Texto de Duplo Sentido

Cerca de 1132 texto de Duplo Sentido

Tenho sentido indiferença em relação a tudo isso, não me importo como antes com as suas opiniões ou com sua presença. Se tornou tudo tão normal, que pra mim tanto faz o que pensa ou deixa de pensar. Poucas coisas me ofendem, poucas coisas me atingem, não é como antes em que eu procurava um lugar em que me encontrasse sozinha pra chorar toda a raiva e angústia que habituavelmente sentia. Tenho me sentido aliviada com tamanha mudança em relação aos meus sentimentos, que costumavam me jogar pra longe, onde ninguém conseguia me alcançar, me proteger.

Melissa Lambrecht

Uma hora a gente tem que partir. Às vezes sem fazer qualquer sentido. E sem motivos, o que é o pior. Partir nunca dependeu muito de uma única pessoa. Nunca. Depende da história, do destino mesmo, sabe? Tem gente que fica, tem gente que vai. Nada mais óbvio. Se acostumar com as idas e vindas não é pra qualquer um. Band-aid não cura tudo e borracha alguma apaga essas histórias. Tem que doer, tem que fazer falta. Viver é isso: morrer aqui, renascer ali, sabe-se lá onde.

Diego Nunes

Sentido da Vida

Qual o sentido da vida?
Talvez sentir, pois tudo que fazemos,
desde quando nascemos, até quando morremos,
é simplesmente sentir.

Quem não sente não vive,
a dor, a ilusão, a tristeza,
que quando vencidos, nos tornam mais fortes,
a alegria, que nos energiza, nos da prazer,
e vontade de continuar,
saudades, que nos faz lutar,
paixão e amor, que nos torna felizes,
o toque, que nos faz sentir vivos,
a vergonha que nos faz rir,
a que nos torna bobos,
curiosidade, que nos faz aprender,
ciumes bom, que mostra o que é importante,
o medo, que faz nos protegermos,
ou proteger que é importante para nos.

Qual que é o sentido da vida para vocês?
Eis a minha visão.

Sentir.

bear89

A cada nota que sai do instrumento, é um refluxo de sentimentos, do mesmo modo pra quem escuta ou apenas pode sentir; é um toque nos sentidos, em geral é uma transformação na cabeça, na alma e no corpo.
onde expressamos, distribuirmos e também recebemos as emoções.
Nunca deixem lhe dizer que música é apenas uma forma de arte que combina os sons e os ritmos seguindo uma pré-organização ao longo do tempo

jasiel

Perdida no espaço

Desempregada
Sigo a estrada
Da solidão
E da ilusão.

São promessas
Palavras vazias
De quem me apóia
Mas não compromete.

Como um soco na cara
A resposta me atinge
Se vinga e finge
Se importar.

Mas o oferecido
Não ajuda, é inútil
Não resolve, é fútil
Só alivia a consciência de quem dá.

No fim das contas eu fico
Sem resposta, sem ajuda
Sem passado nem futuro
O tempo esgotando, a se apressar.

Perco o sentido
Não sei o que faço
Sem casa, sem marido
Sem dinheiro ou trabalho.

Agora me diga
Se não valorizo
Se jogo no lixo
O que todos me dão.

Me diga se eu tenho
Emprego ou caminho
Uma casa ou um ninho
Alguém que me estenda a mão.

Angela Natel

O caminho

O caminho
A ser trilhado
Parece frágil
Parece árduo.

Debaixo dos meus pés
E acima da minha cabeça
Perdoar quem me fere
Sem que eu me esqueça.

Permitir o erro
E o aprendizado
Viver sacrifício
Pôr orgulho de lado.

Renúncia é preciso
Amor-decisão
De sujeição me visto
No embate razão/emoção.

Neste caminho a seguir
A fim de chegar onde quero
Menos falar, mais ouvir
A felicidade, não mais espero.

Nessa jornada de agora
Ser a pessoa certa
Buscar a toda hora
Manter a mente aberta.

Em tudo isso aprendi
Que relacionar é preciso
Mais do que ter coisas eu vi
Que esse caminho me faz sentido.

Angela Natel

Sentido

Pegada que se afasta na areia
estranha perdida no ninho
são vidas que me rodeiam
mas que em momento algum me cercam.

Giro de dança no ar
som que acalma o mar
sou movida e envolvida
pelo grito de minha própria alma.

Que cheiro é esse de podridão?
De onde é que ele vem?
Perturba meu ser, solidão
promessas, foram apenas promessas.

Cansada do preconceito
da hipocrisia e da superficialidade
dou um passo adiante
em direção à morte.

Cheia de mandar recados,
de ver a inutilidade da guerra
procuro em mim mesma a certeza
que um dia carreguei.

Deus anda comigo
Ele mora comigo
mas estou congelada
de medo, tristeza e dor.

Me arrependo,
falo com Deus
e depois de tanto tempo
me vejo guiada por Ele.

Fé é fidelidade.
Não se separam jamais.
por isso mais do que nunca
quero ser fiel até a morte.

Angela Natel

Muita coisa pode ser realizada quando se tem algum objetivo. Na realidade um objetivo é que dá sentido as coisas e as torna importantes.
Encontrar um objetivo não é fácil porque muitos objetivos são falsos e trazem significados sem valor.
Cada objetivo é único para cada pessoa e ele está dentro de nós. A única viagem que devemos fazer para encontrá-lo é no nosso interior.
Encontre-o e seja feliz.

Jramón Esthavhus

E ele chegou todo sentido
havia lido a teoria do sentido
e percebera que a vida é fluida,
qualquer leve vento
e ela muda de sentido.

Nada mais fazia sentido.

Em tudo há uma gama ampla de sentidos,
mesmo no que ele nunca havia sentido.
Em cada palavra que pronunciara
um novo sentido se anunciara...
a cada dia tudo novo ficara.

Um novo dia se anuncia
e anuncia um novo dia, um novo dia, um novo dia...
até chegar o fim e acabar com sua alegria.

E ele foi embora ressentido,
magoado, desiludido...
Viver cada dia com um novo sentido,
esquecer, na morte, tudo o que havia sentido,
não... nada mais fazia sentido
morrer depois de tanto haver vivido.

Rosangela Calza

Ilusão é quando vc espera uma atitude oposta do que realmente acontece.
E quando vc jah sabe o que vai acontecer, se chama como?!
A vida eh uma roda gigante de altos e baixos, cheia de surpresas.
As vezes boas. As vezes mais que boas.
Mas as vezes ruins. E é ai que a gente olha pra frente, pra traz, pra dentro e pensa: Qual o verdadeiro sentido de tudo isso?!
Será que o sentido da vida eh viver de qualquer jeito, empurando com a barriga, trabalho, casa, saúde, estudos, filhos, soh pq João vive assim e até hoje não morreu?!
E eu com a vida de João?!

Keylla Kiss

LETRA MORTA

Que tristeza a letra morta.

Como é duro vê-las pisoteadas como formiguinhas em um papel branco. Ali, alinhadas apenas para fazer sentido, não sentindo, só sentido, em uma frase igualmente morta. Letras exangues, pálidas, estéreis... letras figurativas nos cemitérios dos documentos. Ali elas não falam, só calam, e caladas, estáticas, cedem, inertes, suas exuberâncias. Cedem o que poderiam ter sido, cedem seus corpos, feitos para viverem das encarnações de mistérios desconhecidos, cedem sua majestade apenas para fazer sentido. A letra fria, tão amada pela burocracia. A letra que não diz nada, que só aponta, com seu cadáver, aonde vai a fria estrada. Letras que não desabrocham nem voam, sem beleza nem desespero, letras sem gosto, sem tempero! Múmias cravadas no deserto, sem nenhuma ideia por perto. Agrupadas em palavras com esmero arranjadas, palavras que não se defendem e que já não podem nada. Letra, palavra, frase, parágrafo, item, inciso, o raio que o parta! No jazigo do documento a letra sinaliza, mas não fala!

Sua sonoridade não canta!

Sua sinuosidade não encanta!

Dissecadas até o talo, parecem dizer: a partir daqui eu me calo...

Ah, mas não há de ser nada, essa morbidez passa...

Que a metafísica do sentido é eterna.

E a letra que no documento jaz morta a dar coesão aos esquemas, há de renascer vitoriosa, flor de Sol, no jardim dos poemas...

Roberto Axe

A SUA VIDA


A sua vida tem um propósito e sentido, use uma forma de alcançar felicidade e diga aos outros como são importantes para você.

Usufrua da leitura, ela é o alimento da mente, como o exercício é para o corpo.

Cultive amizades saudáveis.

Procure sempre ser otimista em todos os tipos de situações, mesmo nas brincadeiras.

Faça seu trabalho com entusiasmo, vocação e dedicação. O comprometimento é com você em primeiro lugar.

Entenda que não há satisfação completa, mas você pode completar o que falta.

Não tema a idade, ela apenas é o reflexo do processo natural da vida, se aceite tal como você é incondicionalmente, seja seu próprio fã e se admire.

As pessoas somente irão amá-lo quando aprender a amar a si próprio.

Não finja ser desligado quanto às atitudes das pessoas que você ama e que o incomodam, aprenda a lidar com essas situações com outro tipo de visão.

Não se culpe e nem se puna.

Nunca deixe de aprender ou se adaptar a cada tipo de situação.

Valorize a sua marca, VOCÊ!

Fabiana Barbosa - Polimento do Ser

Felicidade

A jovem de 15 anos que se suicidou não resistiu à própria pressão psicológica depois de inúmeras tempestades mentais na qual se sentia diferente e não conseguia satisfazer aos sonhos de seu pai, mães e exigências sociais.

O viciado em drogas de 26 anos foi preso por assassinar três pessoas que presenciaram o roubo de suas casas, surpreendidas enquanto assistiam a um filme, à medida que ele necessitava do valor financeiro das mercadorias para obter satisfação ao vício.

O homossexual de 35 anos hoje vive afastado de sua família, que se deu devido ao fim do seu primeiro casamento, financiado por seus pais cristãos conservadores e com o aval de seu filho em nome da felicidade da família. Hoje não há mais família, a não ser a sua formada depois do novo casório com um homem.

O padre de 57 anos foi levado ao seminário para cumprir a promessa de seus pais cristãos e também para vê-los felizes, tudo em contraste às dezenas de pais tristes das crianças de 5 à 12 anos por ele abusadas.

Um homem de 37 anos hoje é executivo de uma grande empresa de tecnologia após sabotar, roubar, aliciar, criminalizar e contraverter ex-colegas de trabalho que hoje ganham um salário mínimo, estimulado pelo orgulho de seu pai morto que foi trabalhava em condições precárias naquela empresa e também pelos desafios sociais sofridos por ele, que o levaram a querer provar a própria capacidade.

O comum garoto de 5 anos chamado William não tem discernimento suficiente para sentir-se pressionado a satisfazer qualquer vício, gosto excessivo, sentimento de culpa, orgulho ou vingança, ou ainda para fazer alguém que não seja ele feliz.
William não se importa com nada além de sua própria felicidade. William é feliz.

Douglas G. Cunha

É fácil falar de amor, todos já sentiram e alguns fingem ou acham que sentem.
é fácil vender amor, ele hoje vem enlatado, rotulado e com preço determinado.
é simples se declarar, nada se cria tudo se copia, substituo minhas palavras pela letra dessa canção, canção que passou por varias bocas e corações
é difícil ser autentico e amar originalmente, com palavras que brotam apenas de alguém com o coração apaixonado, apenas palavras que se sentem.
estragaram o amor, fizeram dele produto nas prateleiras, e sempre infinito.
amor nao se copia, ele se inventa, se dilata.
amor nao se lamenta, ele é motivo de alegria, de festa na alma
do amor quem dera todos fossemos arrebatados, mas quem dera o amor fosse almejado, quem dera o amor fosse espalhado
amor original daqueles que nos fazem escrever, amor esse que se transforma em poesia, amor esse que transborda de alegria.
o amor nao precisa arder infinitamente, mas durar o tempo que for sentido, amor só tem graça quando é inventivo

Murilo Vaz

"Há, por exemplo, entre as mariposas, certa espécie noturna da qual as fêmeas são em número muito mais reduzido do que os machos. As mariposas se reproduzem da mesma maneira que todos os outros insetos: o macho fecunda a fêmea, e esta põe ovos. Quando se captura uma dessas fêmeas (e numerosos naturalistas já comprovaram o fato), os machos vão dar ao lugar onde ela se encontra prisioneira, depois de voarem vários quilômetros de distância, viajando horas e horas através da noite. Presta atenção! A vários quilômetros de distância os machos sentem a presença da única fêmea existente nas imediações. Tentou-se buscar uma explicação para o fato, mas é muito difícil de explicar. Talvez os machos tenham o sentido do olfato extraordinariamente desenvolvido, como os bons cães de caça, que conseguem achar e seguir um rastro imperceptível. Compreendes? A Natureza está cheia de fatos como este, que ninguém consegue explicar. Mas imagino que se, entre essas mariposas, as fêmeas fossem tão freqüentes quanto os machos, estes talvez não tivessem um olfato tão fino. Se o têm é porque se viram na necessidade de exercitá-lo a tal ponto e a intensificar sua sensibilidade. Quando um animal ou um homem orienta toda a sua atenção e toda a sua força de vontade para determinado fim, acaba por consegui-lo. O mesmo acontece com o que antes dizíamos. Se observarmos uma pessoa com suficiente atenção, acabaremos por saber mais a seu respeito do que a própria pessoa.
(...) É necessário perguntar-se sempre, duvidar sempre. Mas a coisa é muito simples. Se uma dessas mariposas noturnas de que falamos pretendesse orientar toda a sua vontade em direção a uma estrela ou a outro fim semelhante, é claro que nada conseguiria. Mas nem sequer pretende isso. Busca apenas o que tem para ela um sentido e um valor, algo que lhe é necessário e de que não pode prescindir. E é então precisamente quando consegue também o inacreditável: desenvolver um sexto sentido, que só ela possui entre todos os animais. Nós, os homens, temos um campo de ação muito mais vasto e interesses mais amplos do que os animais. Mas também nós nos achamos inscritos num círculo relativamente pequeno e não conseguimos ultrapassá-lo. Posso imaginar muitas coisas, imaginar, por exemplo, que meu maior desejo seria chegar ao Pólo Norte ou algo semelhante; mas só poderei querer isso com suficiente intensidade e realizar esse desejo quando ele realmente existir em mim e todo o meu ser se achar penetrado por ele. Quando isso acontece, quando intentas algo que te é ordenado de dentro do teu próprio ser, acabas por consegui-lo e podes atrelar tua vontade como se fosse um animal de tiro. Se eu me esforçasse agora no sentido de que, por exemplo, o nosso pároco não usasse óculos, não haveria de conseguir nada. Seria apenas um jogo. Mas, quando no outono passado, surgiu em mim o firme propósito de mudar de lugar na classe, tudo aconteceu maravilhosamente. Logo apareceu um aluno, que até então estivera doente e cujo nome começava por uma letra anterior à inicial do meu, e como alguém devesse dar-lhe o lugar nos primeiros bancos, fui eu, desde logo, quem lhe cedeu o lugar, precisamente porque minha vontade já se encontrava preparada para aproveitar a primeira ocasião."
Hermann Hesse in Demian

Hermann Hesse

Talvez ninguém queira mesmo um final, cheio de despedidas e tal.
Talvez o "talvez" seja a melhor das hipóteses. Deixar tudo aberto, quase certo ou não.
Se há verdade, se dá vontade, se sentiu saudade, isso fica em terras ocultas.
E são guardadas as coisas no coração, porque o mundo não aguentaria tanta melancolia assim.
A regra agora é a alegria, um quase dia, tentando ostentar sorrisos.
E o amor fica assim, sem endereço, sem cabimento...

Thais Branco Moura

"Hoje é domingo e não pede cachimbo"

Estou acordando todos os dias pensando em algo normal.
Ter a sua realidade estampada no espelho, as vezes é um pesadelo.
Meus olhos não alcançam minhas necessidades reais e atuais;
Onde minha vida se afunda no tédio e nas armaguras passadas.
Com pensamentos fúteis e um tanto casuais.
Tédios e mais tédios vou acumulando nesses minutos infinitos.
Hoje é um dia sem graça.
Ah!... que domingo chato e sem sentido...

Jasiel Ferreira

jasiel

O poder de um sorriso,
O valor de uma palavra amiga,
Um abraço apertado e poder estar perto das pessoas que ama.
Quem disse que a rotina não é felicidade?
Os ‪‎Pequenos momentos‬ é que fazem o verdadeiro sentido da vida. Enquanto muitos ainda esperam algo grandioso acontecer para 'encontrarem' a tão ‪Sonhada Felicidade‬.

Débora Henrique

Voam

Alberto Duarte Bezerra

Voa a ave tranquila,
sobre os ares que descansam sobre o mar
e rompendo seu caminho ao acaso,
não vê ondas, não vê peixes nem o mar.

Águas verdes, azuis passam,
mas nas águas não cogitas mergulhar,
apenas voa, voa e vai em frente,
sem saber o porquê deste voar.

Passam terras,
E maravilhas florescem sobre o mar,
Animais, plantas, peixes e flores,
Mas não olha, não vê formas nem cores,
Apenas voa, voa, sem parar,

A mãe pássaro que partiu ainda há pouco,
mas com algo entre os bicos irá voltar.
As árvores que com seus galhos sempre fazem,
uma sombra pro seus frutos repousar.

E você que já passou e já foi pra tão longe,
que não notou, que não sentiu e nada viu,
a esta hora deve estar a sucumbir,
a esperar outra jornada pra parar.

Alberto Duarte Bezerra

O melhor da vida
Viver de suas escolhas
Seja assim que queira
Entendendo superar
Essa estranha dor
De querer separar
Sentir sem sentido
Ver o tempo passar
Gritar em silêncio
Enxergar o imenso
Escutar um sussurro
E lembrar do olhar
Seguir seu destino
Sem querer adivinhar
Passado ou presente
Acasos do tempo
De escolhas carentes
Seguir seu caminho
Sozinho e contente
Se tudo se acertou
Melhor do que antes
Desamigo distantes

Salvador Faria