Tag lembrança

1 - 25 do total de 174 com a tag lembrança

Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te.

William Shakespeare

DO AMOROSO ESQUECIMENTO
Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Mario Quintana

DEFINIÇÕES

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.

Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.

Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar.

Adriana Falcão

"Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração."

William Shakespeare

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Adriana Falcão

Mas se eu tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia — qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido

Caio Fernando Abreu in O Inventário do Ir-remediável

Dos relacionamentos que vc já teve, quais foram as ocasiões em que verdadeiramente vc foi modificado para melhor?
Será que vc é a lembrança doida na vida de alguém? Será que vc já construiu cativeiros? Ou será que já viveu em algum?
Será que já idealizou demais as situações, as pessoas e por isso perdeu a oportunidade de encontrar situações e as pessoas certas?
Sejam quais forem as respostas, não tenha medo delas. Perguntar-se é uma maneira interessante de se descobrir como pessoa, pois as perguntas são pontes que nos favorecem travessias."

Padre Fábio de Melo

A saudade eu mato; a lembrança eu guardo; a tristeza eu supero; A alegria eu conservo; Já as pessoas iguais a você eu nunca esqueço.

Rosa maria

Essa lembrança que nos vem às vezes...
folha súbita
que tomba
abrindo na memória a flor silenciosa
de mil e uma pétalas concêntricas...
Essa lembrança...mas de onde? de quem?
Essa lembrança talvez nem seja nossa,
mas de alguém que, pensando em nós, só possa
mandar um eco do seu pensamento
nessa mensagem pelos céus perdida...
Ai! Tão perdida
que nem se possa saber mais de quem!

Mario Quintana

Nao há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia – qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê.

Caio F Abreu

Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você.

Fernando Anitelli

DESENCONTRO

A sua lembrança me dói tanto
Eu canto pra ver
Se espanto esse mal
Mas só sei dizer
Um verso banal
Fala em você
Canta você
É sempre igual

Sobrou desse nosso desencontro
Um conto de amor
Sem ponto final
Retrato sem cor
Jogado aos meus pés
E saudades fúteis
Saudades frágeis
Meros papéis


Não sei se você ainda é a mesma
Ou se cortou os cabelos
Rasgou o que é meu
Se ainda tem saudades
E sofre como eu
Ou tudo já passou
Já tem um novo amor
Já me esquece

Chico Buarque

Pessoas especias deixam mais que saudades e lembranças, pois elas levam mais do que nosso pensamento... levam uma parte de nosso coração!

Aline de Campos Canto

Na ética o mal é uma conseqüência do bem, assim na realidade da alegria nasce a tristeza. Ou a lembrança da felicidade passada é a angustia de hoje, ou as agonias que são tem sua origem nos êxtases que poderiam ter siso.

Edgar Allan Poe

"Nos dias seguintes ao dia em que estivera deitada no ombro dele tão proximamente nu também, no fundo de um sonho, conseguia reencontrá-lo. Pois havia outros detalhes, semanas depois ainda tentava lembrar. Havia um cheiro, por exemplo. Tênue, quase perverso. Intimidade úmida, limpa, nas dobras da carne suada, preservada na própria pele."

Caio F Abreu

Quando rever é reviver

Preciso reviver, eu bem sei,
mesmo que só na lembrança,
voltar à minha antiga casa,
rever a minha infância
e todos os momentos felizes que lá passei.

Clarice Pacheco

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, o seu pensamento reapresenta um capítulo.

Adriana Falcão

Os bons sonhos vêm das lembranças que tenho de você. Dai já não me sinto sozinho... a sua simples presença torna tudo mais leve.

Marcos Chavarelli

"DEFINIÇÕES

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.

Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.

Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar".

Enquanto Dure,O Carinho,Seja Seu,o Meu Amor...!!!Te Amo.!
Até Mais Tarde...Te Amo...!!!Até Mais Tarde...Te amo..!!!

Adriana Falcão

TRAÇOS

Traços.
Fugazes traços.
Lembranças de rostos.
Sorrisos, abraços.
Tempos passados,
passadas vidas.

Pensamentos decompostos,
imagens tão queridas.

Tudo é passado,
e tão presente,
quão feridas,
que magoam
a gente

Victor Motta

Buraco Negro

Tentando dormir,
tropecei em meu sono
e caí no buraco negro
da mente.
No susto, não consegui
achar o caminho da volta,
pois, no escuro
tudo se voltava,
de repente,
num turbilhão
de cenas e pensamentos
difusos, confusos;
era eu….não era mais,
um animal….um cão?
Era tudo ou só momentos
de cenas em confusão,
talvez vividas ou sonhadas?
Sem ordem, sem senso
lógico
nem cronológico.
Sem seguimentos,
sem nomes,ou com muitos,
em gritos, chamados…espantos.
Risos de alegrias,
e longos silêncios,
soluços,
de tristezas.
O belo…sem belezas.
Em cenários sucessivos,
alguns quase mortos
outros muito vivos,
fui herói, fui bandido,
fui aclamado
fui banido,
fui amado,
fui traído.
Mas, traidor,
também fui
e fui perdido,
num mar de ondas
rebeldes e negras,
sem me conhecer
e fui caindo,
ainda mais fundo,
no negro mundo,
sem saber.

Victor Motta

LEMBRANÇAS CAMPEIRAS

NO FINAL DA NOITE
FRIA,
O VENTO CORTA,
CORTANDO A PELE
QUEIMADA,
COM CHEIRO DE SUOR
E TERRA.
O SOL ESPIA
NO HORIZONTE
E CLAREIA O DIA.
NO CHÃO,
O FOGO DANÇA
E ESPREITA
POR ENTRE TORAS.
NA TREMPE,
A ÁGUA ESQUENTA
PRA FAZER O MATE
DESSAS HORAS.
NO ESPETO,
A CARNE CHEIRA
ENCHENDO O AR
DAS NARINAS
RUDES E GELADAS.
A MÃO QUE SOVA A ERVA
AGUARDA
A ÁGUA QUENTE
PRA SERVIR À RODA,
COM ROSTOS MARCADOS,
DE BOCA EM BOCA,
SORRINDO AO DIA
QUE NASCE NAS COXILHAS.
NO PAMPA GUASCA
É MAIS UM DIA
DE UM CONTO
GAUCHO.

Victor Motta

Foi assim……ode a meu povo

Foi assim…por mero acaso
que cheguei , certo dia,
à terra de meus pais.
Ainda um menino, pouco sabia
ou um quase nada
sobre os campos distantes
de ventos frios e cortantes
do extremo sul do País.
Essa terra guasca e lindeira
de gente pura e acolhedora
plena de simpatia e lealdade.
Terra de encantos, protetora,
que em realidade era a de todos
meus mais antigos ancestrais.
Rio Grande do Sul, uma nação
orgulhosa de seus feitos e tradições;
uma nação verdadeira,
cuja bandeira, tremulando,
carrega os traços rebeldes
de muitas guerras e peleias
nação com sangue forte nas veias,
curtida no amor à terra e,
a defendê-la fez jorrar esse sangue
por várias gerações.
Menino carioca, da capital
me achando soberano, o tal…
aprendi , muito cedo
a domar o potro da vaidade
e a me entregar de alma,
sangue e corpo
ao minuano campeiro.

Victor Motta

LONGA NOITE

NO ESPELHO DA VIDA
REVI MIL ROSTOS,
VELHOS, CANSADOS, PERDIDOS
EM PASSADOS DISTANTES.
EM MEU ESPANTO,
PERCEBI TAMBÉM
QUEM FUI,
POIS NA LUZ
QUE REFLETIA
FINALMENTE EU VI
O TEMPO QUE PASSARA.
RÁPIDO, IMPLACÁVEL, IRÔNICO.
PEDAÇOS DE MIM
FORMAVAM OUTRAS FISIONOMIAS
QUE NÃO ERAM MAIS
COMO UM DIA FORAM.
E, EM MINHA MENTE
LUTEI POR DESCOBRIR
VESTÍGIOS DE OUTRORA.
EM VÃO!

Victor Motta

LEMBRANÇAS

LEMBRANÇAS SÃO CRIANÇAS, SÃO MOMENTOS,

SÃO PRAÇAS, RUAS, BRINCADEIRAS.

SÃO NOMES, ROSTOS, PESSOAS;

SÃO ENCONTROS E DESENCONTROS.

SÃO RISOS, ALEGRIAS, SÃO DORES.

UM FORTE PERFUME DE JASMIM

DA CASA VIZINHA DE GRADES VERDES,

QUE FICOU MARCADO PARA SEMPRE.

SÃO GATOS, CACHORROS, SÃO CAVALOS.

SÃO SUBIDAS EM MUITAS ÁRVORES,

SÃO MANGAS, ABACAXIS, SÃO LARANJAS.

SÃO A PRIMEIRA ESCOLA, A PROFESSORA.

SÃO LEMBRANÇAS, SÃO DESCOBERTAS,

SÃO O AMOR QUE NASCEU MEDROSO.

SÃO UM PRIMEIRO BEIJO, ROUBADO.

SÃO AS VITÓRIAS, SÃO DERROTAS;

CONQUISTAS E FRUSTAÇÕES, SÃO MEDOS.

LEMBRANÇAS SÃO O PRIMEIRO SEXO,

SEM GRAÇA, DESAJEITADO E RÁPIDO.

SÃO AS DESCOBERTAS A DOIS,

SÃO GANHOS, SÃO PERDAS.

SÃO OS SONHOS E OS PESADELOS.

SÃO A VIDA, SÃO A MORTE,

SAUDADES DOS QUE FORAM.

SÃO GOSTOS, MÚSICAS E ODORES.

SÃO CAMINHOS E DESCAMINHOS,

SÃO GRITOS E SÃO SILÊNCIOS.

SÃO O TUDO, SÃO O NADA.

SÃO INÍCIO SEM O FIM.

Victor Motta