Saindo

Cerca de 234 frases e pensamentos: Saindo

Hoje um cara perguntou:
“Ique, estou saindo há três meses com uma mulher.
Sou muito gentil, um cara legal.
Muitas mulheres dizem que eu sou um príncipe.
Mas não sinto que ela está apaixonada por mim.
Eu queria entender.”
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você abriu a porta do carro.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
antes de abrir a porta do carro,
você der aquele amasso.
Sabe, de surpresa.
Você a prende na porta,
e ela arrepia inteira.
Mas lembre-se,
não abra a porta sempre.
O repetitivo cansa.
O espontâneo,
encanta.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você enviou uma mensagem.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
no meio da tarde você ligar e,
fala baixinho um monte de sacanagem.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você a levou para um lugar.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
você a tirou pra dançar.
E com dois passos e um olhar,
a fez sonhar.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você lhe deu um brinco.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
antes de dormir, você deu um beijo e,
a fez sorrir.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você dormiu até o amanhecer.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
você ficar acordado,
até ela adormecer.
E meu velho, pode ter certeza.
Mesmo morrendo de sono,
quando ela fechar os olhos,
você vai dar um sorriso bobo.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você chegou na hora marcada.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
deitou ao lado dela e,
de luz acessa e cara lavada,
a fez se sentir segura e amada.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você a deixou em casa.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
você a fizer dar aquela risada exagerada.
Sabe né?
Aquela que faz ela se sentir apaixonada.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes que,
você colocou uma música no rádio.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
você fizer o coração dela bater mais rápido.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você deu um presente.
Ela irá se apaixonar pelas vezes que,
você não for ausente e,
tiver coragem de dizer o que sente.
Mas lembre-se,
não minta.
Uma hora,
o coração honesto,
reconhece a covardia.
Uma mulher,
não se apaixona pelas vezes
que você a chamar de linda.
Ela irá se apaixonar pelas vezes,
que você mostrar as estrelas e,
cantar a sua música favorita.
Ah meu velho,
como fazer você entender?
Uma mulher,
não se apaixona por coisas óbvias.
Ou em vão.
Ela se apaixona assim,
quando você tem algo que,
da vontade de amar de novo.
E de novo.
E isso é tudo.

Hudson MEnezes

Estou saindo com um garota.
Que quando meu telefone toca,
eu espero que seja ela.
Estou saindo com uma garota.
Que quando ela me beija,
esqueço por um segundou ou dois,
que meu pai está morrendo.
Quando ela me abraça,
esqueço por um minuto ou dois,
o peso e,
a dor que estou vivendo.
Quando ela sorri,
volto a sentir,
que a vida pode ser leve e pura.
Que esse sentimento,
não são 18.000 mulheres que me fazem sentir.
É uma.
É ela.

Hudson MEnezes

AE A MENINA POSTA : "SAINDO AQUI O FACE TA CHATO", MENTIRA É PORQUE O TEMPO DELA TA ACABANDO NA LAN HOUSE ! K k k k k

Vitinhoo.

Não quero ser o cara que fica por ai saindo com várias ao mesmo tempo, não quero ser o cara que em plena segunda feira fala para seus colegas de trabalho quantas pegou no final de semana, quero alguém pra mim, uma única mulher, alguém q possa acordar e dar um bom dia pela manha, duas palavras más que fazem toda a diferença durante o dia quando vem da pessoa certa. E por fim quem não quer dividir seus medos, seu dia de trabalho, quem não quer alguém que se importe com seu bem estar. Não quero ser o cara de sentimentos vazios ou que corre para primeira quando estiver carente, quero uma mulher uma única mulher alguém para caminhar ao meu lado, alguém que é de minha responsabilidade fazê-la feliz e que ela sempre se lembre onde estão os braços seguros que ela precisa.

Fernandes Dumont

Um certo dia encontrei uma Menina corde nome #Pitty saindo da ‪#‎Capital‬ correndo junto de uma ‪#‎Legião‬ de ‪#‎Engenheiros‬ para praia do ‪#‎Hawaii‬.

Paulo Vinício

MANAUS DOS MANAUENSES




Assim que pude ver o sol
saindo do rio Negro,
é que vi o teu segredo
de loucura e de beleza,
o porquê de te amar,
de gostar de ti,
Manaus...
O amor por ti
não é só por nascimento,
era um pouco namorico,
que cresceu durante o tempo.
Hoje já não é só diversão,
é um forte casamento
de amor aos teus encantos.
Teus segredos causam espanto
ao mundo do egoísmo,
que não tem canto tão verde
e por isso te inveja,
te persegue,
por não ter um rio
que, de tão grande,
guarda o sol...

CARLOS ALMIR FERREIRA

Fiz tanto barulho que já não se ouvia mais palavras saindo do meu pensamento, porque não sou de gritar com a boca e sim com a alma. É nojento se expor assim. Eu teria me reprogramado se pudesse, e contado até quarenta se quisesse. Eu me perco no oco ímpeto do espírito, mas sou achada facilmente em um dos subúrbios de SP. Não há nada demais em regredir uma etapa ou outra, ninguém disse que precisa seguir à risca. Vai de cada um sentir ou experimentar o âmago de sofrer, para todos os efeitos criaram os analgésicos. Foi-se o tempo onde os lunáticos eram elite, onde se tornavam os donos do incomum. Agora é tudo muito igual buscando tudo muito diferente, e ninguém se toca em como todos são os mesmos. Se ao menos eu fingisse ser heroína, minha mente eclodiria e eu finalmente poderia gritar. Talvez, minhas dores, meus medos, minhas aflições se revelariam. E, se eu realmente fosse forte, por menos que conseguisse, não esqueceria de mim assim, não me deixaria morrer.

Carolline Milici

Não é nada demais, é bobeira sabe,

mas incomoda.

São só frases sem sentindo saindo da boca de alguém que deveria ser importante pra mim...

isso me entristece.

Ele só troca os horários e tenta me obrigar a dormir ao meio dia,

só cambaleia em minha direção pra perguntar se ainda vou à escola.

Hoje é domingo.

É frustrante.

É deprimente.

É humilhante.

Me obrigo a ignorar,

fingir que nada existe.

É impossível.

E eu transbordo, deságuo, entorno.

E me escondo,

fujo pra algum lugar onde o barulho encubra os meus soluços,

um lugar em que ninguém possa ouvir meu arfar desesperado

Nem eu.

Me sinto idiota, enquanto observo meus olhos vermelhos e os arranhões nos meus braços

no reflexo sem vida no espelho.

Quantas vezes mais isso vai se repetir?

Muitas eu acho.

Bem, enquanto não acaba

eu sobrevivo.

Juliana de P.B.

E saindo daquele torpor, Macunaíma, abriu a boca, bocejando, esticou os braços e disse para si mesmo: Ai, que preguiça! Depois, pensativo, lembrou de seus irmãos que deveriam estar trabalhando no campo. "Ah! não vou trabalhar, não! Vou continuar minha soneca. Afinal, pra que trabalhar? Já tenho uma bolsa-família pra me sustentar!... E, se precisar, faço com que eles repartam comigo o que eles ganharem. E continuou dormindo à sombra da árvore.

Oswaldo Wendel

E saindo daquele torpor, Macunaíma, abriu a boca, bocejando, esticou os braços e disse para si mesmo: "Ai, que preguiça!" Depois, pensativo, lembrou de seus irmãos que deveriam estar trabalhando no campo. "Ah! não vou trabalhar, não! Vou continuar minha soneca. Afinal, pra que trabalhar? Já tenho uma bolsa-família pra me sustentar!... E, se precisar, faço com que eles repartam comigo o que eles ganharem". E continuou dormindo à sombra da árvore.
Oswaldo Wendel in "Macunaíma 2010"

Oswaldo Wendel

Quando vem a inspiração para escrever o Poeta fica em transe, saindo em sua escrita uma verdadeira psicografia de sua alma.

Djalma Pinheiro

O vento suave, aroma de hortelã
As flores se abrindo, o café saindo
Pão de queijo, geléia e maçã.

Chagas Neto

E de tanto dar thau e ninguém responder, você acaba saindo sem se despedir!

Maria Julyane

suponhamos que eu jogue uma pedra num rio e essa pedra assuste um peixe que aí saia saindo quanto a ordem natural e ao que chamamos destino estaria participando ou estaria interferindo?

Forfun

Quando a noticia recebi
Que o amor acabado tinha
Naquele momento senti
Sua alma saindo da minha

João Felipe

Carisma, sorriso fácil
saindo dos lábios, voz agradável
balanço envolvente num swing maneiro
nasceu nos de jackson’s five.

Um líder prodígio,Moleque travesso, mas não podia brincar
o palco era seu berço o microfone seu brinquedo,
na dança ele corria com os irmão pulava de alegria.

anos 80 chegou e 90 ele também dominou, era hora de assumir seu amor
ao palco voltaria, solo e mais pop, o chamariam o rei do Pop
Mais bailarino agressivo com passos do gueto
Num Billie Jean empolgante
unindo técnica, força e voz
com Thriller ou topo
nunca esquecendo do soul que o transformou
escreveu Heal The World
entre outras tantas não faladas
sempre com a voz afinada
Emociava a Man In The Mirror
gritando, cantando, em dicção perfeita
a platéia sempre o ovacionava
A mensagem espero que tenha sido dada
Américas, oriente, Europa e nunca esquecendo a África

Amor, paz, igualdade.

Fique com Deus.

Cícero Ribas

Meu eu contemporâneo saindo dos corredores do dia dos meus olhos
Correndo vias e veias
modernizando minhas alamedas
rasgando chão...

O século passado nascendo como pólvora, expandindo vontades
trazendo elevação da temperatura
Costurando imagens
bordando lembranças...

Novo gênero de mim, relendo antiga poesia...

Canto docemente o que está escrito com o sublime amor me acordando
sacudindo meus pés
Nos apontando para as estrelas que cintilam com cores úmidas e alegres...

A inspiração dos ventos faz colheita da minh’alma
Deixando INFINITOS raios
marcando caminhos, temporal do meu FINITO
Onde foi decorado pelo arco-íris do coração...

Guardador de nossos destinos!

Mônica Parreira 031209

Cavalheirismo interesseiro

Saindo da casa da minha namorada, que agora é ex-namorada, isso faz uns três meses, eu acho, fui dar uma passada na praça, coisa que não fazia havia tempo, por causa das repressões do namoro. No caminho encontrei uns amigos e a Margarida. Eu não tinha nada com a Margarida, muito menos imaginaria ter algum dia. Passei apenas pra dar um alô, e já me despedi e Margarida foi comigo até a praça, paramos numa lanchonete, ela não queria comer, ficou fazendo-me companhia enquanto eu comia.

Tivemos uma conversa muito agradável, embora eu não me sinta bem quando estou comendo e conversando com alguém. Tenho medo da imagem bizarra das minhas mastigações e minhas abocanhadas no sanduíche, isso é muito pessoal. Mas eu gostei muito da doçura, da inteligência e da sensatez daquela menina, mas logo vinha à minha mente a lembrança do meu compromisso de namoro.

Meu último ônibus era às vinte e três horas, e trinta minutos, e já eram vinte e três e vinte minutos, ou seja, eu tinha ainda dez minutos até o ônibus aparecer. Ela decidiu ir embora também, não havia mais quase ninguém na praça. Margarida morava ali perto, eu poderia acompanhá-la até em casa, mas mesmo que eu voltasse correndo pro ponto passariam os dez minutos. Eu poderia ir andando pra casa, mas demoraria quarenta minutos, e eu tinha namorada, portanto o cavalheirismo não valeria à pena.

- Tchau Margarida, obrigado pela companhia.

- Obrigado você, boa noite!

Um mês depois eu estava solteiro, e apaixonado por Margarida, e ela nem olhava mais pra mim.

Maldito cavalheirismo interesseiro!

Maicon Carlos