Pr Josue Gonsalves

Cerca de 2165 frases e pensamentos: Pr Josue Gonsalves

Não espere amor. Por si só, não é coisa que se espere de alguém. Muito menos de mim. O máximo que prometo é dar bons motivos pra você me querer por perto.
Não espere ódio. Pra conquistar esse meu sentimento é preciso ter alguma importância na minha vida. E convenhamos, não é pra qualquer um. O máximo que eu posso conceder a pessoas inferiores é indiferença.
Não espere explicações. Seja lá quais forem meus erros, tive meus motivos para cometê-los.
Na verdade, não espere nada de mim, além de agoísta, tenho o costume de ser imprevisível.

Maria Paula Fraga

"As pessoas estão tão apegadas aos seus problemas que esquecem que quem esta ao seu lado tem problemas também"

Patrícia Aparecida da Silva

... Pode-se tirar tudo de um homem exceto uma coisa: a última das liberdades humanas – escolher a própria atitude em qualquer circunstância, escolher o próprio caminho.

Viktor Frankl

A música mais perfeita da história, foi composta por um homem surdo:Beethoven(9° sinfonia)...isso prova que ninguém pode deter uma pessoa, a não ser ela mesma!

Edson Trokideias Falcão

Timidez é normal e evita que se cometam excessos. É uma espécie de freio, que só se transforma em problema quando está muito puxado e não deixa a vida andar.

Okatsura Lau

É preciso que eu suporte duas ou três lagartas se eu quiser conhecer as borboletas...
(O Pequeno Príncipe)

Antoine de Saint-Exupéry

Hoje eu não vou reclamar. Hoje eu não vou dar moral para os hipócritas, políticos corruptos e nem pra essa gente metida a besta que se esforça pra tentar fingir que eu não existo. Hoje eu não quero saber dos falsos amigos, dos mentirosos e, muito menos, daqueles que medem as pessoas pela grana que possuem ou pelo carro que dirigem. São três horas da madrugada e eu só penso em ter mais um dia legal na minha vida. Quando amanhecer pode até estar chovendo ou fazendo frio, mas eu quero viver um dia ímpar e plenamente especial.

Quero abrir o jornal logo pela manhã e ler uma manchete dizendo que todas as guerras terminaram. Quero ouvir no “Bom Dia Brasil” que nenhum terremoto, furacão ou tsunami arrasou a terra, e que mais ninguém no mundo passa fome. Hoje eu não vou reclamar dessa vida louca, onde as pessoas idolatram o dinheiro e desprezam o amor. Hoje eu quero ir até a padaria e arrancar um sorriso franco da moça do caixa, sempre tão carrancuda e de mal com a vida. Quero receber o carteiro no portão da minha casa com a máxima cordialidade, mesmo que ele me traga apenas envelopes com contas pra pagar. Quero caminhar pelas ruas e ver as pessoas felizes, andando de mãos dadas, trocando gentilezas e ignorando os preconceitos.

Hoje eu não quero falar das fraquezas humanas e nem das mazelas que contaminam o cerne da nossa sociedade. Não quero falar e nem pensar nas sacanagens habituais promovidas pelos desonestos senhores e senhoras que nos governam. Isso estragaria o meu dia. Isso eu não quero. Hoje eu quero mais do que simplesmente acordar e abrir a janela do meu quarto. Hoje eu quero jogar bola com meu filho, andar de bicicleta pelas ruas da cidade e pescar lambaris num córrego qualquer. Hoje eu quero esquecer todos os problemas e reunir meus amigos pra fazer um churrasco, tomar umas cervejas, abraçar com força todos aqueles que quiserem estar na minha companhia e sorrir... Apenas sorrir.

Hoje eu não quero reclamar de nada. Hoje eu só quero poder olhar pro lado e ter o discernimento de perceber que existem pessoas enfrentando dificuldades muito maiores do que as minhas e, com isso, me sentir feliz pela vida que eu tenho, por estar vivo e por poder expressar a minha gratidão por tudo que eu já conquistei. Hoje eu quero enxergar somente as coisas boas da vida.

Quero reservar este dia para agradecer ao meu Deus por tudo que Ele tem feito por mim; por tantas pessoas fantásticas que já cruzaram o meu caminho; pela família sólida e exemplar que eu tenho; pelo trabalho digno e honroso do qual provém o meu sustento e por tantas coisas boas com as quais eu tenho sido abençoado e que, talvez eu nem as mereça. Hoje eu não vou reclamar. Hoje eu tirei o dia apenas para dar amor, caminhar de cabeça erguida e ser feliz... Simplesmente, ser feliz.

Renée Venâncio

Eu imaginei uma nova historia pra minha vida, e acreditei nela, e isso inclui você! Eu troco tudo pra apostar em nós dois!

Fernanda Cristine Cunha

Ninguém se evade das consequências de seus atos, como planta alguma produz diferente fruto da sua própria estrutura fatalista.

Joanna de Angelis

Transforme cada momento de seu dia em reflexões positivas e agradeça cada dia de sua vida como um presente de Deus!

Lu Guimares

"Alguém que era grande no passado, fica pequeno no presente.O tempo, de novo, dando a devida proporção aos meus afetos e desafetos"

Martha Medeiros

Agimos como se o conforto e o luxo fossem os requerimentos principais da vida, quando tudo o que precisamos para nos fazer felizes é algo pelo que ser entusiástico.

Charles Kingsley

As acções dos homens são demasiado fortes. Mostrem-me um homem que não tenha sido vítima das suas próprias acções.

Ralph Emerson

Somos tão avaros em louvar os outros homens, que cada um deles se crê autorizado a louvar-se a si próprio.

Marquês de Maricá

SEJA UM IDIOTA

A idiotice é vital para a felicidade.

Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

hahahahahahahahaha!...

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.

Dura, densa, e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva.

Pule corda!

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável.

Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:
passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!

Arnaldo Jabor

O Homem Nu

Ao acordar, disse para a mulher:

— Escuta, minha filha: hoje é dia de pagar a prestação da televisão, vem aí o sujeito com a conta, na certa. Mas acontece que ontem eu não trouxe dinheiro da cidade, estou a nenhum.

— Explique isso ao homem — ponderou a mulher.

— Não gosto dessas coisas. Dá um ar de vigarice, gosto de cumprir rigorosamente as minhas obrigações. Escuta: quando ele vier a gente fica quieto aqui dentro, não faz barulho, para ele pensar que não tem ninguém. Deixa ele bater até cansar — amanhã eu pago.

Pouco depois, tendo despido o pijama, dirigiu-se ao banheiro para tomar um banho, mas a mulher já se trancara lá dentro. Enquanto esperava, resolveu fazer um café. Pôs a água a ferver e abriu a porta de serviço para apanhar o pão. Como estivesse completamente nu, olhou com cautela para um lado e para outro antes de arriscar-se a dar dois passos até o embrulhinho deixado pelo padeiro sobre o mármore do parapeito. Ainda era muito cedo, não poderia aparecer ninguém. Mal seus dedos, porém, tocavam o pão, a porta atrás de si fechou-se com estrondo, impulsionada pelo vento.

Aterrorizado, precipitou-se até a campainha e, depois de tocá-la, ficou à espera, olhando ansiosamente ao redor. Ouviu lá dentro o ruído da água do chuveiro interromper-se de súbito, mas ninguém veio abrir. Na certa a mulher pensava que já era o sujeito da televisão. Bateu com o nó dos dedos:

— Maria! Abre aí, Maria. Sou eu — chamou, em voz baixa.

Quanto mais batia, mais silêncio fazia lá dentro.

Enquanto isso, ouvia lá embaixo a porta do elevador fechar-se, viu o ponteiro subir lentamente os andares... Desta vez, era o homem da televisão!

Não era. Refugiado no lanço da escada entre os andares, esperou que o elevador passasse, e voltou para a porta de seu apartamento, sempre a segurar nas mãos nervosas o embrulho de pão:

— Maria, por favor! Sou eu!

Desta vez não teve tempo de insistir: ouviu passos na escada, lentos, regulares, vindos lá de baixo... Tomado de pânico, olhou ao redor, fazendo uma pirueta, e assim despido, embrulho na mão, parecia executar um ballet grotesco e mal ensaiado. Os passos na escada se aproximavam, e ele sem onde se esconder. Correu para o elevador, apertou o botão. Foi o tempo de abrir a porta e entrar, e a empregada passava, vagarosa, encetando a subida de mais um lanço de escada. Ele respirou aliviado, enxugando o suor da testa com o embrulho do pão.

Mas eis que a porta interna do elevador se fecha e ele começa a descer.

— Ah, isso é que não! — fez o homem nu, sobressaltado.

E agora? Alguém lá embaixo abriria a porta do elevador e daria com ele ali, em pêlo, podia mesmo ser algum vizinho conhecido... Percebeu, desorientado, que estava sendo levado cada vez para mais longe de seu apartamento, começava a viver um verdadeiro pesadelo de Kafka, instaurava-se naquele momento o mais autêntico e desvairado Regime do Terror!

— Isso é que não — repetiu, furioso.

Agarrou-se à porta do elevador e abriu-a com força entre os andares, obrigando-o a parar. Respirou fundo, fechando os olhos, para ter a momentânea ilusão de que sonhava. Depois experimentou apertar o botão do seu andar. Lá embaixo continuavam a chamar o elevador. Antes de mais nada: "Emergência: parar". Muito bem. E agora? Iria subir ou descer? Com cautela desligou a parada de emergência, largou a porta, enquanto insistia em fazer o elevador subir. O elevador subiu.

— Maria! Abre esta porta! — gritava, desta vez esmurrando a porta, já sem nenhuma cautela. Ouviu que outra porta se abria atrás de si.

Voltou-se, acuado, apoiando o traseiro no batente e tentando inutilmente cobrir-se com o embrulho de pão. Era a velha do apartamento vizinho:

— Bom dia, minha senhora — disse ele, confuso. — Imagine que eu...

A velha, estarrecida, atirou os braços para cima, soltou um grito:

— Valha-me Deus! O padeiro está nu!

E correu ao telefone para chamar a radiopatrulha:

— Tem um homem pelado aqui na porta!

Outros vizinhos, ouvindo a gritaria, vieram ver o que se passava:

— É um tarado!

— Olha, que horror!

— Não olha não! Já pra dentro, minha filha!

Maria, a esposa do infeliz, abriu finalmente a porta para ver o que era. Ele entrou como um foguete e vestiu-se precipitadamente, sem nem se lembrar do banho. Poucos minutos depois, restabelecida a calma lá fora, bateram na porta.

— Deve ser a polícia — disse ele, ainda ofegante, indo abrir.

Não era: era o cobrador da televisão.

Fernando Sabino

É preciso ser feliz pra ter alguém e não ter alguém pra ser feliz. pois se você precisa de alguém pra ser feliz, és apenas um dependente.

Desconhecido

O que falta é vontade política para mobilizar recursos a favor dos que têm fome

Josué de Castro

Devemos amar com intencidade, com verdade, devemos nos entregar por inteiro sem medo de se arriscar, sem medo de demonstrar o que existe de mais sincero e bonito, que é o amor verdadeiro...

Josué dos Santos-ZU

“Mas não é agindo apenas sobre o corpo dos indivíduos, degradando-lhes o tamanho, mirrando-lhes as carnes, roendo-lhes as vísceras e abrindo-lhes chagas e buracos na pele, que a fome aniquila o homem. É também atuando sobre seu espírito, sobre sua estrutura mental, sobre sua conduta social.
No estudo da influência da fome sobre o comportamento humano devemos considerar, em separado, a eventualidade da fome aguda das épocas de calamidades e a da fome crônica, latente ou específica.
Nenhuma calamidade é capaz de desagregar, tão profundamente e num sentido tão nocivo, a personalidade humana como a fome, quando atinge os limites da verdadeira inanição. Fustigado pela necessidade imperiosa de comer,o homem esfomeado pode exibir a mais desconcertante conduta mental. Seu comportamento transforma-se como o de qualquer outro animal submetido aos efeitos torturantes da fome(...). - 1957

Josué de Castro