Preconceito Homosexual

Cerca de 12 frases e pensamentos: Preconceito Homosexual

Preconceito não é só você rejeitar
a sexualidade obesidade e a etnias.
Você não aceitar opiniões ideias estilos
religiões e não esperar pela sua hora
também é preconceito.
Preconceito é você querer tudo do seu jeito.
Preconceito é você não entender que o mundo não
foi feito só pra você.
Preconceito é falta de ideias e de evolução
mental e espiritual.
Preconceito é você achar que só você que pode.
Preconceito é você não aceitar o que é e o que não é.

feio666

Nas cores que se misturam, nos mesmos sexos partilhados, sem altivez e preconceito, nascem a excitação e tonalidade, nasce alucinadamente... Aquele amor na verdade.

André Anlub

O maior preconceito de todos é: Você não assumir a sua sexualidade perante a sociedade e viver uma vida de infelicidade para agradar os outros. Saiba que ninguém é dono da sua vida para impor o que deve fazer ou não!

Ninah Alves

Nas cores que se misturam, nos mesmos sexos partilhados; sem altivez e preconceito, nascem a excitação e tonalidade, nasce alucinadamente... Aquele amor na verdade.

André Anlub

Não me orgulho pela minha sexualidade, mas sim pela pessoa e caráter que SOU, pelas pessoas e coisas que respeitosamente conquistei, pelo preconceito que venci e pela auto-aceitação que na verdade foi a maior luta.

John Campari

Sexualidade não define gostos, não determina um perfil com personalidades e atitudes específicas. Sexualidade não incrimina. Não existe uma sexualidade superior. A orientação é a única diferença existente entre as sexualidades. As sexualidades possuem seus pontos positivos e negativos, estão todas no mesmo patamar de significância.

Dhieferson Lopes

Não é a cor da minha roupa que define a minha sexualidade,da mesma maneira não é a quantidade de dinheiro que possuo que determina minha dignidade,e tão pouco o que voce fala determina minha personalidade.

Everaldo Rodrigues

Quem foi que disse que o mulato não pode se juntar a uma loura? Quem ousou dizer que uma indiana não deve estar com um japonês ou que esse japonês não pode se casar com uma alemã? As coisas sem cor são tão sem graça, sem mistura... Acabam sendo sonsas.

Jhonatan Wilson

Acordo entre cavalheiros



Decidiu-se, arbitrariamente, naquele dia:
- Que a palavra não seria mais censurada de modo algum,
nem por um decreto lei.

- Que os olhos não se fechariam
nem mesmo se a cabeça abaixasse ou fosse forçada a abaixar-se
pontilhada por uma espada de gume afiado.

- Que as mãos só se estenderiam ao aperto, se esses, sinceros fossem, inevitavelmente!
Sob pena de se negarem mutuamente ao afeto contido no entrelace das mãos
caso não os fossem.

- De forma alguma haveria perdão,
pois, não há o que se perdoar quando não existe o pecado.

- E mesmo quando o outro por ventura parecesse distante,
ainda assim, haveriam predicados para homenageá-lo.

- E mesmo se o outro se fizesse distante,
por vontade própria ou por decisão alheia à sua vontade
haveria que se, habilmente, apreender-lhe os motivos de sua ausência
acolhendo-lhe sem questionamentos, disponibilizando-lhe de forma imediata
pão fresco para saciar-lhe a sua própria fome e a de seu exército,
água boa para cessar-lhe a cede e a de seus compatriotas
e leito confortável para quedar-se em descanso.

- Decidiu-se racionalmente que não se dividiriam mulheres durante as transas,
a menos que fosse vontade delas, e se assim quisessem, seria feito.
Decidiu-se também, que as mulheres seriam tratadas feito rainhas
e a elas seriam dadas todas as condições de igualdade nas decisões
permitindo-lhes a liberdade necessária para escolhê-los, e não o contrário,
cabendo a eles apenas aguardar serem escolhidos e honrados com tal graça.

Por fim, decidiu-se, que devido a tal acordo celebrado entre cavalheiros
findava-se ali, a guerra,
travada antes e até o presente momento, pela incompreensão e bestialidade masculina
em seus momentos mais idiotizados de afirmação de suas masculinidades tardias
pautadas em um machismo socialmente contraído e totalmente retrógrado.

- Decidiu-se em comum acordo entre cavalheiros
e celebrar-se-á em pacto de honra
com a cessão de um fio do bigode de cada celebrante
e um risco de sangue na lâmina da verdade,
que todos os acordos por hora celebrados serão mantidos,
fazendo-se cumprir tal decisão sem meios termos, sem meias verdades
e de maneira irrevogável.

Publique-se, divulgue-se, cumpra-se.

J.W.Papa

A vida é um recomeço para o fim.Lutamos, trabalhamos,
caímos, levantamos, sonhamos,sofremos, choramos, amamos, somos abandonados, também abandonamos.
Ela segue assim...
Sorrimos, esperanças renascem, realizamos projetos,
ficamos frustados, perdoamos, não somos perdoados,
vivemos loucas paixões, pecamos, julgamos, somos julgados.
A vida continua...
Alguns tentam mudar o ser humano, mas existem os desumanos que não mudarão jamais.
Os insensíveis que não conhecem o amor ao próximo.
Assassinos que matam pelo simples prazer de matar e roubar.
E a vida segue...
Pessoas que plantam o bem, outras o mal...
Chegará o dia da colheita
Existe também, os diferentes na maneira de pensar e agir, são os considerados loucos,são vítimas de preconceito e incompreensão.
Outros sofrem por suas opções sexuais, muitos perseguidos e feridos.
Nada adianta nada!
Acima do bem e do mal, a vida é o recomeço para o fim!

Solange Carvalho

" 'Doenças têm sua causa no mal. Por que a síndrome que me acomete fez-me arriscar a própria vida para salvá-la? Se fosse o mal a base dos meus atos, poderia eu a amar tanto?...'. Contudo Felícia jamais tentaria a morte, se não tivesse sido adoentada simbolicamente".

Ana Santé

"Cabe ao mundo enxergar a doença em seu próprio discurso, em suas regras sarcásticas, em sua falsa moral!... Pobre mundo! Todos são obrigados a mentir, a sufocar seus desejos e personalidades, colocando-se abaixo da linha do respeito e da autocomiseração. Sim, percebi-me reprimida, controlada, mutilada por essa enfermidade social que nos assola como uma gangrena. Porque somos todos discriminados, perseguidos e alijados pelo mundo afora. Escondemo-nos por detrás de casamentos e conventos, sacristias e oratórios; por detrás de nossos filhos; de nossos modos e medos... Tornamo-nos invisíveis. Por que nós não gostamos de sermos vistos? Ou por que nossas diferenças não lhes são agradáveis aos olhos?".

Ana Santé