Texto sobre a Preservação da Natureza

Cerca de 643 texto sobre a Preservação da Natureza

Que seja doce! Que seja também um recomeço!
Que traga um sorriso novo e revigore todo o amor que há.!
Que desperte o melhor em mim, em você, na natureza...
Que as flores floresçam, que reluza o verde e que a chuva traga alívio imediato!
Oh, setembro... chegue vagarosamente, transcorra lentamente e termine demoradamente.

Mayara Laet

a primavera passou e eu não vi as flores
nem o sol das manhãs de setembro,sem perceber me perdi entre as quatro estações...
O céu da primavera é por vezes obscurecido pelas nuvens imprevistas.
mas construí na minha alma um abrigo contra os ventos mais impiedosos.
um lugar onde existe um céu sem nuvens, e todas as flores se expandem na natureza em festa,
um lugar onde quando o outono passa e derruba uma flor,vem a primavera e coloca outra no lugar.

Ana paulino

No verão o sol brilha intensamente e as plantas crescem
No outono a vegetação desfolha as árvores e as paisagens ficam cinza
No inverno chuvas, frio, gelo e neve fazem as plantas ficarem ociosas
Mas com a chegada da primavera a vida renasce e as cores voltam a prevalecer
Assim são as nossas vidas passamos também por várias estações que fazem a gente crescer, termos paciência, prudência e resignação
Para esperar pela transformação de tudo aquilo que nós não temos a capacidade de mudar
Apenas façamos a nossa parte porque a natureza vai fazer a dela com perfeição.

Isaias Ribeiro

Estamos chegando ao fim de mais um período de translação do planeta terra, portanto façamos uma retrospectiva:

*Nesse ano você assistiu centenas de aulas
*Trabalhou finais de semana inteiros
*Preparou dezenas de relatórios
*Respondeu a provas, testes e exercícios
*Estudou para vestibulares e concursos

Sim, certamente este ano valeu a pena, você deu literalmente cada gota de suor pela construção do seu futuro.
Tudo regado a muito stress...
E como recompensa ao seu esforço, durante todo esse período a natureza te presenteou...

Em cada manhã o sol te preparou um espetáculo, desejando-lhe boas vindas a um novo hoje e ao se despedir outro show, para comemorar mais um dia da tua existência.
Ao se retirar deu lugar para as estrelas, pequenos pontos de luz bordados no veludo negro do infinito.
Juntamente com a Lua, poetiza iluminada pelo sol que nos brinda com suas diversas fases, dança uma musica diferente em cada uma, nos incentivando a mudar sempre que for preciso.
Sem contar com a sinfonia dos pássaros, o desabrochar das flores, os banhos de chuva, o frescor dos ventos...
Mas durante esses 365 espetáculos anuais e suas inúmeras cenas...

Quantas vezes você parou para contemplar o nascer do Sol?
Admirou a Lua Cheia ou a Minguante?
Respirou o aroma das rosas?
Assistiu o espetáculo do adormecer do sol?
Dos banhos que você tomou, quantos deles vieram diretamente do céu, ou lavaram a sua alma?
Talvez tenha estado ocupado demais comprando perfumes, enquanto as flores desabrochavam. Ouvindo CDs enquanto os pássaros cantavam. Ou assistindo ao cinema, enquanto a lua contava a todos uma linda história de amor e era aplaudida por uma pequena plateia de loucos, aqueles portadores da busca pela felicidade.
Ou talvez você tenha a certeza do amanhã, e por isso economiza o hoje para vivê-lo depois, sem se dar conta de que o agora acabou de passar, e o futuro talvez nem chegue.

Voltando a retrospectiva inicial, quantos dias desse ano você realmente Viveu?


...Já dizia Oscar Wilde :
“Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas...apenas existe”

Raysa Lima

Sinto no coração a necessidade de encontrar um lugar;
Onde a vida seja boa e haja paz para viver;
Uma praia, uma montanha, perto do céu.
Longe da cidade, longe dessa sociedade.
Posso ouvir a natureza chamar, com beleza e harmonia;
No assoviar de uma leve brisa de verão que beija meu rosto;
No canto de um pássaro que voando chega perto de Deus.
Ouço em seu chamado uma voz suave a me dizer:
Homem! Volte às raízes está na hora de viver.

Jasiel Machado de Faria - Canto da VóIlha do Mel

Vento

Vento tu arrastas contigo as folhas
Que nelas estão sentimentos
Tu trouxeste-me esta folha folha
Que me lembra um grande sentimento
Vento.

Deste-me o maior desgosto que alguma vez passei
Ao dar-me esta folha passaste o sentimento para mim
Dando cabo da minha alma
Isto e o chamamento da morte
Pois a minha alma esta a cair aos bocados.
Vento

A minha alma pode estar aos bocados
Por causa da morte, mas o meu coração esta inteiro
Com um sentimento mais puro
Com ele pretendo
Erguer a minha alma e derrotar a morte para viver
Do meu amor.
Vento

Agora devolver-te esta folha e irei atrás
Do meu amor,porque tu ensinaste-me
Que mesmo que esteja a cair do céu
Sempre posso voar se não desistir.

Daniel Felipe Lopes Moita

OLHAR ATENTO

Olhai para cima,
tirais os olhos dos próprios pés,
admire o céu,
a sua volta.

Deixais o brilho do sol
invadir não só sua vista,
mas seu coração.

Prestais atenção no caminho das nômades nuvens,
viajando sozinhas pela imensidão do planeta
e entenderás que nada é fácil para ninguém,
nem para as leves nuvens,
que não tem um lugar
para chamar de lar.

Observais o passar do dia,
não pelo relógio
em preto e branco,
mas pelas mudanças de cores em nosso céu,
aproveitando cada doce minuto,
do calor do sol,
ao frio do sereno.

Agradeças pelo choro das nuvens,
em dias cinzentos,
pois é o choro delas,
que abrem lindas flores,
que nascem novos brotos,
que a natureza cria vida.

Faças bom uso dos seus olhos,
pois as obras de arte mais belas,
estão diante de você,
basta olhar á sua volta.

Andressa Fernandes

A Bíblia e a natureza

Palavra que dá vida
Vida com direção
Natureza renascida
Em cada coração.

São árvores que batem palmas
São animais da criação
São alento em nossas almas
Trazendo conscientização.

Criação que ruge e que clama
Por nossa manifestação
Natureza vista por quem ama
O Senhor da Criação.

Angela Natel

Fios De Amor!

A natureza,
com fios de amor.
Teceu delicadezas...
E me perguntou:
_ Quer um colar ou uma rede?
O que a sua imaginação desejar.
Se for um colar...
Se enfeita.
E seja a nossa linda princesa.
Se for uma rede...
Descanse!
Seja paz...
Aqui em meu colo.
Onde lhe darei aconchego!
E eu voando...deitei!
Queria colo...
Sombra e água fresca!

Dayse Sene

"Eu vi nascer a vida,
vi o mundo ser criado e nisso ajudei.
Hoje sou mero mortal em meio aos demais,
deixando uma mensagem de paz
e harmonizando os caminhos que passo...
Sou aluno e professor,
as vezes insano outras doutor,
sou vento leve em meio a calmaria,
sou vendaval causando confusão,
como o vento, chego suave e aos poucos intensifico a minha energia,
trago paz a alguns e destruição a outros,
sou a resposta da natureza aos que procuram um novo caminho,
esse sou Eu o Filho do Vento"

Jhoon Alexo

Jhoon Alexo

A amarga dúvida

Será que isso é vida?
Pendurado na fina ponta de uma agulha
Sendo perfurado e fugindo da própria existência
Faminto em um mundo de indecência
Doente em meio ao caos da essência

Sua alma despenca
O brilho da seu olhar deixou sua presença
O odor transferido daquele mundo destruído me intoxica
As sombras que o assolam causam-lhe uma dor intensa

Oh! Maldito seja tal furor
Seria ódio ou amor?
Dos males o melhor
Esses sabores presentes em meu temor
A minha caminhada se tornou difícil
Observar o mundo a minha volta se tornou meu vício

Lá, além das montanhas escuras
O reino do fogo e da destruição deixa marcas
Essas jamais serão apagadas
Deixarão eternas mágoas

Ao olhar apara o céu
Uma torre de luz se forma
Quisera eu todo esse mundo ser seu
Oh! Mãe natureza
És a mais sábia e bela
A ti entrego-lhe minha alma

De seus braços nasci
E pela sua força desejo ir
Apenas você pode me por um fim
Só você pode me destruir

Erick Todd Barker

Natureza humana

Discos: concepção abstrata
Vinil e CD, rádio ou tevê
Natureza humana pacata
Não há nada para ver!

Estranha desilusão mortal
Perdição, rendição fortuita
Nem o bem e nem o mal
São uma escolha gratuita

Os espectros do cemitério
Fazem os malditos gritarem
Sim, eles me tiram do sério
E essas crianças a chorarem

Muito barulho sem perdão
Há um túmulo em aberto
Aguardando os que virão
Para o seu endereço certo

A pomba da paz é carne
Na mesa do consumismo
Não chore! Já é tarde!
Aceite o seu ostracismo.

Allan Caetano Zanetti

Quem eu Sou

Eu sou a natureza que doa vida
e sou a natureza em fúria
Uma ventania, um vendaval
uma tempestade, um dilúvio

A Terra que se abre, a terra que desaba
O Sol que aquece, a neve que cai.
A sagrada constância,
a necessária mudança.

Eu sou algo muito além
de um simples corpo humano
Em sintonia com o intangível
em essência impere imortal
acima de qualquer jogo de formas
planando entre o bem e o mal.

Sei os Porquês, sinto em meu âmago
vivendo apenas o eterno momento
em eterna alegria e plena satisfação,
com fé e esperança inabalável
buscando alcançar as metas
da paz e harmonia universal.

Eu existo antes do passado ter começado
e vou continuar depois que o futuro se acabe

Gabriela Saad

A vida é uma interminável busca da compreensão, entre o céu e a terra existem coisas que está alem do nosso entendimento.
O que será que nos espera verdadeiramente? oque será que nos impulsiona a viver nesse mundo? onde os valores são extremamente discrepantes.
E a verdadeira essência? o que é porque estamos cada vez mais longe de nossa natureza, ela persiste em correr dentro de nossas veias mas insistimos em ignora-la e no fim vivemos como zumbis refém de um capitalismo, de um moralismo, de crenças, de hipocrisias....

As vezes é melhor nem pensar.....

Renata Quintas

"Eu só sei que hoje estou leve.
Não sei se é o sol, o céu azul,
ou a brisa mansa que balança as plantas,
agitando os sinos dos ventos, fazendo aquele barulhinho gostoso.
Ou se é a esperança que assopra meus cabelos e cochicha nos meus ouvidos:
-Vai dar tudo certo! Continue acreditando!"

Célia Cristina Prado

SOMOS NECESSÁRIOS

Todos nós somos necessários,
somos verdadeiros responsáveis,
por cumprirmos com os nossos
deveres.
Somos necessários...
no amor, família, no trabalho
e em todos os lugares,
que nos dizem respeito.
Somos necessários...
no mundo, para cumprirmos
com a nossa parte.
Zelar de toda a natureza
e dos nossos semelhantes,
com o devido respeito
e consideração...
somos necessários
para praticar ao que é bom...

Autor: Antonio Cícero da Silva(Águia)

Antonio Cícero da Silva(Águia)

Cultivei irmãos ao longo dos tempos ,
plantei confiança e amor para colher o mesmo,
mas nem todos que reguei , cresceram e se tornaram arvores altas e firmes.
muitos apodreceram ao longo dos anos , alguns nem frutos deram ,
e não interessa se o solo é fértil ou se é tratado com amor,
pois é a natureza que cuida de tudo.
e irmão que antes eu vigiava seu crescimento com admiração,
hoje não vale o solo que piso.

Maykon Martins

O que você procura lá fora, está aí dentro, não busque soluções prontas, ninguém é capaz de solucionar os problemas dos outros, cada um sabe do seu propósito aqui. Cada um deve seguir a sua intuição.
O homem acabou se distanciando dos seus poderes divinos e hoje luta contra a doença, a fome, a ganância. Porque não vives com consciência? Esta é a essência da felicidade. Buscai tanto as riquezas materiais e esqueces que o que realmente irá te trazer a paz desejada são os valores da alma, valores que dinheiro algum podem comprar.
Acalma-te, tudo tem seu tempo, ninguém veio a este mundo a passeio, temos lições a aprender e uma vez aprendidas, jamais serão esquecidas.
Observa as circunstâncias com um olhar puro, um olhar inocente, que só vê o bem. Assim enxergará nos outros a sua verdadeira essência, que é Deus.
Hoje só quero que entendas que a vida nos mostra o caminho de várias formas, em cada detalhe que muitas vezes passa despercebido, não vês que tudo é o todo. Estás ligado com a mãe natureza em todas as suas formas. Procura te conectar com o universo, sentindo a perfeição da vida.

Marisa M. Amaral

A correção de um texto degenera os sentimentos que ali foram colocados, tira a sua força a sua verdade, o transforma em uma ideia; e as idéias fazem mais pensar que sentir, transforma o homem em mais uma máquina, é o sentimento que torna o homem intimo de si mesmo, por isso em tudo que escrevo perde a beleza e deve ganhar a força que é a única expressão da natureza.
R. S. JABIS

R. S. JABIS

TUDO ESTA PERFEITO...

É incrível como aos poucos tudo se esclarece!
O que era um absurdo, torna-se obvio por ser claro como agua.
O que era estranho, você descobre que contem em seu próprio interior por ser necessário.
E o que antes era obvio, se torna tão natural.
De modo que a vida é simplesmente a vida.
E a morte, simplesmente a morte.
Não contendo por entre ambas nada de especial.
Exceto nossa capa de uma série de sentimentos.
Que nos atrapalha á termos uma vida que fomos criados para ter.
E vermos com os olhos que foram-nos dados para ver.
Tudo perfeito
Tudo está perfeito.
Observe novamente...

Valéria Carvalho Ribella