Sentimentos

Cerca de 10437 frases e pensamentos: Sentimentos

Tem gente que não merece levar indireta, tem gente que merece levar um tiro na cara.

Citando Sentimentos.

Ei seu idiota, será que você não percebe que eu te amo?!

Citando Sentimentos.

Eu não sabia ao exato o que era amor, até eu te conhecer.

Citando Sentimentos.

O homem (mulher) mais bonito(a) é aquele(a) que a gente ama.

Citando Sentimentos.

Eu bem que queria se distanciar, mas nem o orgulho vence o amor que sinto por você.

Citando Sentimentos.

"Que esse amor só cresça. Que teu sorriso sempre apareça. Que a felicidade sempre esteja presente. Que esse amor nunca saia da gente."

Verbalizando-sentimentos (via verbalizando-sentimentos)

O amor demora a chegar, a amizade se conquista com o tempo. A amizade reflete, o amor acontece. A amizade é seu suporte, o amor a inspiração. A amizade é racional, o amor é irracional. O amor te derruba e amizade te levanta. O amor te dá forças, a amizade a respiração. O amor não tem cura, a amizade não vai embora. O amor, ele chega, talvez não hoje, talvez não amanhã, mais ele vai chegar, seu coração estando preparado ou não. Ele vai te machucar, ele vai doer, mais vai te proteger. O amor precisa ser cuidado, precisa de carinho , atenção, afeto, zelo. É como um vidro, depois de ser rachado ao meio, ele ainda pode suportar. Ele sobrevive. Mais o mais sensível é a confiança. Ela é como um copo de cristal, se cair no chão quebra em minúsculos pedaços impossíveis de ser colado. O amor mais puro e verdadeiro não é o primeiro, não é o ultimo, é o que marca, é o que você sente saudades, é o que te faz feliz apenas em saber que a pessoa amada está bem. E no final você entende, é o amor que te faz viver.

MJ - Revolução dos Sentimentos.

Em algum momento da vida, alguém pede para ser seu amigo, seu confidente ou seu amor...
Seu coração, então, rende-se ao encanto das palavras pronunciadas, das ações realizadas, das promessas feitas.
Acontece que este mesmo coração começa a gerar expectativas sobre tais fatos, sobre o que outro coração lhe faz sentir, lhe faz sonhar... Essas anciedades acabam sendo frustadas quando percebe-se que esta pessoa não é tudo aquilo que se imagina que seja.
E o interessante é que quando se dar conta, estar-se totalmente envolvido com esse tal sentimento: a decepção.
Vale relatar que sempre iremos nos decepcionar com as pessoas, porque na verdade elas não são tão perfeitas. Até porque ninguém é perfeito. Todos temos falhas e estas nos tiram a perfeição e nos fazem de algum modo decepcionar a alguém.
Diante disto, então, vivamos a vida com intensidade, caminhemos olhando para frente, passando por cima das pedras e vencendo os obstáculos que nos são lançados.
Saíamos da toca, do lugar que nos causou frustação.
Vivamos.
Ação e reação!
Esta é a melhor solução.

Sentimentos do coração

O engraçado é que as pessoas pedem e pedem , e acabam esquecendo de Valorizar e agradecer pelas coisas que ja possuem. E só dão faltam quando perdem.

#cuidepranãoperderoquejátem#

Pensamentos Reflexão Sabedoria Sentimentos

Aproveite a vida da melhor maneira possível para no futuro não se lamentar pelo tempo perdido, pelo que não fez...

Eu e meus sentimentos

Algumas pessoas se acham perfeitas em relação a uma pessoa com necessidades especiais, nãos as respeitam por se sentirem superiores, mas se pensarmos bem, deficiente mesmo são aqueles preconceituosos,que se importam com a cor da pela, com a idade, com o sotaque, com a posição social, etc.

Eu e meus sentimentos

Me assusto com beijos cheios de desejos e vazios de sentimentos
Me espanto com facilidade de brincar com os sentimentos alheios em prol das sensações momentâneas
Me enojo com palavras ditas com mel para encobrir o veneno de uma cilada
Me enlouqueço com a efemeridade dos amores práticos
Me causa repúdio a beleza vazia comercializada
Me revolto com uso desenfreado do ser humano... e a normalidade de atitudes egoístas e hipócritas!
Me entristeço, me reinvento e me protejo...

reinvento sensações sentimentos

Ando procurando por mim. No presente, no passado e no futuro, tenho buscado qualquer vestígio de minha pessoa por aí. Perdida em inconstâncias, mergulhada em neutralidade, uma meio não sei, meio onde estou e o que ando fazendo é o que tenho sido, rodeada de pessoas normais aos milhões, mas perto apenas de meia-dúzia,três, duas, uma. Meio aqui, meio ali. Meio feliz, meio triste. Desapegada, carente, buscando antigas companhias ou querendo-me só. E, de repente me pego pela metade. Ou talvez a metade que sobrou nem ao menos esteja, de fato. No centro de um mundo que parece estar rodando longe de mim, procuro-me por todo canto; casas, ruas e rostos, mas não encontro. E entro em desespero, por agora não saber mais quem sou. Onde fui parar? Porque estou aqui? Não há respostas para todas as minhas perguntas. Posso olhar ao redor, mas tudo que eu posso ver são pessoas ‘’normais’’ andando de um lado para o outro, apressadas. E eu continuo aqui, parada, calma. Buscando encontrar em qualquer lugar o meu eu. Tenho a sensação de que não vou encontrá-lo. Vejo-me perdida novamente. Um mundo que eu não conheço. Como uma novata em um ninho, um peixe fora d’água, uma menina do campo na cidade grande. Vejo-me confusa em meio à multidão que não me nota. Faltam-me palavras. Sinto-me fria, sem nenhum sentimento vivente aqui dentro. Mas agora não importa, vou continuar perdida de mim mesma, com inúmeras perguntas a serem respondidas, mas continuarei…

Maar - Revolução dos Sentimentos.

Estar vivo é diferente de viver. Sinto-me viva. Sinto que ainda há vida em mim. Tento me convencer disso. São três e meia da madrugada e eu ainda não dormi. Sinceramente não sei se ainda vou conseguir. Insônia. Pesadelos. Medo. Nostalgia. Tristeza. Solidão. É tudo que há em mim. Já entendi o recado de que estou sozinha. Já me conformo com a ideia de saber que ninguém vai bater a minha porta, catas não vão chegar e meu telefone não vai tocar. Um sabor amargo me alcança. Tenho medo de não ser forte o bastante. Tenho medo de não ser o suficiente. Tenho medo da noite, do escuro, tenho medo de mim.
Sinto-me vazia. Fora de mim. Fora do planeta. O cobertor já não me aquece, nem ao menos me protege dos monstros. Porque dessa vez o monstro está em minha mente.Cansei de ser machucada. Cansei de me quebrar tão facilmente. De tanto acreditar, aprendi a desconfiar, de tanto amar, aprendi o desapego. De tanto cair, já aprendi a levantar. De tudo me ensinaram. Me ensinaram a lembrar, a amar, a perdoar. Me ensinaram a vencer, e perder também. Mas nunca me ensinaram a esquecer

MJ - Revolução dos Sentimentos.

Sinto-me inteira novamente. Pronta pra seguir. Pronta pra continuar minha vida. Houve ponto, vírgua, reticências, mas agora será apenas uma linha reta. Será o livro aberto, as palavras que você não quis ler. O livro que você não quis abrir. E agora eu sei, não caírei novamente. Cansei-me de estar sempre no chão. Agora eu quero voar. Ser livre. Não quero mais solidão, não quero tristeza, nem medo. Não quero culpa, angustia, receio. Quero intensidade, amor, carinho. Quero me sentir viva novamente. Quero ser aquilo que um dia eu fui, feliz. Quero andar por aí sem culpa na consciência. Quero rir como uma criança, e ás vezes ser tratada como tal. Quero dizer a verdade e saber que ela não vai machucar. Quero dormir a noite inteira e ter sonhos maravilhosos. Quero tudo, menos me sentir sozinha novamente. Não quero mais adeus. Não quero mais pessoas saindo da minha vida. Quero permanencia. E no fim de tudo, eu só quero felicidade.

MJ - Revolução dos Sentimentos.

04:30. O vento lá fora ruge de maneira assustadora. Aqui dentro não há vida. Além da minha respiração, a única coisa que faz barulho são os meus soluços. Procuro manter silêncio, não posso acordar o resto da casa. Meu quarto parece sem graça, não vejo ânimo para me manter de olhos abertos, porém o sono não me alcança. Eu fecho os olhos e tudo que eu posso ver são partes do meu passado, coisas que eu carrego, infelizmente, e vem me atormentando, como um filme que se forma em mim mesma. Não sei exatamente o que estou fazendo, mas o cobertor já não me protege dos monstros. Porque dessa vez, o monstro está em minha mente. Meu coração bate devagar, em uma lentidão que posso imaginar tamanha tristeza. Está tudo repetitivo. Estou começando a ficar entediada, porque as lágrimas em meus olhos não me convencem de que eu sou forte. Estou contando as horas, mas os ponteiros não saem do lugar. As estrelas sumiram, um enorme vazio está me confundindo. Deixando-me cada vez mais fraca. Talvez eu tenha cansado de ser forte. Eu preciso um pouco mais de mim. Preciso de um pouco mais de fé. Tenho certeza que assim que o sol nascer tudo vai ser como antes, o sorriso falso no rosto, que poderia dizer o quão feliz eu estou, quando meus olhos podem demonstrar tamanha tristeza que corre em minhas veias. Eu vou acordar desse pesadelo. Assim que alguém me fizer acreditar que eu sou capaz. E eu sei que sou, mas não consigo me convencer disso.

MJ - Revolução dos Sentimentos.

Gostaria de dizer que já te esqueci. Mas seria uma mentira. Uma enorme mentira. E eu já não consigo mentir para mim mesma. Assumo que você já não está mais em minha mente como antes. Já não há mais aquela obsessão. Possessividade, talvez. Apenas saudade. Lembranças suas morando em mim. Lembranças de tudo que você foi pra mim. E que já não é mais. É que meu coração ainda bate rápido quando ouve o teu nome. É que durante a noite, eu sonho com você, e quando acordo há lágrimas em meus olhos, e eu lamento por tudo ter sido apenas sonho. Apeguei-me a rotina. Apeguei-me a solidão e a mentira. A mentira de dizer que está tudo bem e que está tudo no lugar. A verdade é que ainda falta um pedaço do meu coração. Levou consigo sem medo de que fosse doer em mim. Já prometi que te esqueceria. E lembra-se? Promessa feita, promessa cumprida. Diferente de você que quebrou todas. Meu problema é apenas a impaciencia, e eu prometo dessa vez ser paciente, esperar que o tempo tire você de mim e do meu coração.

MJ - Revolução dos Sentimentos.

Não sou legal com todo mundo. Não sinto a obrigação de agradar ninguém. Nem sempre sou educada e gentil. Ás vezes arrogante, ás vezes doce. Meiga, talvez. Perdi o interesse nas pessoas e em tudo que elas possam me proporcionar. Gosto do silêncio e do vazio. Prefiro ficar calada. Às vezes nem as palavras são suficientes para demonstrar o que eu sinto. Falo o que eu penso e não tenho medo do que vira em resposta. Já tive medo de muita coisa. Já chorei sem motivos e vi meu coração sendo despedaçado. Sofri como uma criança abandonada. Andei por aí a procura de abraços, e não havia ninguém por perto. Aprendi com meus erros, cresci com meus acertos. Mantive meu coração preso em uma caixa gelada; Fui fria como uma pedra de gelo. Já disse ‘eu te amo’ a alguém que não merecia. Já amei e não fui amada. Tive medo de sofrer, mas me entreguei aos sentimentos. Já amaldiçoei o amor e prometi nunca mais amar ninguém, e assim como todas as promessas, essa também foi quebrada. Já disse que odiava quando queria dizer que amava. Mandei embora alguém que não devia. Já me vi cara a cara com a falsidade. Já passei horas rindo de besteiras. Já fui feliz. E confesso-te que também já fui triste, e é assim que sou a maior parte do tempo. Inquieta, impulsiva, rebelde, observadora, manipuladora. Mas quando posso, consigo ser meiga e doce, gentil e educada. Consigo ser amável. Odeio a sensação de ter um coração quebrado dentro de mim. Mas deixei de me importar com os outros, com o que eles pensam, ou dizem. Deixei de me importar se me amam, me criticam, me odeiam, ou me ignoram. Porque a partir de agora tudo o que importa sou eu, e apenas eu. A vida é minha, faço dela o que eu quiser, e eu tenho consciência o bastante para arcar com as conseqüências.

MJ - Revolução dos Sentimentos.

Eu não sou louca. Afinal, se ser louca é ser feliz, estou muito bem com minha loucura.

Maar - Revolução dos Sentimentos.

Ele a amava, ela o amava. Ele sorria, ela sorria. Ele a machucava, ela chorava.

MJ - Revolução dos Sentimentos.