Recado de Pai pra Filho

Cerca de 5872 recado de Pai pra Filho

Pai Nosso

"Pai nosso..."
- Jesus. (Mateus, 6:9.)

A grandeza da prece dominical nunca será devidamente compreendida por nós que lhe recebemos as lições divinas.

Cada palavra, dentro dela, tem a fulguração de sublime luz.

De início, o Mestre Divino lança-lhe os fundamentos em Deus, ensinando que o Supremo Doador da Vida deve construir, para nós todos, o princípio e a finalidade de nossas tarefas.

É necessário começar e continuar em Deus, associando nossos impulsos ao plano divino, a fim de que nosso trabalho não se perca no movimento ruinoso ou inútil.

O Espírito Universal do Pai há de presidir-nos o mais humilde esforço, na ação de pensar e falar, ensinar e fazer.

Em seguida, com um simples pronome possessivo, o Mestre exalta a comunidade.

Depois de Deus, a Humanidade será o tema fundamental de nossas vidas.

Compreenderemos as necessidades e as aflições, os males e as lutas de todos os que nos cercam ou estaremos segregados no egoísmo primitivista.

Todos os triunfos e fracassos que iluminam e obscurecem a Terra pertencem-nos, de algum modo.

Os soluços de um hemisfério repercutem no outro.

A dor do vizinho é uma advertência para a nossa casa.

O erro de um irmão, examinado nos fundamentos, é igualmente nosso, porque somos componentes imperfeitos de uma sociedade menos perfeita, gerando causas perigosas e, por isso, tragédias e falhas dos outros afetam-nos por dentro.

Quando entendemos semelhante realidade, o "império do eu" passa a incorporar-se por célula bendita à vida santificante.

Sem amor a Deus e à Humanidade, não estamos suficientemente seguros na oração.

Pai nosso... - disse Jesus para começar.

Pai do Universo... Nosso Mundo...

Sem nos associarmos aos propósitos do Pai, na pequenina tarefa que nos foi permitido executar, nossa prece será, muitas vezes, simples repetição do "eu quero", invariavelmente cheio de desejos, mas quase sempre vazio de sensatez e de amor.

Xavier Francisco Cândido

Intimidade
Li em um banner promocional: Que momento, ao lado de seu pai, voce gostaria de ter gravado?

Hoje, cheio de saudade,
Sem ter momento nenhum pra recordar,
Sem ter imagem, sem ter sorriso,
Qualquer jeitinho bom de ele falar,
Eu so queria um minuto
Pertinho do pai querido
Que a saudade me levou,
Que o amor deixou comigo,
E de quem eu já nem sei
Me separar.

Luis Tavares

Kurt Staden



Parece nome de nazista... e era.


Meu pai tinha um amigo, chamado Kurt Staden.


Um alemão de quase sessenta anos, que combatera na frente Russa, na segunda grande guerra.


Esse alemão, andava apoiado em duas bengalas, tinha o rosto todo deformado e um ar austéro.


São Paulo antigamente talvez fosse um pouco mais fria do que é hoje. Por várias vezes vi o Senhor Kurt, sempre de sobre-tudo.


Pouco falava da guerra, mas quando falava reunia à sua volta muitas pessoas.


Uma destas vezes parei e resolvi escutar um pouco o que dizia.


Falou que ficou mais de um ano em uma trincheira em Leningrado; que o frio era horrível e que a carnificina era indescritível.


Os russos atacavam com muitos homens, e os alemães entrincheirados, varriam os batalhões com metralhadoras ponto 50.


Os cadáveres ficavam lá.


O cheiro da morte era insuportável.


Quem não morria pelos petardos e balas, morriam de fome, pois era impossível manter logística de abastecimento de alimentos naquele inverno tão rigoroso.


Desta forma, começaram a comer animais, ratos e por fim, o canibalismo.


Comiam parte dos cadáveres para que pudessem sobreviver.


Os russos em maior número, em determinado momento, começaram a avançar; no rolo compressor chegaram até Berlim.


Tanto era o ódio, que no avanço russo, inúmeras alemãs foram estupradas e mortas.


O Senhor Kurt foi salvo pela Cruz Vermelha, semi morto.


Era apenas um soldado seguindo ordens.


Perdeu uma perna pelo frio intenso e outra quase totalmente destroçada por estilhaços de bomba.


O Senhor Kurt tinha um olhar triste e sempre fitava o infinito, como se estivesse procurando algo que tivesse desaparecido da sua vida.


O Senhor Kurt faleceu no final dos anos 60, aproximadamente há 25 anos após ao término da guerra, sozinho e longe da velha Alemanha.

Roberto dos Santos Vaz

Amar ao próximo como a si mesmo


Este, como todos vocês sabem, é um dos mandamentos do nosso Pai. Mas, algum de vocês já parou para pensar se praticam este mandamento com outras pessoas. Especialmente as que vocês dizem amar de verdade?
Como é esse amor ao próximo? É através de uma ajuda financeira numa hora de necessidade, de um encontro num bar para um bate papo, de um longo telefonema para abrandar as mágoas e dores do outro, através de um carinho ou um gesto de afeto?

O que vocês pensam que uma pessoa que passa por um período de tristeza ou dor profunda precisa? Só disso?

Sem dúvida todos estes atos e ações ajudam muito, mas não são suficientes, porque são temporários e passageiros...
Até porque, com o tempo, se tornam cansativos, repetitivos e esquecidos. Ou lembrados através de cobranças como: Mas você ainda está assim, triste, sem animação de viver? O que mais você precisa para melhorar? O que é que você pretende da sua vida? Viver infeliz? Você parece não querer ser feliz!

O natural, até pelas ocupações diárias de cada um, pela vida familiar de cada um, pelas atribuições do dia a dia, é que pensamos que fizemos o que podíamos. O que estava ao nosso alcance. O resto é com a pessoa!

Agora eu pergunto: Quem não deseja ser feliz? Viver plenamente?

Penso que o que falta a essas pessoas é o amor do outro como a ele próprio – amar ao próximo como a si mesmo! Sem dúvida é um ato de entrega, de dedicação, de dar sem esperar nada em troca... É estender a mão – através dos atos e ações acima citados, mas muito mais que isso! É manter as mãos dadas! É acolher, por no colo, ajudar no lugar de cobrar, dar no lugar de pedir. É ter paciência – muita paciência e, amparar muitas vezes de perto e outras, com o tempo, aos poucos, com um pouco mais de distância. Mas, acompanhar e amparar sempre!


Está certo que a felicidade está dentro de cada um, que a motivação é algo que vem de dentro para fora. Mas, o ambiente que nos cerca interfere e muito.

Luciana Horta

.Nínguém pode abrir mão do poder de escolha
.
Os seus parentes, o pai, a mãe, os filhos tem tudo a ver com você. As encrencas que vc tem em casa também estão certas. São pra vc praticar a paciência:

- Ah, mas eu pelejo para ajudar esse parente meu. Há anos que eu sofro e não consigo. É o filho que me dá problema....

Isso é para vc aprender a conviver com as pessoas sem se meter. Essa é uma das coisas mais dificeis. Se a gente gosta da pessoa, acha que ela é um pedaço nosso e que , por isso, tem o direito de dizer:

- Você não pode ser assim, pq vai sofrer muito. Você tem que mudar.

A gente não pode querer impor a nossa realidade para o outro, mesmo que seja com a perspectiva de salvar e de ajudar, pq o homem sempre age com boa intenção. Mas a gente não percebe que o outro tem o direito de ir pelo caminho que ele escolheu e que desse direito ele não vai abdicar.

Por isso, quanto mais vc é impositor, menos a pessoa o escuta, por mais que vc possa ter razão. A pessoa tem esse direito e vai exercer o direito de fazer o que ela quer, de seguir o caminho que ela quiser.

Quando o ser humano quer impor, quando ele quer negar ao outro esse poder, essa liberdade, esse direito, o outro também se nega a ouví-lo. Nega-se a seguir a sua orientação e nega o seu apoio, nem que isso lhe doa, pq ele nao pode perder o seu direito de escolha.
Você, que impõe, que briga, que fica doutrinando, que fala, fala e deixa os filhos com as orelhas quentes, saiba que isso só serve para vc exercitar o seu comando, que ainda está muito primitivo. As pessoas não funcionam quando os outros querem dominar a sua vontade, o seu direito natural, que é o de escolher e de fazer o que querem. Não adianta assustar, amedrontar os filhos:

- Eu ponho você na rua. Não dou mais dinheiro. Vou pôr você pra trabalhar.

Essas ameaças só fazem com que a revolta cresça. E que o espírito viva à base do medo, em vez de viver à base do entendimento, da compreensão, do porquê das coisas.

.Se ele não está entendendo, vc precisa criar uma situação para que possa sentir a experiência dele, para descobrir as verdades que vai ter que descobrir por si mesmo.

A gente quer salvar o outro, mas ninguém salva ninguém. Cada um tem que fazer o proprio salvamento, porque esse é o imperativo da vida. Se tiver jeito, a gente pode até ajudar bastante, mas se nao tiver, só atrapalha.

Eu vejo que, as vezes, a pessoa que está me pedindo ajuda é a causadora do proprio distúrbio. É ela que causa o distúrbio no filho. A mulher que se queixa do marido é a que causa o distúrbio no marido. Que coisa não??
Sempre que há um queixoso, significa que ele está compromissado com aquilo que é o objeto da sua queixa. Poque é ele mesmo quem provoca aquilo na vida dele.
Como a vida é não?? Não dá pra escapar, não.

Calunga

Meu pai vai ter outro bebê... Só me pergunto, como ele pode cuidar do novo se nem consegue do velho?

Victoria Dowsley

In... Verdades...

Amor de mãe é gratuito.
Amor de pai tem seu preço...
O resto, é apenas apreço?

Francismar Prestes Leal

Não é a relação da criança com a mãe que é central, ou sua relação com o pai, mas sim sua relação com o relacionamento deles.

Whitaker

[Meu Pai Dizia]

Um dia foram pais carinhosos,
Hoje não são mais do que idosos.
Pelos aprendizes são mal tratados,
Vivendo uma vida de aposentados.

Em um dia foram mestres,
No outro foram fardos.
Membros de um grupo desgarrado,
Pais da evolução, filhos da perdição.

E o velho retirante se coloca a caminhar,
Na busca por um fio do passado a restaurar,
Passado em que sentiu orgulho de viver,
Viveu e assumiu paixões no entardecer,
Sem medo do escuro dominar sua clareza,
Usou toda a artimanha era o rei da esperteza,
Não detinha um centavo mais foi o mestre da nobreza.

Ouvimos os murmúrios, aprendemos os martírios,
Sentimos o perfume mergulhando sobre os lírios,
E no final da trilha te sobraram dois destinos,
Ou o asilo ou o exílio, mas eu prefiro o Sol Divino,

Um dia eu ouvi meu Pai dizer:
Só morre de verdade quem não viver,
Porque quem vive e faz por merecer,
Jamais verá o eterno anoitecer.

Um belo dia !
Meu Pai dizia...

Michel F.M.

Sou reflexo do meu pai e da minha mãe, sou o reflexo da minha vida. Sou o que sempre quis ser, estou no lugar que sempre quis estar, sem arrependimentos e sem ressentimentos. Com muita esperança e alegria que o dia de amanhã será um presente, como todos os dias de minha vida.

Lilian Viana

Sorriso entre o pai e a filha
Abraços entre amigos e irmãos
Paisagens de união no verão
Do mundo e seus encontros profundos...
Do beijo molhado, do abraço suado
Do olhar de uma mãe para um filho...
Do vento no rosto.
Da formatura esperada e venerada
Da corrida...
Da chegada de uma vida para esta vida...
Das esquinas
Da neblina
E até da partida, que pensa que terá outro encontro...
na verdade era só despedida.
Os momentos correm como o vento
E o tempo escorre por entre o vão da porta...
Mas tem uma máquina, a máquina do tempo que para qualquer
doce
amargo
lento
forte momento...
Fotografa, retratando o retrato da vida de todos...
Deixando transparecer até sentimentos...
Assim é a fotografia, como a poesia...
Eterna, eterna...

Camila Senna

Se não aceito todos como meus irmãos,
Não posso dizer "PAI NOSSO".
Se digo "QUE ESTAIS NOS CÉUS",
Não posso amar tesouros na terra.
Se louvo dizendo "SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME",
A minha fé não pode ser por interesse.
Se peço 'VENHA A NÓS O VOSSO REINO",
Tenho de amá-lo sobre todas as coisas.
Se quero que "SEJA FEITA A VOSSA VONTADE",
Não posso satisfazer apenas os meus desejos.
Como dizer "O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE",
Se não reparto o meu pão com os necessitados.
Como pedir "PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS ASSIM COMO NÓS
PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDOS",
Se continuo ofendendo e não perdoando o meu próximo.
Como suplicar "E NÃO DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO
MAS LIVRAI-NOS DO MAL",
Se nada faço para o mundo melhorar.
Como dizer "AMÉM",
Se meus lábios enganam meu coração.

JOSE AUGUSTO CAVALCANTE

Meu Pai costuma dizer sempre: Quando você morrer, se tiver feito cinco amigos verdadeiros, então você teve uma vida notável.

Inconnu

A vocação para homem público deve ter como essência ver em cada pai seu próprio pai, em cada mãe a sua mãe, em cada filho os seus e em cada ser humano o seu irmão.

Jean Carlos Sestrem

Pai, Papai, Papi, Paizinho, Paizão.

Eu te amo de montão.

Porque é coisa de pai assistir futebol com os filhos, é coisa de pai ensinar a andar de bicicleta, a nadar, a guiar, a se defender verbalmente ou não. é coisa de pai não gostar de genro, achar que a filha vai ser pra sempre a sua menininha. é coisa de pai amar incondicionalmente e sempre te apoiar quando você esta certa ou errada. é coisa do meu pai ser o melhor pai do mundo, me amar do jeitinho que eu sou até porque eu sou do jeitinho que ele é. é coisa do meu pai esse amor que não cabe em mim, só porque eu o amo demais.

B.

Tainara Bullara

Complicado conversar sobre relacionamentos com o meu pai. Simplesmente porque eu acabo chorando com tudo o que ele diz.

Emanuelle Mendes

O segredo do sucesso? Honrar pai e mãe! Não adianta se declarar nas redes sociais e tratá-los mal - pior até que um desconhecido. Tem pais por aí que nem sabem que são tão amados - a menos que façam parte de alguma rede e sejam amigos do filho por lá. Honrar pai e mãe é mandamento, e Deus em momento algum disse que era para fazer isso se eles fossem perfeitos. Ele ordenou que eles fossem honrados e ponto. Às vezes, a vida da pessoa não vai pra frente, e dentre outras questões, eu creio que isso pode sim influenciar, e muito! E melhor começar a pensar nisso agora do que mudar a foto do perfil com o luto e se lamentar pelo resto da vida por não ter sido um bom filho. Você faz um monte de besteiras o tempo todo e Deus - seu pai, sempre te perdoa... Será que foi por isso que Ele exigiu que os pais fossem honrados sem mencionar possíveis falhas que eles tivessem? Desconfio que sim...

Angélica Araujo

Eu tenho um pai, uma mãe, um irmão que me pentelha, uma irmã que me debocha e eu tenho a mim mesma, que agüenta eles. Porque é isso que nós fazemos: aguentamos a nossa família por amor.

Isadora Lustosa