Primeiro dia de Aula

Cerca de 27564 frases e pensamentos: Primeiro dia de Aula

- Todos são capazes de destrancar uma porta?
- Se você estiver convencido de que pode, provavelmente é capaz. Mas se acreditar que não pode é quase certo que não vai conseguir.
- O que acontece com aqueles que não conseguem destrancar a porta?
- Devem tentar várias vezes, até conseguirem, ou nunca vão ser capazes de explorar plenamente o potencial que têm. - Então, como que pensando em voz alta, acrescentei: - Não adianta perder a calma, culpar a porta e ficar lutando contra ela, pois vamos acabar nos machucando. Nem devemos nos resignar a viver deste lado da porta, sonhando com o que pode haver no outro lado.
- Mas não há algum motivo válido para não abrirmos a porta? - insistiu o jovem, como se estivesse resistindo a alguma coisa.
- Pelo contrário! - exclamei. - As pessoas desenvolveram uma enorme capacidade para se justificar. Você pode justificar sua incapacidade pela falta de afeto, pela falta de estudo ou pelo sofrimento que suportou. Pode convencer a si mesmo de que não cruzar o umbral é a coisa certa a ser feita, pois pode haver perigos e ameaças à espreita no outro lado. Ou pode declarar cinicamente que não está interessado no que poderá encontrar. Isso tudo não passa de maneiras de esconder a dor causada pelo fracasso. Enquanto você demora a enfrentar o obstáculo em seu caminho, a dificuldade se torna maior e você, menor. Em outras palavras, quanto mais tempo carrega um problema, mais pesado ele se torna."

Retorno do jovem principe

Retorno

Somente depois de ter andado por terras estranhas
É que pude reconhecer a beleza da minha morada.
A ausëncia mensura o tamanho do local perdido
Evidencia o que antes estava oculto, por força do costume.
Olhei minha mãe como se fosse a primeira vez,
Olhei como se eu voltasse a ser criança pequena
A descobrir-lhe as feições tão maternas.
Abri o portão prinipal como quem abria
Um cofre que resguardava valores incomensuráveis.
As vozes de todos os dias estavam reinauguradas.
Realizar a proeza de ser gerado de novo.
Suas mãos sobre os meus cabelos pareciam devolver-me
A mim mesmo.
Mãos com poder de sutura existencial...
Era como se o gesto possuísse voz, capaz de dizer:
Dorme meus filho, porque enquanto vocë dormir
Eu lhe farei de novo.
Dorme meu filho, dorme...

Pe. Fábio de Melo

Quando somos jovens, saímos pelo mundo, um mundo muito diferente daquele onde vivíamos com nossos pais, pelo menos para os felizardos entre nós que ouviram contos de fadas e histórias de príncipes e castelos encantados.
Então, começamos a encontrar egoísmo, incompreensão, agressividade e falsidade. Tentamos nos defender e preservar nossa inocência, mas a injustiça, a violência, a superficialidade e a falta de amor continuam a nos assombrar. E nosso espírito, em vez de espalhar luz e felicidade ao redor, começa a recolher e se ocultar no fundo de nós. E chega o momento que o mundo com o qual sonhamos em nossa juventude começa a tremer diante do avanço implacável da realidade. Existem aqueles que, neste ponto, descartam seu tesouro de sonhos e ancoram suas vidas na segurança ilusória do pensamento racional. Viram indivíduos sérios, que adoram números e rotinas, que, por sua vez, lhes dão uma aparente segurança. Entretanto, como a segurança nunca é abrangente, eles jamais conseguem ser felizes. Então começam a acumular posses, mas sempre há algo faltando. Possuir coisas não os torna felizes, pois os afasta da simples existência. Eles valorizam os meios e não os fins.
Pensar que a felicidade depende de se possuir alguma coisa é uma autoilusão reconfortante. Como depende de ter e não de ser, buscamos algo que está fora de nós. Assim, não precisamos olhar para o nosso interior, de acordo com essa forma de raciocínio, podermos ser felizes sem mudarmos nossa maneira de ser. Basta obter isso ou aquilo.
Aqueles que buscam posses, geralmente estão atrelados ao futuro, nunca aproveitam o presente.

O retorno do jovem príncipe

Se eu vejo um rosto hostil no espelho, tudo que preciso fazer é sorrir.

O retorno do jovem príncipe

Algumas pessoas renunciam a seus sonhos e ideais e se concentram em obter poses e segurança. Às vezes a luta pelo sucesso e reconhecimento é deixada para o futuro, pois essas pessoas não têm coragem de ser elas mesmas, nem de enfrentar críticas por serem que realmente são e seguirem seu coração.
Outras vezes, vc encontra indivíduos obcecados por disciplina, que procuram manipular e ordenar a realicdade de acordo com sua própria posição. Eles julgam e classificam pessoas e coisas ao seu redor, colocando cada uma delas em um determinado caminho físico e mental, de tal forma que elas não podem se moviemntar, Assim, eles paralisam a ilimitada capacidade transformadora do amor humano e do universo.

O retorno do jovem príncipe

As aulas da vida

Quando no colégio todos os dias
Eu aprendi e vou te contar
Só nao passa de ano
Quem não quiser estudar

Nas aulas de matematica
Eu aprendi a contar
Eu contava os segundos
Pra aquela aula acabar

Nas aulas de português
Aprendi a ler e soletrar
Eu lia cartas , lia bilhetes
Menos o que o livro queria ensinar

Nas aulas de quimica
Eu prendi a quimica de um olhar
Queria juntar meu dna no dela
Pra uma nova vida formar

Na fisica eu aprendi
Que dois corpos a se tocar
Acaba gerando atritos
Causa varias reaçoes faz incendiar

Com as aulas de história
Eu vi que tudo vai passando
Mas o passado deixa rastros
Que é dificil de se apagar

Aprendi com a biologia
Que a vida nao pode parar
Nao fique ai sozinho
Ache logo alguem pra ficar

Nas aulas de sociologia
Eu aprendi a me socializar
Debatendo os assuntos
Para minha vida melhorar

Com a filosofia aprendi a pensar
Pensei como um pensador
Refleti sobre quase tudo
Mas meus pensamentos era só sobre amor

Me e nas aulas de inglês
Eu nao prestava atenção
Eu ja sabia dizer i love you
Me achava bilingue , só que não

Nas aulas de geografia
Aprendi como me guiar
Olhando as estrelas no céu
De norte a sul posso te encontrar

E nas aulas de artes
Eu ja sabia o que desenhar
Desenhava feito um artista
Rosas e coraçao sem olhar

Nao posso me esquecer
Educaçao fisica nao podia faiar
Brinquei feito uma criança
Nao me cansava de jogar

Em todas as materias eu passei
A minha formaçao , é quase completou
Os anos se passaram
Mas as aulas ainda não acabou

No colegio eu fui um bom aluno
De tudo um pouco eu conheci
Mas só com uma mulher
O melhor da vida eu aprendi

Mas isso é a aula aqui fora
Aula que nao posso faltar , nem gazear
Entao deixo a voçe uma lição
Tenha o privilégio de aqui estar

Lucaz Antunez

O recomeço nem sempre é bom,
Mas tem muita expectativa,
Fico sempre na ativa,
Esperando a vida em outro tom,
Pensamentos a mil,
Sem saber se as coisas de sempre eu vou continuar,
Ou se na verdade eu vou inaugurar,
Um novo estilo de vida estudantil.

Johnys Berton

"As pessoas podem até se afastar, as vezes se manter distantes ou simplesmente precisar de espaço. Quando isso acontecer, respeite, se o que vos une é verdadeiro o retorno será ainda mais intenso, recompensador e gratificante. Todo mundo precisa repensar a vida e suas atitudes as vezes e só o tempo vai mostrar que quem realmente se importa com você, pode se afastar as vezes, mas sempre volta para sua vida da forma mais especial possível."

Daniele Gonçalves

A vida é uma escola, é uma pena que as melhores lições venham nas últimas aulas

Ademir Papa

Estive pensando agora logo no final das ferias, e no reínicio das aulas. Pensei no reencontro com as pessoas, as especiais, ou seja, meus amigos.
Não me considero muito mas acho que sou um tanto anti-social, seleciono as pessoas com quem quero me relacionar, mas talves seja pela forma que enxergo as pessoas ao meu redor. Me da uma impressão de que todas as pessoas a minha volta são superiores a mim, me encarando. Mas tenho quase certeza que é só impreção, pois não é só comigo, e tambem acabo achando que é por isso que acabe me afastando das pessoas, por achar que elas não me querem por perto.

Lucas Eduardo

Aos sortudos que voltam as aulas uma dica: Desliguem os celulares por que a escola é a melhor rede social que existe. A gente cutuca, curti, manda indireta, faz declaração, se revolta e compartilha.

Tais Medeiros

Tenho tido aulas diárias: aulas com a vida. Aprendi que é melhor não criar tantas expectativas, não esperar que o outro tenha a mesma atitude de amor que você teria. E sempre continuar fazendo o bem, independente de qualquer coisa. Fazer o bem para o outro é fazer um bem maior para si mesmo.
Aprendi também que não devemos formar nossas opiniões antes de conhecer alguém, só pelo que dizem ou tentam nos convencer. Aquele ditado 'na boca de quem não presta quem é bom não vale nada' tem um grande sentido...
É preciso flexibilizar, se abrir para mudanças... ressignificar quantas vezes for preciso. E jamais, nunca mesmo, deixar que o mal dos outros abalem sua fé na vida, sua coragem, sua força para acreditar em dias melhores.
O mundo não está de todo perdido! Ainda existem pessoas de verdade e eu continuarei acreditando nisso.

Juliana Moura

A melhor virtude de se viver, é saber que sempre temos mais para aprender. A vida nos da aulas, o BOLETIM DE APROVADO SÒ DEUS TE ENTREGARA!

Dionatan Camargo

"As crianças deveriam ter aulas na escola sobre frustração, para entender como ela é valiosa ao longo da vida."

Adam Philips

A cultura dos brasileiros poderia mudar para o melhor, se nas salas de aulas de escolas públicas e estaduais ensinassem o temor a Deus, o combate à corrupção e a solidariedade ao próximo.

Helgir Girodo

Nas Aulas da Vida que ensinavam sobre "INVEJA" me fiz ausente , não aprendi a Lição...

zelosiva

Volta às aulas: aprendizagem, ficção e vida real

Aos sete anos de idade, o menino está tenso, preocupado e repleto de expectativas sobre o seu primeiro dia de aula. A recepção na escola não é das melhores, porém, as sensações da má experiência vivenciada pelo garoto Moncho conseguem ser rapidamente dissipadas graças à habilidade, à generosidade e à extrema dedicação de seu professor, o velho mestre Don Gregorio. Os dois personagens protagonizam o belíssimo drama espanhol A Língua das Mariposas (1999), filme dirigido por José Luís Cuerda, que narra de maneira delicada as fascinantes possibilidades do processo ensino/aprendizagem, com ênfase na cumplicidade entre professor e aluno. A trama tem como pano de fundo a ascensão do regime militar espanhol e as conseqüências desse processo em uma pequena cidade daquele país, representada por uma população atemorizada e desprovida de mecanismos para exercer e/ou apoiar a resistência então praticada por um pequeno grupo de opositores ao sistema opressor, do qual fazia parte o professor Don Gregorio. O cinema, mais uma vez, nos oferece condições para que possamos refletir e analisar a nossa própria realidade, independentemente das diferenças históricas e culturais experimentadas pelos espectadores em seus países de origem. A essência das relações humanas, os sentimentos, os temores, os erros e acertos das personagens da trama sempre nos ensinam algo. No caso da obra em questão, tentaremos, aqui no Estado de São Paulo, reproduzir, neste dia 10 de fevereiro, primeiro dia de aula na rede estadual de ensino, um pouco da poesia e da beleza transmitidas pelo filme de Cuerda no que diz respeito à prática educativa e à relação educador/educando. Realizaremos uma experiência singular, que pretende fortalecer significativamente a parceria entre escola e comunidade, uma das principais metas da Secretaria de Estado da Educação para 2003. Neste primeiro dia de aula, pais, mães, irmãos e amigos dos estudantes são os nossos convidados para essa verdadeira festa educacional, que reúne cerca de seis milhões de alunos, em mais de seis mil estabelecimentos de ensino. Pensando na grandiosidade que envolve esse evento, as escolas organizaram uma recepção calorosa, cujo objetivo é tornar esta data uma experiência positivamente inesquecível para educadores, educandos e comunidade. O roteiro inovador dessa nova história da educação será escrito de forma concomitante por educadores, funcionários das unidades educacionais, alunos e toda a população que vive no entorno das escolas. Nossos convidados poderão conhecer as instalações dos prédios escolares, seus profissionais e o projeto pedagógico adotado nas unidades. A programação inclui ainda atividades como vivências e sensibilizações. A idéia é reforçar em todos os participantes a consciência de que a escola é um centro de luz, um lugar que recebe e que propaga saberes, conhecimentos, aprendizados, descobertas... O século 21 exige uma escola em constante transformação, como é a própria vida. Uma escola pulsante, que instigue o aluno a ser um desbravador, um criador, um inventor do seu próprio caminho. Nesse contexto, a participação ativa da sociedade na escola é essencial. Ela será o elo entre os educandos e o mundo à sua volta, auxiliando na criação de um ensino cada vez mais comprometido com a resolução dos problemas enfrentados pela comunidade. Assim, os alunos poderão exercer papéis sociais de destaque enquanto ainda estiverem em processo de formação, o que contribuirá para o seu crescimento emocional e intelectual, originando gerações muito mais críticas e conscientes de sua cidadania. Governo e sociedade devem unir esforços no sentido de oferecer um ensino de qualidade às crianças e jovens que representarão o capital intelectual do país e que fortalecerão, cada vez mais, o espírito democrático e todos os seus valores. Em seu livro Gramática da Fantasia, o educador italiano Gianni Rodari nos oferece uma síntese perfeita da importância dessa questão, quando nos lembra que a principal disciplina em todas as escolas deveria ser justamente "a realidade, abordada por todos os pontos de vista, a começar da realidade primeira, a comunidade escolar (...). Em uma escola desse tipo, a criança não é mais uma 'consumidora' de cultura e de valores, mas uma criadora e produtora de valores e cultura". Que nesse retorno às aulas todos possamos refletir sobre isso e, mais importante, contribuir para tornar esse conceito uma realidade. Nesse sentido, estamos esperando a presença de todos vocês, pais, mães, irmãos, amigos e demais representantes da comunidade na escola neste dia 10, dando início a um novo e instigante aprendizado para todos.


Publicado na Folha de S.Paulo

Gabriel Chalita

Quem não aprende adequadamente nas aulas da adversidade, jamais será um mestre nos temas da ventura!

Reinaldo Ribeiro - O Poeta do Amor

Viver é um eterno aprendizado, porém muitos matam as aulas.

Elza Nack