Resumo Das Origens Do Subdesenvolvimento

Cerca de 7596 frases e pensamentos: Resumo Das Origens Do Subdesenvolvimento

Ser subdesenvolvido não é "não ter futuro"; é nunca estar no presente.

Arnaldo Jabor

A prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do nosso subdesenvolvimento.

Stanislaw Ponte Preta

O que não dá prazer não dá proveito. Em resumo, senhor, estude apenas o que lhe agradar.

William Shakespeare

A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação.

Eça de Queiroz

A fé pode ser definida, em resumo, como uma crença ilógica na ocorrência do improvável.

Henry Mencken

Segunda Chance

Cuide para não conceituar pessoas por seu histórico, por suas origens ou por o que ela aparenta. Isto pode levar a sérios equívocos.
Um homem não é as roupas que veste, não é o lugar de onde veio, nem é o que fez no passado.
Conceituar as pessoas pelo o que fizeram no passado é não confiar na própria evolução do indivíduo, e está claro que todos os indivíduos evoluem em suas vidas.
Além disso, há muito sobre a vida de uma pessoa e seus supostos erros que escapam ao conhecimento e à compreensão de todos, por que há coisas que são essencialmente íntimas, e não é lícito fazer julgamento nenhum, que dirá daquilo que não se tem total conhecimento. (...)
Sim, uma pessoa pode regredir também, mas não é olhando o passado dela que você observará isso, mas com os olhos fitos no presente.
Mesmo que tenham cometidos erros gravíssimos no passado, é possível que essas pessoas se recuperem e evoluam de modo surpreendente, bastando que encontrem ambiente favorável e, no sorriso das pessoas, uma segunda chance.

Augusto Branco

PROCURA-SE ESPERANÇA DESESPERADAMENTE

"Entre idas e vindas me resumo feliz. Entre altos e baixos me resumo equilibrada. Sendo assim, tá na cara e não tem pane: ando meio mal mas vou sair dessa."

Tati Bernardi

"Eu poderia falar três palavras sobre eu mesma e ainda assim seria um resumo."

Martha Medeiros

Certamente é bom que o mundo conheça apenas a obra bela e não as suas origens nem as condições em que foi gerada; pois o conhecimento das fontes de onde provém a inspiração para o artista causaria frequentemente perturbação e espanto, neutralizando assim os efeitos da excelência.

Thomas Mann

Desisti de ser feliz. Agora me sinto muito menos infeliz.

Micítaus do ISSÁS

Chega um dia em que se o homem não deixar tudo para trás não vai para a frente.

Micítaus do ISSÁS

Sertão, argúem te cantô,
Eu sempre tenho cantado
E ainda cantando tô,
Pruquê, meu torrão amado,
Munto te prezo, te quero
E vejo qui os teus mistéro
Ninguém sabe decifrá.
A tua beleza é tanta,
Qui o poeta canta, canta,
E inda fica o qui cantá.

(De EU E O SERTÃO - Cante lá que eu canto Cá - Filosofia de um trovador nordestino - Ed.Vozes, Petrópolis, 1982)

Patativa do Assaré

Resumo



Gerou os filhos, os netos,

deu à casa o ar de sua graça

e vai morrer de câncer.

O modo como pousa a cabeça para um retrato

é o da que, afinal, aceitou ser dispensável.

Espera, sem uivos, a campa, a tampa, a inscrição:

1906-1970

SAUDADE DOS SEUS, LEONORA.

Adélia Prado

Entre idas e vindas me resumo feliz. Entre altos e baixos me resumo equilibrada.

Tati Bernardi

As mulheres preferem os homens mais velhos: gastam mais e as gastam menos.

Máxima do Movimento Machão Mineiro

Há dor que mata a pessoa
Sem dó nem piedade.
Porém não há dor que doa
Como a dor de uma saudade.

Patativa do Assaré

Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome, pergunto o que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará.

Patativa do Assaré

Meus versos é como semente
Que nasce arriba do chão;
Não tenho estudo nem arte,
A minha rima faz parte
Das obras da criação

Patativa do Assaré

Pelé nunca será superado, porque é impossível haver algo melhor que a perfeição. Ele teve tudo: físico, habilidade, controle de bola, velocidade, poder, espírito, inteligência, instinto, sagacidade...

Jornalista do Sunday Mirror de Londres

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

(Adaptação da poesia original ERAM NOSSOS AMIGOS de A. Falcão - Poeta do sol, 21/04/08)

Almany Falcão - Poeta do sol