Texto de reflexão

Cerca de 1467 texto reflexão Texto de reflexão

eu gostaria muito de escrever um lindo texto agradecendo a todos meus amigos '' Virtuais '' que mesmo longe conseguem ser melhores que aqueles amigos que moram perto de mim , os melhores momentos da minha vida eu nao passei na balada , nao passei em acampamentos , em praias e nem em clubs , os melhores momentos da minha vida eu passei na frente do computador rindo sozinho sobre coisas sem sentindo e compartilhando todo o meu riso com amigos de verdade que nao se importa se sou pobre , se sou negro , se tenho cabelo duro se escrevo certo ou errado , amigos virtuais sao assim nao liga pros seus defeitos apenas te ama do seu jeito e compartilha tudo com voce mesmo sem nunca te olhado nos seus olhos sentimentos a sinceridade porque o amor esta no ar amigos virtuais eu AMO voces seus lindos e lindas maravilhosos voces sao tudo pra mim ♥

#POR ▬ Bello Garcia

BelloGarcia

Esse texto vai falar provavelmente sobre você. Não venha querer rebater meus argumentos porque você não sabe de nada, você não sabe o que eu passei por você, você não sabe a dor que eu senti, a dor que eu ainda sinto. Você não sabe, você nunca quis saber, você não faz nem questão. Nunca foi de se importar mesmo, com você sempre foi "eu em primeiro lugar" egocentrica!
Ama ser amada, mas odeia amar, não ama ninguém, só pensa no que tem, nada além do que não for melhor pra sí. Só pensa em ti. Nem pensou em mim. Sofri calado. Sofro calado. Choro no meu quarto sozinho. Minhas lágrimas, minha dor, o silêncio e a melancolia da noite são minhas únicas companheiras.
É triste, sim, é!
Mas, mais triste ainda é ter que te ver por aí. É ficar mal sempre que vir você sorrindo, toda feliz, toda falsa. Toda se achando, toda toda.
Talvez um dia esse amor, essa tristesa e essa dor se trasformem em ódio. Anseio por isso. Mas, enquanto eu não consigo te odiar, eu vou usar essa dor como inspiração. Sim, afinal ela tem que servir pra alguma coisa.
Já botei na cabeça que te odeio, agora é só esperar virar verdade.
Quem sabe um dia. Quem sabe hoje, Quem sabe amahã, quem sabe...

Elielton Lopes

Texto: tragédia em dezembro de 2012

O natal perde o sentido...sinto muito...
Fico entristecida diante de tragédias...ainda mais quando envolvem as crianças...
Meu coração chora... não consigo segurar as lágrimas...
São vinte as crianças que um jovem... a vida interrompeu...
Embora seja tão longe... um país distante de mim... de nós...
Sinto as dores na carne, porque convivo com crianças...
Pura são as crianças...jamais fariam o mesmo...
Existem seres humanos covardes, sem pena...sem alma.
Se apegar a Deus ...e pedir que encaminhe essas almas...
Que ampare as famílias... não me satisfaz...parece que falta algo e sangra ...
Meu espírito não aceita e dói...e remoê...e machuca...
Existem fatos que por mais que tente explicar...fica um vazio... e dói...e remoê...
As pessoas não vão evoluir ...enquanto não entenderem... que vidas não se compra...
As leis da vida andam muito duras... consumir é preciso...não necessário...
Dores... as dores da vida...
Uma criança... duas crianças...três crianças...quatro crianças...cinco crianças...
Seis criança... sete crianças...oito crianças...nove crianças...dez crianças...
Onze criança... doze crianças...treze crianças...quatorze crianças...quinze crianças...
Dezesseis criança... dezessete crianças...dezoito crianças...dezenove crianças...
Vinte...
Que tristeza... daí me compreensão para perdoar uma alma...uma outra alma...
Que um dia foi criança...
Por enquanto... estou de luto...

Vera Medeiros

CANTATA 147 DE J.S.BACH
JESUS, ALEGRIA DOS HOMENS

TRADUÇÃO LIVRE DO TEXTO

Texto
A maior parte do texto usado na cantata 147 é de Salomão Franck, enquanto os textos originais do 6º e 10º movimento foram escritos por Martin Janus em 1661. O texto do 10º movimento é inspirado no versículo bíblico que cita:…no Teu nome e na Tua memória está o desejo da nossa alma.

(Cântico de confiança na proteção Divina)[3]
Coração e boca e atitude e vida

1. Coro
Coração e boca e ações e vida
Devem dar testemunho de Cristo
Sem medo nem hipocrisia,
Pois ele é Deus e Salvador.

2. Recitativo (tenor)
Bendita boca!
Maria dá a conhecer o íntimo de sua alma
Com gratidão e louvores;
Ela desata a falar, espontaneamente,
Das maravilhas que o Senhor operara
Por meio dela, sua serva.
Ó raça humana,
Escrava de Satanás e dos pecados,
Tu és livre — através da manifestação viva de Cristo,
Desse fardo e dessa subserviência.
Contudo, tua boca e tua índole rebelde
insistem em negar tal bondade.
Não te esqueças, pois, que, segundo as Escrituras,
Um terrível julgamento te espera.

3. Ária (contralto)
Não te envergonhes, ó Alma,
De confessar teu Salvador,
Para que ele possa chamar-te noiva
Perante a face do Pai!
Porquanto aquele que sobre a terra
Temerariamente o renega
Será por ele renegado,
Quando ele vier em glória.

4. Recitativo (baixo)
A obstinação cega os poderosos,
Até que do seu trono os lance a mão do Altíssimo.
Esta mão porém se erguerá,
Ainda que diante dela trema a esfera terrestre,
Em favor dos mansos e dos humildes,
Os quais serão salvos.
Ó cristãos bem-aventurados,
Ide, preparai-vos,
Pois é chegada a hora oportuna,
Pois é chegado o dia da redenção;
Vosso corpo e espírito,
O Salvador quer revesti-los com os dons da credulidade.
Ide, invocai-o com lúbrico desejo,
A fim de o acolherdes firmes na fé!

5. Ária (soprano)
Prepara, ó Jesus, ainda hoje, a tua vinda!
Cobre os recônditos do coração, da alma,
E contempla-me com os olhos da graça.

6. Coral
Bem-aventurado sou, porque tenho Jesus.
Oh, quão firmemente eu o seguro,
Para que traga refrigério ao meu coração,
quando estou triste e abatido.
Eu tenho Jesus, que me ama
e a si mesmo se entregou por mim.
Ah! Por isso não o deixarei,
Mesmo que meu coração se quebre.

7. Ária (tenor)
Ajuda-me, Senhor, ajuda-me a reconhecer-te
No bem e no mal, na alegria e no sofrimento,
E que eu possa chamar-te Salvador
Com fé e serenidade;
Que meu coração arda sempre de amor por ti.

8. Recitativo (contralto)
A mão forte do Altíssimo age
Até nos confins da terra.
João deve encher-se do Espírito:
Já no ventre de sua mãe
Envolvem-no os laços do amor,
E o fazem conhecer o seu Senhor,
Embora ainda não possa nomeá-lo;
Ele se agita, pula, salta,
Fazendo que Isabel confesse um milagre,
E que dos lábios de Maria brotem cânticos de alegria.
Ó Justos, se vós percebeis a fraqueza da carne,
E tendes vosso coração ardendo,
E contudo vossos lábios ainda não professam o Redentor,
Deus vos dará forças,
E alevantará o poder do espírito em vós,
Para que com júbilo e louvores o exalteis.

9. Ária (baixo)
Cantarei os prodígios de Jesus,
E levarei até ele a oferenda dos meus lábios.
A minha carne frágil,
Subjugará ele, pelo seu próprio amor,
E a minha voz mundana,
Mediante o seu fogo sagrado

10. Coral
Jesus continua sendo minha alegria,
o conforto e a seiva do meu coração
Jesus refreia a minha tristeza,
Ele é a força da minha vida
É o deleite e o sol dos meus olhos,
O tesouro e a grande felicidade da minha alma,
Por isso, eu não deixarei ir Jesus
do meu coração e da minha presença.

Salomão Frank e Martin Janus

Amor sólido

É comum ouvirmos a citação do belíssimo texto do capítulo 13 da primeira carta aos coríntios em cerimônias de casamento. Todavia, esse texto foi originalmente endereçado a uma igreja. Por isso, podemos dizer que esse escrito paulino carrega a referência sobre a necessidade de caminharmos amorosamente em qualquer tipo de relacionamento. Segundo o apóstolo, o caminho do amor é "sobremaneira excelente." (I Co 12. 31)

Contudo, esse caminho parece ter sido esquecido pelo ser humano contemporâneo. Vivemos em um mundo "capitalcêntrico" que nos julga num piscar de olhos pelo que temos e não pelo que somos. Afinal, a engrenagem de ouro que faz a sociedade funcionar é o consumo. Todos os anos somos convencidos de que o celular que possuímos já não serve, de que nossas roupas já estão fora de moda, de que nosso computador está obsoleto, e de que para fazer a engrenagem girar devemos consumir ainda mais. Entretanto, um grande problema causado por esse "modus vivendi" é que esse tipo de lógica migra para nossas relações e gera o que o sociólogo Zygmunt Bauman chamou de amor líquido. As pessoas vivem relacionamentos sem solidez e que não perduram pelo fato de, mesmo sem saber, estarem consumindo o outro.

Se quisermos fugir dessa liquidez, devemos relembrar as orientações de Paulo sobre o amor. Para ele "o amor não busca os próprios interesses", "tudo crê, tudo espera e tudo suporta". Por isso, o outro não é consumível e descartável, mas imprescindível. Como escreveu Erich Fromm em A arte de amar: "O amor imaturo diz: eu te amo porque preciso de ti. O amor maduro diz: preciso de ti porque eu te amo." Ou seja, nunca construiremos relações consistentes e maduras se ao primeiro sinal de insatisfação com o outro simplesmente o descartarmos.

Portanto, que "emanemo-nos amor", como diz uma canção popular e percebamos a importância de construir relacionamentos sólidos e profundos que perdurarão para a eternidade como nosso maior legado.

Pr. Marcio Cappelli - Ministro de Adolescentes e Jovens

Não sei se você conhece este texto de um tal William Shakespeare, caso não conheça leia pois é muito bom.
Abraços

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"
William Shakespeare

retirado de Willian por carlos cesar lima

Vou escrever apenas mais algum texto bobo que criarei agora para não te deixar dormir sem mim, mas não porque é preciso de lembranças de nós dois para sonhar mim desejando, pois já existo em você e você em mim.
Estava seriamente pensando em escrever algo engraçado, romântico e sincero, entretanto pensei que seu sorriso é o ponto de partida do meu dia mesmo quando não o vejo pela manhã.
O romantismo que às vezes parece está escondido através do muro do orgulho decidiu-se então quebrar as barreiras pra dizer que te amo.
Como se não bastasse preciso ser sincero, mas como ?!
Sendo alguém que ama uma mulher linda, que o fez crescer como homem e se fortaleceu.
O mais importante é que as memórias que guardamos são escritas com letras de sangue puro que o amor doou e as páginas arrancadas de uma árvore que fica no quintal do céu.
Doravante irei te amar mais e constante será nós dois no mundo dos amores.

Elvis Danilo

Tenho me corrigido, diariamente, como um texto mal escrito. Poderia apenas corrigir. Poderia, além do mais , apenas ser mau e ser escrito – uma fábula sem moral, penso eu. Poderia ter sido um texto, daqueles que faltam acentos nas palavras e que não têm vírgulas, mas têm ponto final. Inclusive, esse texto foi escrito inicialmente sem pontos, como numa costura retalhada de pensamentos soltos e picotados.
Corriqueiramente, há suicídios gramaticais: há muito erro em mim. Em mim, há muito o que ser escrito, apagado e prolixo. A quem me escreve, peço que salte linhas pois, assim, terei mais espaços. Sou uma oração espaçosa. Ore por mim!
Perceba atentamente que há muitas vírgulas nesse texto que, por fim, sou eu. Num mito ortográfico, elas representam pausa. Na minha vida, elas são separações de fatos que não têm como separar. Não sei se deixar-me sem os pontos trará uma liberdade sem destino. Por instinto, sempre concedo-me limites às interrogações, porém a dança da vida segue em ritmo de et ceteras. Releia sem reparações.

Fabrício Hundou - um autor desconhecido.

Texto feito na hora da insônia

Para pegar no sono, escreva!
Mesmo que seja bobagem!
Escreva tudo aquilo que você tenha vontade
Porém não que tem coragem!
Não tem coragem de fazer!
Não tem coragem de tentar!
Não tem coragem de enfrentar!
Ou que não tem coragem de lutar!
Mas escreva!
Escrevendo podemos fingir
Que finalmente temos tudo aquilo
Que sonhamos!
Podemos ser quem quisermos
Idealizar pessoas
Ter o impossível
Fantasiar a realidade
E principalmente
Fugir da realidade
Pois quando escrevemos
Somos nós que fazemos a nossa verdade!

Daniele da Costa Silva

Há um texto bíblico que Diz:

Eclesiastes - 9:4
Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança…

Seguindo dualidade da palavra, portanto, enquanto houver fôlego de vida:

Nunca é tarde para viver o novo. Nunca é tarde para irmos mais além de viver possível, para viver o impossível - o sobrenatural de Deus.

Ailton Nascimento

A Unidade e Deus

O texto sagrado indiano Upanishads usa uma bela imagem para se referir a unidade do homem com a Criação. Ele diz que somos fagulhas de uma grande fogueira cósmica, e cada fagulha contém em si a intensidade da Luz Divina. O filósofo britânico Martin James (1803 - 1882) completa o mesmo tipo de pensamento: "Não existe um reino de Deus e um reino da Natureza; o que chamamos de matéria é apenas a porção visível do espírito. Estamos o tempo todo no paraíso, e o paraíso está em nós". Imaginem, isso é só um pouquinho do que Deus nos deixa perceber... Qual é a verdade absoluta? Ela existe? Exercitemos a Liberdade de Pensamento!

Marco Antônio Borges Antônio Borges.

Antes de começarmos, vos digo que este texto é um trecho de um pequeno livro que estou escrevendo. Eu o escrevi a pouco tempo, e tudo que eu estava sentindo no momento, eu ocultei dentre estas palavras. Espero que possam entender, pois o que esse texto quer passar vai muito além das palavras.

[...]
Sabe...
Eu morri. Morri quando me entreguei, morri quando chorei, morri quando sofri, eu morri até quando ri. Morri, pois me aproveitei das minucias que fizeram questão de me oferecer. Como provas, carrego feridas em que apenas eu e os que me esfaquearam pode enxerga-las. Eu não sou louco, eu morri mesmo. No dia seguinte, me encontrei deitado em frente a uma porta em que jamais tinha visto; ela era diferente, pois na medida em que eu queria abrir, ela se afastava de mim. Linda era aquela porta.
E era assim todos os dias. Eu morria, e sem nenhuma razão, no crepúsculo eu acordava sempre em frente à mesma porta onde minhas tentativas de abri-la eram sempre falhas. Cansei! Que se dane essa porta.
Sabe...




Eu também tive a experiência de viver. Eu nunca gostei de viver, era agonizante. Minhas pálpebras sempre se beijam quando me lembro das circunstâncias em que esse tal de viver me fez passar.
Já está tarde, irei morrer. Dessa vez não haverá volta, não haverá um despertar e não haverá uma porta. Meu desejo final é saber o que essa porta ocultava de mim. Alguém descubra, por favor. Não se esqueça de levar consigo a chave; era isso o que me faltava, a chave.

Ragilo felipe

Um texto antigo, acho que escrevi em 2009 e só agora estou publicando...

O peso que descartei

Recordações de nós dois,
Coisas que só eu lembro.
Longínquo tempo
Era a minha infância.
A timidez me consumia,
Por isso nada com você eu dizia.
De longe te olhava
Tentava encontrar sua sintonia.
Tentei, não de certo.....

Clique no link abaixo e continue lendo:
Aproveite e curta a página

https://www.facebook.com/pensamentosdogui/posts/282785618535967

Gui Batista

Adorei o seu Texto, penso exatamente como você. Sou escritora e imagino o mundo bem diferente do que ele é. Gostei dessa série pelo simples motivo deles mostrarem que por de trás de todo acontecimento existem mulheres, seres humanos ali, lutando para sobreviver dia a dia.

Sobre a Piper, (Taylor schilling) me identifiquei com ela, sabe quando tem horas que tudo cai "literalmente" em suas mãos? - Me senti exatamente como ela. Por horas perdida, outrora encontrada.

Acho que o mais legal é ver a aceitação da Alex pelo público... (Laura Prepon)
Conseguiu definitivamente dar vida ao personagem, não consigo odiar o que ela faz, ela querendo ou não é uma mulher madura, charmosa, é daquele tipo que você ficaria por horas conversando e não querendo se distanciar por nada. Sem contar a sedução que percebe-se que não é nada forçado.

Estou maravilhada com "Orange Is The New Black". Eu nunca fui fã de me "prender em frente a modernidade visual viciante" - Series, mas confesso que estou totalmente viciada e maravilhada com o que estou aprendendo para minha vida. Inicialmente Compartilho que: O ser humano é totalmente adaptável. E depois de Orange Is The New Black, aprendi com inteligencia que adaptação é mais que necessário se você quer ter uma boa vida seja lá como for.

Tatyane Nicklas


Maísa França Tatyane Nicklas • 15 hours ago

Obrigada pelo comentário Tatyane! Orange Is The New Black realmente pega a gente de jeito e é bem isso que você falou mesmo, que ali existem mulheres batalhadoras à sua maneira, sobrevivendo a cada dia com essa adaptação ao novo meio.

E que venha a nova temporada!

Tatyane Nicklas

Olá a todos!
São com lágrimas nos olhos que eu escrevo essa pequena passagem, um humilde texto, apenas uma forma do por as emoções e tudo o que está se passando dentro de mim.
Bom, a quase quatro anos atrás conheci uma pessoa que iria mudar minha vida por completo. Na época, apenas uma menina, uma garota.. que mais tarde viria se tornar a mulher da minha vida, a coisa mais maravilhosa que já aconteceu.
Tudo começou com aquele sentimento gostoso de estar gostando de alguém, aquele friozinho na barriga que todos nós sentimos quando estamos perto da pessoa, àquela sensação engraçada de sorrir ao ver sua paixão, de querer estar perto de qualquer maneira.
Pois é! Eu me apaixonei! Meu primeiro amor, meu primeiro beijo.. A primeira pessoa que me fez sentir de uma maneira diferente, de uma maneira especial, que me fez sentir único.
Rsrs, mal eu sabia que aquela pessoa seria o amor da minha vida ! Logo nos entregamos a esse amor, tudo parecia um pouco impossível más apenas com a nossa vontade e amor, rolou ! E como rolou.. Não sou uma pessoa de muita idade, tenho muitos anos pela frente ainda, más uma coisa eu sei e posso afirmar com a maior certeza: Serão as melhores lembranças da minha vida e não importa o quanto eu viva, não sentirei algo parecido.
Sabe aquela pessoa que te entende ? Que te completa, que cuida, que é sua companheira nas piores e melhores horas, que faz teu coração sorrir só de você a vê-la ?
É.. eu tive essa pessoa, tinha o sorriso mais lindo, olhos que brilhavam quando me via.. Não existia sensação melhor de ver aquele sorrisão e os olhos brilhantes quando me via e corria para me abraçar. Era uma sensação única.
O jeito doce e gentil, compreensiva, amiga, protetora.. E o melhor de tudo vocês não sabem, essa pessoa maravilhosa só pedia uma coisa em troca: amor.
Sim, sim ! é verdade ! Rsrs. Sua simplicidade de me amar era algo admirável e incrível ! Eu tinha o paraíso bem ali, em minhas mãos, tinha toda a felicidade e amor que alguém poderia querer.. Vocês devem estar se perguntando: “Poxa, que legal, cara ! parabéns, más o que aconteceu ? você dizendo faz parecer perfeito, o que houve de errado ?”
Bem, é ai que vem a parte triste da história.. Ela foi perfeita demais para mim e no final das contas.. eu deixei de dar a única coisa que ela queria, deixei de fazer o mínimo !
Todos os nossos sonhos e planos e acreditem, eram muitos ! posso fazer uma lista aqui, desde nome dos filhos à aonde seriam nossos túmulos e que tinham que ser um do lado do outro, parece loucura, más até nisso tínhamos pensado RS.
Enfim, se eu parar pra pensar nisso agora não termino esse depoimento, as emoções são muitas.
Enquanto ela estava ali pedindo um pouco de amor e carinho, eu estava sendo um tremendo estúpido, essa é a palavra que me define: Estúpido.
Qual era a minha ? Aonde eu estava com a cabeça ? Eu nunca deveria ter gritado, ter ignorado e ter deixado de lado.. LOGO QUEM ? Sim.. a mulher da minha vida.. aquela mesmo, que me fazia sentir único e especial, que tinha um sorriso maravilhoso, que me amava puramente.
Vocês irão se perguntar: “Ué, más foi só por isso ?”
Não, amigos.. Eu venho sendo assim durante um tempo, minha falta de compreensão e paciência me levaram a destruição.. De tudo o que eu mais amei em toda a minha vida.
Agora estou aqui, sentindo falta daquele sorriso doce, daqueles olhos, dos abraços e beijos com sorrisos, daquele cheiro, daquela voz suave dizendo “Eu te amo, bê”
Eu sempre irei amar o meu bê.
E o porque de eu estar escrevendo isso tudo ? Simples! Tem um ditado que diz exatamente assim: “Dê valor e ame o que você tem, antes que a vida te ensine a amar o que você tinha”
É.. Não cometam o mesmo erro que eu.
SE DECLAREM, GRITEM PARA O MUNDO OUVIR, DIGAM TODO DIA E SE FOR POSSÍVEL MAIS DE UMA VEZ O QUANTO VOCÊ AMA, O QUANTO ESSA PESSOA É IMPORTANTE EM SUA VIDA.
NÃO DEIXEM BRIGAS E BOBAGENS ATRAPALHAREM, ISSO É PERDA DE TEMPO. APENAS AMEM, AMEM COMO SE MAIS NADA EXISTISSE, DÊEM VALOR, CUIDEM E DE FORMA ALGUMA DESRESPEITE OU SEJAM ESTÚPIDOS COMO EU. RAGUEM COM AMOR A MULHER QUE ESTÁ DO SEU LADO, ELA IRÁ CRESCER LINDA E IRÁ BRILHAR JUNTO COM VOCÊ.
Acreditem, em um certo momento você irá achar que nada poderá tirar aquela pessoa de você, más meu amigo acredite em mim.. você é sua própria forca, então por favor cuidem !
Eu não sei se esse depoimento vai chegar no computador de alguém ou se alguém vai chegar a lê-lo. Más se chegar.. Parem o que estão fazendo agora, JÁ ! E vão até aquele pessoa que te faz sentir único e especial e digam o quanto a ama, o quanto ela é importante.. e faça de tudo pra vê-la sempre sorrindo.
Sou apenas um cara com um vazio, perdido.. Talvez eu não me encontre, na verdade nem sei se quero me encontrar, más posso compartilhar um pouco da minha experiência com vocês.
Leiam e guardem o que eu disse, acreditem.. A Dor da perda é infernal..
E piora quando você perde uma parte de você e sabe que si próprio foi quem causou.


Grande abraço e não se esqueçam.. !

BrunoAugustoSP

Uma Mulher de Valor

Este texto é uma homenagem à Professora Maria Ângela Pimentel Mangeon Elias , uma mulher especial, que encanta a todos com sua graça, sua vitalidade, sua força de vontade e sua determinação em construir um mundo melhor, e, principalmente, em nos mostrar, a cada dia, e em todos os dias de sua existência, que isso é possível. Parabéns à nossa querida Professora neste dia em que completa mais um ano de encantadora existência.


Uma mulher de valor
Não é aquela que só nasceu para ser mãe
Ou irmã, ou companheira, ou amante, ou educadora
Uma mulher de valor tem tudo isso em sua bagagem
E mais outro tanto, guardado em seu coração
Em um coração que, normalmente, não pulsa
Deixa, com serenidade, o sangue fluir
Indo e voltando, como um rio
(Grande ou pequeno, afinal, todos os rios são iguais)
Como um rio que vai e volta...
Vai e volta...Sempre volta, na sua forma de voltar
E sempre tem serenidade em suas águas
Embora, por vezes, suas aguas pareçam revoltas
Uma mulher de valor é assim, uma mistura perfeita
Um amálgama entre o humano e o divino
Entre o santo e o não santo, entre o espírito e a matéria
Uma mulher de valor é atraente, naturalmente
Não precisa de subterfúgios, não precisa de salamaleques
Naturalmente se apresenta, e naturalmente encanta
Vive naturalmente, compreendendo que a vida é uma passagem
Só uma passagem, uma ponte, entre o hoje e o amanhã...
Não vive o passado, não olha para trás, não se distrai
Segue em frente, sempre em frente, nada a detêm, nada!
E leva consigo todos que querem atravessar a ponte
Todos que querem conhecer o futuro
Todos que querem estar ao seu lado neste futuro
Uma mulher de valor...
Encanta-se com cada novo dia, com o nascer da aurora
Louva a cada novo dia, encanta-se com a vida, com as flores
E com os inúmeros jardins da vida, aqui e acolá
Encanta-se tanto que chega a fazer parte deles
Tornando-se uma flor, tornando-se uma flor-mulher
De um valor inestimável, de um encanto contagiante
De suave perfume...Tornando-se mulher!
Meiga, angelical, doce, próxima, parte de cada um de nós
E nós todos a amamos, como amamos tudo que é belo, divino
Nós a amamos, muito e muito!
Afinal, o valor está em toda mulher, não é mesmo?
Em cada uma com suas particularidades
E nesta, em especial...Ela é especial!
....

Poeta Sidarta da Silva Martins

Isabela: Fotos da liberdade!

(Texto dedicado a uma mulher que tem a Educação na alma - Isabela Caliani)


Mas...Que fotos são essas?
- São fotos de uma mulher
Simplesmente mulher...
Que não deixa de ser criança
Como toda mulher é criança...
Uma criança que traz
...E preserva na alma
A beleza da mulher...
São fotos da liberdade feminina
Imagens do feminino
Do sublime, do divino
Que grita e canta, canta e grita
Aos quatro cantos
...E mostra aos quatro cantos!
O encanto do Ser
O encanto do Ser Feminino
O encanto de Ser Livre...
E Bela!
O encanto de cantar a liberdade
De gritar a liberdade
...E viver a liberdade!
Sendo sempre e sempre Bela
Sempre e sempre Isabela!

Poeta Sidarta da Silva Martins

Passatempo...

(Texto dedicado aos filhos Evandro, André e Renato Martins, às noras Tatiane e Daniela, às netas Júlia, Beatriz, Rafaela e Laura)


Eu não tenh ‘inda setenta, eles passam dos noventa
São mais velhos do que eu, vê se dá pra’acreditar
Ou se devo, eu não sei.
Já viveram muito mais, muito mais já viajaram
Já amaram muito mais, muito mais já se entregaram
Já sofreram outro tanto, mais ainda renunciaram
Eles passam dos noventa, e eu? Não cheguei ‘ind’ aos setenta!
Sei que ando devagar, eles correm, e muito mais
E percorrem mais o mundo, crescem mais, são bem maiores
Vitamina não lhes falta, e se mexem, se aborrecem
E reclamam, e proclamam, s’enrolam, e me enrolam
S’ enganam e me enganam, se descobrem e se amam
Se descobrem e m’ encobrem, s’ enobrecem e m’ esclarecem
É uma pena, sei que é, gostaria de andar junto
Mas são muito, muito e muito, mas são muito mais ligeiros
Não consegui ‘inda os setenta, eles passam dos noventa
E já foram mais além, logo chegam aos cento e tantos
Eu não sei se chego lá, a distância é muito grande
E eu ando devagar, eles não, são bem ligeiros
Com seus passos sete léguas, que, acredito, nem conheçam
Viram mundo, vão a fundo, são teimosos, atrevidos
Sempre‘ sempre decididos.
Com seus gostos descabidos, seus desejos divertidos
Que n‘entendo, eu confesso, mas compreendo, não censuro
Não critico, isso eu juro! Só constato, isso é fato
Que são muito verdadeiros, e deveras lisonjeiros
Mas são muito, muito e muito, são muito mais ligeiros
Eu demoro pros ‘ setenta
Eles logo, logo, logo, chegam fácil aos cento e tantos
Cento e trinta, e quarenta, e quem sabe, aos duzentos
Se acertarem o compasso, e andarem par-i-passo
Não sei não, eu não duvido, irão juntos, de mãos dadas
Conhecer outras paradas, descobrir outras histórias
Com os passos sete léguas, que o que é, já saberão
Mundo afora, vida adentro, sempre unidos, protegidos
Vão ouvir outros poetas, vão cantar outros cantores
Ser felizes, certamente!
Seguirão outras correntes, crescerão ainda mais
E serão bem mais contentes
Pois os frutos, mar adentro, pros’ que andam mais ligeiro
São macios, saborosos, nutritivos, mais gostosos
Não cheguei ‘inda aos setenta, eles passam dos cento e tantos
Sei que quando eu chegar lá, terão ido muito além
Como andam mais ligeiro, passarão fácil, bem fácil
Passarão é dos duzentos, pois são três, eu sou só um
Não cheguei ‘inda aos setenta, e eles foram muito além...
Dentro em pouco, bem pouquinho, terão passado dos cem!

Poeta Sidarta da Silva Martins

Uma vez eu li um texto sobre plantar uma arvore. Os pensamentos que vem em nossa cabeça, funcionam assim: Ahh!! e se não der frutos? e ficamos naquela duvida, em plantar ou não plantar. E a mesma coisa acontece quando queremos fazer algo....Ahh! eu faço ou não faço.. o texto que eu li dizia, mais ou menos assim:
Se não der frutos, valeu pela beleza das flores.
Se não der flores, valeu pela beleza das folhas.
Resumindo: e se não der nada?
SE NÃO DER NADA! O que vale é a intenção de SEMENTE!

Paulo Batista dos Santos

Esse texto está sendo redigido, às 3:00 da manhã do dia 16. Talvez foi a mesma hora da nossa primeira troca de palavras, no dia 15 de junho.
Confesso que antes da festa, imaginei como ir falar contigo. Como me expressar. Lembrei de você em outros momentos. Não sei ver alguém que gosto, sem planejar todo o futuro, somente olhando uma vez. Vejo namoro, casamento, filhos, momentos. Sim, parece ridículo, mas sou um tanto quanto ridículo, brega, como queira. Talvez por isso, depois do beijo, eu já havia bebido, falei em casamento. Ri muito disso.
Se eu fizer qualquer declaração em um texto, fazendo um dia que te conheci, acharás de extremo exagero. Não, não sou exagerado, apenas trago em mim, todas as verdades do mundo, ao invés de sonhos, como já disse Fernando Pessoa, em Tabacaria.
Eu dancei, mas fiquei tonto, não queria dançar, você também disse que ficava tonta. Tontos. Foi a maneira que vi, para me aproximar, me aproximar de alguém que senti admiração ao ver, mas depois das palavras, confirmei a admiração.
Meus olhos, mesmo embriagados, denunciaram-me, como sempre, não sei disfarçar um olhar. Teus olhos, dificilmente olhavam nos meus, medo que eu roubasse um beijo.
Mas depois de tanta inconveniência, aceitou meu beijo. Sim, revi os planos, os mesmos de quando te enxerguei.
Depois disso, perguntei o que faria, você falou e eu não estava incluído no plano. Me retirei. Chega de inconveniência, eu também não teria me levado à sério.
Como eu disse, na festa, nunca acham que você está falando a verdade, quando não acham que está bêbado. E com toda a certeza, achaste isso, com razão.
Com isso, não tive medo de pensar em ti novamente. Nem tenho, pois penso. Pensei em não me entregar sem recíproca, mas o que é o pensamento, diante do sentimento. Pois por aquela boca, pode-se jurar sem esperança, por aqueles olhos pode-se prometer estrelas, pois aquele sorriso, pode fazer a alma sorrir.
Eu digo que não procuro quem namorar, que faço o que a vida planeja e deixo a porta aberta. Mas quando gosto de uma pessoa, que tem valores, planos, metas, simplicidade e doçura, não tenho como não pensar em tudo novamente.

Kevin Martins