Texto de Duplo Sentido

Cerca de 1148 texto de Duplo Sentido

Como uma andorinha no céu
que voa sem sentido
ou a migração das aves
que buscam sempre o melhor caminho

eu não saberia explicar
os motivos por que anseio
e espero com tanto medo
para meu caminho desenhar

não teria mais sentido
acordar amanhã cedo
se o sol não estivesse a brilhar
assim como a buca seria inutil
ao me procurar no espelho
e meus olhos não fitas

andando sem rumo
me perco no mapa
mas do que importa se minha alma chora
e eu não posso ajudar?

seria apenas um corpo sem alma
que busca sem saber
um motivo para viver
e descobre no horizonte
no mais alto dos montes
a beleza de amar
transformando seu caminho
sem rumo, forma e desejo
num traçado bem certinho
sabendo aonde quer chegar.

Karine

Desilusão
Desiludir-se é sentir atravez do pensamento.
É não forsar a mente sem sentido.
É não pular fora do perigo!
É fazer apenas o que der conta e não o que te guarda o dinheiro!
É ter a capacidade de pensar sem prescisar forsar a mente inteligente que do perigo não foge e que fez o que fez e agora não consegue mais!
E isso por que?
Porque fez o que não dava conta de fazer!!!

Maria luiza O.

Quando eu não tenha mais forças,e o mundo está sobre os meus ombros,quando nada mais faz sentido,quando a vida me castiga,quando dormir e não acordar é o meu maior desejo...
Olho pra ti...
Apenas olho...
e pecebo que as forças não acabaram eu apenas as esqueci,que o mundo é leve como um pena e que ele tem mais medo de mim do que eu dele,percebo que é preciso procurar dentro do meu interior o sentido das coisas,percebo qua a vida não me castiga apenas me dá uma boa lição...
percebo que voce é a unica força que eu possuo...

Ariane

“Última noite”

Aquela última noite o frio não foi sentido,
aquela última noite,um pouco de algo mais foi esquecido.

Espelhos, sorrisos, fotos, recortes de jornal
não são mais meus amigos.
Tristeza, dor, razão, angústia, solidão,
sopram baixinho em meus ouvidos.

Aquela última noite não sei se te escrevi.
aquela última noite parti, ao menos, não te menti.

A escuridão não me causa medo,
o orvalho frio não vai conseguir.
Do outro lado venho ao chão,
ajoelhado invejo o céu.

Aquela última noite sei que me atrasei,
aquela última noite,tentei correr;
perdão não consegui.......

Marques Bueno

...É que agora, ela se sentia incapaz de ver sentido nas coisas, nas pessoas. Tudo estava fora do lugar, inclusive ela. O chão que antes apoiava os pés e a segurava agora já nao existia mais, ela flutuava, mas não era de felicidade,nem de amor, alguma coisa lhe faltava, algo que a prendia sob o chão havia ido embora e a única coisa que restava era ela, sua solidão e o resto do mundo. Mas o que era o mundo? Todas aquelas pessoas sorrindo, indo, vindo, todos aqueles olhares, paladares e mares estavam sem cor, sem sabor. E nada lhe fazia sentido, nada estava certo, e isso a incomodava.
Ela sentia falta de sua infância naquele momento, sentia falta de quando tudo era apenas colorido, tão simples. Onde estavam agora aquelas cores? Onde estavam os grandes balões? As bolas de chiclete, os confetes, as flores, a grama verde, o cheiro de terra molhada? Por um momento ela pôde sentir o vendo bater em seu rosto, como uma resposta para todas essas perguntas, como se ele pudesse ouvi-la, ler seu pensamento e responder: " Eu me lembro de quando a felicidade estava presente nas simples coisas, no simples chocolate ganhado, no nariz pintado e no palhaço espantado! Me lembro quando as pessoas eram sinceras, quando o amor era intenso e verdadeiro, quando a mentira era usada apenas por pessoas más" ...

Lenny K.

Qual seria o real sentido da vida sem os AMIGOS?
Os amigos q sempre estão com vc!
Os amigos q tem sempre um ombro amigo!
Amigos de bons ouvidos para te ouvir sempre e de belas palavras para dividir sempre!
Ngn para pra pensar sobre isso, a vida sem seus verdadeiros amigos naum seria vivida!
Um AMIGO, eh alguém q sabemos q podemos contar sempre, alguém q te faz sorrir sempre,
É aquele q te ajuda na escolha dos seus caminhos, e aquele q te impede de desistir antes q a luta acabe, EnFiM podemos resumir AMIGO como akele que te ajuda a viver a vida!

Karol Kiev

Diálogos da vida e da morte

Ultimamente, tenho pensado sobre o sentido da vida e no sentido da morte. Dormimos e acordamos. A dinâmica da respiração. As contrações do coração e dos pulmões. Processos nos quais estamos diante o tempo todo e quase não damos importância. No plano vivencial, vida e morte não são condições irreconciliáveis, dado que aceitando ou não, convivemos com essas duas realidades. O filósofo estóico Sêneca nos instrui a cada dia sermos organizados como se fosse o último e concluísse a nossa vida. Chama-nos a atenção de que a qualidade de vida é mais decisiva para a nossa felicidade, que não é isenta de conflitos e tristezas, do que a vida na perspectiva cronológica do passar dos anos. Olhar o mundo como se fosse despedida, para fazermos coisas melhores do que já fazíamos e sermos mais do que estávamos acostumados a ser, no sentido de plenitude da existência. São tantas as pessoas que encontrei e que já partiram. O tempo em que vivi com elas jamais será destruído. Trago um Kairós dentro de mim, um santuário feito de memória e recordações. Todavia, estou no Khrónos, no eterno devir, nas infinitas possibilidades para vida, que ao mesmo tempo afeta meu plano vivencial. Como Francisco de Assis, chamo a morte de irmã e vivo no ventre da mãe vida. O Mestre de Nazaré, aquele que tem a eternidade no olhar e no coração ensinou que "se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto." A condenação de não morrer é o cárcere da solidão eterna, dado o fechamento para as possibilidades da vida. A semente que não vingou, não pôde ir além de si mesma para dar frutos. Certamente, não é nem um pouco agradável ter uma experiência de morte, e que o diga a semente. Quando ela morre, abandona aquela forma de semente, fixa raízes na terra, cresce em direção ao alto e transborda em frutos. Torna-se uma árvore frondosa. Seus frutos trazem em si sementes da vida e deram mais vida a alguém, mesmo passando pela experiência da morte, da transformação. A mesma comparação aplica-se às alegrias e tristezas da vida. Sofremos com algumas tristezas, para que nossas alegrias sejam inteiras e múltiplas. Isso me faz lembrar muito de Ricardo Reis, um dos personagens de Fernando Pessoa: "Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa, põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Tiro a lição que humanizar-se é um trabalho para a vida toda, que não pode prescindir dessas experiências de morte. Uma ostra deve ser ferida para produzir pérolas. A humanidade passa por essas experiências para descobrir a possibilidade de ir além de si mesma, para que possa ir fundo à razão de sua existência e se espantar que a vida vive e a morte morre, afinal, o espanto, a admiração, o silêncio frutuoso que precede à palavra falada, escrita e cantada é o alicerce da verdadeira filosofia, que é humilde, não se arroga sábia, todavia, busca a sabedoria e como Sócrates, sabe que nada sabe.

Ricardo Ferrara

... O sono me persegue e as noites agora já não fazem tanto sentido, e eu que um dia acreditei que as estrelas caiam do céu pra realizar nossos pedidos, penseii que fosse um sacrificio do universo, que nos dava a mais bela de suas obras pra se preencher com a nossa felicidade. Mas hoje sei que as estrelas não caem, e nunca cairão ...
....sei apenas que elas se apagam.

Alessandro Ribeiro

Amizade e oportunidade!

O sentido de amizade hoje em dia é um assunto que vale a pena ser questionado. Não vou dizer que antigamente tudo era diferente. Vez por outra escutamos as pessoas comentarem: “Porque antes era melhor...” O que eu discordo em diversos aspectos! A nem tudo se aplica essa regra. Em todos os tempos existiram bons e maus amigos, de todos os tipos e sob todas as circunstâncias. Mas como o passado leva consigo suas divagações, trago à atualidade o que é ser amigo nesses tempos de ascensão do mundo virtual.
Cresci ouvindo frases como: “Não basta ser amigo, tem que participar”. Estive durante a infância rodeada de colegas , na fase mais sublime e inocente das amizades. Aquela que nada pede em troca, aquela que se dá sem limites. Quando criança o sentido de amizade é sincero. Não existe preconceito, ninguém se importa em saber dos precedentes de ninguém, nem se há vantagem, seja o que for. Apenas se é amigo. Para brincar, para estudar, para ouvir e também falar. Tudo ocorre naturalmente.
Então o tempo passa e as coisas mudam. Há quem culpe o tempo. Nada muda por causa do tempo, na verdade ele ajuda a enxergarmos melhor. A mudança vem da gente. Portanto, assuma sua responsabilidade. Depois de alguns anos o que acontece é que amizade passa a depender de muitos fatores. Não mais nos doamos. Fazemos uma seleção para admissão de nossas amizades. O que não parece ruim, afinal, confiar é algo que está cada vez mais difícil. Mas voltando à seleção, tratamos de avaliar as vantagens e as desvantagens, olhamos aqui, ali, meio de lado. Pensamos mais um pouco. Repensamos. E finalmente damos o veredicto. Está escolhido o amigo. Um processo válido, afinal, nada é desperdício. A grande questão nisso tudo é o tempo. Novamente falo dele. Se amizade é um sentimento importante, todo esse protocolo acaba nos privando de experimentar o doce sabor que só os amigos conhecem. Perdemos a oportunidade de viver mais tempo imersos na tranqüilidade que um ombro amigo nos traz. Levamos muito tempo avaliando. Então, continue sendo criterioso, mas seja prático. Consulte o sentimento, um processo bem menos burocrático. É rápido, não erra e faz valer a pena, mesmo que o outro não esteja sintonizado com você. E se não estiver, é só partir pra outro, tem muita gente por aí em busca de um bom e fiel amigo.

Lidiane

SEM SENTIDO
Incrivel, a minha personalidade tão distante e defasada...
Incrível, a minha arrogância sem precedentes...
Incrível, a minha luta contra mim mesmo a cada dia.
Incrível e bonito, o satélite que gira em torno da terra em 28 dias,incrível e muitas das vezes, imperceptível aos olhos de quem não sabe apreciar o belo.
Incrível, os meus sonhos quebrados , sonhos de criança.(lugar distante de mim agora, onde era possível sonhar com o impossível).
Incrível, meu novo sonho consumista de querer mais e mais o que eu não preciso.
Espetacular, o meu alvo sobrenatural, o qual jamais abrirei mão.(JESUS CRISTO).
Eu caminho e canto pelo percurso notas desarmoniosas os quais ninguém entende...mas que para mim... é o pura expressão da alma....com puro significado pessoal.
A voz que nunca saí....agora aparece...bem mais potente...bem mais...mais..mais...
Eu sou quero agora seguir em frente escrevendo coisas sem sentido para as pessoas, mas que para mim....tem um puro sentido de felicidade....
A mente vaga escrevendo coisas vagas para ter uma vida cheia...cheia de expectativas positivas para um futuro que pertence a DEUS...a quem sou totalmente DEPENDENTE>

Erlis henrique

A VAIDADE DA VIDA
E qual é o sentido da vida?
Tantos poetas, filósofos e outros gênios morreram tentando descobrir.
Salomão disse que não passa de vaidade
E então se reconhecemos que a vida é vaidade, por que ainda corremos em busca de uma felicidade inexistente e utópica?
As conquistas chegam a nossas mãos embrulhadas e enfeitadas com laços e fitas, e como uma criança mimada que se cansa do brinquedo,
Cansamos destas conquistas e sempre vamos à busca de mais e mais
Para então repetidamente e para o resto de nossas vidas, conseguirmos brinquedos novos, para podermos nos cansar destes também.
Então a nossa busca constante pelo melhor, não passa de vaidade,
A busca incessante pelo amor verdadeiro
Não passa de vaidade
A caça à realização profissional
Não passa de vaidade
Viver é vaidade
E morrer... É privilégio! E então se cessa a busca quimérica

Rejane Moraes dos Santos

A ILUSÃO DO AMOR

E se tudo isso não faz sentido,
Por que você ainda insiste em procurar onde foi que tudo se perdeu?
E se tudo isso foi ilusão,
Por que você ainda insiste em achar que um dia vai mudar?
E se nosso amor não foi forte o bastante para ser chamado de eterno,
Por que você insiste em acreditar que um dia ele existiu?
Nosso inexistente amor não foi sólido, foi a sublimação de nosso ideal, o arquétipo do que ainda não houve.
SIM, ELE FOI UM VERDADEIRO E PURO ...ENGANO

Rejane Moraes dos Santos

Quando quero sorrir,
sorrio comigo, assim
baixinho, como fizesse
o mundo sentido maior que eu

Quando quero descobrir,
paro pra errar
muito mais que acertar.
Pode ser o tiro mais importante
que o alvo

Quando posso ser criança
recorro em maior parte
ao presente do que às lembranças
como fosse a vida
uma troca de brinquedos

Quando preciso ser adulto
lanço mão da experiência para
moldar o impossível: existem
cento e cinco mil caminhos
para a felicidade

Quando quero viver,
tiro os olhos da janela
e os coloco embaixo do nariz
e acima do umbigo
porque os substantivos
são da realidade e os
adjetivos são meus

Quando quero morrer,
simplesmente morro,
sem perder a hora de acordar
na segunda feira de manhã

Mas quando quero
ter você, eu posso
ser adulto ou criança,
morrer ou me descobrir,
viver e sorrir...
Só deite a sua cabeça
no meu ombro e deixe
os seus olhos refletirem
o pôr do sol

Petrônio Augusto Carvalho Olivieri Filho

UMA RESPOSTA A TODAS PERGUNTAS ░ ░░░
As vezes sentimos que a vida parece não ter sentido. Esquecemos que nossas escolhas construíram nosso presente. Não lembramos que nossos erros eram lições a aprender e seguimos errando sem entender os ensinos.
Qual o sentido da vida?.......Amar.
Porque sofremos?..........Porque não amamos.
Que hoje possamos viver com Deus quer, com amor a ele,a nós e ao próximo.
Tenha fé

MGT

Os sons da tua voz ofegante perfazem arrepios
E o frisson causado pelo seu toque revela-me
Sentidos e sentimentos, sentidos aguçados...

A sensibilidade de meu corpo torna- se visível
E a transpiração é inevitável, até mesmo os
Pêlos e fios de cabelos parecem criar vida e os
Lábios tornam-se molhados, a espera de um
Beijo!

Esse mesmo beijo que libertará desejos
Em forma de calor, e o vapor condensado
Por corpos, libera uma essência, um aroma
Que acentua a adrenalina.

O coração acelera de uma forma que aparenta
Querer falar, falar uma linguagem que seu corpo entende!

A resposta surge de imediato, o seu corpo quente
Em meu corpo altera a temperatura, alimentando
Uma chama que vive em brasa, à espera de um
Encontro!

Flávio Cardoso Reis

HUMANIDADE
(Teorilang)

Seríamos “humanos”, no sentido real da palavra?
Deveríamos aproveitar mais esta nossa curta estadia nesta fase de nossa existência que chamamos de vida, para que, quando partirmos desta, esta passagem não tenha sido em vão. Você, crente de uma nova existência após sua passagem por aqui, existência esta embasada numa teoria divina e sacramentada pela fé em toda sua plenitude, já estarás cônscio da grandeza que te espera.
Mesmo você, que não acredita em nada além desta vida, também poderá se imortalizar, basta que faça desta sua estadia por aqui um exemplo, pois será desta forma que irá se perpetuar na memória daqueles que contigo conviveram, e em casos especiais, poderás até se imortalizar perante o mundo e por décadas ou séculos, dependendo da magnitude daquilo pelo qual tenha sido reconhecido em vida.
Então, qual destes caminhos pretende trilhar? O simples anonimato, sem ter tido nada a acrescentar, mas também nada a te incriminar, o que já seria, de certa forma, reconfortante para sua memória, ou uma vida atribulada, onde nenhuma virtude se tenha instaurado, muito pelo contrário, tudo fizeste para que seus atos fossem recriminados e odiados por muitos? Ou, como terceira e benéfica escolha, se desdobrar a favor de seus semelhantes, não apenas se apiedando, mas acudindo. Não apenas se revoltando por ações alheias, mas procurando outras opções benéficas para substituir aquela. Não apenas dando créditos àqueles que vão às ruas defender direitos dos quais você também será beneficiado, mas indo à luta com eles. Não apenas disfarçando tua irritação quando dentro de um ônibus lotado, ao lado de uma mãe em pé com uma criança aos berros, mas fazendo pelo menos o mínimo para tentar mudar aquele quadro oferecendo seu lugar e se solidarizando com ela. Não apenas deixando de se irritar quando numa fila grande e cansativa estiver, mas oferecendo seu lugar àquela pessoa idosa ou com alguma dificuldade de locomoção. Não apenas escrevendo aqui todas estas ações para serem colocadas em prática por todos, mas exercendo todas ou parte delas, pois é fácil apontar o dedo àquilo que achamos errado, quando o certo seria assumirmos tal obrigação de fato.

Ivan Teorilang

É tudo meio sem sentido.
Nada explicado.
Um planeta ainda inexplorado.
Às vezes parece um encontro marcado.
E quando ele não existe… Eu fico triste!
Fico aqui no meu planeta te esperando
Não durmo feliz, fico viajando.
Cansei de te esperar, vou andando.
Entro no foguete. 3, 2, 1 voando!

Hey astronauta!

Você faz falta!

Leonardo Mendonça

Sabe aquela frase : AGORA É TARDE DEMAIS...?
Pois é ela nunca fazia sentido,nunca entendia...nunca a dizia!
Mas hoje vim te falar que aprendi o real significado dela...depois que me amei de verdade,percebi que não era orgulho e sim amor próprio,percebi que você era como qualquer outro que você era apenas um acessório,algo que não combinava,fora da moda,algo que não me acrescentava nem me fazia falta...percebi que idiotas como você tem medo de arriscar o verso pela linha,de se entregar,de ser feliz,medo do que os outros vão achar...percebi também que meninos como você não tem capacidades de fazer alguém feliz...porque na verdade homenzinhos como você não são o suficiente pra lidar com mulherões...só agora percebi que não era tarde pra mim...mas era MUITO TARDE PRA VOCÊ!!!

Flávia Oliveira

Decidir...

decidir, valer-se
da arbitrariedade,
do sentido e o
rumo ao andar
de estrelas, flutuar
pelo campo das
dúvidas, colher-se
por entre as
certezas de
um jardim regado
a esperanças...
convicção do certo
reflexão, decisões
a caminhos sem
volta, banidos
de um mundo
triste, desprezível
voltado a arte de
viver, decisão de
vida, minha vida,
pura e simplesmente
minha em sentido,
direção e intensidade
como a um vetor,
mas longe de sua
frieza física,
perto sim do
calor físico
apaixonante do
ser que me acolhe,
que renega mas
se demonstra,
se mostra
me ilumina
me preenche,
me faz decidir
amá-la...

Armando Moro

Entendo que o meu mundo está vazio sem sentido... Sem você...
Ah vida o do por que me priva da felicidade... I que tanto lhe fiz para me deixar de lado?
Mas ainda sim não irei lamentar do meu caminho, no entanto irei me renovar e continuar a lutar para tentar e tentar quantas vezes forem necessários;

Julio Aukay