Saindo

Cerca de 222 frases e pensamentos: Saindo

Quando estamos saindo de um poço, e olhamos para cima,
o que te dá esperança é a luz do sol,
e quando olhamos para baixo, o que te dá esperança,
é o quanto você já saiu de lá.

Tom Lima

BUSCA

Procuro no escuro
um amor,
Saindo, caindo
Na dor.

Vivendo, querendo
Te ver
Sonhando, amando
Você.

Querendo, Morrendo
Sem Luz,
Achando, chamando
Jesus.

Delírio, suspiro
Da alma
Que vém do além
Pra manter
Minha calma.

Em busca, constante
Se vai,
Em pranto, do canto
Não sai.

Edilson Alves

“Olá querido, tudo bom ? Como vai a vida? E as mulheres, anda se saindo bem nesse assunto? -Espera, essa eu respondo por você. É claro, não é mesmo. Faz um tempo que a gente não se fala, quer dizer, a gente não se fala realmente daquelas conversas que prolongavam até a madrugada, hoje não passa de ‘novidades?’, não é mesmo? {…} Acho que eu nunca disse isso, mas eu sinto sua falta, das nossas conversas, dos sorrisos bobos que você arrancava de mim, tão facilmente. Mas, o que eu mais sinto falta é das nossas brigas, meu Deus, eu amava quando a gente brigava, porque no final sempre havia a reconciliação, sempre com promessas como ‘nunca mais brigaremos’ ou ‘eu te amo para sempre’. Promessas sempre são quebradas não é mesmo? Sabe, isso eu aprendi com você. {…} Mas, me diga, quando foi mesmo que a gente se perdeu? Quando foi que a gente se distanciou tanto assim? Eu juro que não me lembro, você se lembra? {…} Sabe querido, dizem que quando o amor é verdadeiro, ele nunca acaba, mas eu não concordo. Veja o que houve com a gente, simplesmente acabou. Quer dizer, houve um início, não é ? - Talvez não. {…} Eu já escrevi muitas coisas para você, mas você nunca se interessou. Nunca deu a mínima. Você realmente achava que eu te esperaria para sempre? Que eu sempre te amaria, mesmo com tudo o que você já fez e disse para mim? - Se sim, bem, você estava certo. Eu continuo te esperando, continuo criando scripts e escrevendo a nossa história, sozinha. Chega a ser estúpido escrever isso, pra quê? Você não vai ler, como todas as outras cartas, talvez porque você não queira ou porque eu não vou lhe entregar. {…} Ah, garoto, eu te perdi antes mesmo de te ter, e isso dói. Como se fosse um buraco bem aqui, dentro do meu coração. Mas, eu vou te contar um segredo… Foi graças à você que eu encontrei a felicidade, o amor, as borboletas no estômago. Foi bom. Mas, cara, não precisava partir. Você prometeu não ir, prometeu não me deixar, prometeu não me esquecer e eu me pergunto, caramba, será que ele ainda pensa em mim, sabe, quando ele não tem nada para fazer ou quando está no tédio ? Será que ele se lembra de mim quando escuta uma música e começa a sorrir ? Será que ele já imaginou me beijando? A resposta para todas essas perguntas é não, não é verdade? É claro. Por que você pensaria em mim? Por que você me escolheria enquanto há milhares de outras garotas melhores e mais bonitas por aí? {…} Desculpe-me, eu não sou boa em fazer cartas, ainda mais uma carta que nunca chegará em suas mãos, mas eu tenho a esperança de que um dia, por pura coincidência você a encontre, e talvez leia, só espero que não seja tarde demais.”

Indomada

Acordei com o coração saindo pela boca e Não sei o por que. Não é que seja tristeza Mas disso também não tenho certeza.

Evelyne Freitas

Hoje eu estava saindo na rua por sair, sem nenhum propósito. A sorte lembrou de mim e te connheci. Por um simples acaso eu sai na rua e esbarrei em ti. Me apaixonei, amor mútuo. É tudo tão mágico, um simples acaso e estamos apaixonados. É tudo tão lindo, é tudo tão simples. Ela disse eu te amo e eu respondi, não, isso é tão mágico, não pode ser real. Eu te amo e tudo aconteceu tão rapido. Por um acaso. É mágico não?

Overwinning

Homem saindo do banheiro com a camisa meio pra fora, meio pra dentro, pode apostar: o simpático fez o "número 2". Pergunte a ele, de chofre!

Horlando Halergia

Aqui estou eu ligando pra quem não está nem ai pra mim, saindo com gente que eu não gosto, inventando planos e fazendo atividades sem muito foco, comprando coisas que eu não preciso, tudo para tentar preencher o vazio. Mas o buraco está sempre lá, sempre ficando maior, independentes de quantas pessoas estão ao meu redor ou de quantas coisas eu tenha. Independente do quanto eu saiba que sou boa em alguma coisa e que algumas pessoas realmente gostam de mim e querem meu bem. Eu ainda não sei como fazer o vazio ir embora.

Andy

Todas as coisas que eu estou querendo dizer não estão saindo de alguma forma. Aliás, não estão saindo de forma nenhuma. E agora eu já nem sei mais se eu quero dizer. E se for proibido? E se você por algum motivo, sei lá, achar que é com você?

Stéphani Paula

Às vezes acabo saindo com roupas não exatamente surradas, mas também não tinindo de novas, acho confortáveis, não tento parecer que vou à uma festa toda vez que saio de casa.

Andy

Sabe até onde tu podes entrar de cabeça nesse amor?
Até o meio, dai pra frente tu estaras saindo dele!!
Viver intensamente este amor é não dar ouvidos e sim dar os ouvidos a pessoa amada!!!

G. Cesar Rodrugues S.

Estamos saindo da treva para a luz. Vamos entrando em um mundo novo, um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. A almda do homem ganhou asas e afinal, começa a voar.

Charles Chaplin

Errando ao acaso; vagabundeando ; saindo arbitrariamente do assunto que resolveram tratar; devaneio meu.

Erlan Ribeiro

Meu eu contemporâneo saindo dos corredores do dia dos meus olhos
Correndo vias e veias
modernizando minhas alamedas
rasgando chão...

O século passado nascendo como pólvora, expandindo vontades
trazendo elevação da temperatura
Costurando imagens
bordando lembranças...

Novo gênero de mim, relendo antiga poesia...

Canto docemente o que está escrito com o sublime amor me acordando
sacudindo meus pés
Nos apontando para as estrelas que cintilam com cores úmidas e alegres...

A inspiração dos ventos faz colheita da minh’alma
Deixando INFINITOS raios
marcando caminhos, temporal do meu FINITO
Onde foi decorado pelo arco-íris do coração...

Guardador de nossos destinos!

Mônica Parreira 031209

Saindo do Armário?

Escondidinho...
E abre a porta: Buuu!
E risos fluem, puros, do fundo...

Francismar Prestes Leal

Cavalheirismo interesseiro

Saindo da casa da minha namorada, que agora é ex-namorada, isso faz uns três meses, eu acho, fui dar uma passada na praça, coisa que não fazia havia tempo, por causa das repressões do namoro. No caminho encontrei uns amigos e a Margarida. Eu não tinha nada com a Margarida, muito menos imaginaria ter algum dia. Passei apenas pra dar um alô, e já me despedi e Margarida foi comigo até a praça, paramos numa lanchonete, ela não queria comer, ficou fazendo-me companhia enquanto eu comia.

Tivemos uma conversa muito agradável, embora eu não me sinta bem quando estou comendo e conversando com alguém. Tenho medo da imagem bizarra das minhas mastigações e minhas abocanhadas no sanduíche, isso é muito pessoal. Mas eu gostei muito da doçura, da inteligência e da sensatez daquela menina, mas logo vinha à minha mente a lembrança do meu compromisso de namoro.

Meu último ônibus era às vinte e três horas, e trinta minutos, e já eram vinte e três e vinte minutos, ou seja, eu tinha ainda dez minutos até o ônibus aparecer. Ela decidiu ir embora também, não havia mais quase ninguém na praça. Margarida morava ali perto, eu poderia acompanhá-la até em casa, mas mesmo que eu voltasse correndo pro ponto passariam os dez minutos. Eu poderia ir andando pra casa, mas demoraria quarenta minutos, e eu tinha namorada, portanto o cavalheirismo não valeria à pena.

- Tchau Margarida, obrigado pela companhia.

- Obrigado você, boa noite!

Um mês depois eu estava solteiro, e apaixonado por Margarida, e ela nem olhava mais pra mim.

Maldito cavalheirismo interesseiro!

Maicon Carlos

Eu vi um rosto saindo
Em meio à escuridão
Ele me seguia
Pedia algo pra matar a dor que sentia

Mas eu corria e envolta
Por um campo de força
Endurecia meu coração
Mesmo vendo suas mãozinhas
Tremendo da fome
Que aperta
As tripas

Eu vi o rosto daquele garoto
Temendo o frio da madrugada
E o seu colchão era feito
De papelão
Eu via o rosto dele
Em sonhos e pesadelos
E me embriagava na TV
Mas, ele não desaparecia

Fui ao shopping Center
e me empanturrei de batatas
ele veio até mim
disse tia
ajuda aí
eu disse não posso
não tenho
ele foi
andando
e sumiu na devastação
desse mundo
cheio de mins e outros
que se apiedam
e nada fazem
com tanto poder nas mãos

então a última vez que o vi
foi no noticiário
faleceu
por culpa
da minha
inação, da selva onde o pus
sem letras, abraços e alimentação

eu vi o rosto daquele menino
comendo lixo
catando lixo
sendo chamado assim
e eu o que fiz?
pensei : coitado cadê os pais?
tão por ai com drogas
ou já se foram
pro além
e eu não fiz
nada
não exigi que nada mudasse

ele mesmo assim me perdoou
disse tia
vá em paz
que vou engraxar uns sapatos
pra ver se arrumo o que comer
e eu não fiz nada
porque cinqüenta centavos
não ensina nada,
não o alimentaria
nem sequer por um dia
e eu vi seu rosto
em tantos pelo caminho

eu vi o rosto daquele menino
e compreendi
a perfeição
sou um resto de coisas fúteis
que tinha na promoção
e me bitolo nas coisinhas
pequenas que faço no dia a dia
e chamo de vida
e esqueço
que outros estão nela
também

Thallyta Ellen

Noturno

Sou um caminhante noturno
Escuto sussurros sem ritmo
Saindo por entre os escombros
vejo a satisfação dos perigos
O navegar dos desejos
A angústia solta
Como um pêndulo oscilante.
Tenho uma inabalável vontade de viver
Um sentimento qualquer coisa
Alguns desejos bandidos
Outros fantasmas emboscados
Planos, quem sabe?
Fantasias, algumas
A passos rápidos sigo
Rumo ao centro do
Buraco- negro
você me entende?

Paulette Virgínio

Saindo de um pesadelo

Ando em outra
Encontro-me em plena
Operação-resgate
Abominei seu olhar
Complacente e desta
Vez é definitivo
Afinal, não havia
Enredo entre nós
Apenas situações
Eclipsantes.
Eu precisava de
Uma sinfonia
E você me ofertava
Meras partituras.
Quer saber?
Estou saindo de
Um pesadelo.
Dos bons.

Paulette Virgínio

As vezes é melhor que as coisas acabem não saindo perfeitas, pois ai você percebe que elas eram de verdade.

Ana Flávia Cardoso Costa

Tudo estava se saindo tão bem , mais derrepente um trovão invade o momento que nunca imaginaria que ia acontecer.

Laura Colling