Ter te Conhecido

Cerca de 453 frases e pensamentos: Ter te Conhecido

"Amigo desconhecido, mais é conhecido,
com amor expandido, por sermos amigos!"

E. Didier

Algumas vezes...

Algumas vezes vai acha tão complicado suas amizades, seus conhecido e seus colegas. Algumas vezes eles vão lhe decepcionar de forma brusca e talvez não seja só uma vez... Algumas vezes você não vai conseguir perdoar. Algumas vezes você vai pensar que todo mundo está contra você, por realmente parecer isso. Algumas vezes vai amar pessoas altamente idiotas que não irão lhe merecer, e essas pessoas vão fazer você fazer coisas que irá se arrepender pela uma vida toda.

Algumas vezes suas pernas vão pesar e vai ser muito difícil caminhar... E você tem duas opções sentar e esperar ou não desistir e ir se rastejando. Algumas vezes certas pessoas vão fazer você desistir dos sonhos que tem, e por momentos você pode até acreditar. Algumas vezes sua vista vai escurecer para o mundo e você vai pensar que tudo está perdido. Algumas vezes tantas coisas vão acontecer ao mesmo tempo que você não vai conseguir dar conta e algo não vai ter a atenção que merece ter. Algumas vezes a noite vai ser tão longa o sono não vai chegar e você vai fazer um filme na sua mente.

Algumas vezes seu sorriso vai ter que substituir uma lágrima só porque você quer que as pessoas acreditem que você está bem. Algumas vezes vai ser triste, vai ser doloroso, vai ser muito, mais muito ruim dar a volta por cima. Mas não perca aquela que é a ultima a morrer, a tal da esperança. Ter esperança que tudo vai mudar, algumas vezes é a única solução.

Lucas Teles Pacheco

"O pensador desconhecido é louco, o conhecido é gênio."

Lucas N. Magalhães

[parte 7]

Aquele lugar, com a tal árvore, perto do riachinho era um cenário muito conhecido dos dois. Foi palco de inúmeras brincadeiras. Aliás, era o “palco” preferido. Tanto é que eles nutriam um carinho muito especial por esse local. Ela se lembrava de tudo, em detalhes. Ele, o “esquecido”, tinha na memória apenas alguns flashes. Mas enfim...era um lugar especial.

E por mais que gostassem dali, nenhum dos dois queria estar ALI naquele momento. Não eram mais crianças. E aquilo definitivamente não era uma brincadeira. Eram jovens, diante de uma situação delicada (ou porque não dizer constrangedora?).

Não tinham como fugir e seria perda de tempo mentir. Estava tudo escancarado, estampado na testa de cada um. Ela abriu os olhos e ele estava lá, na sua frente.
Corações quase saindo pela boca. Nervos a flor da pele. Vergonha. Tristeza. Raiva. Dor. Amor. Vontade de sumir. Mas nenhum dos dois manifestava para o outro qualquer emoção.

Demais pra ela aguentar. Poxa...era o homem que amava, que esperou voltar durante tantos julhos e tantos dezembros e que agora, provavelmente, sabia dos seus mais profundos sentimentos! Aquilo que não falamos nem quando somos correspondidos, sabe? De repente ele sabia de tudo. Tu-do. Não era justo! O homem que ela amou todos esses anos em secreto. Aliás...ele foi o primeiro amor da vida dela. Primeiro e único.

E por mais que ela, naquela situação toda, estivesse tentando manter o restinho de dignidade e “amor próprio” que tinha, com o diário na mão, abaixou a cabeça e olhando para o chão, falou tão baixo que parecia um sussurro.

“Você....leu?”

“Li.”

“Qual parte?”

“Tudo.”

Silêncio.
Ela não conseguia se manter em pé mais. Foi o fim da picada. Agachou, colocou o diário no chão e levou as duas mãos sobre o rosto. As lágrimas caíam, uma atrás da outra, num choro tão silencioso, que ele só percebeu que ela estava chorando porque começaram a cair gotas no chão, molhando a terra. Ela tinha medo até de respirar mais profundamente, porque estava tudo doendo. A vontade era de fugir dali, sair correndo, evaporar.

Com uma mão na cintura e a outra na testa, ele, desconsertadíssimo e olhando para o “horizonte”, resolveu se justificar. Gesticulando o tempo todo e aparentando nervosismo, disse, tropeçando nas palavras:

“Olha...é...me desculpa, tá. Eu não sei o que deu em mim, não sou de fazer essas coisas, mas enfim...eu fiz e sei que...é...enfim, não foi legal da minha parte. Afinal de contas, é o seu diário e eu... Quer saber? Eu tava andando pela fazenda, te vi enterrando, fiquei curioso, desenterrei, fui pro carro ler e tal... agi igual criança, me desculpe...”

Silêncio. Ela, intacta, na mesma posição. Cultivando uma dor dilacerante, uma tristeza que nem imaginava que fosse capaz de sentir. Ele leu o diário, ele descobriu tudo. Por CURIOSIDADE e só. Afinal, o que ela esperava? Que ele lesse, se apaixonasse, descobrisse que ela era o grande amor de vida dele e aí então eles iriam se beijar e trocar juras de amor embaixo da árvore? Não. Aquilo não era um filme, era a vida real.

(continua...)

Tainah Ferreira

Eu queria estar bem, queria me sentir bem, queria não ter te conhecido. Queria, apenas queria.

Natália Gonçalves

A alegria de ter te conhecido jamais apagará a tristeza de um dia ter te perdido.

Rogério Nacir

O desconhecido coloca mais medo e incerteza nas nossas cabeças do que o conhecido. Nós apenas temos medo do escuro, porque não sabemos o que lá se encontra.

Joel Sousa

O folclore brasileiro é conhecido por seus grandes personagens!entre eles estão: saci perere,mula sem cabeça,cuca,curupira,honestidade,educação,respeito etc....

Thhiiaaggoo

...cada pontinho iluminado no alto tem algo que pressentimos conhecido, como se em cada réstia de luz, houvesse um brilho que nos pertence... Verafonseca

Vera Fonseca

Hoje é um dia especial,
Especialmente por ter acordado com saúde,
Por ter te conhecido,
Por ter tido ótimas experiências,

Mas o melhor de tudo é crer,
Que existe alguém como você,
Por ver o luar, o céu estrelado,
O melhor que me poderia acontecer,

O mar, o vento, a areia,
Um clima ótimo, só me faltou você,
Sua companhia, pois você é tudo,
Nem a maior riqueza do mundo pode substituí-la,

Pois riquezas compram bens materiais,
Mais não compra a felicidade,
Traz muitas companhias, mulheres,
Mas não traz a mulher que eu quero,
Você!

Filipe do Nascimento Reis

Hoje passei o dia relembrando e sorrindo à toa, lembrei de ter conhecido o primo da minha amiga que virou meu melhor amigo e companheiro de viagens, lembrei de um dia inesquecível no shopping do Rio de Janeiro, lembrei de dividir meus quilos de ovos de páscoas ganhos com os amigos chegados, lembrei daquela amiga carioca petrolina que converso no mínimo 87 minutos ao telefone numa ligação ddd, e lembro dos amigos sobrinhos, amigos irmãos e amigos afilhados e comadres que a vida nos uniu ainda mais.

Lembro dos colegas de trabalho que viraram amigos, são poucos e ótimos e da chefe que virou vice-mãe, lembro das risadas e choros e dos desabafos do cds palco de infinitas amizades, lembro da Dani e da Tati, do recanto de amigas e dos pitacos nosso de cada dia, lembro de troca de e-mails, lembro de ainda não mães que ou estão grávidas ou estão com recém-nascidos, lembro dos amigos de infância, dos melhores amigos que caíram posições mas que continuam amigos, lembro de nunca ter tido só um melhor amigo e sim vários, lembro que a vida me afastou de alguns e me agraciou com outros. Lembro dos conselhos de que o nojinho que eu tinha da Tiffany ia passar, lembro de ter ficado amiga-filha da professora de português, lembro de inúmeros conselhos que não ouvi e quebrei a cara, lembro de amar mais e receber menos ou de amar o mínimo e receber o máximo. Lembro que meus amigos são tesouros raros, lembro das amizades de mais de 30 anos e dos amigos que sempre serão, dos amigos íntimos que me sinto livre para fazer o que eu quiser em suas casas, inclusive dormir e tomar banho.

Lembro das amigas irmãs caprichosas que as amo, lembro das amigas chatinhas que admiro ad eternum, lembro de todas as recordações felizes, dos colos, lembro de exercer o perdão com os amigos que pisaram na bola comigo por maldade ou ignorância, lembro de ter sido perdoada também, lembro de ritualizar na festa de fim de ano e ao brinde de champanhe e ao som de fogos de artifício falar o nome de todas as pessoas que eu quero bem e desejo felicidade e prosperidade, lembro das amigas do lindo, do cdb, lembro de ter mais amigas que amigos mas os poucos que tenho valem por 1 milhão de amigos, lembro de engolir o choro diante daquela amiga que teima em te criticar, lembro de chorar da felicidade alheia e alegrar-me como se aquela felicidade fosse uma conquista minha, lembro de me sentir amada a cada instante por um amigo que não vejo, mas o sinto tão fortemente em minha vida, lembro de ter pais amigos, lembro de ter micos compartilhados.

Lembro de ter recebido cartinhas e fotos de amigos que moram longe antes da era e-mail, lembro das amigas de Luminosa, lembro dos amigos primos, da amiga de facul que de tão íntima virei amiga de toda sua família, lembro da facilidade de fazer amigos dos amigos e amigas do Café Cancun. Lembro de ter amigos que amam comidas exóticas como eu e são verdadeiros chefs, lembro de ser feliz com o que tenho de melhor, Sou privilegiada por ter amigos, lembro das minha madrinhas queridas, dos meus ex que se transformaram em amigos, lembro de amigas defensoras dos animais, amigas humanas e que me inspiram. Amigos, ainda bem que fui agraciada com inúmeros sentidos a minha existência.

Um brinde à vocês!

Arcise Câmara

Uma Razão Por que Deus Não se Comunica Visivelmente

Deus quer ser conhecido por nós em Sua essência e caráter.
Por isso se comunica conosco em espírito e mediante a fé.
Ele nos leva a conhecê-lo pelo que vemos a passar a existir em nossa própria personalidade como fruto resultante da nossa comunhão espiritual com Ele, e segundo confirmação do testemunho das Escrituras.
Sabemos que Deus é...
longânimo por Ele nos tornar longânimos,
misericordioso por nos ensinar a ser misericordiosos,
amor, por nos habilitar a amar com o Seu amor.
E isto se aplica ao conhecimento de todos os Seus demais atributos, excetuando-se a Sua onisciência, onipresença e onipotência.
Qual proveito haveria, para este propósito, em que Deus se manifestasse a alguém apenas por lhe permitir ter visão de Sua pessoa ou audição do som da Sua voz?
É assim que chegamos a conhecer outros seres humanos?
Não necessitamos conviver com aqueles que desejamos conhecer, e andar com eles em nossa jornada para ter um vislumbre correto da sua personalidade e caráter?
Quanto mais isto se aplica a Deus se tivermos por alvo conhecê-lo de fato e de verdade.

“a quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória,” (I Pedro 1.8)

Silvio Dutra

Amando o Deus que Pode Ser Conhecido

A favor do pensamento que o arrebatamento da igreja ocorrerá antes da grande tribulação que ocorrerá nos três anos e meio finais do governo do Anticristo são as muitas evidências bíblicas dos livramentos de Deus daqueles que o amavam antes de trazer seus terríveis juízos sobre os ímpios. Foi o caso de Noé e sua família, livrando-os na arca do grande dilúvio universal. Foi o caso de Ló e sua família que foram tirados de Sodoma e Gomorra pelos anjos do Senhor pouco antes de serem destruídas pelo fogo do juízo de Deus. E ambos livramentos são citados pelo apóstolo Pedro em sua segunda epístola quando ele discorre acerca da volta do Senhor, e ele fecha o seu relato com o seguinte argumento:
“é porque o Senhor sabe livrar da provação os piedosos e reservar, sob castigo, os injustos para o Dia de Juízo,” (2 Pedro 2.9).
O motivo declarado para o livramento foi a fidelidade a Deus demonstrada por Noé e Ló, vivendo de modo justo em meio a um mundo de completa impiedade.
Os que amam a Deus nestes últimos dias que antecedem o retorno do Senhor Jesus para julgar a impiedade das nações devem se espelhar no exemplo que nos foi deixado pelos santos do passado.
É vivendo do modo fiel e justo, que é segundo a graça e mediante a fé operante em Jesus e na Sua Palavra, que somos guardados em segurança, sobretudo no que se refere a guardar o nosso próprio coração de toda forma de impiedade que somos tentados a praticar por inspiração dos nossos três piores inimigos que buscam conquistar o principal e melhor dos nossos afetos para si. São eles: o nosso próprio ego, por um amor próprio fora da medida aprovada por Deus; o mundo com o fascínio que exerce através de suas práticas injustas e corrompidas; e finalmente Satanás e seus demônios que procuram nos conduzir à prática de todo o ensino infernal ocultista e que intensificam e reforçam as tentações nas duas formas de comportamento citadas anteriormente.
A única maneira de preservar o nosso coração no amor a Deus, dedicando-lhe todo o nosso afeto, é conhecendo e prosseguindo a crescer na graça e no conhecimento de Jesus (2 Pe 3.18), e não é portanto, sem motivo que somos ordenados a meditar na Palavra de Deus dia e noite, a ensiná-la a nossos filhos, a praticá-la na vida diária, uma vez que Deus não nos deixou sem o conhecimento da Sua vontade para o nosso comportamento, conforme a temos revelada na Bíblia.
Se, ao contrário, nos especializarmos no conhecimento das coisas que são do mundo e de Satanás, e as que são relativas à filosofia humanista, amaremos a nós mesmos e ao mundo e ao Inimigo de nossas almas, e não ao Senhor Jesus Cristo.

Silvio Dutra

O Âmago da Verdade Nem Sempre Conhecido ou Lembrado

O ponto central da verdade pela qual somos salvos para alcançar o perdão de Deus e a vida eterna não se encontra em nós mesmos, naquilo que possamos fazer que nos torne merecedores da salvação, mas num Sacrifício (que pague o preço dos nossos pecados) e num Sacerdote (que interceda eficazmente em nosso favor junto a Deus).
Para este propósito da salvação não há nenhum Sacrifício ou Sacerdote que nos tenha sido dado por Deus Pai, senão o Seu próprio Filho Unigênito Jesus Cristo.
Jesus é tanto o Sacrifício quanto o Sacerdote que nos salva perfeitamente, se tão somente confiarmos na obra que Ele fez em nosso favor, comprovando a nossa fé nele, por guardarmos a Sua Palavra para a transformação dos nossos corações, para que sejam habilitados à comunhão com Deus.

Silvio Dutra

Não existe amigo e verdadeiro amigo, existe conhecido e amigo. Estes, conta-se em uma mão!

Maurício Salamon

Tempo rei, ó tempo rei... atemporal seria meu coração, se não houvesse conhecido o amor - Almany Sol, 20/03/2014

Almany Sol

O homem continua sendo o produto do meio, porque o seu fim já é conhecido.

Helgir Girodo

Se,
eu não tivesse te conhecido,
Nem sorria,
se,
eu não tivesse te conhecido,
nem era feliz,
se,
eu não tivesse te conhecido,
nem tinha sonhando,
se,
eu não tivesse te conhecido,
nem te queria tanto,
se,
eu não tivesse te conhecido,
nem me angustiava tanto,
se,
eu não tivesse te conhecido,
nem chorava tanto..
Se,
eu não tivesse te conhecido,
nem sentia tanta saudade..
Se,
eu não tivesse te conhecido,
não sabia o que era amar!!

..

sonia solange da silveira ssolsevilha poetisa do cerrado

Saia de foco.
Ser sempre o centro das atenções é o ideal
para quem quer ser conhecido,
mas não para quem quer ser
'reconhecido'.

bob's

sonia solange da silveira ssolsevilha poetisa do cerrado