Primeiro dia de Aula

Cerca de 25629 frases e pensamentos: Primeiro dia de Aula

Família.

Há alguns dias atrás, em mais uma das hilárias aulas de Filosofia com a Professora Lurdes, ela me fez uma pergunta e indagou que eu não poderia responder o que todos sempre respondem: “Família é tudo”. Eu teria que dar uma explicação minha, somente minha, que pudesse resumir a minha família. Pensei: “Como pode se resumir Família?”. Mas respondi. É claro que agora não me lembro exatamente o que falei, deve ter sido algo como “A educação que meus pais me deram, é basicamente o que sou hoje. Claro, que depois de certa idade a gente toma uma espécie de identidade e tem nossas próprias opiniões para certas coisas. Porém a base de nossos princípios vem da educação que os pais transmitiram...”. Levei uma bronca! Essa coisa de generalizar não tornou a resposta em “minha resposta”. Tornou ela apenas uma resposta. E é claro que pelo resto da aula eu fiquei pensando no assunto e não demorou muito para que eu pudesse perceber que não resumi família coisa nenhuma. E que minha resposta estava muito incompleta para o que professora Lurdes costuma cansar de ouvir dessa menina que senta na primeira carteira bem ao lado da carteira do professor e que adora interrompe-la para tagarelar sobre o assunto que a professora sempre tenta explicar. – Então aqui vou eu.

“Família” não da para resumir. Daria se eu pudesse dar respostas fáceis como “Família é tudo”, mas eu não posso. I can not! – Pensei em pedir ajuda, mas a resposta tem que ser minha, somente minha. Pensei em elaborar algo, mas essa coisa de ficar pensando para responder não faz bem o meu tipo. Afinal, responder algo para mim tem que ser assim mesmo, no impulso, na lata! – Mas aqui, bem, aqui eu não vou responder nada. Vou escrever, escrever, e no final, talvez eu tenha uma resposta para a próxima aula da Senhora Professora de Filosofia. – Ah sim! Agora sim! – Família.

Um pai, uma mãe e um filho. Ou nem sempre isso. – Um pai, uma mãe e um cachorro. Dois pais. Duas mães. Três filhos. Quatro cachorros. Dois avôs. E blá blá blá. O que é certo em uma família é que não existe exatamente uma regra para ela se tornar uma família, não é necessário uma pai, uma mãe e um filho, como no então tradicional de Família, basta apenas uma coisa para ela se tornar esse conjunto que está designado em sete letras: FAMÍLIA, - basta existir: um sentimento. Um sentimento único, que eu vou chamar de Sentimento Familiar, e nele existe uma mistura de coisas assim como numa família. Nesse Sentimento Familiar existe uma mistura de carinho, de mágoa, de perdão, de raiva, de alegria, de tristeza, de dor, de felicidade, de união e principalmente, de amor. – Porque nem sempre eu vou concordar com meus pais e quase nunca eles vão concordar comigo. Nem sempre eu vou brigar com meu irmão e quase nunca ele vai deixar de brigar comigo. Nem sempre estaremos juntos, mas uma coisa é certa, nunca vamos deixar de ser uma família. Porque foi nessa aqui, que há tantos poucos anos atrás eu nasci, nessa pequena, simples e de perto, nada normal, família. – Afinal, foi meu pai que me ensinou a amarrar os cadarços do meu tênis quando eu tinha seis anos de idade. Meu irmão que me ensinou a atirar uma pedra num passarinho com estilingue. E minha mãe que me disse pela primeira vez o que era menstruação. – Foi meu avô materno que me ensinou a colher morangos. E minha avó materna que me ensinou um pouco sobre flores. – Foi meu avô paterno que me ensinou a jogar baralho, e diga-se de passagem, me ensinou a roubar no jogo também. E foi minha avó paterna que eu via fazer pão caseiro, aquele pão caseiro de avó que a gente se delicia comendo com muita margarina, e foi ela que enriqueceu minhas noites contando histórias engraçadas sobre a juventude de meu pai. – Foram meus tios que me mostraram que não importaria as brigas, porque irmãos serão irmãos para sempre, assim como eu e meu irmão seremos. – E foi a perda de meus avos que me ensinaram a aceitar a morte. E a perceber que os heróis mais invencíveis dos meus quadrinhos, também choram. Que eu não conseguiria falar nada para amenizar a dor deles, mas eu estaria ali com meus pais, os meus heróis, sendo a filha caçula que um dia eles viram nascer, deles mesmo.
Haja briga nessa minha pequena família! Pai que briga com tio, tio que briga com tio, mãe que briga com cunhada, mãe que briga com tio, avó que briga com avô, primo que briga com prima, irmão que briga comigo, pai que briga com mãe... Filho que desobedece aos pais e mesmo assim acha que está com a razão (típico adolescente, não é mesmo? Não, típico filho mesmo!). Pais que às vezes são severos demais, ou às vezes, severos de menos. Afinal, pais também erram, porque como eu já disse, em família não existem regras, nem manual de instrução para os pais saberem exatamente como agir em cada situação, e se não existe manual para os pais, para os filhos muito menos. – Traições, desentendimentos, brigas, xingamentos... Tudo faz parte, e tudo tem a mesma conseqüência. Aquela que tarda, mas não falha. A conseqüência do perdão. E haja amor para tantas desculpas! E amor, bem, isso aqui não falta, apesar dos pesares.
Família aquela que muitas vezes se dividem e aí uma parte fica julgando a outra, e no final, bom, no final, as duas estão erradas. Família aquela que se reunia todo Natal, jantavam, gargalhavam, bebiam, falavam sobre futebol, sobre os planos do ano que viria, e no final, bem, no final, sempre brigavam. Mas mesmo assim, tudo era festa, e tudo era muito divertido. – Família, bem, família. Que me criou e me educou, que me disse: “Não beba, não fume, não ande com más companhias, não fale com estranhos, cuidado para atravessar a rua, faça a lição de casa, respeite os mais velhos e blá blá blá...”. – E como é difícil ter uma família e ver o tempo passar, porque até pouco tempo atrás, meu irmão e eu éramos dois pirralhos que montavam uma mini-serraria no quintal de casa, que corriam de bicicleta nas poças de lama na época chuvosa, que pulavam janelas e claro, que viviam brigando, se batendo e levando sermão dos pais. Agora, bom, os dois parceiros, cresceram, e cada um vai para seu canto. E o que vão restar, serão apenas lembranças dos velhos tempos. – Também é duro não poder mais sentar no colo da mãe, nem poder ser mais carregada nas costas do pai. E a noite, quando o medo do escuro bater, não poder mais pegar o travesseiro e dormir no meio do pai e da mãe. Novamente, restam lembranças, boas lembranças.
Família – minha família – é bem aquela família que vocês não conhecem, mas tem a mesma, não importa as diferenças. E é aquela, que vai ser sempre minha, que eu vou sempre amar e que, como todos dizem, ela passará, mas estará sempre comigo, bem aqui, aqui mesmo, no meu coração. Afinal, amor igual não existe!

Definição de família? “MINHA FAMÍLIA” é o exemplo mais real e que todas as palavras do mundo serão pequenas para resumir o que ela significa para mim. It will be forever. E não importa o que aconteça. – Eu sei, bateu saudade, né? Seja lá do que for a sua saudade, sempre bate saudade quando a gente fala de Família e se põe a lembrar das travessuras do passado. Bom, eu não sei você, mas sempre que bate saudade, a única coisa que estaca essa saudade do coração para mim, é um abraço. E agora mesmo, eu vou abraçar meus pais e meu irmão. – “E um dia, quando não for mais possível de ser estacada no peito e mesmo assim, a saudade bater. Eu vou derramar lágrimas ao lembrar e ter a certeza e a felicidade de poder ter passado bons e ruins momentos com a melhor família do mundo!”

Gabriella Beth Invitti

As aulas nublam a mente, destrói toda a criatividade autêntica

Bruce Killer

A vida ¨¦ uma professora, o mundo ¨¦ a sala de aulas, e as situa0Š40‹1es dificeis em que muitas vezes nos encontramos s0Š0o os textes, e mesmo sem querer, nos aprendemos com ela.

Loide Bata

Parecia um dia normal...

Passei a manhã inteira no colégio, discutindo, participando das aulas, conversando com os amigos e amigas, tudo em sua plena normalidade.

Chegando em casa, como sempre, fui para o computador checar as novidades dos amigos virtuais e reais, como sempre fazia, porém, algo apertou meu peito, uma dor tão forte como nunca havia sentido.

Aquela foi uma tarde nostálgica, lembrei das muitas coisas que haviam acontecido recentemente, no passado, e também outras, da época de criança.

Como uma chama, senti uma ardente vontade de conversar com minha mãe;
Fui até seu quarto e chamei-a, porém ela respondeu que estava ocupada, e não poderia falar comigo...
O mesmo aconteceu ao falar com meu pai, que estava em seu dia de folga do trabalho, mas na hora consertava a antena que havia caído na chuva da noite passada.

O aperto em meu coração aumentava; Corri até o quarto da minha irmã para abraçá-la, mas nem a porta ela abriu para mim, me ignorou.

Já anoitecia; Por não aguentar mais aquela dor, deite-me, e lembrei que não havia recebido sequer um bom dia a pelo menos uma semana naquela casa...

Ao pensar nisso, uma lágrima escorreu por meu rosto, e eu dormi;
Dormi, para nunca mais acordar.

Paulo Henrique Batista Rosa de Castro

Vou me formar em Pedagogia e meu principal objetivo é alfabetizar. Quero ministrar aulas aos meus futuros alunos, porque "dar aula" qualquer um pode dar.Alias dar eu posso dar qualquer coisa.

Patrícia Dias

Preciso de ferias... Ferias de aulas... Ferias de familia... Ferias de "amigos"... Ferias da minha vida...

Geovanna Rownoy

Coisas da vida

Capítulo 4 – Parte Final:

As aulas começaram. As de Clarissa uma semana antes que as de Naty e Amanda.
Clarissa disse que a primeira semana de aula até que não foi tão ruim. Disse que havia lá belos garotos e também garotas belas. Todos pareciam muito mais inteligente do que ela. Bom, isso era o que ela pensava.
Clarissa sempre foi uma garota inteligente. Costumava ajudar demais Natália e Amanda durante os tempos em que estudaram juntas. Clarissa, além de ser inteligente, era bela. Os garotos caiam aos seu pés. Amanda brincava:
- Bom, eu ainda estou em dúvida se você é filha de Atena ou Afrodite, Clara.
As três riam. Atena era a deusa da sabedoria na mitologia grega. E Afrodite era a deusa do amor. Elas gostavam de ler livros sobre mitologia. Naty já era mais chegada em magia. Os livros do estilos de Harry Potter.
De qualquer forma, as aulas de Amanda e Naty também começaram. Elas comentaram com Clara que as aulas foram exatamente o que elas esperavam: um saco! A turma nova não se encaixou nada bem como elas nem esperavam que fosse acontecer. Já sabia que seria isso. E os conteúdos? Tudo sempre difícil demais para Amanda e Naty. Mas o pior de tudo, disseram elas, ainda era a ausência de Clarissa.
Foi complicado para elas se adaptarem a essa nova vida. Vida essa que brinca com as pessoas. Vida injusta. Mas, com o passar do tempo, elas se deram conta de que isso tudo são coisas da vida. Mesmo assim, elas continuavam se vendo sempre que possível. E o melhor de tudo é que a distância entre elas não separou uma amizade verdadeira. E nada, nem ninguém nem a distância, separariam elas um dia. O sentimento de amizade sempre permanecia.

Sabrina Niehues

Segunda feira animada
Despertador toca mais cedo
Pois é dia de volta às aulas
E a gente acorda meio atrapalhada...

mel - ((*_*))

Melania Ludwig

Nas aulas da Vida que ensinava sobre INVEJA, me fiz ausente ,a lição não Apreendi....

zelosilva

Conheço pessoas que faltam aulas, deixam de ir em festas, deixam de comparecer as reuniões de sua igreja... Mas, enterro não perde um. Se bobear até no dela é capaz de ir...

Ronei Porto da Rocha

Nosso maior desafio não é dar aulas, mas sim, garantir, com nossa contribuição, o sucesso de nossos educandos.

Prof. Kilme Bezerra

É bobagem mas sou como uma “criança” e em alguma distração durante as aulas eu escrevo seu nome atrás do caderno, estranho, porém é um sentimento que não pedi para ter, e ainda mais por você, Se um dia eu saber que você está namorando eu vou te desejar toda felicidade do mundo, e que ela te faça feliz o dobro que eu gostaria de te fazer.

Gabriel Phellipe.

Triste, muito triste!

Todo ano ao começar e recomeçar as aulas temos longas reuniões. E nelas o assunto é sempre o mesmo: por que nossos alunos não aprendem? E todas as respostas caem em um denominador comum, imposto claro pelo nosso lindo Governo, que a culpa é dos professores! Não falam abertamente, mas todas as medidas que querem que tomemos recaem na forma como ensinamos, ou tentamos ensinar. Dizem que temos de nos adaptar, contextualizar, tornar nossas aulas atrativas e interessantes, usar tecnologia (como se em todas as escolas isso fosse ofertado), que temos que entender nossos alunos e seus problemas diversos, que temos que fazer recuperação da recuperação da recuperação...Ou seja, querem nos responsabilizar por todo o fracasso de uma política educacional de merda que não está funcionando faz tempo e que ninguém está nem aí pra isso.
Cursos e mais cursos de licenciatura fechando porque professor ganha mal, é desvalorizado, desrespeitado, humilhado etc etc etc. Estudantes de braços cruzados porque a escola pra ele não é um local para ele melhorar, evoluir, aprender, é um local pra ele vegetar, zoar. A cada dia percebemos a falta de cultura, falta de interesse e responsabilidade dos nossos jovens. E isso é degradante.
Eu e meus amigos professores lutamos todos os dias, sozinhos! Brigamos para poder ensinar. Quantas vezes, durante as minhas aulas, pergunto-me: o que estou fazendo aqui, se ninguém sequer está prestando atenção no que falo? Quantas vezes eu discuto para que prestem atenção em mim, pelo menos por respeito? E querem me culpar por esse caos? Não! Eu não sou culpada e não vou vestir a carapuça que meus lindos governantes querem que eu vista! Não vou me responsabilizar sozinha e nem ficar deprimida por me sentir incapaz! Muitos professores já fizeram isso! Muitos estão desistindo...
Fiz licenciatura por amor! Sempre quis ser professora e faço isso por paixão! Não vou ficar rica com meu trabalho, mas terei o prazer de ver alguns poucos seres humanos evoluírem e ter feito parte dessa evolução.
O que eu desejo? Que todos se comprometam de verdade! Que as famílias se conscientizem que elas devem participar desse processo todo. Que os cidadãos exijam um ensino público de qualidade e briguem de verdade pra que isso seja posto em prática! Nós professores ainda acreditamos! Talvez sejamos os únicos que acreditam de verdade no poder que a educação tem na transformação de um ser humano! Precisamos de ajuda, de valorização, de respeito, e, principalmente, precisamos que resgatem a vontade de aprender de nossas crianças e jovens, que são jogadas dentro de uma escola sem saber que ali é o local mais importante para seu desenvolvimento...Talvez o único!

Érika Ribeiro Pinheiro

Não são poucas as vezes que o pátio ensina muito mais que a aula.

celso antunes

A experiência é uma escola onde são caras as lições, mas em nenhuma outra os tolos podem aprender.

Benjamim Franklin

Debruçada, já com os braços e mente dormentes, de fundo uma voz tagarelava sobre equações e seus graus e não parecia importante, talvez estar estagnada em uma espécie de não existência fosse mais produtivo do que este mantra sem sentido repetido aula pós aula, professor pós professor. Apenas porque descobrir é mais interessante do que aprender, viver uma história é mais gostoso que ouvi-la, já não me importava mais saber que "sentimento" era uma palavra paroxítona, composta por quatro silabas, não há gramatica que descreva o que se sente, saber dividir era mais útil de que a equação e seus graus, estudar as partículas subatômicas não fazia sentido sem antes conscientizar-se da imensidão do universo.
Tudo não passava de teorias, queria prova-las, aprova-las, questionar e inventar algumas outras novas. O que diabos eu estava fazendo ali afinal? Meus braços continuavam dormentes, minha mente se desligava por total, talvez sonhar seja mais produtivo, pensei!
De fundo a voz ainda tagarelava e por dentro incessantemente o coração batia.

Lais Iemma

Aquele que transmite o conhecimento nunca morre.

Filipe Martins Alves Pereira

PARA MEUS ALUNOS QUE ACHAM QUE ESTOU MENDIGANDO SEU RESPEITO E PIRRAÇAM, PERTURBANDO A AULA DOS OUTROS.
Obediência forçada não é virtude. Não quero merecer seu respeito, e nem poderia pretender se mesmos seus pais não o têm. Esta é a prova de que educação escolar não substitui a familiar. Afinal, o céu não é feito de respeitados, mas sim de respeitadores.

Claudeci Ferreira de Andrade

Esperar o tudo conhecer para começar a agir, significa condenar-se ao nada realizar.

celso antunes

Em educação a teoria é apenas uma semente, a prática é o fruto.

celso antunes