Texto de Sexo

Cerca de 98 texto de Sexo

Como não pensar, como resistir a essência do que é mais puro, como não tocar, se sinto nas pontas dos meus dedos toda a energia explodindo, alucinação
olhos que se entregam, bocas que secam, corações que se aceleram, e num instante unidos pelo mais puro prazer, ahhh se meus pensamentos falassem...

Renata Quintas

De todos os amores de todos os instantes, nada se compara a um instante vendo você passar, tudo se ilumina, tudo se alegra, o tempo para e a cena fica em
câmera lenta, ouço meu coração, meu corpo explode em sensações, minhas pernas bambeiam,perco a noção, me arrepio como uma gata e me desmancho num segundo,a sensualidade está a flor da pele
as emoções estão a flor da pele a pele está a florescer.

Renata Quintas

Meu amigo não tenha vergonha de falar do amor de Deus, ele é digno de ser adorado , ser exaltado e muito mais . Não pense o que os outros irão falar, o importante e a leitura que DEUS está fazendo em teu coração, é o deixar para o agir do altíssimo. O Deus que eu conheço busca nós , pobres ser defeituosos. Ele não busca os perfeitos , porque esses certamente não erram e não precisam da misericórdia de DEUS. Ainda tem uma estrada longa para ser trilhada, a transformação vai acontecendo e logo irão ver o agir do senhor em tua vida , não se preocupe com a língua do homem pois por esta muitos serão condenados . Não precisar você anunciar nada , deixar que o Espirito santo te use. A Igreja do senhor está cheia de cargos, estas, estão carente de membros, seja um . Se o plano mudar e tiver ordens dos céus ele há de mostrar no tempo dele, separe as boas sementes para plantar no terreno do pai. Não pense que será fácil e nem queira que seja , pois aquele que habita na tranquilidade deste mundo está em falta no reino do pai. Busque a fé do ter e do não ter, leia as escrituras sagradas quando não tiver vontade , ore quando estiver com sono. Mas busque em seu secreto o senhor na alegria e na tristeza pois ele é merecedor de todas as horas. Não fique apreensivo em esconder as coisas do mundo, tenha anseio em tentar enganar a DEUS, porque dele, nada se esconde. Seja a tua essência onde estiver, esqueça o irmão matuto que está na casa de DEUS a anos e ainda não conhece a liberdade em cristo e vive a palavra do homem. O presente maior está conosco DEUS já nos deu , agora é brindar com CRISTO a entrega dos teus pensamentos e do teu coração. Pois o altíssimo não basta está no coração tem que está também nos pensamentos. As vezes a redenção é lenta , mas é esse o segredo que muitos não entendem e morrem por julgar o verdadeiro saldado de DEUS.
Grande é o homem que se torna pequeno diante de cristo.

Hellen Lopes

Berzerk
Como num grito estrondoso a minha selvageria é acionada,
Não sou quem você pensa, não sou quem você quer que eu seja,
eu guardo meus conflitos para serem acionados em momentos necessários.
Tudo que compreende sobre si mesmo e sobre os outros
não se compara ao que pode se revelar!
Todos nós explodimos as vezes, todos!
Não me queira ver em batalha, pois posso morrer tentando,
ou não deixar ninguém em pé!
A realidade é dura e serena,
a realidade assusta!
Sua doma é eficaz, assim como a minha reviravolta
dominar, enfurecer, maltratar e enlouquecer
nenhuma grade prende o coração liberto
nenhuma prisão segura o pensamento
nenhuma prisão segura o pensamento!
NENHUMA PRISÃO SEGURA O PENSAMENTO!
Explodo, transpasso, ultrapasso, explodo, sou, vejo, realizo...
Ninguém é tão santo a ponto de não ser safado!
Ninguém é puritano em pensamentos
Ninguém é aquilo que aparenta ser!
Rostos angelicais não escondem muito tempo aquilo que se tem por dentro!
Bezerk...
Somos todos renegados daquilo que queríamos ser e não somos!
Ou somos, mas, com extrema luta em partes pensamos ser!
Cada dia mais humanos, caóticos, céticos, cegos, mudos!
Dualidades incontroláveis sendo equilibradas em um só corpo
Passividade e selvageria
choro e alegria
são extremos, intensos, invasivos, transcendentes a tudo aquilo que se tem visto!
Lutar, pensar e agir...
Agir, lutar e pensar...
Pensar, lutar e agir
...
*Quem de nós...
Quem somos nós...
*Quem de nós?...
*Quem é vc?
*Quem sou eu?
Insaciável, incontrolável, insubstituível?
*NÃO!
*apenas um selvagem a cada dia sendo domado e moldado, segurando a fúria do dia a dia!
*Domesticado para ser igual,
*Educado para ser normal...
E no final?
*Sobra apenas a selvageria...
Bezerk...

Messias Junior

verdadeira solitude esta na morte,
no fim só o pó,
diante as tristezas e lamentações,
tudo esta morto, perdido,
em tuas lamentações,
o desejos são meramente um passado
em chamas do qual a eternidade não apagará a dor,
nesse leito escuro sois a face da morte consumindo meu coração.
por celso roberto nadilo

Celso Roberto Nadilo

Não é difícil encontrar quem diga respeitar e ser à favor do movimento LGBT, mas se sinta pessoalmente ofendido e particularmente abalado ao ouvir ou dizer que Deus é gay. E o fato de que essa afirmação é comumente interpretada como uma ofensa ao suposto todo-poderoso serve como uma triste prova que o preconceito e sentimento de anormalidade ainda está enrustido dentro da maioria de cada um de nós.

Mas, afinal, qual é o problema em Deus ser gay? Nenhum, quando finalmente atingirmos o ápice do respeito e da compreensão às escolhas alheias.

Ramon de Souza

Ali bem debaixo de nossos pés, nos caminhos onde pisamos todos os dias em nosso interminável ir e vir, parte do nosso frenético correr, muitas vezes destinado a não alcançar lugar algum... Lá está uma cidade escondida, encoberta aos olhos de todos, mas bem visível e conhecida ao atento ser interior.

Debaixo de cada belo e florido jardim, uma pútrida latrina que tenta disfarçar seu funesto bafo usando da simplicidade do perfume de rosas, que por sua causa perecerão inexoravelmente em breve tempo.

Sob majestosas avenidas, por onde se percorre em aparente segurança, lúgubres túneis escondem o perigo do trágico soçobrar iminente. Iluminados e largos caminhos a contrastar com o errático tatear das trevas. O vívido e arterial mover, a conviver bem de perto com a moribunda calma.

Ornados templos, de vívidos cultos; lugar das mais sublimes expressões de virtudes, a dividirem seu subterrâneo solo sagrado com profanas masmorras, onde vicejam, à luz das sombras, abjetos seres em estados viciosos.

Como pode uma cidade inteira esconder-se nas sombras? Como pode lançar seus 'ais' sem ser ouvida? Como podem não ser sentidos pelas narinas, os mortíferos gazes que emanam por todos os lados? Estarão os cidadãos de aqui ou os de lá mortos? A limpeza de cima põe em claro e inegável contraste a sujeira da cidade oculta, mas nada é visto; nada é sentido!, e assim continua se vivendo a vida na cidade de cima, sem se dar conta da cidade escondida porém bem presente.

Segue-se vivendo... ou morrendo?....

A Cidade Escondida
Mateus 23:27-28
Por Samuel Amorim Oliveira
em 11 de outubro de 2013

Samuel Amorim Oliveira

Você nasceu por que?
Tem gente que nasce para ser médico
Tem gente que nasce para ser mãe
Outros, para ser filho
Gente que nasce para ganhar dinheiro
Outros, para ser feliz
Outros, estão só de passagem
Tem aquele que nasce para ser um bom marido
Também tem aquele que apenas nasce
e morre sem saber por que nasceu

Eu?

Ah, eu nasci para amar.
Eu acho isso bonito.
Acho isso ridículo.

Mas essa sou eu.

Josane Hodniki

Eu não sei quantos anos Tolstoi tinha quando escreveu que a verdadeira felicidade está entre as alegrias da família. Tenho 34 anos e tenho certeza que não tem mesmo felicidade mais real que a de poder compartilhar momentos com a família.

Não me vejo morando mais que 100 km de distância da minha mãe ou do meu pai. Isso não quer dizer que não possa morar. Só acho difícil ser mais feliz do que sou com eles aqui, pertinho de mim.

Josane Hodniki

Procura-se emprego
Pode ser em qualquer cidade
E em qualquer país
Não precisa pagar muito
Só o suficiente para sobreviver
Não faço qualquer trabalho
Mas entre os que faço,também sei escrever
Preciso de uma cabana
O povoado pode ser de animais
Procura-se um emprego
No lugar que me traga paz!!!

catia castaldi

Deus
Vivo pra te servir
Usa-me
Pois pertenço a você
Que a cada lágrima sirva pra regar tua flor
Germinada em meu coração
Brotada carinhosamente por ti
Me aqueça com teu sol
Me abrace ao luar
Me proteja com teu escudo
Te amo com a inocência de uma criança
Aquela que ainda acredita em papai-noel
Eu fecho meus olhos
Pra poder te enxergar
Pois te sinto no escuro do meu ser
Que delicia te amar assim
Serei tua eternamente
Não importa para onde vou
Pois sei que mesmo que eu vá a um lugar escuro
Tu estarás comigo seja onde for
Jamais largarei tua mão
Que floresça cada vez mais
Tua flor sagrada em meu coração
A flor sagrada do amor

catia castaldi

Esta noite foi perfeita
Fiz magia com receita
Queimei o passado sombrio
Varri a sujeira da alma escura
Afastei as pedras com ternura
Adicionei muito perdão
Invoquei elementais
E todos os seres de luz
Abri um circulo sagrado
Revestida de forte magia
Me alimentei de pura energia
No caldeirão virou cinzas minha velha mania
E delas renasci para um novo dia

catia castaldi

Se se importa com o que as pessoas pensam
Se tem vergonha de sorrir
Se é incapaz de se entregar para o amor
Afaste-se
Sou transparente,livre de rótulos e tabus impostas por uma sociedade ignorante,hipócrita e enrustida
Sou autentica,e não perfeita
Tenho fome de gente que quer ser feliz
Sou livre,liberta,eu sou eu ,goste ou não!!!

catia castaldi

Não complique,
Descomplique,
Duplique,
Triplique minha felicidade ou se retire.
Soma, divida, me ensina
Não me reprima.
Preenche, entende, me sente
Ou se ausente.
Me tenha, mas não retenha,
Me tome, mas não me torre.
Me consome na cama, não minha paciência, por favor
Me umedece entre as pernas, não meus olhos, meu amor
Sinta minha ausência,
Mas não cobre presença
Me ame, se apaixone
Não questione
Seja simples.

Pode Me Chamar de Lua

Memorias de noites alucinantes que passamos juntos, uma melhor que a outra, criam em mim a espectativa que o biz seja ainda melhor.
Memorias de como é segurar forte seus cabelos te puxando pra dentro de nossa felicidade com desejo imenso de satisfaze la em tudo.
Memorias dos momentos em que te ataco violentamente como se precisasse vencer uma luta que nunca venço, mas acabo vencido por voce todas as vezes.
Memorias de uma mulher firme e decidida que me diz toda sorte de palavras que almentam o meu deleite.
Memorias de seu olhar ainda me querendo depois do amor e desfalecidos deitados, com a cabeça em meu peito temos um momento mágico de felicidade.
Memorias, memorias, memorias, que criam em mim a espectativa que o biz seja ainda melhor.

TY Monteiro

Eu me deixo afetar mesmo sem notar, eu caio, me machuco, choro e sinto dor, vou até o fundo do poço, sinto medo até de mim e de perder o controle, quase perco a fé, a esperança, mas nunca permito que isso chegue ao limite crucial da desistência.

Eu rezo, eu oro, eu imploro, eu suplico eu grito até com Deus, eu chuto os pensamentos e emoções, eu prendo a respiração pra morrer, e eu choro, e choro e choro até não enxergar mais, até os olhos quase caírem da cara.

Eu quero arrancar a pele, eu quero virar pó e eu viro cinzas, e nas cinzas eu fico até sentir o calor do AMOR e esse amor cresce e me toma de novo, eu levanto aos poucos, devagar, percebo que a luz ainda existe e que o poço ainda tem água e eu bebo a água e respiro fundo, sinto o frescor de novo no rosto, a brisa sopra e eu saio voando como FÊNIX de sua própria morte!!!

Podem me queimar, podem me ferir, podem me ignorar, me odiar, mas eu digo, eu não sou esse "corpo" mas o que nele está é "FOGO" e esse fogo há de me aquecer até que esse corpo esfrie definitivamente.

Márcia Raphael

MARCIA MARIA RAPHAEL

_ O apetite voraz por obra de autêntica arte dos parafraseares me oferecem ligeira vantagem a defender-me, e o pior ;
Procurar escapes aos outros não serem ignorantes preconceituosos, por escassez de cabal conhecimento, de esclarecidos cujas fontes são fiéis e não imagináveis.
Aí a tens, sorve-a!_
"Neste astuto sensualizar, meus sentidos aguçam a honra e espontaneidade da mente.
Esta que flerta em incontível blefe.
Um paradoxo do se promover para não se liquidar.
Este o sou! Abrasivo! Esfuziante! Indigno, nada sucinto, aliás , alieis-vós partículas e fundí-vos."

Sailsantucci

Os dois lados do amor

Foi tão gostoso gostar de você,
Não me lembrava como era o amor.

Foi tão intenso e verdadeiro,
Achei que seria para sempre.
Você lembrou-me como é ser feliz,
Que posso amar e ser amado,
Mostrou-me que estou vivo,
E a vida sorriu para mim.

Com você minha vida deu uma volta,
Fiquei de ponta cabeça,
Vi o mundo com olhos de criança,
Tudo ficou mais simples e bonito.
Apaixonei-me por inteiro,
Acreditei no meu coração,
Amei demais até perder a razão,
Vivi momentos inesquecíveis.

De repende tudo mudou,
Sua presença deu lugar à saudade,
A felicidade deu lugar à esperança,
A alegria deu lugar à tristeza.

Fecho os olhos e sinto você,
Sua pele quente,
Seu cheiro de fêmea ardente,
Ouço seu coração pulsando forte,
Sinto seu corpo colado no meu,
Sua respiração ofegante, seu beijo,
Seus lábios tocando os meus,
E meu coração quase explode de dor.

São só lembranças,
Tudo aquilo que parecia infinito,
Não sei como, e nem quando,
Mas parece que acabou,
Deixando um vazio sem fim,
Um sensação de abandono,
Uma dor que me consome aos poucos.

É o outro lado do amor,
Que um dia levou-me às nuvens,
No outro, ao fundo do poço,
E mostrou-me que, assim como faz sorrir,
Também faz chorar e sofrer.

É tão triste ter que te esquecer,
Não me lembrava como era essa dor.

Siger Lagel

Toda sorte de amor que se espargi numa cama.
Todo azar de um amor engando, que numa cama permitiu-se ficar.
Toda vida em pensamentos, em lembrança de momentos, que nunca mais voltarão, mesmo quando desejado estes foram.
Toda sede consumida, tanta fome saciada e tanta fraqueza de espirito por falta de sustentação

Eduardo Gonçalves de Castro

MUDEZ

O silêncio, o silêncio
Onde terá ido parar
A tranquilidade, a quietude
Sinto falta, verdadeira saudade
O silêncio, o silêncio
Onde terá ido amar
Deixa-me no obscuro
Das palavras a gritar
O silêncio, o silêncio
Onde terá ido sonhar
Deixou-me acordado
Em memórias e recordações
O silêncio, o silêncio
Das más intenções no varal á quarar
No agitado sopro de final assombrado
Imagens passadas
O silêncio, o silêncio
Grita o corvo bobo, o cantarolar
Imagens de frases soltas no telhado
Que frágil parte-se
O silêncio, o silêncio
Ao fechar a torneira, a água á escoar
Em um riso tristonho
Que grita memórias rudes
O silêncio, o silêncio
Os olhos á piscar
Rapidamente, tristemente
Sorrateira a alma mente.

Vagner Cardoso