Quero Mudar dar a Volta por cima

Cerca de 11511 frases e pensamentos: Quero Mudar dar a Volta por cima

A natureza do mundo está sempre a mudar, ou é a verdadeira natureza que triunfa sobre a aparência?

Pieyre Mandiargues

Qual é a única aptidão comum a todos os homens? É a aptidão de mudar.

Lancelot Andrewes

As pessoas que querem mudar nunca são felizes.

Leslie Hartley

... e como um simples olhar ou um simples sorriso pode mudar tudo...

Jacson Fernando Heiderscheidt

Deus, me conceda serenidade para aceitar o que não posso mudar, tenacidade para mudar o que posso e boa sorte para não fuder tudo com muita frequência.

Stephen King

"Amar é superar-se." (Oscar Wilde)

"Amar é mudar a alma de casa." (Mario Quintana)

"Amar é comprazer-se na perfeição." (José de Alencar)

"Amar é receber um vislumbre do céu." (Karen Sunde)


"Amar é saborear nos braços de um ente querido a porção de céu que Deus depôs na carne." (Victor Hugo)

"Amar é ser levado a ter prazer na perfeição, no bem, ou na felicidade do objeto amado." (Gottfried Wilhelm Leibniz)

"Amar é admirar com o coração; admirar é amar com o espírito."
(Théophile Gautier)

"Amar é descobrirmos a nossa riqueza fora de nós."
(Émile-Auguste Chartier, "Alain")

"Amar é uma necessidade do coração; fazer amor é uma ocupação do espírito." (Nicolas Chamfort)

"Amar é humano; e nos acontece pela força dos deuses." (Plauto)

"Amar, é ver-se como um outro ser nos vê, é estar apaixonado pela nossa imagem deformada e sublimada." (Graham Greene)

"Amarmo-nos é lutar constantemente contra milhares de forças ocultas que brotam de nós mesmos ou do mundo." (Jean Anouilh)

"Amar é uma mistura de alegria e medo; de paz por um lado e ameaça de guerra pelo outro. É pensar que a felicidade tem nome e endereço. É temer não estar à altura. É sofrer tanto quanto querer." (Bruno Campel)


"Amar é cansar-se de estar só: é uma covardia portanto, e uma traição a nós próprios." (Fernando Pessoa)

"Amar é encontrar na felicidade de outrem a própria felicidade."
(Gottfried Wilhelm Leibniz)
"Amar bem é amar loucamente." (André Suarès)

"Amar é fazer pacto com a dor." (Julie de Lespinasse)

"Amar é ser estúpidos juntos." (Paul Valéry)

"Amar é metade de crer." (Victor Hugo)

"Amar é também agir." (Saint-John Perse)

Desconhecido

Se não for para mudar, a gente nem mexe. Se não for alto, a gente nem ouve. Se não for para aparecer, a gente nem marca. Se não for para chocar, a gente nem diz. Se for para acontecer, a gente nem começa. Se não for para lembrar, a gente nem age. Se não for para amar, a gente nem gosta. Se não for para curtir, a gente nem vai. Se não for para fazer, a gente nem fala. Se não for para conseguir, a gente nem tenta. Se não for para ser nosso, a gente nem quer. Se não for para aprontar, a gente nem arrisca. Se não for para lutar, a gente nem vive!

Desconhecido

Um Adeus

Se um dia me encontrares na rua, não precisa mudar de calçada.
Pense logo que somos estranhos e que entre nós nunca ouve nada.
Parra não cruzar teus olhos nos passarei por você sem rancor, sem lembranças que um dia entre nos ouve um grade amor.
Nossos sonhos nossos sonhos são tão diferentes assim o destino escreveu...
Tentarei encontrar m outros braços o amor que entre nós não viveu!

Desconhecido

Quer mudar comece por você

Alimenta-se sempre a idéia de coitadinho em seu coração, onde é que você pode estar? Sempre na posição de coitadinho, uai. A vida o trata como coitadinho. Mas o dia em que você enche a paciência e diz: "Chega de coitadinho", você reage e a vida reage também.
Os outros não tem nada com isso. Tudo é você. Não venha me falar de Deus, porque Deus é perfeição. Deus é a vida. Mas é você quem vai decidir, porque tem livre-arbítrio, poder de escolha. Agora mesmo você pode acreditar no que esse negro está dizendo ou nem dar bola. Você é livre. E quem pode com você? Ninguém pode. O que é seu, é seu. Seu poder de escolha é seu. Ninguém pode interferir aí dentro. Mesmo que eu tentasse interferir por fora, pressionando, você, aí dentro, poderia me rejeitar:
- Besteira.
Esse planeta aí é bom para quem é bom. Para quem pensa nas coisas boas, quem resolve lagar os medos, as besteiras. Medo de responsabilidade. Uai, quem pode viver sem responsabilidade? Todo mundo tem e vai sempre ter. Por mais mendigo que você seja, tem que pensar no prato de comida que tem que arranjar. É sua responsabilidade manter você vivo, procurar comida nem que seja na lata de lixo. Quem que não tem responsabilidade? Todo mundo tem. Besteira. Quando a gente vai perdendo as besteiras, vai tirando as barreiras, os pensamentos atrasados que fazem da vida da gente um inferno.
Tem gente que sabe fazer as coisas boas mas não faz. Se a pessoa já aprendeu a resolver o problema dela através da negociação, do jeitinho, se já sabe fazer as coisinhas um pouco melhor mas, de repente, resolve apelar para a guerra, para a matança, para a ignorância, essa pessoa, no primeiro tiro que der, leva outro na cara. Volta para ela. Mas só volta olho por olho, dente por dente, se a pessoa não estiver fazendo o melhor dela. Se, logo em seguida que ela levou aquilo, resolver mudar, acaba tudo.

- Não, não, vou fazer o meu melhor.
Fez o melhor? Acabou tudo. Doença, sofrimento, tudo isso é criado por nós e pela nossa ignorância. Se você está fazendo seu melhor, as coisas vão bem. Muitas vezes, para você, o melhor é evitar o dinheiro, porque assim você não tem problema. Então, quando está atraindo o melhor para você, está atraindo a pobreza, porque ser pobre é melhor. Mas, o que é melhor para você? Provavelmente não é o que você sonha, o que gostaria, mas é o que você acredita. Acredita que riqueza é perigoso. Então na hora do melhor, o que vem? Pobreza, porque você acha que é bom.
Não ter amor é bom, porque você fica seguro. As coisa complicadas, é bom, porque tem valor. Então você fica caçando as coisas raras, difíceis, para se sentir valorizado. Compra aquela pedra rara, aquela roupa rara, só para se sentir valiosa. Uai, quando você procura o que é bom, vem o quê? O difícil. O seu critério do que é bom é o difícil. Foi você quem fez. O dia em que mudar: “Não, só o facinho é que é bom", vem tudo fácil. Tudo está na cabeça da gente, as melecas das porcarias em que está acreditando.
A maioria das pessoas para acreditar em besteira é um desgosto. O outro falou, já acreditou. Ouve as bobagens que os outros falam. Parece que tem preguiça de pensar. Mas a vida judia, porque o que você planta, você colhe. Então, vai ter que repensar tudo, queira sim, queira não. Pois, você é a lei. Você falou, declarou, está escrito. Falou mal o outro, desejou para o outro, vem no seu caminho. Quando desejou, declarou e quando declarou virou lei.
Todo mundo gosta muito de lutar para mudar de vida, para melhorar, para conquistar todo o tipo de desejo, mas não adianta lutar não.
Deixem que o ser que emerge o seu espírito fique no bem na Luz, no seu colorido e na sua beleza natural. Pelo amor de Deus, não trilhem esses caminhos de mudar tudo em vocês para melhorarem e agradarem aos outros para vocês melhorarem basta se cuidar, amar-se, aceitar-se.
Larguem as ilusões e os modelos que atormentam as suas cabeças e entrem no vazio, no nada, que tudo de bom atrai.
Vão lá para o vazio do seu peito, vamos! Lá está a verdade.
Larguem a cara fechada, sem brilho, afinal, por que vocês estão fechando a cara? É um tal de fechar a cara, de fechar os braços, de cruzar as pernas; é um tal de segurar tudo em vocês, de se esconder do mundo e dos outros, com um medo danado de se mostraram como são.
O que vocês estão segurando tanto?
Vocês sabem que quanto mais lutam, menos têm; que quanto mais desejam, menos recebem. Isso acontece porque vocês vivem desconectados da própria verdade, do seu espírito.
Reparem como tem sido as coisas do “vem” na vida de vocês: amor vem, dinheiro vem, oportunidade vem, solução vem, enfim, tudo vem, independentemente da sua vontade, e somente na hora que tem de acontecer.

Vem!
Eu queria muito que vocês ficassem na posição em que “tudo vem”.
Pra que pelejar? Qualquer caminho é caminho. Por que vocês ficam escolhendo caminhos?
Parem de lutar, parem de correr atrás das ilusões, parem de querer escolher coisas que vocês achem melhor para suas vidas.
Larguem também a própria idéia de felicidade, porque todas as formas de felicidade que vocês criam para procurar a felicidade são um monte de ilusões.
“Não há felicidade nas nossas ilusões. Só o nosso espírito sabe onde e o que é bom pra nós. Quando ele age assim, livre, ele tudo nos dá.”
No começo, a gente até estranha o que recebe, parece que não é bem o que queremos. Mas depois percebemos que tudo tem a ver conosco, que tudo é muito bom, maravilhoso e mágico.
E na paz, na soltura, tudo nos vem de forma fácil. Porque quando é do quere do espírito, tudo bate na porta da nossa casa com a maior felicidade do mundo.
Mas, quando não é para ser nosso, quando é fruto do nosso “quero porque quero”, a gente fica pelejando, lutando, matando-se por pouco.
Por muito pouco.

.O espírito quer abundância, ele gosta de folga e liberdade. Compromissos são apenas tarefas que nos prendem ao mundo exterior, e não são liberdade do espírito.
E de que adianta pra vocês esta preocupação com os compromissos? Muita dor, não é?
Mas então vem o espírito e mata vocês, mostrando que estão preocupados à toa.
De que adianta se preocupara com o que não tem solução imediata? O que não tem solução, solucionado está. O que não pode ser feito, feito está.
Não adianta sofre porque conta do banco está negativa ou porque o empréstimo venceu. Isso tudo só leva a um enfarto e pronto .... morreu! O banco fica com a dívida e o seguro paga, mas pra você acabou. Então, de que adiantou a sua preocupação?
Pois é, a gente gosta das coisas muito certinhas, não? A gente foge das coisas desonestas. Mas mesmo assim, o espírito traz, o espírito tudo provê na hora certa, não precisamos entrar na fantasia da desonestidade.
Às vezes tem gente por aí que entra na desonestidade para conseguir as coisas, “força muito a barra” até se comprometer . É claro que vai atrair desonestidade, traição, doença, e fazer da vida um inferno de preocupações. Atrai bagunça, desarranjo, desordem e loucura na vida. E o pior é que tudo isso pra nada ...

.Larguem, então, insisto, fiquem no seu espírito. Tudo o que vocês precisam vem do astral. Até lição de vida.
Soltem-se no vazio do peito, deixem a cabeça ficar naquela incerteza gostosa. Esqueçam essa mania de ter certeza, de querer ter segurança.
Deixem o espírito tomar o leme, deixem no guiar sua vida, deixem as forças divinas funcionarem. Vocês vão tocando, vivendo um dia de cada vez. Não deixem suas cabeças atormentarem os seus espíritos.
A cabeça tem que ficar na “boa” , na paz mental.
Paz minha gente. Paz.
Paz na sua vida. Nada é mais importante, o resto só faz vocês se preocuparem e sofrerem.
(Calunga, do Livro verdades do Espírito)

Luiz Gasparetto

Fama

Nosso caso de amor pode gerar rumores
mudar o tom do nosso humor
como o som do liquidificador
interferindo em nosso som
e nós que vivemos em contradição
um pouco de culpa, um muito de tesão
talvez temamos essa interferência
talvez isso desate o nosso laço
os dois em xeque e talvez mate
ou torne escasso...
o que nos parecia excesso
talvez vire o nosso amor do avesso
e essa intimidade acabe
please please
não conte para ninguém o que você sabe.

Bruna Lombardi

Nem que eu lute contra mim todos os dias. As coisas vão mudar.

Caio Fernando Abreu

Strip-Tease

Chegou no apartamento dele por volta das seis da tarde e sentia um nervosismo fora do comum. Antes de entrar, pensou mais uma vez no que estava por fazer. Seria sua primeira vez. Já havia roído as unhas de ambas as mãos. Não podia mais voltar atrás. Tocou a campainha e ele, ansioso do outro lado da porta, não levou mais do que dois segundos para atender.

Ele perguntou se ela queria beber alguma coisa, ela não quis. Ele perguntou se ela queria sentar, ela recusou. Ele perguntou o que poderia fazer por ela. A resposta: sem preliminares. Quero que você me escute, simplesmente.

Então ela começou a se despir como nunca havia feito antes.

Primeiro tirou a máscara: "Eu tenho feito de conta que você não me interessa muito, mas não é verdade. Você é a pessoa mais especial que já conheci. Não por ser bonito ou por pensar como eu sobre tantas coisas, mas por algo maior e mais profundo do que aparência e afinidade. Ser correspondida é o que menos me importa no momento: preciso dizer o que sinto".

Então ela desfez-se da arrogância: "Nem sei com que pernas cheguei até sua casa, achei que não teria coragem. Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história."

Era o pudor sendo desabotoado: "Eu beijo espelhos, abraço almofadas, faço carinho em mim mesma tendo você no pensamento, e mesmo quando as coisas que faço são menos importantes, como ler uma revista ou lavar uma meia, é em sua companhia que estou".

Retirava o medo: "Eu não sou melhor ou pior do que ninguém, sou apenas alguém que está aprendendo a lidar com o amor, sinto que ele existe, sinto que é forte e sinto que é aquilo que todos procuram. Encontrei".

Por fim, a última peça caía, deixando-a nua: "Eu gostaria de viver com você, mas não foi por isso que vim. A intenção é unicamente deixá-lo saber que é amado e deixá-lo pensar a respeito, que amor não é coisa que se retribua de imediato, apenas para ser gentil. Se um dia eu for amada do mesmo modo por você, me avise que eu volto, e a gente recomeça de onde parou, paramos aqui".

E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca.

Martha Medeiros

Manifesto: Quero o meu lado mulherzinha de volta
(ou em outras palavras: até que ponto a gente sabe administrar o rebolado?)

Primeiramente devo dizer: a culpa não é de ninguém. Não me atirem pedras nem queimem meus sutiãs, que me são tão raros, caros e meus. Ando pensando muito sobre a questão ying/yang na sociedade e dentro de nós (minha monografia foi sobre a revolução feminina e a repercussão na publicidade atual) e o que eu vejo não são mulheres independentes e felizes com seus novos papéis, nem homens satisfeitos com um ter-que-ser que não combina com seus antigos moldes. O que enxergo são homens e mulheres perdidos e insatisfeitos, loucos por colo e amor, loucos por si só e loucos de saudade. Sim, loucos de saudade. Eu quero ser mulher de novo, estou cansada de virar homem tantas vezes por dia, tendo que resolver a vida e o mundo. Tenho que trabalhar, pagar contas, impostos, saber tudo sobre contabilidade, escrever, recitar Vinicius, ter uma bunda dura, um cabelo macio, quinhentos e cinqüenta e cinco cheiros gostosos pelo corpo, pés e mãos bem-feitos, saber o que está passando no cinema, ler de Sartre a Vogue, ajudar família, amigos, colocar os quadros novos na parede, responder e-mails, saber se o chassi do carro foi adulterado (!?) e estar linda e com a pele fresca quando aquela pessoa que você joga charme há meses te chamar pra sair. Ok, você toma banho em segundos, reclama com sua mãe pelo telefone enquanto decide o que vestir (a eterna dúvida do primeiro encontro) e tenta se focalizar em ser mulher. Apenas mulher. (Mesmo que tenha um bilhete em cima da mesa dizendo para entrar em contato com o contador com a máxima urgência). Máxima urgência? E o interfone toca e você está com duas blusas na mão, nenhum sapato no pé e uma interrogação bem no meio da maquiagem. O espelho não mente: você está ligeiramente linda, confusa e cansada. Mas pega a bolsa e vai... (Afinal, arriscar é viver!). No elevador você pensa, enquanto dá o ar da graça com o eterno blush (amigo de todos os posts e horas): o mundo está invertido ou será que sou eu? E você não encontra respostas mas encontra o cara. Parado. Mudo. Com um olhar bonito e alguma expressão que você não entende. Aí te vem a mesma imagem de minutos atrás: olha o ponto de interrogação bem no meio da cara dele... O cara não sabe o que fazer. Não sabe se abre a porta do carro, se escolhe o restaurante, se te beija, se te come ou manda embrulhar, se leva flores no dia seguinte, se conversa sobre poesia, sobre filhos ou musculação, tudo porque está na dúvida se você vai achar lindo ou vai rir na cara dele. Tudo porque ele está perdido, mas... Caramba! Você também está. Não sabe se ele tem a mente aberta igual aparenta ou se é mais careta que seu pai. E ninguém se percebe. O cara te acha inteligente, gostosa, divertida e acha que você é moderna demais pra gostar de uma mensagem fofa no dia seguinte. Meninos, é mentira. A gente gosta. Tem gente que pode não gostar, mas eu gosto. Vivemos num momento de transição e conflitos, fica difícil entender. Nada mais normal. Eu, por exemplo, trabalho, tenho minha casa, sou forte por acaso mas tenho meu lado mulherzinha que não me deixa. Sou emotiva, sensível, choro à toa, rodo a baiana, mas espero o telefone tocar, tenho meus nhem-nhem-nhens e estou cansada. Cansada de ser racional. Cansada de tomar iniciativa, cansada de ser homem em cima do salto 15. Por isso, em nome do meu equilíbrio, da falsa modernidade e dessa bagunça que virou um simples abrir ou fechar de portas, eu me atrevo a dizer: toda mulher tem seu lado mulherzinha. Rapazes, sejam fortes e persistentes! Nós somos complicadas mas contamos com vocês!

Fernanda Mello

Vi-me de volta à cidade sepulcral, ressentindo-me da visão de pessoas andando apressadas pelas ruas para roubar um pouco de dinheiro umas das outras, devorar suas infames comidas, engolir sua insalubre cerveja, sonhar seus sonhos insignificantes e tolos. Elas invadiam meus pensamentos. Eram intrusas cujo conhecimento da vida era para mim uma irritante impostura, porque eu me sentia tão certo de que não podiam conhecer as coisas que eu conhecia. O porte delas, que era simplesmente o porte de indivíduos vulgares tratando de seus negócios na certeza de uma perfeita segurança, era ofensivo como o ultrajante pavonear-se da loucura diante de um perigo que é incapaz de compreender. Eu não tinha qualquer desejo particular de iluminá-los, mas sentia uma certa dificuldade em impedir-me de rir na cara delas, tão cheias de estúpida importância.

Joseph Conrad

"O que os outros recebem de mim reflete-se então de volta para mim, e forma a atmosfera do que se chama: eu."

Clarice Lispector

Ela, volta e meia, era uma mulher...

Clarice Lispector

A gente tem que mirar no alvo e atirar, pronto, foi. A flecha não volta. Se acertamos ou erramos, não tem volta. (...) Quem sobreviverá a mim carregando meu olhar, minha voz, o jeito com que mexo as mãos? (...) Não choro porque não há perda, há apenas a interrogação, o "como seria se". (...) Estou triste, mas sou alegre, e nada mais a reclamar.

Martha Medeiros

Sem açúcar

Todo dia ele faz diferente
Não sei se ele volta da rua
Não sei se me traz um presente
Não sei se ele fica na sua
Talvez ele chegue sentido
Quem sabe me cobre de beijos
Ou nem me desmancha o vestido
Ou nem me adivinha os desejos

Dia ímpar tem chocolate
Dia par eu vivo de brisa
Dia útil ele me bate
Dia santo ele me alisa
Longe dele eu tremo de amor
na presença dele me calo
Eu de dia sou sua flor
Eu de noite sou seu cavalo

A cerveja dele é sagrada
A vontade dele é a mais justa
A minha paixão é piada
A sua risada me assusta
Sua boca é um cadeado
E meu corpo é uma fogueira
Enquanto ele dorme pesado
Eu rolo sozinha na esteira

Chico Buarque

O que muda na mudança,
se tudo em volta é uma dança
no trajeto da esperança,
junto ao que nunca se alcança?

Carlos Drummond de Andrade

(...) a alma deseja voar “de volta para casa”, para o mundo das ideias. Ela quer se libertar do cárcere do corpo.

Platão