Te Procurei

Cerca de 494 frases e pensamentos: Te Procurei

Procurei uma rosa, encontrei um buquê.
Procurei um amor, encontrei voçê.

DANIEL REIS

Procurei inventar uma palavra que expresse mais sentimento que a palavra AMOR , porque o que sinto é mais intenso que qualquer outro que exista , é mais forte e verdadeiro que qualquer sentimento já sentido .

Libna Medeiros

Muitas vezes procurei a felicidade.
E por muitas vezes encontrei tarde demais.
O que vou fazer desta vida realmente naõ me importa.
Perdi muitas coisas , tentando achar a perfeiçaõ.
E nesta procura te encontrei , totalmente descalços e sem direção..
Te acolhi em meu coração ,fiz dele sua casa.
Te amei e te protegi , te curei de todos seus ferimentos.
VC se alimentou do meu amor , estava faminto de carinho , e atenção.
Cuidei de suas asas , pois estava machucadas , e te fiz voar novamente..
E hj vc me fez entender , que pra ser feliz naõ preciso ser perfeita.
Basta acreditar em mim , somos como pássaros que cai e volta a voar..
E PODE PASSAR O TEMPO QUE FOR...
O VERDADEIRO AMOR SEMPRE VOLTA PRA SUA ETERNA CASA
SEU CORAÇAÕ

Daiana contine

Te procurei à minha volta, e até achei que você bateria na porta.

Juliana Félix

Acostumei-me com a solidão. Desde sempre procurei evitar protestos ou argumentar sobre muitos assuntos e hoje compreendo que a solidão nunca deixou de me acompanhar. Eu costumava comentar com alguém as minhas angustias. Decepcione-me e então comecei por pensar mais, organizar meus pensamentos e separá-los em níveis. Tudo isso não aconteceu pelo motivo de faltarem voluntários, e sim pelo fato de que grande maioria dos que poderiam me escutar, acabaram por me magoar. E quando se perde a confiança em algumas pessoas, torna-se cada vez mais difícil confiar plenamente em outras. O trauma continua, assusta e aterroriza. Percebi que é extremamente melhor permanecer sozinha ao estar acompanhada de pessoas hediondas. Então não julgue a solidão como algo ruim, pois quando você percebe que pessoas amadas podem transformar-se em seres repugnantes, a solidão é confortadora.

Thamiris Dondóssola

Eu retornava pra casa, em um dia muito frio quando tropecei em uma carteira.
Procurei por algum meio de identificar o dono.
Mas a carteira só continha três dólares e uma carta amassada,
que parecia ter ficado ali por muitos anos.
No envelope, muito sujo, a única coisa legível era o endereço do remetente.
Comecei a ler a carta tentando achar alguma dica.
Então eu vi o cabeçalho.
A carta tinha sido escrita quase sessenta anos atrás.
Tinha sido escrita com uma bonita letra feminina em azul claro sobre um papel
de carta com uma flor ao canto esquerdo.
A carta dizia que sua mãe a havia proibido de se encontrar com Michael mas
ela escrevia a carta para dizer que sempre o amaria.
Assinado Hannah.
Era uma carta bonita, mas não havia nenhum modo, com exceção do nome
Michael, de identificar o dono.
Entrei em contato com a cia. telefônica, expliquei o problema ao operador e
lhe pedi o número do telefone no endereço que havia no envelope.
O operador disse que havia um telefone mas não poderia me dar o número.
Por sua própria sugestão, entrou em contato com o número,
explicou a situação e fez uma conexão daquele telefone comigo.
Eu perguntei à senhora do outro lado, se ela conhecia alguém chamada Hannah.
Ela ofegou e respondeu:
- "Oh! Nós compramos esta casa de uma família que tinha uma filha chamada Hannah.
Mas isto foi há 30 anos!"
- "E você saberia onde aquela família pode ser localizada agora?"
Eu perguntei.
- "Do que me lembro, aquela Hannah teve que colocar sua mãe em um asilo
alguns anos atrás", disse a mulher.
"Talvez se você entrar em contato eles possam informar".
Ela me deu o nome do asilo e eu liguei.
Eles me contaram que a velha senhora tinha falecido alguns anos atrás mas eles
tinham um número de telefone onde acreditavam que a filha poderia estar vivendo.
Eu lhes agradeci e telefonei.
A mulher que respondeu explicou que aquela Hannah estava morando agora em um asilo.
A coisa toda começa a parecer estúpida, pensei comigo mesmo.
Pra que estava fazendo aquele movimento todo só para achar o dono de uma
carteira que tinha apenas três dólares e uma carta com quase 60 anos?
Apesar disto, liguei para o asilo no qual era suposto que Hannah estava
vivendo e o homem que atendeu me falou,
- " Sim, a Hannah está morando conosco."
Embora já passasse das 10 da noite, eu perguntei se poderia ir para vê-la.
- "Bem", ele disse hesitante,
"se você quiser se arriscar, ela poderá estar na sala assistindo a televisão".
Eu agradeci e corri para o asilo.
A enfermeira noturna e um guarda me cumprimentaram à porta.
Fomos até o terceiro andar.
Na sala, a enfermeira me apresentou a Hannah.
Era uma doçura, cabelo prateado com um sorrisso calmo e um brilho no olhar.
Lhe falei sobre a carteira e mostrei a carta.
Assim que viu o papel de carta com aquela pequena flor à esquerda,
ela respirou fundo e disse,
- "Esta carta foi o último contato que tive com Michael".
Ela pausou um momento em pensamento e então disse suavemente,
- "Eu o amei muito. Mas na ocasião eu tinha só 16 anos e minha mãe achava
que eu era muito jovem.
Oh, ele era tão bonito.
Ele se parecia com Sean Connery, o ator".
- "Sim," ela continuou.
"Michael Goldstein era uma pessoa maravilhosa.
Se você o achar, lhe fale que eu penso freqüentemente nele.
E", ela hesitou por um momento, e quase mordendo o lábio, "lhe fale que eu
ainda o amo.
Você sabe", ela disse sorrindo com lágrimas que começaram a rolar
em seus olhos,
"eu nunca me casei.
Eu jamais encontrei alguém que correspondesse ao Michael..."
Eu agradeci a Hannah e disse adeus.
Quando passava pela porta da saída, o guarda perguntou,
- "A velha senhora pode lhe ajudar?"
- "Pelo menos agora eu tenho um sobrenome.
Mas eu acho que vou deixar isto para depois.
Eu passei quase o dia inteiro tentando achar o dono desta carteira".
Quando o guarda viu a carteira, ele disse,
- "Ei, espere um minuto!
Isto é a carteira do Sr. Goldstein.
Eu a reconheceria em qualquer lugar.
Ele está sempre perdendo a carteira.
Eu devo tê-la achado pelos corredores ao menos três vezes".
- "Quem é Sr. Goldstein?" Eu perguntei com minha mão começando a tremer.
- "Ele é um dos idosos do 8º andar.
Isso é a carteira de Mike Goldstein sem dúvida.
Ele deve ter perdido em um de seus passeios".
Agradeci o guarda e corri ao escritório da enfermeira.
Lhe falei sobre o que o guarda tinha dito.
Nós voltamos para o elevador e subimos.
No oitavo andar, a enfermeira disse,
- "Acho que ele ainda está acordado.
Ele gosta de ler à noite.
Ele é um homem bem velho."
Fomos até o único quarto que ainda tinha luz e havia um homem lendo um livro.
A enfermeira foi até ele e perguntou se ele tinha perdido a carteira.
Sr. Goldstein olhou com surpresa, pondo a mão no bolso de trás e disse,
- "Oh, está perdida!"
- "Este amável cavalheiro achou uma carteira e nós queremos saber se é sua?"
Entreguei a carteira ao Sr. Goldstein, ele sorriu com alívio e disse,
- "Sim, é minha! Devo ter derrubado hoje a tarde. Eu quero lhe dar uma recompensa".
- "Não, obrigado", eu disse.
"Mas eu tenho que lhe contar algo.
Eu li a carta na esperança de descobrir o dono da carteira".
O sorriso em seu rosto desapareceu de repente.
- "Você leu a carta?"
"Não só li, como eu acho que sei onde a Hannah está".
Ele ficou pálido de repente.
- "Hannah? Você sabe onde ela está? Como ela está?
É ainda tão bonita quanto era? Por favor, por favor me fale", ele implorou.
- "Ela está bem... E bonita da mesma maneira como quando você a conheceu".
Eu disse suavemente.
O homem sorriu e perguntou,
- "Você pode me falar onde ela está? Quero chamá-la amanhã ".
Ele agarrou minha mão e disse,
"Eu estava tão apaixonado por aquela menina que quando aquela carta chegou,
minha vida literalmente terminou.
Eu nunca me casei. Eu sempre a amei."
- "Sr. Goldstein", eu disse, "Venha comigo".
Fomos de elevador até o terceiro andar.
Atravessamos o corredor até a sala onde Hannah estava assistindo televisão.
A enfermeira caminhou até ela, "Hannah,
" ela disse suavemente, enquanto apontava para Michael que estava esperando
comigo na entrada. "Você conhece este homem?"
Ela ajeitou os óculos, olhou um momento, mas não disse uma palavra.
Michael disse suavemente, quase em um sussurro, - "Hannah, é o Michael. Lembra-se de mim?"
- "Michael! Eu não acredito nisto! Michael! É você! Meu Michael!"
Ele caminhou lentamente até ela e se abraçaram.
A enfermeira e eu partimos com lágrimas rolando em nossas faces.
- "Veja", eu disse. "Veja como o bom Deus trabalha! Se tem que ser, será!".
Aproximadamente três semanas depois eu recebi uma chamada do asilo em meu escritório.
-"Você pode vir no domingo para assistir a um casamento?
O Michael e Hannah vão se amarrar"!
Foi um casamento bonito, com todas as pessoas do asilo devidamente
vestidos para a celebração.
Hannah usou um vestido bege claro e bonito.
Michael usou um terno azul escuro.
O hospital lhes deu o próprio quarto e se você sempre quis ver uma
noiva com 76 anos e um noivo com 79 anos agindo como dois adolescentes,
você tinha que ver este par.
Um final perfeito para um caso de amor que tinha durado quase 60 anos...

Autor desconhecido

"Flor, tanto tempo te procurei e nesse emaranhado de espinhos te achei, com tanto sacrifício pra te conquistar, fui aos poucos te vendo desabrochar, e com tudo no fim te vê partir sem mim é uma dor que sei que jamais terá fim..."

Lucas G. Lima

Poema de Aniversário

"Procurei no dicionário,
Com paciência e cuidado,
O real significado
Da palavra aniversário.
Aquele livro pesado,
Mestre dos visionários,
"Pai dos burros" batizado,
Pareceu-me sectário,
Ao responder meu chamado.
Deveras decepcionado,
Joguei o meu dicionário
Na estante, empoeirado,
Para pregar, solitário,
O meu significado
Da palavra aniversário.
Diz assim, o verbete lendário,
Ontem, por mim criado:
"Aniversário: Espécie de relicário,
Muitíssimo bem guardado
Nas folhas do meu diário,
Dos versos que eu escrevi,
Com todo amor, e não li,
Durante o ano passado."

Carlos Eduardo Drummond

E tudo ficou tão pequeno,
ficou faltando algo
e procurei nas minhas lembranças
algo que pudesse ainda resgatar
o que eu sentia por você...

Vilma Galvão

Sonho novo


Procurei em ti alguma coisa que me fizesse
crer que existe felicidade,
além das trevas que já senti...
Procurei em seus olhos respostas para o que
eu jamais consegui entender.
Procurei no seu coração
a explicação para tanta ternura,
e ainda sem acreditar em tudo, me perguntava:
-Porque eu?
Como pode alguém sentir por mim algo tão grande?
Como pode alguém ser assim?
E tudo me pareceu um sonho bom,
a vida me sorriu
e eu resolvi ficar e amar...

Vilma Galvão

Sonho novo.


Procurei em ti alguma coisa que me fizesse
crer que existe felicidade,
além das trevas que já senti...
Procurei em seus olhos respostas para o que
eu jamais consegui entender.
Procurei no seu coração
a explicação para tanta ternura,
e ainda sem acreditar em tudo, me perguntava:
-Porque eu?
Como pode alguém sentir algo tão grande por mim?
Como pode alguém ser assim?
E tudo me pareceu um sonho bom,
a vida me sorriu
e eu resolvi ficar e amar...



16/08/2011

Vilma Galvão

procurei-te por todo o lado, todos os
lugares e não te achei, pois dentro de
mim havia uma sugidade que eu não
o podia ver. Quando o limpei vi a
beleza que me destes e agora sou
apaixonado loucamente por te
Senhor.

joaquim siquice

LUA CHEIA

Estava uma noite de céu apagado
procurei pela lua cheia
e não a vi acima do meu telhado
Agora dei um pulo lá fora
a lua está toda brilhando
mas a luz no poste é tão forte
que seu brilho está ofuscando...

mel - ((*_*))

Melania Ludwig

ALGO FALTA E MIM, JÁ PROCUREI DE TODAS AS FORMAS ENCONTRAR, NÃO SEI ONDE PROCURAR, ESTOU ENTRANDO EM DESESPERO, OH DEUS ME AJUDE... EU JÁ NÃO SUPORTO ISSO TUDO MAIS.

Coração Poeta

Eu te procurei nos caminhos mais distantes
Nos caminhos inconstantes, em estradas de espinhos
Eu procurei alem do Mar, segui a Lua pra te encontrar, mas não te achei.
Eu te procurei por céu e terra, e todo o universo eu pude contemplar
Eu te procurei em todos os lugares, queria segurar tua mão
Porem só encontrei Saudades dentro do meu coração...

Isaac S. Freitas

Para matar a saudade procurei minhas asas em meus guardados e voei para a imensidão de mim mesma.

Di Luchese

Eu estava perdido.
Mas te juro, nao sabia disso.
Fui aos quatro cantos do mundo. Procurei por anjos, mas nao achei nenhum, a nao ser voce.
Fui alem dos sonhos mas me perdir nos pesadelos.
E as luzes se ascenderam quando toquei em voce, foi voce que me iluminou, com seus olhos que tudo de mim podia absorver.
Voce viu meus medos, mas ensistiu em dizer que foi eu que vi os seus.
E ficamos assim, simplesmente sem saber.

BMMS

DÉJÀ VU

E por todos os séculos te procurei,
Em algum tempo passado te amei,
Por isso contigo sempre sonhei.

Sei que já senti teu calor um dia,
Fostes o sol que com alegria
Enchia meus dias de poesia.

- Sei apenas que te encontrei!
E para ti, meus versos farei...
Para sempre este amor louvarei!

Verluci Almeida

Procurei algum lugar pra descansar
Me cansei de amar sem ter a quem amar
Caminhei lugares sem te encontrar
Sei q errei, perdi, chorei
Mas vc chegou e trouxe paz pro coração
Transformou meu mundo e me mostrou o amor q eu deixei
Vem amor traz a cor q era preto e branco q eu vou te desenhando♡Preto e Branco

Hamilton Gabriel

Não busquei, assim como a água no mar já existia. Não procurei, assim como as areias nos desertos, levantou-se uma tempestade...sem esperar, já prevista. Não queria adentrar nesse mar, não queria perder-me nesse deserto, mas minha alma adorou o mar pois, veio do deserto.

(Flávia Abib)

Flávia Abib