Texto de reflexão

Cerca de 1984 texto reflexão Texto de reflexão

Uma reflexão a luz da epistola aos Efésios 5:22-33.

Em um primeiro momento parece grosseria se desconsideramos que a instituição família está fundamentada em princípios intrínsecos da natureza divina como o amor, esperança e a fé, uma leitura dessa instituição fora da óptica metafisica portanto anistórica seria no mínimo controverso.

Em tese nas diferentes culturas ao longo do processo de emancipação feminina(não feminista)subtraiu-se da mulher o direito a "escolha, opção" cabendo-lhe a "sujeição " como pena de não ser discriminada como anátema. Nas organizações tradicionais patriarcais ou não, a mulher é escolhida para servir de esposa para alguém com proeminência monetária, politica ou religiosa. todavia quando não é escolhida é oferecida com dotes a receber/a pagar pelo pai, irmão(herdeiro direto do pai), tio, tutor, senhor, líder religioso, etc...Tal sujeição é constituída de normas que se resistida denunciam a insubordinação. No caso do marido fica-lhe a incumbência de amar incondicionalmente sua esposa. O problema está na natureza das condições impostas a ambos, no caso feminino a "sujeição" é racional, concreta e conveniente antagonicamente ao caso masculino que invoca algo imanente a divindade que é o "amor" não deixando pista alguma sobre sua natureza. Se por sorte a traição seja comprovada a ruptura do contrato acontece e ambos estão livres, a Mulher para nova consultoria e especulação por parte do preponente , o Homem para novas aventuras conjugais. assim se estabelece uma corrida em busca da liberdade(divorcio), diferente da esposa que em fragrante de insubmissão passa a ser hostilizada por todos ao seu redor, a esposa deverá empreender um caminho filosófico na tentativa de descortinar a natureza do ser do amor para proclamar sua honra defraudada pelo marido. Do contrario como poderá provar que o marido não a ama? não existe manual ou gramatica que explicite o que seja amor a par dos poetas que embarcam em viagens especulativa encontrando um manancial de inspiração para suas obras surge a infalível bíblia que não pode haver hermenêutica longe do paradoxo da fé não servindo como registro histórico para esta tese, Contudo se houvesse tal documento seria ultrajante afirmar que "DEUS É AMOR" posto que tal documento confeccionado pela imaginação do desvario humano nivelaria a divindade que inumana e autônoma não se permite ainda o menor atrito fora de sua incompreendida esfera ainda mais ser relacionada a grandezas de natureza genuinamente humanas.

Misero Homem que pensa levar vantagem sobre a Mulher na distribuição de obrigações maritais justificando sua deslealdade conjugal quando se finda o frenesi amoroso devido a sua cônjuge e sai em busca de afeto fora do portões do sagrado matrimonio, a esposa duplamente injustiçada nunca poderá provar que está sendo traída pelo fato da referida obrigação marital que é o amor de abstrata natureza ser culturalmente confundida com suborno em forma de provisões que é auferido pelo ego machista.

A raiz do problema tem sua causa na soma de incompreensões que sustentam as relações conjugais sendo conhecidos como os pilares dicotômicos que distribuídos como papeis masculinos/femininos que desde os mais antigos aos modernos são: sujeição/amar, genitora/provedor, atribuição materna ou escravo a educação as crianças(pedagogia)/atribuição paterna a educação aos jovens(Paideia grega), a culinária/o voto masculino....a novela/o futebol...etc...

Isto posto!! submeto-me a trivial lei do "RESPEITO" que admito ser inócua e perfeita a todos quantos visam um salutar relacionamento passional-familiar desde que se empregue o respeito como determinante desde o crepúsculo à aurora do dia, conjugando no cotidiano o verbo "respeitar "na 1ªpassoa do presente singular do modo indicativo(eu respeito) seguido da 3ª pessoa do futuro do plural do modo conjuntivo-subjetivo(quando eles/elas respeitarem)esperançoso de alcançar enfim a 1ªpessoa do presente plural do modo imperativo(nos respeitemos nos) e assim desmitologizar e descodificar "O amar ao próximo como a ti mesmo" atingir por fim o amor pela seta do respeito. ^OO^

Urias de Betheseba

Reflexão sobre o que é ensinar?

Muitas vezes me pergunto o que é ensinar? Ao me deparar com essa pergunta, me encontro num emaranhado de respostas. Ensinar é algo bem mais amplo do que eu imaginava, pois é papel do professor ajudar a construir a identidade do educando, ele é peça chave para a construção do conhecimento de seus alunos. Através da educação desenvolverão a capacidade de agir ativamente dentro da sociedade na reivindicação dos seus direitos, de modo mais eficaz. Pois já está mais o que provado que só através dela que podemos transformar nossa sociedade. Então, entendo eu que o professor tem papel primordial no desenvolvimento sociocultural e profissional de seu aluno.

Washington Alllifer

Reflexão...

Você quer um mundo diferente? Comece transformando as pequenas coisas, pense antes de falar, pense antes de agir, vigie seus atos, faça o bem sem olhar a quem, e quando você menos perceber tudo que esta a sua volta se transformará e você colherá os frutos das mudanças promovidas por você mesmo.

"O mundo muda quando você o transforma"
Priscilla Rodighiero ღ

Priscilla Rodighiero

Chuva.

Chuva fina chega de mansinho.
Preservando os sentidos...
Trazendo ao ar reflexão.
Planeta água- coletiva.
Meio ambiente, pede socorro;
Frágil do desperdício.
Preserve a consciência (...)
Da irrigação singular- Aberto e incorreto.
Leve a razão acima da condição.
Haja com sabedoria;
Evitando o mau do excesso.
O planeta agradece.

Carla Bom

SONETO ACRÓSTICO

RECORRENDO AO ESTUDO E À REFLEXÃO
ELE MUDA A SI E O QUE ESTÁ AO SEU REDOR.
VERSANDO SOBRE FORMAS DE REVOLUÇÃO,
O POETA ESTÁ SEMPRE LUTANDO POR ALGO MELHOR.

LAVRANDO DIVERSOS IDEAIS EM SUA MENTE,
UTOPIAS FLORESCEM EM SEU CORAÇÃO,
CARREGA CONSIGO UMA PRIMAVERA INSURGENTE,
INCONFORMADO, ESCREVE ESPINHOS EM SUA COMPOSIÇÃO.

ODIADO, AMADO OU IGNORADO,
NA SOCIEDADE ONDE VIVE
ATUA FAZENDO SUAS INTERVENÇÕES.

REVOLUCIONÁRIO É UM SER ENGAJADO,
INTERAGE E SOBREVIVE,
OUSANDO TRANSFORMAÇÕES.

Daniel Brito

Dia de reflexão, dia de organizar as ideias... Agradeço a Deus por tudo! Por acordar, ter a chance de levantar da cama, dar um beijo de bom dia na minha filha, ajuda-la a se arrumar para ir à escola. De sair correndo para chegar a tempo ao meu trabalho. Agradeço por ter a dadiva de ter braços, pernas e saúde para correr atras dos meus objetivos.
Já parou para pensar que enquanto você se queixa por ter que levantar da cama cedo, existem pessoas que se quer conseguem se mexer sem o auxilio de alguém? Enquanto você se queixa por ter que caminhar até o trabalho, existem pessoas que fariam qualquer coisa para dar um pequeno passo. Enquanto você reclama da mistura do seu almoço, tem alguém no mundo que sente fortes dores causadas pela fome, por não ter absolutamente nada o que comer... O mundo não gira em torno de nós não!
Na boa, não aguento ver nem ouvir pessoas saudáveis reclamando da vida, se lamentando e achando que a culpa é do mundo. Culpa de que? Acorda!
Estarei sempre pronta para seguir em frente, pois o tempo não para nem volta.
Que venham as tempestades e as tardes ensolaradas. Entre desafios e vitórias continuo intacta, firme e forte.

Ligia Venute

Reflexão...
Uma ATITUDE errada pode ser fatal. Uma DECISÃO errada pode custar mais do que a própria vida; pode custar a vida de toda uma família.
Uma atitude errada pode colocar fim em tudo que pensamos, temos ou que projetamos. Pode matar todos os sonhos e todas as expectativas de muitas pessoas.
A indiferença mata lentamente, anula qualquer sentimento, e CRIA distâncias quando estamos tão próximos.
Portanto, cuidado com suas decisões, em qualquer situação!

Jandira FerreiraJandamel - Comunidade: Séculos de luz, amor e vida.

12 de outubro: excelente oportunidade para uma reflexão mais profunda e realista sobre o Dia das Crianças e seus reais valores, que vão muito além da alta de 10% que os preços dos brinquedos sofreram este ano. Aconselho os brasileiros a fazer agora essa comparação entre preços e valores – afinal, devemos sempre considerar a relação custo-benefício em uma sociedade capitalista. A pergunta que fica, porém, vai além da discussão sobre o calendário e os 10% da alta dos brinquedos: Quais os direitos da criança – os que são celebrados em seu dia?
Diz-se que a Declaração dos Direitos da Criança foi adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1959 e ratificada pelo Brasil há 61 anos, determinando que todas as crianças tenham direito a 10 direitos básicos, que nosso país ainda não soube assumir:
I - À igualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade; II - Direito a especial proteção para o seu desenvolvimento físico, mental e social; III - Direito a um nome e a uma nacionalidade; IV - Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe; V - Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente; VI - Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade; VII - Direito à educação gratuita e ao lazer infantil; VIII - Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes; IX - Direito a ser protegido contra o abandono e a exploração no trabalho; X - Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos. Quantas responsabilidades, não? Sim: é mais cômodo falarmos sobre a alta de 10% que os preços dos brinquedos sofrerão neste ano. Vamos, porém, falar do quanto teremos que pagar, daqui há 10 ou 20 anos, se não compreendermos que o nosso 12 de outubro não representa, de fato, o Dia das Crianças. Não se trata apenas de uma data para venda de brinquedos ou movimentação do comércio. Em nosso país, há crianças que passam frio e fome; que estão envolvidas na prostituição e no tráfico de drogas; que estão à margem da sociedade, ganhando R$ 600 por mês nos faróis dos grandes centros. Wilson Cardoso Idecace

Wilson Cardoso Idecace

LEIA COM MUITA ATENÇÃO E VERIFIQUE SE VOCÊ ESTÁ AGINDO ASSIM

Reflexão rápida: quem nunca foi desprezado por algum motivo? Dói, machuca internamente, não é nem um pouco agradável. Todo ser humano possui deficiências, limitações. É impossível realizar tudo sozinho, pois, o fato de ser humano, erros e falhas ocorrem, isso é normal. A conscientização de cada pessoa se faz necessária e é por esse motivo que os ônibus reservam assentos, para: pessoas portadoras de deficiências: física, mental, visual, auditiva, idosos, gestantes. RESPEITE. Não ocupe o lugar que está reservado para essas pessoas, se cada um fizer sua parte irá contribuir para um mundo melhor, desprovido de preconceitos e melhor na educação. É lei, e cada um tem o dever de cumprir a lei e acima disso mostrar o quanto é HUMANO E SOLIDÁRIO. Todos têm direitos e deveres. Cumpra seu dever e faça valer seus direitos.

Kris Aglae

Meditando...
Entreguei-me a reflexão de mim mesma...
Parei o tempo...
Senti todos os processos físicos...
Vivenciei todos os processos mentais...
Até que por fim...
Encontrei-me com meu mais profundo ser...
Ser sagrado, esquecido, mas persistente a minha espera...
Como um velho amigo, relatei todos meus sentimentos mundanos...
E como uma luz divina existente em mim, que até então não sabia existir...
Purificou-me destes sentimentos...
Momentos de profunda comoção...
Mas, como o tempo fora de mim ainda existia... passaram-se os 60 minutos da meditação...
Ao abrir os olhos, percebi que não havia perdido a conexão deste ser habitado em mim, foi então que constatei, este ser sou eu...
Em toda minha vida, até aqui... vivi como uma máquina ligada ao automático...
Com atos e pensamentos impulsivos vindos na minha máquina que é denominada corpo...
Tudo o que provem desta máquina são puramente instintivos... são completamente o externo...
Não vem deste ser que somos nós realmente, a Alma...
Que deriva do anima...o principio que dá movimento ao que é vivo...
Por tanto, é de onde deve vir as ações, os pensamentos e sentimentos...
A alma é o que somos...
De dois seres habitando um mesmo corpo... agora passamos a formar um só...

Anemona Lunar

Que nessa semana que se inicia haja reflexão em seu pensamento sobre o viver depois, sobre o se apoiar em abstratismos inúteis e arcaicos. Reflexão sobre o como amar, o como ser amado.
Nunca deixe a vida pra depois. Viva agora e com a maior intensidade que seu coração permitir. Viva seus sonhos e se afaste de pesadelos alheios.
Eu, por opção única, amarei demais nessa e nas semanas que tenho pela frente.

Professor Galvão

É isso aí! Muita curtição. Muita alienação. Afinal, para que reflexão? Por que mudar? Isso cansa pra caramba! Aliás, quem sou eu para me colocar como responsável pela minha existência?

Pois é... 95% da população age desse modo, e depois lamentam-se pelo fato de o gramado do vizinho ser mais verde.

Daniel Ibar

REFLEXÃO


Em dunas escondidas procurei
Silêncio para o meu coração,
Naquela areia não vacilei
Fiz no meu interior reflexão.

Na caminhada algo dentro falava
E fazia o silêncio interromper,
A alegria que dentro faltava
Começou por dentro reaparecer.

Os caminhos que a vida nos leva
As vezes tem pouca duração,
Um amor nunca se despreza
Tem que guardar no coração.

Paixão o aguçar passageiro
Que faz o coração sofrer,
Os ventos os mensageiros
Viajam por dentro do querer.

O silêncio as vezes convida
A revolta pra parar,
Quando não encontra saida
Nem dunas pra relaxar.

Assim cada coração pede
Um minuto pra silenciar,
Pra ver se a verdade sede
O melhor momento pra amar.

compositora Nae

Reflexão

Vivo em minha própria prisão
Criado por meus medos e incertezas
Sem ter confiança em mim mesmo
Dou ouvido a estranhos que vivem de aparência
Não fazem o que falam, mais sim, falam o que não fazem.
Será esse o meu destino, viver em meio a falsidade alheia?
Será que posso reverter a situação ou apenas entrar na dança e
Contrariar meu ego e meus próprios interesses?

Às vezes penso que morrer é a melhor solução
Pois, será que os erros dos outros refletem nos meus?
Ou é só uma maneira e me sentir melhor?
Daí me pergunto:
Como podemos viver em meio a esses descasos
Sem qual quer perspectiva de vida, onde à monstros a solta
Que querem nos sugar até a ultima gota.

Será que somos importantes para eles?
A resposta é clara, SIM.
Pra ser exato, de quatro em quatro anos,
Onde o futuro mútuo e geral de toda a nação
Torna-se reduzido ao ponto de ser expresso em um único “click”,
Onde o destino deles fica inteiro em nossas mãos
E seja por um motivo ou outro qualquer
Omitimos-nos e desperdiçamos tudo
Deixando em” branco” a chance de vencer
Ou até mesmo “anulando” o gosto da vingança.

Como eles podem dormir,
E botar a cabeça no travesseiro tão tranquilamente?
Em quanto existem pessoas que passam fome, frio, noites em claro.
Escutando o filho pedir por comida e não ter nada para dar em troca,
Sem chance alguma de viver caem na marginalidade,
Tirando dos outros o que também era pra ser lhes dado de graça.
Porém os maiores ladrões usam roupas de linho
E nunca passaram fome, frio, ou até mesmo sentiram algum tipo de desprazer
A não ser o sentimento de não ter roubado um pouco mais
No mandato anterior.
Sempre foram criados na burguesia em bairros nobres
Não sabem o que é acordar de 5:00 hrs da manhã
Ou pegar uma condução lotada e no final do mês
Receber o mínimo necessário para sua sobrevivência.
Essas criaturas não roubam só bens materiais,
Abdica das pessoas um direito,
todavia roubam o bem mais precioso,o “direito a vida”
Deixando-as sem esperança, dignidade, sem amor,
Iludidas por uma realidade que mais parece pesadelo,
E dentro de si mesmo saem gritos de socorro e dor é sua alma
Que por algum motivo singelo não se corrompeu
Pelo aflito que aqui se passa.

A capacidade humana vai além da imaginação racional
Pois pessoas utilizam-se do sofrimento alheio
Para promover-se de cargos populares e enaltecer seu ego
Escondendo assim realidades e fatos.
Não passe mais quatro anos, com essa farpa em seus olhos, pois,

A verdade está bem a frente de nossos olhos
Só que por algum motivo não conseguimos enxergá-la!

Bruno Leandro Recife

"Gosto da positividade muito mais que a reflexão.
Mas não posso deixar de refletir antes de me tornar absolutamente fiel a minha relação com o otimismo.
Por mais que tenhamos elogios, palavras carinhosas, tem dias que passamos longe do espelho.
Pior que encarar o reflexo, é distinguir a alma feia e cabisbaixa.
Somos eternamente responsáveis pelo que cativamos. Então, devemos nos cativar em primeiro lugar. Podemos extrair o nosso melhor, do pior que aparece no espelho.
O simples fato de nos valorizarmos e nos acharmos belos diante do espelho da vida, já nos massageia o ego.
Terapias intimistas, são necessárias para que possamos nos enxergar melhor.
Eu a faço. Faça você também!!!"

Grace Fernandes

Primeira reflexão

Quando paro e analiso as coisas
Concluo que nem tudo tem lógica
Por exemplo; nem todas as moças
Na hora H despregam quem só faz cócegas

É complexa a estrada dos que vivem
Duma ou doutra forma vamos todos em contramão
Enquanto uns bendizem outros maldizem
Nota-se em ambos falta de comunhão

Há momentos que acredito que existo
Mas quando a certeza me enche de dúvidas
Duvido da certeza que me torna esquisito
Começo a subir para baixo pelas descidas

É estranho, o sol me molha e a água me suja
Me molha de tanto suar e me suja por molhar
Isso alguma vez te aconteceu? É claro que já
No sol causticante que aos pássaros faz assar.

Laguna de Jesus

Reflexão...

Tem um ditado que diz assim: Use a razão e não emoção.
Mas se eu usar sempre a razão perderei momentos unicos que somente a emoção pode oferecer. A vida é isso, um equilibrio entre as duas partes, a razão é o ponto de equilibro entre o certo e o errado e a emoção é aquela que te humaniza, que tem mantém em harmonia com os valores da vida, é aquela que te conduz pelo caminho da alegria, dos sorrisos, das lágrimas descontroladas e te faz experimentar sentidos que as vezes não conseguimos explicar, mas ela também te faz agir por IMPULSO. Viver em harmonia com o mundo exterior, exige de nós esse "equilibrio" nem racional e nem emocional, mas na medida certa! Reflita nas suas práticas e atitudes e procure encontrar esse ponto de equilibrio, talvez o segredo do seu sucesso esteja ali, nesse pequeno intervalo entre a sua razão e a sua emoção. Priscilla Rodighiero

Priscilla Rodighiero

*PENSAMENTO EN REFLEXÃO*
No limiar da vida, divago em um espaço vazio na solidão.
mesmo infiltrada no rol estou, eu e a solidão
Em uma irrefreada e frenética busca do não saber ser,
refugio me no aconchego, do querer viver.
Sigo, inúteis e mal traçadas linhas, anteparo do ser desconhecido. onde que, por mais que eu tente..jamais saberei conhecer.
quiçá o mundo soubesse,e, me tivesse,no seu trejeito manhoso e, até mais caprichoso, para nunca mais ME ESQUECER.
No badalar da noite que me entristece,vejo meu corpo...padece, no desconhecido em que me sinto sofrer.
Me entrego corpo e alma ao mais GRANDIOSO SER,, sem limites,alma e corpo, ciente do nada saber.
Mente aberta, limitada, meu ser incauto, é longa a estrada,por não ter sabido viver.
Meu espaço em curto passo, e meu passo eu não desfaço pois ganhei a batalha em vida, do mais *GRANDIOSO SER*,e por mais que, a solidão me acalente,, saberei agradecer o *presente*, por ter conseguido viver.

desenganada há vinte e nove anos com C.A.indiferenciado, vivo sem tratamento médico,usando o positivismo das *forças espirituais, espero que possa ajudar alguém,

composição de Divanil Garcia , agradecendo ao Nosso Pai Celestial.

divanilgarcia

Reflexão do Dia
Mais do que dar atenção, carinho, levar flores, ser amigo, semear campos e jardins, temos que ser HUMANOS. Não basta ter compaixão do próximo, é preciso estender a mão, é preciso construir pontes e ser na vida dessas pessoas “Balsamo”, que restaura, edifica, renova e cura.

Priscilla Rodighiero

Uma reflexão sobre o amor.
Amar ou não amar?
“Amar; talvez risco correr e na ilusão viver”
“Não Amar; Talvez na solidão morrer.”


 Para uns a solidão é uma escolha, para outros é a única opção, você pode escolher em caminhar sozinho ou não, e pode decidir quem caminhará contigo. A grande dádiva não é ter muitos a sua volta, mas ter os poucos e bons.
Mas se olhar a sua volta e não ver alguém para escolher, é porque a solidão é a sua única escolha.  Porém ainda é tempo, você não precisa estar só, a caminhada é longa, plante bons relacionamentos, mantenha o convívio com os outros seres, harmonioso e pacífico, você pode pensar que nunca precisará de alguém, mas um dia aqueles a quem não deu a devida atenção pode ser aquele vai estender a mão e lhe tirar do abismo que construiu a sua volta.

Há pessoas que constroem uma muralha em torno de si mesmas, impossibilitando que as outras pessoas cheguem perto, essas pessoas se denominam fortes, mas não são, ao contrário, são fracas, e temem que sentimentos de amizade e generosidade invadam sua alma, por medo de se entregarem e depois terem seus corações partidos, por ações não virtuosas praticadas por indivíduos que não tem a mínima noção do amor, e brincam com nossos sentimentos, estas que por sua vez não são más, só ainda não foram suficientemente  amadas por nós.
A grande questão é que você pode escolher se vai amar ou não. Se escolher o caminho do amor, tenha a certeza de quem nem sempre será correspondido e na maioria das vezes seu coração será partido. Por que amar, requer riscos, e também sacrifícios. O amor que digo, é um amor, universal, aquele que se tem a todas as criaturas deste mundo, e não aquele amor, que escolhe a quem vai dar o seu amor, este não te serve de nada, apenas para encher seu ego e te afastar do verdadeiro sentimento, no qual exige tolerância e respeito para com todos.
Se escolher não amar, tudo bem, é uma opção sua, porém tenha certeza de que a solidão vai invadir seus dias, e tornar suas noites mais longas e entediosas. Você pode optar em não amar, para evitar justamente correr riscos que julga desnecessários e não viver na ilusão. Então você se pergunta; Qual das opções me favorecem ou desfavorecem?
Você pode responder a si mesmo com uma outra pergunta:
Evitando correr riscos, não vou estar perdendo a chance de dar certo?

É como uma frase que diz um texto de Carlos Drumond de Andrade:

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade”.

“E então concluo, a dor é inevitável. O sofrimento é natural da vida, já manter-se no sofrimento é opcional”

Wesley Diniz