Prosa de Casamento

Cerca de 306 frases e pensamentos: Prosa de Casamento

O Diálogo das Flores

Amanhece, o clarão da luz do dia entra pela
fresta da janela. Lá fora as flores do jardim,
começam a se abrir para o dia que se inicia...

Tímidas e silenciosas, cochicham entre si sobre
como a lua estava bela na noite que passou
e como o orvalho as acariciou durante o sono...

Estavam felizes, mas se perguntavam; porque
está tão triste a moça por trás daquela janela?
sabia-se que ela tinha perdido um amor...

Mas diziam: Como ela perdeu o que nunca teve?
A Rosa olha o Cravo ao seu lado e pensa; mesmo
que eu não o tenho, ele sempre estará por aqui...

O Jasmim, como se lesse o que ela pensou, lhe
diz: Não se iluda Rosa, alguém pode arrancá-lo,
e ela respondeu: A moça triste não deixaria,
afinal somos suas flores favoritas...
Ela até nos presenteou com um poema:
“A Rosa e o Cravo”.

O Girassol ao longe gritou:
Rosa atrevida, ela nos ama igualmente
temos que nos unirmos para alegrar o seu dia...

O Cravo, até então calado em seu canto, decidiu
intervir. Quando ela vir até nós, exalaremos
perfumes ao seu redor.
A Dama da Noite, por motivos óbvios preferiu
não se envolver...

E o Cravo continuou: Que venham os pássaros
cantando uma canção, borboletas decorando
o clarão da natureza, com delicados tons, como
fadas brilhantes pintadas em telas...

A moça triste, se aproxima, ao ver o jardim
tão lindo, um leve sorriso se abre em seu rosto...
Ela senta na relva úmida pelo orvalho da manhã

Fica absorta em seus pensamentos admirando
tudo em silêncio...
Naquela paz interior pensa: Amanhã é outro dia
vou deixar essa tristeza no ontem e viver o hoje
e quem sabe serei feliz no amanhã.

Leila Mustafa

Título: O cansaço das palavras

Até onde uma poesia pode explicar nossos sentimentos,
Até onde um poema pode demonstrar nossos momentos,
Até onde uma prosa pode transparecer meus pensamentos,
Até onde um verso pode traduzir meus entendimentos.

As palavras cansam,
Mas a vida não descansa,
O tempo gera episódios sem calma,
Porém, a maioria fica dentro da nossa alma.

Não se penitencie por não conseguir escrever,
A sua vida poética sempre estará no vosso ser.

Autor: Nélio Joaquim

Nélio Joaquim

NÃO SEI O TEU NOME

Não sei o teu nome
Perdi-me no teu olhar;
Me encantei pela tua simplicidade;
Me apaixonei pelo lindo sorriso
Meus lábios almejam os seus
Meus pensamentos giram em torno de ti
Não sei o teu nome
Só sei que o teu balazar embriaga a minha carne de desejos
E me deixa sem jeito.

Nzongo Branco Dias

Amar

Quando um certo alguem desperta um sentimento,
penumbra, alarde, incerto momento.
Sem fulga, não ter pra onde ir,
tentar desvanecer, não conseguir fugir ...
Ao longe perto se esta, engana-se ao tentar enganar
Coração viceroso, confuso dispara
Logo eu que sempre andei ao rumo de muitas veredas, trocando o sôssego de meu lar pelas ventanias da doce vagabundagem.
Sem saber se estava fugindo de algo, ou procurando por você.

Marciel Muniz dos Santos

Até que a morte os separe

O filósofo Arthur Schopenhauer disse que o casamento é uma dívida que se obtem na juventude e se paga na velhice, mas na época em que ele disse isso a separação era algo praticamente incomum, e de fato só a morte separava um casamento, o que fazia talvez com que os maridos mandassem assassinar suas mulheres, e elas seus maridos.

Hoje em dia as coisas estão mais fáceis, as pessoas terminam tão rápido, às vezes só até acabar a lua de mel, mas o padre ainda continua dizendo a sentença final: até que a morte os separe. Seria mais fácil dizer “até quando vocês não aguentarem mais olhar pra cara um do outro”, pois sempre chega esse momento, uns casais preferem terminar, outros preferem se torturarem e empurrar com a barriga, até que finalmente a morte os separe...

Essa coisa de casamento precisa ser inovada, ter novas regras, acompanhar a mudança de século, acompanhar as mudanças climáticas, as vontades. Precisa ter uma nova cara, sinceramente não conheço uma pessoa que seja casada e completamente satisfeita, ou feliz por inteira. O casamento deveria completar os espaços que faltam pra gente ser feliz por inteiro, mas isso só acontece no começo, na lua de mel, afinal a lua de mel é pra adoçar o começo, pois depois é uma amargura que só.

Tudo bem que eu ainda não sou casado, talvez não seja assim mesmo, mas pelos exemplos que vejo já estou traumatizado, mas de uma coisa eu tenho certeza, a sentença final deveria mudar, os padres deveriam dizer: Até que o amor acabe.

Maicon Carlos

Oscar Wilde disse: _"O casamento é o fim do romance e o começo da história."

A vida...vem com sonhos!!
Nós devemos escolher,
aqueles que mais se adaptam ao nosso querer.
Sonhos perfumados, são sempre intensos!!
E quando o tocamos...
Trazemos todos os aromas da vida...
E com eles construímos a maior sociedade do mundo...
Aquela que nos dará a nossa identidade.
Apoio e força para seguirmos adiante.
O casamento!
Esse é um sonho inesquecível...
O começo de uma história bordada de sonhos e esperanças!

Dayse Sene

Reencontra-la me fez lembrar de antigamente.. dos sonhos que tinha... do nosso futuro casamento.. da nossa futura família... do nosso futuro.
Hoje ao revê-la matei a saudade que tinha, e dei vida a sua imagem que antes estava perdida em mim.
Recordei quão bom era estar perto de você e quão distante estou daqueles sonhos...
Incrível como tudo continua igual:
Seu sorriso, sua voz, seu olhar..
nossa amizade, nossa sincronia
minha esperança, meu amor...

Reencontrei, pois, meu anjo, minha chama, meu amor platônico ..
Você: Aquela que um dia foi a mãe dos meus filhos.

Roberto Oliveira

Casamento

Vamos nos casar: te quero atraente.
Um vestido que te faça corpo-ouro reluzente,
branco, branco como neve.
Sapatos cristalinos, marchantes e precisos no corredor principal
Como o ritmo dos clarins te recebendo – em festa.
Num casamento não basta o amor
É necessário o visual:
Te querer mais que a mim - é o que importa.
Te olhar e desejar-te toda torta
Depois da festa
Numa festa
Só nossa.

Michelle Trevisani

Casamento vira respeito, amizade, união (em alguns casos)
Um está acostumado com a presença do outro, mas aquela paixão inicial, aquele sentimento envolvente, surpreendente e avassalador deixam de existir. É isso que temos que curtir, quando esse sentimento surge, curtir o momento, aproveitar sem pensar em coisas inúteis, afinal ele passa, vai embora, e é gostoso ter uma historia com alguém, olhar e ver que foi bom, sentir o gostinho e a saudade de todas aquelas aventuras juntos, afinal, Paixão é uma aventura.

Thaís Martins

O Julgamento Errado

Tudo ia bem na vida de Dina, com o passar do tempo o casamento já não tinha tantas novidades como no início ,é que seu marido lhe trazia agrados bons como : bombons finos, flores e algo mais...O marido chegava do trabalho e era aquele carinho só.
O intrigante disso, foi a mudança repentina de seu marido, parecia outro homem, é claro que antes do casamento ele tinha lá seus defeitos, tinha muito ciúmes de Dina, principalmente que Zico era o causador do tal ciúmes, pelos galanteios a ela nada demais. A coisa piorou depois mesmo da boa fase do casamento, para piorar a irmã de Lucas a Zica colocava desconfiança que fazia ele acreditar que sua bela esposa tinha algo com outro homem.
o marido de Dina parecia um psicopata de julgamentos, fazia questão de vê-la triste e chorando pelos cantos da casa, cada dia era uma desconfiança atrás da outra e sendo que ele que era um tremendo sacana, vivia traindo Dina com qualquer mulher.
Lucas um homem arrogante, durão e metido a machão pegador fazia galanteios para as mulheres na frente de Dina, o celular do homem tocava sem parar , quando Dina atendia o telefone as mulheres desligavam e quando ele atendia só falava:_Tudo bem, ok,sim, fala, estarei lá, e nunca dizia coisa séria, deixava algo estranho no ar como se fosse um encontro marcado.
Cada vez mais era completamente absurda a vida dos dois juntos, ela sujeitava as malícias e traições sem direito de falar, se falasse era ameaçada por ele, tudo acontecia diante de seus olhos , o homem não lhe fazia mais nenhum agrado , fazia questão de colocar defeitos em Dina, o principal assunto era que ela havia engordado, não dizia nenhum carinho, fazia o julgamento errado sobre ela direto e sendo que era um infiel traidor, cruel e valentão, puro machista!
_Dina uma mulher boa, só lhe faltava atitude de sair daquela vida cheia de maldade, foi a vida dela, muitas mulheres passam pela vida como Dina tem que abrir os olhos, a mulher hoje tem suas conquistas, não precisa passar por tantas desavenças da vida dizia Felícia.
Dona Zelda também achou um absurdo, o absurdo que vivia aquela pobre mulher:_Quanta maldade num homem, casa e depois dar uma vida cheia de sofrimento, eu não suporto vê tanta ignorância numa pessoa, pobre Dina deve sair logo desta vida, o casamento não lhe faz bem, é melhor ela estudar e trabalhar do que ficar com este sem vergonha que a trai descaradamente e ainda mais que não respeita Dina como pessoa, vê ela como objeto de uso,usa e no outro dia despresa dizendo que tem mulheres lindas e interesantes lá fora.

Adaildes Alves Moreira

Casamento?

Pensei em ti, como antídoto de solidão.
Me convida para dançar,
Eu pego tua mão e já não somos um – mas vários sonhos reunidos.
E flutuamos duma nota a outra de melodia, e nossos pés já não tocam mais o chão.
Sinto o perfume das madressilvas,
das rosas desabrochando vida –
pingando cores no borrado que vejo passar por mim quando rodopio em seus braços.

Meu buquê?
No meu abraço
Enlaço-te de uma ponta a outra.

Mordisca minha boca nesta cama tão imensa!
A festa já acabou,
A minha trança se desfez e o que anseio é uma noite carregada de suor e suspiro – sou sua de vez.

Sim, casamento.

Michelle Trevisani

Invisível aos olhos

Vinte anos de casamento. E, parece que eles haviam chegado ao tão famoso ponto em que o matrimônio significa pouco, diante da rotina. Dia após dia, vendo os mesmos rostos, tendo as mesmas conversas e não conversando sobre os mesmos tabus. Na verdade, o cardápio variava. Mas era só isso.
De um lado, uma mulher que dedicara toda sua juventude a preocupar-se com a satisfação (em todos os aspectos) de um homem, o qual julgava seu eterno amor. De outro, um homem que dedicara toda sua juventude ao trabalho; para não deixar que faltasse o que quer que fosse para a mulher, a qual julgava seu eterno amor.
Pois bem, o “tão famoso ponto em que o matrimônio significa pouco, diante da rotina” estava ali, presente exatamente no espaço que os separava cada vez mais: o tempo. Dizem que com o tempo as pessoas amadurecem e aprendem a ver a vida por outro ângulo. Mas, será mesmo assim, ao pé da letra? A verdade é que não é assim, sempre.
Com o passar do tempo também podemos infantilizar-nos: podemos começar a achar que qualquer coisa é motivo para briga, que determinados tipos de roupa vão nos deixar parecendo ‘velhos’. Mas, e se nós formos velhos? Com o amadurecimento deixamos a preocupação com a “embalagem” para os jovens. E passamos a nos preocupar com a “aparência”. E não é tudo a mesma coisa?
Com o passar do tempo (o tal espaço) ela foi percebendo que, caso se esforçasse muito, ainda assim não conseguiria lembrar quando ele lhe havia demonstrado afeto após o segundo ano de casamento. “São dezoito anos sem carinho” pensou.
Enquanto trabalhava ele pensava em quão ingrata era ela, por não reconhecer todos esses anos de esforços que lhes foram dedicados. “Tantos anos e nenhum agradecimento, afinal” pensou ele.
Mas do que nenhum dos dois se dava conta é de que havia carinho e havia agradecimento em toda a parte. Em cada cômodo do apartamento: na cozinha o almoço feito com muito carinho para agradecer o esforço dele, fazendo com que repusesse as energias para em seguida fazer mais um esforço; no quarto um mural de fotos e ingressos de shows aos quais foram juntos, para mostrá-la que lembrava aqueles momentos com carinho; na sala, uma bíblia aberta em Cantares 8:7 “As muitas águas não poderiam apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse toda a fazenda de sua casa por este amor, certamente a desprezariam” e uma foto do casamento. Agradecimento e carinho.
Como num despertar, após um dia de trabalho ele chega em casa e vê que na mesa de centro havia um pote de doce de leite (seu preferido). E, em seguida, prepara o jantar. Ao vê-lo cozinhando, meio desajeitado, ela percebe que aquela era a forma que ele tinha de dar afeto. O mesmo ele pensou ao ver o doce: aquela era a forma que ela havia encontrado para lhe agradecer.
A maturidade havia, enfim, chegado.
Diria então Saint- Exupéry: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

Priscyla Marques

Casamento é um aprendizado diário de como as divergências entre as pessoas acabam quando a libído aumenta.
Mas casamento, também, é uma lição diária de como a Libído tem limite, igualzinho a Paciência!
E nada melhor que alguém pra te encher o saco e cuidar de você quando mais precisa.
Enfim, o casamento sempre será uma "Guerra dos Mundos", conheço alguém que vende uma bazuca, vai ai?

Carlos César Silva Franco

A CAPA

Um rapaz se apaixonou por uma moça e decidiu pedi-la em casamento.
Ao falar com o pai dela foi advertido que a moça ainda não estava pronta para o casamento, pois, não era prendada e era muito preguiçosa.
Mas o rapaz não se importou e decidiu casar assim mesmo,falou para o futuro sogro que amava a filha dele e que ela aprenderia com o tempo.
Eles casaram e foi uma cerimônia linda.
A primeira semana de lua de mel ele fazia tudo para agradar a mulher amada: café, almoço, lanche e janta na cama.
Ao termino da lua de mel, veio a rotina do dia-dia.
Na primeira semana, ele, antes de sair para trabalhar, fazia o café da manhã. No final do dia, ao chegar em casa, depois de um dia exaustivo de trabalho, fazia o jantar.
Findada a primeira semana ele não aguentou mais e falou: Amor, tenho que ir ao mercado. Ela, curiosa, respondeu: Fazer o que marido? Ele: Tenho que comprar uma capa.
Ela, novamente, indagou: Para quê se não esta chuvendo?
Ele ignorou e saiu, foi até o mercado e comprou a tão desejada capa. Ao retornar, colocou na parede da casa um prego e pendurou a capa.
No dia seguinte ao sair da casa falou para a capa: Vou trabalhar, quando voltar quero o meu almoço pronto, a toalha no banheiro, a minha roupa na cama e o chinelo na porta do banheiro. Ta ouvindo?
Mesmo sem resposta, ele foi trabalhar.
Ao retornar para a sua casa não encontrou nada do que desejou pronto.
Então mais uma vez ele fez tudo!
No dia seguinte deu a mesma ordem, mas não adiantou de nada.
Depois do sexto dia ele falou para a mulher: Mulher essa capa não fez nada do que eu mandei. Não fez nenhum dos meus pedidos. Não tem outro jeito, vou ter que bater nela.
Tirou o cinto e começou a bater na capa.
A capa caiu no chão.
Então ele disse: Mulher, eu preciso da tua ajuda! Por favor segura esta capa pra mim.
Ela então levantou da cama e segurou a capa enquanto o marido batia.
Só que ao bater, algumas batidas do cinto atingiram a mão da moça que deixou a capa cair no chão.
Então neste momento o marido disse: Mulher, veste esta capa para que não caia mais.
Ela vestiu a capa e ele continuou batendo na capa.
No dia seguinte ele pendurou a capa no prego e falou: Capa eu vou trabalhar, quando voltar quero o meu almoço pronto, a toalha no banheiro, a minha roupa na cama e o chinelo na porta do banheiro.
Vocês já imaginam o que aconteceu?
A capa fez tudo.
E eles viveram felizes para sempre.

"Quando pequena sempre ouvia esta historia da minha mãe, Walnice Ribeiro da Silva."

Hildenice Ribeiro da Silva

Hoje em uma discussão saudável com pessoas do meu trabalho conversávamos sobre o amor, casamento, relacionamentos e afins, e eu contextualizando, dei minha singela opinião.
Por um tempo houve uma falsa expectativa criada pelo próprio homem, que o casamento era um mar de rosas, onde havia um príncipe encantado e uma princesa a ser salva. Ai descobriu-se que não é bem assim o casamento ele tem que ter estrutura para aguentar os desafetos e contratempos de ambos e saibam isso vai acontecer.
Não há um ser compatível com outro, todos somos incompatíveis por isso a necessidade de se adaptar um ao outro. Por isso não sai dizendo que o casamento é uma instituição falida, ele depende de nós para dar certo, infelizmente pessoas despreparadas para este momento único e eterno não se preparam suficientemente para isso.
Vejo um mundo com pessoas sem compromisso sem responsabilidades uns para com os outros, tirando a verdadeira essência daquilo que o próprio Deus criou ... O que Deus uniu não separe o homem...pois deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher, e ambos serão uma só carne...Eis que esta é agora ossos dos teus ossos e carne da tua carne...

Mauricioadv7

Casamento de copo

Sentamos no bar, nos conhecemos
só de relance, apenas algumas olhadas
despercebidas e inocentes.

ao meu lado, em uma pequena cadeira
na qual estava vazia, eu senti seu perfume,
o primeiro cheiro da sua pele na minha boca,

eram nove e meia da noite

ouvi um instrumento de sopro
permear no nosso meio
finas gotas caíam, nem percebi ao certo
olhei para cima e relampeou forte

a cidade estava preta e branca

minha cabeça inclinada, girava em direção as nuvens
e caiu de lado, era ela..mais ninguém.

ali, tão perto, sem falar e gesticular,

pulsou seu corpo dentro do meu
e pude sentir a fusão.

a chuva era uma rival dura
e não deu trégua, porém minha vontade era puxá-la
e rodá-la, ali mesmo, no rio.

Fomos para dentro do bar, cheiro de barata
e cigarro - "Meu Deus, não me tire daqui nunca".
ei de morrer neste local em seus braços,

me decidi...

eu quero juntar os fios dos cabelos no travesseiro,
misturá-los em cor única
retirá-los do pente em cima da cômoda,
penso em filhos,
nas escovas de dentes usurpadas no dia que você foi
dormir na casa da amiga, só de pijama de frio.
não quero jantar sozinho, beber vinho sem brindar
com pequeno toque nas taças de cristais polidas,

vejo grandes brigas, delírios, loucuras
gritos de prazer, de raiva,
e nada é normal
nada na minha vida é normal
muito menos nas nossas será normal,
o amor não é estável
não balança debaixo da árvore
ele é mesclado por toda essência
além da nossa compreensão.

a insanidade grita e me atrevo
impacientemente

desenhei no caderno um coração, lhe mostrei
você nem liga,
de repente
tenho uma ideia
arranco a folha com gana
recorto o coração torto desenhado à mão
você se espanta, arremesso-o na lixeira
que está cheia de bolas de papéis escritas e inutilizáveis

estendi a folha

centralizei meu olho no meio e pisquei de leve
você acha engraçado e ri

Pronto! Nos casamos ali mesmo.

alexandre morais

A vida se faz assim...
Noivado, casamento, lágrimas nos olhos, ouvi-se o sim, beijo na boca, romance, carinho. A vida se faz assim.
O primeiro parabéns, abraço do irmão, reunião com os amigos, formatura e festa... alegria, emoção, amor, paixão. A vida se faz assim.
Brincadeira de criança, traquinagem com o cachorro, turminha da escola, um passeio pela cidade. A vida se faz assim.
Olhar de mãe, colo do pai, almoço com a família, viagens, sorrisos, risadas. A vida se faz assim.
Tristeza na despedida, alegria da chegada, noite de lua cheia, pôr do sol no horizonte, flor da primavera. A vida se faz assim.
E a vida me guardou tudo isso, numa linda caixa, repleta de amor e carinho em forma de fotos, para que eu pudesse reviver cada momento sempre que sentisse saudades.
A vida se faz assim...

Claudio Maidana

É necessário que se entenda que não busco um casamento. E isso não é uma frase de uma pessoa rasa que não sabe o que quer ou que nega seu desejo íntimo num ato desesperado. Se quisesse um casamento, já tinha me casado.
Pedidos? Tive aos montes e o mais engraçado, ainda tenho. Mesmo assim, desse meu jeito "espalhafatoso" de ser. Nunca precisei fingir, para conquistar um BOM homem, eles simplesmente surgem e ressurgem o tempo todo, mas não preciso de um HOMEM para me sentir feliz ou popular, sei fazer isso sozinha. Homens são a extensão da minha felicidade e não os motivos delas.

Camila Bill

O casamento de faz de conta - Eliane Gomes de Oliveira

É ótimo ficar em casa fazendo comidinha para quando vc chegar... ,
maravilhoso sentir seus braços em volta de mim... ,
cheiroso depois do banho , te abraçar
e ver-mos juntos o jornal Nacional ,
maravilhoso escutar vc falando do seu trabalho ,
dizendo q estava doido para voltar pra casa.
Essa brincadeira um dia vai ficar séria .
E um dia esse faz de conta ,
vai ser nossa realidade
Brincamos sim de verdade ,
sentimentos que rolam e nos fazem rolar na cama .
Adoro quando diz que me ama
Adoro sentir seus beijos , carinhos e caminhos .
saber que sua cama é o nosso Ninho .
Te sentir respirar ofegante por está perto de mim .
Ficar ofegante de prazer por sentir vc em mim .
Enfim..., coisas que a gente sente .
Sonhos que não se medem ,
amores cotidianos de amar sem fazer planos .
adiamos a volta , que para nós sempre demora.
o Amor e o sentimento , o prazer e o tormento .
de te ver sair todo dia e saber que volta sempre pra mim
e se torna meu guia .

Eliane de Oliveira

ARTIGO - "TALVEZ"

Como você funciona sob pressão?

O casamento pressiona porque é difícil manter a harmonia, já a vida de solteiro (a) pressiona porque sentimos falta de alguém.

No trabalho, o líder nos “aperta” em busca de resultados. Por outro lado, as vezes nos incomodamos quando vemos, ouvimos ou sentimos o líder cobrando apenas o vizinho de mesa, e nos perguntamos se ele “estaria ignorando os nossos esforços”.

Acordamos sob a pressão de ser pontuais para chegar ao trabalho e vamos dormir sob a pressão de ter tido um excelente dia, pois se não foi excelente “falhamos” em algo.

Chega o final de semana e novamente estamos pressionados para visitar bem, receber bem, nos divertir bem e aproveitar cada minuto como se fosse o último...
U-F-A!!!! CANSA NÉ?

Vamos respirar? QUEM nos fez CRER que vivemos sob tamanha pressão? Resposta difícil, concorda?

Muitas vezes, nem mesmo lembramos QUEM, ONDE, QUANDO e PORQUE nós fomos convencidos de que a vida é uma pressão absoluta e que “temos que sofrer todo dia” para poder “sobreviver”.

E se imaginássemos que talvez (e apenas talvez):

Você pudesse se permitir desacelerar um pouco sem se tornar lento, acordar “com vontade” de trabalhar e não “desesperado” para tal?

E quem sabe ainda se talvez você pudesse dormir agradecendo a si mesmo por ter feito o melhor possível ao invés de se condenar pelo que não fez ou pelo deixou de fazer com um perfeccionismo que em muitos casos somente você procura?

Talvez com estas e outras pequenas e "suas" observações no comportamento, você sinta uma enorme diferença e possa ter uma vida mais tranqüila. TALVEZ... a decisão é apenas sua!

Edilson Menezes