Seria Cômico se não fosse Trágico

Cerca de 9 frases e pensamentos: Seria Cômico se não fosse Trágico

Um apaixonado pode cair no cômico tão bem como no trágico, porque, em ambos os casos, está nas mãos do gênio da espécie, que o domina ao ponto de o arrancar a si próprio; os seus atos não estão em proporção com o seu caráter.

SCHOPENHAUER - Dores do Mundo

HUMANIDADE CEGA

O trágico sorriso é cômico! Às vezes tenho vontade de impor leis sobre o mundo, de corrigir o erro dos outros, ou mesmo de esquecer os meus, mais as regras, os códigos todos deviam ser seguidos, e eu confesso é muito difícil segui-los, tem muitas normas e muitos deveres e poucos direitos, por isso, tento fazer do mundo um planeta, e as vezes acredito ter conseguido , ainda mais quando ouso boatos sobre bombas atômicas, efeito estufa, mudanças climáticas, imagino que tudo isso foi apenas um desejo meu, a onde gostaria que tudo acontecesse, e que fosse todos de uma destruição total, talvez dessa forma os “povos” entenderiam que não se come dinheiro, que, não se bebe poluição, que não se veste com lixo, pois é assim o mundo de meus sonhos, um mundo igualitário, até na destruição, que seja em massa, para todos sofrerem as mesmas conseqüências, ricos e pobres de todas as cores de todas as raças.
Assim acredito ser e estar acontecendo agora e aqui nesse dia deserto, poluído de tudo, pois só mesmo algo poluído para não ter nada a se fazer, e deserto a se conversar.
Tudo é cômico, tudo é sorriso tragicômico, que pouco influi na formação da humanidade, pelo contrário contribui a sonegação, a renegação de suas próprias virtudes, mesmo aquelas que não se pode perceber, pois também estão obscuras, assim como o pensamento sobre risos trágicomicos, pois o que pensaria uma mente pobre? Pois eu respondo: o mesmo que escreve, e fala nada saber sobre política, sobre até mesmo sua política...
Hoje aqui o que resta é simplesmente acreditar que risos são sempre verdadeiros, que tem um único significado, pois assim se torna bem menos triste os dias que passo aqui, sem um sorriso sincero, sem uma palavra verdadeira, pois todos os lados que olho vejo rostos que dizem: fábrica de risos falsos.
Quero somente um pedido: deixe-me sorrir o meu riso, fala a minha fala, pois quem sabe assim poderia ensiná-los a serem verdadeiro, e a perceberem que vale muito a pena sermos nós mesmos. Mesmo quando o trágico pode ser cômico.

Magnum Jhonny de França Santos.

.

Países de primeiro mundo dizem não ao lenço ISLÂMICO...

Seria cômico se não fosse trágico?

Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

Essas palavras nada mais são do que um monte de falácias jogadas ao vento. O individuo só é de fato livre se é que liberdade existe nessa dimensão ser for igual, se parecer igual, se vestir igual, mas, principalmente se fazer parte dessa bendita globalização que insiste em ditar normas de ser. Como se o contrario fosse menos, como se o fato de você escolher usar o véu islâmico em vez das lindas e caras calças da Guess te fizesse inferior, ou mais submissa a padrões que o mercado não reconhecem como certos.

O auto poder da mídia nos transformou em consumistas compulsivos, o sapato do mês passado, já não serve para esse mês, a roupa de algumas semanas atrás não tem mais nada haver com o que esta se usando hoje. Prestem atenção quando digo hoje me refiro a esse momento, o momento posterior, as grandes empresas decidiram, é claro que não esta em minhas mãos e nem nas mãos de simples mortais que insistem em viver suas vidas da maneira que acredita ser certa.

Lhes resta alguma dúvida do porque essa objeção a vestimenta islâmica. O mercado não consegue interferir, tão pouco nos calar, não nos dita normas, não conseguem, embora insistam constantemente. A mídia e todos os seus subterfúgios não são maiores que Deus. Não conseguiram fazer da religião islâmica o que fizeram das demais religiões que por sinal são tidas como divinas e sagradas pelos mulçumanos.

Temos o direito constitucional e democrático de irmos e virmos da maneira que acreditamos ser certa, não por causa de nenhum homem, não por motivos que agridam o direito de escolha, e sim por cremos que essa é a vontade de Deus.

O mundo pode ser o que ele quiser, mas, não pode nos limitar de enxergarmos a vida a partir de diferentes paradigmas. Não tem esse direito.

A Europa e grande parte dos países de primeiro mundo estão sendo islamizados a passos largos, e muito disso se deve ao véu. Quando uma mulçumana é questionada a respeito do uso do lenço e explica todos seus pormenores, muitas vezes, atrai mais atenção do que repulsa. Não é sem motivo que a maioria dos convertidos se encontra nos pertencentes do sexo feminino.

O que é o lenço islâmico: Primeira mente uma ordem de Deus, o que não significa que todas as mulçumanas o usem tudo tem seu tempo, o ruim é não sabermos qual é o tempo que Deus, por isso uma grande parte das mulheres mulçumanas resolvem por si mesmas a usarem o lenço o mais rápido possível.

As que não usam, não deixam a religião por isso, só estão comprometidas até então de maneira diferente.

A vestimenta islâmica fala por si mesma e fala de uma maneira que nem os mais poderosos homens do mundo conseguem calar. Fala através do silencio, aquele som inaudível, mas que berra categoricamente, estamos aqui e viemos para ficar. Berra através do seu silencio que qualquer um é bem vindo, grita e luta por liberdade. Liberdade de culto, liberdade de divulgação, mas, principalmente liberdade de pratica. Ser mulçumano não se resume em ir a mesquita uma vez por semana, e depois, seja o que Deus quiser... Ser mulçumano é levar essa pratica para todos os dias da sua vida, pra sua casa, sua escola, seu trabalho... Não somos transparentes, estamos aqui com os nossos lenços e sabemos, podemos e devemos falar por nós mesmas. Burlar esse direito é crime.

Julgar, apontar, categorizar, uma pessoa que você não conhece é um delito monstruoso. Discriminação é crime. Mas, não creio que seja desse mal que sofremos. O que nos tormenta, nos sufoca é o medo que o mundo tem de nos ouvir.

Nos de a palavra e saberão dos nossos pontos de vista.

Não somos movidas pelas suas modas;

Não somos movidas por sentimentos levianos, que não passam de alguns minutos e não levam o ser humano a nada a não ser sua degradação;

Não damos importância a nada e nem a ninguém mais do que a Deus...

Nossas famílias são os alicerces de nossas vidas, nos sacrificamos por ela;

Sinto muito se isso os fere, sinto muito se não nos englobamos ao mercado do jeito que vocês queriam, mas, principalmente sentimos muito por quem valoriza mais esse mundo do que as coisas de Deus.

Com absoluta certeza tudo que vive nessa dimensão morrerá, com certeza nenhum bem construído será levado para debaixo da terra, com certeza a soberba de quem nos menospreza será usada contra ele mesmo. E se Deus quiser as mulheres Palestinas que perdem seus filhos diariamente serão lembradas, as Iraquianas que são abusadas por soldados americanos serão lembradas, assim como as Sírias, Libanesas, Chechenas, Africanas... Se a preocupação do Ocidente fosse com as mulheres mulçumanas não permitiriam as atrocidades ocorridas em territórios islâmicos.

A não ser que nossas vidas signifiquem menos do que nossos lenços.



.

Verônica Hannis de Lima

Sabe o que é triste, trágico e cômico? - É você pensar que uma pessoa é sua amiga, que quer seu bem, quando na verdade, ela quer lhe ver sofrer e chorar. - Ao mesmo tempo, em que, você pensa que, outra pessoa é sua inimiga, quando na verdade, ela quer lhe ver feliz e sorrindo verdadeiramente.

Gil Nunes

Já viste quanto de cômico há na vida trágica e quanto de trágico há na vida cômica?

Albino Forjaz Sampaio

O que não é a vida se não fosse esse entra e sai de cena, desse trágico e cômico. A arte de viver e a vida dentro dessa arte.



Jota Cê


-

Jota Cê - Néctar da Flor

Seria cômico se não fosse trágico. A gente ri dos nossos próprios erros. Ri da nossa besteira, da nossa incompetência de aceitar a calmaria da vida e continuar insistentemente fazendo besteiras. A gente vê nas músicas menos obvias toda a nossa história e compartilha isso pra não sufocar dentro de cada tom suave delas. Compartilha as dores como se fossem histórias de quinta série, tão natural. Só que a gente ri tanto do nosso mesmo sofrimento, que quando percebe ele, dói. O silêncio da madrugada rasga toda a paz e o amor morno, esquenta, ferve tanto que falta explodir e lagrima pouca é besteira. E a gente continua a rir, e todo mundo crer em nossa felicidade plena, sem (des)amor e uma aparente felicidade unificada a goles a mais de cerveja. E a verdade está muito além dos olhos, porque da nossa alma, do nosso coração, nós sabemos e é um lugar onde não é qualquer um que pode alcançar.

Raileza

Seria muito trágico se não fosse extremamente cômico!
Não me diga que você sente muito, nem que você se importa com alguma coisa que esteja um milímetro longe do seu umbigo, porque eu te conheço.
Você gosta, e pior que gostar... você usufrui de tudo o que eu te devoto, você goza de toda a minha dor pra se sentir poderoso e especial, você provoca o melhor e o pior de mim porque sabe que é uma das únicas pessoas que consegue ter os dois sem que eu me esforce.
Você é covarde!
Covarde porque não toma a atitude de me deixar em paz. Não, é bem mais legal ficar me procurando e me torturando, e me fazendo demonstrar cada centímetro desse amor maluco que por alguma razão completamente indefinida eu sinto por você.
Engraçado, engraçado até que ponto as pessoas chegam pra satisfazerem seu ego, elas deixam de lado o respeito pelo ser humano, pisam nas cabeças alheias, e tudo isso pra se sentirem bem.
Não se sinta orgulhoso, você é só mais um na estatística... estatística daqueles que estão na fila pra colherem o que plantaram.

Deus sabe que eu tento. Eu te ofereço o meu melhor, eu te dou o meu sorriso pra você sorrir, eu viro o mundo do avesso atrás daquilo que você quer, e você faz o quê? Você ri, me esnoba, e fala horrores quando lhe é conveniente... talvez seja essa a palavra... CONVENIÊNCIA! Você é totalmente conveniente aos seus caprichos, não dá um ponto sem nó, tudo pra me manter por perto, tudo pra alimentar a minha ilusão de um dia você voltar pra mim.
E mais uma vez, você é covarde!

Eu te pergunto, onde está a pessoa pela qual eu me apaixonei? Alguém sabe onde o tal querido foi parar, porque na boa, não pode ser você!
Onde está a pessoa que me dava colo, carinho, secava meu pranto e dizia que nunca me deixaria? Onde foi parar?
Eu nem sei mais quem você é, porque aquele querido de antes, jamais suportaria me ver sofrer, e esse de hoje, aproveita, pinta o sete, se esbalda em todo o amor não recíproco que eu o devoto, me dando em troca sua covardia.
Claro que é covardia, porque você me liga quase todos os dias, e dá corda pra todos os meu caprichos, e faz tudo o que eu peço, e ainda é tão previsível como as novelas da Globo, porque você gosta de alimentar todos esses sentimentos em mim. É bom, gostoso, te dá prazer... acho que a mim também daria... ver um alguém que você julga como qualquer rastejando em busca da sua atenção. É poder se sentir o Zeus do pedaço, o Gianechinni do momento, a espécie em extinção, é assim que você se sente ao meu lado. E eu? Eu me sinto a criança pobre olhando o brinquedo caro, a escravinha zulu que só aparece no fundo, o palhaço na festa de gala, eu me sinto algo, porque alguém já teria mudado de postura. Mas eu não, eu continuo lá, tenho que te culpar? Não! Tenho que culpar a mim mesma por esquecer que ser feliz não tem nada a ver com injustiça e dor. Mas eu sou a que vai deitar no chão pro senhorzinho passar por cima e não sujar os pés. Vai, toma na sua cara então, sofra, chore, problema seu. É assim que você e mais meio mundo pensa, a respeito dos idiotas amantes como eu.

E eu faço o quê? Corro atrás de tudo o que você quer, te dou toda a atenção do mundo, tiro de mim pra te dar, maravilha! Mas aí não dá certo e eu mudo de tática...
Aí eu tento me afastar mas você não deixa, eu fico quieta mas você puxa assunto, eu vou pra um lado e você vai pro mesmo lado, eu desligo o celular e você surge no msn, eu me abstenho das palavras e você me provoca. MUDO DE PAÍS ENTÃO?
Mudo de vida? De corpo? De modos? Deixo de acreditar em tudo que eu acreditei a vida toda porque você não me dá saídas, você não me alivia, não me dá sossego! E quando não está por perto, sou eu quem fico me torturando com tudo o que você falou e fez.
Bacana! Aí eu saio o final de semana inteirinho, e me mantenho não tão sóbria pra esquecer da sua existência na face da Terra... aí sabe o que eu sou? ERRADA!
Aí eu saio com qualquer um, e sou a pessoa mais fria do mundo, e sabe o que eu sou mais uma vez? ERRADA!
Aí eu fico em casa, e tudo o que eu sei fazer é ficar brava, comendo ou lembrando de você, e sabe o que eu sou só para não variar? ERRADA!
Aí eu tento estudar e fico vendo as lições que fizemos juntos, ou não entendo sobre aquele exercício que você fez com a maior facilidade e penso em te perguntar depois e claro que eu sou ERRADA!

Sou errada se amo, errada se odeio, errada se te deixo de lado, errada se sigo meu coração. Olha, manda assinar o óbito, porque então não tem jeito.

No final das contas, sobra eu contra eu mesma, perdendo o sono, a fome e ganhando rugas no rosto.
Enquanto você deita e dorme tranquilo.
Dorme tranquilo? Será?
Porque o tempo... aaah, o tempo dá tempo a tudo, e coloca tudo no lugar.
E o que é seu, tá bordado a ouro!

Meu amor, minha vida, meu Ken da 25 de março, eu te digo a mesma frase há um ano... eu não desejo o mal pra você, eu desejo que você tenha tudo aquilo que você merece, e isso, não cabe a mim julgar.
Mas o tempo vai dizer, o destino há de ser e quem viver verá!

Joice Camargo