os nossos ossos e carne, mas toda a massa da qual somos compostos; e ele adotou esta palavra, para que pudesse designar mais plenamente tudo o que somos; porque os membros do corpo são os instrumentos com os quais nós executamos nossos propósitos. Ele na verdade exige de nós santidade, não só quanto ao corpo, mas também quanto à alma e ao espírito, como em 1 Tessalonicenses 5.23. Na ordem de apresentar nossos corpos, ele alude aos sacrifícios mosaicos, que eram apresentados no altar, como se fosse na presença de Deus. Mas ele mostra, ao mesmo tempo, de forma marcante, quão prontos devemos ser para receber os mandamentos de Deus, para que, sem demora, os obedeçamos.
Por isso aprendemos, que todos os mortais, cujo objetivo não é adorar a Deus, nada fazem, senão miseravelmente vagar e se extraviar. Agora, também encontramos que sacrifícios Paulo recomenda à Igreja cristã; porque somos reconciliados a Deus através do único e verdadeiro sacrifício de Cristo, somos todos, pela sua graça, feitos sacerdotes, a fim de que possamos nos dedicar e tudo o que temos para a glória de Deus. Nenhum sacrifício de expiação é requerido de nós; e ninguém pode afirmar que o seja, sem lançar um opróbrio manifesto na cruz de Cristo.
“O vosso culto racional”. Esta frase, eu penso, foi adicionada, para que ele pudesse aplicar de forma mais clara e confirmar a exortação anterior, como se ele tivesse dito: - "oferecei-vos como um sacrifício a Deus, se tendes vosso coração para servir a Deus porque esta é a maneira correta de servir a Deus; a partir da qual, se alguém se aparte, são senão falsos adoradores." Se, pois, somente Deus é justamente adorado, quando observamos todas as coisas de acordo com o que ele prescreveu, para fora então com todos esses modos elaborados de adoração, que ele abomina com justiça, uma vez que ele valoriza a obediência mais do que o sacrifício. Os homens estão, de fato, satisfeitos com suas próprias invenções, que têm uma exibição vazia de sabedoria, como Paulo diz em outro lugar; mas aprendemos aqui o que o Juiz celestial declara em oposição a isto, pela boca de Paulo; chamando-nos para aquele culto racional, que ele ordena, e que repudia como tolo, insípido e presunçoso, o que quer que tente ir além da regra de sua Palavra.

Traduzido e adaptado por Silvio Dutra.

Calvino

Comentário de I Tessalonicenses 5.1,2

Por João Calvino

“1. Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva;
2. Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite;”

1. “Mas, acerca dos tempos”. Paulo agora, em terceiro lugar, lhes pede que abandonem uma inquirição curiosa e inútil quanto aos tempos, mas no entanto lhes admoesta a estarem constantemente em um estado de preparação para receber a Cristo. Contudo, fala em forma de antecipação, dizendo que eles não têm necessidade de que escreva acerca das coisas que os curiosos desejam saber. Pois isto é evidência de excessiva incredulidade não crer no que o Senhor prenuncia, a menos que assinale o dia por determinadas circunstâncias, e como que o aponte com o dedo. Portanto, como vacilam entre opiniões duvidosas aqueles que pedem que momentos de tempo lhes sejam assinalados, como se quisessem fazer uma conjectura a partir de alguma demonstração plausível, ele afirma portanto que discussões desta natureza não são necessárias para os que são piedosos. Existe também outra razão – que os crentes não devem desejar saber mais do que lhes é permitido aprender na escola de Deus. Ora, Cristo designou que o dia da sua vinda fosse ocultado de nós, para que, estando em expectativa, pudéssemos ficar em vigilância.
2. “Sabeis muito bem”. Ele põe o conhecimento exato em contraste com um desejo ávido de investigação. Mas o que é isto que ele afirma que os tessalonicenses sabem precisamente? Isto – que o dia de Cristo virá súbita e inesperadamente, apanhando os incrédulos de surpresa, como faz um ladrão com aqueles que estão dormindo. Porém, isto é contrário a sinais evidentes, que poderiam prenunciar de longe a sua vinda ao mundo. Por isso, era tolice querer determinar precisamente o tempo, a partir de presságios ou prodígios.

Calvino