Pós Venda

Cerca de 741 frases e pensamentos: Pós Venda

É um péssimo cozinheiro aquele que não pode lamber os próprios dedos.

William Shakespeare

"Posso pegar meu telescópio e ver milhões de quilômetros de distância no espaço; mas também posso pôr meu telescópio de lado, ir para o meu quarto, fechar a porta e, em oração fervorosa, ver mais do Céu e me aproximar mais de DEUS do que quando estou equipado com todos os telescópios e instrumentos do mundo"

Isaac Newton

Quando olho uma criança ela me inspira dois sentimentos, ternura pelo que é, e respeito pelo que posso ser.

Jean Piaget

Cada pessoa, todos os fatos de sua vida ali estão porque você os pôs ali.... O que fazer com eles cabe a você resolver....

Richard Bach

"Que sorte a nossa!
Nesse mundo há tanta gente,
E a vida me pôs ao seu lado"

Nando Reis

Corremos sem preocupação para um precipício, após termos posto uma venda para o não poder ver.

Blaise Pascal

Infelizmente só posso comprar o que está à venda, senão há muito tempo que teria comprado um pouco de felicidade.

J. Paul Getty

Toda venda tem cinco obstáculos básicos: falta de necessidade, falta de dinheiro, falta de pressa, falta de desejo e falta de confiança.

Zig Ziglar

Leve com você apenas o que combina e cabe na sua nova etapa de vida. O que sobrar, venda, ou melhor ainda: doe.

Martha Medeiros

Para a mercadoria de venda difícil é preciso que se atraia o comprador; mercadoria boa facilmente encontra comprador.

Plauto

"Eu só quero ser feliz e viver tranquila. Eu só quero fazer minhas coisas da melhor maneira possível e ter um moço bonzinho que me leve ver o pôr-do-sol no fim de tarde."

Tati Bernardi

Natal

Que é o Natal, senão um misto de amizade e amor
Amor repartido pela família, pelos amigos, todos aqueles que estão connosco, em todos os momentos da nossa vida, bons e maus, que se regozijam com a nossa felicidade e se entristecem com a nossa desventura.
Em suma Natal é amor, carinho e também tristeza pelo sentimento de perda, ausência de entes queridos falecidos.
Amor e dor que nos transportam à alegria e às lágrimas, à antítese da vida.
Vivamos pois, rodeados de quem nos faz feliz e afastados dos espíritos crueis.
Urge reproduzir o espírito de Natal aos outros 11 meses do ano e erradicar a pobreza e a guerra, senão a bélica, pelo menos a guerra interior dos nossos corações.
Feliz Natal

Cidália Pós de Mina

"A chave da capacidade de vendas não esta na venda de coisas, mas na venda de soluções"

John H. Patterson fundador da NCR (National Cash Register) - 1884

Há mulheres que se encontram à venda e jamais conseguiriam dar-se.

Sébastien-Roch Chamfort

Depressão pós-nada: Nada te aconteceu, mas você fica deprimido mesmo assim.

Caio Augusto Leite

Faça da pedra de tropeço, um degrau de subida. Transforme cada fato negativo, em uma experiência positiva.

Bruce Lee

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

Alphonsus de Guimaraens

"Assim como você

Nem tão fria, nem tão doce. Meio-termo.
O previsível e o inesperado. A possibilidade.
Sou sorriso por nada e lágrima no fim.
Sou sonhos pensados e objetivos advindos do sonhado. Certezas e dúvidas, mas convicções.
Sou carinho. Sou apoio, mas não sei perdoar.
Sou lealdade. Sou sinceridade, mas sei como interpretar.
Sou a gota d'agua. Amiga fiel e inimiga declarada.
Sou equilibrada. Sou a repreensão. Sou descontrolada. Sou a consolação.
Sou a dona da verdade que nem sempre tem razão.
Sou orgulho. Sou vaidade. Sou cinismo.
Sou realismo exagerado e universo paralelo. Sou o pé no chão e a realidade inventada.
Sou prolixa. Sou direta. Sou adaptável e inflexível.
Sou ironia. Sou hipérbole e eufemismo. Sou paradoxo.
Sou insanidade e sensatez. Indignação e indiferença. Passividade e obstinação. Sou ponto final. Sou interrogação.
Sou as entrelinhas. Sou a contramão.
Sou única e apenas mais uma em meio a multidão."

Michelle Lopes.

EU ACREDITO

Aprendi que fazendo um gesto de solidariedade
À impunidade não tem vencedores
E posso ser a única a trabalhar em um projeto
Mas se eu acreditar, terei apoio de muitos
Se eu fizer a minha parte.
Cada um de uma maneira simples fará a sua.
E se eu desejar mudar a história nunca estarei sozinha
E se eu tiver a humildade de pedir ajuda
Milhares vêm ao meu auxilio
Podemos juntos acreditar em dias melhores, em pessoas melhores.
E juntos construir um mundo melhor
Sou sonhadora?
Não, faço parte desse mundo que vivo.
E desejo ele cada dia melhor
Meus filhos fazem parte dele
E quem sabe contar a história para meus netos que nós mudamos
Porque aprendemos a trabalhar juntos
Para a construção de uma vida melhor
Uma vida mais digna, mais humana e mais solidária.

Tekinha ( Tereza Cristina Saraiva )

ME ENCANTE

Me encante da maneira que você quiser, como você souber.
Me encante, para que eu possa me dar…
Me encante nos mínimos detalhes.
Saiba me sorrir: aquele sorriso malicioso,
Gostoso, inocente e carente.

Me encante com suas mãos,
Gesticule quando for preciso.
Me toque, quero correr esse risco.

Me acarinhe se quiser…
Vou fingir que não entendo,
Que nem queria esse momento.

Me encante com seus olhos…
Me olhe profundo, mas só por um segundo.
Depois desvie o seu olhar.
Como se o meu olhar,
Não tivesse conseguido te encantar…

E então, volte a me fitar.
Tão profundamente, que eu fique perdido.
Sem saber o que falar…

Me encante com suas palavras…
Me fale dos seus sonhos, dos seus prazeres.
Me conte segredos, sem medos,
E depois me diga o quanto te encantei.

Me encante com serenidade…
Mas não se esqueça também,
Que tem que ser com simplicidade,
Não pode haver maldade.

Me encante com uma certa calma,
Sem pressa. Tente entender a minha alma.

Me encante como você fez com o seu primeiro namorado…
Sem subterfúgios, sem cálculos, sem dúvidas, com certeza.

Me encante na calada da madrugada,
Na luz do sol ou embaixo da chuva….

Me encante sem dizer nada, ou até dizendo tudo.
Sorrindo ou chorando. Triste ou alegre…
Mas, me encante de verdade, com vontade…

Que depois, eu te confesso que me apaixonei,
E prometo te encantar por todos os dias…
Pelo resto das nossas vidas!

(Não é de Pablo Neruda)

Silvana Duboc