Texto de Mãe para Filho

Cerca de 1821 texto de Mãe para Filho

MÃE, todas as coisas que eu sempre quis dizer...

Em resumo seria apenas uma palavra: OBRIGADO.
Hoje eu quero agradecer, por tudo, desde o dia que eu concebida até os dias de hoje.
Então vou começar agradecendo por ter me dado à luz da vida, por ter me acalentado quando criança, agradecer por nunca ter me abandonado, agradecer por ter segurado as minhas mãozinhas pra que eu aprendesse a andar, por ter me dado carinho, por sarar todos os “dodóis” com um soprinho... Quero agradecer por ter me dado um lar, por ter passado todas as dificuldade, que eu sei que você passou, comigo nos braços e sem pensar em desistir.
Mamãe, hoje eu quero dizer muito obrigada por ter sido presente em todas as noites que eu tive pesadelos e você esteve lá me dizendo que era só um sonho ruim... Obrigado muito mesmo por ter me levado dia após dia de baixo de sol e de chuva pra escola... E hoje que “acho ser crescida o suficiente quero dizer-lhe”:
– EU TE AMO MÃE, muito mesmo... E juro que entendo todas as vezes que você me perguntou aonde eu ia com quem ia e que horas eu voltaria... Porque hoje eu entendi que essa era uma forma de você se preocupar comigo e de me proteger.
Também entendo e respeito todas aquelas crises de silêncio que tanto me irritavam... Lembra-se, eu falava com você e você fingia que não me ouvia... Tudo bem mãe, hoje eu sei que essa atitude foi uma forma que você encontrou para protestar e dizer que não concordava com as minhas atitudes, principalmente diante de “amigos” que não eram boa companhia.
Obrigado por ter insistido sempre para que eu dissesse a verdade... Apenas a verdade, mesmo que isso tenha me tornado franca além do limite.
Obrigado por ter me ensinado a não pegar nada que é dos outros, e me fazer devolver no outro dia, mesmo que fosse um lápis todo mordido, pequeno e estragado.
Mãe eu te amo, obrigado por ter me ensinado a limpar, cozinhar, arrumar minha cama, ter responsabilidade com meu cachorro, lavar banheiro... E todas estas coisas que eu sempre detestei fazer, mas você com jeitinho “e com o chinelo na mão” sempre me (convenceu) dizendo que eu tinha que aprender, pois não te teria pra sempre!
Obrigado por permitir que eu já saísse sozinha aos 15 anos, com isso pude aprender que a confiança é uma troca e que se eu fizesse alguma coisa de errado ia perder minha liberdade, por isso sempre consegui distinguir o que era certo e o que era errado. E graças a você e a Deus eu nunca me envolvi com drogas, com roubo, ou atos de vandalismo e não fui presa por nenhum crime.
MÃE, eu te amo muito e tenho muito orgulho de você ter sido sempre essa mulher forte e de fibra, e que mesmo com o coração em pedaços, raríssimas vezes deixou escorregar lágrimas pelo seu rosto... Mas eu sei que escondida já chorou muito pelas decepções que eu te causei.
MÃMÃE, EU TE AMO, obrigada por ter me ensinado sobre responsabilidade, por que sei que muitas coisas, das quais você permitiu que acontecesse foi pra me mostrar através das minhas ações, que as penalidades existem e são duras, mesmo que muitas dessas coisas tivessem partido seu coração.
E eu te amo por tantas as vezes que você me disse NÃO, na hora eu não gostei, protestei, muitas vezes gritei com você, te chamei de chata, enjoada e cheguei a dizer que te odiava, mas era tudo da boca pra fora, porque no fundo eu te eu TE AMAVA, e sei que você foi e sempre será a melhor pessoa e a única capaz de saber o que é bom pra mim.
E hoje eu entendo tudo, mesmo porque me vejo do lado de cá, como mãe perguntando as mesmas coisas pro Fernando e pro Eduardo, torrando o saco deles, ditando regras, forçando a comer frutas e verduras, brigando pelo bem deles, dizendo NÃO e ganhando cara fechada, querendo saber as notas da escola, quem são os amigos, etc. e sei que nessas horas eles imaginam ter a mãe mais má do mundo, porque também já estive do lado de lá... Mas sei também que quando crescerem e tornar maduros o suficiente e então entenderão que eu o que eu fiz e faço e apenas por amor e serão eternamente gratos a mim, como eu sou e sempre serei eternamente Grata a ti...
OBRIGADO por tudo... EU TE AMO DEMAIS!!!

Leleli Santos

Quando eu era apenas um garotinho,
minha mãe costumava me dizer umas loucuras
Ela falava que meu pai era um cara mau,
ela me falava que ele me odiava.
Mas então fiquei um pouco mais velho e percebi
que ela que era a louca.
Mas não tinha nada que eu podia fazer ou dizer para tentar mudá-la,
porque esse é apenas o jeito que ela era.

Eminem

ORAÇÃO DE MÃE


Deus de Infinita Bondade!
Puseste astros no céu e colocaste flores na haste agressiva... A mim deste os filhos e, com os filhos, me deste o amor diferente, que me rasga as entranhas, como se eu fosse roseira espinhosa, que mandasse carregar uma estrela!...
Aceitaste minha fragilidade a teu serviço, determinando que eu sustente com a maternidade o mandato da vida; entretanto, não me deixes transportar, sozinha, um tesouro assim tão grande! Dá-me forças, para que te compreenda os desígnios; guia-me o entendimento, para que a minha dedicação não se faça egoísmo; guarda-me em teus braços eternos, para que o meu sofrimento não se transforme em cegueira.
Ensina-me a abraçar os filhos das outras mães, com o carinho que me insuflas no trato daqueles de que enriqueceste minh’Alma!
Faze-me reconhecer que os rebentos de minha ternura são depósitos de tua bondade, consciências livres, que devo encaminhar para a tua vontade e não para os meus caprichos. Inspira-me humildade para que não se tresmalhem no orgulho por minha causa. Concede-me a honra do trabalho constante, a fim de que eu não venha precipitá-los na indolência. Auxilia-me a quere-los sem paixão e a servi-los sem apego. Esclarece-me para que eu ame a todos eles com devotamento igual.
No entanto, Senhor, permite-me inclinar o coração, em teu nome, por sentinela de tua bênção, junto daqueles que se mostrarem menos felizes!... Que eu me veja contente e grata se me puderem oferecer mínima parcela de ventura, e que me sinta igualmente reconhecida se, para afagá-los, for impelida a seguir nos caminhos do tempo, sobre longos calvários de aflição!...
E, no dia em que me caiba entregá-los aos compromissos que lhes reservaste, ou a restituí-los às tuas mãos, dá que, ainda mesmo por entre lágrimas, possa eu dizer-te, em oração, com a obediência da excelsa Mãe de Jesus:
"Senhor, eis aqui tua serva! Cumpra-se em mim, segundo a tua palavra!...


MEIMEI

(Página recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier, em reunião da Comunhão Espírita Cristã, na noite de 22 de março de 1964, em Uberaba, Minas).

Francisco Cândido Xavier

Em certo dia, ele nasceu
Sem pai e mãe, cresceu
Sozinho, sempre viveu
Mas sua vontade de viver nunca morreu.

Sentimentos ainda eram desconhecidos
Talvez, até esquecidos
Por quem, no lugar, do coração
Tinha lugar apenas à razão.

Quando descobriu o amor,
Junto com ele veio a dor
Mas dor que desatina sem doer
Em fogo que arde sem se ver.

Nas palavras, ele imaginava
Alguém que, talvez, o amava
E então, esquecia-se do mundo
Quando mergulhava em outro profundo.

Até que um dia ele a encontrou
Apaixonou-se e muito lhe amou
Para ela, entregou seu coração
Dela, recebeu apenas a ilusão.

Há algo que te deixa mais perdido,
Sem esperanças, muito desiludido,
Tudo ao seu redor não parece ter sentido
Do que o amor não correspondido?

Mergulhado no mar da tristeza,
Turbilhões de pensamentos na cabeça
Encaminhavam-no à direção oposta,
Tentando encontrar uma resposta.

Após curar-se, voltou a adoecer,
Pois sentiu seu coração endurecer
Por não querer mais amar
Para não mais se machucar.

Já catou outras depois dela,
Mas nenhuma igual a ela
Teme não encontrar em outra mulher
O verdadeiro amor que todo homem quer.

E assim ele permanece,
Correndo e caindo, enquanto mais cresce
Porque a vida não é perfeita
Só espera, de você, ser feita.

Saber aproveitá-la usando a inteligência
Sem preguiça mental e impaciência
Buscar a evolução intelectual
Livrar-se dos caminhos do mal.

Quanto ao tal amor?
Leve-o aonde você for
Sempre dê prioridade à razão,
Mas também escute seu coração.

O herói imaginário finaliza sua história
Ora triste, ora insatisfatória
Infelicidade não é o tema
Para quem tem a liberdade como lema.

Laércio Monteiro

‎"Filha: Mãe, por que as meninas comem chocolate quando algum menino parte o coração delas?
Mãe: Porque o chocolate é doce e faz esquecer o quanto é amargo ter seu coração partido.
Filha: E por que os meninos bebem quando se separam das meninas?
Mãe: Porque a bebida é amarga e faz esquecer o quanto as meninas são doces."

Vanessa Pimentel

AMOR DE MÃE




Um anjo desceu à terra...
Para escolher a coisa mais linda, mais preciosa e mais pura para apresentar a Deus.

Primeiro desceu sobre um jardim e escolheu as mais belas e perfumadas flores.
Depois voou para outro lugar, onde viu uma criança sorrindo.
E colheu aquele inocente sorriso infantil.

Continuou viajando por outras partes do mundo, sempre procurando o que fosse mais belo e precioso.

Já estava para voltar quando olhou através de uma janela e viu a mãe ninando seu filho.
E resolveu levar para o céu também aquele gesto de mãe.

Voou, voou e assim voltou com as lindas coisas que colhera na terra.
Mas que surpresa!!!
Verificou que as lindas e perfumadas flores haviam murchado...

E o sorriso da criança perdera a bela inocência ...
Então, com todo o cuidado, pegou O AMOR DE MÃE...
Estava intacto!!!
Permanecera belo, terno, suave.

O Amor de Mãe é perene, inabalável; tudo suporta,
tudo supera.
Mãe é a mão que conduz,
o anjo que vela...
Mãe é AMOR.

Enquanto houver mães na terra, Deus estará abençoando o homem com a oportunidade de alcançar a meta da perfeição que lhe cabe.
Fênix Faustine

Fênix Faustine

Mãe, quando eu comecei a escrever esta carta, usei a pena do carinho, molhada na tinta rubra do coração ferido pela saudade.

As notícias, arrumadas como perólas em um fio precioso, começaram a saltar de lugar, atropelando o ritmo das minhas lembranças.

Vi-me criança orientada pela sua paciência. As suas mãos seguras, que me ajudaram a caminhar.

E todas as recordações, como um caleidoscópio mental, umedeceram com as lágrimas que verteram dos meus olhos tristes.

Assumiu forma, no pensamento voador, a irmã que implicava comigo.

Quantas teimas com ela. Pelo mesmo brinquedo, pelo lugar na balança, por quem entraria primeiro na piscina.

Parece-me ouvir o riso dela, infantil, estridente. E você, lecionando calma, tolerância.

Na hora do lanche, para a lição da honestidade, você dava a faca ora a um, ora a outro, para repartir o pão e o bolo.

Quantas vezes seu olhar me alcançou, dizendo-me, sem palavras, da fatia em excesso para mim escolhida.

As lições da escola, feitas sob sua supervisão, as idas ao cinema, a pipoca, o refrigerante.

Quantas lembranças, mãe querida!

Dos dias da adolescência, do desejar alçar vôos de liberdade antes de ter asas emplumadas.

Dos dias da juventude que idealizavam anseios muito além do que você, lutadora solitária poderia me oferecer.

Lágrimas de frustração que você enxugou. Lágrimas de dor, de mágoa que você limpou, alisando-me as faces.

Quantas vezes ouço sua voz repetindo, uma vez mais: “tudo tem seu tempo, sua hora! Aguarde! Treine paciência!”

E de outras vezes: “cada dia é oportunidade diferente. Tudo que você tem é dádiva de Deus, que não deve desprezar.

A migalha que você despreza pode ser riqueza em prato alheio. O dia que você perde na ociosidade é tesouro jogado fora, que não retorna.”

Lições e lições.

A casa formosa, entre os tamarindeiros assomou na minha emoção.

Voltei aos caminhos percorridos para invadi-la novamente, como se eu fosse alguém expulso do paraíso, retornando de repente.

Mãe, chegou um momento em que a carta me penetrou de tal forma, que eu já não sabia se a escrevera.

E porque ela falava no meu coração dorido, voei, vencendo a distância.

E vim, eu mesmo, a fim de que você veja e ouça as notícias vibrando em mim.

Mãe, aqui estou. Eu sou a carta viva que ia escrever e remeter a você.

Entre as quadras da vida e as atividades que o mundo o envolve, reserve um tempo para essa especial criatura chamada mãe.

Não a esqueça. Escreva, telefone, mande uma flor, um mimo.

Pense quantas vezes, em sua vida, ela o surpreendeu dessa forma.

E não deixe de abraçá-la, acarinhá-la, confortar-lhe o coração.

Você, com certeza, será sempre para ela, o melhor e mais caro presente.

Autor (Equipe de Redação do Momento Espírita a partir do cap. XVI do livro Pássaros Livres do Espíri

Por perdoar.

Semana retrasada, minha mãe novamente me pos a força para ler uma leitura em frente a todos na igreja durante a missa. Gosto de ler as palavras da Biblia, a maioria das histórias me fazem refletir. Mas confesso que tenho uma enorme vergonha de ler segurando um microfone na frente de mais cinquenta pessoas.

Começo lendo bem, pausadamente, mas de repente eu erro uma palavra. E então, não tem jeito, vou lendo rapidamente, atropelando palavras e gaguejando. Não consigo respirar, aquilo me sufoca e quase caio dura no chão de tanta vergonha.

Há anos atrás, quando tinha entre oito e onze anos, lia direto na igreja por vontade própria. Incrível como as crianças não tem vergonha de nada – pelo menos, eu não tinha. Queria ser ainda aquela criança prestativa, corajosa e um tanto quanto desmiolada.

Porém, naquela missa, eu pela primeira vez há longos anos, consegui ler a leitura inteira sem errar. Desci do altar como uma campeã, era impossível esconder o sorriso de ter feito um bom trabalho. Voltava a ser a criança destemida que não tinha medo do público... O ato de ler a leitura inteira sem errar, me fez ficar tão alegre, que pela primeira vez, novamente há longos anos, prestei atenção na homilia inteira do Evangelho. A explicação do Evangelho daquela noite, me fez pensar em várias coisas...

Contava o Evangelho que Jesus iria almoçar na casa de um homem. Ao chegar lá, uma mulher pecadora, derramou lágrimas, beijou e perfumou os pés de Jesus. O homem, dono da casa, pensou: “Será que ele não sabe que ela é pecadora?”, e Jesus falou: “Havia dois empregados que tinham uma dívida com um patrão, um devia quinhentas moedas e o outro, cinqüenta. Como não tinham com o que pagar, o patrão resolveu perdoá-los. Qual dos dois empregados se sentiu mais agradecido?”, o homem respondeu: “O que devia mais”. Então Jesus disse: “Isso mesmo. Você está vendo esta mulher? Quando entrei, você não me ofereceu água para lavar os pés, porém ela os lavou com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. Você não me beijou quando cheguei; ela, porém, não pára de beijar os meus pés desde que entrei. Você não pôs azeite perfumado na minha cabeça, porém ela derramou perfume nos meus pés. Eu afirmo a você, então, que o grande amor que ela mostrou prova que os seus muitos pecados já foram perdoados. Mas onde pouco é perdoado, pouco amor é mostrado.” – Virou a mulher e disse: “A sua fé lhe salvou”. – É claro, que não foi exatamente estas as palavras do Evangelho, não tenho a capacidade de lembrar tudo. Mas foi este o sentido.

E é exatamente isso. Aquele que errou a vida inteira, e foi perdoado, será mais grato do que aquele que errou apenas uma vez e foi perdoado. Porém, para ser perdoado, temos que estar realmente arrependidos. – Mas, hoje, o grande desafio não é se arrepender. É perdoar.

O ser humano parece programada para dizer “não”. O orgulho parece ser o dono do mundo, e as pessoas dependem dele. Vejo que muitas vezes, a vontade é de perdoar, mas a humilhação que isso poderia causar torna-se a concretizar a resposta: “não”.

E há tantos dias pensando sobre isso, tenho poucas palavras a escrever. As palavras que li uma vez em uma mensagem de Pe. Fábio de Melo: “Diga-me quem mais perdoas-te, que eu lhe direi quem mais amas-te nesta vida!”. Quando amares de verdade, seja teus pais, filhos ou esposa, aí sim entenderás o que é o perdão. Só não cometa o pecado de possuí-lo e não repassá-lo.

Gabriella Beth Invitti

Queria desejar FELIZ DIA DAS MÃES a mulher mais LINDA, DIVA e PERFEITA DO MUNDO: a minha mãe que...

1) me carregou durante 9 meses em seu ventre;
2) sofreu para me conceber a vida, mas mesmo assim sorriu aos prantos ao me ter em seus braços pela primeira vez;
3) ficou com medo de me sequestrarem na maternidade;
4) me viu andar e falar pela primeira vez;
5) com coração apertado, me levou para escola ainda bebê;
5) zelou pela minha saúde e educação até a fase adulta da minha vida;
6) quando choro, está ali para enxugar minhas lágrimas e dizer que tudo vai dá certo;
7) quando estou feliz é a primeira a compartilhar a minha felicidade;
8) me chama de bebê da mamãe mesmo sabendo que tenho mais de 20 anos;
9) sabe exatamente quando estou triste;
10) sabe exatamente quando estou mentindo, mas finge que acredita em mim;
11) se preocupa 24 h comigo, mesmo dizendo que não;
12) deseja minha felicidade acima de tudo;
13) sabe dos meus medos, defeitos, qualidades e traumas e ainda me AMA;
14) me acha linda, mesmo nos meus piores dias;
15) me atura;
16) me compreende;
17) cuida de mim quando estou doente, mesmo depois dos 20 anos;
18) me mima de tudo que é forma;
19) é minha conselheira no campo amoroso, do trabalho, de moda, de saúde;
20) é a minha única e MELHOR AMIGA.

Mãe, muito obrigada por fazer parte da minha vida. Saiba que meu amor por você é imensurável.

Ninah Alves

QUE AMOR DE MÃE!
Não há explicação para este AMOR arrebatador...
AMOR que não mede forças para defender,
É capaz de sentir dor sem doer,
De chorar sem entristecer,
De alegrar-se com suas vitórias e chorar em suas derrotas.
Pode ser platônico a vida inteira.
AMOR que quando o vê tropeçar e cair, estende as mãos a sorrir.
Ao passar noites em claro,
Dormir a noite inteira, é raro.
Sente emoção em qualquer ocasião, aja coração!
AMOR que sente ciúme, mas não toma posse.
Sabe que o "barquinho" deve ser lançado ao mar.
Trabalha para seus sonhos manter.
Briga, mas seus brinquedos põe-se a recolher.
Por mais que seja machucado, recompõe-se e volta a ficar ao nosso lado.
Nunca espera nada em troca,
Pelo contrário. Doa-se com toda força.
AMOR que ninguém sabe explicar, nem copiar.
Parece já nascer dentro deste alguém chamado perfeito, sem defeito.
Aos olhos do mundo, nem sempre bem vista, mas por seus filhos querida.
Difícil achar uma rima para um ser tão especial.
AMOR igual a este não tem igual.
Que AMOR de mãe!
AMOR que nunca termina, mesmo sem rima e que com o tempo e como pó,
Termina em amor de vovó.

Eliani Maria Alves de Almeida Santos

Wall Street

Quer saber qual foi a mãe de todas as 'bolhas'?
Ela veio do nada. Puro acaso. Deram a ela o nome de Explosão Cambriana.
E isso foi a 530 milhões de anos.
E nos 70 ou 80 milhões de anos seguintes, a evolução se acelerou tanto que nós surgimos.
A RAÇA HUMANA.
Não sabem explicar como isso se deu, só sabem que aconteceu.
Alguns dizem que foi por acaso, outros, que esse era o plano.
Mas quem pode afirmar?


Qual a definição de INSANIDADE?
É repetir a mesma coisa várias vezes e esperar resultados diferentes.
Por esse critério, a maioria de nós é insana.
Mas não todos ao mesmo tempo.
E partindo desse ponto, CONFIAMOS.
Mas esse tipo de vida pode perdurar se mais e mais pessoas se tornarem insanas ao mesmo tempo!
Se torna 'sistêmico'. Como um câncer.
O que acontece então?
Como eu disse, a mãe de todas as bolhas foi a Explosão Cambriana.
Aconteceu por acaso há mais de 500 milhões de anos.
Os cientistas dizem que não houve precedentes, aconteceu em um instante.
A partir de então, de repente o mundo tinha milhões de novas espécies.
E depois... nós nascemos.
A Raça Humana.
Nesse sentido, as bolhas são evolutivas.
As bolhas acabam com os excessos.
Reduzem as manadas. Mas nunca morrem.
Elas voltam em formatos diferentes.
Quando explodem, fazem um novo dia raiar.
Sempre criam mudanças.

Jacob Moore (Shea LaBeouf)

Mãe Pensamento!!!

Longe de você me sinto uma pessoa sem pensamentos...
Ou melhor, não sei me concentrar neles...
Mais aos pensar em você, sinto em mim um alívio que ameniza todos os problemas da vida...
Como queria está ao seu lado, para sentir seu pensamento positivo ao me olhar e dizer coisas boas para mim e me aliviar de todas as coisas má que tenta impedir meu futuro e meus objetivos...
A vida realmente não é só flores, não é só amor, não é só alegria, não é só tristeza, entre outras, a vida é a coisa mais complicada para nós seres humanos chegarmos ao ponto final dela...; sem termos com quem desabafar os nossos dilemas da vida sem pensar em quem nos criou, nos ama e amou para sempre, está sempre presente em minha vida, seja ela, boa ou ruin, sempre pensando em você... e você sempre pensando nela. Sem esta existência de pensar não conseguimos viver. Pensar em você é pensar em mim.
Você é como uma ‘deusa’, sente:
Quando estou bem,
Quando estou mal,
E procura sempre a melhor maneira para me ajudar e tentar resolver a situação...
Hoje me sinto longe de você, mais mesmo assim, você sempre estará perto de mim, para me animar, tentar fazer-me levar meus idéias a frente, ser o que sou, uma pessoa feliz, dinâmica, e conhecedor dos caminhos da verdade...

Olha sem você:
Sinto-me incompleto...
Sinto-me perdido às vezes...
Mais é fácil ficar perto de você, basta a penas um pensamento:
Que estarei perto de você...
Sentindo seu amor...
Sentindo sua paz...
Entretanto, vivendo os momentos bons da vida, apenas com uma simples palavra, “o pensar”.
Essa maneira faz me reviver a cada dia...
Só você mãe é minha mãe...
Não existe outra semelhante a ti...
Devo tudo a você...
Amo-te...
Admiro...
Sinto paz em pensar em você...

Daniel Barbosa

A Força do Amor

Como qualquer mãe, quando Karen soube que um bebê estava a caminho,
fez todo o possível para ajudar o seu outro filho, Michael,
com três anos de idade, a se preparar para a chegada.
Os exames mostraram que era uma menina,
e todos os dias Michael cantava perto da barriga de sua mãe.
Ele já amava a sua irmãzinha antes mesmo dela nascer.
A gravidez se desenvolveu normalmente.
No tempo certo, vieram as contrações. Primeiro, a cada cinco minutos;
depois a cada três; então, a cada minuto uma contração.
Entretanto, surgiram algumas complicações
e o trabalho de parto de Karen demorou horas.
Todos discutiam a necessidade provável de uma cesariana.
Até que, enfim, depois de muito tempo, a irmãzinha de Michael nasceu.
Só que ela estava muito mal. Com a sirene no último volume,
a ambulância levou a recém-nascida para a UTI neonatal do Hospital Saint Mary.
Os dias passaram. A menininha piorava. O médico disse aos pais:
"Preparem-se para o pior. Há poucas esperanças".
Karen e seu marido começaram, então, os preparativos para o funeral.
Alguns dias atrás estavam arrumando o quarto para esperar pelo novo bebê.
Hoje, os planos eram outros.
Enquanto isso, Michael todos os dias pedia aos pais
que o levassem para conhecer a sua irmãzinha.
"Eu quero cantar pra ela", ele dizia.
A segunda semana de UTI entrou e esperava-se que o bebê
não sobrevivesse até o final dela.
Michael continuava insistindo com seus pais
para que o deixassem cantar para sua irmã,
mas crianças não eram permitidas na UTI.
Entretanto, Karen decidiu. Ela levaria Michael ao hospital de qualquer jeito.
Ele ainda não tinha visto a irmã e,
se não fosse hoje, talvez não a visse viva.
Ela vestiu Michael com uma roupa um pouco maior,
para disfarçar a idade, e rumou para o hospital.
A enfermeira não permitiu que ele entrasse
e exigiu que ela o retirasse dali.
Mas Karen insistiu:
"Ele não irá embora até que veja a sua irmãzinha!"
Ela levou Michael até a incubadora.
Ele olhou para aquela trouxinha de gente que perdia a batalha pela vida.
Depois de alguns segundos olhando, ele começou a cantar,
com sua voz pequenininha:
"Você é o meu sol, o meu único sol.
Você me deixa feliz mesmo quando o céu está escuro..."
Nesse momento, o bebê pareceu reagir.
A pulsação começou a baixar e se estabilizou.
Karen encorajou Michael a continuar cantando.
"Você não sabe, querida, quanto eu te amo.
Por favor, não leve o meu sol embora...
" Enquanto Michael cantava, a respiração difícil do bebê
foi se tornando suave.
"Continue, querido!", pediu Karen, emocionada. "Outra noite, querida,
eu sonhei que você estava em meus braços..."
O bebê começou a relaxar. "Cante mais um pouco, Michael."
A enfermeira começou a chorar. "Você é o meu sol, o meu único sol.
Você me deixa feliz mesmo quando o céu está escuro...
Por favor, não leve o meu sol embora..."
No dia seguinte, a irmã de Michael já tinha se recuperado
e em poucos dias foi para casa.
O Woman's Day Magazine chamou essa história de
"O milagre da canção de um irmão".
Os médicos chamaram simplesmente de milagre.
Karen chamou de milagre do amor de Deus.
NUNCA ABANDONE AQUELE QUE VOCÊ AMA.
O AMOR É INCRIVELMENTE PODEROSO.
O amor está em suas mãos...

Colaboração Pedro Cezar

Filha, Vida.

Durante nove meses no ventre de tua mãe você ficou escondida,
Seus pulos, mexidas, mostravam que ali tinha vida.
No ultra-som se via um pontinho que piscava rapidamente;
Era seu pequeno coração que batia lindamente.

Quando você nasceu senti uma imensurável emoção.
Enrolada num pedaço de pano, segurei você em minhas mãos.
Seu rosto tão pequenino, meigo, sensível.
Meus olhos brilhavam, a felicidade era visível.

Os anos passam rapidamente, você cresce e a gente nem sente,
Você estuda, dança, canta, faz arte. É uma menina inteligente.
Tens força demasiada, que me surpreende e me encanta.
Nos dias difíceis, não desanimas. Sacode a poeira e levanta.

Tens um imenso futuro, mas não espere por ele para viver.
Seja sempre iluminada, amada, amiga e as dificuldades vais vencer.
Quando precisar estarei por perto, mesmo estando afastado.
Nas tuas conquistas e soluços quero estar sempre ao teu lado

Nivaldo Joaquim

Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo
Me apavora a renúncia. Dizei que eu fique
Afugenta este espaço que me prende
Afugenta o infinito que me chama
Que eu estou com muito medo, minha mãe.

Vinicius de moraes

Eu não saberia falar da minha mãe se não fosse como se falasse de todas as mães do mundo. Porque é assim que eu sinto lá no fundo, que um filho faz muito mais do que a barriga de uma mãe crescer, expande sua alma, para que ela caiba em todos os lugares do espaço e em todos os momentos de cada segundo do tempo.
Dentro do teu mar fui um peixe e depois que me pariste ganhei asas e voei. Mãe , mãe, manhê...sou o seu fruto que agora já amadureceu, que agora também tem suas sementes prontas pra germinar, minha mãe, minha árvore, minha fundação...
Do teu ventre abençoado ganhei a luz e a oportunidade de com esse brilho enfrentar o lado escuro da vida e encontrar o caminho definitivo e a razão do por que a minha alma foi criada...

André Luis Aquino

Mãe - é palavra que exprime com perfeição o que a natureza tem de mais sublime.

É o exercício permanente do amor.

Mãe, o céu sem confins revela-me teu amor...

A vastidão do mar fala-me da tua bondade...

As altas montanhas refletem teu heroísmo...

A profundeza dos vales espelha tua humildade...

A beleza das flores traduz teu caminho...

Tudo isso encerras dentro de teu grande coração...

E silenciosa, serena, sorrindo, continuas labutando no cotidiano da vida.

Obrigado, Mãe!

minuto de sabedoria

Minha avó
Marieta Cardoso Joanol

Mulher de garra, mãe, amiga, avó, bisavó, esposa...
com dedicação criou seus filhos...
os ensinou a trilhar o caminho do bem...
e seus filhos tiveram filhos, e os filhos dos filhos também...
e todos sempre terão orgulho de falar
dessa mulher, que com muita garra
lutou, contra o tempo, contra a saudade,
contra a doença, contra o cansaço dos anos..
minha avó de cabelos alvos como a neve,
trazidos com a experiência da vida,
minha avó cheia de paciência, que a todos servia...
minha avó, mulher prendada, que cozinhava, que sorria...
Esta era minha avó, um pouco Isnardi, um pouco Cardoso
e com o passar do tempo, um pouco Joanol...

Vó descanse em paz ao lado do vô.

Paula Joanol

.Nínguém pode abrir mão do poder de escolha
.
Os seus parentes, o pai, a mãe, os filhos tem tudo a ver com você. As encrencas que vc tem em casa também estão certas. São pra vc praticar a paciência:

- Ah, mas eu pelejo para ajudar esse parente meu. Há anos que eu sofro e não consigo. É o filho que me dá problema....

Isso é para vc aprender a conviver com as pessoas sem se meter. Essa é uma das coisas mais dificeis. Se a gente gosta da pessoa, acha que ela é um pedaço nosso e que , por isso, tem o direito de dizer:

- Você não pode ser assim, pq vai sofrer muito. Você tem que mudar.

A gente não pode querer impor a nossa realidade para o outro, mesmo que seja com a perspectiva de salvar e de ajudar, pq o homem sempre age com boa intenção. Mas a gente não percebe que o outro tem o direito de ir pelo caminho que ele escolheu e que desse direito ele não vai abdicar.

Por isso, quanto mais vc é impositor, menos a pessoa o escuta, por mais que vc possa ter razão. A pessoa tem esse direito e vai exercer o direito de fazer o que ela quer, de seguir o caminho que ela quiser.

Quando o ser humano quer impor, quando ele quer negar ao outro esse poder, essa liberdade, esse direito, o outro também se nega a ouví-lo. Nega-se a seguir a sua orientação e nega o seu apoio, nem que isso lhe doa, pq ele nao pode perder o seu direito de escolha.
Você, que impõe, que briga, que fica doutrinando, que fala, fala e deixa os filhos com as orelhas quentes, saiba que isso só serve para vc exercitar o seu comando, que ainda está muito primitivo. As pessoas não funcionam quando os outros querem dominar a sua vontade, o seu direito natural, que é o de escolher e de fazer o que querem. Não adianta assustar, amedrontar os filhos:

- Eu ponho você na rua. Não dou mais dinheiro. Vou pôr você pra trabalhar.

Essas ameaças só fazem com que a revolta cresça. E que o espírito viva à base do medo, em vez de viver à base do entendimento, da compreensão, do porquê das coisas.

.Se ele não está entendendo, vc precisa criar uma situação para que possa sentir a experiência dele, para descobrir as verdades que vai ter que descobrir por si mesmo.

A gente quer salvar o outro, mas ninguém salva ninguém. Cada um tem que fazer o proprio salvamento, porque esse é o imperativo da vida. Se tiver jeito, a gente pode até ajudar bastante, mas se nao tiver, só atrapalha.

Eu vejo que, as vezes, a pessoa que está me pedindo ajuda é a causadora do proprio distúrbio. É ela que causa o distúrbio no filho. A mulher que se queixa do marido é a que causa o distúrbio no marido. Que coisa não??
Sempre que há um queixoso, significa que ele está compromissado com aquilo que é o objeto da sua queixa. Poque é ele mesmo quem provoca aquilo na vida dele.
Como a vida é não?? Não dá pra escapar, não.

Calunga

Saudades da minha mãe

O mundo gira
E tudo num piscar de olhos pra traz fica
E como lembrança
Esvai-se unica esperança
Que o tempo de min descarna
Que quando dou por min nada tenho
Se não este mundo ofuscado de que me detenho
E vejo como frágil somos
Que basta tirar nos algo e naufrágam ai mundos e sonhos
Tanta coisa fica pra traz
E a saudade de ti manifesta se cada vez mas
É vontade incontrolavel
É amor inseparavel
Este sentimento que sinto por ti mãe
Que me descontrai
Quando me sinto aconchegado pelo teu calor
É so assim que sou feliz
Pena é do destino que assim quis
E consigo levou todo meu amor.

Thierry Anes dos Santos Afonso

Por que Deus permite que as mães vão-se embora?
Ser Mãe é assumir o lugar de Deus, no dom da criação, da doação e do amor incondicional.
Ser Mãe é abraçar o filho, quando ele tem medo do escuro.
Ser Mãe é acordar no meio da noite, pra dar aquela olhadinha no quarto ao lado.
Ser Mãe é acolher com carinho o filho amado, quando o mundo parece ter virado as costas. para ele.
Ser Mãe e ter um coração enorme pra acolher filhos, marido e netos.
Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não se apaga quando o vento sopra
veludo escondido na pele enrugada.
Mãe coisa mais incrível e perfeita, criada e esculpida por Deus nessa imensidão chamada Mundo...
Obrigada meu Deus pela Mãe que escolhi* , e que o Senhor dê a ela muita Paz, Alegria, Saúde.

Lucia A. M. Santos