Texto de reflexão

Cerca de 1314 texto reflexão Texto de reflexão

Hoje vou fazer um texto sobre a vida, o quão ela se parece um jogo.
Quando compramos um jogo oque acontece ?. Primeiro tem o tutorial ( A palavra tutorial é derivada da palavra tutor visto que o seu objectivo é ensinar. ) Quando Nascemos nossos pais nos ensina, falar, andar e etc..
2. Passo : Vamos pra 1º Fase oque encontramos na primeira fase ?
Não e nada difícil, tudo fácil sem nenhum problema .
assim somos quando criança não temos nenhuma responsabilidade, tudo vem fácil sem problema algum e sem preocupações .
3. Passo : A descoberta do jogo e a Evolucão : você vai descobrindo como e o jogo, aprendendo novas coisas, aprimorando os conhecimentos, concretizando objetivos e tudo mais.
Assim somos na adolescência, descobrimos novos hábitos, novos costumes, criamos personalidade, conhecemos novas coisa, criamos planos e concretizamos algum deles e etc..
4. Passo : Obstáculos, amadurecimento e exp, os primeiros restarts, dificuldades entre outros montões de empecilhos :
Nessa parte fica tudo um pouco mais difícil, já sabemos como fazer e oque fazer, criamos um objetivo agora precisamos chegar nele, só que como todo jogo e difícil iremos "Morrer e Renascer" e assim já saberemos oque fazer da próxima vez. Mesmo evoluindo ainda a Alguns "Inimigos" mais fortes do que agente e sempre vai ter. Enquanto achamos que somos os melhores, já nasceram muitos melhores do que nós.
Assim e na vida real quando viramos jovens, Traçamos uma meta ou um sonho a realizar, só que na vida real "Quebramos a cara" também e temos que tentar novamente, com mais garra, força e fé. mais mesmo focado vamos cair de novo. encontraremos todo tipo de pessoas nesse mundo, algumas tentaram te humilhar, dizer que você não consegui, que você não e capaz , só por que elas não conseguiram dirão pra você que não conseguira também, mais erga a cabeça e tente de novo por que Deus e contigo, uma coisa que na vida real e temos algo grandioso conosco, Deus.
5. Passo : Final........................ do jogo! e da sua vida
ainda a uma muitas coisas
4 coisas que te recomendo pra terminar bem
Deus, Amor, Fé, Família.

Kelvin Guedes

Escrevi este texto em 1977 quando estava na 7ª série, foi publicado em 2001.

Todo dia, quando ia para a escola, passava na casa de uma colega para irmos juntos.
Ela tinha os olhos grandes e tristes.
Até que um dia, notei que os olhos dela estavam mais tristes que normalmente.
Então pensei: Se eu der um beijo nela, será que ela ficará mais feliz?
Não hesitei; beijei-a no rosto!
Deu um clarão e eu nunca mais a vi.
Até que num dia chuvoso, quando passava por uma poça d’água, vi uma sapinha de calça jeans e tênis.
Dei dois passos e parei. Sapo não usa calça jeans. Muito menos tênis...
Voltei e olhei. Eram aqueles mesmos olhos grandes e tristes.
Pensei então: Será que é como um conto de Fadas?
De novo, não hesitei, me abaixei, peguei ela na mão para beijá-la...
Mas ela beijou primeiro.
E depois do clarão. te digo uma coisa: Aqueles olhos não são mais tristes
e acho o maior barato ficar coachando na beira das poças.
Mas não me acostumo a ficar pulando de lá pra cá e daqui pra lá o dia inteiro.

Andre Saut

"Com texto"

Eu.
Você.
Nós dois.
Cadê?

Sonho.
Lágrima.
Poema.
Página.

Dia.
Noite.
Alma.
Açoite.

Café.
Chá.
Cama.
Sofá.

Luz.
Sol.
Coberta.
Lençol.

Mar.
Rio.
Quente.
Frio.

Sorrisos.
Abraços.
Pés.
Descalços.

Música.
Arte.
Cinema.
Marte.

Mente.
Confusa.
Legião.
Cazuza.

Cigarro.
Isqueiro.
Ultimo.
Primeiro.

Diferente.
Igual.
Começo.
Final.

Rodrigo Ribeiro

Dona do meu texto!

Este texto é uma confissão, declaração, um desabafo.
As palavras escritas são normalmente mais belas que as ditas, pois são permanentemente belas, enquanto o falar perde-se no tempo.
Contudo, quando o dizer, constante na memória, nos transporta a um mesmo ambiente, um mesmo impacto da primeira vez, desfaz-se a necessidade de papel.
Admira-se mais que a construção elaborada das palavras a sensação que elas nos trazem.

Mesmo assim escrevo!!!
Quero sobreviver ao tempo em alguma parede de quarto, delicadamente recortado e colado por atenciosas e ternas mãos.
Quero que sorriam para mim quando eu for lido, e quero ser constante fonte de inspiração.

Mesmo assim escrevo!!!
Pois é mais fácil se livrar de convenções sociais, bloqueios pessoais, ou medo! Medo de mal interpretação. Medo de desistir de dizer. Pois as palavras ainda poderão ordenar-se, procurando um melhor sentido.

Mesmo assim escrevo!!!
Por não poder deixar de escrever. Por saber que serei bem vindo.
Escrevo para você. olhos amigos, donos deste texto, portanto, deste escritor.
Escrevo para que você sorria, e para que me faça sorrir.
Escrevo pelo interesse de poder lê-la como resposta.
E,finalmente, Escrevi a mensagem que gostaria de ter dito.

Leonardo Corrêa

Em meio a madrugada não consigo dormir, fico viajando por palavras, frases e texto sempre com o proposito de encontrar o sono alheio.
Percebo então que nos mesmo, sequer encontro a palavra sono, pois não há inspiração dos poetas em possui-los
Perdemos 1/3 de nossas vidas dormindo? Cientistas comprovam!
Mas na verdade contradito
O sono nos fornece tudo que há de melhor que o nosso corpo e mente precisa:
O sonho, porque viver é sonhar também.
É dormindo que nossas células conseguem combater os malefícios do nosso organismo, nos ajudando a ter uma boa saúde.
Agora complicou! Viajar acordada ou dormindo? Não sei qual o melhor dos dois, mas assumo que fico divida!
Um ótimo sono para todos!
Ingra Naiara

Ingra Naiara

Tô presa naquele texto desde que consegui chorar novamente. Quando eu li aquilo, vi que você ainda era motivo de muitos devaneios meus. Só pude pensar no seu nome, de alguns acontecidos e das minhas vontades.
Não sei como anda seu ano. Não sei se sua mão continua do mesmo tamanho. Talvez você até esteja atrás de um novo perfume ou tenha começado a fazer academia. Sei sobre seus novos amigos e de como o senhor está sempre alegre quando está a vista.
Será que dá pra viver de vontades? Penso muito sobre as coisas que não posso ter ultimamente, entre as coisas que mais me afetam está na possibilidade de dirigir um carro num futuro próximo, e também você.
Quero saber se ela sussurra no seu ouvido alto demais, do modo como você olha para ela e se você abraça ela forte, como se tivesse voltado da guerra. Queria saber o que fez ela merecer algo seu e o que fez você ficar.
Não consigo terminar esse texto

SkaDi

SOBRE SONS E ATOS.

Ah, não comece a ler esse texto como você costuma ler os outros, porque eu não quero falar sobre exatamente nada, mas ao mesmo tempo sinto a necessidade de por as letrinhas aqui e formar algumas palavras, algumas frases ou até mesmo versos. Quem sabe? Então por favor, leia como quem nunca leu. Leia como quem nunca me leu. Não espere muito de mim aqui porque eu já fui muito mais e isso pode gerar uma decepção enorme e você sabe que só se decepcionam aqueles que criam expectativas e talvez por aqui você conheça as historias nas quais eu sempre coloquei minha mão no fogo, mas por enquanto só continue lendo mesmo, da forma como lhe pedir e porque nesse engodo todo já passamos pelo primeiro parágrafo.

Gosto quando sinto aqueles impulsos que me trazem de qualquer forma para essa cadeira e me fazem esquecer tudo o que não tenha relação com essa tela de luz forte, que na madrugada, forçada pelos impulsos quase me cega. Gosto até quando sinto que algo vai acontecer ou quando ele já esteve bem próximo. – Não se confunda. Não estou selecionando nada para por aqui, apenas deixo os meus dedos serem conduzidos pelos efeitos e energia que a minha mente produz.

Ultimamente eu vivi muita coisa absurda. A-B-S-U-R-D-A. Com todas as letras. Coloco os meus fones e aperto o play porque assim flui, entende? Muitas pessoas escrevem assim, a minha concentração é bem maior. Talvez seja exatamente coisa de quem escreve, mas não me atrevo a ler e ouvir musica ao mesmo tempo. Não mesmo. Não tenho todo esse poder ainda, porque o que não há em outras pessoas, há em mim e isso eu ainda não posso comandar. Não quero ouvir uma musica que vá me fazer chorar agora, não preciso disso. Estou em um momento bom e assim quero permanecer. Eu quero é viajar em uma letra que conceda isso.

Já ouviu C O O L – Le Youth? Ouvi hoje de manhã, pela primeira vez. Gosto de musicas que me fazem pensar que já as conheço há séculos e esse tipo de musica não me desfaço nunca. Música para mim é como paixão ao primeiro toque, mas tem que ser boa. Ai você se pergunta como eu vou saber se nem ao menos vi a letra. Apenas sei, não tem explicação. E pra que mesmo? Já parou para pensar que o amor não possui uma? Não se dê o trabalho de explicar, pois cada um sente uma coisa diferente e isso é obvio. Porém muita gente ainda não entende que o ser humano não é somente a sua aparência e suas regras, mas a gente sente, sente o tempo todo e isso pode ser com qualquer pessoa. Agora você poderia se apaixonar por mim, mas a gente não escolhe por quem ou com quem isso pode acontecer por isso não há explicação.

Já pensou em viver duas histórias totalmente irreais? Sei que você tem a sua vidinha e que não se importa com mais ninguém, mas eu sempre falo quando acho necessário. Mas o que você tem a ver com isso mesmo? Não me lembro. Não me lembro de quase nada, igualzinho ao dia em que, quando criança fui mexer onde não podia e acabei com uma telha por cima da cabeça. Mas isso não é só coisa de criança. Isso é coisa de gente. Gente que não aprende que mexer no desconhecido muitas vezes machuca e que cutucar onça com vara curta é perigoso, só que gente parece gostar de perigo, porque gente ama. E você quer perigo maior? Um, dois, três amores. Isso é caso de vida ou morte. – Chama a SAMU, por favor! É perigo demais meu querido e eu espero que você suporte as consequências.

Eu sou uma louca mesmo, afinal do que eu estou falando? Por que se eu não sou, ainda vou ficar. 640 caracteres de quase nada. Veja o que a musica diz: “Ela sabe o que penso e o que eu penso sobre um amor, duas bocas. Um amor, uma casa, sem camisa, sem blusa. Apenas nós, você vai descobrir. Nada que eu realmente queira te contar.” E agora você entende porque não é fácil? – O que não é fácil? Ler um livro e ouvir musica ao mesmo tempo, três amores ou amar duas historias que não lhe pertencem? Oh cérebro, por favor, não me confunda eu quero acompanhar o seu raciocínio e os meus leitores também – Se isso fosse para um plural, maybe darling ¹

(Mas quanta audácia coração)

Coração: – Quem disse que elas não são suas?
Cérebro: – Elas? De quem você fala?
Coração: – Todas as historias. Elas lhe pertencem, pois é você que dá vida a elas e não há mais ninguém com tamanha coragem. Isso é tão absurdo.
Cérebro: – Você entende por quê?
Coração: – Não. Eu apenas sinto tudo o que você produz.

Entenda por que repito tantas vezes a palavra “talvez”: A gente que é gente quase não tem certeza e vive sempre fazendo tolices por ai e por achar que tem certeza de absolutamente tudo, mas é fato que não temos. Não tenho certeza nem da razão pela qual estou escrevendo isso, assim como você não tem pela qual está lendo.

Se eu tivesse que escolher qualquer coisa agora, escolheria cantar para você e talvez minha voz soasse mais bonita. Que musica gostaria de ouvir agora? Oh, esqueci que tomei muito refri com gelo na semana passada e até hoje estou gripada. Desculpe-me. Como eu ia lhe dizendo lá no comecinho de tudo, que tudo iria ser diferente, e você o que achou? Espero que não tenha se perdido no meu caos, porque eu me perdi no seu há muito tempo e se você não estiver por aí para me salvar, é o fim. Minha mãe sempre me disse que não existem super heróis. Nunca me convenci disso e todas as noites criava historias sobre ser uma jovem com poderes magníficos que poderia conquistar o mundo e proteger todas as pessoas ao seu redor. Mas na verdade minha mãe tinha razão, só na parte de ser um super herói, porque eu percebi que não era necessário ter poderes ultra, mega, super, hiper especial. Eu só precisava parar de esconder a força o meu verdadeiro eu e arranjar um amor, mesmo que ele se tornasse mal resolvido mais tarde. Talvez isso provasse alguma coisa, mas até hoje eu continuo parada no mal resolvido, mas já conquistei muita coisa, com o efeito, que todo esse mal causa. É tão vivo que matar é uma de suas especialidades.

Eu queria que toda sociedade pudesse ouvir a musica que eu pus para tocar. Eu imaginei todos eles dançando e sentindo a melodia que sabe que pode torna-los frios. Sem ter que se preocupar ou se incomodar com vida de ninguém e por três minutos e trinta e dois segundos seriam só nós, meu bem. Mas a gente poderia usar um pouquinho de maldade, apertar o replay e se perder. E quando estivéssemos enjoados, porque você foi o primeiro a dizer que não se apega a ninguém, nós voltaríamos para nossa vidinha pacata, sem riscos, sem explosões, sem perda de memória, sem poderes especiais, e com mais uma história para dar continuidade mentalmente. É uma pena você não saber lidar com as suas historias, mas se você quiser viver uma nova com a velha figurinha, a gente pode fazer tudo de novo. Você sabe onde me encontrar. Sempre soube. Nós podemos parar a sociedade e viver um absurdo por quanto tempo houver fogo, até ceder todas as paredes desse mundo dando livre acesso a nossa passagem, sempre no ritmo da musica em que pus para tocar. Esquece tudo o que eu falei lá em cima sobre correr perigo amando e vamos correr o mundo, e enquanto eles dançam, nós somos nós de verdade.

¹ tradução: talvez querido

Jaqueline Vieira

Santificando-se para Ser Arrebatado - Parte 5

A Conduta dos que Abraçam o Evangelho

Texto básico em Romanos 12

Tendo explanado nos capítulos anteriores a doutrina do evangelho em relação à obra realizada por Cristo e qual é a posição que os cristãos obtiveram diante de Deus por causa dEle, Paulo passou a descrever agora neste capítulo quais são as implicações práticas nas vidas dos cristãos, por causa da salvação pelo evangelho.
O propósito do evangelho não é simplesmente o de nos trazer informações sobre a vida celestial que está em Jesus Cristo, mas de transformar nossos corações e modificar efetivamente todo o nosso comportamento.
A fé cristã não é um mero sistema de crenças, mas um poder, um princípio espiritual vivo e eficaz que opera principalmente pelo amor.
Assim, as exortações práticas deste capítulo resumem em que consiste a vida do cristão.
Paulo começou o décimo segundo capítulo de Romanos, rogando aos cristãos, por causa da misericórdia que foi demonstrada a eles por Deus, em Cristo, oferecendo-O como oferta pelos pecados deles, que também apresentassem os seus próprios corpos a Deus como um sacrifício vivo, santo e agradável.
Este sacrifício do cristão não tem em vista completar algo da obra perfeita de salvação que foi plenamente consumada por nosso Senhor Jesus Cristo, senão, que diz respeito exclusivamente à sua consagração pessoal a Deus.
E não se entenda este sacrifício como alguma forma de ações penitenciais que visem flagelar o nosso corpo físico, ofertas pecuniárias além de nossas posses, ou mesmo aquelas que não nos forem requeridas diretamente pelo próprio Deus, ou qualquer tipo de flagelação pessoal.
O que está sendo dito pelo apóstolo está relacionado ao ensino de Jesus sobre a negação do nosso ego carnal, visando-se à renovação da nossa mente naturalmente carnal em mente espiritual – a mente do próprio Cristo.
Mas para que isto seja possível é necessário que não estejamos conformados ao modo de ser e agir deste mundo, pensando e agindo segundo o mundo, de maneira que é necessária uma transformação de vida pela renovação da mente, para que se possa experimentar de fato a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus, como se lê no verso 2.
A palavra usada por Paulo no original grego para transformação é metamorféu, de onde é vertida a nossa palavra metamorfose, que explica, por exemplo, a transformação de uma lagarta numa borboleta.
É portanto uma referência a uma transformação de essência de vida. De uma vida natural e carnal, para uma vida espiritual. E o modo desta nossa transformação é afirmado pelo apóstolo como sendo resultante da renovação da nossa mente.
É importante que saibamos que temos uma mente habituada aos padrões de pensamentos mundanos, terrenos e pecaminosos, e ainda por cima corrompida pelo pecado, e por isso ela precisa ser renovada pelo Espírito Santo e pela Palavra de Deus, para que possamos substituir estes padrões de pensamentos terrenos, mundanos e pecaminosos, pelos padrões celestiais, divinos e santos.
Para exemplificar este modo de pensar segundo o mundo e não segundo Deus, podemos citar o conceito que comumente é atribuído à palavra santificação, que pouco ou nada tem a ver com o reto ensino bíblico sobre santificação.
Quando a Bíblia fala da santificação sem a qual ninguém verá a Deus, e que para obtê-la necessitamos nascer de novo do Espírito e sermos submetidos à disciplina de Deus para que sejamos feitos coparticipantes da Sua própria santidade, geralmente isto que é apresentado de modo claro, firme e absoluto é interpretado por muitos como algo que se refira tão somente à própria escolha que fazemos de evitar determinados hábitos nocivos e incorporar alguns outros que sejam moralmente aprovados.
Todavia, o ensino bíblico sobre a santificação que é requerida por Deus aponta para uma mortificação real da natureza terrena – de um revestimento real da vida de Cristo, e isto por progressivas provações da fé que visam ao seu refinamento e crescimento, de modo que o apóstolo Paulo afirma que importa entrarmos no reino de Deus por meio de muitas tribulações.
É por meio destas operações progressivas e graduais do processo de santificação pelo Espírito Santo, mediante aplicação da Palavra de Deus às nossas vidas, que o velho homem vai ficando cada vez mais fraco, e com ele o pecado; e a graça de Jesus cada vez mais forte em nossas vidas, e com ela, o crescimento em nós de Suas virtudes celestiais, espirituais e divinas.
De modo que sendo confirmados na fé, cheguemos a dizer com Paulo que não temos permanecido na prática do pecado, e com João que disse que havia escrito a sua primeira epístola para que não pequemos.
A pergunta portanto, que deve ser respondida à luz de todo o ensino bíblico, e particularmente pela exposição feita por Paulo sobre o evangelho na epístola aos Romanos, deve ser a seguinte:
É isto o que temos visto sendo pregado e praticado de modo geral por aqueles que dizem estar a serviço de Cristo?
Se a resposta é negativa para a grande maioria, então isto pode ser entendido facilmente com o que nos ensina a própria Bíblia, uma vez que a vida que é segundo Deus é fruto de muito esforço, de empenho diligente, de muita disciplina, no cumprimento dos deveres ordenados, como por exemplo, estes que são destacados pelo apóstolo no décimo segundo capítulo de Romanos.
Acrescente-se a isto que o exercício destas graças e deveres demanda um coração sincero na busca de uma vida consagrada ao Senhor e aos interesses do Seu reino, uma vez que existe a impossibilidade de se servir a dois senhores.
A salvação (eleição, justificação e regeneração) nos veio inteiramente pela graça e mediante a fé, mas deve ser desenvolvida mediante a nossa aplicação e esforço em todos os deveres espirituais que nos são ordenados na Palavra de Deus, ou seja, através da santificação.
Não importa qual seja a nossa medida de fé, ou o grau de importância e responsabilidade do nosso ministério, porque em todos os casos, o que se requer é completa fidelidade ao Senhor e à Sua Palavra.
De modo que se dissermos que o alvo do evangelho é o de que tenhamos uma vida em que o pecado seja algo eventual, como resultado de falta de vigilância, de oração, de meditação e prática da Palavra ocasionada por alguma negligência ou fraqueza decorrente de um descuido ocasional no uso do escudo da fé, e de todos os componentes da armadura de Deus, é quase certo que isto causará um espanto geral, porque os crentes se acostumaram à ideia de que haja da parte de Deus para eles, uma abertura de concessões para permanecerem na prática de determinados pecados.
Releia o estudo relativo ao sexto capítulo de Romanos, e veja se há ali alguma instrução desta natureza?
Porventura não são afirmadas verdades absolutas como as seguintes?

“Rom 6:1 Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante?
Rom 6:2 De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos?”

“Rom 6:12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;
Rom 6:13 nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça.”

Multiplicam-se as causas para que não se veja na maioria das igrejas de nossos dias sendo pregado o tipo de santificação bíblica, que é o único que pode agradar efetivamente a Deus e nos tornar úteis para a obra do evangelho; mas, talvez, a maior delas é o temor de não se ver os templos sendo esvaziados, pela fuga de supostos crentes, todavia este temor não existia na Igreja Primitiva, nem nas congregações dos puritanos, nem nas de Wesley em seus dias, e nem nas de todos aqueles que sabiam que o alvo do evangelho não é o de ajuntar pessoas, mas de produzir convertidos para Cristo.
Jesus disse que o reino dos céus é tomado por esforço, e a uma sociedade pós-moderna não agrada a ideia de esforço. Isto pode ser visto principalmente na falta de diligência em se ler textos bíblicos ou comentários bíblicos que possuam mais do que uma página. Como é possível conhecer a verdade revelada com este tipo de conduta?
Por isso necessitamos nos exortar mutuamente à diligência na prática do amor e das boas obras.
Devemos interceder uns pelos outros para que possamos ser achados de pé naquela condição que nos é imposta pelo evangelho.
Por isso, quando cremos, somos feitos parte de um corpo formado por muitos membros, exatamente para que haja auxílio e cooperação mútuos entre os diversos membros, pelo desempenho das respectivas funções e dons recebidos de Deus.
Assim, o amor não fingido que os cristãos devem ter é o amor cristão conforme está definido em I Cor 13.
O cristão deve aborrecer toda forma de mal, e apegar-se somente ao bem.
Além do amor a Deus e a todos os homens referido no verso 9, é dever do cristão amar seus irmãos em Cristo de coração, preferindo-se em honra mutuamente como se afirma no verso 10.
Nenhum cristão deve ser lento, vagaroso na execução do zelo pelas coisas de Deus, e deve servi-lo fervorosamente em espírito como se vê no verso 11.
Devem ser alegres na esperança da sua salvação, e sabendo que esta é certa e segura, devem ser pacientes em suas tribulações, e conseguirão isto perseverando em oração, como se afirma no verso 12.
A vida cristã é pontilhada de muitas lutas contra os poderes das trevas, especialmente quando o cristão aumenta em graus a sua consagração ao Senhor.
Isto lhe traz muitas aflições e tristezas, produzidas pelos ataques que recebe dos espíritos opositores ao evangelho, e por isso deve permanecer firme na alegria da esperança da vida completamente resgatada das dores e aflições que sofre neste mundo que desfrutará por ocasião da volta do Senhor, sabendo também que Ele não lhe deixará nem desamparará, ao contrário, lhe proverá força e consolo em suas provações presentes.
Paulo diz no verso 13 deste décimo segundo capítulo de Romanos: “Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;”, a palavra no original grego para o verbo comunicai é koinoneo, de onde vem a palavra koinonia, que significa comunhão.
Então se trata de um compartilhar as necessidades dos irmãos em comunhão com eles, no Espírito, daí ser seguido este mandamento pelo de se praticar a hospitalidade; não apenas em nossas casas, mas em nossos corações.
O verso 14 contém uma repetição do mandamento que nos foi dado por Jesus em Seu ministério terreno de abençoarmos os que nos maldizem e perseguem, a ponto de até mesmo amarmos os nossos inimigos.
Todo cristão faz parte de um corpo do qual Jesus é a cabeça.
Desta forma se algum membro deste corpo está triste, ele fica também triste.
Se algum membro está alegre ele também se alegra, de maneira que é, neste modo de vida sentindo simpatia no espírito pela condição dos demais membros do corpo de Cristo, que cada cristão deve ser encontrado, por andar no Espírito e ter aprendido dEle a ter um coração como o de Cristo que simpatiza tanto com as nossas alegrias quanto com as nossas tristezas, daí ter o apóstolo dito no verso 15: “Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;”.
Se é deste modo que os cristãos devem viver na comunhão mútua, então devem se esforçar para que tenham o mesmo sentir e pensar de uns para com os outros; não ambicionando as coisas que o mundo considera elevadas, mas se acomodando com as que são humildes; mas isto só será possível se não andarem segundo a sua própria sabedoria terrena, mas somente pelo ato de se autonegarem para poderem andar e viver em conformidade com a mente de Cristo, e não segundo o modo de pensar e agir deste mundo, como se lê no verso 16.
Desta forma é um dever de todo cristão, no que depender dele, ter paz com todos os homens.
Na verdade a paz de Jesus é um juiz que dirá ao nosso coração se estamos agindo contra este mandamento, porque quando estamos em plena comunhão com o Senhor, todo espírito de vingança, amargura, contenda, ira, vai embora, e o que reina é o espírito de paz como fruto do Espírito Santo.
Não é dado ao cristão o direito de se vingar - ainda que seja tratando com frieza e amargura - daqueles que julga que devem pagar por lhe terem aborrecido.
Nem mesmo no caso de uma breve ira justificada por causa de algum pecado real praticado contra ele deve abrigar qualquer sentimento de vingança, mas deixar que Deus seja o juiz da sua causa.
Ele prometeu julgar todo o mal que for praticado no mundo e certamente o fará no dia do juízo, e muitas vezes intervém com juízos, mesmo neste mundo, para defender os seus, então o cristão deve aprender a confiar totalmente nesta justiça divina que nunca falha e guardar o seu coração sossegado e em paz em meio às injustiças que possa vir a sofrer, como se vê no verso 19.
Então em vez de se vingar, deve amar seus inimigos, e caso eles tenham fome e não tenham quem possa lhes dar de comer, o cristão bem fará se o alimentar; do mesmo modo deve agir caso ele tenha sede, porque estará amontoando brasas de fogo sobre a sua cabeça, isto é, dando-lhe a oportunidade de examinar a sua consciência e ver se é justa a inimizade que tem alimentado contra os cristãos, como se lê no verso 20.
Seguindo todas estas ordenanças o cristão não se deixará vencer pelo mal, antes vencerá o mal com o bem; e nunca é demais lembrar que Satanás está sempre procurando brechas em nosso comportamento, através das quais possa entrar com suas tentações para neutralizar-nos em nossa caminhada espiritual, como se vê no verso 21.
Agora, como temos aprendido até aqui, pelo exame das Escrituras, nada disso é possível de ser vivido à parte de Cristo. Por isso necessitamos manter a nossa comunhão diariamente em espírito com Ele, através da vigilância, da oração, e do exercício de todos demais meios de graça (oração, confissão, meditação etc) que nos foram providos por Deus com vistas a mantermos a referida comunhão, pois sem Ele nada podemos fazer.
E acima de tudo devemos cuidar em manter o nosso coração puro, porque é dele que procedem todas as veredas desta vida divina.


“1 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
2 E não vos conformeis com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.
3 Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.
4 Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação,
5 Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.
6 De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;
7 se ministério, dediquemo-nos ao ministério; ou o que ensina esmere-se no fazê-lo;
8 ou o que exorta faça-o com dedicação; o que contribui, com liberalidade; o que preside, com diligência; quem exerce misericórdia, com alegria.
9 O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.
10 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.
11 Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;
12 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;
13 Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;
14 Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.
15 Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;
16 Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos;
17 A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.
18 Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.
19 Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.
20 Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.
21 Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”. (Rom 12.1-21)

Silvio Dutra

Muito Mais do que Emoção e Sentimento

Se observarmos cuidadosamente o texto das Escrituras, veremos que não há nelas narrativas que tenham o propósito de despertar em nós reações meramente sentimentais e emocionais.
O texto, mesmo quando se refere ao exercício da misericórdia, como por exemplo, na narrativa da Parábola do Bom Samaritano e na do Filho Pródigo, ainda que contenha elementos que podem despertar sentimentos e emoções, todavia não foi com este intento em vista que nosso Senhor as proferiu.
E qual a razão disto?
Simplesmente porque o foco central das Escrituras é ensinar sobre o arrependimento, a fé, a salvação, que são seguidos pela prática do amor em obras de justiça, e ainda que nisto sejam despertados sentimentos e emoções, todavia não é este o alvo supremo da mensagem bíblica.
Por conseguinte, quando nos esforçamos para ajudarmos as pessoas a se converterem a Cristo, fazendo aplicações e apelos sentimentais e emocionais, é bem provável que muitos sejam atraídos pela mensagem ou canções, sem que tenham uma real experiência de conversão, porque não é por este canal que a fé trafega, senão pela exposição da verdade do evangelho no poder do Espírito.

Silvio Dutra

Usar uma borracha, apaga escritas
Usar um delete, elimina um texto
Excluir amigos, não acaba lembranças
Quem some do mapa são as ilhas
Quando sozinhas submergem no ego
Em épocas de secas ressurgem do nada
Porém continuam ilhas, pequenos abrigos
O sol também ilumina seus dias
As estrelas nunca as abandonam
As águas voltam sempre com seu abraço
Como esse mundo é pequeno !!!

Salvador Faria

Uma Mulher de Valor

Este texto é uma homenagem à Professora Maria Ângela Pimentel Mangeon Elias , uma mulher especial, que encanta a todos com sua graça, sua vitalidade, sua força de vontade e sua determinação em construir um mundo melhor, e, principalmente, em nos mostrar, a cada dia, e em todos os dias de sua existência, que isso é possível. Parabéns à nossa querida Professora neste dia em que completa mais um ano de encantadora existência.


Uma mulher de valor
Não é aquela que só nasceu para ser mãe
Ou irmã, ou companheira, ou amante, ou educadora
Uma mulher de valor tem tudo isso em sua bagagem
E mais outro tanto, guardado em seu coração
Em um coração que, normalmente, não pulsa
Deixa, com serenidade, o sangue fluir
Indo e voltando, como um rio
(Grande ou pequeno, afinal, todos os rios são iguais)
Como um rio que vai e volta...
Vai e volta...Sempre volta, na sua forma de voltar
E sempre tem serenidade em suas águas
Embora, por vezes, suas aguas pareçam revoltas
Uma mulher de valor é assim, uma mistura perfeita
Um amálgama entre o humano e o divino
Entre o santo e o não santo, entre o espírito e a matéria
Uma mulher de valor é atraente, naturalmente
Não precisa de subterfúgios, não precisa de salamaleques
Naturalmente se apresenta, e naturalmente encanta
Vive naturalmente, compreendendo que a vida é uma passagem
Só uma passagem, uma ponte, entre o hoje e o amanhã...
Não vive o passado, não olha para trás, não se distrai
Segue em frente, sempre em frente, nada a detêm, nada!
E leva consigo todos que querem atravessar a ponte
Todos que querem conhecer o futuro
Todos que querem estar ao seu lado neste futuro
Uma mulher de valor...
Encanta-se com cada novo dia, com o nascer da aurora
Louva a cada novo dia, encanta-se com a vida, com as flores
E com os inúmeros jardins da vida, aqui e acolá
Encanta-se tanto que chega a fazer parte deles
Tornando-se uma flor, tornando-se uma flor-mulher
De um valor inestimável, de um encanto contagiante
De suave perfume...Tornando-se mulher!
Meiga, angelical, doce, próxima, parte de cada um de nós
E nós todos a amamos, como amamos tudo que é belo, divino
Nós a amamos, muito e muito!
Afinal, o valor está em toda mulher, não é mesmo?
Em cada uma com suas particularidades
E nesta, em especial...Ela é especial!
....

Poeta Sidarta da Silva Martins

Esse texto eu escrevo logicamente em dedicação à Mulher da minha vida! Aquela que é perfeita, mesmo com defeitos. Aquela que é o maior exemplo de como uma Mulher deveria se comportar, como deveria pensar, como deveria olhar, como deveria amar. Aquela que todas as mulheres desse mundo deveriam se espelhar. Sabe que eu nunca procurei a mulher perfeita, porque tinha certeza que não existia, mas talvez essa tenha sido a melhor estratégia... Pois hoje estou diante daquela mulher que foi esculpida para mim, aquela que me ama como ninguém me amou, aquela que me aceita como ninguém, aquela que me deseja e me faz lhe desejar como nenhuma outra algum dia já fez. Pode ser um exagero dizer tudo isso mas... Realmente é um exagero a perfeição do encaixe dos nossos corpos, dos nossos olhares, das nossas bocas e das nossas almas. Nunca vou em algum dia conseguir dizer que não existe uma mulher prometida para cada homem porque isso aconteceu comigo, nunca vou poder dizer algum dia que as pessoas não são feitas sendo pensadas em outras... Isso porque estou diante de quem foi feita para mim. E penso que esse é o melhor conselho que posso dar é, não procure, nem ao menos exija que a pessoa que está ao seu lado seja o que você espera... Apenas aguarde, pois você vai de uma forma divina o destino vai fazer com que encontre! Mas tome cuidado, essa é a Mulher da sua Vida... Trate-a como tal e não deixe nunca ela passar na sua frente e você perder a oportunidade, pois pode ser única. Eu não perderia, eu não vou perder!!

Meu Amor, esse texto só tem um objetivo... Fazer com que as pessoas entendam que o mesmo e admiração que tenho por você, eles podem ter por outra Mulher, desde que assim como você, elas sejam perfeitas... Perfeitamente feitas para eles.

Para sempre ao seu lado

TEXTO::

Eu sinto sua falta nos detalhes.

Na ligação que chega de repente, na mensagem em que me chama de seu, do sorriso bobo depois de uma piada, de quando você esconde a cara só pra não admitir alguma coisa, e de como me olha chateada por desvendar alguma outra em você.

Eu percebo que alguma coisa não bate quando saio de casa e não tenho seu bom dia ou boa tarde. Como se tivesse sumido minha guia. Não quero nem lembrar do quanto pesa não ter o seu boa noite depois de um tempo te contando como foi o meu dia.

Sua força, seu gênio, eu jeito.

Personalidade forte, sempre soube que você tinha e nunca tomei isso por defeito. Tudo bem se você não consegue escolher onde a gente vai comer, que filme vai assistir, nem a qual festa podemos ir. Você deixa a meu critério (sempre), mas gosto de ver como você censura algumas coisas de cara. Tem coisas que realmente não fazem seu estilo.

Como eu sinto a sua falta. Parece que cada pedacinho seu ficou gravado em mim e, por algum motivo - amor?, não quer sair. Aí, olho nosso retrato, vejo seu sorriso escancarado e não tem porquê ter medo do amanhã. Mais certo que a ida é a sua volta.

E quando você bater os olhos em mim de novo, tenho certeza que seu coração vai te dar a resposta: é ele.

Gustavo Lacombe

Texto::

A gente pode encontrar algumas vezes o amor
A gente pode encontrar apenas uma vez
Se encontrarmos apenas uma vez, é alma gemea, é pra sempre

Eu te encontrei,
No meio de tanta gente ao meu redor,
Eu te encontrei
Eu vi no seu sorriso meu sol particular
Eu senti em suas mãos a força
Eu vi nos teus olhos a chama

Eu desejei me queimar

As vezes, a gente não precisa entender nada
A gente simplesmente fecha os olhos e deixa o barco correr
As vezes, a gente não precisa fazer muito
A gente é ate correspondido

Muitas vezes eu olhei para a minha vida
E me desgastei, chorei, me desesperei
Outras vezes, eu apenas deixei como estar
Não me levantei, não abri a janela, não fui lhe procurar

Eu desejei te amar

Desejei ser única para alguém
Desejei ter na boca todos os gostos e nuances do mel
Desejei ter no corpo todo sabor e toda a vontade

Mas eu desejei ser sua

Eu olhei para você,
Enquanto você falava sem parar
Eu olhei para você
E senti meu coração apertar,

Sabia que já era amor

Eu não pedi permissão nem para mim e nem para você
Só amei, sem medos ou por quês,

Quando eu sentei do seu lado
Quando me deixei perder no brilho dos teus olhos
Quando senti suas mãos, o calor de suas mãos
Quando senti meu corpo tremendo

Sabia que estava apaixonada

Eu nunca me arrependo de dizer o que sinto
E não vou me arrepender agora

Talvez, você volte um dia
E fique de vez comigo
Talvez nossa historia termine aqui
Talvez eu chore o resto da minha vida
Talvez encontre um novo amor

Mas sem querer
Você foi o novo amor, o velho amor, o verdadeiro amor

Te esquecer é algo que não existe no meu vocabulário
Te amar é algo que sempre sera eternizado.

Se eu for embora,
Não pense que é por que não te amo
É ao contrario
Te amo tanto e tanto
Que ir embora era o melhor a ser feito

Então, fique com essas palavras e lembre-se de mim
Ou queime tudo e transforme em pó
Assim como um beijo que não existiu
Assim como os abraços que já diziam tudo

Em despedida,
Um eu te amo forte e destemido
Pronto para ser guardado num cantinho do seu coração.

Te amo é pouco para tudo que sinto.

Tatiane Silva - Mais do que EU mesma

Texto extraído da mensagem: "Página sombria" de Nelson Barh.
Os Estados Unidos juntamente com políticos e empresários brasileiros arquitetaram o golpe civil militar de 1964. Os políticos acreditavam que, após um ano de governo militar, haveria eleições, todavia qual não foi a triste surpresa que, depois de alguns meses, fosse implantada a Ditadura Militar; tiveram, então, alguns políticos que provarem do próprio veneno, muitos foram cassados e exilados do país. Quanto aos fiéis empresários obtiveram diversas vantagens e cargos biônicos : governo estadual, prefeito, senador, e ainda ministérios, concessões, etc Nelson Barh.

Nelson Barh

Texto Extraído do Livro Shabetai Zwi Sionismo Trabalhista e o Holocausto

Por Barry Camish
...
Tão raro como deve ser, esta aflição corre solta em círculos CFR (Conselho de Relações Estrangeiras). A ex-CFR Secretária de Estado Madeleine Albright também esquece que os seus pais eram judeus, e que ela foi criada no lar judaico de seus pais em Londres.

Estranhamente, John Kerry, (atual secretário dos EUA – nota do tradutor) é também um membro do CFR, que só descobriu que seu pai era judeu enquanto ele estava queimando a Bósnia até as cinzas.

Agora como é que, não importa qual o democrata que você escolheu, você tem um CFR meio-judeu que esqueceu de tudo? A resposta é encontrada no Sabetaísmo. A política de ter os seus seguidores judeus apóstatas que escondem suas raízes e crenças.

Permitam-me resumir rapidamente o Sabetaísmo/Frankismo:

Em meu artigo anterior, o Deutsch Devils, eu revelei as conclusões do rabino Antelman em seus livros para eliminar os opiáceos - Volumes I e II. Seu foco é o falso messias Sabetai-Zwi, e a continuação de seu ministério do mal através da Seita turca chamada Donmeh. No século XVIII, Jacob Frank trouxe o a ideologia Donmeh para a Europa e se juntou a uma aliança fatal. Isto foi descrito no artigo como:

Frankfurt na época era a sede do jesuíta, Adam Weishaupt
fundador dos Illuminati, assim como do império financeiro Rothschild Brothers. Isto vale a pena ser repetido: Frankfurt foi o berço tanto do Illuminatis e do império dos Rothschild. Quando Jacob Frank entrou na cidade, a aliança entre os dois já tinha começado. Weishaupt entrou com os recursos conspiratórios da Ordem Jesuíta, enquanto os Rothschilds contribuíram com o dinheiro. O que estava faltando era um meio para espalhar a agenda dos Illuminatis e os franquistas infiltraram a sua rede de agentes em todo o mundos cristão e islâmico.

Jacob Frank instantaneamente se tornou rico, porque lhe foi dada uma grande soma pelos Rothschilds de Frankfurt. Não há outra explicação.

E a partir deste ponto de partida, o rabino Antelman nos deu um plano para a guerra contra o judaísmo e contra toda a humanidade e toda o seu tesouro moral. Um movimento completo do mal agora se iniciava. O objetivo dos jesuítas era a
destruição da Reforma Protestante levando a um retorno de um papa sentado em julgamento sobre toda a humanidade. O objetivo dos Rothschilds era o de controlar a riqueza do
planeta. E a visão Frankista era a da destruição da ética judaica para ser substituída por uma religião baseada no oposto exato das intenções de Deus. Quando essas facções se misturaram, uma guerra sangrenta contra a humanidade, com os judeus (sionistas-frankistas-sabetaístas-satanistas – nota do tradutor) na linha de frente, entrou em erupção e está atingindo seu auge neste momento.

Nota do tradutor: Nada melhor ler de alguém com raízes judaicas, como o autor, Barry Camish, este testemunho equilibrado e veraz de que de fato não agem como judeus aqueles que estão associados ao sionismo-frankismo-sabetaísta-satanista e que apesar de sua descendência israelita não estão ligados aos interesses legítimos de Israel. Repudiar este sionismo anteriormente descrito, dos que estão infiltrados no poder das nações não é portanto ser anti-semita ou contrário ao povo de Israel, pois estes falsos israelitas promovem a formação de uma sociedade mundial contrária aos princípios judaico-cristãos.

Barry Camish

Eu tive a maior brisa de todos os tempos! Eu estava a transcrever o texto mais hipotéticamente, fatalmente, colossalmente extraordinário, graúdo, essencial, ridiculamente fundamental que resolveria todos os problemas, ou talvez mais do que todos os problemas da humanidade, mas sabe que depois da 2001ª página da transcrição desta catarse epifânica eu cheguei numa conclusão final que será resumida em uma frase: NÃO IMPORTA!
E ai voce se questiona... não importa? Não adianta falar, pois tudo isso não quer dizer nada, absolutamente nada, como tudo o que voce vai dizer toda a sua vida e vai resumir tudo o que voce vai fazer a sua vida inteira, sabe o por que? Simplesmente por que não importa! Viagem a Lua, máquinas grotescas, pensamentos filosóficos profundos, descoberta do átomo, fundamentos quânticos, físicos bizarros, no fundo sabe o que isso tudo significa? Absolutamente nada, trabalhos inúteis para ter o "poder" de consumir coisas inúteis que não servem para nada a não ser destruir o ambiente. Do que adianta esse "progresso" se ainda não conseguimos erradicar a fome, não aprendemos ainda nem amar nossos semelhantes, imagina então nós mesmos, do que adianta todas essas palavras se o que precisa mover o mundo é o sentimento? Absolutamente NADA! E sim, venha compartilhar sua angustia comigo discordando do meu pensamento, tudo bem, claro, mas voce já sabe a resposta: NÃO IMPORTA! Sabe o por que? Simplesmente sua vida e sua existência não querem dizer nada! Pois se voce É, palavras não transcreverão!
PALAVRAS NÃO TRANSCREVERÃO!

Lucius Scarabotolus Gattalis

Projeções Invasivas


Se eu tivesse que escrever um texto sobre você, falaria do seu jeito peculiar,
das suas loucuras inebriantes
, dos seus atos de liberdade pensada
, do seu senso crítico compreensivo
,da forma que você mergulha nas emoções perdendo o juízo de forma pensada, por escolha, maquinando as consequências que você já tem em toda a sua ideia formalizada, apenas não se importando por conhecer varias das possibilidades de acontecimentos e o seu comportamento juntamente com a sua consciência perante todas as formas de decepções.
Eu falaria também do seu lado impensado o seu lado explosivo, aquele que você pensa que controla com mais facilidade, mas ainda foge do seu próprio senso de controle, ele acaba transparecendo a sua fragilidade e diria que você conhece isso, até mesmo por perceber ,coloca por cima de si uma cobertura de expressões altivas e palavras controversas que por sua concepção se tornam uma forma ilusionista de tirar o foco da sua fraqueza.
Talvez no seu íntimo bem na parte da solidão acomodada e já um tanto aceita lhe entrem as confusões mais profundas, te levando a um grito de ecos que por hora é lançado, mas logo em seguida voltam como repetições, como um sopro que você liberou e puxou novamente para dentro de seus pulmões.
Imagino que por horas você costuma verificar se não há ninguém que te note por perto e começa a abrir e fechar as gavetas dos seus arquivos pessoais, muitas vezes mexendo nos mesmos e nas suas lembranças e opiniões presentes acaba deixando entreabertas as gavetas que por sua ideia mereceriam sempre mais um cadeado ...
Porém mesmo com toda a sua maquiagem pessoal fico na minha hipótese de pensamento percebendo que você admira a própria forma de esconderijo e se agrada fortemente da personalidade que isso te causa.

No “meu” texto falaria das suas característica físicas que se acomodam muito bem com toda essa ideia que crio e recrio de você.
Focaria nos seus sorrisos ,
reclamões, na maioria das vezes só com o canto do lado esquerdo da boca ,
tão pensativos e idealizadores,
que te transparecem tanto.
Ressaltaria os seus tons de voz,
que quase sempre manhosos para bons ouvinte
e em muito dos casos soberbos para invejosos e mal apreciadores.

Acho que também não seria tão repetitivo e clichê falar dos teus olhos,
Todo mundo adora essa parte!,
Mas muito contrário dos comentários comuns e clichês por ai, que os olhos são espelhos d’água, janelas para alma,
Esses seus são muito bem treinados , eles criam uma duplicidade de sentidos exageradamente confusa , demonstram mais a sua inconstância do que a sua alma, mesmo que grande parte da tua alma seja inconstância,
mas não se resume só nisso e nem tão pouco é o que se destaca nela.
Não poderia mesmo deixar de falar das suas loucuras que tanto adoro, pequenas reações que você não percebe e quando vê , já foi ,usa de disfarce um ar pouco tímido fazendo o uso das duas tão queridas palavras de forma irônicamente errada que você adora “MIM DEXA”.
Eu realmente não sei como consigo criar tanto sobre você te conhecendo o mínimo, ignorância minha, pode ser! Eu chamaria de intuição pré formulada, mas interprete e sinta as minhas palavras como quiser , é a minha EVE descrição , e quanto ao que a minha EVE projeção me causa está em outro texto porque se não ficaria grande demais para o meu senso de liberdade e entrega de opiniões.
E é isso! no meu texto eu só falaria a minha opinião que pode não ser mesmo a certa, mas é a forma que eu te idealizei para mim, sim! eu gosto de idealizar tudo por dentro e por fora, adoro mesmo ter as minha projeções invasivas, concorde ou discorde ,goste ou não....

Marina guerreiro

Isabela: Fotos da liberdade!

(Texto dedicado a uma mulher que tem a Educação na alma - Isabela Caliani)


Mas...Que fotos são essas?
- São fotos de uma mulher
Simplesmente mulher...
Que não deixa de ser criança
Como toda mulher é criança...
Uma criança que traz
...E preserva na alma
A beleza da mulher...
São fotos da liberdade feminina
Imagens do feminino
Do sublime, do divino
Que grita e canta, canta e grita
Aos quatro cantos
...E mostra aos quatro cantos!
O encanto do Ser
O encanto do Ser Feminino
O encanto de Ser Livre...
E Bela!
O encanto de cantar a liberdade
De gritar a liberdade
...E viver a liberdade!
Sendo sempre e sempre Bela
Sempre e sempre Isabela!

Poeta Sidarta da Silva Martins

Passatempo...

(Texto dedicado aos filhos Evandro, André e Renato Martins, às noras Tatiane e Daniela, às netas Júlia, Beatriz, Rafaela e Laura)


Eu não tenh ‘inda setenta, eles passam dos noventa
São mais velhos do que eu, vê se dá pra’acreditar
Ou se devo, eu não sei.
Já viveram muito mais, muito mais já viajaram
Já amaram muito mais, muito mais já se entregaram
Já sofreram outro tanto, mais ainda renunciaram
Eles passam dos noventa, e eu? Não cheguei ‘ind’ aos setenta!
Sei que ando devagar, eles correm, e muito mais
E percorrem mais o mundo, crescem mais, são bem maiores
Vitamina não lhes falta, e se mexem, se aborrecem
E reclamam, e proclamam, s’enrolam, e me enrolam
S’ enganam e me enganam, se descobrem e se amam
Se descobrem e m’ encobrem, s’ enobrecem e m’ esclarecem
É uma pena, sei que é, gostaria de andar junto
Mas são muito, muito e muito, mas são muito mais ligeiros
Não consegui ‘inda os setenta, eles passam dos noventa
E já foram mais além, logo chegam aos cento e tantos
Eu não sei se chego lá, a distância é muito grande
E eu ando devagar, eles não, são bem ligeiros
Com seus passos sete léguas, que, acredito, nem conheçam
Viram mundo, vão a fundo, são teimosos, atrevidos
Sempre‘ sempre decididos.
Com seus gostos descabidos, seus desejos divertidos
Que n‘entendo, eu confesso, mas compreendo, não censuro
Não critico, isso eu juro! Só constato, isso é fato
Que são muito verdadeiros, e deveras lisonjeiros
Mas são muito, muito e muito, são muito mais ligeiros
Eu demoro pros ‘ setenta
Eles logo, logo, logo, chegam fácil aos cento e tantos
Cento e trinta, e quarenta, e quem sabe, aos duzentos
Se acertarem o compasso, e andarem par-i-passo
Não sei não, eu não duvido, irão juntos, de mãos dadas
Conhecer outras paradas, descobrir outras histórias
Com os passos sete léguas, que o que é, já saberão
Mundo afora, vida adentro, sempre unidos, protegidos
Vão ouvir outros poetas, vão cantar outros cantores
Ser felizes, certamente!
Seguirão outras correntes, crescerão ainda mais
E serão bem mais contentes
Pois os frutos, mar adentro, pros’ que andam mais ligeiro
São macios, saborosos, nutritivos, mais gostosos
Não cheguei ‘inda aos setenta, eles passam dos cento e tantos
Sei que quando eu chegar lá, terão ido muito além
Como andam mais ligeiro, passarão fácil, bem fácil
Passarão é dos duzentos, pois são três, eu sou só um
Não cheguei ‘inda aos setenta, e eles foram muito além...
Dentro em pouco, bem pouquinho, terão passado dos cem!

Poeta Sidarta da Silva Martins