Profissional

Cerca de 321 frases e pensamentos: Profissional

Jamais abra mão de sua integridade pessoal e profissional. Perca qualquer coisa, mas jamais perca seu patrimônio ético...

Bárbara Coré

Ginecologista é o profissional que trabalha onde os outros se divertem.

Ediel

Com muita informação e pouca formação não adianta. Para ser um profissional completo, é necessário muita capacitação.

Luiz Gabriel Tiago

Sr. Gentileza

A crítica é construtiva quando: te ajuda a melhorar e crescer como pessoa e como profissional... E destrutiva quando te derruba, põe pra baixo e te faz pensar em suicídio!

Janete França

Um vendedor deprimido ou desmotivado jamais alcançará a sua meta profissional, porque se agarra a um passado de lembranças e ações frustradas.

Helgir Girodo

A dúvida é traiçoeira. Ela impede o nosso crescimento pessoal, profissional e espiritual.

Francisco José Gregório de Andrade

Em sua caminhada profissional, você encontrará pessoas que realmente gostam de você (valorize) e outras que fingem gostar (ignore). As primeiras são influenciadoras, já as segundas, manipuladoras, as primeiras são luz, as segundas trevas. Se escolher o caminho da luz, fique tranquilo, o universo cuidará de retribuí-lo segundo suas benignidades e fazer justiça contra as malignidades do seu inimigo. O mau nunca vence o bem, se vencer é porque é temporário e circunstancial

Pablo de Paula Bravin

Neste mundo competitivo, se destaca o profissional que:
. Planeja
. É disciplinado
. Pensa coletivamente
. Segue a regra
. Sabe ouvir
. Respeita hierarquia

Marcelo Rocha

Por trás de um grande profissional sempre tem um bom estagiário.

Thaise Lemos jupiter

O maior inimigo do crescimento profissional são a falta de motivação e o comodismo. É quando a pessoa não sabe aonde quer chegar e se contenta em ficar aonde esta.

SusanneDiniz

Mamãe pode tudo



Mais do que mulher, tento ser mãe, pai, advogada,
profissional em qualquer coisa...
Com filhos a precisar da gente o dia todo,
não é fácil conciliar as coisas,
e ainda ser perfeita, acabamos falhando em certos pontos.
Comigo não é diferente, o dia parece as vezes não acabar nunca,
e já em outros quando se tem muitas questões a ser resolvidas,
o dia parece ter apenas 6 horas, e a noite chega e vejo
que nada consegui resolver.
Assim, fica para o dia seguinte:
O médico que eu devia ter marcado,
o carro com aquele barulho estranho que eu esqueci de passar no mecânico,
a porta da sala que faz um rangido horrível, também ficará para amanhã.
Tudo tem sido assim, tudo amanhã, e amanhã o dia vai novamente ser curto.
A noite cai como um bálsamo, todos os filhos já na cama,
o cachorro já com a comida na vazilha, sento para ler os emails...
Meu Deus! já passa da meia noite,
preciso dormir, pois amanhã serei acordada bem cedo com telefone tocando,
filhos me beijando (ou chorando), e aquele monte de coisas que deixei de fazer hoje,
vai ter que ser feito amanhã.
Tento ser tudo ao mesmo tempo, e sinto que estou falhando, mas fazer o que?...
nunca dá para ser tudo, então tento apenas ser mulher,
ir deixando para amanhã, e quem sabe Deus ajuda que um dia eu consiga resolver tudo.

Vilma Galvão

Se amanhã você quiser ser um grande profissional, comece hoje sendo um grande aprendiz.

Inácio Dantas

Estes dias li uma matéria cujo título me chamou muita atenção: a frustração profissional adoece. A matéria falava a respeito da Síndrome de Burnout, que é um distúrbio psíquico descrito em 1974 por Freudenberger, um médico americano.

A síndrome é caracterizada pelo estado de tensão emocional e estresse, crônicos e provocados por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes. Ela se manifesta, comumente, em pessoas cuja profissão exige envolvimento direto e intenso de questões interpessoais, como é o caso de profissionais da saúde, educação, recursos humanos, bombeiros, entre outros.

Mas meu objetivo é, antes de falar da doença, falar das escolhas profissionais. A profissão, de alguma forma, se torna extensão do próprio sujeito e em muitas vezes é tida como um sobrenome – “fulano, psicólogo”, “ciclano, médico”. Existe um investimento imenso de tempo, dinheiro, energia e, sobretudo, afeto. Este “sobrenome” traz consigo uma carga muito pesada de expectativas sobre o sujeito, o que chamamos de Representação Social, que numa releitura de Moscovici (1978) refere-se ao posicionamento e localização da consciência subjetiva nos espaços sociais, com o sentido de constituir percepções por parte dos indivíduos.

É comum que a tomada de decisão profissional aconteça como um ritual de passagem da adolescência para a vida adulta. Como se escolher uma profissão representasse a efetivação da maturidade. Muitos sentimentos estão em jogo neste processo, não só para quem toma a decisão, mas também para todo o cenário que o levou a tal escolha. A influência familiar é inegável, aliás, partindo do pressuposto que as escolhas ocorrem a partir de identificações e, por sua vez, estão implicadas na forma como vivem as identificações primárias, secundárias e os afetos decorrentes, é comum que a escolha profissional atenda primeiramente ao desejo do outro.

Há algum tempo trabalho com avaliação de perfis profissionais e talvez tudo isso que foi dito sobre as escolhas, justifique parte das incoerências que encontro nos processos de análise destes perfis. O médico que não gosta de gente, o psicólogo que não estabelece diálogo, o comunicador que não se comunica, o palestrante motivacional desmotivado, o professor que não gosta de dar aulas e blá, blá, blá...

Talvez, antes de tratar a síndrome de Burnout, seja necessário tratar a “síndrome do não-vocacionado”. Ainda bem que esta última, é uma patologia repleta de sinais e sintomas. Caso tenha se auto-diagnosticado, dou uma dica (me apropriando de uma frase de Sigmund Freud): ser completamente honesto consigo mesmo é uma boa norma.

Douglas Duarte

O domador

Domei todos os tipos de animais, fui um bom diginete domador profissional, domei muitos animais, e alguns não consegui.
Todos os animais não podem si sentir no controle nem um instante, si ele si sente controlador o ser controlado tem muito pouco tempo para reverter a situação e trazer a igualdade para ambos os lados. Mais é fácil reverter essa situação quando não si trata de um animal como o homem!!!

Bolivar Amancio

A cada decepção, a cada derrota, seja no amor, seja na vida profissional ou pessoal, faz com que vivamos mais a realidade e deixemos mais de nos iludir com pessoas ou coisas que na verdade nunca foram feitas para você,mas como na vida quem manda é o destino,devemos esperar,pois tudo que tiver de ser acontecerá para que o destino prevaleça e quem sabe no final das contas, a tão sonhada felicidade bata a sua porta e te pegue de surpresa num dia bem comum,fazendo com que os próximos dias sejam repletos de puro amor e realizações.

José Fábio Torres Pereira

Todo ser humano tem necessidade de sucesso: sucesso no amor, na vida profissional, familiar, espiritual.
E não podemos ser só uma dessas partes. Somos um todo. Assim Deus nos fez.
Por isso, se algo vai mal, não nos sentimos completos.
Não são os problemas que nos derrubam, mas sim a falta de movimento em qualquer uma dessas áreas.
Hoje quero pedir a Deus, por mim e por todos vocês, meus amigos, para que todas as áreas do nosso ser estejam constantemente em movimento, regadas sempre pela seiva da divina providência.
Lembrando que a Providência só chega até nós quando estamos em movimento.
Quando estamos parados somos imperceptíveis para o mundo e também para a graça.
Quem está parado não necessita de combustível.

Patrícia Assmann

"Um amigo opina se e como pode; um profissional opina quando e como deve."

Luiselza Pinto

A relação complexa profissional ou pessoal consiste numa postura ecumênica nas mais diferenciadas ocasiões, possibilitando você escolher se promover ou não.

Leandro Melo

"Assim como o atleta de sucesso, o profissional vitorioso não é necessariamente o que larga bem, mas aquele que no final atinge suas metas e completa sua carreira"

Anderson Cassio de Oliveira

Um profissional distinto é aquele que provoca surpresas positivas na pessoa para o qual trabalha.

Claudemir Oribe