Sorriso

Cerca de 27171 frases e pensamentos: Sorriso

O meu sorriso,
você adormeceu,
meu coração,
agora chora,
mas como o sol,
eles renascerão,
reluzindo paz,
a todos arredor,
menos a quem,
o menosprezou.

Bruno Felipe

O teu melhor riso, me faz sorrir. O meu melhor sorriso, te faz rir. Tu és o motivo da minha alegria e também da minha tristeza.

Vitória Lyra

Cada vez que penso em você, um sorriso brota em meu rosto. E hoje o riso foi farto!

Rosi Coelho

Quem olhava pra ela sempre tão alegre, não enxergava os remendos do coração.
Quem sorri com tanta facilidade, se fere com intensidade.
Deve ser o preço que se paga por ter o riso frouxo, uma alma frágil.

Ana Claudia Lesnik

A vida é breve,
o riso é leve....
Sorria mais!

ROSANGELA ZORIO

Meu riso frouxo...

Um sorriso bobo, frouxo...
Por que será que eu fico assim?
Não sei! Mas é o que você causa em mim...

Mariana Valverde

Alegre

Fico alegre em te ver sorrir,
Gosto quando você lê meus poemas,
Minhas besteiras,
Queria passar minha eternidade escrevendo,
Para quem sabe ver teu o teu riso novamente.

Márcio Paluma

Sorria. O riso é um atalho para a cura de muitos males.

Urana Ribeiro

Que a tristeza não me tire o riso, nem a força de viver.

Lorena Garcia Sodré

CARINHO

Carinho é o abraço apertado que se dá sem esperar nada além de um acolhimento recíproco.
Carinho é o fogo que esquenta um relacionamento em meio aos dias frios que surgem em nossas vidas.
Carinho é olhar nos olhos do outro e não precisar dizer mais nada.
Carinho é o suave deslizar de dedos em quem não queremos desgrudar.
Carinho é roubar aquele beijo de quem amamos quando esse alguém menos espera, acompanhado, é claro, de um sorriso apaixonado e um riso bobo, de modo tão espontâneo quanto o ato de respirar.
Carinho pode ser tudo, e nem precisar de palavras.
. . .
Carinho não se agradece... Se retribui.

William Melo

Riso lindo,
fácil, findo,
riso exposto,
ouço rindo.

Marco Paschoal

Você pode transformar
tristeza em alegria,
choro em riso,
dor em força,
ódio em amor,
faça a sua parte...
Espalhe sorrisos
e amor por onde for!

ROSANGELA ZORIO

Bom seria se quem me provoca o riso também o arrancasse dos meus lábios com beijos.

Eliéser Moura

É inevitável
Entre aceitar o riso ou lamentar-se e chorar...
Não prefiro nenhuma das alternativas.
Vou dar a volta por cima e sair desfilando
com um largo sorriso no rosto!

Irma Jardim

Doçura

Pode parecer exagero,
Mas é sim exagero desse poeta:
Procurei doçura entre as pétalas,
Procurei doçura em toda natureza florida,
Procurei na lua da noite de núpcias,
Até no pote no fim do arco-íris, procurei doçura...
Não é fácil, quase tive um choque anafilático,
Pois as abelhas não foram nada
Amigáveis com minha busca!
Ah, procurei, procurei até no paraíso,
Mas só fui encontrar em teu sorriso!

Pergentino Júnior

Mau humor, se não for dor, é falta de amor.

Pedro Wanderley dos Santos

Sei que o riso me faz feliz, contudo, muitas vezes, é no choro que eu cresço. Não que eu queira chorar mais do que sorrir. Não é isto. Apenas não quero me esquecer de que, são nas dificuldades que eu me levanto mais forte. São nas cicatrizes que aprendo a estancar o sangue das minhas próprias feridas, pra poder seguir em frente sem medo, afastando de mim um dos sentimentos mais destrutivos que existe: ter pena de si mesmo. É das quedas que alço voo sem tapete mágico, sem asas, sem paraquedas, num impulso incontrolável de abraçar o céu, percorrer oceano e pisar firme no chão, porque é dela que brota a raiz do meu progresso. Sobretudo, quando Deus me diz: vai lá, colhe o que plantou!

Gil Buena

Me liga quando o sorriso não tiver cabendo no rosto e você quiser compartilhar com alguém o riso e os lábios. Liga pra dizer que tá meio tarde e você não tem onde ficar e pergunta se pode cair lá em casa. Sempre tem espaço pra você mesmo que não haja espaço pra nós dois no mesmo lugar. Sempre tem um pouco de mim deixando você chegar pra me provar que a vida é maravilhosa, como você diz. Me liga, mesmo que seja pra me acordar. Eu juro que não fico bravo com a tua voz – e não fico mesmo. Me liga pra ficar em silêncio e cair em prantos soluçantes… É que o teu choro é mais gostoso que a chuva caindo lá fora e eu prefiro te ouvir falando dele a passar a noite sozinho.
Me liga mesmo que não for pra me pedir abrigo. Ou pra brigar comigo por não ter aparecido no seu aniversário. Eu costumo mandar os presentes por correio porque não ia aguentar ver aquele agradecimento sinceramente amigável brotando do seu rosto. Liga e eu te apresento um amigo. Alguém muito melhor que eu enquanto eu morro por dentro de ciúmes de você. Enquanto eu fico parado, numa mesa de bar, ouvindo os seus mundos colidirem. O meu mundo se destroça e você nem sabe disso. Nem sabe que toda a minha angústia é por conta dessa confusão toda que você provoca em mim. E eu continuo te apresentando a homens melhores, romances menores e sou sempre o último a ficar aqui por você. Dentro do carro. Sozinho. Ouvindo alguma balada numa estação de rádio que poderia ser a nossa se você não preferisse pronomes pessoais de terceira pessoa. Me liga pra eu me autossabotar mais um pouco e jogar você pra mais alguém que não seja eu. Porque eu gosto de ser triste – ou porque eu tenho um medo gigante de perder você ao admitir que sem você a casa é fria.
Me liga pra eu escrever alguma coisa. Num papel de pão mesmo. Ou num post-it da tua geladeira. Eu passo de manhã e levo geleia de morango e leite desnatado. Eu já tenho a chave que menos me importa mesmo. Liga e diz que vai embora. E que não vê a hora de se despedir. Me liga, mas não vem com beijo na testa. Não me interessa. Eu só queria você aqui. Vem um dia desses e diz que quer uma revolução na tua vida. E olha direito – porque eu acho que os seus óculos ficam sempre embaçados quando você tá comigo, e só isso explica o porquê de você não me ver. Podia ser eu e você nunca vai saber disso. Pra ti eu sou o porto seguro em cada estação. Até quando eu for embora. Sem nem dizer a hora. Sem nem dizer o porto e sem nem dizer que eu vou me afogar depois de algumas centenas de metros rasos longe de você. Me liga e pede – de verdade – pra cuidar de você. Com pressa. Sem essa de que você tem muito a perder se tirar os pés do chão comigo.
Me liga e me diz que eu sou o amor da tua vida. Que tu acordou hoje e percebeu que esse tempo todo sou eu ali do lado, mendigando amor e um pouco de atenção. Liga e diz que encontrou as fitas, os vídeos, os livros e tudo mais que eu te dei porque me lembravam você. Liga e diz que não tem mais briga, nem lamento, nem história nenhuma com eles que eu tenha que ouvir. Me liga pra dizer que passa aqui de manhã cedo e que vai me acordar com um beijo pra me espantar da solidão.

Daniel Bovolento Entre todas as coisas