Signo de Câncer

Cerca de 11 frases e pensamentos: Signo de Câncer

*CÂNCER*
(de 21 de junho a 21 de julho)

Você nunca avance
Em uma mulher de câncer.
Seu planeta é a lua
E a lua, é sabido,
Só vive na sua.
É muito apegada
E quando pegada
Pega da pesada.
É a mulher que ama
Com muito saber
No tocante à cama
Não sei lhe dizer...

Desconhecido

Eu sou canceriano

E meu signo ascendente é Leão

Leão luar de câncer

Louco de nascença

Filho da Bahia

Que já não faz mais

A minha cuca,minha tia



Graças aos demônios

Deuses,totens meus

Eu nasci louco

Dou graças a deus

como um anormal

Não durmo a noite

Não tenho mais medo

Do livro

Baú do Raul

Raul Seixas

O Momento em que o sol caminha pelo signo de cancer... é preciso ter coragem de virar a própria mesa, inverter o jogo,
de jogar tudo ou nada, ter coragem de ir ao encontro do que
você quer... Ou você faz tudo assim, de um momento para o
outro, ou não fará nada; Não há razão para ter medo.


Espere o inesperado! Está é a influência do universo,
efeitos intempestivos na VIDA.

Vocé pode ousar na aparéncia, experimentar um novo tipo de penteado,
você pode descobrir coisas e gosto interamente novos...
Mesmo que você tenha pontos de vista que divergem da visão da maioria.


O resultado disso pode causar incessamente energia que,
estimula e introduz direto no seu coração.

Ame a vida... e perceba todos sinais que o
Univeso insiste em te mostrar, que o Cosmo quer te ver sorrir...

Avance em todos seus projetos e faça grandes conquista...


ALMA LIVRE

kaducosta

Vai entender esse pobre coração, "nasceu canceriano" e sofre por antecipação.

Driu Kilberg

No balcão do bar, ela pede a bebida preferida “Garçom, uma dose de vodka, por favor.” A rapidez com que vira o copo, os olhos marejados e a urgência pela próxima dose, dão indícios de que mais uma vez, a vontade de amar incondicionalmente, colidiu com a insensibilidade dos braços errados.

Lá pelas tantas da madrugada, chega cambaleando em casa – corpo cansado, coração dilacerado e gosto amargo de desamor na boca. Enquanto o teto insiste em girar e o estômago dá sinais de ressaca, ela cantarola Cartola baixinho. Entre um verso triste e outro, chora e sufoca os gritos com o travesseiro.

No fim de cada canção, promete para si mesma que trancará todo o afeto desperdiçado no quartinho dos fundos.Ela é refém do sentir-visceral. Tudo é profundo. É intenso, é carne viva. Sente por ela, por quem ama e por aqueles que nem conhece.

Tem o costume de enxergar leveza nos detalhes da vida. Se emociona com boa música, com bons filmes e com pessoas de bom coração. Ela nasceu com instinto de zelo, sabe cuidar de tudo que a cerca com maestria – se um dia ela deixar você sentar no sofá da casa dela, considere-se um cara de sorte.

Ela de câncer e costuma ser colo, mas a vezes, precisa trocar de lado no jogo. Ela precisa que você esteja com ela até o fim, por isso, se a sua intenção é fazer firula com o afeto dela, dê meia volta e peça mais uma cerveja, queridão.

Rani Lisboa