Redação que Falam quem eu sou

Cerca de 1721 frases e pensamentos: Redação que Falam quem eu sou

Se fosse para fazer uma redação sobre sentimentos, eu conseguiria. Se fosse para escrever sobre constantes mudanças que ocorrem nas pessoas dia-a-dia, eu saberia como definir cada detalhe que se torna único em uma pessoa. Mas escrever, sobre mim, é uma tarefa que consiste tempo. Não é fácil escrever, definir nós mesmos, em instantes ou em até mesmo anos. Existem pessoas que levam anos para se entender realmente e achar alguma graça em si mesmo. Por muito tempo escrevi sem saber que em algum lugar do mundo, poderia existir alguém que se encaixasse em cada palavra que eu dizia, alguém que poderia me entender, mais do que eu mesma. Meus olhos são caminhos que se tornam assombrados no instante e que machucam meu coração. Meus passos, são fontes das minhas escolhas. Nunca tive medo delas. Chorar, sempre foi um hábito. Amar, mais uma de muitas escolhas. Escrever, um vício. Escutar música, uma paixão única. Eu me considero meio antiga, não antiga de velhice. Antiga por gostar do que é do passado ou o que eu considero que seja do presente. Complicado entender uma mente que não tem definições concretas. Eu deveria ser uma completa apaixonada por princípes ou até sapos. Eu já fui, não me agrada mais ter que sonhar com um 'felizes para sempre' Eu acho que meus sentimentos exigem mais do que um pra sempre. Eu quero o eterno, quero algo que vá além das minhas espectativas. Seria uma boa forma dizer que eu quero o que eu compreendo que não exista (pelo menos por enquanto). Pelo simples motivo de existir sentimentos, deveria existir sentimentos realmentes verdadeiros. Eu comecei a percerber que vivo pelo amor, não sei porque, nem ligo se vou continuar a sofrer (algumas vezes). Mas eu vivo, e em certas ocasiões me orgulho disso. Porque só quem sofre, sabe o verdadeiro significado de tentar guardar seu coração para uma pessoa só. O amor exige paciência, tolerância em si. Exige amizade e acima de tudo confiança. Nã existe amor e confiança de um lado só. Eu acho que para uma novata, meus conhecimentos gerais sobre o amor estão melhor do que nunca. Talvez algum dia eu saiba definir tudo o que eu sempre senti, e talvez eu tenha a verdadeira certeza de que meus sentimentos fazem parte de uma mágia única, que só quem prova, entende. Mas enquanto esse dia não chega, meu diário vai ser cheio de incógnitas, respostas, e talvez amores platônicos. Não sou nenhum carro, não gosto que me controlem. Mas meus passos, e meus desejos vão depender só de um controle fatal, um amor que poderá chegar.. hoje ou amanhã.

Beijos Louise.

AmandPetrovic

Tema
Dá-me um tema para que uma redação eu faça.
Por simples que seja, ou difícil se quiseres, mas dizei-me um ao menos para que inspiração eu tenha.
Falai amor – e quando poderei escrever pois tão grande é o significado da palavra quanto as frases que inspira.
Felicidade! Pede que eu faça algo sobre o tema e belas coisas ouvirás.
Mas se alegre não estás, questão não faço, que triste seja a escolha. Que recaia no infinito de uma lágrima de saudade, de dor... que poemas poderiam ser feitos dessa pequenina gota reluzente!
Mas enfim tanto pedi, e supliquei, e tu não me quiseste ouvir.
Sem inspiração fiquei, escrever não pude, minha pena quedou-se tristonha e muda e a cismar fiquei – o tema não encontrei.

RE 1969

Rosa Emília de Carvalho Avelaira

Sinto-me com todos os escudos e nenhuma proteção, com todas as letras e nenhuma redação, com algo para cortar sem saber como usar a faca, com todas as madeiras e sem saber fazer estaca. Sinto-me em uma música sem som, em um refrão inacabado, em uma gaiola aberta, caçando a chave e o cadeado. Sinto-me com asas e sem diretriz, sinto-me em tribunal faltando juiz. Sem puxão ou empurrão, com tudo para não permanecer, sinto-me tentando ser razão, e fraquejando ao reaver. Sinto-me em papel de esboço, estando livre e sendo refém. Sinto-me abaixando as armaduras e, pela primeira vez, sem porém. PORÉM...Sinto-te.

Vanessa Brunt

Sinto-me com todos os escudos e nenhuma proteção, com todas as letras e nenhuma redação, com algo para cortar sem saber como usar a faca, com todas as madeiras e sem saber fazer estaca. Sinto-me em uma música sem som, em um refrão inacabado, em uma gaiola aberta, caçando a chave e o cadeado. Sinto-me com asas e sem diretriz, sinto-me em tribunal faltando juiz. Sem puxão ou empurrão, com tudo para não permanecer, sinto-me tentando ser razão, e fraquejando ao reaver. Sinto-me em papel de esboço, estando livre e sendo refém. Sinto-me ganhando uma vírgula e a massacrando com o meu porém. É que ultimamente ando tanto fugindo e pouco estando, nada posso findar se nada estou iniciando. Apenas tento pôr em mente o lembrete de que esta fase é para minha mente e não para o meu coração, porém desde que tu chegaste desentendo esta afirmação. Destrincho cada fala tua para procurar embuste, até ao que parece ser verdade finjo faltar ajuste. E tento ir embora, mas aquele ponto final da tua frase me prende aqui, e tudo que eu precisava agora era de um erro teu para poder partir. Porque estou com todas as armas, entretanto elas apontam para mim, e nesta casa que me protegia tu és o pravo cupim. Demorei tanto para trancar realmente a porta, e tu tão facilmente entrou: Sem dizer-me se vale a pena a horta, ou se aqui nada ainda plantou. Não me quero nesta desordem, agora basta-me a minha desorganização. Tenho tanto para pôr em ordem, não cabe ao meu outono mudar de estação. E prometo ir, todavia como posso com este desejo de decifrar-te? Apenas segure-me ou solte-me, antes que a minha queda venha a cambalear-te. Quero o céu, tu oferece-me sol. Quero chapéu, tu oferece lençol. E confundo sol com lua, lençol com rua e tu com futuro e chão. Porém, sei. Não há espaço para suposição. Então serei ainda escudo, mesmo sem proteção. Serei ainda a estadia, mesmo com especulação. E quando for para cortar algo, sei que será a mim. Então meu único pedido é que até lá, regues jardim. Que construa, por mais que o fim da história seja com um furacão. Deixe-me marcar tua vida, faça meu escudo cair em redenção. Se tudo for mentira, minta bem e um pouco mais. Só não me mate aos poucos e dê-me um bom motivo quando for para realmente, deixar para trás. Se não, jamais irei e tu jamais ficará. E neste meio termo vou reconstruindo a minha casa e o cupim quem desmoronará. Se não, reerguerei tijolos enquanto tento compreender. E o fim da história, será apenas um capítulo do meu renascer. E quero-te sendo um todo, sendo um livro, sendo nós. Por mais que nada me pertença e que, por fim, prefira ter sido escudo algoz.

Vanessa Brunt

“Se a redação do ENEM tivesse sido um tema livre, certamente eu escreveria sobre você. Gostaria que o professor que corrigisse minha redação nos lesse e dissesse aonde foi que erramos, o que precisamos corrigir pra fazer esse amor dar certo.”
— Talvez o nosso amor precise de ajuda, apenas isso. Bruna

Bruna L.

Não precisa de gramática, dicionario, ou uma complexa redação, basta disser o que sente com rima e imaginação, que a mensagem é enviada com sucesso ao destinatário do seu coração"

Anderson Matheus Cordeiro

O brigado por me fazer parte dos quatro

Simplesmente mantenhamos de pé

Redação então criada com exaltação

A evolução entre pouco tempo, ao invés de vários, sem nenhuma cara, e pouca campanha,

Com bate e bate com sino na porta, e as frestas que vejo e monto as teorias da oposição, da imperfeição cultural.

Se for amanha que seja um novo dia sem mim

Que um dia criado permanece ate o fim.

Livro guardado, tema abafado com sigilo secreto do medo se ausentar.

Divina comedia humana, fundado com o propósito da literatura, e que cavas a sepultura do amanha,com os vícios que tenha a senha que eu não vou te dar.

Vem-se de baixo não me atinge e que finge da perturbação psicológica criada e afastada porque no espaço das ruas que cabe mais um.

E com sino que toca entre varias fofocas com o dom do saber,quem vale com tudo ou cego ou mudo,mudo de lado viajo daqui, me preparo ali, para vir eu tão forte com meus todos secretos que se desvendam, quem entenda, que eu possa partir, da minha longa jornada não é conto de fada que eu assumi. Preparo-me agora da espécie escola para algo aprender.

Obstino a vida e sei que tudo e nada sei, mas em tudo errei dos versos que disse sei que foi burrice eu não explicar para todos que todos que haja no hoje para hoje já era,que a era que passa a inteligência fraca pelo um modo normal e que se o que tal eu não falo nem nada fugindo abertamente deste conto de fada.

Por Lapyerre ——————————

LAPYERRE---(MOISES DA SILVA )

ÚNICO  JEITO  DE  FAZER  REDAÇÃO  É  ASSIM.

Yasmin Huçulak

Você tem me transformado no rascunho da sua redação. Tem me corrigido, me apagado e feito o que quer de mim. Você tem mudado minhas palavras, meu padrão e minhas atitudes. Vem me amassando quando não estou boa, me rasgado para fazer outra e ainda quer que eu fique uma história linda e implacável. Mas, quanto isso custou? quanto tem custado pra mim? Isso você não sabe. Você nunca sabe. Não sabe nada.

Bianca Gregorio

Um beijo vale mais do que mil palavras. Posso escrever uma redação na sua boca?

Ricardo Wallas

Os Jesuítas, soldados de Cristo, surgiram em defesa da Igreja Católica, a qual foi ameaçada e acuada pela Reforma Protestante, criada por Martinho Lutero.
Lutero criou e divulgou suas teses na Catedral de Wittemberg, dividindo e contestando a cristandade romana. Os Jesuítas se esforçaram ao máximo para defender a sua Igreja e religião, que estava amedrontada, logo correram ao mundo com a proposta da Reforma Católica.
Eles percorreram a Europa e procuravam reforçar o catolicismo por meio de ensino. Em suas conquistas, em outros continentes, buscavam expandir-se através da catequese.
Os soldados de cristo levaram ao limite aquilo que os franciscanos e dominicanos haviam começado no final da Idade Média, que era difundir a fé junto ao povo. O animo deles aparecem com nitidez em imagens antigas. Segundo relatos a missão de "procurar ajudar, com a graça divina, a salvação e perfeição dos próximos" foi praticada com muita eficácia.
Contudo os Jesuítas foram e são considerados os salvadores da Igreja Católica, conseguindo defender-se da Reforma Protestando e ainda sim reerguer a estrutura Católica, fazendo com que o povo acreditasse novamente em suas teses.

André Vargas

ONDE ESTÁ VOCÊ?

Onde está você com seus pensamentos nesse momento?
Será que está presente na conversa com os amigos, ou está longe, viajando por lugares distantes?
Onde está sua felicidade agora?
Será que está junto de você, ou está longe, em objetos distantes, em pessoas que se foram, em bens materiais que você ainda não tem?
Onde está seu sorriso agora?
Está em seu rosto, estampando a sua alegria e confiança na vida?
Ou será que foi levado por alguém que não está mais aqui?
Será que seu sorriso ainda depende dos outros?
Onde está a sua vontade de viver, agora?
Está aí mesmo dentro de você chamando-o, a cada minuto, para as oportunidades, para viver os dias, ou está nas mãos de outras pessoas, e você está perdido sem saber para onde ir?
Quem é o dono da sua vida, da sua vontade e da sua motivação?
O que você precisa para ser feliz agora?
Um emprego? Será que você não consegue procurar um pouco mais? Quem sabe mudar os rumos? Ou procurar em lugares onde você nunca havia procurado antes?
Não coloque para si mesmo obstáculos demais!
Será que a felicidade está apenas na conquista de um emprego?
Talvez você precise de um amor.
Então cultive novas amizades! Lembre-se de que a amizade é a fonte do amor verdadeiro!
Procure se aproximar mais das pessoas, quem sabe!
Antes de querer ser amado, ame!
Onde está seu Deus agora?
Será que você já o descobriu dentro de você?
Será que você já o descobriu nas leis maravilhosas que regem o universo? Na proteção que recebemos, nas chances, nos encontros, nas bênçãos da vida?
Será que você já o descobriu nas estrelas, nos mares, nos ventos, no perfume das flores?
Onde está você agora?
No curso mais seguro da vida, tendo sua embarcação sob controle? Ou está à deriva? Distraído pelas ilusões que encrespam o oceano todos os dias?
Onde está você agora?
Buscando um sentido maior para tudo, buscando o crescimento espiritual, ou está preocupado com coisas tão pequenas, incomodado com problemas tão simples?
É tempo de saber onde realmente estamos.
É tempo de repensar muitas coisas, de dar um novo sentido a tudo, de redescobrir as coisas mais simples e possíveis, e recriar a vida,colocando-a em seu curso seguro.
Como nos ensinou o Mestre de Nazaré, onde estiver seu coração, aí estará também o seu tesouro.
Pense nisso!
Por vezes nossos olhares se perdem no espaço à procura de algo que se encontra bem perto de nós.
Outras vezes permitimos que nosso sorriso siga atrelado ao passo de alguém que se afasta de nós...
Nossa alegria, tantas vezes, perde a força por causa de algo insignificante.
Às vezes permitirmos que a nossa vontade de viver se enfraqueça, vencida pelas ilusões e fantasias...
No entanto, para que não deixemos de viver o momento, intensamente, é preciso prestar atenção nas horas, no agora, no hoje, para que não deixemos escapar as mais excelentes oportunidades de construir nossa felicidade duradoura.
Pensemos nisso!

Equipe de Redação do Momento Espírita, a partir de texto de autoria desconhecida

Quando as palavras não saem, as lágrimas falam por você.

Lady Gaga

Essa é a nossa sociedade: FALAM de sentimentos q não sentem... Sentem coisas das quais não falam... Tudo uma busca insana por belezas, riquezas e felicidade absoluta, coisas q só existem nas novelas da Globo!
Temo pelo futuro da humanidade!

Alessandro DeCastro

As pessoas que te criticam, que falam mal de você, não conhecem a trajetória da tua vida o que você teve de passar para chegar até aqui!

Samuel Ranner

Ao nosso redor, se repararmos bem, todos estão passando por problemas e cada um lida de uma forma diferente. Alguns fogem. Alguns choram. Alguns escondem atrás de sorrisos. Alguns ficam calados. Outros falam demais.

Algumas pessoas procuram desabafar com os amigos. Às vezes elas encontram quem possa aconselhá-las e compartilhar de sua dor. Outras vezes não encontram. De uma forma ou de outra, somos nós mesmos que temos que lutar contra nossos dragões. De uma forma ou de outra, no fim, somos nós por nós mesmos.

Eric Ventura

Em silêncio vivo, fala o corpo...
Uma mão agitada, um sorriso morto
fala o que a boca não diz...
Tanto medo, dor, angústia, alegria ou felicidade
nos rostos vistos nas esquinas,
vielas, mansões ou bares da cidade!
O âmago expressado nos olhos
deixa o sentimento exposto!
A índole revela-se humilde, alegre, bondosa
ou arrogante, torturadora, mafiosa, mentirosa.
Rostos que tocam
como o do Papa João Paulo Segundo
um rosto humilde, sorriso amoroso,
um olhar doce e profundo...
Mas os que me tocam mais no fundo
são rostos de crianças, enjeitadas, nas ruas
com seus gritos mudos, expressões tão suas...
O eco destes gritos que se perde




aos ouvidos surdos...
O inquiridor olhar à crueldade do mundo!
Outros rostos assustam pela indiferença
rostos duros, frios, estigma do caráter hediondo,
ferozes marimbondos,
cegos para a dor dos que estão à sua frente,
de egoísmo tão doentes!...
Óculos embaçados, lentes sem grau!
Focam... apenas o próximo degrau...
Insensíveis às mazelas e procelas,
sentimentos embotados,
interesses próprios escancarados...

Os rostos são esculturas vivas!
As mais reais e precisas
talhadas pelas almas que os animam
avaliadas pelos corações que os examinam...
Os rostos falam... E como falam...
Basta olhar para o rosto dos e namorados!

Ragilo felipe

é uns querendo provar que sabem outros nem sabem oque falam.

JayDrin