Sensação

Cerca de 1751 frases e pensamentos: Sensação

As pessoas perdem muito tempo buscando uma sensação inexistente para classificá-la como amor e esquecem de observar as pequenas coisas que o constroem.

Hadassa Alencar

"QUEM DERA QUE ONTEM VOLTASSE A ACONTECER"
Aquela sensação de ter comigo algo unico
Que talvez jamais volte a ter
Algo que sempre desejei e que sabia que ontem
estava indo para sempre...
Ah!!! Como desejei ser dona do mundo ontem
Não que minha pretensão esteja acima dos designios de Deus
Longe de mim...
Apenas porque minha dor era maior k o peso do mundo
So ontem, eu realmente chorei, e chorei de mais
Aquela sensação do Déjà vu mal definida
O ter k te deixar partir sem vontade de te largar
Ontem foi assim...
Ai eu vi o quanto fraca eu sou e como doi a partida
Pior que a saudade é a certeza que não haverá volta
Quem me dera que ontem voltasse a acontecer
Não pelo prazer da dor de te ver partir
Apenas pela felicidade de te ter ai pertinho de mim
Nem que seja numa triste despedida.
Ontem tudo o que eu queria era chorar
Tinha tanto para te dizer e nem sequer abri a boca
Sabia que apesar de não me ouvires
tinhas a certeza do que eu te queria dizer, sempre quiz
e agora que te posso dizer...
Nada mais te posso dizer senão que ontem foi o dia que eu n quiz que terminasse.

Lyah dos Anjos

“Há momentos em que tenho a nítida impressão/sensação que alteraram o movimento de rotação da terra e não me avisaram.”

A.T.Biazon

Sentia-se agoniada fazia dias, aquela mesma sensação estranha de coração batendo na garganta não a deixava em paz. Paz. Era disso que seu corpo mais precisava. Aquela paz interior que só sentia quando estavam juntos, quando o via sorrir, quando sorria com ele. Queria sair a procura de sossego, mas sabia que seria inútil. Decidiu então que faria as malas e iria embora, não dava mais pra viver assim, a falta de ar era tamanha e seu coração acelerava só de lembrar. Enquanto se preparava rapidamente para a viagem foi jogando dentro da bolsa só o que era realmente necessário, não precisava de muito afinal para ser feliz. E se foi. O caminho era longo, seu coração acelerado, e os pensamentos giravam e corriam mais que as rodas dos carros que passavam por ela. Conforme ia chegando ia sentindo aquela sensação tão familiar de alivio, como se alguém soltasse seus pulsos e pudesse voltar tudo ao normal, sentia que ele sabia que ela estava a caminho. Chegou, ele estava lá. Abriu a porta o mais rápido que suas mãos lhe permitiam. Pararam frente a frente e se olhavam como se fosse a primeira vez. Aquele rosto tão familiar, aquele sorriso que enlouquecia, o brilho nos olhos que só ficava presente quando estavam. Ela percebeu que seu semblante levemente se enrugava num tom de questão, ele não precisava fazer perguntas, ela sabia a resposta:
- Onde meu coração tem paz.

Fernanda Gaseta

"... Alguma sensação devia vir. Se não a dor, então o topor...

Lua Nova

"Vamos troca de chocolate, eu te dou sensação e você me da sem parar, se eu gostar ainda tem o Bis?! Será um Prestígio troca de chocolate com você. Você é um sonho de valsa!"

Didi

Entre o ontem e o amanhã

Quem já não teve essa
sensação de nadar e nadar na
direção da margem,
sentir-se cansado e desolado
com o tempo que desgasta
e desespera e quando pensa,
enfim,
que chegou ao fim das penas...
descobre que ainda tem outro
tanto a nadar?!...

A vida nos parece um constante combate.

Nos perguntamos nesses
momentos se a situação não terá
um fim e quando teremos a tão
falada felicidade completa.

Compreendemos provavelmente
a vida olhando-a do lado avesso.

Marcamos o dia do
nosso nascimento e fugimos
do dia da nossa morte e o
que há entre esses dois pontos,
que é realmente a vida e o
caminho a ser percorrido,
parece mais insignificante.

Entre o ontem nostálgico
ou dolorido e o amanhã incerto,
está o hoje,
que deve ser vivido e aproveitado.

Ele não é perfeito?
Nada é perfeito!!!

Nos dizemos que se tivéssemos
isso ou aquilo a situação
seria diferente,
mas não é raro que a gente
tendo muito nas mãos fica sem
saber o que fazer ou que
direção tomar.

Talvez o melhor da festa
seja realmente esperar por ela,
se preparar,
idealizar e viver intensamente
esses momentos esperados.

Um mar de rosas não
existe e se existisse,
haveria ainda assim alguns
espinhos entre as pétalas e flores.

Aprendi que o hoje é o que
eu tenho nas mãos,
é o que faz bater meu coração,
é o que me faz viva e se
ele é bom ou ruim,
é apenas uma etapa na construção
do meu eu e que isso é positivo.

O melhor de mim é o que,
com a graça que me foi dada,
posso fazer cada dia,
fazendo assim meu dia e deixando,
pouquinho a pouquinho,
os rastros da minha história.

TEXTO: Letícia Thompson

Letícia Thompson

Que sensação no mundo seria mais incrível que a liberdade? Pela primeira vez em minha vida eu voei de verdade. (Por onde andei)

Iasmin Flor

Eu hoje acordei triste, - há certos dias
em que sinto esta mesma sensação...
E não sei explicar, qual a razão
porque as mãos com que escrevo estão tão frias...

E pergunto a mim mesmo: - tu não rias
ainda ontem tão feliz... diz-me então
por que sentes pulsar teu coração
destoando das humanas alegrias?...

E, nem eu sei dizer por que estou triste...
Quem me olha não calcula com certeza,
o imenso caos que no meu peito existe...

A tristeza que eu sinto ninguém vê...
- E a maior das tristezas é a tristeza
que a gente sente sem saber por quê!...

J. G. de Araújo Jorge

Não é estranho a sensação de sentir falta do que acabamos de conhecer?
Alguém já conseguiu definir saudade?
Alguém poderia explicar por que sentimos falta?
Falta do que, muitas vezes nem sabemos o que é... de quem é... nem como é... nem por que é...
Confuso é sentir, estranho entender...

Simone Braghin

Eu sonhei com você tanto essa noite,que acordei com a sensação de ter sido real.

Adriano Soares

Eu planejo, Deus decide.
Às vezes, tenho a sensação
de que Ele está inerte... calado.
Jamais está ao meu lado!

Dá vontade então, de tudo largar mão...
deixar tudo de lado.

Mas é só por um momento
que me envolve esse sentimento.
Não sou louca de jogar tudo ao vento.
Lembro que Deus sempre está comigo;
pode parecer calado
meio desorientado...

Mas está sempre trabalhando
as coisas do Seu jeito ajeitando... arrumando... organizando.
Mesmo no meio do turbilhão - que minha vida é -
Ele tem tudo sobre controle,
cada coisinha na Sua própria mão.
Viva! Viva!
Ele sabe de cor a melhor direção :)

Rosangela Calza

Relembrar é de alguma forma reviver... Com esse pensamento divido com vocês a ótima sensação que estou sentindo ao relembrar – e reviver – alguns poucos momentos e quem sabe (se não quebrarem mais nada na minha humilde residência) poderão ser mais vários de diversos momentos. Um grupo de otários, com alguns trocados nos bolsos e um enorme dom de fazer qualquer momento ser especial... Horas a fio de parceria, companheirismo, comprometimento com a amizade, mesmo que a pessoa tenha que acordar daqui há uns 78 minutos e quer beber até ver a ultima garrafa vazia.. Sem brigas, apenas diversão... Aí rapaziada, que orgulho sinto ao olhar para trás e ver momentos tão engraçados.. Mesmo que com aquela mesma imbecilidade deliciosa que só as pessoas de bom coração e mente aberta tem o privilégio de ter.

Lívia Chazan

"Porque num dia comum e sem graça às vezes pousa no seu colo uma sensação de benção que te envolve como um beijo."

Elenita Rodrigues

"Aquela sensação de perder a mim mesma é constante, mas sempre fica o perfume da flor. E isso revela o quanto vale a pena continuar sendo Eu."

Andrea Paiva

Eu já quis voltar no tempo só pra sentir denovo aquela gostosa sensação de estar ao seu lado.

Jaqueline Parreiras

(...) tenho sempre a sensação de que meu coração sairá pela boca – e tenho urgências imensas. Sobretudo, tenho urgência em ser feliz! E não gosto de esperar que as coisas se resolvam por si só; quero tocá-las com tudo aquilo que há em mim e fazer acontecer o agora. Mas a vida na sua estranheza toda nos convida, algumas vezes, a compactuar com o tempo.

Erica Gaião

Sabe quando a sua única e melhor amiga te abandona ? é a pior sensação do mundo

Diana Mazzucchelli

Noite

Acabou minha jornada de trabalho
Tenho a sensação de missão cumprida
Lá fora, a noite chega complicada
Vou ficar sozinho com meus pensamentos

Tenho vontade de quebrar meu safári,
rasgar a reserva (que eu nunca fiz) daquele
hotel em Tiradentes e,
depois beber num só gole
aquele uísque que guardei prá nós,
ouvindo “Blosson Fell”.
E adormecer te maldizendo, com
vontade de acordar com a certeza
que tudo não passou de um sonho ruim.

Carlucho Vitaliano

TP 179.
Passaram poucas horas juntos, com a sensação de que seu encontro era mais que uma conspiração de acasos. Não puderam entristecer-se, felizes que estavam com aquela brecha de vida que desenrolava uma fita, que tecia um urdidura rara e frágil. Falaram da vida e do mundo aproveitando cada instante, sem reservas ou medo, sem querer estar em nenhum outro lugar além dali mesmo, ao lado, desfrutando os minutos com a entrega absoluta da iminente finitude. Mereceram esquecer-se da vida que existia fora daquelas circunstâncias, porque concederam-se experimentar as possibilidades, ainda que as possibilidades fossem nada mais do que desejo secreto e improvável. Descobriram que podiam partilhar uma invenção do mundo em que só eles eram o que realmente eram e que lhes permitia serem assim, na simplicidade do acaso, um pouco um do outro como não tinham experimentado ser para ninguém, sem plano ou aquiescência, sem querer. Habilitava-se uma cumplicidade irrepetível que fazia o ar mais doce, mais calmo e seguro, subentendida a singularidade do que estavam vivendo, como se sussurrassem em silêncio para que cada segundo fosse sorvido, gravado, absorvido, tatuado na memória dos sentidos. Sem tristeza ou pesar, procuravam reter tudo o que eram capazes um do outro, relicário de imagens e sons, o riso, a maneira de mexer a boca, erres e esses, a cor das mãos, o nome dito por aquela voz, a marca dos lábios no copo, os cílios inquietos, os cabelos em desalinho, um cheiro de perfume e sono, o formato das unhas, o volume do corpo. Sabiam que não ousariam rebelar-se contra o que se fazia posto e acabado na vida que era para além dali, mas queriam guardar um do outro, ainda que ainda não soubessem, recortes e fragmentos para contarem sua história de outras formas, de outros jeitos, com outro enredo que lhes permitisse experimentar o gosto da boca, dos líquidos, o peso do corpo, o calor das mãos, suas sombras, noites, vento, manhãs. Porque precisavam disso, do que eram e da rebeldia escondida do que poderiam ser, mesmo longe, mesmo reinventados, mesmo nas lembranças imaginadas do que nunca teriam vivido, uma dobradura feita daqueles momentos, como se pudessem transformar os instantes em uma outra coisa qualquer, sem lógica ou tempo, viva por si mesma dentro deles em algum lugar. Secretamente viva e possível, assim que ousassem vivê-la.

Patricia Antoniete