Temas Evangelicos

Cerca de 160 frases e pensamentos: Temas Evangelicos

Cuidemos, para não nos tornarmos evangélicos demais e cristãos de menos.

Neemias Bispo

O pernicioso evangelho da prosperidade tirou dos evangélicos a disposição de padecer pela mais nobre de todas as causas, a causa de Cristo.

Neemias Bispo

Se saber conjurar um Espírito é o que te faz pensar ser um bruxo. Então, todos os Evangélicos são bruxos. Salve Espírito Santo!

Cleber Lupino Haddad

Com frequência, senão, pelo menos uma vez por ano, nos deparamos com a passeata dos evangélicos, dos católicos, das feministas, dos homossexuais, dos motoboys, dos maconheiros.. mas, onde estão os defensores do Brasil sem corrupção? Será que a corrupção se alastrou tanto que cada qual tem sua cota parte resguardada nos acordos dos corruptos e corruptores, e que por isso não pode sair às ruas para protestar contra aquilo de que também participa e tira proveito?

Gil Nunes

Que me perdoem alguns evangélicos, mas ser realista é fundamental.

Jailson Batista

Precisamos tomar cuidado com o fanatismo. Assim como os católicos e os evangélicos acham que tudo que lhes acontece de ruim é coisa do diabo, nós, os espiritas, corremos o risco de achar que, quando acontece algo que nos desagrada, também, é coisa de espíritos ruins, perturbadores ou coisa mandada. Se tropeçamos em uma pedra, caímos ou sofremos qualquer tipo de acidente ou quando perdemos o emprego, ou um amor vai embora, vamos achar que é coisa de espíritos ruins ou perturbadores, se pensarmos assim, a nossa vida vai se tornar um caos. Precisamos nos lembrar de estamos vivendo aqui na Terra e de que tropeços em pedras acontecem, quedas também, amores vão embora, acidentes acontecem e outras coisas ruins também. Quando alguma coisa dessas acontecer, se pararmos para analisar, vamos ver que 99% é sempre nossa culpa. Falta de atenção, distração, correria da vida e que se alguém vai embora da nossa vida é por que foi o melhor que poderia ter acontecido e que um vai e outro vem. O mesmo acontece com um emprego. Os espíritos ruins ou perturbadores só conseguem se aproximar, quando, usando do nosso livre arbítrio, permitimos através das nossas ações e palavras. Se, em qualquer situação tivermos fé, não tivermos maus pensamentos para com as outras pessoas e procurarmos viver a nossa vida sem julgar e muito menos condenar, não há espirito algum que vai conseguir se aproximar para nos fazer mal. Precisamos tentar viver corretamente e tudo vai ser como tem de ser, sem interferência alguma a não ser quando seja necessário que nossos amigos espirituais se aproximem para nos ajudar.

Elisa Masselli

"os evangêlicos:protestantes não intenderam o ideal de Martin lutero, negando ele como unico martin protestante
pois não querem seguir um ideal de igreja mas continuar protestando contra a Igreja de Cristo."

Adrion f s

Não entendo o porquê de alguns evangélicos viverem criticando os tatuados, homossexuais, ateus etc.. Sempre criticam, mas quando os mesmo tentam se voltar a Deus, redimir-se do passado e transformar sua vida, encaixando-se nos princípios bíblicos, a "igreja" continua a criticar. Amores, leia bem a bíblia e não pulem o livro de Mateus 7, ou continuem nessa hipocresia! Agradeço!

Raileza

Evangélicos, Kadercistas, Católicos, Budistas, Espíritas, Ateus, Atoas, Umbandistas, Candomblécistas e etc.......Tenham todos um final de semana maravilhoso!!!!Respeitar as diferenças já é um grande passo para o caminho do Céu......afinal de contas, somos todos filhos de Deus.

Orlando Salustiano Júnior (LANDINHO)

Uns são evangélicos pentecostais ou não, outros católicos, budistas, espíritas, maçõns, islâmicos, judeus, das religiões afro-brasileiras, testemunhas de Jeová, ateus, enfim, o Brasil é Laico, tanto faz como nos denominamos, o importante é vivermos de verdade aquilo que propagamos. Hipocrisia é inadmissível. (PLDD)

Paloma De Déa

O precioso Evangelho de Cristo tem sido vendido barato por muitos mercenários "evangélicos", quando na verdade ele é concedido de graça e pela graça de Deus.

Léo Rodrigues (Espirito Santo)

O que mais impressiona-me nos evangélicos não é a soberania do amor a Deus, mas a necessidade de ser castrado por a lei de um pai, para que seus desejos possam ser perdoados por si mesmos.

Leivânio Rodrigues

A Longanimidade e o Amor Evangélicos

“1 Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, restaurai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado.
2 Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo." (Gál 6.1,2).

A palavra grega paraptoma, usada por Paulo e traduzida por “ofensa” no verso 1, é a mesma palavra usada em várias passagens do Novo Testamento para se referir a pecados ou faltas, e usada por Jesus no Pai Nosso, onde se diz “perdoa as nossas ofensas”.
Então não significa apenas injúrias, mas todo tipo de falta que possa ser praticada contra o próximo.
Tiago faz o mesmo uso desta palavra quando diz que devemos confessar nossas ofensas uns aos outros.
Paulo não estava portanto se referindo aqui a erros doutrinais, mas a pecados que operam na carne e que sujam o coração do cristão. E ele expõe a maneira como isto deve ser tratado na Igreja: os que são fortes devem levantar o caído com espírito de mansidão.
Esta norma deveria ser seguida particularmente pelos ministros da Palavra.
Os pastores devem reprovar o caído, mas quando veem que o caído sente e se entristece pela sua condição, devem, confortá-lo e cobrirem a sua falta com o amor que cobre multidão de pecados.
Assim como o Espírito Santo é inflexível quanto ao assunto de manter a doutrina da fé e a verdade entre os cristãos, Ele é também muito misericordioso para com os pecados dos homens, contanto que os pecadores se arrependam - o arrependimento é essencial porque Ele não consola aquele que vive deliberadamente no pecado, apesar de ser um Consolador amoroso e fiel.
A palavra no original grego para o verbo restaurar do verso 1 é katartizo, que significa restaurar como quem liga de novo um osso que foi quebrado.
Deste modo, o dever do cristão espiritual não é o de condenar o cristão fraco, mas de restaurá-lo com a paciência e o cuidado com que um ortopedista cuida de uma fratura.
O espírito de mansidão é o modo correto determinado pelo apóstolo de fazê-lo.
Não com ira e paixão, como aqueles que triunfam sobre a queda de um irmão, mas como aqueles que choram por eles e lamentam a sua queda e perda, assim como nosso Senhor vai à procura da ovelha perdida para reconduzí-la ao aprisco.
Muitas reprovações necessárias perdem a sua eficácia quando são aplicadas em ira.
Ainda mais um cuidado é colocado pelo apóstolo para aqueles que estiverem empenhados no trabalho de restaurar os que estão caídos.
Eles devem olhar por si mesmos de maneira que não venham também a cair como eles.
Nós também podemos ser tentados e sermos vencidos pela tentação, e isto nos ajudará a ter em mente, enquanto ajudamos outros, que não somos melhores do que eles, porque como disse Agostinho, “não há nenhum pecado que uma pessoa cometa, que outra pessoa também não possa cometer”.
Nós andamos em lugares escorregadios neste mundo, e como diz Tiago, tropeçamos em muitas coisas.
Daí a advertência de I Cor 10.12:

“Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.”.

E em razão da nossa fraqueza e debilidade comum, somos orientados a carregar os fardos uns dos outros (verso 2), porque é nisto que consiste principalmente a Lei de Cristo relativa ao novo mandamento que Ele deu ao povo de Deus, a saber, que nos amemos uns aos outros assim como Ele nos amou.
Jesus não esmagou a cana quebrada, e nos é imposto o dever de fazer o mesmo, porque foi por amor ao pecador e por ser paciente com a sua fragilidade que Ele procedeu de tal maneira.
Aqueles que se gloriam no seu conhecimento das coisas de Deus e que não vivem de acordo com esta regra, tal como era o caso dos falsos apóstolos, na verdade nada são, e estão enganando a si mesmos.
Eles se consideram mestres, e não o são; eles se consideram superiores aos demais pecadores e não o são.
Cada qual deve examinar as suas próprias obras segundo esta regra que foi exposta, e então terá motivo de se gloriar em si mesmo, e não naquilo que os outros estão fazendo debaixo das suas ordens.
Afinal, cada um dará contas de si mesmo a Deus, e não será considerado de modo algum no Juízo, como atenuante ou agravante, quanto fomos ajudados ou atrapalhados por outros.
Particularmente o trabalho do ministério deve ser auto examinado por esta regra, de modo que permaneçamos em dependência e humildade diante de Deus.
Não será pela quantidade de louvores que recebemos dos outros que seremos aprovados por Deus. Ao contrário, há um grande perigo nisto, e por isso fomos devidamente alertados pelo Senhor.
A carga que cada um levará respectivamente citada em Gál 6.5 se refere ao julgamento das nossas obras no Tribunal de Cristo, quando cada cristão dará contas de si mesmo a Deus.

"Porque cada qual levará a sua própria carga." (Gál 6.5)

E, se há um tal tempo terrível para ser esperado, quando Deus julgará a cada um conforme as suas obras, isto serve de uma boa razão para julgarmos a nós mesmos e qual tem sido afinal o nosso trabalho na presença de Deus.

Silvio Dutra

Sabe o por que minhas palavras escandalizão os evangelicos? A religiosidade decretou que ser um inconformado com as heresias é ser um difamador! O povo ta tão cego e aprisionado a religiosidade que se o pastor comer uma fiel casada dizendo ser a vontade de "deus", o marido é capas de acreditar e dar até um "gloria deus"

Lucas Ricardo da Cunha

Todos os dias nas igrejas, nos programas evangélicos de TV os crentes rogam para que deus cure os enfermos, alimente os esfomeados... Parece-me que Deus gosta mesmo de contrariar as expectativas. Os pastores fingem acreditar, e deus finge existir.

André Anacoreta

Abaixo a guerra entre pretos e brancos
Abaixo a guerra entre evangélicos e espíritas
Abaixo a guerra entre gordos e magros
Abaixo a guerra entre ricos e pobres
Abaixo a guerra entre orientais e ocidentais
Abaixo o preconceito
Abaixo o oportunismo
Abaixo a hipocrisia
Abaixo a competição
Abaixo a vaidade
Abaixo a mentira
Abaixo tanta coisa...
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Lennon morreu.

Penélope Duplat

DIZEM QUE UM GAY CONHECE O OUTRO NÉ?
ACHO QUE É VERDADE!!!
POR ISSO QUE OS RAPAZES EVANGÉLICOS ME OLHAM TÃO PROFUNDAMENTE!!!! Rsrsrs...
(Nepom Ridna)

NEPOM RIDNA

Evangélicos somos todos nós que lemos a Bíblia e guardamos os seus ensinamentos, ou melhor explicando, são todos aqueles que se congregam é uma igreja, seja qual for essa igreja, agora, o verdadeiro evangélico verdadeiramente é aquele de coração humilde e puro que o Senhor habita e conhece os seus propósitos.

Adelmar marques marinho

Nós, evangélicos, nada temos contra gays e lésbicas.Quem somos nós para julgar os nossos semelhantes; somente Deus poderá julgarmos, apenas achamos que cada um deve ter os seus limites, sem atentar contra os princípios da moral e dos bons costumes.

Adelmar marques marinho

Pentecostalismo é um movimento de renovação carismática de dentro do cristianismo, que coloca ênfase especial em uma experiência direta e pessoal de Deus através do Batismo no Espírito Santo. O termo Pentecostal é derivado Pentecostes, um termo grego que descreve a festa judaica das semanas. Para os cristãos, este evento comemora a descida do Espírito Santo sobre os seguidores de Jesus Cristo, conforme descrito no Livro de Atos, Capítulo 2. Pentecostais tendem a ver que seu movimento reflete o mesmo tipo de poder espiritual, estilo de adoração e ensinamentos que foram encontrados na Igreja primitiva. Por este motivo, alguns pentecostais também usam o termo Apostólica ou Evangelho Pleno para descrever seu movimento.

O pentecostalismo é um termo amplo que inclui uma vasta gama de diferentes perspectivas teológicas e organizacionais. Como resultado, não existe nenhuma organização central ou igreja que dirige o movimento. Os pentecostais podem ser inseridos em mais de um grupo cristão, indo do trinitariano até o não-trinitariano. Muitos grupos pentecostais são afiliados ao Conferência Mundial Pentecostal. No Brasil é comum os pentecostais se auto-identificarem com termo evangélico.
Fonte

Descrição acima do artigo do Wikipédia Evangélicos pentecostais licenciado sob CC-BY-SA lista de tod