Saudades da minha Cidade

Cerca de 4108 frases e pensamentos: Saudades da minha Cidade

Carta de Seth
Cidade dos Anjos


Sou feito de sentimentos, emoções, de luz, de amor.
Sou a voz que você ouve quando pede um conselho,sou quem te toma nos braços quando necessita,talvez, agora, enquanto lê essas palavras, eu esteja aí, ao seu lado,
olhando dentro dos seus olhos como quem quisesse enxergar
o que teu coração demonstra,mais tarde… à noite, quando você se deita…
sou quem nina seus sonhos sentado ao seu ladoesperando você dormir…
dizendo que tudo vai ficar bem.
Se ao menos você pudesse me perceber,
se notasse o que sinto ao seu lado…
basta você querer,basta por alguns instantes esquecer seus problemas,fechar os olhos, como se nada mais existisse,me deixe chegar perto de ti…
te abraçando…
sinta meu coração batendo ao compasso do teu…
sinta que não está sozinha, nunca esteve!
Apenas esqueceste de olhar mais com os olhos do teu coração…
Então abra os olhos…
veja os meus…
me conheça.
Quem sou eu pra pedir para que me note?
Apenas um anjo que se deixa levar por suas emoções,
que desconhece o que é errado…
se entrega, se rende…
vagando por estrelas, nuvens, pelo céu escuro da noite… olhando pelos outros, despertando amores, anseios,paz nas almas que fraquejam,sentado ali de cima olhando você…
te observando…
deixando, às vezes, uma lágrima caire se fazer uma gota de sereno que te toca os lábios…
lágrima essa por não poder nada mais que apenas te ver…
sentir sem poder tocar.
Manifestando através de pequenas coisas,
como um sorriso sincero nos lábios de alguém que você não conhece,o toque de uma criança a te fazer carinho,
palavras escritas nas páginas de um livro que te chamam atenção,palavras que mexem e emocionam o coração ditas do nada,como um sussurro em seu ouvido…
e se um dia uma brisa leve e suave tocar seu rosto,
não tenha medo,é apenas minha saudade que te beija em silêncio.
Os humanos têm um hábito muito peculiarde julgar
seus semelhantes por sua aparência,de rotular pessoas as quais nunca viram…
apenas pelo modo como ela se apresenta…
porém, consigo ver dentro de cada um o que realmente são…
e me assusto algumas vezes em como podem os humanos
deixar-se levarem por embalagens, por invólucros…
deixam de terem muitas vezes ao seu lado verdadeiros tesouros,amizade sincera, lealdade, companheirismo…
simplesmente por não terem gostado do rosto do indivíduo.
Imagine uma roseira cheia de espinhos,ninguém acreditaria que dela pudesse brotar uma rosa tão bela,sensível e delicada.
É do interior que nascem as flores.
Pude conhecer seu interior…
me deparei com uma flor linda…
e com muitas qualidades.
Se preserve assim…
muitas vezes é melhor sermos o que realmente somos…
a viver como as pessoas acham que deveríamos ser…
Não existe ninguém melhor, ou pior que ninguém…
apenas diferentes umas das outras e essas diferençassão
que mostram quem realmente você é.
Fico assim…
dizendo as coisas que me aparecem dentro do peito,
contando o que se passa em mim, como se estivesse desabafando…
pois Deus nos fez para cuidar dos outros…
e quem cuidará de nós?
Continuarei aqui…
meio que escondido, ao teu lado, te olhando, te sentindo…
esperando para que um dia você deixe seu coração “olhar” e me ver…
daí, enfim, poderia eu mostrar o quanto você é especial pra mim.
Um poema deixado no ar,palavras implorando para viver
como uma estrela que o dia não vêe que espera a noite chegar para poder mostrar-se,a canção de amor que sai da sua boca…
são as coisas que sempre sussurro ao seu coração,
tento traduzir emoções que nunca senti antes,algo realmente novo pra mim,paz, atração, paixão, amor,algo especial…
sincero…
verdadeiro.

Cidade dos Anjos Carta de Seth por Rosinha Fiuza

"Ver você dormindo e sorrindo é tudo que eu quero pra mim"

Cidade Negra

"De repente, estou só. Dentro do parque, dentro do bairro, dentro da cidade, dentro do estado, dentro do país, dentro do continente, dentro do hemisfério, do planeta, do sistema solar, da galáxia — dentro do universo, eu estou só. De repente. Com a mesma intensidade estou em mim. Dentro de mim e ao mesmo tempo de outras coisas, numa sequência infinita que poderia me fazer sentir grão de areia. Mas estar dentro de mim é muito vasto."

Caio Fernando Abreu

Pingo de gente

Pingo de gente, já perdido
pelos cantos da cidade.
Parado nos bares, nos bancos,
pelas ruas tristes da miséria.
Menino na idade,
crescido nos hábitos.
Semblante amargurado,
sem esperanças, sem ilusões,
na crua realidade
de nossa terra.

Brasil sem lógica, futuro
ou piedade.
Exemplo materializado
da guerra do ser
e do não ser.
Brasilidade!

Será a pobreza-criança, fatigada,
abandonada,
a derramar seus rancores
em gritos e apelos?
Infância sem futuro,
marginalizada.

Submissa aos planos
dos doutores,
em miragens heróicas,
e a esquecê-los,
entre o real e a bela fantasia
de construir um mundo
sobre o nada,
em montes de papéis
e de promessas,
que salvarão, por certo,
da agonia
a pátria-criança, abandonada
no lixo pútrido da ignomínia
para que o cancer do descaso
correndo a cada passo
do gigante, a alma fria,
destrua-lhe no embrião,
antes que cresca
o filho pobre a reclamar
justiça, e a vontade
da luta e da conquista
onde o povo oprimido
lhe apareça
a plasmar por si
a própria história,
como a obra-prima
de um grande artista.

Victor Motta

COMO SER FELIZ!!!
Conta-se que no século passado, um turista americano foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio.

O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.

Onde estão seus móveis? - perguntou o turista. E o sábio, bem depressa, perguntou também: E onde estão os seus...? Os meus?! - surpreendeu-se o turista - mas eu estou aqui só de passagem! Eu também... - concluiu o sábio.

"A vida na Terra é somente uma passagem... No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e esquecem de ser feliz."

FenixFaustine

Cidade

A cidade é um chão de palavras pisadas
a palavra criança a palavra segredo.
A cidade é um céu de palavras paradas
a palavra distância e a palavra medo.

A cidade é um saco um pulmão que respira
pela palavra água pela palavra brisa
A cidade é um poro um corpo que transpira
pela palavra sangue pela palavra ira.

A cidade tem praças de palavras abertas
como estátuas mandadas apear.
A cidade tem ruas de palavras desertas
como jardins mandados arrancar.

A palavra sarcasmo é uma rosa rubra.
A palavra silêncio é uma rosa chá.
Não há céu de palavras que a cidade não cubra
não há rua de sons que a palavra não corra
à procura da sombra de uma luz que não há.

José Carlos Ary dos Santos

Conversas, conversas, momentos juntos! Amo isso, mas sua ausência física esta causando muita dor! (Hekeslay Moser)

Saudades

Talvez seja melhor tentarmos sozinhos
Foi tua esta decisão quando parti
Saímos cada um prum lado cheio de razão
Você chorou por mim e eu te perdi

Não sei o que se passou nessa minha ausência
Porém olhando seus traços vejo que restou
O mesmo se deu comigo não posso esconder
Você se perdeu e ninguém me encontrou

Será que ainda há tempo para o nosso amor?
Será que valeu a pena esse tempo esperar?
Depois do que passamos distante um do outro
Pensando bem não existem motivos pra gente voltar

Não sei o que se passou nessa minha ausência
Porém olhando seus traços vejo que restou
O mesmo se deu comigo não posso esconder
Você se perdeu e ninguém me encontrou.

Saudades

A cidade não é a solidão porque a cidade aniquila tudo o que povoa a solidão. A cidade é o vazio.

Pierre La Rochelle

Deus fez o campo, e o homem fez a cidade.

William Cowper

O Cão Sem Plumas

A cidade é passada pelo rio
como uma rua
é passada por um cachorro;
uma fruta
por uma espada.

O rio ora lembrava
a língua mansa de um cão
ora o ventre triste de um cão,
ora o outro rio
de aquoso pano sujo
dos olhos de um cão.

Aquele rio
era como um cão sem plumas.
Nada sabia da chuva azul,
da fonte cor-de-rosa,
da água do copo de água,
da água de cântaro,
dos peixes de água,
da brisa na água.

Sabia dos caranguejos
de lodo e ferrugem.

Sabia da lama
como de uma mucosa.
Devia saber dos povos.
Sabia seguramente
da mulher febril que habita as ostras.

Aquele rio
jamais se abre aos peixes,
ao brilho,
à inquietação de faca
que há nos peixes.
Jamais se abre em peixes.

João Cabral de Melo Neto

O inferno é uma cidade muito parecida com Londres / Uma cidade com muita gente e muito fumo.

Percy Shelley

Se não estiver de acordo, seja ao menos leal, fale lentamente mas pense com rapidez!

Cidade dos Anjos

Quero alguém que sinta o toque da minha mão...

Cidade dos Anjos

Não ofenda, não julgue as pessoas pelo "o que ouviu falar destas".

Cidade dos Anjos

"O destino une e separa pessoas, mas mesmo ele sendo tão forte, é incapaz de fazer com que esqueçamos pessoas que por algum momento nos fizeram felizes."

Cidade dos Anjos

Se não acredita no "amor a primeira vista", não zombe dos sonhos dos outros.

Cidade dos Anjos