Texto sobre Dança

Cerca de 205 texto sobre Dança

NA PISTA

Pista de roller, de patinação.
Pista de dança, dança de salão.
Pista de kart ou mais emoção.
Procuro uma pista que me dê solução,
De logo encontrar você, não importa a longidão.

Pista de cooper, de esqui... de avião.
Pista de carro, de moto ou caminhão.
Não importa se é asfalto ou estrada de chão.
Se você me der uma pista, eu te acho.

Rogerio Dutra

A Dança Do Desejo!

Esse é um dos nossos
momentos mágicos!
Momento em que
nossos corpos se reconhecem...
Se sentem.
Se desejam.
Dançamos o amor.
O desejo!
Buscamos o climax do amor.
É calor!
Sedução.
Coração que bate forte.
Corpos que já mudam...
Sons...e gemidos!
Desejos que merejam...
Na dança dos nossos corpos.
Momentos de amor!!

Dayse Sene

E lá estava você, o tempo não levou o que há de mais precioso,
parecia como o ontem, uma dança em sintonia perfeita.
A chuva caia como uma luva, perfeita sobre a pele,
nossa amizade era como o guarda-chuva, união.
Novas histórias, novos sorrisos e abraços,
servem como para renovar o que temos de melhor.
Não importa onde estamos ou o que passamos
se amamos quem esta do nosso lado,
e quem esta do nosso lado esteja cada vez mais forte como a aurora.
As cores, os rostos, os sons alinhados a melodia do novo
redesenhados com a essência do antigo amanhecer,
desbravaria reinos, enfrentaria a fúria dos mares, mas já tenho meu tesouro.

Carol Kapila Gouveia

Bailarina aparece-me em sonhos
flutuando me mostra sua dança
vem dançar cá, na palma da mão
eu não sei como e se cansa
de trazer-me esta curta alegria
vem fazer rir meus olhos tristonhos
anuncia a chegada do dia
mais um dia a viver de saudade
eu queria poder te dizer
é tão linda esta nossa amizade
alivia a pena de existir
bailarina, porque tens que ir?
eu te espero outro dia surgir
passa a vida, não passa tua idade
vem menina, vem me fazer rir
hei te te esperar na noite que anteceda
o dia da hora de partir
pra um lugar que não tenha mais nada
nada além de um sorriso de fada

edson ricardo paiva

Sonho de Valsa

Dança comigo está noite?
Fica comigo está noite?
Dança comigo, me tome em seus braços... Me mostre o amor, me mostre o sol da meia noite. Quero um eclipse nesta noite em que meu coração encontrou o seu. Dança comigo?

Me faça flutuar no doce tom da sua voz a me guiar, me libertar daqui seja meu heroi? Não precisa de capa ou ser o mais forte , apenas desejo ser o seu elo mais forte e ao mesmo tempo o elo mais fraco de sua corrente de força...

Dança comigo está noite?

Me faça voar em seus braços, me deixe solta para voltar, me dê o que eu nunca achei em outros braços, me tira desta armadura , me deixe humana novamente, me deixe ser sua...

É o encontro da musica perfeita , então dança comigo está noite?

Me tira esses laços de menina e me deixa crescer e ser mulher, solte as correntes da solidão, abra a prisão ... Acredite em nós, me leve para nosso lar...

Mas dance comigo está noite em que minha alma encontrou o seu lar, seu pedacinho de paraíso, chamado Você.

Nunca busquei a perfeição e foi justamente no imperfeito que encontrei a perfeição, você é o meu eclipse , minha estrela, meu universo...


Você me achou , me libertou, me guiou ... Agora dance comigo está noite?

Eu vejo estrela em cada passo dessa valsa que tem o nome VIDA, nossa Vida!

felicity Secret

Dança

Não é o ritmo nem os passos que fazem a dança,
Mas a paixão que vai na alma de quem dança,
É num vai e vem às vezes desconexo para uns
que os corpos se confundem,
tolice, pura tolice,
eis que a magia da dança se faz presente,
para a alma os corpos já se encontraram
para quem ainda não entende, não importa,
envolve-se neste vai e vem, os olhares, o suor, o cheiro
e bem no fundo a melodia apenas dita as regras do prazer,
com as palmas das mãos pesa o aconchego e num mesmo instante,
distancia-se a cara metade somente para trazê-la de volta
apenas para mais uma troca de olhares e um sorriso verdadeiro,
e dançar novamente um outro passo,
dançar é tudo isso,
laços infinitos da confiança do ritmo, de qualquer tom, de um som,
a certeza de não estar sozinho.
o propósito da dança não é de encontrar algo,
um par, uma dama, um cavalheiro.
Mas sim, desfrutar uma paixão.
A paixão da dança.



Fmauro.

fmauro

A Dança e a Alma

A dança? Não é movimento,
súbito gesto musical.
É concentração , num momento,
da humana graça natural.

No solo não, no éter pairamos,
nele amaríamos ficar.
A dança - não vento nos ramos:
seiva,força,perene estar.

Um estar entre céu e chão,
novo domínio conquistado,
onde busque nossa paixão
libertar-se por todo lado...

Carlos Drummond de Andrade

Dança das Fadas

No compasso do amor eu sou a canção que toca a melodia da vida ...
O meu canto viaja além dos mundos...
Posto que com a alma entoo a música do coração,
Alcançando á todos os seres;
E eis que ao ouvir a voz do meu canto,
Fadas encantadas bailam delicadamente,
Balançando as folhas e flores,
Trazendo felicidade e sorrisos,
Celebrando a plenitude da existência,
Tão gentilmente nos doada .
Em meio a voos rasantes espalham sua poderosa essência.
É a magia no ar contagiando á tudo e á todos,
E a música ainda está tocando,
E ainda encanta,
E ainda ilumina,
E tudo se torna um misto de êxtase e alegria.

Rosa de Avalon

SONHO COM UMA DANÇA
QUASE IMPOSSÍVEL

O meu corpo é a embalagem da minha alma e eu sou um presente fácil demais de ser desembrulhado. Se hoje eu tivesse que me dar pra alguém eu me daria inteiramente pra você. Junto você levaria também todo encanto do meu pensamento, o qual te desnuda a todo instante como se despetalasse uma flor cortada para as minhas mãos. A vida é esta valsa que toca neste grande baile onde te convido pra dançar. Às vezes ela se torna uma grande balada quase sempre agitada nos levando a mudar os passos da dança. Sem hesitação e disposto a ser seu par em qualquer ritmo do tempo, quero dançar e girar com você dia e noite numa mistura de sol e lua, capaz de fazer com que o mundo sempre adormeça e amanheça em paz sobre os nossos pés.

Paulo Del Ribeiro

Quanta cultura?
Quanta religião?
Quanto ritual?
Quanto animal?
Quanta dança?
Quanta música?
Quanta pintura?
Quanta poesia?
Quanta literatura?

Quanta...
quanto...
quantos...
perdemos
Em todas nações, orgulho
Em todas nações, preconceito
Em todas nações, vaidade
Em todas nações, falsidade
Em todas nações, ganância
Em todas nações, degeneração

Em todas nações, a mesma raça

Em todas nações,

ser humano.

Luan da Silva Leal

A ARTE EM SEU VALOR E GLAMOUR

Toda arte - seja música, canto, dança, pintura, literatura, teatro..., enfim: a "verdadeira" ARTE - tem um "que" de divino! Já parou para observar as pinturas de Van Gogh, Góia, Picasso, etc? E o que dizer de Michelângelo em A Capela Sistina? É pura magia que transcende a alma! impressiona, conectando-nos com a divindade interna de cada um. A músca clássica nos faz levitar e dá a impressão de que estamos saindo do corpo: se não estivermos preparados para ouvi-la, sentimos medo e se não formos corajosos, fugimos da música, fugimos do que é divino. O canto, em sua delicadeza, parece nos purificar a alma. A dança (clássica) parece nos retorcer o corpo, deixando-o em leveza e bem-estar. A literatura nos leva a um mundo fantástico e imaginário que jamais encontraremos em realidade. E a verdadeira "ARTE TEATRAL", em sua plena magia, é capaz de nos conectar coração, alma e mente, nos fazer viver as mais belas loucuras, os mais belos sentimentos, chorar todos os prantos e sorrir todos os risos, nos faz amar e ser amados, nos faz mentir em viver a mais plena felicidade quanto que a felicidade maior é viver o teatro em sua plenitude. É ver com a alma, pensar com o coração, sentir de todas as maneiras o seu encanto. Tudo isso porque é uma das formas como Deus se manifesta, da maneira mais efêmera.
Mas eis que entre a arte e seus operadores, para equilíbrio de todas as coisas, surge o "demônio" enciumado e, com falsas promessas, oferece o coquetel da perdição, um cálice contendo os piores ingredientes: o pior deles, o pai de todos os outros, é o egoismo, inflado pelo orgulho e a vaidade, pela inveja e a ambição.
Ainda bem que a atividade teatral não se pratica sem um líder, que é o diretor. E como todo bom líder, com espírito nato da liderança, nasceu para saber arrancar o melhor de cada um, buscar no íntimo dos seus dirigidos o que tem de mais magnífico dentro de si e fazer isso aflorar em divina magia, para a verdadeira beleza da mais efêmera das artes, que é o teatro. E assim embelezar mais e mais o nosso mundo.
Mas o "demônio', com sua típica malícia, foi ao diretor o primeiro a oferecer o coquetel da perdição. O qual, na prepotência típica dos diretores de arte, revelou que ele seria, se não o único, o primeiro a merecer todas as benesses do espetáculo. Afogou-se em profundo gole colocando em perigo a beleza harmônica que o "CRIADOR MAIOR" nos colocou à disposição.

Valdemi Cavalcante Teixeira

A dança mais bonita guardei pra ti,
e então cortei-me o pé e não pude dançar,
as mãos que tateiam o caminho no chão
outrora seguravam o mundo, e eu me sentia rei,
porem hoje, quando trancafiado na minha solidão,
apenas o cheiro do mofo me é sensação,
então me diga, oh Deus, por que tem que ser tão difícil?
e por que tantas pedras no caminho pro mar?
as vezes penso que nunca irei chegar, porque chove e faz frio aqui,
e o azul dos meus lábios anuncia que enfim morri.

Helom Egidio

Eu também sou criança
Eu também sei brincar
Eu também faço dança
Eu também sei andar

Tenho maturidade
E por vezes esqueço
Apago a realidade
E desapareço

Mas não se iluda
Com a minha fuga do mundo real
Só me acuda
Se tudo for carnal

Posso ser pequena
Posso ser bem cega
Enquanto quero
Essa fase carrega

Posso ser uma crença
Posso ser solidão
Posso ver diferença
Entre amor e paixão

Posso fingir que não sei
Para tentar captar outro conceito
Posso apagar o que vi
Para ver de novo sem acumular defeito

Começo toda história com pé direito
Até que quebre de alguma maneira
Continuo crendo e vendo efeito
Até que tenha que reagir à beira

Uma parte que vive adormecida
Porque dói demais e mata
Essa parte jamais esquecida
É aquela que me desata

Posso ser frágil, sim.
Enquanto vejo no mundo a mágica
Mas não queira conhecer a mulher em mim
Que sabe bem como a vida é trágica

Vanessa Brunt

Cabelos em trança, dança!
Lembrança, palpitação
Troca, destroca.
Volta, até terminar a canção.

Intrigas, brigas e orgulho ferido
Tantas outras tentativas e nenhum perigo
Tenta, re-tenta, é lenta a reconciliação

O tempo age
E quem se disse: "relaxe".
Agora aguenta mais não.

Flui o tempo, vai o vento
E arranha, escuridão
Sai a lua, vem o sol
mais um dia, decepção

E quem ainda agora foi embora
sofre de culpa
pede desculpas
E traz de volta a paz que merece o coração

ANNA

As andorinhas voltaram.
Amanheceu, olhei o céu, e elas vieram. O seu vôo formando uma dança na felicidade infinita do viver. A alegria de vê-las assim eufóricas, no cruzar incessante de asas e bicos, me fizeram lembrar de dar as boas vindas, como elas, ao novo dia e á vida que se inicia a cada acordar. Porque todos os dias é um renascer das esperanças e dos sonhos, como o esvoaçar das andorinhas a cada verão.

Paola Rhoden

Dai-me o prazer desta dança. Vamos bailar e seguir os mesmos passos, colar nossos corpos e flutuar em um só ritmo, ouvindo a canção que toca e fala dos segredos dos amores, enamorados, amantes, que rodopiam em um mundo de ilusão e fantasia.
Puxa-me pela mão e me carrega até onde a música e a dança
for capaz de nos levar !

Leônia Teixeira

E como o grito do silencio
A música na respiração
A dança dos pensamentos
A vibração da pele
O sorriso do brilho no olhar
Os desejos presos na garganta
O arrepio da alma
O toque do coração
A ponte que leva a imaginação a realidade
Junte e sinta tudo isso e então ...
Só então
entenderá .....

Gislene Moreira Tiago

Se perdeu a esperança
Chame uma moça e dança
Mas convide a esperança

Já com as duas dê alguns virotes

Percebeu que a esperança
Dança junto com a moça
Ela comanda a dança

Mas não vai durar a eternidade

Junte tudo que lhe faz mal
E ponha em um potinho
Um potinho pequenininho
Para se perder no mundo

E guarde só a esperança
Dentro daquela mesma dança
Com aquela bela moça

E dê mais alguns virotes

Beatriz Maiostri

Dança não é ballet, não é tango nem valsa. Dança não nasceu para ser dividida. Sempre veio da universalidade. Sempre quis juntar o que os outros separavam.
A dança é de todos e deve ser ADMIRADA e RESPEITADA independente do ritmo, do nome que é levada ou dos ''passos'' que a compõe.
''DANÇA É A EXPRESSÃO DA ALMA. NÃO DE UMA TÉCNICA!''

Thalita de Oliveira

Pisando na areia já não sinto os pés
Sinto apenas meu corpo tomado por alma
As ondas que teu dançar me traz
Hipnotizam-me e me trazem a paz

Meus pés já não tocam o chão
Já estamos os dois
Alma e corpo
Em seus braços clamando pelo teu seio

Alimente-me de luz
Mãe generosa de amor
Seque minhas lágrimas
Troque-as por água do teu mar

Me faça dançar em tua maré
Me ensine de que maré é feito meu amor
Teus olhos morenos de mar
Teu canto, meu canto, meu olhar

Me conte porque tenho o mesmo olhar
O teu olhar com encanto
Encanto da sereia
Venho a areia pra clamar

Ó minha mãe me leve pro teu reino
Pois só me entregando a ti
Posso me entregar a mim
Odoyá

Rafael Carvalho