Primeira vez das Virgens

Cerca de 16 frases e pensamentos: Primeira vez das Virgens

OS VIRGENS

Sou virgem e meu signo é Leão. Sou casada e sou virgem, tenho filhos e sou virgem. Tão virgem quanto você.

Quando falamos em virgindade, logo pensamos em sexo, e a partir do dia que o experimentamos, o mundo parece perder seu mistério maior. Não somos mais virgens - que grande ilusão de maturidade.

Virgindade é um conceito um tanto mais elástico. Somos virgens antes de voltar sozinhos do colégio pela primeira vez. Somos virgens antes do primeiro gole de vinho. Somos virgens antes de conhecer Nova York. Somos virgens antes do primeiro salário. E podemos já estar transando há anos e permanecermos virgens diante de um novo amor.

Por mais que já tenhamos amado e odiado, por mais que tenhamos sido rejeitados, descartados, seduzidos, conquistados, não há experiência amorosa que se repita, pois são variadas as nossas paixões e diferentes as nossas etapas, e tudo isso nos torna novatos.

As dores, também elas, nos pegam despreparadas. A dor de perder um amigo não é a mesma de perder um carro num assalto, que por sua vez não é a mesma de perder a oportunidade de se declarar para alguém, que por outro lado difere da dor de perder o emprego. Somos sempre surpreendidos pelo que ainda não foi vivido.

Mesmo no sexo, somos virgens diante de um novo cheiro, de um novo beijo, de um fetiche ainda não realizado. Se ainda não usamos uma lingerie vermelha, se ainda não fizemos amor dentro do mar, se ainda cultivamos alguns tabus, que espécie de sabe-tudo somos nós?

Eu ainda sou virgem da neve, que já vi estática em cima das montanhas, mas nunca vi cair. Sou virgem do Canadá, da Turquia, da Polinésia. Sou virgem de helicóptero, Jack Daniels, revólver, análise, transa em elevador, LSD, Harley Davidson, cirurgia, rafting, show do Neil Yong, siso e passeata. A virgindade existencial nos acompanha até o fim dos nossos dias, especialmente no último, pois somos todos castos frente à morte, nossa derradeira experiência inédita. Enquanto ela não chega, é bom aproveitar cada minuto dessa nossa inocência frente ao desconhecido, pois é uma aventura tão excitante quanto o sexo e não tem idade pra acontecer.

Martha Medeiros

Convertei-vos e crede no evangelho

Após o amado Jesus Cristo
Morrer de uma forma tão triste
Sendo torturado e crucificado
Ao terceiro dia foi ressuscitado

O Pai cumpriu o que tinha falado
O Soberano não é humano
para que minta, somente diz a verdade
Glorificado seja o seu nome

O Rei dos reis é maravilhoso e santo
Chegou a usar uma coroa de espinhos
Por nós derramou o próprio sangue
Fez todo sacrifício possível

Como zombaram do Redentor
Jamais teve algum pecado
Demonstrou muito amor
Mesmo assim o criticaram

Venceu o maligno satanás
Em inúmeros lugares
Este é o príncipe da paz
Forte e sábio demais

Neste amigo podemos confiar
O Senhor é o nosso refúgio
Deu a vida com intenção de nos salvar
Por isso o mundo, temos que renunciar

Convertei-vos e crede no evangelho
Não se envergonhem do Nazareno
É o único caminho que nos leva ao céu
Viva e pregue os seus ensinamentos.

Sidney Alves das Virgens

É inexplicável o que estou sentindo agora
Expressando de dentro do coração para fora
Ainda vai chegar a hora
Ficará nesta memória
Minha grande vitória
Vai longe aquele que a Jesus Cristo adora
O Rei secará as lágrimas daqueles que choram
Lembro o que passei outrora
Não deixe Senhor que o meu sorriso vá embora
Faça brilhar todos os dias lindas auroras
Só ti Altíssimo é digno de toda honra e glória
Os anjos reconhecem a tua perfeição e comemoram
Eles admiram as tuas maravilhosas obras

Sidney Alves das Virgens

Já falei coisas sem sentido
Já necessitei de um ombro amigo
Já procurei alguém somente para desabafar
Já acreditei bastante nas pessoas
Já quebrei a cara inúmeras vezes
Já gostei de garotas e não fui correspondido
Já me criticaram e eu também já critiquei
Já tentei agradar e não conseguir
já cair de bicicleta, tenho orgulho de ser poeta
Já insistir sem querer desistir
já aprontei loucuras, já quebrei escultura
Já excluir pessoas do facebook
Já fiquei online sem ninguém teclar comigo
Já xinguei e fiquei aborrecido
já me arrependi por isso
Já matei passarinhos e depois tive pena
já compus e declamei muitos poemas
Já morei na zona rural, já brinquei no curral
já disse palavras erradas, já peguei em uma enxada
já me sentir feliz quando eu era criança
já perdi a fé , já rejeitei um copo de café
Já realizei parte do meu maior sonho
Já joguei fora poesias que não gostei
já criei grandes expectativas
já me decepcionei e chorei
já desperdicei dinheiro
já passei por desespero
já entrei em depressão
Já ajudei de coração
já andei na contra mão
já briguei com meu irmão
Já imaginei fazer algo e não fiz
Já agradeci a Jesus
por me ajudar a carregar a minha cruz
Sou Sidney e me apelidaram de Sidinei

Sidney Alves das Virgens

Sou poeta , não sou doutor
Sou homem romântico
Sou servo do Senhor
Procuro uma mulher bela
Que seja fiel e sincera
Farei tudo de bom para ela
Não sou bonito fisicamente
Sou um escritor inteligente
Rapaz humilde e persistente
Eis aqui o meu grande talento
Tenho inúmeros defeitos
Somente Deus o Criador é perfeito
Todo ser humano é imperfeito
Mas somos dignos de respeito
Por você vivo de outro jeito
Quero alguém que me aceite
Te farei feliz , eu prometo
Minha vida é feita tristezas
A saúde é uma das maiores riquezas
O mundo nos pega de surpresa
Quem está são, pode entrar em depressão
O que importa é o amor no coração
O preconceito é maldição
A tolerância gera união

Sidney Alves das Virgens

Não tenho nada de valor financeiro para lhe oferecer
Possuo riquezas que não pode ser comprada com dinheiro
No meu coração tem presentes especialmente para você
Linda, te ofereço tudo de bom para que eu seja o teu companheiro

Sidney Alves das Virgens

Estou sentindo uma enorme dor no meu peito
Ao mesmo tempo tenho vários outros problemas
Quem tem alguma doença sofre preconceito
Aqui é uma poesia e não um poema.

Um poeta sofre calado e expressa no papel
Depois declama em público.
Ele recebe palmas e se sente no céu
Depois se isola no seu mundo

Que solidão, Que depressão
Frieza espiritual, e vazio no coração
O depressivo vive na ilusão?
Tenha dele muita compaixão

Sidney Alves das Virgens

Natal

Natal é purificar a alma
É renovar as esperanças
É manter a calma
É depositar confiança

Natal é fazer uma aliança
É rejeitar o pecado
É ouvir a palavra santa
É ter fé e humildade

Natal é comemorar
É adorar ao Redentor
É alegrar e perdoar
É contemplar o amor

Natal é apreciar o Messias
É exaltar ao Altíssimo
É repreender o inimigo
É abrir o sorriso

Natal é morrer para o mundo
É tornar-se jovem em espírito
É abandonar o ódio e o orgulho
É assemelhar-se a Jesus Cristo

Sidney Alves das Virgens

Ajuda-me Senhor

Mostra-me Redentor
Os teus mistérios
Ensina-me a viver
E a exercer os ministérios

Venha consolar-me
O meu coração está triste
És o meu remédio
Me protejas do inimigo

Creio que tens ressuscitado
Mas sinto-me abandonado
Sem ti eu sou um lixo
Em uma lixeira, Jogado.
Amassado...

Estou sendo provado?
Tire-me deste vale
Me ouça Senhor
Perdoe os meus pecados

Muitos dizem que sou mal amado
Mas digo a realidade
Sou rejeitado, e sinto na carne
O que sentiram os teus servos
No passado

Mas quero deixar bem claro
Não sofri nem mesmo a metade
Mas confesso que este fardo
É bastante pesado

Ajuda-me Jesus Cristo
Derrame as tuas graças
Tu és o meu abrigo
Refrigera a minha alma

Sidney Alves das Virgens

Feliz ano novo

Findou mais um ano
Ficaram boas recordações
Renove as esperanças
Esqueça os traumas e decepções

Quebrante o coração
A partir de hoje é dia de recomeçar
Faça o bem, libere o perdão
Se entregue totalmente a Deus
Deixe o Altíssimo te usar
Como instrumento em tuas mãos

Nesta nova etapa, pense nos sonhos
Na família, e nas outras pessoas
que fazem parte da tua vida;
Nos excluídos da sociedade
Que sentem frio e passam fome

Conquiste novas amizades
Conte sempre comigo
Se precisar do meu abraço
De um ombro amigo

Reflita sobre a história de Jesus Cristo
Obedeça ao criador do universo
Torne-se jovem em espírito
Renuncie este mundo perverso

Acredite mais em ti, lhe desejo tudo de bom
Paz, felicidades e sucessos
lute pelos seus ideais, conclua projetos
Feliz ano novo, todos nós temos méritos

Sidney Alves das Virgens

Laços do inimigo

Um garoto sempre procurava dinheiro
principalmente aos dias de feira
Algumas vezes ele achava notas de dois e cinco reais
Haviam vários jovens pobres naquela pequena cidade
que também olhavam para o chão
Querendo encontrar alguma grana
para comprarem algo para comerem

Por vários lugares que o adolescente passava
Existiam pessoas que faziam brincadeiras humilhantes
Amarravam cédulas falsas em uma linha
E quando o menino aproximava para pegar
Aí puxavam e deixavam aquele garoto sem graça

Quantas vezes o inimigo nos envergonham
nos momentos difíceis das nossas vidas
Naqueles instantes em que ficamos com a alma vazia
E precisamos preencher o nosso interior

O maligno arma inúmeras ciladas para nós
Nos oferecem alegrias passageiras
Quando ele puxa o laço de uma vez
Caímos na realidade e vemos
que tudo é engano, pura ilusão.

Sidney Alves das Virgens

Vai dar tudo certo

Não aguento mais esperar
Almejo realizar o meu sonho
Penso nele sem parar
Fico ansioso e tristonho

Gosto de compor poesias
E declamar em público
Desejo fazer a diferença
Neste grandioso mundo

Demonstrar este talento
Em alguns programas
Vai chegar o momento
Da minha fama

Sou um humilde poeta
Moro no interior
Ninguém me enxerga
Sinto-me sem valor

Vai dar tudo certo
Jamais irei desistir
deste projeto
Semearei paz, amor e afeto.

Sidney Alves das Virgens

Celebrar o Natal

Celebrar o natal é celebrar a vida
É anunciar a boa notícia
É contemplar o nascimento de Jesus Cristo
É repreender toda obra maligna

Celebrar o natal é celebrar a partilha
É ajudar as pessoas excluídas
É vivenciar a palavra de Deus
É comemorar as conquistas

Celebrar o natal é celebrar as maravilhas
É agir com mais sabedoria
É renunciar a si mesmo
É apreciar as coisas divinas

Celebrar o natal é celebrar a alegria
É ter o Messias como presente
É acolher os amigos e inimigos
É seguir um caminho diferente

Celebrar o natal é celebrar ao Onipotente
É rejeitar a escravidão do pecado
É amar ao próximo como a si mesmo
É fazer de tudo, para que o Senhor seja exaltado.

Sidney Alves das Virgens

Somos todos iguais

O valor não está na pele.
O preconceito de cor
ou qualquer outro
Causa tamanha dor

Gera grandes traumas
Corrói por dentro
Amolece o corpo
E entristece a alma

Desamor! Que horror!
Negro também é gente
Tem carne e osso
Coração e mente

O que eu sinto, ele sente
Somos todos iguais
Criaturas inteligentes
Pessoas normais

Humanos, semelhantes
Morenos e brancos
Não há diferença
Aos que tem consciência

Racismo, discriminação
Quais são as punições?
Processo e prisão
Pagar indenização

No passado
Sofreram demais
Eram leiloados e vendidos
Escravizados nos serviços
Aprisionados e ferrados
Como se fossem gados
Sendo marcados

Muitos conquistaram
o espaço na sociedade
E são valorizados
Temos como exemplos
Atores, cantores
Professores, escritores
Jogadores, deputados
Juízes e advogados

Sidney Alves das Virgens

Dentro de ti há um sonho

Dentro de ti há um sonho
Estás sempre a sorrir
E ao mesmo tempo tristonho
Pois pensas em desistir.

Dentro de ti há um sonho
Que almejas realizar
A dúvida te confunde
Fazendo-o desacreditar.

Dentro de ti há um sonho
A fé te faz acreditar
Tenha esperança
Vale a pena sonhar.

Dentro de ti há um sonho
Colocado pelo Senhor
Ore e persevere
Tens capacidade e valor.

Dentro de ti há um sonho
Causa enorme dor
Seja paciente
Até mesmo em compor.

Dentro de ti há um sonho
O povo diz que é loucura
Prove o contrário
Mostre tua cultura.

Dentro de ti há um sonho
Muitos querem matá-lo
Se chegar a morrer
O Altíssimo irá ressuscitá-lo.

Dentro de ti há um sonho
Que corrói a alma
Ficas nervoso e ansioso
Mantenha-te a calma.

Dentro de ti há um sonho
Valioso como ouro
Confie no teu potencial
Tome posse deste tesouro.

Dentro de ti há um sonho
Inspira-te todos os dias
Descreves o que sente
Através da poesia.

Dentro de ti há um sonho
Abrace as oportunidades
Jamais as desperdice
Desejo-te felicidades.

Dentro de ti há um sonho
Concentre-se nele
Descruze os braços
Vá atrás dele.

Dentro de ti há um sonho
Que te motiva a viver
Nada é por acaso
Deus vai te surpreender

Dentro de ti há um sonho
Que abrirá outras portas
Contagie com o teu talento
Aos que estão à tua volta.

Dentro de ti há um sonho
Que fará a tua vida ter sentido
Chegará o momento de vencer
Em nome do Rei Jesus Cristo.

Dentro de ti há um sonho
E vários outros também
Desvie de tudo que é errado
Trilhe o caminho do bem.

Sidney Alves das Virgens

Muitos estão sofrendo ouvindo as músicas de Pablo
Surgiram vídeos interessantes e engraçados
Neles o povo com cara de apaixonado
Sentindo solitários, abandonados
Alguns falam de febre do rato
Não sei o que há de errado
Acho que a canção faz lembrar o passado
Deixou até este poeta inspirado
Diz que homem nenhum tem chorado
Aumenta o som e ouça calado
Tudo da tua vida aqui tem falado
Está mais do que conformado
Pelo o amor tem implorado
Beber todas é o que eu faço
Até mesmo pareço um palhaço
Todos me acham engraçado
Essa poesia talvez seja um desabafo
As lágrimas esparramam para todo lado
Os olhos ficaram vermelhos e inchados
E dizem ainda que homem não chora

Sidney Alves das Virgens