Saudades de Alguém que Já se foi

Cerca de 132 frases e pensamentos: Saudades de Alguém que Já se foi

Saudades

Saudades! Sim... Talvez... e porque não?... Se o nosso sonho foi tão alto e forte. Que bem pensara vê-lo até à morte. Deslumbrar-me de luz o coração! Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão! Que tudo isso, Amor, nos não importe. Se ele deixou beleza que conforte. Deve-nos ser sagrado como o pão! Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! E quem dera que fosse sempre assim: Quanto menos quisesse recordar. Mais a saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca

Saudade

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda

Despedida

E no meio dessa confusão alguém partiu sem se despedir; foi triste. Se houvesse uma despedida talvez fosse mais triste, talvez tenha sido melhor assim, uma separação como às vezes acontece em um baile de carnaval — uma pessoa se perde da outra, procura-a por um instante e depois adere a qualquer cordão. É melhor para os amantes pensar que a última vez que se encontraram se amaram muito — depois apenas aconteceu que não se encontraram mais. Eles não se despediram, a vida é que os despediu, cada um para seu lado — sem glória nem humilhação.

Creio que será permitido guardar uma leve tristeza, e também uma lembrança boa; que não será proibido confessar que às vezes se tem saudades; nem será odioso dizer que a separação ao mesmo tempo nos traz um inexplicável sentimento de alívio, e de sossego; e um indefinível remorso; e um recôndito despeito.

E que houve momentos perfeitos que passaram, mas não se perderam, porque ficaram em nossa vida; que a lembrança deles nos faz sentir maior a nossa solidão; mas que essa solidão ficou menos infeliz: que importa que uma estrela já esteja morta se ela ainda brilha no fundo de nossa noite e de nosso confuso sonho?

Talvez não mereçamos imaginar que haverá outros verões; se eles vierem, nós os receberemos obedientes como as cigarras e as paineiras — com flores e cantos. O inverno — te lembras — nos maltratou; não havia flores, não havia mar, e fomos sacudidos de um lado para outro como dois bonecos na mão de um titeriteiro inábil.

Ah, talvez valesse a pena dizer que houve um telefonema que não pôde haver; entretanto, é possível que não adiantasse nada. Para que explicações? Esqueçamos as pequenas coisas mortificantes; o silêncio torna tudo menos penoso; lembremos apenas as coisas douradas e digamos apenas a pequena palavra: adeus.

A pequena palavra que se alonga como um canto de cigarra perdido numa tarde de domingo.

Rubem Braga

''Saudades! Sim... Talvez... e porque não?... Se o nosso sonho foi tão alto e forte. Que bem pensara vê-lo até à morte. Deslumbrar-me de luz o coração! Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão! Que tudo isso nos não importe. Se ele deixou beleza que conforte. Deve-nos ser sagrado como o pão! Quantas vezes já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doentiamente me lembrar de ti! E quem dera que fosse sempre assim: Quanto menos quisesse recordar. Mais a saudade andasse presa a mim!''

Florbela Espanca

Saudades! Sim... Talvez... e porque não?... Se o nosso sonho foi tão alto e forte. Que bem pensara vê-lo até à morte. Deslumbrar-me de luz o coração! Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão! Que tudo isso, Amor, nos não importe. Se ele deixou beleza que conforte. Deve-nos ser sagrado como o pão! Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! E quem dera que fosse sempre assim: Quanto menos quisesse recordar. Mais a saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca

SAUDADES

Foi por ti que num sonho de ventura
A flor da mocidade consumi...
E às primaveras disse adeus tão cedo
E na idade do amor envelheci!

Vinte anos! derramei-os gota a gota
Num abismo de dor e esquecimento...
De fogosas visões nutri meu peito...
Vinte anos!... sem viver um só momento!

Contudo, no passado uma esperança
Tanto amor e ventura prometia...
E uma virgem tão doce, tão divina,
Nos sonhos junto a mim adormecia!

Quando eu lia com ela... e no romance
Suspirava melhor ardente nota...
E Jocelyn sonhava com Laurence
Ou Werther se morria por Carlota...

Eu sentia a tremer e a transluzir-lhe
Nos olhos negros a alma inocentinha...
E uma furtiva lágrima rolando
Da face dela umedecer a minha!

E quantas vezes o luar tardio
Não viu nossos amores inocentes?
Não embalou-se da morena virgem
No suspirar, nos cânticos ardentes?

E quantas vezes não dormi sonhando
Eterno amor, eternas as venturas...
E que o céu ia abrir-se... e entre os anjos
Eu ia despertar em noites puras?

Foi esse o amor primeiro! requeimou-me
As artérias febris de juventude,
Acordou-me dos sonhos da existência
Na harmonia primeira do alaúde.

Meu Deus! e quantas eu amei... Contudo
Das noites voluptuosas da existência
Só restam-me saudades dessas horas
Que iluminou tua alma d'inocência.

Foram três noites só... três noites belas
De lua e de verão, no val saudoso...
Que eu pensava existir... sentindo o peito
Sobre teu coração morrer de gozo.

E por três noites padeci três anos,
Na vida cheia de saudade infinda...
Três anos de esperança e de martírio...
Três anos de sofrer — e espero ainda!

A ti se ergueram meus doridos versos,
Reflexos sem calor de um sol intenso,
Votei-os à imagem dos amores
Pra velá-la nos sonhos como incenso.

Eu sonhei tanto amor, tantas venturas,
Tantas noites de febre e d'esperança...
Mas hoje o coração parado e frio,
Do meu peito no túmulo descansa.

Pálida sombra dos amores santos!
Passa quando eu morrer no meu jazigo,
Ajoelha ao luar e entoa um canto...
Que lá na morte eu sonharei contigo.

Álvares de Azevedo

Despedida

Eu não podia imaginar as coisas que me aconteceriam, o início foi incerto, confuso e incomum, onde todos os estranhos fariam parte da minha vida, onde todos os cantos teriam histórias escondidas. Aqui passei os melhores anos de minha vida, fize amigos, muitos dos quais, me acompanharão para sempre. Por isso tenho que comemorar!

Esse é um momento especial! É hora de olhar para trás e ver por tudo o que já passei. Sem dúvida, muitas tristezas e conflitos mas, felizmente, por inúmeros bons momentos, de alegria, de vitórias e de cumplicidade.

Devo esquecer aqueles que me impuseram obstáculos infundados e agradecer àqueles que me impulsionaram adiante. É hora, mais do que nunca, de valorizar as amizades e os conhecimentos adquiridos aqui.

Desconhecido

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Pablo Neruda

Talvez seja melhor tentarmos sozinhos
Foi tua esta decisão quando parti
Saímos cada um prum lado cheio de razão
Você chorou por mim e eu te perdi

Não sei o que se passou nessa minha ausência
Porém olhando seus traços vejo que restou
O mesmo se deu comigo não posso esconder
Você se perdeu e ninguém me encontrou

Será que ainda há tempo para o nosso amor?
Será que valeu a pena esse tempo esperar?
Depois do que passamos distante um do outro
Pensando bem não existem motivos pra gente voltar

Não sei o que se passou nessa minha ausência
Porém olhando seus traços vejo que restou
O mesmo se deu comigo não posso esconder
Você se perdeu e ninguém me encontrou.

Saudades

Pai,Pq Vc se foi?
-pq min deixou nesse Mundo Vazio,Sem Graca?
Minha Vida Não Tem Mais Sentido dpois que vc se Foi.

Dhaianne Saudades

Saudades! Tenho-as até do que me não foi nada, por uma angústia de fuga do tempo e uma doença do mistério da vida. Caras que via habitualmente nas minhas ruas habituais - se deixo de vê-las entristeço; e não me foram nada, a não ser o símbolo de toda a vida.

Fernando Pessoa - Livro do Desassossego

"Um dos piores tipos de saudade, é conviver com uma pessoa e sentir saudades de como ela já foi um dia."

Desconhecido

Nem sei porque você se foi. Quantas saudades eu senti. E de tristeza vou viver. E aquele adeus não pude dar. Você marcou em minha vida. Viveu, morreu na minha história. Chego a ter medo do futuro. E da solidão que em minha porta bate. E eu,Gostava tanto de você.Eu corro, fujo dessa sombra. Em sonho vejo este passado. E na parede do meu quarto. Ainda está o seu retrato. Não quero ver pra não lembrar. Pensei até em me mudar. Lugar qualquer que não exista. O pensamento em você...Saudades Eternas, Amor Incondicional, por toda minha vida.

Nanny Miranda

Você se foi e deixou saudades. Não faz muito tempo que você partiu, mas parece que tem muito tempo. Outro dia mesmo eu tinha você em meus braços, hoje você já está em braços de outra. Dói saber disso, dói saber que tudo que eu fiz por você foi em vão.

Amanda Fama

Saudades! Sim... talvez... e por que não?
Se o sonho foi tão alto e forte
Que pensara vê-lo até à morte
Deslumbrar-me de luz o coração!

Esquecer! Para quê?... Ah, como é vão!
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte
Deve-nos ser sagrado como o pão.

Florbela Espanca

Minha estrela se foi...





Sentirei saudades, das nossas bagunças, das nossas gargalhadas, das nossas traquinagens, dos nossos segredos, sentirei saudades da pele de pêssego que só ela tinha, da voz dizendo bom dia tia, do boa noite mais gostoso, sentirei saudades de te ver por horas no computador fazendo confidências com a Thay, das boas lembranças que vc deixou, do recadinho que vc mandava por carta, da vozinha que eu ouvia enquanto estava distante dizendo, " volta logo tia, estou com saudades" .

Deus escolhe sempre os bons para sí, e dessa vez ele escolheu a melhor de todas, a nossa estrela preferida na terra, a filha que eu não tive, a minha companheira de caça palavras de dormidas, das saídinhas básicas pra comer, além de sobrinha - filha, era uma amiga e tanto, guardava meus segredos, ria das minhas artes e amava meu jeito...Adorava o pô-do-sol assim como eu, tinhamos mais em comum que muitos podiam imaginar, todos que a viam diziam " nossa!!! como ela parece com vc" e eu ficava toda orgulhosa por ela parecer comigo....

A saudades hoje filha é sem tamanho, olho para canto da casa e vejo vc, deito na minha cama e imagino vc me dando um monte de carinho, cada cantinho aqui me faz lembrar vc, e não quero esquecer viu, por que foi isso que vc deixou, lembranças maravilhosas, momentos inesquecíveis...

Dói saber que não vou mais ter seu abraço, seu afago, sua voz dizendo " TE AMO DO TAMANHO DO MUNDO" , mas me conforta saber que hoje vc esta ao lado do todo poderoso, é como sua mãe mesmo disse, ela cuidou de sua saúde e da vida vida espiritual, ela te perderia pra Deus, mas não para o mundo, e assim se cumpriu...meu coração tem a certeza que onde vc esta agora, é bem melhor que este mundo...lá, vc não precisa tomar rémedios nem viver em médicos, agora vc esta com o todo poderoso...

Como vc mesmo disse, "dias de lutas dias de glória"...hj vc vive apenas os dias de glórias....a saudade ficou para os que te amam, como vai fazer falta...nossaaaaaaaaaaaa...coração chega a ficar pequeno, mas foi o melhor de Deus pra tua vida...um dia aceitarei isso com mais facilidade, hoje não consigo ainda, vc so queria ser feliz plenamente, agora vc conseguiu...

Minha casa esta vazia sem vc aqui, mas vou levando...afinal de contas...como vc mesmo disse em seus pensamentos...tem gente que vive, vc não queria apenas isso, vc queria mesmo era ser feliz, apesar de todas as suas lutas...Deus ouviu suas oraçãos meu amor....

TE AMAREI ETERNAMENTE MINHA PRINCESA!

Saudades eternas tete, tetí, meu dengo, minha filha, Steffany Reis gomes!

Andreia Oshima

O nosso amor, foi o mais lindo !!!!
Saudades de você....é o que eu sinto todos os dias.
Tu és o meu bem querer, minha paixão, meu amor.....

Jardilino

(...)O que eu senti não foi saudades, foi apenas uma lembrança de um passado, que, diga-se de passagem, ta morto e enterrado tanto para mim, quanto para você. Amém!

Franciane Costa

Suspiros.

E ele se foi, deixando em mim apenas saudades e a incapacidade de aproveitar mais do que deveria.

Carolina Pires

Só sentimos saudades daquilo que nos é ou foi importante Só sentimos saudades daquilo que nos faz ou fez bem Só sentimos saudades daquilo que amamos e SEMPRE VAMOS amar! . . . - - - . .

er