Texto sobre Dança

Cerca de 269 texto sobre Dança

A DANÇA

Sopra o vento e as árvores balançam
Até parece comigo querer dançar
Com seus galhos envoltos em meu corpo
E suas raízes no chão à fincar

Gotas de chuva caem tornando o céu cinzento
Encobrem as estrelas: jogo de luz natural
Trazendo então uma sintonia
A cada toque na terra já arada

E começo a dançar em círculos
sentindo a folhagem tocar meu rosto
Molhando meu corpo já suado
Com a chuva forte que cai

Trovões e raios riscam o céu cinzento
E em círculos continuo dançando aquele som estonteante
Cada vez mais rápido giro e sinto as folhagens
Daquela bela árvore... que me convidou à dançar.

Cris Oliveira

A consciência se manifesta através da criação.

Este mundo em que vivemos

É a dança do criador.

.

Dançarinos aparecem e desaparecem

Num piscar de olhos, mas a dança vive.

Em muitas ocasiões, quando eu estou dançando,

Eu me sinto tocado por algo sagrado.

Nesses momentos, eu sinto meu espírito voar

E se tornar um, com tudo o que existe.

.

Eu me torno as estrelas e a lua.

Eu me torno o amante e o amado.

Eu me torno o vencedor e o vencido.

Eu me torno o mestre e o escravo.

Eu me torno o cantor e a canção.

Eu me torno o conhecedor e o conhecido.

.

Eu continuo a dançar e, em seguida,

É a eterna dança da criação.

O criador e criação fundem-se em uma plenitude de alegria.

.

Eu continuo a dançar e dançar... E dançar,

Até que haja apenas... A dança...


(Michael Jackson) livro - 'Dancing the Dream'

AmorMonica Holst Jackson

A dança do amor só acontece quando os dois estão juntos e os passos se sincronizam. É preciso que ambos saibam dançar, pois não basta ser conduzido, os gestos só ganham harmonia no movimento em conjunto. É preciso que haja troca, é preciso que haja cuidado, é preciso que haja um brilho no olhar.

Eu amo feito cisne que desliza e te convido… me dê a mão? Dança comigo, amor, ao som desse bater do coração que pede enlouquecido para que tire dos pés esse peso e que se deixe voar… Voar pelo chão, porque quem ama tem asas no coração.

Drika Gomes httpnoquadronegro.blogspot.com

Cansada, latente, arrogante e pouco vista
Dor de garganta sempre no final da dança
Mastigo meu odeio com rancor latente no coração
Constrangimento, míope, cega, como queira chamar
Tenho pressa que regressa no meu paladar a dor
Que batendo se mistura ao cansaço, visto - falado
Que se torna em mim uma montanha de elevador.

Ariela Venâncio

Ela chega vaidosa e sorridente
Todo mundo logo sente seu perfume pelo ar
Ela dança com um swing diferente
Vai pra trás e vai pra frente, vai descendo devagar
Essa gata tem um jogo de cintura
É uma uva bem madura e a galera quer provar
Vagabundo tá na rua da amargura
Anda cheio de fissura mas sou eu que vou pegar
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Estão querendo disputar o meu espaço
Invadir o meu pedaço, mas não vou dar mole não
Já andaram rastreando o meu caminho
Pra saber se eu tô sozinho ou se tô nesse avião
Estão querendo me vencer pelo cansaço
Pra saber o que é que eu faço, mas quem fala é vacilão
Meu tempero, tem amor e tem carinho
Vou comendo bem quietinho, pra não dar indigestão
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh

Carlinhos

A dança das cabeças
Uma cabeça sobre o seu pescoço
Feito um caroço
Em sua própria fruta
faz a luta
E o campo de batalha
E na batalha
As cabeças rolam por aí

O pensamento
É vento, fogo e sina
Que ilumina
E faz escuridão
É pura saga cega de batalha
É navalha
E as cabeças rolam por aí

Uma palavra
Crava e crava forte
Cheirando sorte
Amor e traição
Cuidado língua com sua cabeça
Não esqueça
Que as cabeças rolam por aí

As cabeças rolam...
Soltas nas dunas de areia
Cabeças de vento se deixam rolar

As cabeças rolam...
Doidas na selva de pedra
Na perda do sol,na cinza do ar

as cabeças rolam...
pelas escolas, nas colas
Nas bolas em tudo o que possa rolar

As cabeças rolam por aí...

Carlinhos Matogrosso

3º ano CCF GEO - 2009

Se uma manhã durase uma vida
se a dança nunca acabasse com os seus passos
o tempo que não permite a manhã e a dança
são as saudades de um tempo
um tempo que nunca volta mais

as lembranças que restaram
lembranças em um carbono antigo
não reproduz a mesma imagem
as faces de cada amigo

o tempo reverteu nossa ilusão
criou a realidade do passageiro
e fica preso no passado
cada sonho verdadeiro
estudando um espetáculo
vergando os aplausos
durando um ano inteiro

Geraldo Neto - Uiraúna PB

O PLEBEU E A BAILARINA



Ele a chama de menina e diz ser ela, bailarina
que dança a vida colorida, revestida de esperança
que sua rima o domina e seu sorriso, lhe fascina
do Cupido, velho amigo, pega flecha e hábil lança

Pensa que a tudo alcança e sem conversa, a domina
versejando canta amor; na contradança, a dor
vai julgando com esmero a verdade que abomina
atrás da mascara sem cor, palavreia com primor

Propagando impropérios, logo vem pisando em cima
curta mente que não sente um passado tão recente
pobre tola apaixonada; equivocada dançarina

Busca sabedoria e vê que o sonho se perdeu
naquele coração de pedra que impetra hipocrisia
a heresia de um infante que só soube, ser plebeu

Siomara Reis Teixeira

Dança com lombos

Ana tinha muitos amores.
A real causa disso não era a saída da escola aos 17. Muito menos as vendas de doce na beira da estrada. Ela nem tão bela era, porém aparecia com as marcas avermelhadas nos lombos e no psicológico - sempre os mesmos sintomas. Ana sofria pelos namorados.
Seu pai era colecionador de cintos. E eu pude sentir as dores de Ana, sinto até hoje.

Jonathan Messias de Freitas

Minh'alma fica exultante
quando te vê.
Ela canta e dança eu nem sei porque.
Mas a verdade é que ela se encanta
de uma tal forma,que chama por ti.
E você vem com o brilho da lua beijar
minh'alma e aí nos falamos, e as estrelas
iluminam esse instante tão especial .


Marleninh@ Castilho

Marleninh Castilho

Dia Mundial da Dança

Não podia deixar passar o dia 29 de abril sem falar um tantinho de algo que amo desde os 3 anos de idade.
Comecei com baby class, balé para pitoquinhas como eu, depois fui para o jazz, dança de rua, dança moderna, dança do ventre, cha cha chá, bachata, bolero, zouk. Aprendi a fazer cambret, meia ponta, sou durinha, tem muita gente que fez menos tempo que eu e dança com mais desenvoltura, se eu faltar 2 semanas já tenho que recapitular tudo, esqueço passos. Também sou dominadora, não deixo cavalheiro me conduzir, peco nesse quesito e tenho amigos cavalheiros cheios de autoridades que me colocam no meu lugar, no lugar de dama. Amoooo, é meu hobby favorito, se tenho que fazer alguma animação, cuidar de crianças ou diversão podes crer que vai ter música e dança no meio.
Minha primeira grande paixão. Acho lindo casais que dançam juntos, acho lindo irmãos que dançam juntos. Acho que a dança une. A gente trabalha coordenação, sensualidade, equilíbrio, raciocínio e o bem-estar é único. Sou suspeita para falar pois amo dançar.

Arcise Câmara

Danca Mariquinha

Dança, dança, Mariquinha
Para o povo apreciar
Essa boa mazurquinha
Que pra você vou cantar
Ouça, meu bem,
A sanfona tocar

Quitiribom, quitiribom,
Toca no baixo desse acordeom
Quitiribom, quitiribom,
Que mazurquinha
Que compasso bom

Quando pego na sanfona
A turma se levanta
E pede uma mazurca
Quando bato a mão no fole
Sei que a turma toda
Vai ficar maluca

Todo mundo se admira
Do fraseada que a sanfona diz
Quando acaba a contradança
O povo admirado ainda pede bis.

LUIS GONZAGA

- Quando eu me mostro
É como se eu tivesse dançando
Uma dança rídicula
Para pessoas rídiculas.
- Quando eu me mostro
Eu me mato aos poucos
Pois bem…
Eu também sou uma mulher rídicula
Com vontades rídiculas
Que morre de medo de se mostrar
De mostrar o seu frágil
O seu ponto fraco
Expor o seu rídiculo
Ao ponto de ser rídicula.
- Quando eu me mostro
Na verdade eu não queria me mostrar
Queria permanecer fechada
Como uma concha solitária
Que esconde a sua preciosa esmeralda rídicula.
- Quando eu me mostro
Eu me mato
Ao ponto de ser um ser rídiculo.

RebecaMelo.

Ela é preta, Ela é branca
È mulher e criança
Ela sorri e encanta, canta e dança
È mulher e guerreira não tem medo de cara feia
Chora e sangra é humana e Deusa
È filha, Mãe e Avó
Enfrenta secas e enchentes
É Filha Do Sol
Delicada e Operaria suporta a dupla jornada
a qual foi Destinada
Filha da terra, não foge a luta
Ela é negra, Ela é branca, Parda Nordestina!

Luy Davis

Pr voce dançaar , tem que aprender
o novo gingado, pr nunca esquecer
É uma dança muito louca pr nunca pará...
Lôlo-lô-lô-locomotiivaa (3x)
A mulherada gosta,os homens admira
No ritmo bem gostoso pr não perder a rima
Lôlo-lô-lô-locomotiivaa (3x)
Escuteei bem ai , que vou lhe falar
nessa parada muito louca voce vai se amarrar.
Lôlo-lô-lô-locomotiivaa (3x)
É o novo swingão do carnaval,
Voce não pará nem pr dar Tchau...
Lôlo-lô-lô-locomotiivaa (3x)
Que pena que acabou ,
Mas não se preocupe
Eu não vou dar Adeus ,
Vou dizeer : Lôlo-lô-lô-locomotiivaa (3x)

Hugo Napoleão

"edu, eduardaaaaa..
rimaa, com empadaaa..
vem cá, faz a dança louca,
deixe de ser mocáaaa
venha me amaaaar..
que perna grossa, é bem maior que uma corça
ai minha nossa! não da pra prosseguir.
eu quero um carro. sério!! Não tem Valerio
é só dizer que siim!!!
Menina eduarda, jura que vai dar pra mim.
rebola duda
ela não sabe la bamba
fica com mojelo e banca
remexe dona duda, ahh"

Musiquinha que ele fez pra mim' kkkkkkkkk

Glauber Paiva

Ela Vai Gemer

Olha só esta gatinha
Como dança sem parar ,
Provoca provoca
Provoca provoca
Provoca provoca
Provoca provoca ,

[Refrão]
E no baile só da ela
E o palco é seu lugar ,
Provoca provoca
provoca provoca
Provoca provoca
provoca provoca ,

Ela desce desce desce
desce desce até o chão
Com o dedinho na boca
Rebolando sem pará ,
Pra fechar com a gatinha
É preciso se mexer
Pegar na cintura dela
E fazer ela gemer ,
Provoca provoca
provoca provoca
Provoca provoca
provoca provoca .

joaquim gomes alves

Quem dança é maluco. Dançar é a arte de sorrir superando tudo o que existe internamente dentro da mente do bailarino e externamente eliminando perto dele tudo o que possa ser prejudicial para sua performance. Bailarino sente uma dor contante, um medo constante e uma busca pela perfeição que faz com que a tudo torne-se pequeno perto da vontade de estar no centro do palco para brilhar.
Sentir dor de contantes e inacabáveis ensaios, quando os pés já dançam sozinhos e o corpo somente acompanha, somente Bailarinos conseguem entender.
O mundo está recheado de bailarinos, assim como o céu de estrelas. No céu algumas estrelas e constelações conseguem destacar-se e emitir uma luz mais forte que chama mais a atenção de quem está olhando. É assim no mundo da dança, no meio de tantos bailarinos alguns tornam-se destaque, brilham mais, ganham mais espaço e chamam mais a atenção dos olhares.

Priscila Sousa

Convite.

Dança comigo eternamente nas nuvens e nas estrelas .
Que eu reservo um espaço na lua pra depois do jantar .
Viaja comigo os segredos do desconhecido, que eu nado o oceano se preciso ou ate mesmo atravesso o sertão só pra te encontrar.
pois levo comigo todas as flores nas mãos , um olhar de menino com o calor do sol no coraçao, a solidao que é um grande amigo e um sorriso distante , que faz parte de mim.
Dança comigo no ritmo dos ventos ,que por onde ele tocar nos levará ao amor.

Leovardo Ricardo.

Sonhei Que Dancei Com Você

Sim,

Foi só um sonho,

Mas com sentimento tão real.

A dança aconteceu
Em um lindo solário,
Você estava de terno,
Muito bem arrumado.

A música era lenta
E enfeitava aquela noite
O céu estrelado
E também com certeza
O canto de alguns pássaros.

E nos embalos daquela doce melodia
Repousei minha cabeça
Em teu ombro,
Assim pude sentir a intensidade
Daquele momento mais real
Do que a própria realidade.

Conforme dançávamos
Eu de olhos fechados
Sentia mais e mais a tua presença
Em meu mundo solitário.

Essa dança tornou
Meu corpo mais calmo,
Então pude sentir
O consolo dos teus braços.

Seria esse um devaneio
De uma moça solitária?
Ou apenas mera fantasia
De uma poetisa mal-amada?

Sinceramente não sei,
Sei apenas que gostei.

Em toda a minha vida
Essa foi a dança mais bonita,
Todos tinham que ver,
Sonhei que dancei com você!

Jamila Mafra